*Destaque Combustíveis Manutenção

Carro com consumo elevado: o que fazer?

carro-consumo-custos-2 Carro com consumo elevado: o que fazer?

Com os preços dos combustíveis cada vez mais altos, soluções para diminuir o consumo do veículo são sempre bem-vindas. Há uma série de dicas que podem ser levadas em consideração para diminuir o consumo ou até corrigir o problema de consumo elevado em automóveis, o que inclui manutenção no conjunto mecânico e até alterações no modo de condução.



Entre os principais componentes que devem ser revisados para diminuir o consumo de combustível está o conjunto de pneus e rodas. Eles devem estar sempre calibrados seguindo a recomendação de pressão do fabricante, que normalmente pode ser encontrada em uma etiqueta posicionada na parte interna da porta do motorista ou até mesmo no manual do proprietário.

Além disso, as rodas e pneus devem estar alinhados – o indicado é fazer o alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros ou num intervalo ainda menor caso o automóvel enfrente constantemente trechos mais acidentados, como ruas muito esburacadas. Ficando de olho nestes componentes, o consumo de combustível pode ser reduzido em até 20% (dependendo a situação dos pneus e rodas que era apresentada, obviamente). Afora a redução no consumo, pneus/rodas bem alinhados e calibrados contribuem para uma maior segurança e conforto do motorista e ocupantes.

Já na parte da motorização, o filtro de ar, que tem como função separar e eliminar as partículas do ar aspiradas pelo motor, também deve ser checado a cada 10 mil quilômetros rodados. Neste caso, quando em situação bastante precária (com excesso de sujeira, por exemplo), o componente pode não desempenhar função e prejudicar a entrada de ar do motor. Isso, é claro, acaba acarretando em um maior consumo.

chevrolet-onix-joy-motor-NA-1 Carro com consumo elevado: o que fazer?

O filtro de combustível, que retém as impurezas do combustível antes de ele ser mandado para o motor do veículo, também deve ser inspecionado e substituído num intervalo de 10 mil a 15 mil quilômetros. Com o aumento de “sujeiras” retidas da gasolina ou do etanol, ele pode ficar entupido, influenciando diretamente na mistura de ar e combustível e, consequentemente, aumentando o consumo do carro.

Outro item que deve ser considerado são as velas de ignição, que são responsáveis por gerar uma faísca dentro da câmara de combustão para dar início à queima da mistura ar/combustível. Sendo assim, elas desempenham um papel bastante importante no motor de um veículo. Na maior parte dos automóveis vendidos no mercado nacional, as velas devem ser inspecionadas a cada 10 mil km e substituídas se apresentarem qualquer problema.

As velas têm prazo de validade e, quando se encontram em seu “fim de vida”, provoca uma queima irregular na câmara de combustão. Isso acaba influenciando diretamente no aumento do combustível injetado.

Ainda falando sobre motor, é sabido que eles contam com uma temperatura ideal de funcionamento. Caso esta temperatura esteja muito acima do ideal, o motor acaba perdendo potência, o que resulta num aumento do consumo de combustível. Para evitar este problema, faça a revisão e manutenção periódica do sistema de arrefecimento do motor do seu carro, que inclui componentes como válvula termostática, mangueira e interruptores. A revisão deve ser realizada também a cada 10 mil km.

carro-consumo-custos-1 Carro com consumo elevado: o que fazer?

O óleo do motor do carro é outro componente que pode prejudicar o consumo de combustível do carro. Em caso de óleo de má qualidade ou vencido, há um aumento do atrito interno das peças do motor. Faça a substituição do mesmo nos prazos recomendados pelo fabricante, seguindo as especificações contidas no manual do proprietário.

Há também o escapamento. Caso ele esteja furado, por exemplo, o seu carro certamente irá fazer mais barulho e também pode apresentar falhas e aumento do consumo de combustível. Os motores dos carros funcionam com uma taxa de contrapressão dos gases, que pode ser alterada em caso de danos no sistema de escape. Isso pode provocar falhas na marcha lenta e, consequentemente, prejudicar o consumo do veículo.

E já que o assunto é combustível, ele também entra na lista para reduzir “o seu próprio consumo”. Fique de olho no posto de combustível em que você abastece o seu carro. Desconfie caso o preço esteja baixo demais, fugindo do padrão dos demais postos da sua cidade e/ou região. Isso pode ser um grande indício de que o combustível é adulterado, o que pode provocar um aumento de expressivos 30% no consumo de combustível, além de gerar falhas no funcionamento do seu carro.

Já a respeito dos hábitos de dirigir, é importante ficar atento a alguns pontos. Um deles é dosar o seu pé no acelerador. Caso você tenha o costume de pisar fundo em arrancadas, por exemplo, é bastante provável que o consumo de combustível seja bastante elevado – neste caso, o carro eleva a entrega de potência e torque do motor, resultando diretamente num aumento no consumo.

volkswagen-golf-variant-14-tsi-flex-NA-15 Carro com consumo elevado: o que fazer?

Fora isso, andar com o ar-condicionado sempre ligado acaba aumentando significativamente o consumo de combustível do seu automóvel. É claro que esse equipamento faz bastante diferença, sobretudo em dias quentes e até mesmo em dias frios, e é um item de conforto indispensável em qualquer carro. No entanto, o ar-condicionado pode provocar um aumento de 20% no consumo do carro.

Como alternativa, opte por andar com os vidros abertos dentro da cidade (analisando sempre, é claro, na sua segurança). No entanto, em velocidades mais altas, principalmente em rodovias, o ar-condicionado volta a ser considerado. Janelas abertas podem aumentar a resistência do ar e fazer com que seu carro consuma ainda mais combustível.

Outro ponto que deve ser observado é o peso que o seu veículo está carregando. Qualquer aumento de peso no carro vai aumentar o esforço do motor para move-lo e, com isso, provocar um aumento considerável no consumo de combustível. Sendo assim, carregue somente o necessário em seu carro para evitar surpresas desagradáveis no bolso.

Há uma série de outros hábitos de condução que podem ser mudados para ajudar neste ponto. Para finalizar, caso você tenha o costume de colocar o carro em ponto morto (neutro) em uma descida, por exemplo, pare agora! Essa prática não diminui o consumo de combustível de uma maneira expressiva, já que o motor continua em funcionamento. Além disso, com a ausência do freio-motor, você provavelmente irá usar os freios mais frequentemente, podendo gerar um superaquecimento dos mesmos. Faça isso somente em congestionamentos, por exemplo.

  • Bernardo

    Faltou comentar sobre a qualidade péssima dos nossos combustíveis… Sei nao, mas no meu ponto de vista, carro flex foi criado só para aceitar essa aberração de combustíveis batizados…

    • Davyson Costa

      Concordo! E triste é ver quando a mídia especializada comenta sobre algum carro que (ainda) não tem motor flex “Ponto Negativo: Infelizmente ainda não tem versão com motor flex “.

    • th!nk.t4nk

      Acho que é o único lugar do mundo onde é normal recomendarem a troca do filtro de combustível a cada 10 mil km. Imagina quem anda isso em 1 a 3 meses. Vira amigo do mecânico.

    • Zé Mundico

      Realmente, carro flex é uma farsa. Na verdade é um motor a álcool “adaptado” para queimar gasolina. Resultado, consome alto os dois combustíveis.
      Até agora tenho resistido e só tive carros a gasolina nos últimos anos. Já tive Bora, Ranger, CRV, 408 e agora Outlander, todos a gasolina e econômicos dentro da minha conveniência e necessidade.

      • ViniciusVS

        Não estamos mais em 2003, até o trio alemão já tem motores Flex…

        • Zé Mundico

          Por imposição do mercado local. Lá fora não rola essa presepada.

      • José Antonio Dos Santos Barbos

        Uma vez peguei uns slides de engenharia bastante interessantes sobre o carro flex, e porque ele, em teoria, seria pelo menos 15% mais beberrão que um feito exclusivamente para um combustível. Basicamente, além dos problemas de uma taxa de compressão ótima, complica-se muito o uso do próprio combustível na refrigeração da câmara de combustão. E todo o lugar onde morei sempre teve a linha que o etano custava PELO MENOS 70% da gasolina. Logo, nunca fez sentido, exceto de ser um carro que consegue se adaptar razoavelmente a combustível batizado.

        • João Cagnoni

          Eu tenho um C4 2.0 somente a gasolina, é nítido como o carro ficou gastão quando virou Flex. O meu é muito econômico, mesmo com 1400kg e o câmbio de 4 marchas.

          • José Castro Neto

            João tive um C4 Pallas mono e MT, e depois um Pug 308 2.0 flex e MT. Diferença absurda entre os dois carros mesmo tendo o mesmo motor e trem de força . O 308 passava longe do C4 nas médias. Era 530km na estrada contra 700 km nas mesmas condições tocadas.
            Fazer 12,5 km/l era suado, andando sozinho e regranão o AC. O Pallas era 13,5 na estrada com AC e 3 ocupantes e andando até mais um pouco rápido.
            Flex é pura enganação

            • João Cagnoni

              Isso é verdade… Comparando consumo com outros donos, não resta dúvida, o Flex gasta bem mais. Outra curiosidade é que o AT gasta bem mais na cidade (faço 7~8 km/L com AC), mas na estrada tem as mesmas médias que o MT (faço entre 13~16 km/L entre 100 e 120 km/h) no plano, na estrada é mais econômico que um Palio Flex 1.0 que eu já tive aqui em casa (o Palio ainda tem metade do peso e metade da potência). O bom do flex é o “gás” a mais do etanol, o C4 2.0 Flex tem quase 10% a mais de torque (21,6 kgfm), mas dizem que o consumo do AT Flex na cidade é 6 km/L.

              • José Antonio Dos Santos Barbos

                Na verdade um automático moderno, que trave a marcha para anular o problema do conversor de torque (existe um nome para isto que agora não lembro), tende a ser tão ou mais econômico que um manual na estrada, especialmente porque permite um maior escalonamento de marchas. Hoje já é comum termos câmbios automáticos de 6 marchas, enquanto muitos carros manuais não os tem, mesmo quando voltados para a economia. 9 marchas, então, é algo impensável para alguém ficar trocando a toda hora. O meu carro tem exatamente este comportamento. Um consumo muito alto na cidade, e compatível com meus outros carros manuais na estrada, até mais econômico.

                • João Cagnoni

                  Esse recurso chama lockup, até o AL4 já possui. Mas tudo depende do projeto e podem existir câmbios de 4 marchas mais econômicos que um de 6, veja o caso do Sandero RS que tem 6 marchas e o câmbio é bem curto para favorecer as retomadas. É claro que de maneira geral os de 6 marchas são bem melhores, mas não é a única variável. O meu de 4 marchas tem muito buraco, tem hora que o carro gruda no banco e tem hora que parece um Ford Ka Endura com ar condicionado ligado.

                  • José Barbosa

                    é verdade, mas quanto maior o número de marchas mais fácil escalonar adequadamente um câmbio e garantir desempenho x economia.

                    • João Cagnoni

                      Sim, embora eu tenha ouvido dizer que o câmbio de 6 marchas gasta mais na cidade, pois troca mais vezes de marcha e usa menos lockup. Mesmo assim, depois de andar no Lounge eu não quero mais saber de câmbio de 4 marchas rsrs

                    • rafa

                      Isso mesmo, meu cruze 1.8 faz 8,5 cidade (sbc-sp) e 13,5 estrada (sbc – bragança via fernao dias)

          • Lucas Vargas

            Meu pallas fazia 13 km/l na estrada com gasolina 2 passageiros e ar ligado, 2011 flex. 2.0 caixa 4 marchas AL-4

      • Snaro

        Meu pai tem um Focus sedã 2009 (geração anterior à atual) movido só à gasolina, mas ele não consegue mais do que 7 Km/litro na cidade. Hoje até está mais econômico do que na época em que ele comprou zero km. Imagina se fosse flex!

        • Edson Fernandes

          Tenhjo um amigo com um 2013 que é mais economico que o sentra que era apenas a gasolina antes. Curiosamente eu tenho um Fluence que faço médias boas também e é flex.

      • Lucas Vargas

        Eu gosto de ter a opção da flexibilização de combustível no meu carro (c4 lounge) 1.6 THP, mesmo que isso implique em um pouco mais de consumo, pois em viagens o etanol se torna viável, reduz as emissões de poluentes e melhora a performance do carro. Ao exemplo quando você chega com seu carro só a gasolina e a mesma encontra-se a 4,00$ e o etanol a 2,79. Vale muito apena a utilização do derivado de cana, que é o caso da minha região.

    • Leonel

      Na realidade, somos muito inovadores e estamos na “ponta” da tecnologia. Temos carros flex, urnas eletrônicas…atrasados são EUA, Canadá, Europa, estes não tem nada destas tecnologias de ponta…é uma comédia esse país.

      • José Antonio Dos Santos Barbos

        Nós inventamos tecnologias ridículas para nossos problemas. O flex, na verdade, é apenas uma alternativa que a indústria encontrou para a falta de garantia de álcool nas bombas. Quem viveu a crise do álcool nos anos 90 sabe como é complicado. Lembro que meu pai, na época, tinha um veículo à álcool, e tinha a enorme sorte de trabalhar em frente a um dos únicos três postos de toda a BH que ainda vendia.

      • Angelo Lucca

        Quanto ao Flex, nos EUA eles tem o E85. Porém lá as coisas são, digamos, levadas a sério…

      • Daniel

        Os EUA (e varios outros países) tem carro flex há mais tempo que nós… e, eles tbm usam urnas eletronicas…

    • Hodney Fortuna

      Lembrando que ao abastecer seu carro com gasolina, você não coloca esse combustível de forma total e sim parcial já que o mesmo possui apenas 73% de gasolina e 27% de alcool, isso na melhor das hipóteses! É a gasolina mais prejudicial e de alto consumo que existe em todo o Mundo ao meu ver!

  • Pedro Henrique

    se estiver em rodovia rodando a mais de 60 km/h é melhor usar o ar condicionado que a janela… pois o arrasto gerado por esta prejudica mais o consumo do que o ar condicionado.
    tudo depende de pequenas coisas, no dia dia o tipo de direção defensiva ajuda e muito na redução do consumo, e não pode ter preguiça de mudar de marcha e usar o freio motor..

    • GPE

      Errado. Isso apenas qnd vc passa de 120/130, a depender do carro.
      E outra, ninguém anda com as janelas 100% abertas. Passou de 80km/h, dificilmente vc abre mais do q 4 dedos

  • pablorj

    O que fazer? Colocar gnv rs

    • Ou Andar de Bike ou de Moto Biz/CG. rsrsr

    • 1 Raul

      O que fazer? Compre um uno mille, esse não bebe nada!

    • Rafael Santos

      Existem mtos lugares no país que não possuem GNV, então GNV não é solução, é alternativa ( pra nao dizer gambiarra ). GNV só nao é proibido ainda pq nao está disponível para todos. Pois no momento que popularizar e aumentar o número de acidentes por causa dele, a solução será o fim do mesmo.

  • savedog

    TENHO UM TOYOTA RAV 4 2013 SÓ GASOLINA NA ESTRADA FAZ 12,8 KM COM AR LIGADO E 120 A 130 KM/H FAZ MAIS QUE UM CERATO FLEX QUE DIRIGI FINAL DE SEMANA PASSADA FEZ 10,5 NA GASOLINA E ANDANDO A 100 …FLEX É GASTAO TANTO NA GASOLINA OU ALCOOL …..

    • Louis

      Cerato fazendo 10 km/l na estrada com gasolina? O carro deve estar é bixado. Com Corolla, faço mais de 16 km/l fácil. Hoje os flex estão com consumo praticamente iguais aos monocombustíveis. Basta ver que um motor THP monocombustível não é nenhum destaque em economia.

      • savedog

        O CARRO É DE UM AMIGO E ELE É MUITO CUIDADOSO, DEVE SER A MEDIA DO CARRO MESMO….VC FAZ 16 NA GASOLINA ??

        • Louis

          Chego fazer 17, mas na média entre 100 e 110 km/h, com ar ligado moderadamente. Acho que um motorista mais “agressivo” faça uns 15 no mínimo.

          • savedog

            ACREDITO SIM, DEPENDE DO MOTORISTA….PRA NINGUEM ME CRITICAR QUE EU GOSTO DOS TOYOTAS ….OS CARROS JAPONESES SAO MAIS ECONOMICOS QUE OS COREANOS..!!!.

            • bbmp_

              Tudo depende. Posso te falar de alguns veiculos que ja utilizei sempre no mesmo percurso (rodovia com 80km/h de maxima). Honda City 1.5 manual: 13.5km/l, Ford KA 1.0 Rocam: 16.5km/l, Ford KA 1.0 Endura: 17.5km/l, Ford Focus 2.0 Powershift: 14km/l, Hyundai i30 2.0 AT: 13.5km/l, Fusion hibrido: 17.5km/l
              Sempre andando de boa, piloto automatico a 80km/h (quando disponivel).

              • afonso200

                a 80km/h de boa Azera 3.3 2011 faz 13,7 no piloto automatico

              • Edson Fernandes

                Curioso esses consumos. Com um Fluence eu faço 17km/l de média nessa velocidade. Obviamente se houver alguma subida ingrime eu não deixo o controlador de velocidade aumentar o giro, controlo no pé. Mas eu achei acentuado o consumo, principalmente do Honda City e do i30.

                • bbmp_

                  Este consumo nao eh apenas no trecho, mas 80% nele e 20% em cidade. Se for apenas no trecho, baseado no computador de bordo (descontando os erros que eles acusam apos inumeras afericoes), Honda City: ~15.5km/l, Focus 2.0 PS: ~16km/l, Fusion hibrido: ~18.5km/l, i30 2.0 AT: ~15km/l

                  • Edson Fernandes

                    Agora faz muito sentido. Essa média no Fluence vai para 16km/l. Se aumentarmos para 40% de cidade, cai para 15km/l. Se pegar um transito danado nesses 40% pode cair até 12,5-13km/l. (que é o que estava acontecendo nas ultimas vezes em que trabalhei mais distante)

              • GPE

                Teu trecho deve ser mt ruim. Imagino q tenha mt subidas e/ou muitas reduções de velocidade. Pq a 80km/h com piloto at travado, qualquer carro até 2.0 faz mais de 15 na gasolina

                • bbmp_

                  O trecho nao eh ruim, mas o consumo nao eh de 100% na estrada. 80% nela e 20% cidade.

            • GPE

              Ta errado isso. O Cerato é econômico.
              Quem faz 10km/l na gasolina em estrada é carro v6, 2.5 pra frente.

              Ou tinha alcool no tanque ou vc nao zerou o consumo ou dirigiu errado.

          • Zergling

            Ta mal. Com meu Sentra CVT, faço 18.2 KM/l na gasolina andando a 110 kmph

      • Bernardo

        Tenho um Sandero 2012 1.6 8v q só Jesus na causa. O bicho no álcool faz 6,5 KM na cidade. Com ar ligado, transito pesado mesmo, chega a fazer 5Km. Ja fiz de tudo, troquei peças, limpeza de bicos, TBI… Já desisti!

        • Leonardo Balieiro

          Rapaz, temos um idêntico aqui em casa, nas mesmas condições que as suas ele faz 8, 8,5 fácil na cidade. Na estrada faz até 11.
          Tiramos ele zero km e sempre manutenções em dia. Já está com quase 90 mil km.
          Leve o seu em um mecânico bom. Procure uma High Torque perto de você.

          • MauroRF

            Depende de uma série de coisa. Se ficar andando em trânsito muito local, sem pegar um pouco de avenidas, e se a cidade for acidentada, aumenta consumo. Se pegar muito congestionamento, pior ainda. Depende de uma série de fatores. Por exemplo, tenho um Ka 1.0 3 cilindros. Quando fico em uma cidade do interior de SP que tem trânsito até que leve e é uma cidade menos acidentada, com várias avenidas, faço 10 km/l no álcool, até um pouco mais às vezes, porém, onde moro, no ABC paulista, com mais trânsito e terreno mais acidentado, fica entre 8 e 9 km/l. Na gasolina, no ABC, entre 10 e 12 (note que o consumo varia, pois são várias condições, vários horários de uso do carro, tem dia que ando mais com pressa, em outros, não etc.). Falta só eu medir o consumo na gasolina na cidade do interior, chuto que vou conseguir uns 14 km/l.

        • Cássio

          Depende também da cidade em que vc vive. Se tem muita subida e descida, muita valeta e lombada, andando sempre em velocidade baixa, aí não tem santo que ajude!

          • MauroRF

            Foi o que eu disse abaixo. Se fica andando muito em trânsito local, engatando no máximo até a terceira marcha, sem pegar avenidas etc. qualquer carro gastará muito. E se ficar pegando congestionamento então, pior ainda.

        • Pedro Henrique

          que peças trocou? velas, cabo de velas, correia dentada?
          deu uma olhada no filtro de ar e de combustível?
          sensor de temperatura ta ok?
          os pneus são da mesma medida? e são da medida original do carro? estão alinhados e balanceados com pressão correta?
          seu pé é de fada?(evitar acelerar a toa, trocar de marcha correto não segurando marcha, não passar de 2.500.)
          se tudo isso esta correto, então o problema não ta no carro e talvez no ambiente o qual o carro trafega, muito morro, transito muito travado, trajeto muito curto e clima frio ou de altitude…
          não podemos descartar combustível de má qualidade/adulterado, será que o motor não ta com borra não?

          • Bernardo

            Troquei velas, cabos, fiz limpeza dos bicos, do corpo de borboleta, a correia está boa ainda ( 18mil km) ando sempre de boa, mal mal passo dos 3 mil giros, uso sempre pneus de medidas originais(185/65 15). Cheguei a deixar meu carro com meu irmao por 2 semanas, para ver se o estilo de dirigir do motorista faria diferença, mas a diferença foi mínima. Acho que o relevo aqui de Belo Horizonte contribui muito, muita subida, asfalto muito ruim,(sempre mantendo velocidade e marcha baixa). Vi alguns relatos na net do pessoal reclamando do consumo ( sempre do modelo 1.6 8v). Acho que o negócio e trocar o carro…

            • Vladimir Carvalho

              Bernardo, aqui em BH não tem milagre, infelizmente cara! Tenho um Fiesta Rocam 1.6, e trabalhava em Nova Lima, ia sempre pelo Anel Rodoviario (em horários de pico), fazia 10,5 km/l no álcool e tava me achando. Agora rodo com o carro o dia todo, sem ter como escolher trajeto, rapaz, o bicho não faz mais que 6,5 km/l no álcool e 8 na gasolina, só resta chorar! E quando digo que não tem milagre, é pq o Ka 1.0 da minha mãe não passa de 8,5 no alcool! Saudades do meu Mille que era monocombustivel, e fazia incriveis 14 km/l na cidade e 18 km/l na estrada! kkkkkkkk

              • José Antonio Dos Santos Barbos

                Mas o Mille tinha um peso incrivelmente baixo, impossível para ser alcançado hoje por um carro que atenda a padrões mínimos de segurança.

        • GPE

          Consumo normal. Transito pesado faz menos de 7 mesmo. E esse motor 1.6 dele nao presta. É fraco e bebe muito

      • afonso200

        azera 2011 a 80 faz 13.9… a 110 faz 12,4

    • Ejovaste

      Meu Sentra Flex faz 15km/l na estrada com gasolina andando a 100km/h. Andando no modo “geriátrico plus” já fiz até 18km/l. Esse Cerato está gastando muito.

    • André

      Eu faço tipo isso , RAV4 2015, 13,5 km/l , ar ligado .. 120 km/h e 5 pessoas

  • Marcelo Amorim

    Isso tudo em ordem e nao consigo mais que 7 por litro na cidade num i30 2011 automático,praga pra beber.

    • Randy Marsh

      Tenho um v6 2014 e o consumo dele na cidade Beira aos 6 km/l

    • Daniel

      Tá bom ainda kkk. E eu que faço no máximo 7,5 km/l (cidade) num Fiesta Rocam 1.6? Média de velocidade de 25km/h. Só não troquei de carro, pq ando pouco. E a melhor coisa que fiz foi deixar de me encucar com isso, tava ficando doido rs.

      • Matthew

        Esses carros de geração mais antiga são uma praga mesmo, sobretudo os Flex. Tenho um Corsa 1.4 Econo.Flex e na cidade faz uns 10,5 km/l, sendo que na minha cidade o trânsito não eh tão pesado e eu raramente ando nos horários de pico. E sempre dirijo da forma mais econômica possível. Na estrada acho que faz uns 13,0 km/l (gasolina) no máximo.
        Também queria trocar por outro modelo mais econômico, mas falta $$$. O jeito é evitar de andar com ele.

        • Daniel

          Na estrada eu ainda consigo fazer uns 12,5 km/l, mas raramente viajo. Se o meu fizesse 10km/l na cidade tava soltando fogos kkk

          • Matthew

            Na gasolina. Se for no álcool cai pra 8,5 km/l na cidade.

        • Matozao

          Tenho o mesmo, faço 12 na cidade e 14,5 na estrada.

          • Matthew

            Deu sorte então, sempre achei o consumo desse carro absurdo.

            • Matozao

              Direto vejo reclamações dele sobre consumo, seu ta qtos km?

              • Matthew

                90 mil

                • Matozao

                  Ta novo ainda

                  • Matthew

                    Pior que eu já mexi em várias coisas do sistema de combustível pra tentar reduzir o consumo. A tampa da bomba de combustível, a mangueira do respiro do tanque e a mangueira principal mesmo. Subia um cheirão de gasolina em subida que parecia um Fusca afogando kkkkkkkkkk

                    • Matozao

                      Aí é complicado, pelo jeito não tem solução rsrs, meu deu problema com o marcador de combustível ainda não parei pra verificar o valor, apesar que o meu está com 250 mil km

                    • Matthew

                      Nossa, o medidor de combustível é muito sensível à inclinação! Qualquer curva, subida ou descida o ponteiro mexe quase 1/8 hahahahaha. Mas eu cheguei a conclusão que esse lance de consumo é meio que loteria também. Esses dias o pessoal do Top Speed fez um comparativo entre o novo Polo e Gol, ambos 1.0-12v zero quilômetro. Segundo a aferição deles o Gol tava dando 14 km/l e o Polo 17 km/l no mesmo percurso, sendo que o motor é o mesmo.

                      Já um amigo meu tem um Fox 1.6 com 120 mil quilômetros e ele é mó desleixado com a manutenção, o carro engasga durante a aceleração e coisas do tipo. O computador de bordo marca 14 km/l, eu fico p* da vida quando ando com ele. Só se tiver marcando errado, mas é absurda a diferença.

        • Edson Fernandes

          Matthew, eu tive um C3 2008 1.4 flex que era super economico. Não dá para generalizar.

          Era um carro tão economico que eu mesmo nem esquentava com combustivel nele. Mas era comum fazer mais de 10km/l na cidade com transito (e gasolina). Na estrada como eu já sempre dizia e meu pai nem acreditava, era meu comum fazer 17km/l com ele. (andando sempre no limite da via)

          Hoje meu pai com um Versa que tem consumo parecido fica super feliz em poder rodar bem com o carro sem se preocupar com o consumo. Já meu carro atual, um fluence esse nem se compara ao C3…rs

          • Matthew

            Bom, mas aí é que tá. O Fluence é um modelo médio, pesado, com motor 2.0 e transmissão automática. Agora pra um singelo Corsa 1.4 “Econo”.Flex eu acho gastão, sim. Moro em Campinas e aqui o trânsito nem é tão pesado nos trajetos que eu costumo fazer. E os horários também não são dos piores. Acho que o consumo deveria se aproximar do que seria em rodovia, tal como a metodologia utilizada pelo BCWS em que o consumo leve em cidade normalmente supera o simulado em rodovia. Não posso dizer que é totalmente em cidade, pois aqui pega-se muita rodovia. Mas eu diria que dá uns 60% cidade e 40% em pista. Andando pianinho, sem fazer graça, nem nada, dá uns 10,8~11 km/l de gasolina. Acho absurdo.

            • Edson Fernandes

              É alto mesmo. Mas veja que nessa sua situação, era facil eu fazer entre 14 a 15km/l no C3 1.4. (meu normal era no transito de SP na gasolina fazer de 12 a 14km/l).

              O carro era realmente economico mas tem explicação: Era um carro com escalonamento de cambio longo. Como um amigo meu já teve um Corsa 1.4 tbm, te digo que o Corsa era bem mais forte em baixa rotação. MAs ele tbm reclamava do consumo.

              No meu caso nunca me faltou potencia, mas vc precisa se adaptar no tipo de configuração do C3. Onde vc estaria em outros carros em terceira marcha, no C3 vc vai de segunda. Mas o grnade beneficio disso também era o conforto proporcionado pelo silencio a bordo, um dos melhores destaques do C3.

              • Matthew

                Entre 12 e 14 km/l era o que eu esperava de um carro compacto com motor 1.4 litro. Mas como eu disse, acho que carro é sorte também. Às vezes um mesmo modelo com mesma motorização tem diferenças gritantes de consumo. Eu não tenho muita referência pra comparar com o Corsa. Só lembro que um colega de faculdade também tinha um do 1.4 Econo.Flex e depois trocou num Astra dos últimos produzidos (140 cv). Ele falou que não era de ficar calculando o consumo do carro, mas por outro lado não tinha notado grande diferença de um pra outro.

                Pessoal do Top Speed mesma coisa quando comparou um Gol com o novo Polo, ambos 1.0 MPI. A diferença é de 3 km/l em favor do modelo mais recente. Na avaliação do Highline 200 TSi o Eduardo disse que ficou decepcionado com o consumo comparado ao Up que ele tem na família.

                • Edson Fernandes

                  Ah…. mas tbm… um é manual e o outro é automatico. O ganho de torque adicional vai compensar as perdas do cambio e claro, vai manter o carro andando bem.

                  • Matthew

                    Bom, mas no caso do Gol era a mesma motorização e câmbio e a diferença foi significativa.

        • GPE

          Tu faz 10,5 na gasosa e ta achando ruim? Ta bem dentro da média. Um 3 cilindros 1.0 moderno faz 13. Entao ta muito ok o teu consumo

          • Matthew

            Como eu falei pro Edson, faço trajetos bem tranquilos em relação ao trânsito e horários que eu ando com o carro. Considerando que pego pouco trânsito, na minha cidade é comum fazer alguns trajetos em rodovia e/ou avenidas amplas, que tenho um estilo de direção que visa a maior eficiência possível e de se tratar de um motor 1.4 apenas acho 10,5 km/l bem puxado. Se fosse um motorista mais descuidado ou que abusasse mais do acelerador e tivesse percursos em locais de maior trânsito, essa média baixaria fácil pra 8,5~9 km/l. Todos os meus amigos que moram aqui também falam em média entre 12 e 14 km/l. Essa geração do Corsa tem um consumo horroroso. Aliás, a maioria dos carros da GM tem fama de beberrão.

      • MauroRF

        Esse motor é bom para andar na cidade no quesito torque. Como você anda pouco, nem compensa trocar. Nem encuca mesmo, como anda pouco, pode ficar tranquilo. E esse consumo é na gasolina ou no álcool? Se for no álcool está bom sim, já que anda pouco. Se for na gasolina, aí sim está meio alto. Se bem que esse Rocam é um motor nada econômico mesmo.

        • Daniel

          É na gasolina sim e 100% na cidade. O Cruze 1.8 automático do meu pai é mais econômico kk

      • Pedro Henrique

        tivemos um rocam em casa já, 1.0 e puts carro ruim, andava nada e gastava horrores… parecia se arrastar
        e se você anda pouco o consumo tende a piorar já que o carro mal esquenta
        hoje eu reclamo do up fazendo 13.8 cm gasolina dentro da cidade transito pesado kkkkkk

        • Daniel

          O Fiesta Rocam 1.0 tem o desempenho horrível. Se quiser que o carro ande, só acima de 4000rpm, daí o consumo vai lá cima. O up! é um bom carro, quase fechava um TSI por 42k, na época do lançamento. Hoje o preço tá proibitivo.

          • GPE

            Péssimo carro. Na estrada a 120 por hora bebe mais q civic 2.0 e bmw 320i turbo

        • Edson Fernandes

          Pedro, o rocam 1.0 é terrível!

          Minha irmã teve um ka 1.0 com ele. Foi o primeiro carro na vida que eu vi o ponteiro mexer em movimento! Claro que todos mexem esse ponteiro, mas era suave… no ka o bichinho era bravo! nunca tinha visto isso!

          Pela performance, eu nunca compraria um ka 1.0 rocam…rs

      • Antonio_Brust

        Tenho um Ford com motor Rocam 1.6 também. É uma praga pra beber, não tem como fazer nada.

    • Leonardo Balieiro

      Mas o consumo do i30 automático (1 geração, câmbio 4 marchas) na cidade faz isso mesmo. Estou pesquisando muito pra comprar um, só desisti porque ele não é flex e em alguns lugares se compensa muito colocar Etanol. Aqui o etanol está R$ 2,32 e gasolina R$ 3,99.
      Fora que depois do aumento do percentual do etanol na gasolina, esses motores só a gasolina vão sofrer a longo prazo.
      Fora isso, é um carrão, o melhor na sua faixa de preço, sem dúvidas nenhuma. Sempre fui apaixonado por um, mas isso me fez desistir dele. Infelizmente.

      • Kadu_CE

        eu tive um i30 manual.. fazia 9km/l com ele na cidade. Amava o carro. N peguei o at por conta do consumo.

    • bbmp_

      Tenho um i30 tb automatico 2.0. Na cidade faz 9 e na estrada 13. Mas isso se andar de leve. Pisando ele fica nos 5 na cidade e 9 na estrada.

    • Diego Franco

      Tenho uma Captiva v6 3.6 e faz 4 km/L, TB uma BMW 328i e36 q faz 5.5 km/L ambos no trânsito da cidade.
      Minha esposa tem um Nissan Livina x-gear 1.8 4 marchas q faz 7.5 Km/ na cidade.
      Disso tudo posso dizer, cavalo anda, cavalo bebe.

    • FearWRX

      Automático de QUATRO marchas, 2.0 e 1.200 kg, queria o que? 22 km/l?
      É cada um…

      • Marcelo Amorim

        Queria 35 km/l.
        É cada um…

    • PEDAORM

      To nessa média num Focus 1.6 2014, carro pesado para o Motor, acabo tendo que pesar o pé. No caso do i30, acho que culpa é do AT4.

      • Angelo Lucca

        Sempre ouvi dizer isso… que o Focus 1.6 bebia tanto quanto o 2.0 pelo peso do carro… Tenho um 2.0 MT e consigo médias de 11 a 12 aqui na cidade de SP, porém pego muito marginais… Se rodar pelo trânsito do centro, ai fica nos 10 ou 10,5…

        • Edson Fernandes

          E pensar que um amigo meu com um FOcus 2.0 MT fazia 5 a 5,5km/l na gasolina… aquele me assustava. Qdo eu disse que eu achei que bebia muito, ele disse ser normal pra ele. Até ele comprar um Tiida para a esposa e fazer o dobro do consumo…rs

          • Angelo Lucca

            Vai muito de quem dirige mesmo… carros considerados econômicos com uns motoristas podem ser gastões com outros e vice versa… acho que única “unanimidade” por assim dizer, seria o Cruze AT… esse ninguém consegue fazer ser econômico…

            • Edson Fernandes

              Acredite… meu amigo andava muito na boa com o Focus dele. As trocas ocorriam sempre em regime de 2000 a 2300rpm.

              • Angelo Lucca

                Sei lá… é complicado… Todos os meus carros eu sempre consegui que fossem bem econômicos… antes do Focus, tive um Punto 1.4 que fazia 12 na gasolina tb, porém no álcool, não conseguia mais que 7,5… já um Palio 1.0 conseguia 10 no álcool e 14 na gasolina…. sempre nesse mesmo trajeto que faço ainda hoje.

          • Angelo Lucca

            O dono anterior do meu carro, fazia 6,0 no álcool e dizia que gasolina não compensava… eu consegui já na primeira média fazer 7,5 com trânsito pesado… depois algumas vezes cheguei até 8,5 com trânsito que pego hj… testei uma vez a gasolina e com essas médias que consegui, não volto mais pro álcool.

    • Esquilo Tranquilo

      Claro que o 2.0 tem peso nisso, mas o verdadeiro vilão seria o cambio AT4, o escalonamento de marchas dele é horrível, já andei em alguns assim e tem horas que ele parece indeciso sobre qual marcha “engatar”, e falta aquela ultima marcha de overdrive, pra jogar o giro lá embaixo.
      Pode deixar tudo no mais perfeito estado, não vai ter muito o que fazer…

  • Louis

    Tem gente que não sabe dirigir e depois reclama do consumo, sai acelerando feito louco na saída do semáforo, saída de lombada… Sinal fechado lá na frente e o cidadão acelerando, pra frear bruscamente logo em seguida.

    • É o que mais vejo kkkk fico rindo

    • afonso200

      arranca de um semaforo com vontade pra chegar freiando brusco no semaforo la da frente. eu levo de boa, freio motor do cambio AT vai segurando, quando ve o proximo semaforo abriu e continua a vida

  • Filipo

    Simples, vende o beberrão e compra um com motor moderno.

    • Ou compra uma Bike rsrsrsrs

    • MauroRF

      Depois de ter comprado o Ka 3 cilindros, vai ser difícil eu querer comprar carro mais gastão, sobretudo com esses preços altos dos combustíveis. A única coisa que me desapontou no carro foi ver o crash test semana passada, mas estou gostando do carro sim.

      • João Cagnoni

        Se eu tivesse que optar entre um Ka manual fazendo 20 km/L ou qualquer carro automático fazendo 10 km/L, eu escolheria a última opção.

        • José Antonio Dos Santos Barbos

          Estou na mesma linha. Para mim carro manual está fora de cogitação.

        • Edson Fernandes

          MAs aí é uma necessidade. Eu entendo a necessidade do Mauro. Pois pra mim hoje apesar de ter um automatico e não querer sair dessa opção, eu sofro qdo pego transito não pelo consumo, mas pelo tamanho do carro. Além dos demais serem bem agressivos na cidade.

          Não vejo a hora de me mudar para o interior que aí sim me sentirei mais tranquilo de ter o carro que eu tenho.

          • João Cagnoni

            Mas eu não pego trânsito… hehehe

            • Edson Fernandes

              Aí é sua realidade. Dá para se dar a escolha de optar por um carro menos economico, ainda que seja mais seguro.

              • João Cagnoni

                Eu tentei te adicionar no Face novamente (eu havia deletado a minha conta), mas não está aparecendo a opção… Se der, me adicione: /joaocagnoni – vou te mandar algumas fotos do consumo que obtive essa semana (15.5 km/L com um pouco de trecho urbano). Automático tem o mesmo consumo de manual na estrada.

                • Edson Fernandes

                  Te adicionei, me aceita lá.

                  Eu não fico mais tanto de olho no consumo (tenho rodado pouco com o carro pois estou fazendo home office, então são rodagens dona-de-casa nada bons para consumo), mas tbm sem transito aí muda o aspecto de consumo né? rs

  • Andre Albuquerque

    Tenho um Siena Fire 1.0. Faz 8.5 na cidade e 11 na estrada. Carro 1.0 é balela. (só guizulina)

    • Matthew

      Gasolina ou álcool?

      • Andre Albuquerque

        Só gasolina

        • Guilherme86

          Carro da FIAT não pode passar de 110 km/h, tenho um e sei como é… Jà fiz na GASOLINA mesmo trecho 12,5 e 16,0 velocidades diferentes, e no Álcool 9,5 e 12,0…

    • João Cagnoni

      Esse carro só é econômico se vc andar bem devagar e pisando no máximo 30%, mas ai vc vai atrapalhar o trânsito e levar buzinada. Mas não é o pior 1.0, experimente andar no Ka ou Fiesta de geração anterior.

      • Edson Fernandes

        De consumo não tem pior, mas de performance os rocam são ruins mesmo (1.0)

  • Ricardo

    Velas a acada 10 mil, estão malucos!

    • Cássio

      É porque derrete a cera!

    • Louis

      Meu carro que usa vela comum, já rodo há mais de 60 mil km com elas. E tem os carros com velas especiais, que rodam mais de 100 mil km.

      • afonso200

        azera com velas Iridium, 150mil km, e vao até 200mil, a cada 30mil km, mando tirar o coletor de admissao pra verificar as 6 velas…. limpar a rosca pra elas nao emperrarem no cabeçote

        • Angelo Lucca

          Eita! e isso tá no manual de manutenção? Que eu saiba, as velas iridium se troca de 100 em 100 mil kms… Embora tenha trocado as do meu carro com 97mil e elas ainda pareciam novas… Mas como estava no manual eu troquei.

          • Edson Fernandes

            É isso mesmo, vc está certo. Vai deixar até 150000km… vc vai ter surpresa e vai ferrar cabo de vela, vela e bobina. E no V6 são sempre mais… (e é facil manter e barato um Azera hein)

            • Angelo Lucca

              Eu acho que sai mais caro essa verificação de 30 em 30 mil do que comprar as velas e tricar com 100 mil…

              • Edson Fernandes

                Para vc ver: A vela do Fluence é de platina.

                Eu tive problemas com bobina aos 76000 e 82000km. Diante disso, vou deixar de trocar antes da hora sem pensar em horas de uso do carro? (o carro tem 6 anos e peguei ele com 4 anos e 39000km. Imagine o quanto disso foi em transito?)

                • Angelo Lucca

                  Eu paguei 200,00 no jogo de 4 velas e mais 15,00 pro mecânico trocar pra mim, pra eu rodar 100 mil kms pela média que rodo de 20 mil por ano, creio que, em 5 anos gastar 215,00 com isso tá barato demais…

                  • Edson Fernandes

                    Muito barato! Essas velas do Fluence não são baratas! R$300 o jogo.

                    Mas o que pega é a bobina. Original é R$350 CADA (são 4 e eu achei numa promoção de concessionaria por R$250). Mas faz parte.

                    • Angelo Lucca

                      Eu comprei no mercado livre, a loja ainda é especializada em Ford… chama ford tem… essas bobinas são caras mesmo… ainda bem que duram bastante… o meu são 4 tb… espero que não deem problemas até eu trocar de carro…
                      Aliás estou pensando em pegar um Lancer GT 2014 CVT… vc que é moderador por aqui… já viu alguma reclamação? Pois o que escuto é todo mundo falando bem, só preciso ver o consumo se não vai apertar muito em relação ao Focus… se conseguir fazer uns 10 já vai estar de boa…

                    • Edson Fernandes

                      Do Lancer, ele é um bom carro.

                      Já foi a epoca que reclamavam de aquecimento na transmissão. Dá para comprar tranquilamente. Só fique ciente que além de ter pneus de perfil baixo, a roda é aro 18″ e ele é baixo. É um carro bem duro inclusive, mas é um bom produto. Se eu fosse te recomendar uma versão, te diria para adquirir a GT porque tem o pacote mais equilibrado de série. As versões mais baratas são bem simples e mal equipadas.

                      Mas isso eu te digo até de amigos além do que vejo por aqui. É um carro como qualquer mitsubishi: Não dá manutenção mas as peças de manutenção são mais caras na rede de concessionários (exceto o oleo do CVT que é barato)

                    • Angelo Lucca

                      É isso mesmo… vou pegar um GT… pois quero um AT com teto. Já pesquisei muito e o único problema crônico que vejo falarem é sobre o aquecimento do CVT, embora os 13/14 já venham com o cooler de fábrica, minha irmã tem uma Outlander 2.0 2015 e quando ando com o carro dela e uso as borboletas pra andar um pouco mais forte, sinto que começa o zunido característico… acho que o radiador atenuou, mas não eliminou totalmente, enfim, nem vou correr com o carro, pois precisa ser econômico pelo tanto que ando diariamente… Valeu!

                    • Edson Fernandes

                      Qtos km tem o dela? A ideia e recomendado é trocar a cada 40000km o oleo. Se está com ruidos antes disso, aí não deveria estar ou então ela roda muito pouco o que degrada o oleo.

                    • Angelo Lucca

                      Esta atualmente com 64 mil… Mas foram feitas as revisões na concessionária, a próxima é com 70 mil ou em Janeiro… o que chegar primeiro… Vou falar pra ela dar uma questionada na revisão… A garantia do carro acaba em Janeiro, portanto se tiver que trocar ela troca ou espera vencer e troca fora que sai bem mais barato… Vamos ver…

                    • Edson Fernandes

                      Olha… já te antecipo, não está previsto troca do oleo na revisão e sim apenas uma averiguação. Sugiro solicitar a troca do oleo.

                    • Angelo Lucca

                      Ahhh. blz! Vou pedir pra ela ver, caso fique caro, troco em oficina independente… tenho um bom mecânico aqui em sp… vou ver com ele… Valeu amigo!

      • João Cagnoni

        Corolla usa platina, não é comum.

        • Louis

          Falo do Peugeot, o Corolla é do meu pai hehehe

        • Edson Fernandes

          Fluence e Sentra tbm viu.

  • yurieu

    Como pode uma notícia que fale sobre economizar sugere em todos os tópicos gastar mais dinheiro?Aí vão os verdadeiros métodos de economia de combustível:
    – se mude para qualquer outro país;
    – venda o carro e ande pé;
    -Compre um veículo com direção mecânica, duas portas, sem ar condicionado, sem vidros elétricos;
    -retire os tapetes, estepe, caixa de ferramentas e torça para não ser pego pela polícia;
    -Não carregue a sogra, peça a esposa para emagrecer, se possível perca peso também.
    -Compre um tambor plástico, abasteça, corra para casa, esvazie o tanque no tambor e complete com água. No dia seguinte, esvazie a água com etanol e quando mudar a cor, tape que é a gasolina purificada.

  • João Cagnoni

    Na maioria dos casos, a culpa é do motorista.

  • Luiz Pereira

    Entre todos os fatores citados o mais importante é a forma de dirigir. Quem anda rápido, acelerando e freando bruscamente, tem médias de consumo até 50% mais altas. Dirigir com suavidade e dentro dos limites de velocidade é uma maneira garantida de reduzir o consumo.

    • Supernescau

      Concordo com a dica mas não concordo com o valor. A diferença entre a minha esposa (primeiro exemplo) e eu (segundo exemplo) é de 1 km/l (de 7 no caso dela, para 8 no meu caso). Ou seja, uma diferença de 15%.

      • Luiz Pereira

        No meu entendimento a diferença depende de muitos fatores, inclusive da potência do veículo em questão. Durante um tempo “compartilhei” com meu irmão um Gol 1.0 16v Turbo (na época isso era um belo carro). Ele sempre dirigia com o pé embaixo, acelerando e freando bruscamente, e eu dirigia tranquilo. Comigo o carro fazia 10 a 11 km/l na cidade, com ele nunca passava dos 7 km/l. Atualmente uso esporadicamente um Jeep Compass a diesel que pertence ao meu pai. Dirigindo agressivamente, a média não passa de 8 km/l cidade. Dirigindo do meu jeito, tranquilo, chego fácil aos 11,5 km/l (dados do computador de bordo). Nos dois exemplos temos carros relativamente potentes, que consomem bem mais quando exigidos.

  • Cosi fan Tutti

    Mais fácil vende e comprar um carro mais economico.

  • Esquilo Tranquilo

    Faço 11,7 na gasolina no ciclo urbano estrada com meu new fiesta, pra mim tá bem bacana.

  • André

    Eu também acho que o motor flex não faça muito bonito. mas no meu caso estou satisfeito: Astra 2011, consumo médio na cidade: de 6,5 a 8,5 km/L. Consumo na estrada: 15km/L com gasoilina (com álcool cai para 5/12). Sendo que na cidade é uma situação considerada severa: percursos curtos (até 6 km/dia). Mas como eu rodo muito pouco mesmo (2011 – 28000km) não ligo muito pra isso.

  • Matheus

    Certamente o pé do motorista influencia muito no consumo do veículo. Comparando o mesmo carro, com a manutenção em dia, o simples fato de passar dos 3 mil giros na troca de marchas na cidade chega a reduzir o consumo do meu carro em quase 2 km/l. Então, aquelas dicas, olhar antecipadamente o semáforo, vendo se irá demorar para abrir e tirar o pé do acelerador entre outras, contribuem muito. E também policiar o consumo instantâneo.

  • 1945_DE

    Ai vai uma dica. Troca por UP TSI. 10Km/l (Etanol) na cidade.

    • Daniel

      Andando no modo “faquir”, estou fazendo 14,5km/l de gasolina na cidade com o Cruze Sport6 2017…
      Queria ver quanto um up tsi faria nas mesmas condições…

      • Edson Fernandes

        Se vc for olhar no clube do up tsi, verá gente dizendo que faz 20km/l…rsrsr

        • Daniel

          dependendo do uso, não duvido não.
          Pra eu chegar nesse numero, fiz varias simulações de trajetos, consegui um que praticamente elimina lombadas, só isso já melhora muito o consumo, como tenho horario flexivel no trabalho, estou indo na “janela” com menor movimento.
          O unico problema do up tsi é não ter opção de cambio automático (pra mim é necessidade por causa de problemas de saude), problema esse que poderia ter sido resolvido com o polo tsi, só que este está mais pesado e com o motor configurado para mais potencia. (uma configuração “bluemotion” com uns 110cv /17Kgfm de torque, cambio DSG para o Polo dava pra fazer a festa longe de posto de gasolina! :) ) Mas, infelizmente sei que nosso mercado não iria absorver um modelo desse…

          • Edson Fernandes

            Mas o Polo segue a receita do Golf que também continua economico. E faz sentido: Colocaram um automatico com conversor de torque… esses 3kgmf de torque a mais e 20cv a mais agradecem a perda de energia.

            Mas quero ver testes de consumo para ver o quanto melhorou. Não estou ainda convencido que é economico.

            • Daniel

              Mas eu não acho o Golf 1.0TSi tão economico… ele é pouca coisa mais economico que o 1.4, que anda BEM MAIS.
              Os numeros do inmetro para o polo tsi não são muito animadores, com 11,6 na cidade e 14,1km/l na estrada. Muito proximo de Golf e Cruze 1.4 automaticos, que são mais pesados e mais potentes…
              Se o inmetro do polo fosse a partir de 12,5 /15km/l, dai já começava a ficar bem mais interessante…

              • Edson Fernandes

                Eu quero ver os testes de consumo. Talvez ele seja economico, mas até agora, o mais economico sem pedal de embreagem é o Fiesta 1.0 ecoboost.

                Esse faz dentro da cidade 12km/l e 16 a 17km/l na estrada. É valido para citar economia. Do Polo para ser interessante teria de bater mais ou menos essa média pelo menos.

                • Daniel

                  Na verdade, o mais economico sem pedal de embreagem é o i3 ! :) o segundo é o prius… hehe

                  Mas, voltando aos pobres mortais… o Fiesta ecoboost é mais eficiente pelo cambio de dupla embreagem… (assim como o Golf 1.4TSI DSG era melhor que o atual com o tiptronic)… O medo é a bomba do PS deixar na mão, e, se pensar em revenda, tbm desvaloriza bem mais por conta do PS.

                  • Edson Fernandes

                    Hoje o Ford sofre forte desvalorização. Quem tem powershift vende a preço de banana em lojas/concessionarias.

                    Ele eu posto de consumo, mas não consideraria para compra futura. MAs quero ver o milagre no Polo…rsrs

      • Angelo Lucca

        Sério que consegue tudo isso? É AT? Pois o Cruze era uma das minha opções para troca de carro… desisti qdo minha irmã teve um pela empresa… não consefuia mais que 8 na cidade com gasolina…

        • Daniel

          O meu é o 1.4Turbo, já do novo.
          É isso mesmo que estou fazendo, mas, como comentei, no modo “faquir”. Andando normalmente, pegando horario de pico, etc faz 11-11,5km/l na cidade com gasolina.
          Pra fazer 8 na gasolina, tem que andar no “modo soviético”… hehe
          Mesmo andando rapido, a menor média que eu fiz foi 9,9 (mas dai eu já desconfio de batismo daquela gasolina tbm).
          8 na cidade é o que meu C4 2.0 at fazia.

          • Angelo Lucca

            Ahhh desculpe, não tinha reparado no ano qdo vc escreveu…
            Eu tava em busca de um 13/14… por isso que desconfiei dessa economia… mas tá ótimo esse consumo, parabéns!
            Valeu!

            • Daniel

              Se quiser um C4 hatch 2.0at 2013/14 unico dono, todo revisado em concessionária, etc… “Temos o produto”! hehe

              • Angelo Lucca

                Rsrsrs… valeu! Mudei o foco e vou atrás de um Lancer GT…

                • Daniel

                  Pelo jeito desencanou da questão de consumo, né? o Lancer GT é cruel em consumo…

                  • Angelo Lucca

                    Olha, o que consulto nos fóruns e páginas pela net, varia muito, tem gente que diz fazer 7 e outros que conseguem 10 ou 10,5 na cidade.. Se eu conseguir ficar nos 10 já tá bom… Tem também um esquema de REMAP que aumenta a potência e diminui o consumo, sai uns 800,00 e o cara que faz já fez pra muita gente do fórum e todo mundo recomenda… confirmando o que ele fala. De repente eu tento isso pra dar uma melhorada… Vamos ver. Valeu!

                    • Daniel

                      Um amigo meu teve um e ele reclamava muito, dizia que não passava de 7 na cidade e 10 na estrada. Eu dirigi e o CVT dele deixava sempre o giro muito alto (o que explicaria o consumo). No CVT do corolla da minha mãe o giro tá sempre o mais baixo possivel (favorecendo a economia de combustivel).
                      Fora isso sempre ouvi dizer que era beberrão e manco (o cambio CVT não é bem acertado… dizem que o manual é OUTRO carro!)

                    • Angelo Lucca

                      Ahh sim… o MT é bem mais esperto… minha irmã tem uma Outlander que é a mesma mecânica e não é tão xoxa… e como é mais pesada que o Lancer, creio que ele até seja satisfatório… em questão de consumo é complicado avaliar pq depende muito da forma que se anda… eu sou um exemplo disso, faço de 11 a12 com um Focus 2.0 MT e poucos acreditam… talvezceu consiga algo perto de 10 com o Lancer

  • João Holmes

    Eu já estou preparando a minha libertação dos combustíveis. Eu já tenho geração fotovoltaica em casa e o sistema gera mais energia elétrica do que eu preciso hoje. Eu quis fazer um sistema maior do que minha necessidade hoje para acomodar no futuro o abastecimento de um veículo elétrico. A Nissan já anunciou que vai trazer o novo Leaf para o Brasil, assim acredito que em três anos vou comprar um e daí vou rodar 1500 km por mês sem gastar nada mesmo, nem combustível nem energia elétrica.

  • Rafael Santos

    “Carro com consumo elevado: o que fazer?”
    Instale vapor de gasolina e seja feliz com a economia de 30 a 50% kkkkkkkkkkkkk

    É irônia.

  • Hodney Fortuna

    Enfim o brasil possui a gasolina percapta mais CARA do Mundo graças ao monopólio estatal e a corrupção vigente nesta além dos impostos que sugam de forma selvagem o bolso do cidadão!

  • Draga

    A melhor solução p/ carro beberrão é trocá-lo… Tomando algumas medidas pode ficar até mais economico em relaçao a ele mesmo, mas vai continuar um gas guzzler….

  • Edson Fernandes

    Olha, atualmente há algum carro em que o consumo aumente em 20%? Pelo eu desconheço.

    Alias, deixar de usar o ar e passar calor por conta de consumo é o que não faz sentido pra mim…rs ( e pensar que tenhyo um amigo que tem um Focus mas não usa o ar por isso…rs)

    • GPE

      Aumenta 10%, em média. Qnt mais potente o carro menor é o impacto no consumo. Acho q o máximo chega a 12-13%. E sempre na cidade esse impacto é maior. Na estrada cai pq o uso da potência é mais linear

      • Edson Fernandes

        Então, mas é esse meu questionamento. Digamos que fosse um ka 1.0. Se esse faz sua média em 12km/l de gasolina, ele faria 10,56km/l. Mas na pratica, nos carros atuais a média tem sido de 0,5km/l a no máximo 1km/l.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend