Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Renault Sandero Expression 2010/2011

renault-sandero-expression-2010-2011-3-620x348 Carro da semana, opinião de dono: Renault Sandero Expression 2010/2011

Em agosto de 2010 iniciei a busca por um carro que pudesse ser o mais completo possível e que custasse até o limite de 30 mil reais. Sei que haviam inúmeras opções de usados/seminovos no mercado. Cheguei a cotar vários deles, entretanto, a grande maioria ou não estava em bom estado de conservação ou traria um preço de manutenção elevado para meu orçamento (entenda custo elevado por combustível, seguro e manutenção mesmo).



Como seria meu primeiro automóvel, decidi procurar por modelos populares 0 km. Não fazia questão de um grande motor ou grandes luxos, afinal tinha na época, 24 anos e poderia unir estes dois quesitos no futuro. Cotei todos os carros de entrada que estavam ao meu alcance. Passei por Celta, que descartei devido ao volante torto e baixo, como tenho cerca de 1,86 m de altura, tornava-se incomodo a posição de dirigir por longos períodos.

O Ka, apesar do preço atraente à época, foi eliminado pelo mesmo motivo. O Gol partia de exatos 29,9 mil e não entregava nada. Por curiosidade, pedi que fosse estimado um modelo 1.0 com os itens básicos de conforto (AC, DH, VE e TE) – cheguei ao preço de 38 mil por um modelo 1.0. Para o Fox, a facada chegou a 40 mil. Ou seja, foram logo descartados. Nunca simpatizei muito com o Palio Fire, porém estava disposto a rever meus conceitos a fim de, quem sabe, fazer um bom negócio.

renault-sandero-expression-2010-2011-1-620x348 Carro da semana, opinião de dono: Renault Sandero Expression 2010/2011

Não lembro exatamente o preço, porém me recordo que este foi um dos três finalistas. O, até então, recém-lançado Uno estava sendo vendido com ágio de dois mil reais. Resolvi descarta-lo devido ao sobrepreço e ao elevado prazo de entrega. Foi então que uma propaganda na TV me levou a Renault, em busca do Clio. A propaganda dizia que o modelo partia dos 22990 no modelo mais básico. Na concessionária consegui o que eu achei ter sido a melhor oferta na época, por 29990 eu levaria um Clio 4 portas com os itens mínimos de conforto que buscava e também pintura metálica.

Confesso que, em nível de Brasil, achei uma oferta de outro mundo – estava cerca de 1000 reais mais barato que a minha melhor oferta até o momento – Palio Fire. O grande problema do Clio, pra mim, foi o espaço interno. Até no banco da frente, com o banco regulado, eu ficava encostando a cabeça no teto. Achei que poderia causar muito desconforto no dia-a-dia. Eis que a atenciosa vendedora me recomendou um Sandero.

Um modelo Expression 1.0 16v sairia por 34900. Apesar de extrapolar meu orçamento, achei o preço interessante pelo que o carro oferecia. Após mais alguns dias e alguma negociação, fechei negócio em um modelo Expression 1.0 16v por 33800. O carro, além dos 4 itens mínimos de conforto, trazia ainda alarme, rádio cd/mp3 e comando de som atrás do volante e 3 anos de garantia. Da concessionária, fora o desconto, consegui ganhar somente o insulfilm. Falando do carro em si, hoje se encontra com cerca de 37 mil km rodados e tem me atendido plenamente ao que espero dele.

renault-sandero-expression-2010-2011-2-620x348 Carro da semana, opinião de dono: Renault Sandero Expression 2010/2011

ACABAMENTO: Este é, de longe, o item com maior número de destaques. Infelizmente, não são muitos os positivos. O carro apresenta um acabamento apenas aceitável. Algumas peças apresentam rebarbas e o plástico do painel é extremamente duro, apesar de apresentar uma textura agradável. Algumas partes do painel apresentam falhas de encaixe. A falta do airbag deixa um ‘buraco’ no painel, que tem a utilidade de ser um porta-treco, porém, por não ser revestido, qualquer objeto deixado ali faz muito barulho quando em pisos irregulares.

ERGONOMIA: Como meu modelo é o anterior ao atual, os vidros elétricos estão localizados no painel. Apesar da posição antiquada, acho que é mais questão de costume. Hoje, já não ligo mais. Minha maior queixa com relação à ergonomia diz respeito à localização do posicionamento dos comandos do AC. São extremamente baixos, requerem que você até desencoste do banco para aciona-los, em determinadas situações. O botão giratório da circulação interna/externa do ar é bastante duro. No início ficava até com receio de aciona-lo, mas hoje já não o tenho mais.

ESPAÇO INTERNO: Com relação ao espaço interno, este sim merece destaque. É realmente grande. Como disse, tenho 1,86m de altura e dirijo numa posição consideravelmente afastada e, mesmo assim, o espaço atrás do banco do motorista comporta uma pessoa de estatura mediana. O porta-malas está de acordo com a proposta do carro e, até então, nunca me faltou espaço. Vale ressaltar que o estepe é localizado no lado externo do carro, preso por um suporte. Desde o momento da saída da revenda, já instalei uma corrente para dar-me a sensação de maior proteção.

MECÂNICA: O motor 1.0 16v foi uma surpresa pra mim. Esperava um desempenho inferior ao que o carro apresenta. Por se tratar de um carro grande, achei que o carro apenas se arrastaria. Entretanto, me surpreendi positivamente. É possível manter velocidades entre 110-120km/h em rodovia, de quinta marcha, durante quase todo trajeto. Não requer reduções constantes. O câmbio tem engates macios, porém um tanto quanto imprecisos. Na cidade, até os 2000 rpm o desempenho é apenas satisfatório, mas acima disto, responde a contento.

CONSUMO: Meu percurso diário é de cerca de 70 km, sendo aproximadamente 75% deste em rodovia. Apesar de medir religiosamente o consumo a cada tanque, apenas a 6 mil km, mais ou menos, eu comecei a anota-los em um aplicativo Android. A melhor média registrada foi de 15,98km/l e o mínimo, de 13,35km/l. Para meu uso, o tanque de 50 litros me oferece uma autonomia de cerca de 700 km e aproximadamente 16 dias entre abastecimentos. Vale a ressalva de que uso somente gasolina, desde 0 km. Não é um consumo espetacular, digno de muita comemoração, mas, em termos de Brasil, estou bastante contente neste quesito. Uso o AC majoritariamente apenas na rodovia e em dias de muito calor.

renault-sandero-expression-2010-2011-4-620x387 Carro da semana, opinião de dono: Renault Sandero Expression 2010/2011

DEFEITOS APRESENTADOS: Como nem tudo são flores tive alguns problemas que, apesar de simples, são dignos de nota e não deveriam ser apresentados num carro 0 km. Em algum momento entre os 15 e 20 mil km, o marcador de combustível deixou de funcionar. Na prática, ele não baixava de acordo com o uso. Por diversas vezes, chegando perto da autonomia que estava acostumado a ter a cada tanque e ele ainda marcava 1/4 de tanque ou mais. Fiquei bastante tempo ser ver a ‘reserva’ acender.

Já aconteceu, inclusive, de eu ir abastecer e entrar 49,8l no tanque de 50 litros. O problema foi resolvido pela concessionária e coberto pela garantia. O rádio que veio com o modelo é digno de um prêmio de qualidade duvidosa. Com menos de 1 ano de uso já deixou de ler CD. O conserto também foi feito em garantia, porém resolvi troca-lo por um Pioneer de melhor qualidade, mas, para que os comandos satélites do som, atrás do volante, se tornassem compatíveis com o novo rádio, precisei adquirir uma ‘interface’ que faria a decodificação do sinal.

Depois de instalado, não tive mais problemas. Não sei se chega a ser um problema, mas o ar condicionado é bem esquisito e, pelo que leio, é característica do carro. Se deixo o carro sob o sol e ligo o ar, ele apenas refresca. Muitas vezes desisti dele preferi andar com a janela aberta a ter que esperar que gelasse conforme eu gostaria. Entretanto, se deixo o carro sob uma mínima sombra que seja, ai sim ele gela bastante. Pode parecer lógico isso, porém os carros dos meus pais costumam gelar em qualquer situação.

Aos 20 mil km precisei trocar um par de pneus. Confesso que vacilei na manutenção do alinhamento/balanceamento e, devido à superfície lunar em que se encontra minha cidade, o desgaste foi extremamente irregular comprometeu o jogo dianteiro. A partir de então, comecei a fazer estes serviços em intervalos de 5 mil km. Aos 35 mil km, fiz a troca do par restante, pois haviam chegado ao limite indicado pelo TWI.

CONCLUSÃO: Sei que o Sandero teve um resultado decepcionante no LatinNCap, porém nada muito diferente dos concorrentes diretos também sem as bolsas infláveis, entretanto, pelo preço que paguei, aliado ao baixo custo de manutenção e as opções que tinha naquela época, penso ter feito um bom negócio. O carro me atende perfeitamente em todos os quesitos, mesmo estando longe de ser a melhor compra e/ou o melhor carro do mercado.

Hoje, provavelmente, o Sandero não mais seria minha escolha, a concorrência aumentou e as opções se multiplicaram. Parabéns NA pela qualidade do site e obrigado a todos pela atenção.

Por Silas Rana

4.0

  • bedotRJ

    Avaliação sensata, sem puxar a brasa e falando exatamente o que se espera para um Sandero. Hoje, ao menos em minha cidade, o preço pago pelo colega forista daria prá levar um com motor 1.6 8v. Isto é fruto de uma certa queda geral do mercado e da chegada de novos players, trazendo os preços do já não tão novo carro da Renault para a fase dos descontos. Continua sendo um carro extremamente honesto e ainda competitivo em determinadas versões. A chegada da nova geração que, acredito, não tirará de linha as versões 1.0 do modelo atual, devolverá a atratividade perdida para a nova concorrência.

    • silasrana

      Pois é, tenho participado de alguns fóruns e realmente notei que quem está optando pelo Sandero hoje, tem encontrado preços atraentes para as versões 1.6. Em 2010, a mais barata com este motor (Expression) sairia por cerca de 36 mil reais, o que estrapolaria MUITO o meu orçamento.

      • Edson Roberto

        E em 2008 que esse mesmo modelo que o seu, porem com o motor (recem-lançado para o Sandero, mas era um motor da gama Renault "das antigas") 1.6 8v custava exatamente R$40960? R$36000? Fiesta 1.6 CARECA…. acredite… peguei momentos piores…rsrs

        É que eu não queria o 1.0…. (meu primo tem um igualzinho ao seu, porém CARECA). Hoje tenho um C3 no lugar e te digo que a diferença no desempenho é grande…. entretanto, como vc bem disse, o 1.0 para mim empurra bem um carro com as dimensões do Sandero. Mas eu já disse a minha historia e certamente vc já deve ter visto também :)

        Abraços!

        • silasrana

          Pois é. Querendo ou não, a concorrência já trouxe benefícios ao comércio. Os preços já estão menores (em partes por causa do IPI – mas, lembrando que o preço que paguei foi com o IPI cheio. Não havia descontos naquela época).
          O que é ruim hoje, já foi pior ontem… haha
          abraço

          • Pedro_Rocha

            Meu irmão comprou um Fiesta hatch 1.0 por 34K e veio com ar, trava, DH e vidro elétrico nas portas dianteiras (nem um rádio a mais), sendo que o mesmo carro hoje sai por 30K graças à concorrência da JAC.

            Se voltarmos ainda mais no tempo, o Escort XR3 era vendido a preço de Camaro em sua época!

            • marciors01

              Por este preço em Porto Alegre compra-se o fiesta 1.6, ou comprava-se antes do aumento do ipi.

            • marciors01

              Hoje o gol é vendido por preço de camaro, veja que pioramos bastante, escort xr3 seria o equivalente a um focus esportivo.

    • Y07

      Consumo excelente!
      Não sei se o 1.6 8v (de 92/95cv) tem tanta vantagem em relação ao 1.0 16v, no Logan, o 1.6 8v antigo se arrastava, mas os novos ficaram bons.

    • Katia Cristina Silva

      Olá! Comprei um sandero expression 1.6 2010/2010 em 2010 por 36.000,00 ele nao tem defeitos de acabamento nenhum. mas nao tem volante com controle e nem veio com nenhum.Acabou a garantia dele em abril deste ano. Estou feliz, ele é economico e ágil impondo respeito na pista e na cidade.Para mim os defeitos do Sandero são.: Os controles no painel sao muito baixos e muitas vezes eu tenho que tirar a vista do transito pra mexer nos controles do ar. em dias de chuva ao contrario dos outros carros que tive ele desembaça somente com o frio o que faz com eu que moro numa cidade gelada( ITapecerica da Serra) tenha que ficar congelada ate ele desembaçar. Eu trabalho de saltos e apesar de saber que não é permitido usar saltos, prefiro arriscar a multa do que ser assaltada colocando sapatilhas.pois bem o Sandero acaba com QUALQUER salto que não seja um tenis. botas de salto baixo sapatilhas enfim ate sandaliazinhas baixas são simplesmente destruídas na parte do calcanhar, ( coisa que eu nunca tinha visto antes .Ja tive 306 palio weekend uno brasilia enfim tudo o que uma professora pode comprar ) Este com certeza eh um item a se considerar na hora da troca.Sapatos são caros e eu agora coloco no item de manutenção do carro.Ao contrario do que o rapaz disse não acho o cambio macio pelo contrario eh mais duro do que o do Mille way 2009 que tem aqui em casa. Os pedais tambem sao duros desde o inicio. Levei para a concessionaria e eles disseram não haver nada de errado e a dureza era devido a esportividade dele. Quando comprei o seguro era barato. Na renovação explodiu devido ao excesso de numero de Sandero na capital de Sao Paulo.Se compraria outro? Acho que sim, tanto é que o Rolf é o único carro que vai ficar depois que acabou a garantia.Normalmente quando ela acaba, compro outro 0Km.Algo a se considerar é a revisao do 60.000 que tenho que fazer. Entre os 4 pneus que só vou trocar agora depois de 3 anos( Estou com 54.000, mas sempre faço manunteçao dos pneus e eles tem 4 anos de garantia pela fábrica de pneu desde que se comprove a manutençao) a revisão vou gastar algo em torno de 3400.00 Há que se considerar isto na hora da troca….

  • AniBALL1975

    acho um carro bom , mas o que peca um pouco é o seu acabamento ( nao que os concorrentes sejam melhores ) , mas aquela falta de grelha na tomada de ar externa nao desce, e ainda fica aparecendo os braços para elevar o caput

    • Mr. Potato

      A Renault melhorou o carro internamente, mas precisa rever esses aspectos no exterior pra próxima geração. Essa história de "visual despojado" não cola mais no Brasil.

      • Bruno_ts

        Depois que vi o novo Clio europeu, fiquei completamente desapontado com a Renault e não compraria um carro dela, até que tomasse vergonha e atualizasse os carros brasileiros – que tem cara de anos 90.

        • Edson Roberto

          Então quer dizer que vc deixa de comprar uma marca por causa de um carro?

          Vc deixaria de comprar um jetta TSI porque a VW ainda fabrica o Gol "bolinha"?

          • Bruno_ts

            Não falo apenas do Clio. Falo de 90% dos carros vendidos aqui, no Brasil. São feios. Se não gosto, não compro.

            • Edson Roberto

              Bruno, vc generalizou a coisa.

              No seu primeiro comentario vc abriria mão de um carro da marca por causa do Clio. Se for assim, vc abriria mão de todas as marcas que comercializam carros aqui. Talvez não a Honda e Citroen que não possuem por enquanto um carro de entrada…

              Mas é que dessa maneira, acaba sendo jogado contra a marca um carro onde, em outro vc já encontraria tudo que quer. Eu te digo que, é um mundo de diferença entre um Clio e um Fluence. Só que vc precisa conhecer também o outro lado da moeda para dizer se vale ou não a pena. Ainda que seja caro como qualquer coisa aqui, não podemos desprezar a marca em si e sim um modelo que nao nos agradou. Eliminando a marca por causa de um carro, vc tira da sua lista futura a possibilidade de ter um bom carro sem saber que ele existe.

              Abraços

    • silasrana

      Cara, o acabemento, como disse, é somente aceitável. E, pelo que vi, não é inferior aos concorrêntes diretos. Nenhum dos populares, na minha opinião, levaria o prêmio de 'acabamento do ano' hahaha. Todos tem seus defeitos. A boa notícia é que nos modelos atuais o acabamento melhorou realmente Até o isolamento acústico foi aprimorado.
      E sim, aquela grelha na base do para-brisas faz uma falta danada pra 'estética' do carro…

  • marciolucasxw

    1 estrela NCAP.

    • silasrana

      Uma pro Sandero, uma pro Gol, uma pro Uno, uma pro Celta, uma pro Ká, uma pro J3, uma pro 207, uma pro Palio… e com certeza, uma estrela pra quase todos os carros sem airbag. Esse demérito não é exclusividade do Sandero.

      • _Schneider

        Silas, ignore esses leigos que só falam do crash test.

        Sobre a matéria, o Sandero realmente foi uma escolha muito boa pelo que você precisava. Imagine, 38mil num gol com os mesmos opcionais que o Clio faz por 29mil. E tem gente que ainda cai nessa de que o Gol é barato kkk

        • silasrana

          o que mata é esta imparcialidade. Ver um e não ver os outros…
          Mas de boa… Valeu pelo comentário!
          Acredite, no dia que fui na VW, em 2010, saí rindo do vendedor… achei extremamente absurdo os valores…

          • luizcrjr

            já aconteceu comigo 2 vezes, os preços dos VW são absurdos.

          • Wagner_u

            Uma vez eu fui na VW ver um polo e na propaganda era oferecido a 24 mil, chegando la so tinha um modelo de 47, segundo o vendedor esse modelo de 42 nao existia, era so na propaganda mesmo, quando falei q ia ver o punto e o new fiesta o cara ainda zombou dizendo q a VW q era a lider e o resto era resto.

            • renanzacarias

              Nas duas VW da minha cidade os vendedores acharam que estavam me fazendo um favor em me falar dos carros… muito arrogantes…

              • Wagner_u

                Aqui foi assim tbm, o vendedor era um escroto, eu nao sei como a VW vende tanto com esse nivel de vendedores…

          • Edson Roberto

            Uma amig aminha pagou no Fox 1.0 com direção hidraulica "apenas" R$38000… e acha que fez um bom negocio porque o MEXANICO dela, disse que é inquebravel e confortavel. Detalhe: Ela tinha um Fiesta 2004 COMPLETO com air bag e ABS antes…. (e 1.6)

            PS: E é parcialidade, se ele fosse imparcial falaria dos demais…rs

            • silasrana

              Esse que é o problema de 'confiar' 100% em mecânicos que não são 100% honestos. Certamente ele fez a escolha do que será o melhor trabalho pra ele depois. A VW, querendo ou não, tem mecânica fácil, por isso a 'preferência' dos mecânicos.

      • Valdir

        Exatamente isso. Se fizermos um levantamento, mais de 90% do povo brasileiro anda em carros com 1 estrela ou menos. Por muito tempo andamos em "latas de sardinha" como chevette, gol quadrado, escort, e uno, que talvez não conseguiriam nem meia-estrela nestes testes. O mais importante hoje é prudência e direção defensiva, isso traz mais segurança do que duas ou mais estrelas num crash test.

    • Filipe_GTS

      Tá e quem anda de Gol bola de R$ 10.000 pois não tem condições de comprar algo melhor? Tá se suicidando?! Não é bem assim…

    • CharlesAle

      Nossa,infelizmente no Brasil todos os carros acessiveis tem falha de segurança,não para onde fugir,a não ser que compre um carro mais"estrelado"mas usado(ex Focus)eu não compraria o Sandero só porquê não gosto do seus desenho,só isso..

    • sdrmiguez

      Acredito que a maioria dos leitores aqui do NA, embora tenha acesso à informação, não se dá conta de que testes como o NCAP, ocorrem numa velocidade média de 60 km/h, contra um bloco relativamente deformável.

      Talvez estas mesmas pessoas considerem um carro seguro, somente aquele que permaneça inteiro numa colisão frontal a 120/160 km contra uma carreta ou um poste.

    • marciors01

      Todos os carros sem airbag recebem uma estrala, e como não foi testado com airbags não há como saber como seria a sua nota.

  • duhehe

    O problema do ar é comum em carros 1.0, o poder de resfriamento em muitos modelos é muito inferior a de carros com motor maior.

    • silasrana

      Eu costumo brincar com amigos que andam comigo que o AC também é 1.0. Demora pra embalar… hahaha

      • JoaoPauloGT

        Esse problema no ar é comum em carros "populares", o ideal depois que tirar o carro do sol é andar com o vidro aberto por um tempo e depois que resfriar a cabine ligar o ar.

        • silasrana

          Eu costumo fazer isso, João Paulo, ligo o AC com os vidros abertos afim de já ir refrescando e trocando o ar quente pelo menos quente. O fato que acho que o AC do Sandero ou é subdimensionado ou é fraco mesmo, para o motor 1.0…

          • Valdir

            Silas, o Sandero tem uma hélice extra na frente do radiador? Pergunto porque o meu Classic possui um eletroventilador extra na frente do radiador, e é notória a eficiência do ar condicionado em relação ao Celta ou Prisma que não tem esse eletroventilador extra. Ele gela mesmo parado!

            • silasrana

              Não me lembro agora de cabeça, mas acho que não tem hélice extra não.
              Confirmarei amanhã, se lembrar…

          • Edson Roberto

            Na verdade, para que o motor 1.0 consiga entregar potencia, a forma de funcionamento que é diferente. Repare… quando vc está em movimento, a refrigeração dele é melhor do que quando parado em um semaforo. Isso se dá pela caracteristica do ar de suportar o equipamento.

            Estando na lenta, a tendencia no caso de carros 1.0 é fazer o ar condicionado trabalhar com menor intensidade e é por isso que vc sente isso. Mas não se assuste, é normal. Inclusive esse "mal" é de carros sedans também. Sugestão, além dos vidros, libere a entrada de ar (recirculador de ar) e assim que já sentir um pouco mais ameno, feche-o ligue o ar na velocidade maxima (dias com muito sol) e feche os vidros, verá que ajuda bastante. Ele dará a impressão de mais calor quando fizer, mas pelo fato de reciclar mais rapido o ar, mais rapido gela.

          • Mr. Potato

            Tem que ser fraco, senão o motor não dá conta… Um popular que tem o AC mais forte é o Celta, mas em compensação ao ligá-lo parece que você jogou uma âncora pela janela. Não adianta, ar mais forte não casa com motor 1.0.

          • Katia Cristina Silva

            Esta informaçao esta no Manual de instruções. Inclusive no Sandero o ar tem que se ligado semanalmente para nao criar odor.Informação tambem constante do manual

    • 16vti

      Se bem que eu tive um Clio 1.0 16v que era uma geladeirinha, tão bom quanto qualquer carro maior. O problema maior era a falta de filtro de habitáculo, uma economia estúpida da Renault que pode provocar problemas respiratórios gravíssimos.

      • MecanicoDigital

        Talvez fosse pq o Clio tem espaço interno menor …

        • 16vti

          Não é como se o Sandero fosse um ônibus por dentro… Eles têm quase o mesmo tamanho

          • Edson Roberto

            No Sandero vc ter um preenchimento maior para adequar o ar. Por mais que o Sandero seja pouca coisa maior, ele tem o teto mais alto, um forro mais espesso e mais ambiente para refrigerar. Acaba sendo uma atividade maior para refrigerar o carro.

          • Mr. Potato

            Tá falando sério? Tem uma diferença absurda internamente… Não digo só pro motorista, mas veja a distância pro teto no Sandero e no Clio. Veja o espaço no banco traseiro, desde a parte das pernas até o teto. É brutal a diferença. Além disso o Clio é bem mais leve, o que possibilita usar um compressor mais forte pro AC. Juntando tudo isso, claro que vai gelar mais no Clio.

      • André Quirino

        No Clio, vc tem que comprar e colocar o Filtro. Ele não vem de fábrica. Eu coloquei no meu, tem o encaixe.

    • Eduardo

      Tive um Fox 1.0 que gelava muito bem, até demais tinha que usar sempre no minimo, acho que não é coisa de 1.0 e sim de projeto.

      • silasrana

        Eu acho que é mais característica do carro mesmo. O Fox tem até propaganda na TV exaltando o AC… Deve ter um compressor de maior 'potência'… sei lá…

        • Mr. Potato

          Sim, mas isso impacta no desempenho, que já é "no limite" nos 1.0. Não vale a pena usar um AC potente em carro mil, infelizmente.

      • joel

        O ar condicionado ser bom ou ruim acho que nao tem nada haver com motor não, pois o do Classic gela muito bem mesmo se estiver no sol. Acho que vai do ar condicionado mesmo, do modelo do ar. O Prisma por exemplo, é 1.4 e ar nao gela de forma tão eficiente quando no Classic (tenho os dois modelos e ja tirei a prova)

  • Antonio_Brust

    Dentre os populares, considero ele o melhor. A única coisa que realmente é de matar é o acabamento.

    • josevaldop

      Eu acho que deu uma leve melhorada nessas versões 2012, pelo menos ao meu ver, o que vem com aquele plastico Black Piano no painel, é de bom gosto, não é um primor, mas não chega a ser ruim

    • BrunoMulsane

      Apesar de de ter um desenho ja datado, o fiesta é um produto superior ao renault. Quando fomos comprar o modelo da minha noiva, optamos por fazer testes no sandero, ágile e gol. O fiesta é o que possui o painel mais bonito na versão class. A dirigibilidade, suspensão são superiores aos testados, menos o cambio, pois o gol é mais gostoso nesse quesito. O motor 1.6 acelera muito em relação aos concorrentes. Espaço interno e porta malas não deve em nada para o sandero. Enfim, na época em 2011, paguei R$35.000 na versão hatch, com air bag, ABS e my conection. Fora o motor 1.6 que é muito econômico e anda com carros de maiores cilindradas tranquilamente. Hoje com 46.000kms funciona como um relógio suíço, nunca deu um defeito sequer. Vamos troca-lo pelo próximo novo fiesta.

      • Caulazaro

        Gosto é gosto, né!
        Respeito sua opinião… mas acho o fiesta horrível.

  • erickluuh

    Bom eu tenho 19 anos e quando completei 18 ganhei meu primeiro automóvel um Fox, nunca pensei em Celta, Clio, GOL & Cia (até pq meu caso parece com o dele tenho 1,82) , com certeza seria um Sandero ou Corsa (agora Onix) más consegui um preço interessante então fui de VW … Na minha opinião o NCAP serve pra abrir os olhos e quem deve se preocupar mesmo são os pais de família que usam o carro pra viagens ou grandes percursos com a família a bordo, no meu caso (sozinho e uso urbano) não vejo problema e ter um desse !!!

    • silasrana

      Cara eu gosto muito do desenho desse Fox atual. Na época ele era lançamento também e os preços para o 1.0, como citei no texto, passava os 40 mil em alguns casos. Eu não gostava do desenho anterior, por isso não cogitei um semi-novo dele. Hoje, se tivesse disposto a gastar a mesma quantidade de dinheiro, certamente colocaria um Fox 1.6 Prime 2011 na lista. Já vi bons modelos nessa faixa de preço…

  • alan godoi

    ainda bem que vc sabe que hoje tem carros melhores ,

  • dudupruvinelli

    Gosto muito das avaliações. Farei uma hoje mesmo. E, parabéns pelo carro e, como sempre digo, se está satisfeito é o que interessa. Infelizmente m 2010 ainda não se sabia o resultado do latin ncap.

    • silasrana

      Valeu pelo comentário.
      Realmente ele me atende plenamente para sua função e para o que eu espero dele. E não, quando comprei não havia saido nem o primeiro 'lote' dos LatinNCap…
      Escreva sua avaliação sim, cara. Resolvi fazer a minha a exatos 15 dias, no dia em que foi publicado o penúltimo 'carro da semana'. Assim como vários relatos me ajudaram quando comprei o meu, acho que o meu pode ajudar algumas pessoas a se decidirem também. Sem contar que é legal ver os comentários da galera, mesmo muita gente não concordando com meu ponto de vista. Mas já esperava por isso. Popular e francês, já era de se esperar! Hahahaah
      Abraço pra ti e aguardando sua avaliação!

      • thales_sr

        Pois é Silas, mas mesmo que tivesse os resultados, as opções que você elencou tiveram desempenho parecido.
        Agora, fale sinceramente, no que isso influi na sua vida a bordo? Você dirige com medo? Acredito que não, né…
        Acho esses testes de colisão válidos, servem como um parâmetro, mas não concordo com esse terror que os "comentaristas profissionais" daqui do NA fazem. Parece que comprar um carro com baixo rendimento no NCap é como assinar uma sentença de morte (e comprar um "bem estrelado" deve ser, então, se tornar invencível)….
        Parabéns pelo review, gostei da imparcialidade.

        • silasrana

          É essa a impressão que tenho quando leio alguns comentários a respeito dos testes de segurança…
          E, sinceramente, mesmo se eu soubesse os resultados, pouco mudaria minha opinião. A menos, claro, que algum concorrente se destacasse positivamente e tivesse um custo x benefício excelente. O que não é o caso. Todos estão no mesmo patamar… Então, a diferença seria do carro em si e o que ele me oferece.
          Obrigado pela resposta!
          Abraço

          • Edson Roberto

            Eu já tenho uma resposta imediata qdo enche muito meu saco. E ela é: Se meus pais foram ATÉ O PARAGUAI com um FUSCA, porque eu deveria sentir medo dos carros atuais?

            Parte também da imprudencia vem do condutor, antes de qualquer sistema que ajude, o condutor deve conhecer o limite de seu carro.

  • ricpts

    Foram avaliados acabamento, ergonomia, espaço interno, mecânica, mas segurança não. Fiquei sabendo que não tem airbag por causa do buraco do painel… Provavelmente não tem freios com ABS. Pra mim esses aspectos são muito piores do que os pontos negativos que o dono julgou importantes para colocar no relato, mas compreendo, afinal cada um tem suas prioridades.

    Aliás, vejo que todos que compram um Dacia (Sandero, Logan e Duster), compram principalmente por causa do espaço.
    Honestamente, acho os três carros caros para a segurança que oferecem e a simplicidade de seus projetos. Mas o símbolo da Renault coloca um precinho a mais… rs

    • Eugenio C.

      Vale lembrar que, em 2010 (ano desse Sandero), praticamente nenhum popular oferecia air bags nem ABS de série. E todos tiraram notas muito baixas no LatinNCAP sem os air bags.

    • silasrana

      Não foi falado de segurança porque não tem segurança. Simples. Achei que o básico de cinto de 3 pontas e encosto de cabeça para 4 pessoas não merecia destaque porque não é mais do que obrigação.
      Em 2010, quando comprei, não havia sequer previsão de quando seriam divulgados os resultados dos primeiros 'lotes' de testes.
      E, sendo sinceero, provavelmente pouco mudaria minha escolha na época. Primeiro porque nenhum dos que pesquisei oferciam os equipamentos de série (até hoje, nem todos oferecem). Supondo que eu fosse gastar os cerca de 2500 que eram cobrados pela segurança na época, imagina um Gol 1.0 completo por 40 mil? Este seria o preço do passado…. Pro Sandero, bateria a casa dos 36 mil, o que equivaleria ao modelo 1.6.
      Enfim, este mesmo Sandero, agora em seu útimo facelift (não é bem uma nova geração) na Europa, com a mesma plataforma, já conseguiu até 4 estrelas no EuroNCap. Basta a Renault Brasil querer que ela consegue mais segurança pro carro…

  • Entre os populare sempre achei o sandero o melhor deles, minha mãe tem um clio que o comando dos vidros elétricos também ficam no painel, como você disse é costume mesmo, no começo achei muito ruim, agora ela nem liga mas tambem rsrs , parabéns pelo carro ;)

    • silasrana

      Valeu!

  • JoaoPauloGT

    Ótima avaliação, gostaria de saber quando chega aqui o Facelift do Sandero e se chega.

    • Mr. Potato

      O carro é um sucesso, com certeza chega o facelift. Mas quando? Eu acredito que pra logo, pois a concorrência tá apertando e a Renault não vai querer perder a galinha-dos-ovos-de-ouro.

  • Tony Montana

    Nessa faixa prefiro o Fiesta Rocam.
    Hoje da pra pegar o 1.6 com Ar / Dir / VE+TE / AB2+ABS / PC bordo.
    Tudo isso por 34K aqui em BH.
    Sei que ta velhinho, sei que vai sair de linha, mas pensando em um carrinho completinho e com motor 1.6, acho que
    vale o investimento :)

    • silasrana

      Hoje, realmente, este também seria uma das minhas opções, mesmo sendo 'antigo'.
      Em 2010, o 1.6 com os ítens que você citou, tava batendo 39 mil aqui.

      • Mr. Potato

        Imagina a raiva de quem pagou 39 mil. Pegou uma desvalorização monstro!

        • silasrana

          Esse é o problema de comprar esses modelos 'antigos' que são vendidos juntos com suas respectivas novas gerações…

    • CharlesAle

      Eu também optaria pelo fiesta,o carro tá maduro,tá muito robusto e quase não dá dor de cabeça,e cocomo compro carro"no fio da navalha orçamentária"ou seja,vendo um carro para pegar outro,não posso ficar com um carro fraco de revenda,e aqui os Renault são meio ruim para revender,já o fiesta é bem fácil….

      • mjprio

        Amigos eu tenho um sedan deste modelo e… confesso que não gostei do carro. Bebe absurdamente, tem desempenho medíocre pra um 1.6, principalmente na gasolina, a calibragem do acelerador deixa o carro sonolento. O ar só refresca, não gela como o do meu Classic antigo Além disso o pós venda da Ford, pelo menos aqui em Manaus, onde só há uma css, a Montanna, é de dar nos nervos. Tava pensando em pegar um Focus ou Eco, mas Ford não quero mais! Como solução imediata, penso no novo prisma 1.4, para longo prazo um Corolla ou Civic 2.0.

        • silasrana

          Minha mãe tem um Focus e, acredite, o pós vendas é LAMENTÁVEL! E olha que custou o dobro do que paguei no Sandero. Na Renault sempre fui muito bem atendido. Já não posso dizer o mesmo da Ford. Prefiro acreditar que são problemas pontuais. Ainda arriscaria num Ford, porém só se puder comprar e fazer manutenções em outra concessionária que não a da minha cidade.

        • Pedro_Rocha

          E olha que eu quase comprei por 37K um Fiesta Sedan 1.0!!! Até que andando no Fiesta Hatch (que já estava achando apertado) do meu irmão vi um Corolla estacionado e naquela hora minha ficha caiu: comprei um Corolla GLI AT por 61K, contadas todas as facilidades/brindes que a css ofereceu, já que era o modelo 2011 antes do xunning.

          Desnecessário dizer que estou bastante satisfeito com o carro e que me arrependeria se tivesse feito essa economia porca de comprar um carro inferior podendo (juntei dinheiro por 10 anos) comprar algo melhor.

  • MecanicoDigital

    Esse lance do Ar Condicionado é verdade, ele não gela bem mesmo … uma amiga aqui da empresa tem um Sandero, que o ar dele é bem assim ….

    • Yojoi

      Engraçado… o meu Sandero é 2013/2014 e gela que dói!
      E olha que moro em Cuiabá/MT (42º na sombra)

  • erosisique

    90 % desse povo q se preocupa apenas com o Latin ncap deve ter um gol, palio ou celta ! O melhor carro é aquele q te faz feliz !

    • Filipe_GTS

      Quem se preocupa só com isso não tem carro, só pode. Ou quando forem dirigir vão andar igual vovozinha, trancando o trânsito com medo de bater.

      • erosisique

        Carro seguro mesmo eh apenas acima de 50k… Tipo volvo ! Vc pode ter um carro com 10000 estrelas no Latin ncap… Experimenta bater a 100 km/h de frente com um caminhão… Vc e as estrelas vão pro saco.. Kkk

        • SilenceBass

          Carro seguro é aquele que é guiado por motorista prudente. Seja Volvo ou Fusquinha.

          • erosisique

            Concordo !

          • Mr. Potato

            Um pouco de cada. Mas pra mim prudência é uns 70% da coisa, embora ninguém queira admitir.

            • silasrana

              Bem por aí mesmo…

            • Edson Roberto

              Eu diria que é uns 85% viu. Quando o cara é imprudente, ele pode estar na direção de um Audi, ele vai cometer mais barbaridades que um simples Celta poderia fazer.

          • CharlesAle

            Bem notado,não adianta nada o cidadão dirigir um Volvo se ele anda igual um kamikaze!!!!!!!!!!!

          • thales_sr

            Perfeito! Quem faz a maior segurança ainda é o motorista. Quantos motoristas dirigiram por décadas carros ainda menos seguros que nossos "uma estrela" (carros sem cinto de segurança, ou com cinto subabdominal, carros sem apoio de cabeça, etc), e continuam vivos até hoje… Certamente não foi por mérito das máquinas.

            • silasrana

              Me lembro que lá pra idos de 1993, com cerca de 6 anos, fui com a família de carro para Porto Seguro. 2 dias de viagem (com pausa pra dormir, lógico).
              O mais engraçado é que não lembro de ver meus pais usando cinto de segurança. Eu e meu irmão fomos deitados no porta-malas da Quantum 1989 marrom do meu pai. Ele costumava deitar os bancos (aí ficava aquele latifúndio, quase uma Kombi – eu era pequeno, o espaço parecia maior hahaha), colocava as malas bem na beirada do porta-malas e, entre o banco da frente e a bagagem, iam colchonetes onde eu e meu irmão íamos deitados ou brincando, soltos, durante toda viagem!
              Sobrevivemos! hahaha

        • Jorge_Nobrega

          O nome disso é ignorância. Quantas batidas entre carros e caminhões acontecem na cidade? E quantas entre veículos? A maioria das batidas acontecem entre dois veículos pequenos, então andar em um veículo seguro evita que sua vida chegue ao fim de maneira ridícula. Já perdi um amigo que se envolveu em um acidente relativamente leve, mas não sobreviveu porque seu carro não ofereceu o básico de segurança. Já bateram no meu carro sem que eu fizesse nada de errado e sem que eu pudesse evitar, pois entraram na cotramão em alta velocidade em uma esquina que não me oferecia visão, quando eu transitava em uma rua estreita. Se meu veículo não tivesse airbags eu não teria sobrevivido.

          • Edson Roberto

            Tá…. e vc tem por volta de R$34000 em 2010, onde NENHUM ofertava esses itens… o que vc faz?

            Vai naquela velha e conhecida situação de comprar um semi-novo superior? Quem lhe garante que ele não foi batido e os dispositivos funcionam? Entretanto, o que quero chegar a dizer é… o cara priorizou um carro 0km por ser o seu primeiro carro. Ele prezou a ocnfiança que o produto poderia trazer de não dar problemas sérios.

            Tanto que considera hoje outros planejamentos conforme a materia. E ai volto novamente nos 0km de epoca… qual comprar? Um chines com air bags? Se for considerar, então vemos um J3 que não tem muito de diferente do Sandero sem eles…

            • silasrana

              Sem contar também, Edson, que os semi-novos que ví, em sua maioria, também não tinham AB e nem ABS. Vi Gol, Astra, Vectra, Fiesta e outros. Poucos tinham AB.
              Certamente, muitos seriam melhores que o Sandero, porém não basta comprar o carro. Tem que mante… Um carro com motor maior requer mais combustível (na maioria das vezes), o seguro eram todos mais caros, tinha medo da possível manutenção preventiva.
              Como pretendo ficar com o carro por bastante tempo, dei preferência por um 0km para ter a segurança da garantia por um tempo e assim, eu mesmo ter iniciado a manutenção e conhecer o histórico do automóvel…

            • Jorge_Nobrega

              Não questionei a escolha do amigo da matéria, acredito que foi bastante acertada, devido ao orçamento apertado, a situação do mercado na época e suas necessidades. O que questionei foi a declaração "Quem se preocupa só com isso não tem carro, só pode. Ou quando forem dirigir vão andar igual vovozinha, trancando o trânsito com medo de bater." do companheiro Filipe_GTS, que considerei lamentável e até preconceituosa. É triste ouvir isso de um jovem(provavelmente), pois é um indício de que grande parte dos jovens ainda não tem preocupação nenhuma com segurança e não pensariam duas vezes entre escolher um item de conforto em detrimento de um equipamento de segurança(de maneira geral). Infelizmente muitas vidas são perdidas em razão desse pensamento. Ninguém acredita que vai se envolver em um acidente, sobretudo os mais jovens, que acham que basta dirigir com cuidado para que nunca se envolvam em um acidente de trânsito. No momento em que um cidadão com orçamento limitado coloca no papel o que procura, os equipamentos de segurança não são nem mesmo critério de desempate e isso realmente precisa mudar, tendo em vista que a lei do abs e ab2, apesar realizar uma grande contribuição, não resolve nem metade do problema da segurança dos carros brasileiros. O jeito do brasileiro pensar sobre a segurança reflete em todo o mercado, até mesmo nos veículos de preços elevados. Pagar R$1500,00 para ter controle de estabilidade na Amarock topo de linha, que custa 135mil, é uma das bizarrices que o mercado brasileiro criou.

      • Jorge_Nobrega

        Não é verdade, conheço jovens que já estão se preocupando com isso e eu mesmo já perdi um amigo em uma batida bem leve na cidade. Tenho certeza que muitos outros também passaram pela mesma situação, pois no trânsito caótico de hoje os acidentes estão muito frequentes, muitas vezes você está andando na linha e alguém que não está causa um grave acidente. Infelizmente não faltam doidos, bêbados e pessoas escrevendo mensagens enquanto dirigem(entre outras coisas), e sim, os jovens devem se preocupar cada vez mais com segurança, não com penduricalhos. O que tem de gente morrendo no trânsito em acidentes com velocidades médias não é brincadeira.

        • Diego Felipe

          Sou jovem, 23 anos, e preferi pagar mais caro no New Fiesta Top e contar com os itens de segurança do que pegar outro carro mais barato e menos seguro.

          • silasrana

            Também sou jovem (mas com 26 anos) e também daria preferência a segurança se tivesse oportunidade financeira pra isso. Infelizmente, segurança automotiva ainda é pra poucos aqui no Brasil. Mas felizmente este cenário mudará…

        • renanzacarias

          O problema (falo por mim) é que quem está com o orçamento apertado, como a maioria dos brasileiros, e usa o carro no dia a dia, na cidade, dificilmente vai escolher o carro pelo critério da segurança, que vc precisa em situações extremas e raras (com cuidado e sorte, não usa nunca). Geralmente a escolha é pelo conforto, que vc utiliza em várias situações todos os dias… A boa notícia é que, pela força da lei, as montadoras estão se obrigando a incluir itens básicos de segurança, livrando o consumidor menos favorecido dessa responsabilidade de escolher entre conforto ou segurança….

    • silasrana

      O fato é que, apenas por uma questão de legislação é que as empresas estão 'investindo' em segurança dos carros de grande volume de vendas (os populares).
      Assim como eu, quem estava disposto a pagar 30mil por um carro novo em 2010 não tinha nenhuma opção segura e, já que estavam todos no mesmo patamar, escolhi o que me trazia o melhor custoxbenefício.
      Alem do que, ter airbag e ganhar 3 estrelas também não é garantia de segurança. Lógico que isso pode ser o diferêncial entre vida ou morte, mas se conformar com AB2 e ABS e achar que está seguro, é pura ilusão. Vide o J3…

  • Jr malvino

    A Renault / Dacia voltou a fabricar, será que está saindo já com ABS E AB 2 os produzidos em 2013?

    • Silbenster

      Sim, amigo. os sanderos expression 1.0 e 1.6 e privilege 1.6 agora só sairá com air bar e abs de série.

      • silasrana

        Sério? Muito boa notícia então…

  • nexis753

    Excelente avaliação!!! Tenho vontade de comprar um Sandero. Fiz um test drive num Sandero Stepway vermelho uma vez… loucura!!! Fiquei dando birra pra sair do carro igual criança quando vai embora de loja de brinquedo… mas sempre breco quando lembro desse detalhe "externo" do estepe e também nunca esqueço de um vendedor amigo meu que trabalhou na Renault e me falou: "Os carros da Renault são excelentes, mecânica muito boa, a maioria do pessoal que compra já teve outro Renault na vida… 85% das pessoas que compraram o Fluence de mim eram donos de Mégane ou Sandero, porém, carro Renault na hora de vender usado é latada… ninguém compra, e a maioria entrega o usado aqui na concessionária a preço de banana…" Ele me disse que não gosta de fazer avaliação de usado lá porque o cara fica tão nervoso que mela a compra do novo só de raiva. E a maioria briga, vai embora, tenta vender pra particular e acaba voltando e entregando o carro do mesmo jeito pra concessionária. Mas é um excelente carro.

    • Mr. Potato

      Onde você mora? Na minha cidade o Sandero só perde pro Gol em vendas. É um carro super comum e com baixa desvalorização. Duster então nem se fala. Já o Fluence não vende tanto assim, infelizmente.

      • nexis753

        Olá Mr. Potato, eu sou de Goiânia/GO. Aqui a maioria dos Sanderos usados que vejo sendo anunciado são de concessionárias ou então da LOCALIZA – Locadora de Carros (essa então nem se fala, tem muitos anúncios de Sandero mesmo). Estou vendo um anúncio da Localiza neste momento em um site de vendas onde oferecem o Sandero 2011/2012 Modelo novo 1.6 Expression, com alarme / DH / AR / Trava e vidros elétricos / Som / Limp e Desemb. por 30.000,00, na Cor Prata Metálico, no anúncio só não diz a kilometragem… Esses carros da Localiza devem ser bem rodados… carro de locadora…

    • silasrana

      Cara, realmente de mecânica, não tenho nenhuma queixa.
      Com relação ao step, saiba que o modelo novo que foi lançado na Europa já vem com o step dentro do porta-malas.
      Com relação a revenda, não tenho condições de opinar, visto que meu carro ainda´é novo e não tenho, sequer, previsão pra pensar em troca-lo.
      Entretanto, já comprei sabendo desse lance da revenda e, por isso mesmo pretendo tirar bastante proveito dele para diminuir (psicológicamente) a desvalorização da venda…
      Minha dica é: compre o carro pra VOCÊ, não pensando em vender. Compre um do seu gosto e que te atenda 100% e não um que vá satisfazer o próximo dono…

      • Pedro_Rocha

        Ué, mas o step não era para ser "away"? =D

    • Phantom75

      Tenho um Fluence, e meu carro anterior era um Sandero Privilége 1.6 16v 2008. Adorei o carro, de custo de manutenção tive apenas as revisões, além de itens de desgaste normal (palhetas, um par de pneus aos 35.000 km).
      Anunciei ele e o vendi em uma semana, por um preço ligeiramente abaixo ao FIPE. E teve até "fila" (um interessado que falou que se o outro não comprasse, ele comprava).

      • silasrana

        Então os pneus do seu Sandero também duraram só 35mil km? Achei muito baixa essa durabilidade. O meu durou isso também…
        O seu era GoodYear GPS3 Sport?

  • Filipe_GTS

    Boa avaliação!
    Veja que esse consumo do seu carro é ótimo, comparado aos demais 1.0.
    Obs.: o desempenho te surpreendeu, que bom. Tem gente que não sabe dirigir carro 1.0 e pensa que eles não andam.
    Esses carros dão um desempenho bom se utilizados de maneira racional… Basta não ter preguiça de trocar de marcha e não ter medo de rotação.

    • Jorge_Nobrega

      O ponto de referência de jovens costuma ser ruim, por isso, ele se surpreendeu com o desempenho. O Sandero 1.0 é bem manco e demora muito a acordar, mesmo fazendo trocas e subindo o giro. Ainda tem um "porém", caso a condução seja feita dessa maneira o consumo será bem pior. Para o comprador desse tipo de veículo não é vantajoso conduzir "esportivamente", pois a conta será paga na gasolina. Sandero 1.0 é um veículo de mais de uma tonelada, pouco aerodinâmico e com um motor antigo, fraco e econômico. Pode avacalhar nas rotações e nas trocas que ele não deixará de ser manco, mas ficará beberrão. Nenhum 1.0 do mercado anda bem, mas alguns tem o desempenho um pouco melhor(March, HB20, Gol), que não é o caso do Sandero.

      • silasrana

        Preciso discordar 100% do que disse.
        Minha referência é muito boa por sinal. Já tive oportunidade de dirigir inúmeros carros de diversas cilindradas e potências (inclusive, tem um outro aqui na garagem, que não vem ao caso agora, que tem pelo menos o dobro de força/potência que o meu) e digo sim, o Sandero anda MUITO bem pro tamanho que tem (considerando o motor 1.0). Obviamente que Picanto e HB20 andam mellhor, pois tem motores MUITO mais modernos, também com 4 válvulas por cilíndro porém com comando de válvulas que animam o carro em baixas rotações. Agora, dizer que o March tem desempenho muito superior é avacalhar. Primeiro porque o 1.0 usa o MESMO motor do Sandero e o pior, calibrado pela nissan de forma que é ainda menos potente. A diferença fica por conta do peso que dá menos de 100kg.
        Não sei se você se deu ao luxo de ler o que escrevi na minha avaliação, mas o gráfico de consumo é aquele e ando sem nenhuma preocupação em economizar combustível!
        Mas enfim, é a sua opinião contra a minha. A minha, pelo menos, é baseada em dados de uso diário com o carro. Mas enfim, respeito seu ponto de vista.

        • Jorge_Nobrega

          Amigo, se sua referência é boa então você se deixou levar pela parcialidade. Geralmente o dono de um carrinho 1.0 sempre se deixa levar pela emoção na hora de descrevê-lo. É sempre aquela mesma história, em todas as avaliações de carro da semana, "o motor 1.0 leva com valentia" "apesar de ser 1.0 o motor tem bom desempenho" "o motor é 1.0, mas é muito guerreiro", isso se deve ao amor que o dono tem pelo seu veículo. A verdade é que já fiz test drive com os veículos citados, além de ter dirigido cada um deles em outras oportunidades, e tenho o hábito de criticar apenas o que conheço. Sou entusiasta e sempre procuro fazer test drive nos carros que são lançados ou atualizados, os vendedores até já me conhecem em algumas concessionárias, mas isso não vem ao caso. Dos populares já dirigi Sandero, HB20, Onix, Celta, March, Gol(G4, G5, G5,5), entre outros, e posso afirmar tranquilamente que o Sandero não está entre os melhores em desempenho, perde claramente para a maioria dos 1.0, inclusive para March 1.0, que tem uma aceleração melhor. Sempre levo o Iphone para fazer medições de velocidade quando dirijo e o Sandero demorou mais para chegar a 100km/h que o March, além de passar a sensação de ser mais pesado, mais amarrado.

        • silasrana

          Bom, você tem sua referência pelo que? Test-drive de 1/2 hora ou 1 hora no máximo? Eu digo, de peito aberto e quase 40mil km rodados neste 1.0 que anda sim junto com quase todos os 1.0 do mercado. Tenho clara consciência das limitações que um 1.0 apresenta e, justamente por isso, reafirmo minha surpresa positiva com relação ao desempenho do Sandero 1.0. Ele pode não se destacar em nenhum quesito, mas é sim bom em todos eles.
          Por acaso você sabe as relações de marcha de cada um? Sabe os picos máximos de torque e a melhor hora de trocar a marcha pra cada modelo? Creio que em um test-drive você não tenha nem metade destas experimentações.
          Enfim, reafirmo, é a sua opinião contra a minha. Com relação ao Sandero, a minha é baseada em minha experiência. A sua, em 1/2 hora de teste-drive em cada modelo.
          Abraço!

          • Jorge_Nobrega

            Bom, não entendi o motivo do meu comentário ter sido deletado. Enfim… Como eu disse, sempre procuro dirigir os veículos também em outras oportunidades, já dirigi várias vezes alguns dos veículos citados, inclusive o Sandero. A potência máxima e o momento de passar as marchas é algo bem fácil de saber utilizando 2 coisas básicas: contra-giros e ficha técnica, a experiência também ajuda nesse quesito, mas não se deve ir testar um veículo sem dar uma olhada na ficha técnica. Se você dirigir os veículos que eu citei, deixando de lado a parcialidade, verá que o Sandero fica sim atrás de vários 1.0 do mercado, entre eles: Gol, HB20, March, Celta, Onix. Não adianta dirigir só o Sandero e dizer que ele "anda bem", é preciso utilizar como referência outros 1.0 do mercado. O Sandero é mais lento que esses nas duas ocasiões, tanto dirigindo de maneira "esportiva" como no modo mais "tiozão", sem deixar o giro subir muito. Na minha opinião o Sandero ainda é uma opção interessante para diversos compradores, tem um bom porta-malas(maior da categoria) para a categoria, espaço no banco traseiro e é dos mais econômicos. Porém, tem seus pontos fracos, tais como acabamento, bancos pouco confortáveis(na minha opinião), ergonomia, isolamento acústico, ABS e AB2 como opcionais, ar-condicionado que não gela de maneira satisfatória(aqui em Recife é um ponto complicado), entre outros detalhes.
            Abraço!

            • WillScherer

              Jorge posso te afirmar que o motor do Sandero 1.0 16V é excelente, além disso te digo que simples test drives não são suficientes para conhecer o desempenho de um veículo. Te garanto que não sou nenhum entusiasta de carrinho 1.0. E tendo uma total imparcialidade posso afirmar que o desempenho do sandero é superior ao do March e do Celta – experiência própria – já tendo os referidos carros na garagem.

      • thales_sr

        Os números de 0-100 do Sandero 1.0 não são ruins não… Nunca andei nele, mas já andei em muito 1.0, e MANCO mesmo é o Palio. Celta e Gol G5 1.0 andam muito bem (dentro da categoria deles, óbvio), e o Sandero não parece fazer feio não.

        • Jorge_Nobrega

          Bom, meus dados não são oficiais pois foram medidos por um simples Iphone, mas foram de encontro com os dados divulgados pela revista autoesporte. http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoe
          que divulgou 17,4s no 0-100 do Sandero 1.0. No meu teste ele fez praticamente nesse tempo.

    • silasrana

      Esse é outra questão do carro. Ele consegue andar relativamente bem (considerando que é 1.0) e ser economico. Como você disse, não pode ter preguça de trocar de marcha a todo momento e manter o giro num nível adequado!

  • pumagtb

    Pelo menos você não comprou o celta, acho que o carro mais indicado pra você é um utilitario, pick up, conversivel ou um outro tipo que lhe atenda as suas necessidades e gostos devido a sua altura, que em breve certamente terá condições de adquirir um e quem sabe relatando pra nós no NA. Boa sorte!

    • silasrana

      Cara, meu grande sonho é um 4×4 a diesel. Gosto muito do Troller e tenho vontade de ter um para mante-lo sujo de barro! Porém, ainda está muito longe da minha realiade. Meu Sanderão ainda ta novo, e minhas prioridades no momento são outras. Ele ainda me atende perfeitamente. Não tenho nem previsão pra pensar em trocar de carro… ahahaha Mas pode ter certeza que seja qual for o próximo, depois que eu consolidar minha opinião, escreverei a respeito! hahaha
      Valeu pelo comentário!

      • Sias

        Tu queres pra fazer trilha? Vai comprar 0km ou usado?

        • silasrana

          Cara eu gosto muito de mato, trilhas, viagens…
          Tenho vontade de ter um 4×4 a diesel por puro gosto mesmo. O Troller é porque eu acho bonito mesmo.
          Mas não tenho bala na agulha pra comprar um agora, nem 0km nem usado! hahaah No futuro, quem sabe, eu não volte a pensar seriamente na idéia! hahaha

          • Sias

            Dá uma olhada nas Sorento (das antigas). Eu tenho uma e é um baita carro. Econômica, espaçosa e muito boa de andar.

            • silasrana

              Acho que sei qual é, Sias. Tive vendo uma dessas para minha mãe a um tempo atrás.
              Uma Sorento LX (se não me engano) automática, diesel e 4×4. O carro realmente impressiona. Mas não deu negócio na época. A dona desistiu da venda e minha mãe desistiu de trocar o carro dela! hahaha
              Mas está entre as opções, certamente.

  • Roberto

    Galera, acabei de pegar um 1.6 8v 0km. Cor metalica com som original(comando no volantre) e rodas de liga por 35.5k Entrada de 50% e restante em 24x sem juros. Achei um bom negocio, inclusive pela facilidade do financiamento. Oque vcs acharam?

    • silasrana

      Cara, eu, particularmente achei o preço bom sim. Diferença muito pequena para o que eu paguei no meu 1.0…

    • Absinthe666

      ja ta vindo com ABS+AB2 de série ou so na GT line mesmo?

      • Roberto

        De serie so no GT line.

    • Mr. Potato

      Bom preço, bom carro. Aproveite, ainda por cima tem 3 anos de garantia. Tem um certo carro super badalado por aí, com fama de inquebrável (mas que foi recordista de recalls) que tem 1 mísero ano de garantia, depois o dono "se vira" com o motor "tec-tec". Vai ter gente dizendo que ele era melhor negócio, mas não caia nessa conversa fiada, a realidade prova o contrário.

      • apneto

        Não esqueça os dois anos de renault assistance que, são uma mao na roda, de trocar seu pneu a te levar gasolina eles fazem…

  • Dr.Master

    Deviam mudar de Expression para Depression. Esse carro e a verdadeira alegria de pobre.

    • silasrana

      De fato, é mesmo, Dr.Master. Não sou rico e ele me deixou muito feliz quando comprei! E ainda deixa….
      O importante é que é meu e ta pago!

    • Bruno_ts

      Nem todos podem comprar um Corolla.

      • Pedro_Rocha

        Meu primeiro e atual carro é um Corolla, que comprei aos 28 anos 0Km. Nem todo mundo tem essa paciência…

    • thales_sr

      Nossa, só tem rico aqui!!!!

      • silasrana

        To impressionado de ver também!
        Grande maioria só anda em carro 4 estrelas e acham motor 1.0 suficiente apenas para motorzinho de dentista! Quem dera o mundo virtual fosse realmente igual ao real!
        Só teria gente boa, rica e bonita, não teria violência e nem desemprego…

        • Edson Roberto

          É sempre assim….. é o que falo… cada um sabe o calo que aperta!

          Eu adoraria andar de sedan médio topo de linha… mas penso que minhas despesas hoje com rodagem seria muito maiores e eu sinceramete não estaria disposto a paga-las. Até tenho condições, mas até que ponto devo ser irracional nisso?

          E o pior… tenho um hatch médio! rs Mas uso meu C3 que é economico e justamente serve para o dia-a-dia bem. Só gostaria como proximo carro urbano ter cambio uatomatico. Infelizmente está dificil sair cambio automatico de "verdade" com 6 marchas e uma faixa de R$35000 mas quem sabe não apareça? Até lá fico com o meu velhinho de guerra…rs

          É 1.4 que anda bem (para mim eu acho) e cumpre tudo que eu desejo… é o que importa. Assim como vc com o Sandero :)

          • Pedro_Rocha

            Acho que o Ônix deverá te atender em breve no que tange ao AT6.

            • Edson Roberto

              Pedro,
              O problema é que o Onix estará bem longe do preço que comentei. Ainda aguardo a possibilidade futura de ter um automatico mais em conta. Vai acontecer, talvez quem sabe até eu me desfazer do meu carro atual. Só gostaria que fossem justos com o preço e colocassem em mais versões de um produto o cambio automatico.

              • silasrana

                Não sei se você busca um 0km ou não, Edson, mas estava na busca de alguns carros para alguns amigos/parentes e encontrei um Sandero Privilège Automatic 2011/2012 por cerca de 35 mil reais. Achei o preço realmente bom. É um automático de verdade e já vem bem equipado de série. Sem contar no motor 1.6 16v. Não sei se faz o seu gosto, mas se interessar, busque maiores informações…

    • Katia Cristina Silva

      Querido Dr. Master
      Bom seria se todos os pobres tivessem um Sandero na garagem….

  • rgmmelo

    Excelente avaliação, tenho um privillege 2009. O que mata são os danados dos parafusos aparentes, e o retrovisor que é muito pequeno, e que foi trocado de 2010 em diante. O meu o único problema que deu foi semana passada que entupiu os bicos e me deixou na rua, fiz uma limpeza e bicho ta tinindo novamente…

  • luizcrjr

    Achei bem curiosa essa parte "Não sei se chega a ser um problema, mas o ar condicionado é bem esquisito e, pelo que leio, é característica do carro. Se deixo o carro sob o sol e ligo o ar, ele apenas refresca. Muitas vezes desisti dele preferi andar com a janela aberta a ter que esperar que gelasse conforme eu gostaria. Entretanto, se deixo o carro sob uma mínima sombra que seja, ai sim ele gela bastante. Pode parecer lógico isso, porém os carros dos meus pais costumam gelar em qualquer situação."

    Será que é por causa da baixa rotação do motor?

    • silasrana

      Cara, não sei dizer.
      Mas é bem assim mesmo. A impressão que eu tenho é que o 'sistema' esquenta mto e não da conta de resfriar. Entretanto, se deixo o carro sob uma árvore, por exemplo, ele gela bem legal…

      • JanssenJ

        Lembro de um cara que colocou um isolamento térmico na mangueira que levava o ''ar gelado'' até a cabine, isso evitou que o calor do motor causasse a perda do ''gelo'' . Mas não entendo muito de mecânica, nem sei como funciona a parte das peças de NENHUM sistema de ar-condicionando automotivo, mas se quiser pesquisar, fica ai a curiosidade.

        • silasrana

          Já li alguma coisa sobre isso, Janssen. Mas não prossegui na pesquisa. Também não sei qual o efeito disso…
          Buscarei maiores informações!
          Obrigado!

      • acorda

        O meu é 1.6 8v e o ar não gela muito não (quando comparado a certos concorrentes). Quando o carro está muito quente, abro os vidros, ando com o carro e deixo refrescar um pouco…somente depois é que ligo o ar.
        Esse ar é uma característica do veículo. A mim não incomoda, pois não preciso que fique frio dentro do carro, sendo suficiente uma temperatura amena (tem um cara no serviço que deixa o carro parecendo uma geladeira…..para esse já não serviria).

        Parabéns pelo carro.
        O meu é da mesma cor e estou muito satisfeito.

        • silasrana

          Tenho este costume de andar com os vidros abertos antes de ligar o ar também. Ajuda bastante.
          Me lembro que meu pai tinha o costume de ligar o ar no mínimo de frio no carro dele. Aí congelava a galera dentro do carro, aí ele desligava. E, como ninguém abria o vidro, ele ligava de novo porque esquentava.
          Ficava nessa de liga-desliga durante toda uma viagem, por menor que fosse. Engraçado que ele não aceitava que aquele botão de temperatura era justamente pra evitar isso… Por sorte, nunca quebrou! hahahaha
          Obrigado pelo comentário!

    • mjprio

      Como assim baixa rotação. Os 16v gostam de girar alto. Acredito que seja falta de isolamento do sistema em relação ao motor. Digo isso porque meu Classic era 1.0 e era um verdadeiro freezer, pois tinha um invólucro que abrigava o condensador e o filtro antipolen. Já meu Fiesta, que a exemplo do Sandero não tem filtro antipolem tem o condensador quase em cima do coletor de escape, que no classic era na parte frontal do motor

      • silasrana

        Aí sim! Pode ser este o problema…
        Nunca me passou essa possibilidade pela cabeça!

  • Hericles Sales

    Boa avalição, tive um privilege comprado logo no lançamento, e o fator que pesou mais na compra foi a garantia, já que ia passar um bom tempo com o carro e se paga caro por carros no brasil, o minimo era uma garantia descente. E foi dito e feito, usei duas vezes, uma para troca completa da embreagem e outra foi a troca de toda caixa de direção, e ainda me deram um carro reserva ( mais que obrigação ). Então, pensem bem na hora de comprar um carro com um ano só de garantia, pq hj em dia alem de ficar pagando o financiamento o cara vai ficar pagando oficina kkkk. Vendi com 4 anos de uso e em bom estado, mas o carro perde muito sim, o povo só quer gol e palio. Mas vendi com a cebeça tranquila que usei e comprei o carro q eu queria. Abraços

    • silasrana

      Penso assim também.
      Comprei o carro que eu quis e comprei pra mim! Se vai ser ruim de vender, depois eu vejo.

  • JanssenJ

    ótima avaliação, direta, muito bem escrita, o Sandero(e Logan) sempre teve mais pontos positivos no quesito necessidade e negativos no quesito desejo, ele entrega tudo que alguém precisa na faixa dos 30k a 40k , mas não entrega tudo que alguém gostaria, hj em dia tem concorrentes pesados, mas com os descontos ainda assim é uma boa compra, sempre admirei o Sandero pelo CxB, como admiro qualquer carro que tenha esse 'adjetivo' em seu histórico. Parabéns pela compra e pela avaliação

    • silasrana

      Janssen, eu costumo avaliar o custo x benefício de tudo que compro. As vezes até eu fico bravo comigo mesmo por ficar indeciso e demorar demais para comprar alguma coisa que preciso (pra comprar minha camera digital, por exemplo, foi quase um mês de pesquisa entre modelos/preços). Entretanto, prefiro ser assim do que me arrepender depois…
      Acho que custo x benefício é a grande sacada de uma compra racional é um ítem extremamente pessoal (afinal, o que pode ser custo pra mim, pode ser benefício pra você.
      Obrigado pelo comentário.

  • LucianoRN

    Esse carro é Renault ou Dacia?

    • silasrana

      O projeto original é da romena Dácia. Porém é vendido em alguns mercados, como o Brasil, com o logo Renault.
      Lembrando que a Dácia é um braço de 'baixo custo' da Renault.

      • Mr. Potato

        Lembrando também que VW, Ford e Fiat não têm uma marca própria pra seus modelos de baixo custo, mas na prática dá na mesma, pois os modelos que eles vendem no Brasil são "diferenciados" (específicos pra mercados emergentes e/ou extremamente capados). Ou seja, essa discussão "Dacia x Renault" é inútil na realidade brasileira, são todas iguais nesse aspecto.

        • silasrana

          Exato!

  • BrunoMulsane

    Apesar de de ter um desenho ja datado, o fiesta é um produto superior ao renault. Quando fomos comprar o modelo da minha noiva, optamos por fazer testes no sandero, ágile e gol. O fiesta é o que possui o painel mais bonito na versão class. A dirigibilidade, suspensão são superiores aos testados, menos o cambio, pois o gol é mais gostoso nesse quesito. O motor 1.6 acelera muito em relação aos concorrentes. Espaço interno e porta malas não deve em nada para o sandero. Enfim, na época em 2011, paguei R$35.000 na versão hatch, com air bag, ABS e my conection. Fora o motor 1.6 que é muito econômico e anda com carros de maiores cilindradas tranquilamente. Hoje com 46.000kms funciona como um relógio suíço, nunca deu um defeito sequer. Vamos troca-lo pelo próximo novo fiesta.

    • silasrana

      O Fiesta é um bom carro mesmo. Porém, já tive a oportunidade de dirigir um modelo 1.0 e achei lento demais. Olhando as especificações técnicas, dá pra notar o porque.
      O 1.6 seria a escolha mais acertada para este carro, porém fugia muito ao que eu podia gastar. Um modelo parecido com o seu sairia por cerca de 39 mil reais. Demais pra mim! haha
      Mas não tenho dúvidas que é um ótimo carro e hj tem um excelente custo x benefício!

    • Roberto

      Em 2011 vc pagou 35k um fiesta 1.6 completo com ABS +AB2 e mais o som My conection? Em 2011??? Como???

      • Pedro_Rocha

        Deve ser PJ, já que meu irmão pagou em 2010 34K em um 1.0 (VE dianteiro + AC + DH + trava) sem som.

  • joel

    Uma avaliação muito boa. Parabéns! Uma dica para evitar o desgaste prematuro dos pneus é toda semana calibrá-los e não esquecer de fazer o rodízio de posições e assim utiliza-los várias vezes. Conheci um Corsa Hatch que se manteve com os pneus originais de fábrica até 61mil km rodados e olha que pegava estraga, buraqueiras, lamas e calçamento. Tenho um Classic 2012 que ja sofreu troca da polia do virabrequim e da junta homocinética do lado esquerdo ha um mês exatamente. Achei isso o cúmulo do absurdo mesmo sabendo que tive parcela de erros que causaram a troca prematura. Quanto ao ar condicionado, FIAT e Renault pecam em certos modelos pois o ar não serve quase pra nada. O do Classic gela muito, e rápido mesmo no sol quente.
    O Sandero é realmente um "bom" carro e seria impossível, em se tratando de Brasil, nao tem um probleminha aqui outro lá.

    • silasrana

      Obrigado pelo comentário, Joel.
      Quanto aos pneus, eu costumo calibra-los a cada abastecimento. Geralmente a cada 15 dias. O rodizio eu faço a cada 10mil km. Entretanto, acho que o modelo do pneu do carro tem essa característica de baixa durabilidade. Já li alguns relatos a respeito do GPS3 Sport e a grande maioria durou aproximadamente a mesma coisa.
      E eu acredito que o Corsa que você citou tenha durado 61mil km os pneus. Aqui em casa mesmo já tivemos um Polo em que os originais Pirelli P7 duraram exatos 65 mil km..

  • anderson_sp

    Acho que a maior qualidade deste carro é o espaço interno dele e o motorzinho 1.0 se revela como uma boa surpresa, é um carro relativamente leve pelo tamanho e proporções + ou – 1070kg em um carro volumoso desse não é de se estranhar levar apenas 1 estrela no LatinCap, não vi em nenhum lugar que este carro usa aço de alta resistência como no Etios, ele consegue se desmanchar mais fácil que o Romeno, espero que este novo modelo que virá, a Dacia Brasil tome vergonha e melhore a segurança deste carro e não esqueça o acabamento.

  • josenum

    Bom resaltar que, fazendo o serviço de aliamento em curto periodo pode acabar sendo uma economia 'estupida' pois o valor pago nas manutenções pode acabar utrapassando o valor que teria que substituir o pneu sobre o desgastre pre maturo. dica…

    • Absinthe666

      poisé tem isso, 10 alinhamentos dependendo do lugar podem chegar a 500 reais, da para comprar 2 pneus e ainda sobra troco
      o problema é que alguns carros desalinham muito facilmente prejudicando a dirigibilidade, consumo e segurança, o palio aqui de casa na mão da minha mãe de 3 em 3 meses ta puxando muito para direita, sendo obrigatório o alinhamento

    • silasrana

      Pois então, cara, utilizando um calculo simples, acho que ainda vale a manutenção a cada 5mil km. Pago 30 reais pelo serviço de alinhamento/rodízio.
      Para trocar um par de pneus gastei 520 reais (250 por pneu + 20 de dois bicos novos).
      Considerando que em 35mil km (km em que o par original durou até a indicação), se eu tivesse feito a cada 5mil km, teria gasto com manutenção em 7 alinhamentos o total de 210 reais, o que é menos que um pneu aqui na região..
      Bom, fiz essas contas de cabeça, porém posso ter esquecido de alguma coisa. Olhando levianamente, acho que ainda vale a pena…

      • josenum

        acho estranho, pois aqui tem um carro que foi tirado novo rodas 15'' e está com praticamente 55mil rodados e os pneus ainda estao em condições de rodagem. Estranho pois você roda boa parte em rodovia, o que deveria ter menos desgaste. Sempre quando faz a revisao do carro, a maioria eu vou e pago, e sempre deixo o alinhamento+balanc de 10 a 15mil km, depende do estado, se o carro estiver puchando faço antes mesmo.

        • silasrana

          Cara, eu achei a durabilidade do Goodyear GPS3 Sport que vieram com ele muito ruins mesmo. Só para ter ideia, o carro anterior do meu pai, um Polo, teve os pneus Pirelli P7 originais trocados aos 65 mil km. Achei realmente ruins a durabilidade do GoodYear. Entretanto, me vi 'obrigado' a substitui-los por modelos iguais.
          Aqui na minha cidade só há duas grande lojas de pneus. Exatamente uma da Pirelli e outra da GY. Na loja da Pirelli eu não entro mais. Já tive péssimas experiências lá. As lojas menores vendiam pneus de marcas diferentes (Bridgestone, Michelin e outras), porém cobravam um rim por isso… Vi um pneu 185/70 R14 da Bridgestone sendo vendido a quase 400 reais aqui na cidade.
          Eu estava disposto a comprar pela internet e arriscar na marca Kumho ou Maxxis, que já li bons comentários, porém o preço do frete era proibitivo e, comprando desse modo, teria que pagar a instalação.
          Por isso, naquele momento, preci$ei optar pelo GoodYear. Mas já estou me programando para a próxima troca (financeiramente, eu digo) e vou procurar pneu fora da cidade e buscarei outras marcas, apostando numa maior durabilidade.

  • LuccasVillela

    Acho um carro honesto. E também gosto do 1.0 da Renault, tive no Clio e é economico e apresenta bom desempenho.

  • Sedici

    Ótima avaliação, mas faltou apenas comentar sobre o ruido interno vindo do motor. Fiz um teste-drive no Authentique 1.0 (já no modelo novo) ano passado, e me decepcionei com esse quesito. Parecia que o motor estava dentro da cabine. Isso acelerando no máximo até 3000 giros, sem passar disso.
    Agora… li em alguns sites que essa era uma das reclamações dos proprietarios de Sandero e teria sido sanada (ou pelo menos atenuada) no modelo novo. Desde então, fico imaginando como seria o nivel de ruido no modelo antigo, já que nunca dirigi um desses.

    • silasrana

      Nossa, de fato, nem lembrei desse quesito! Desculpa!
      Realmente o som do motor participa bastante da vida do motorista de um Sandero (principalmente dos modelos antigos – não sei como ficou nos novos). Entretanto, fiz o teste drive antes de comprar e já tinha lido a respeito disso antes mesmo de fechar a compra. Minha solução pra isso foi um bom rádio/pen drive.
      Como ando sozinho a maioria do tempo, posso andar com a música um pouco mais elevada (mas nada muito alta, que se escute de fora), afim de amenizar o barulho do motor.
      Agora, em estrada, com mais gente e som ligado, ou a gente fala bem alto ou abaixa o som, não tem jeito!
      Valeu pelo comentário!

  • Corvo

    Silas, posso falar com propriedade pois tenho um Sandero automático com abs e airbag e e tive um Sandero 2010 expression mas com motor 1.6. O carro é bem honesto, por espaço interno e pelo conforto de rodar (suspensão). No facelift, no quesito acabamento melhorou muito. Minha única reclamação que tinha no antigo era o barulho do motor (parecida que estava dentro da cabine). No meu Sandero atual isso melhorou muito, mesmo sendo 16v.
    Em estrada até 100/110 é bem silencioso, mas na cidade até que é um pouco barulhento pois o cambio automático praticamente só troca entre 3 mil e 3500 rpm.
    O que mais surpreso me deixou do Sandero antigo é o custo de manutenção (seguro, combustível ou revisões), e no atual ainda me deixa.
    Na época que comprei, em 2010, não tinha um carro de melhor custo-benefício, assim como tampouco encontrei um carro similar automático em 2012 (sempre falando de 0 km) com esses equipamentos, espaço e preço (precisando pois costumo viajar muito).
    O único problema que tive com o anterior (vendi ele com 50 mil km) é que precisei trocar os pneus com 40 mil km (Goodyear aro 15).
    Sobre a marca Dacia, queria te fazer uma correção. Na verdade o Sandero foi criado e projetado pelo centro de designers aqui em Brasil e logo foi vendido primeiramente pela marca Dacia na Europa, ao contrário do que muitos pensam que é um projeto romeno (como Logan e Duster que sim foram criados na Romenia). Sem esquecer também, que nossos populares também são de baixo custo disfarçados de VW, Ford e demais.
    No mais, parabéns pelo carro, é um carro bem honesto e o melhor que tem é seu custo-benefício. Abraços

    • silasrana

      Obrigado pelo comentário, Corvo.
      Realmente, acho o Sandero um dos carros com melhor custo x benefício em algumas versões. Infelizmente, enquanto a Renault não introduzir pelo menos o AB2 e/ou ABS nas versões 1.0, esta será prejudicada. Há no mercado, hoje, por exemplo, o Onix 1.0 que equipado de maneira similar ao meu, de 2010, custaria bem próximo ao que paguei pelo meu. Entretanto, pela versão Privilège automática, realmente está com o custo x benefício imbatível. Não há, ainda, nenhum automático de verdade no mercado, que ofereça o que o Sandero oferece.
      Até hoje, com o meu, as despesas foram basicamente as mesmas que as suas. Revisão, seguro, e um jogo de pneus. Alias, falando em seguro, em 2010, fiquei bastante surpreso com o valor dele. Herdei a apólice do meu pai, já com bônus classe 10, e, mesmo tendo 24 anos na época, a apólice ficou na casa dos 900 reais – lembrando que, coincidentemente ou não, em Agosto/10 foi a primeira vez que o Sandero figurou entre os 10 mais vendidos (7ª colocação). Acho que, devido ao maior número de Sandero na rua e, consequentemente, sua maior exposição, o valor tem aumentado gradativamente ano a ano. Minha última apólice ficou em 1250 reais reais – ainda assim um valor relativamente baixo considerando minha idade.
      Confesso que esqueci de escrever a respeito do isolamento acústico e outros detalhes com relação ao seguro, por exemplo. Acho que deveria ter feito uma revisão mais criteriosa antes de enviar. Mas, de qualquer forma, gostei do feedback… O isolamento acústico realmente deixa a desejar. O motor parece estar sentado no banco do carona. Porém, como disse numa resposta acima, como ando a maioria do tempo sozinho, basta eu aumentar um pouco o volume do rádio e os problemas se vão. Apesar de tudo, não é um 'problema' que me incomode de verdade.
      Com relação ao projeto do Sandero, realmente esta é nova pra mim. Não sabia que era um projeto brasileiro. Porém, de qualquer forma, concordo com o que você disse, independente de onde for, não deixa em nada a dever aos projetos de Uno, Gol e cia…
      Abraço

      • Corvo

        Silas…eu dou risada quando criticam o Sandero só pelo fato de ser Renault (ou algumas dizem Dacia) mas nenhum da concorrencia (nem os novos) superam ampliamente ele. Todos os populares tem pros e contras.
        Sobre o seguro, voce está pagando barato. Se fizer um seguro de um Gol então, vai pagar no mínimo o dobro ou mais ainda.
        Eu tenho 26 anos e estou pagando no meu carro R$ 1500, mas com uma franquia de R$ 1900, o que acho pouco pelo preço FIPE do carro em questão.

        • silasrana

          Eu também quando leio alguns comentários a respeito dos 'Dacia/Renault' também acho bem engraçado! Um país onde o Gol é o carro mais vendido a 20 anos, não pode falar muita coisa de ser um carro Romeno ou Frances!
          Alias, pelo menos, como você disse, a ideia de um carro de baixo custo é clara no Sandero. Ao contrário dos outros concorrentes que se travestem de suas marcas, sejam alemãs, italianas ou o que quer que sejam…
          O mais engraçado de tudo é que, mesmo sendo declarado 'de baixo custo', os 'Dacia' como dizem, conseguem superar os nacionais em vários quesitos!
          Mas enfim, o povo adora criticar sem ter conhecimento… então, que deixem-os falar! Não sabem o que estão perdendo…

    • silasrana

      Ah, aproveitando, tire-me uma curiosidade, por favor, Corvo.
      O que você acha do desempenho e consumo do seu Sandero automático? Estive vendo uns semi-novos para uma prima e achei bastante interessante o que vi.
      Achei, por exemplo, um modelo 2012 Privilège, vermelho fogo, automático por 35 mil reais. Porém, não estou encontrando muitos relatos a respeito do consumo deste modelo. Os poucos que vi são muito desencontrados. Ou 8 ou 80, tá difícil tirar uma referência…
      Obrigado.

      • Corvo

        Então Silas, sobre o desempenho não há do que reclamar…tive o Sandero 1.6 8v e era muito esperto em cidade, não tanto assim em estrada, mas dava conta do recado. No automático vejo uma pequena lentidão até as 2800, 3 mil rpm, e depois disso fica muito esperto, acompanhando até carros maiores.
        Sobre o consumo, olhe, realmente existem disparidades, mas comigo acontece isso. Para te ser sincero, o consumo fica assim:
        Não sei em que cidade voce mora, mas eu estou em SP capital e pego muito transito (e utilizo quase sempre etanol) e faço de promedio entre 6 e 7 km na cidade (50 % transito livre, 50 % lentidão).
        Na época de férias, nas medições que eu faço manualmente (não confio muito no computador de bordo) cheguei a fazer 7 km, 7.2 km (transito livre, claro).
        Já em estrada, pego direto Airton Senna e Tamoios para o Litoral, e juro que cheguei a fazer 12 km etanol (3 pessoas no carro, ar condicionado ligado a maioria do tempo e não ultrapassando os 120 km/h), mas a média na estrada mesmo é 10.5 km mais ou menos (na volta do carnaval fiz 8 km). Resumindo, como todo carro automático, consome muito com transito.
        O que acho esquisito é que na estrada consegue ser mais economico que meu antigo 1.6 8v manual, mesmo o último marcando 3200 rpm a 120 por hora, e o automático 3500 rpm na mesma velocidade…só que na cidade, o 1.6 fazia até 8 km…
        Ahhh, sobre a compra do carro de tua prima, recomenda pegar um Sandero com freios abs e airbags e usado. Eu paguei R$ 45 mil há 8 meses atras, e se hoje vou vender, não pego mais de R$ 37 mil, o que torna vantajoso para quem vai pegar usado.
        Li em muitos lugares, que quem comprar um modelo 2012/2013 e não ter esses equipamentos, no futuro vai ser um mico para revende-lo (como se não tivesse ar condicionado).
        Abraços !

        • silasrana

          Minha cidade é do interior, e, apesar de não ter o transito pesado de SP, tem ruas muito estreitas, muitos buracos, faróis e obstáculos. Querendo ou não o consumo se assemelha um pouco e, fazer entre 6 e 7 com etanol, transito e câmbio automático é bem aceitável. Se seguir este padrão, deve fazer na casa dos 9 com gasolina, não?
          Achei estranho o automático manter um regime de 3500rpm a 120km/h. Achei bem alto. Mas, se for parar para analisar, considerando que o câmbio tem 4 marchas, acho que não poderia ser diferente, caso contrário haveria um 'buraco' entre as marchas.
          O modelo que eu vi que custava 35mil km, em especial, não tem nem AB e nem ABS. Mas foi ele que me chamou a atenção para os preços. Já pude ver vários modelos com estes equipamentos de segurança por um preço não muito superior. É só questão de procurar…
          Muito obrigado pelo relato!
          abraço
          Silas

  • fernandez_esp

    Obrigado Silas por seu depoimento.

    • silasrana

      Obrigado pelo comentário, Fernandez.

  • zeuslinux

    Eu não consigo entender como alguém de 1,86m de altura se sente tão apertado em quase todos os populares.

    Alguns deles são vendidos também no exterior (pelo menos a carroceria é a mesma) e a estatura média de europeus é maior do que a de brasileiros. Menos de 1,90 m para mim não acho tão alto assim, a menos que a pessoa seja obesa também (aí é grande em todos os sentidos).

    Quanto ao Sandero, um amigo meu teve e odiou o carro. Dizia que o carro tinha conforto, robustez mecânica e aparência geral ruins, de carro bem popular mesmo. Ele teve um Fiat Idea antes (que também achou ruim) e hoje tem um Honda City. Ele está satisfeito com o City, embora gostasse de um motor mais forte e um preço melhor (pagou em torno de 60 mil pelo City, um roubo).

    • silasrana

      Boa noite,
      Então cara, o fato de alguns populares nossos também serem vendidos no exterior não significa que todos também os achem pequenos. Eu me senti bem desconfortável no Celta e o no Ka. No Chevrolet, o volante é baixo, torto e não tem regulagem. Para ter ideia, o volante ficava raspando na minha perna durante a condução. Tinha que ficar com a perna aberta em volta do volante e, por conta disso, achei dificultoso o acesso. No Ka, a sensação de aperto geral me fez desistir.
      No Clio, o espaço longitudinal e transversal são bons. Mas a altura achei incomoda. MInha cabeça raspava no teto a todo momento. Problemas estes que não tenho com o Sandero.
      Agora, com relação ao acabamento, não tem jeito. O carro é POPULAR e como tal não tem um acabamento sofisticado mesmo. Nenhum da categoria tem. Pelo preço que paguei, não tinha nada melhor. Entretanto, se eu comprasse uma versão mais cara do Sandero, certamente ficaria muito mais insatisfeito, uma vez que a concorrência, numa categoria acima, já entrega coisa melhor. Talvez tenha sido esta a impressão do seu amigo. Seria a mesma coisa que comprar um Gol 1.6 de 45 mil, sendo que é possivel comprar um Polo, com acabamento bem mais aprimorado por um preço semelhante.
      Com relação ao City, acho um bom carro também. Já quase tivemos um aqui em casa, porém minha mãe preferiu o Fit (também 1.5). Entretanto, como todos os Hondas, são mais caros que a concorrência e não entregam muita coisa pra justificar o preço (apesar deste ser o grande problema do mercado brasileiro – situação semelhante ao Etios, da Toyota).
      Minha mãe pagou 57 mil num Fit, em 2010. Tudo bem, o carro era muito bem equipado, tem um espaço interno que nunca vi antes em outro carro (digo em questão de aproveitamento). Porém era um carro com acabamento simples (porém bem feito), plásticos duros por toda parte, suspensão extremamente dura (o carro pulava demais) e não era tão econômico não.
      Obrigado pelo comentário
      Abraço

  • Thomás

    Parabéns pela avaliação!
    Legal a opinião de alguem que convive diariamente com o carro. A questão é esta mesmo, o Sandero não tem uma boa ergonomia (botoes de vidro e do ar), mas um ótimo espaço interno. Pelo visto, ele não teve problemas com o motor e o consumo está bom, acho que isto conta muito.

    • silasrana

      Pois é, Thomás, estes detalhes de ergonomia, pelo que já notei, são características francesas mesmo. O Clio era assim, bem como alguns outros Renaults, Peugeots e Citroens. Por sorte nossa, estão se adaptando aos gostos dos brasileiros. Quase todas antes apresentavam os acionamentos elétricos dos vidros no painel e hoje já corrigiram isso – inclusive o Sandero. Entretanto, a questão dos vidros é questão de costume. Já não ligo mais. Os controles do AC ainda incomoda bastante, porém aprendi a conviver com isso.
      Com relação à mecânica, não tenho o que me queixar realmente. Achei o conjunto bem robusto e o consumo corrobora com o que acho do carro.
      Obrigado pelo comentário.

  • Kleber Freitas

    Parabens Silas.
    Tive um Sandero Exp. 1.6 8v comprado por R$36000 em Abril de 2010. Na epoca estava procurando espaço interno e opcionais com motor maior que 1.0 e comprei o Sandero.
    Pneus, sempre fiz junto com as revisões da CSS o serviço de pneus (Alinhamento, balanceamento, rodozio e cambagem) e eles duraram 56mil.
    Ar condicionado realmente é bem ruim, não refrigera muito bem.
    Acabamento, concordo com voce, mas nenhum outro concorrente é muito melhor.

    Opinião geral, carro honesto, espaço interno muito bom, motor bom e consumo baixo.

    Como a familia cresceu, troquei em fevereiro de 2012 este Sandero (56000 km) por uma Megane GT.

  • Anderson

    Já tive um Sandero e vendi com 60 mil km. Neste período, só troquei óleo, pastilha e pneu. Aliás, o desgaste excessivo dos pneus acho que se devem ao fato de serem da Goodyear, de péssima qualidade. Se fosse Michelin ou Continental, durariam muito mais.
    É de fato um carro honesto e bem melhor que Fox, Celta e similares. O acabamento é realmente ruim, mas não é pior do que o do Gol, do Palio e de seus congêneres…
    Quanto ao fato de ser Dacia, é puro preconceito. Ou alguém acha que a Volks teria coragem de vender Gol para os europeus? Será que a GM vende Celta lá na Europa? E a Fiat, vende esse Mille sem vergonha para os italianos?
    Ou seja, nenhuma das marcas respeita os consumidores brasileiros. E a Renault é prova disso. Teve a coragem de tirar de linha a Grand Tour, cinco estrelas no EuroNcap e um dos melhores modelos à venda no mercado nacional…. lamentável….

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend