Combustíveis Matérias NA

Etanol aditivado: o que é, vale a pena?

Etanol aditivado: o que é, vale a pena?
Etanol aditivado: o que é, vale a pena?

Já se foi o tempo em que gasolina comum, etanol e diesel eram as únicas opções de combustíveis à disposição dos consumidores em postos de combustível. Dá para dizer que o mercado de combustíveis sofreu uma espécie de “gourmetização” nos últimos anos. Atualmente, os motoristas podem abastecer seus respectivos veículos com combustíveis em versões que prometem limpar o motor do veículo e prolongar a vida útil do conjunto ou até com um diesel que também limpa o sistema de alimentação ou que atenda às mais recentes tecnologias empregadas pelas fabricantes nos propulsores. Um deles é o etanol aditivado.

O etanol aditivado é ofertado em alguns postos de combustíveis há cerca de oito anos. Ele chegou como alternativa para automóveis de passeio, veículos comerciais e motocicletas dotados de motorização flex e está disponível, sobretudo, em estados como Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. Porém, você sabe realmente o que é, como funciona e quais são os benefícios do etanol aditivado? Respondemos essas perguntas logo abaixo. Confira:


O que é etanol aditivado?

Você já deve ter escutado ou lido algo a respeito da gasolina aditivada. O etanol aditivado, por sua vez, segue praticamente a mesma ideia. Este tipo de combustível desempenha a mesma função do etanol comum, mas com a diferença de contar com detergentes e dispersantes em sua mistura. Essas substâncias prometem promover uma limpeza considerável no sistema de alimentação do motor, removendo principalmente os resíduos acumulados no interior do motor que podem comprometer o bom funcionamento do aparato.

Para explicar na prática o real funcionamento e benefícios do etanol aditivado, a Shell, que atualmente é a única rede de postos de combustíveis a dispor deste tipo de combustível aos consumidores no mercado nacional; compara o seu “Shell V-Power Etanol” com alguns produtos que nós utilizamos em nosso cotidiano. Segundo ela, o motor pode sofrer do mesmo mal de um chuveiro, que quando entope reduz o seu fluxo de água. No caso do propulsor, ele pode ficar cheio de impurezas que comprometem o seu bom funcionamento. Aí o etanol aditivado entra em ação; removendo os resíduos das válvulas e bicos injetores, melhorando a passagem do combustível no interior do motor.

Além disso, o etanol aditivado pode ser comparado ao creme nas mãos, que faz com que as nossas mãos deslizem de maneira mais suave. No caso do motor, o etanol aditivado ostenta o FMT (Friction Modification Technology), o redutor de atrito da fabricante, que protege e contribui para que as partes internas do motor se movimentem mais suavemente, gerando mais proteção e menos perda de energia.


Em suma, o etanol aditivado pode contribuir para “desprender” e quebrar a sujeira presa no sistema de alimentação do motor e elimina-la através do sistema de combustão; beneficiando todo o conjunto; aumentando a vida útil do propulsor e, ainda, fazendo com que você diminua os gastos na oficina por possíveis problemas causados por tais impurezas. Porém, é sempre válido lembrar que o uso de qualquer combustível aditivado não suspende em hipótese alguma a realização de revisão periódica a cada seis meses ou um ano, dependendo do uso e do veículo.

Etanol aditivado: o que é, vale a pena?

Etanol aditivado vale a pena? Onde encontra-lo?

Se o etanol aditivado é uma opção mais interessante? A resposta é: depende. Vale a pena abastecer o seu carro pela primeira vez com o etanol aditivado e ir testando os benefícios, sobretudo para aqueles que estão acostumados usar sempre gasolina comum (dotada de um conjunto de hidrocarbonetos, que se oxidam com o tempo e podem formar aquela “cera” capaz de entupir partes dos sistemas de alimentação do motor).

Todavia, você sabia que o etanol comum se aproxima da gasolina aditivada no quesito de limpeza dos bicos injetores num carro com motor flex? Caso o etanol seja de boa qualidade, ele é dotado de propriedades solventes que promove uma limpeza nos bicos, assim como acontece com a gasolina aditivada. No caso da gasolina comum, a vantagem do etanol acaba sendo ainda maior.

Deste modo, o etanol aditivado pode ser praticamente irrelevante dependendo do seu veículo e uso. Apenas para ressaltar, o etanol comum já não consegue formar resíduos na câmara de combustão, então o etanol “equipado” com aditivos é um tanto quanto desnecessário. Além disso, no caso da Shell, ela promete a redução de atrito com o uso de uma substância antifricção, mas é bastante provável que os resultados sejam praticamente imperceptíveis.

O etanol aditivado pode ser encontrado somente nos postos de combustível Shell por cerca de R$ 0,10 a mais que o etanol comum. As empresas Petrobrás e Ipiranga, pelo menos até o momento, não demonstraram interesse em oferecer algum combustível deste mesmo tipo.

Etanol aditivado: o que é, vale a pena?

Há uma economia de combustível com o etanol aditivado?

Embora seja mínima, há sim uma redução no combustível quando o carro passa a “beber” etanol aditivado. Como em qualquer combustível aditivado, a empresa responsável precisa elaborar um relatório a ser entregue a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), deixando clara os benefícios ao motor do carro. Neste caso, de acordo com estudos, há uma economia de combustível de cerca de 3% em relação ao etanol convencional.

No entanto, a empresa deixa claro que esta diferença depende bastante do estilo de condução do motorista e a situação de cada veículo em termos de manutenção.

Etanol aditivado ou gasolina aditivada: qual é melhor?

Como já citamos, o etanol aditivado e a gasolina aditivada seguem praticamente a mesma linha. O primeiro conta com uma substância que reduz a fricção entre as partes móveis do motor que possuem algum tipo de contato com o combustível e ainda promete eliminar as impurezas no sistema de alimentação. Já o segundo combustível, assim como a gasolina comum, é dotado de 25% de etanol anidro em sua mistura, mas com direito a aditivos químicos que auxiliam na limpeza do motor, como detergentes e dispersantes, também igual ao etanol nesta mesma versão.

Porém, falando da versão aditivada, desconsiderando as propriedades dos combustíveis em si, o etanol aditivado pode ser ligeiramente mais benéfico por prometer reduzir o atrito de alguns componentes internos do motor, algo que a gasolina aditivada não consegue promover (pelo menos na teoria). Por outro lado, o etanol comum acaba sendo equivalente à gasolina aditivada em relação à capacidade de limpar o motor. Logo, para o seu bolso, o próprio etanol comum pode ser mais vantajoso.

Mas vale sempre fazer uma análise para saber a relação entre o valor gasto e a autonomia do seu carro com gasolina comum, gasolina aditivada e etanol comum, visto que em alguns modelos a gasolina pode ser mais interessante.

Etanol aditivado: o que é, vale a pena?
Nota média 4.6 de 10 votos

  • Pedrov154

    Dá para dizer que o mercado de combustíveis sofreu uma espécie de “gourmetização” nos últimos anos.

    Eu diria que foi uma gourmetização às avessas, vide nossa gasolina cada vez mais pinguça.

    • Esquilo Tranquilo

      Mas o preço é gourmet kkk

    • Podemos dizer que passou por uma cubanização. Cada vez mais pobre, porém caro de se comprar.

  • Klebson Tinoco

    Sempre ouvi dizer que o etanol era corrosivo ao motor. Agora leio que o Etanol de boa qualidade é até benéfico. Mas, e a nossa alcoolina então, faz o que?

    • Pedro Henrique

      sempre ouviu errado então kkkkkk
      a alcoolina só tem uma coisa de ruim, não rende tanto quanto uma E10(10% etanol) mas paga-se o preço de uma…
      pois o etanol na gasolina deixa ela melhor, já que a nossa é de baixa qualidade o etanol funciona como um antidetonante e incrementa a octanagem dela já que o etanol tem alta octanagem, mais que uma podium…

    • Leandro Oliveira

      Só é corrosiva se o motor não for flex, ou for concebido somente para gasolina. Os motores corretos recebem peças internas com proteção especifica contra oxidação.

  • Mr Tony

    Pelo preço que cobram no “álcool gourmet” prefiro ir de gasolina comum mesmo.

    • FPC

      Já eu prefiro o contrário, uso etanol ininterruptamente desde 12/2016, aqui onde moro desde essa época o etanol varia entre 60 a 68% da gasolina, e já que nossa Gasolina tem quase 1/3 de álcool eu prefiro por etanol de vez.

      • Mr Tony

        Sim, eu também uso o Etanol ao invés da gasolina. Mas uso o álcool comum, não aditivado.

      • Antonio Carlos Costa

        Também só abasteço com etanol. Além de aumentar a cavalaria do meu Peugeot 208 1.2 em 6 cv, o combustível do ‘suco da cana’ incide em SP menos impostos que é destinado ao sustento das mordomias de políticos em Banânia.

      • Unknown

        Exato! Quando o preço do álcool está até 70% do preço da gasolina (em SP, na maior parte do ano), vale mais a pena abastecer com ele.

  • Jose Carlos

    O Etanol por si mesmo já é um combustível limpo, que não deixa resíduos como a gasolina, que é feita de petróleo. Não há necessidade de ser aditivado. Isso é enganação para faturar mais às custas da falta de informação dos ignorantes.

    • Cezar Lopes

      Exato!

  • Abdallah

    Se o nosso combustivel nao fosse tao podre nao precisariam estar inventando essas frescuras para tirar mais dinheiro do consumidor.

  • afonso200

    eu mesmo aditivo meus tanques cheios,,,, nos 3 carros aqui, cada 3 tanques cheio um deles coloco um Koube Perfect Clean ou um STP potinho preto

    • Janduir

      Perfect Clean nem de graça. Apesar da propaganda que os youtubers fazem, a Koube nada mais é que um empresa de fundo de quintal… nem foto da fábrica existe no endereço do google maps. Prefiro STP ou algum aditivo de um grande fabricante…

    • Ygor Soares

      Incrível como esse produto caiu na graça do povo devido a comentários e anúncio de “formadores de opniao” que na verdade só possuem opiniões compradas pelos fabricantes!

  • Cezar Lopes

    O etanol anidro, por si só, já tem uma função detergente. É inerente ao produto, portanto. O único benefício que vejo é o lubrificante, mas isso se resolve nos carros flex se de vez em quando você abastecer com gasolina comum.

    • Davi Millan

      Exatamente. Basta ver que os carros com motor THP (EP6CDTM), que tendem a carbonizar as válvulas, já nos motores THP flex (EP6FDTM), basta abastecer as vezes com etanol, que isso não ocorrerá.
      Já quanto a questão de lubrificante talvez faça alguma diferença mesmo.

      • Unknown

        Este motor THP não flex só aceita gasolina aditivada né. Abastecer com gasolina comum é pedir para dar manutenção em um breve espaço de tempo…

        • Davi Millan

          Pior que nem a gasolina aditivada é a recomendada. A que deve ser utilizada nos THP gasolina (EP6CDTM) é gasolina premium ou a podium. Caso não haja essa opção o que deve fazer para adiar a carbonização das válvulas é abastecer com gasolina comum e colocar aditivo você mesmo, ou caso conheça o posto e saiba que eles são idôneos pode colocar a aditivada. Mas mesmo assim isso não resolverá, pois o ideal é a gasolina premium/podium.
          No caso dos THP Flex (EP6FDTM) eles também tendem a carbonizar as válvulas caso use gasolina comum e/ou aditivada. Mas para isso basta colocar um tanque de Etanol a cada 10 tanques ou 3 meses.

          • Unknown

            Com o preço da gasolina a quase R$5,00, a podium deve estar beirando os R$6,00! Fica inviável manter um carro destes que já não é lá muito econômico.

            • Davi Millan

              Sim realmente fica inviável. Aqui em Floripa já vi postos entre 5,49 a 5,99 a pódium. Ainda mais para andar no dia a dia no trânsito pesado com consumo de 8km/l. Eu tive um C4 Lounge THP Flex S. O carro era bom, mas para andar no anda e para do trânsito é difícil passar dos 8km/l. Já na estrada dá para fazer entre 14km/l a 18km/l a 110km/h e 80km/h respectivamente.

              • Unknown

                Sim, na estrada este carro deve ser muito bom, pelo conforto e potência, mas na cidade com trânsito congestionado, com certeza não é uma opção racional.

    • Por outro lado, carros antigos carburados movidos a álcool tendem a ficar com uma espécie de gosma tanto no carburador quanto no motor… eu tenho alguns antigos a álcool e sempre coloco em torno de 10 a 15% de gasolina junto, ao encher o tanque. Aí a gasolina ajuda a limpar essa gosma e fica tudo limpo, além de facilitar a partida e a marcha lenta em épocas mais frias do ano.

      • Marcos Souza

        O ideal segundo a Chevrolet é trocar o combustível a cada 4 tanques para a limpeza do motor. O etanol ajuda a limpar as impurezas da gasolina e vice-versa.

        • Unknown

          A gasolina não limpa as impurezas do álcool, mesmo porque este combustível não costuma deixar impurezas… mas ela serve como “lubrificante”, pois o etanol é muito “seco”.

    • Unknown

      Concordo, só não estou convencido de que o etanol tem esta propriedade detergente. Acho que ele evita a formação de depósitos/borras, mas depois de formadas, acredito que ele não limpa. E com certeza ele é mais “seco” que a gasolina. portanto, de vez em quando abastecendo com uma gasolina aditivada, pode-se utilizar álcool na maior parte do tempo, sem dúvidas!

  • Tadeu

    Só para complementar o etanol aditivado não é exclusividade da Shell, ele existe em postos ipiranga, inclusive já abasteci 3 vezes seguidas em um posto perto de casa, mas não notei diferença(o mesmo se aplica ao etanol aditivado do Shell), então uso basicamente etanol comum(ou gasolina aditivada no caso de viagens).

    • Vinicius Lima Santos

      Onde mora? Nunca vi Etanol aditivado, além da Shell.

  • Pedro Henrique

    não sei o etanol aditivado, mas a gasolina comum pra aditivada shell v-power da uma diferença em, o carro ficou mais silencioso, se antes parado parecia que não tava funcionando só sentia leves vibrações no volante(up! tsi) com a aditivada o carro parece desligado, além de um rodar mais “liso” mas pouco perceptível, creio que notei pois uso o carro todo santo dia no mesmo trajeto e por longo período então qualquer nuance eu já percebo.
    Ele também ficou ligeiramente mais econômico pois fazia bastante tempo que não utilizava gasolina aditivada então deve ter dado uma limpada legal(ou pode ter sido que peguei menos fila ou sei lá, muitas variáveis aqui pra dizer 100%)

    • Rodrigo Santos

      Eu tenho a mesma impressão favorável ao uso da gasolina aditivada, principalmente a VPower e a Grid.

      • Vinicius Lima Santos

        E nessa crise de abastecimento, que acabei colocando Podium? O carro ficou macio demais… Só vai voltar a ver esse combustivel daqui a dois anos. rs

        • Unknown

          Kkkkkkk

  • Alvarenga

    Basta alternar entre combustiveis caso seu carro seja Flex. A cada 3 ou 4 tanques do seu combustivel preferencial use 1 do outro. Pra quem não sabe, no inicio da decada de 90, teve montadora que emitiu até recomendação para concessionaria resolver reclamação de garantia de carro a gasolina desta forma, fazendo o motor queimar meio litro de alcool. Pra evitar dano ao resto do sistema a ordem era desconectar a mangueira de alimentação no ponto mais próximo possivel ao motor e alimentar com alcool, depois reconectar. Resolvia.
    Quanto ao alcool aditivado eu uso por causa dos 3% de desempenho ou consumo que podem ser conseguidos com o menor atrito proporcionado pelo aditivo. O grande problema do alcool, alem da corrosão, é a ausencia de propriedades lubrificantes, o que é resolvido com o aditivo.

  • Wellington Myph13

    Gasolina aditivada da sim diferença, mas etanol não tem diferença alguma… Mesmo que os agentes dentro dela façam consumir 3% menos (as vezes nem diferença faz), seu preço é maior que 3%, o que anula qualquer economia.
    No fim das contas, desnecessário…

  • Rodrigo Ruano

    Então, resumindo, em ordem de benefícios ao motor, seria: 1- Etanol aditivado; 2- Etanol comum / Gasolina Aditivada (empatados) e 3- Gasolina comum. É isso mesmo?

    • Wellington Myph13

      Descarta o etanol aditivado e é isso aí.

      • Rodrigo Ruano

        Então, mas em que pese o “empate técnico” do etanol (melhor custo-benefício) com a gasolina aditivada, o etanol aditivado consegue, ainda, segundo a materia, ficar ligeiramente acima do comum pelo fato de supostamente reduzir o atrito interno do motor, ainda que de modo pouco perceptível …

  • el punidor

    Famoso Pega trouxa!!

  • REDDINGTON

    Nunca nem vi…

  • Ubiratã Muniz Silva

    Nem sabia que etanol aditivado ainda existia. Me lembro que essa alternativa era disponível há muitos anos, mas nunca mais vi.

  • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

    Aqui mesmo em SP é difícil de achar como aquela gasolina V-Power Nitro+.

  • Peerre

    Álcool ou gasolina? Aditivado ou comum?
    Usar aditivos ou não usar?
    Perfect Clean presta ou não presta?
    STP presta ou não presta?…

    Tentar usar o “melhor” para o seu carro as vezes da um nó na cabeça, mesmo indo atrás de informação.

  • soaresbento

    Já ouvi de dono de posto que para o motor a melhor opção é gasolina, pois o etanol se adultera com agua e gasolina com etanol.

    • Unknown

      Se considerar estas variáveis de falcatruas, sim!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email