Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

A ideia de comprar uma Kia Sportage 2011/12 surgiu após uma insatisfação com meu antigo carro (Pajero TR4 Flex 4×4 2009). Sempre tive muito respeito pela marca Mitsubishi (meu pai já foi dono de pelo menos 5 carros desta marca – três L200 e duas Pajeros Sport).


Após dois anos de uso da Mitsubishi Pajero TR4 Flex 4×4 2009, ofereci este, na troca em Janeiro de 2011 por uma Kia Sportage 2011 (modelo novo com teto solar). Tive que esperar por quase 6 meses e por diversas visitas semanais ao vendedor da concessionária. Recebo então na véspera do São João (se não me engano em 11 de junho de 2011) a ligação do vendedor (após avisá-lo uma semana antes, que ia comprar uma Outlander GT, se meu pedido não fosse atendido até o feriado). Este me ofereceu uma Sportage 2011 P395 (modelo intermediário sem o teto solar apenas) que estava reservada a outro consumidor. Comprei na hora e em quatro dias o carro estava em minha garagem emplacado e com seguro.

Em minha primeira saída ao ligar o carro (demorei muito até aprender a usar o botão start-stop adequadamente) já percebi a diferença. O motor não fazia barulho mesmo com a janela aberta. A cidade estava vazia e tive a oportunidade de rodar com o carro sem trânsito, sentindo a suspensão (extremamente macia para um carro com Aro 18 e “grande”). O prazer da direção era imensurável naquele momento. O motor de 160 cv, com câmbio bem ajustado.

Após dois meses de uso instalei na própria concessionaria a central multimídia e recentemente instalei lanternas traseiras customizadas vindas da Coréia do Sul, jogo de lâmpadas de 5000k em todos os faróis. Tenho planos ainda de algumas modificações antes de vendê-lo.


Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

Vamos ao que interessa.

ACABAMENTO: O painel da Kia Sportage tem material bom ao toque, resistente a arranhões, sem muitos encaixes, sem rebarbas e com mínimos detalhes em prata. Maçaneta de bom aspecto, de material semelhante a aço riscado, porem quem não conhece o carro tem dificuldade em abri-la. Banco de couro ajustado com bonita costura, com apoio central nos bancos dianteiros e bancos traseiros, sendo este rebatível. Couro aparência melhor do que o normalmente em carros menores. Pontos negativos: volante já descascando (fora da garantia), apresentando trepidações em bancos traseiros no asfalto.

ERGONOMIA: Controles no volante no local certo, interruptores dos vidros elétricos a altura do encosto do braço e de fácil alcance. Pedal do freio de estacionamento em bom local e dificilmente acessível durante a o ato de dirigir. Controles de ar condicionado acessíveis sem muito esforço e de tamanho grande a ponto de não precisar olhar durante a condução para ligá-los. Banco bem ajustado ao corpo e confortável. Existindo regulação de dureza e de posições eletricamente ajustáveis apenas no banco do motorista. Banco do carona com ajuste manual, sem controle de elevação global e por muitas vezes minha esposa reclama de ser baixo demais para olhar a paisagem

INTERATIVIDADE: Após instalação da central multimídia, não há falta de interatividade. Possível ver TV, DVD, Pendrive com fotos, tem câmera de Ré, GPS, toca MP3/WMA e integração bluetooth. Controles do rádio no volante funcionando mesmo após instalação da central multimídia. Regulação de diversos níveis de velocidade do limpador de para-brisa dianteiro, possibilidade de acionar controle do piloto automático com regulagem de velocidade no volante sem problemas. Ar condicionado dual zone de fácil acesso com controles grandes, possibilitando ligar o ar sem olha-lo durante a condução.

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

O ponto negativo fica em 4 itens: Contraste da tela de LCD da central multimídia, difícil de vê-la em dias ensolarados, controles da central multimídia de difícil toque, a inexistência da tela de LCD no painel de instrumentos informando o status do carro e a falta de retrovisor central eletrocrômico (imperdoável para um carro de alto valor).

ESPAÇO INTERNO: Bom espaço interno, tanto nos bancos dianteiros como traseiros. Espaço para bagagem satisfatório, porém sem excessos. Não há coluna central no assoalho tornando-se ainda mais satisfatória uma viagem atrás. Não há rede para acomodação de pequenos utensílios no bagageiro.

SEGURANÇA: Em um carro 5 estrelas no EuroNCap, pouco se há para reclamar. Freio a disco nas 4 rodas, ABS, EBD, controle de tração, cinto de 3 pontos para todos os passageiros (o cinto do passageiro central do banco de trás emerge do teto – efeito estético interessante). O principal ponto negativo é apresentar 2 airbags dianteiros apenas – detalhe apenas para mercados emergentes.

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

MECÂNICA: Motor 2.0 de 160cv com câmbio de 6 velocidades, boa aceleração, ruim retomada. Mecânica ajustada ao peso e tamanho, porém sem sobressaltos. Não é um carro que se espera boa aceleração ou retomada. Suspensão eficiente, pouca trepidação na cabine interna. Nas curvas transmite sensação de instabilidade, porém não se traduz em falta de aderência e/ou descontrole na condução. Já com quase 40000Km, manutenções preventivas em dia.

CONSUMO: Consumo esperado para um carro com esta relação peso/potencia. O Câmbio ajuda e muito a redução do consumo (esperava 5-6km/L – tive uma Pajero TR4 com motorização semelhante e câmbio sequencial de 4 marchas com este consumo). Em estrada chega a fazer 11-12Km, muito melhor que qualquer Chevrolet 2.0 nacional. Suas revisões não são tabeladas e são caras, porém o atendimento na concessionária é muito bom, permitindo que eu seja atendido sempre que necessário, mesmo quando o atendimento não é hora marcada (bastante importante para mim, sendo um dos pontos principais para continuar na marca). Já tive que trocar pastilhas de freio (caras para item de desgaste habitual em um carro automático)

DEFEITOS APRESENTADOS: O barulho interno começa a me incomodar (sou muito exigente quando se trata em “batuqueira” dentro do carro). Foi trocado em campanha pela concessionária Kia a tampa de combustível e o vedante correspondente sob o risco de queda da bomba de combustível. Diversas vezes levei o carro para reclamar do mesmo barulho, solucionado por 1000km retornando logo após.

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012

CONCLUSÃO: O carro é ótimo para direção, ainda me empolga durante sua condução na cidade. Tem revisões caras e não tabeladas, porém a assistência técnica é eficiente e com boa resolutividade. O valor de revenda é ruim (Dois meses atrás procurei a concessionaria Ford para realizar uma troca com o Fusion AWD, mas como o vendedor me ofereceu 30% a menos do que eu paguei em 2011 e 25% abaixo da tabela Fipe – resolvi nem fazer o test drive), porém este não deve nada a carros com valores de compra muitos mais altos. Bom consumo para um Crossover de tamanho médio. Bom bagageiro e confortável durante rodagem em pisos irregulares.

Penso em manter o carro por mais 2 anos e vendê-lo com 4 anos de uso em seu ano final de garantia, se não houver nenhum evento catastrófico. Quem sabe eu consigo trocar em um sedan com quase 300cv?

Por Thiago Pinto

Carro da semana, opinião de dono: Kia Sportage 2011/2012
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email