_Featured Avaliações JAC Motors Veículos Comerciais

JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

jac-t8-avaliacao-NA-11-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

A JAC T8 chega ao mercado como única opção do segmento “maxivan”. Única pois este novo nicho foi inventado pela própria marca chinesa, em virtude de suas características. Com visual moderno e elegante, a van atende exclusivamente ao segmento de transporte de passageiros, embora ainda possa ser usada como um carro familiar.



O preço de R$ 114.990 depõe contra essa última opção, relegando o veículo à empresas de fretamento para uso como transfer em eventos, traslados de aeroportos, táxi executivo, turismo, frota corporativa, hotéis, etc. Além do bom espaço e do conforto ampliados em relação às vans, o modelo oferece também um desempenho interessante para a proposta.

Equipada com motor 2.0 Turbo de 175 cv, a JAC T8 apresenta desempenho satisfatório usando gasolina enquanto as rivais de Fiat, Ford, Mercedes-Benz e Renault, por exemplo, todas utilizam propulsores diesel. Exceto pelo menor consumo de combustível e pela versatilidade, as vans perdem em não oferecer o mesmo conforto e acabamento da maxivan chinesa.

jac-t8-avaliacao-NA-8-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Por fora…

Na frente, a JAC T8 apresenta grade cromada imponente, grandes faróis duplos com lentes tipo canhão e faróis de neblina com molduras cromadas. Nas laterais, aplique preto brilhante na linha das janelas, sendo que as vigias traseiras são escurecidas, aumentando a discrição. Os retrovisores na cor da carroceria apresentam repetidores de direção em LED.

As portas laterais são corrediças, mas não possuem acionamento elétrico. As últimas janelas laterais apresentam sistema de basculamento. As rodas são de liga leve e de aro 17 com pneus 225/60 R17.

Na traseira, lanternas verticais apresentam lentes transparentes e de boa impressão visual, bem como tampa do bagageiro com limpador/lavador, vidro térmico e a útil câmera de ré. Há um friso cromado sobre a placa e sensores de estacionamento no para-choque. O teto apresenta barras moldadas na chapa para transporte de carga, antena e teto solar elétrico.

jac-t8-avaliacao-NA-22-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Por dentro…

Se por fora a JAC T8 é bonita, por dentro ela também não desaponta no visual. O painel apresenta acabamento imitando madeira, de boa impressão. No centro, uma central multimídia oferece Bluetooth (agora com nome corrigido), câmera de ré, DVD, CD, MP3, USB e Aux, estes dois últimos no porta-objeto entre os bancos dianteiros. Não há navegador, o que é uma pena, pois seria muito útil para sua proposta e também dentro de sua faixa elevada de preço.

Abaixo do visual em “madeira”, a JAC T8 apresenta uma barra em preto brilhante e um interessante efeito neon acionado pela iluminação do painel, que deixa o ambiente mais sofisticado. A parte inferior é em cinza claro. O volante tem revestimento em couro e comandos de áudio, telefonia e computador de bordo. O desenho é o mesmo “by Chevrolet” dos demais modelos da JAC. Ele apresenta regulagem de altura somente.

O quadro de instrumentos também segue a mesma linha, com iluminação no melhor estilo “Ice Blue”. A visualização é bem melhor que na JAC J6 e as informações do computador de bordo são claras, apesar de tudo estar em inglês ou chinês. A JAC T8 dispõe de sensor crepuscular, mas não tem o de chuva. Também é de se estranhar que o modelo não tenha um importante recurso, o piloto automático.

jac-t8-avaliacao-NA-18-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

No centro do conjunto, há uma base onde ficam a alavanca da transmissão manual de seis marchas, o aquecimento dos bancos dianteiros e o ar condicionado automático, que funciona de forma eficaz. Há um segundo dispositivo, localizado na parte traseira. O porta-luvas é pequeno, mas a JAC T8 oferece um bom porta-objeto entre os bancos dianteiros, onde ficam as entradas USB e Aux.

Há também um acendedor de cigarros junto ao painel e outro na parte traseira do porta-objeto central, além de uma fonte 12V e dois porta-copos com cinzeiro móvel. Os três compartimentos apresentam tampas retráteis. Os bancos apresentam acabamento em couro, sendo os dianteiros com regulagem elétrica, aquecimento, ajuste lombar e apoios de braço dobráveis e individuais.

No teto, luzes de leitura e abertura do teto solar. Os para-sóis apresentam espelhos com iluminação. As portas possuem porta-garrafas, maçanetas cromadas e base das janelas em harmonia com o desenho do painel.

jac-t8-avaliacao-NA-53-700x1050 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Na parte traseira, os bancos da segunda fileira são os mais confortáveis, apresentando ajustes de distância e inclinação do encosto, além de serem girados em 360°. O direito apresenta porta-copos escamoteável e ambos possuem apoios de braço retráteis. O banco da terceira fileira é feito para três pessoas, mas tem inclinação fixa e menos confortável que os demais, além do passageiro central ter apenas cinto subabdominal.

O ambiente traseiro – que pode virar uma sala de reuniões ou de estar com a segunda fileira virada para trás – apresenta ainda porta-objetos e copos/garrafas nas portas corrediças e na parte traseira. Há quatro luzes internas de leitura, além de teto solar elétrico com comando junto ao segundo ar condicionado automático, igualmente localizado no teto e com seis difusores de ar.

jac-t8-avaliacao-NA-44-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Por ruas e estradas…

Pesando 2.100 kg, a maxivan JAC T8 apresenta desempenho adequado para sua proposta, embora o propulsor 2.0 Turbo só entregue força a partir dos 2.000 rpm. Ele oferece 175 cv a 5.400 rpm e 26,4 kgfm entre 2.000 e 4.000 rpm. A transmissão de seis marchas ajuda na performance do veículo, oferecendo relações adequadas.

As retomadas não são tão boas, pois há uma expressiva queda de giro e se o turbo não estiver cheio a JAC T8 ficará bem fraca nas acelerações. Por isso, o importante é manter o motor em rotações em torno de 2.500 rpm. Para o peso e proposta do veículo, até que o conjunto motriz não se mostrou beberrão.

O consumo urbano foi de 5,3 km/litro, enquanto na estrada conseguimos 8,3 km/litro, sempre com os ar condicionados ligados e no caso de rodovia, mantendo 110 km/h. Em termos de conforto, a posição de dirigir não é tão espaçosa, mas as múltiplas regulagens permitem se acomodar bem.

jac-t8-avaliacao-NA-43-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Rodando a 110 km/h, a rotação (em sexta marcha) fica em 2.500 rpm. Não é necessariamente a ideal para termos conforto e economia. Além das rotações um pouco altas em velocidade de cruzeiro, o motorista tem que manter a velocidade o tempo todo, pois não tem piloto automático. O nível de ruído poderia ser menor, já que o silvo da turbina – agradável inicialmente – se torna desconfortável em viagens longas.

O conforto do passageiro do lado direito é relativo, enquanto os ocupantes da segunda fileira ficam nas “nuvens”. Os da terceira fileira são os menos privilegiados, mas ainda assim não têm do que reclamar se a viagem for curta.

jac-t8-avaliacao-NA-25-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

A direção hidráulica é bastante leve, mas é pouco progressiva na estrada. Já os freios (com discos nas quatro rodas) atendem bem ao veículo. A suspensão é bem mais confortável do que as que equipam vans diesel presentes no mercado, apresentando melhor absorção das imperfeições do piso e maior maciez. A estabilidade é boa para o porte da JAC T8 e seria melhor com ESP, como apresentado na T6.

De modo geral, a JAC T8 é um veículo relativamente confortável não só para quem dirige, mas também para os demais ocupantes. Sistema de climatização independente e teto solar elétrico conferem alguns diferenciais em comparação com as vans, que em geral, levam bem mais pessoas, mas sem o espaço e o conforto devidos.

jac-t8-avaliacao-NA-17-700x466 JAC T8 leva com conforto e espaço, mas escorrega em alguns detalhes e tem preço alto

Por você…

Se a proposta encaixar em um dos perfis de serviço já citados nesta matéria, especialmente se os clientes exigirem um nível de conforto maior ou opção de poderem discutir negócios a bordo, a JAC T8 atende bem. Apesar de ser pouco discreta por fora, a maxivan oculta razoavelmente bem seus passageiros e se torna um diferencial no segmento.

Completa, ela oferece dois sistemas de ar condicionado automáticos, teto solar elétrico, trio elétrico, sensor crepuscular, sensor de estacionamento, câmera de ré, rodas de liga leve aro 17, airbag duplo, freios ABS com EBD, multimídia, acabamento dos bancos em couro, portas corrediças, faróis de neblina, retrovisor eletrocrômico, alarme, entre outros. O custo das revisões até 60.000 km é de R$ 5.500 e a garantia é de 3 anos ou 60.000 km com 1 ano de assistência 24 horas gratuita.

Medidas e números…

Ficha Técnica da JAC T8:

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbo
Cilindrada – 1997 cm³
Potência – 175 cv a 5.400 rpm (gasolina)
Torque – 26,4 kgfm entre 2.000/4.000 rpm
Transmissão – Manual de seis marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – ND
Velocidade máxima – 175 km/h

Suspensão/Direção
Dianteira – Braços duplos triangulares/Traseira – Eixo rígido com molas helicoidais
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 17 com pneus 225/60 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 5.100 mm
Largura – 1.840 mm
Altura – 1.970 mm
Entre-eixos – 3.080 mm
Peso em ordem de marcha – 2.100 kg
Tanque – 80 litros
Porta-malas – 1.310/3.550/4.800 litros (4/2/1 lugares disponíveis)
Capacidade total de passageiros – 7

Galeria de fotos da JAC T8:

4.0

  • Tosca16

    Antes que um venha dizer que é melhor uma Ducato, Sprinter , Boxer ou etc vale dizer que não é concorrente destas por que prioriza o conforto para poucos ocupantes e não uma lata de sardinha para 12/14 ou 16 pessoas …

    • torinog7

      Ainda acho q ela deveria ter 8 Lugares.
      Mas o negocio dela mesmo é conforto, e mesmo assim peca muito no preço.

    • Concordo em partes com vc colega. Se pegar uma Sprinter 415 ou a 415 extra longa, Transit ou Master L3H2 (dispenso Ducato/Boxer/Jumper essas não valem nada!) e também priorizar o conforto dos seus passageiros/clientes essas vans conseguem um conforto igual ou até maior do que a JAC, veja só, as vans possuem altura maior no salão de passageiros, ar condicionado com duto central (melhor distribuição do ar), pode-se equipa-las com 08 poltronas (Transit, Sprinter 415 e Master L3H2) a até 10 poltronas(sprinter 415 extra longa) muito confortáveis largas e de reclinação bem maior que a da JAC,tem a possibilidade e espaço para instalação de frigobar na frente entre o banco do motorista e do passageiro, tela LED de 26″ para TV/DVD(eu já vi com tela de 32″ mas ficou muito grande e desproporcional) e ainda sobra espaço para bagagens em baixo da ultima fileira, ah sem contar a imensa vantagem de se ter um motor a diesel de ultima geração com um torque bem maior que o motor da JAC. O único senão é que para chegar a esse nível de conforto nas vans citadas acima, o custo delas ficam em torno de R$ 135 mil para Transit, Sprinter 415 e Master L3H2 e R$ 150 mil para a Sprinter extra longa.

    • Zetros1833

      É que vc só se lembrou da versão lotação dessas vans que vc citou. Mas existem tbm as versões Executive e Family Vip da Sprinter, por exemplo, pra 9 pessoas mais motorista, com 3,55 m e 3 m de entre-eixos respectivamente.

      Além disso, a Sprinter é equipada com:

      -Motor OM-651LA CDi com 146 cv e torque de 33,6 kgfm
      -Câmbio ZF 6S 450 com 6 marchas
      -Freios a disco em todas as rodas com discos frontais autoventilados.
      -Sistema ESP Adaptativo® (Programa Eletrônico de Estabilidade) que integra: ABS, ASR, BAS e EBV.
      -Airbag para motorista de série e opcional para os ocupantes da primeira fileira.
      -Bancos dos passageiros reclináveis
      -Vidros elétricos
      -Retrovisore elétricos com aquecimento
      -Fechamento Central das Portas via Controle Remoto
      -Rádio CD MP3 com Entrada USB e Bluetooth
      -Ar-condicionado com Mostrador de Temperatura
      -Volante com Ajuste de Altura e Profundidade
      -Faróis de Neblina
      -Roda de Liga Leve
      -Desembaçador no Vidro Traseiro

      E como o colega Escridelli citou, o senão é o preço que é maior que o da JAC T8, mas não ficam devendo nada à T8 em conforto.

      • mjprio

        No mercado livre tem uma loja que vende essas vans modelo executivo por cerca de 120 mil. Muito bem acabadas com vários equipamentos de série e acabamento VIP. Essas MB nova é muito show. Só não gostei do painel. Sem graça demais. O da Sprinter anetrior era mais bonito , tinha mais cara de Mercedes. Esse motor OM 651 deve ser muito show. Ele é Biturbo? como os novos OM 924 LA

        • Zetros1833

          Sim, o OM-651LA é biturbo. Já o OM-924LA não, possui um turbo só.

          Quanto ao painel, eu acho o modelo atual bem mais bonito e moderno:

          http://www.mercedes-benz.com.br/resources/media/vehicles/gallery/large/20130913_a92b4d03832a454890ee619583cf9eca_wallpaper1280-37.jpg

          O painel do modelo anterior era muito feio:

          http://mlb-s2-p.mlstatic.com/mercedes-benz-sprinter-313-2011-executiva-14249-MLB4604014858_072013-F.jpg

          • mjprio

            Pensando bem a atual é mais moderno, mas achei meio sem sal, se comparado com o da Master. O anterior da Sprinter eu achava com mais cara de Mercedes, lembrando o do Classe A. Engraçado é que em algumas revistas eles colocam os motores OM924 LA como se fossem biturbo!!! Tanto que ele aposentou o OM 904 LA nos Midi e onibus tradicionais e agora vai até os 230HP no 1723

            • Zetros1833

              Com o da Nova Master que chegou agora, talvez, pq o da Master é mais parecido com um painel de um carro de passeio. O da Sprinter é mais sóbrio, digamos assim:

              O da Nova Master:
              http://allthecars.files.wordpress.com/2010/01/renault-master-2010-europa-081.jpg?w=640

              O da Master antiga:
              http://www.caquito.net/wordpress/wp-content/uploads/2011/08/novo-renault-master-escolar-002.png

              Com relação aos motores OM, o que ocorreu foi que até 2011 a Mercedes usava em seus caminhões e ônibus os motores pequenos OM-904LA (4.3 litros), OM-924LA(4.8 litros) e os médios OM-906LA(6.4 litros) e OM-926LA(7.2 litros). A partir de 2012, quando entrou em vigor as normas Euro 5, a Mercedes optou pelos motores com cilindrada maior, no caso os motores OM-924LA e OM-926LA.

              Além deles tem o OM-457LA com 12 litros, usado nos ônibus articulados e rodoviários e também nos caminhões Axor.

              Para os ônibus, ela usa o OM-924LA com 156 cv no LO-916,185 cv no OF-1219 e no OF-1519, 208 cv no OH-1621L e no OF-1721. Já o OM-926LA tem 238 cv no OF-1724, 256 cv nos ônibus O-500 M e O-500 U e 310 cv no ônibus O-500 R. No entanto, nenhum deles é biturbo.

              Quem usa motores biturbo nos ônibus é a VW com o motor MAN D0834 com 225 cv no 17.230 OD e o MAN D0836 com 256 cv no 17.260 OD, com 4 e 6 cilindros respectivamente.

    • João Wilker

      Se eles quisessem concorrer com a Sprinter, Boxer e etc …

      Eles mandavam logo essa.

  • tomachoque

    Maxivam, só se a JAC inventou por aqui.
    no japão tem as vellfire, alphard.

    e a Jac é bem uma imitação delas.

  • Mazembe 2X0

    Este segmento não é novo , a Hyundai ja vendeu algo parecido no passado

    • Lucas Lira

      Hyundai Starex H1!! Carrão, dirigi muito um desses…

  • Alexandre Almeida

    Town&Country não concorre com isso aí não ?

    • JCosta

      Também acho, mas são bem mais caras…

    • Bruno Alves

      Correto. Os verdadeiros concorrentes dela é a Town&Country e a Carnival.

  • bryan_1993

    A se a Toyota vendesse a sienna por aqui….

    • out_look

      Se o camry a toyota ja explora no preco imagine a sienna no mercado

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    80 mil dilmas estourando e essa jacona estaria muitíssimo bem paga.

  • tjbuenf

    Juro que, à primeira vista, pensei que era um adesivo do ATACADÃO colado o vidro.

    Vamos lá:

    Primeiro que cinto subabdominal em um veículo detes é imperdoável. Acredito que ainda faltou uma opção de privacidade dos passageiros para com o ambiente da cabine de direção.

    Depois que as poltronas giratórias são totalmente descabidas no sentido de ser necessário retirar o cinto para poder rotacionar. A JAC está incentivando a não utilização do cinto de segurança? Se não, qual a finalidade de girar as poltronas da frente? Fazer reunião de 2min enquanto o sinal está fechado?

    Por R$ 115 mil ainda falta muita coisa. Basta considerar que o objetivo era vender 200 unidades / mês e, até abril, só ‘saíram’ 42….

    • Ederson Lima

      Concordo com vc, aquele cinto manchou a imagem dela agora!

    • Concordo com vc colega, falta muitos itens de conforto/conveniência para pedir R$115 mil……piloto automático é um deles!.

  • Wally

    Ela está copiando completamente o conceito da Dodge Grand Caravan, que é sensacional. Porém a Dodge vem de série em todas as versões com cambio AT6 e Motor 3.6 v6 de 284 cv, custando apenas 20.000 dolares nos EUA. Êêêêê Brasil!

  • Arthur Rocha

    Falta abaixar uns 10 mil nesse valor, oferecer cambio AUT de série, pois isso transmite conforto ao rodar e isso é importante aos passageiros. GPS na central multimidia tbm ficaria justo ao preço que se paga.

    Creio que esse carro nao venderá o que a JAC espera que venda e o preço abaixe, custo que daqui a pouco vai ter comercial anunciando, ” 99,900 “

    • 15 dias depois, você quase acertou… ela está sendo oferecida por “apenas” R$ 94.990… está cara para o que oferece. Depois da Renault ter ofertado a Master versão “Executive” por R$ 114.990, com motor a Diesel, essa da JAC iria morrer encalhada se não baixasse.

  • moncorongo

    Hummm, sei não hein!

    Depois de 60.000km quando a garantia acabar, faz o que? Joga no lixo?

    Um veículo desses roda 60.000km em 1,5 ano fácil fácil.

    Sei lá, mercedes é mercedes, o negócio dura uma eternidade até com manutenção meia boca.

  • Vattt

    “Levar os ocupantes com conforto e segurança”, conforto até que se sai bem, mas a segurança pra eles???
    Deveria ter: Bancos individuais e sinto de três pontos retrateis para todos (até a velha Scenic tinha isso) Quem sabe airbags de cortina para cada fileira! E em caso de capotamento, essa cabine não enterrar a cabeça de ninguém como acontece com Ducato e família. Dai poderia cobrar um valor alto.

    • Leonardo Aquino

      Sinto?? Sinto muito….

  • Anderson Kaddahr
  • ALVIN_1982

    Esqueceram da Hyundai H1? Então essa não é a primeira Van nesse segmento.

  • Claudio

    Tive uma Nissan Serena no Japão, e esse carro aqui no brasil é o único que me lembra tal. A questão do cinto nos bancos da segunda fileira realmente é estranho…tinha que ter cinto de 2 pontos.
    Caro, aqui tudo é caro, up a 26mil, gol mais que isso…para o que vendem aqui qualquer outro ficaria nessa faixa também. Mas é caro.

  • JPaulo10

    Éber, qual a categoria de CNH exigida para essa van?
    Se não for profissional, leva vantagem sobre Sprinter, etc.

    • Colega, por levar no máx. 07 ocupantes (passageiros + motorista) necessita de CNH categoria B. Se fosse acima de 09 ocupantes necessitaria de CNH categoria D (profissional) + curso de TCP (transporte coletivo de passageiros) mesmo para uso particular/doméstico.
      Portanto para dirigir uma van (Sprinter, Transit, Master, Ducato, BOxer, Jumper, etc) se possuir capacidade acima de 09 ocupantes (passageiros + motorista) necessita de CNH categoria D + curso TCP. Abaixo de 09 ocupantes (Kombi, Zafira, Jac, H1, Doblo, T&C, Carnival, etc) só precisa CNH categoria B.

      • JPaulo10

        Grato pela informação.

  • Rodrigo

    “Mamãe quero ser uma Town&Country”

  • matheusaraujo

    Caramba, que lixo de acabamento…..

  • Zazula

    R$ 115.000,00 por um carro desse, sem câmbio automático, ausência de piloto autom… e sem ESP…. Tô Fora… tá muito caro!!

  • Wanderson Perin

    Achei legal…gosto de carro grande, e esse é ideal para famílias
    grandes, carregar o sogro e a sogra… porém a ausência de um cambio
    automático, na minha opinião não faz sentido algum.

  • pedro rt

    prefiro mais uma kia carens ou carnival ou uma chrysler town e country

  • André

    E pensar que em Janeiro, minha família e eu rodamos muitos dias por Miami em uma Toyota Sienna SE, que acredito concorreria com esta JAC J8.
    A Van da Toyota tinha grande parte dos mimos que dispõe a chinesa, entretanto, não tinha teto solar nesta versão alugada.
    A Sienna é equipada, nesta versão SE, com um motor 2.7 de 190cv com câmbio de 6 marchas. E custa 33mil dolares (já calculando a tax americana e transformando em reais ficariam aproximadamente 79mil).
    O consumo dela, sempre com o carro cheio e ar ligado 100% do tempo, e em trajetos rodoviários e urbanos (inclusive trânsito), ficou em 8,5km por litro de gasolina 86 octanas – a mais barata.
    O desempenho era muito bom para um veículo deste tamanho, tendo nos impressionado também na estabilidade e absoluto no silencio dentro da van.
    Lembrando que existem versões da Sienna que partem dos 28mil e vão até os 44 mil dolares.

    O visual interno era mais simples do que esse apresentado pela nova J8, mas também pode ser algo relacionado com a versão que locamos.

    Uma pena não existir essa opção no Brasil, afinal, como em qualquer outro lugar do mundo também precisamos levar um grande número de pessoas em um veículo. Também acho uma pena o valor da J8, que foge muito do orçamento de famílias e profissionais que poderiam usar essa Van para trabalhar.
    Achei também o consumo bem elevado. Mas temos que considerar que nossa alcoolina não ajuda.

  • Fábio

    115 mil em um JAC?kkkk melhor nao….,JAC DANDO UMA DE MARCA PREMIUM,ERA SÓ OQ FALTAVA

  • Felipe Coelho

    Fora os vacilos de segurança que colegas aqui relataram eu achei um avanço em relação a acabamento e conforto. O carro está bonito por dentro e por fora. Nas fotos parece q são utilizados materiais de boa qualidade. Acho que a JAC tá andando, evoluindo. Não to levando em consideração preço e itens de segurança, somente o carro em sua composição e design

  • Rafael

    N.A. o veículo possui tração dianteira ?

  • mjprio

    Sinceramente. Taca um Diesel MWM ou VM motori nisso ai. Um 2.5 turbo de 160 HP seria muito mais eficiente em função do bom torque

  • Guest

    “Rodando a 110 km/h, a rotação (em sexta marcha) fica em 2.500 rpm. Não é
    necessariamente a ideal para termos conforto e economia. Além das
    rotações um pouco altas em velocidade de cruzeiro, o motorista tem que
    manter a velocidade o tempo todo, pois não tem piloto automático.”

    Muito carro pra pouco avaliador.

  • hernande cruz

    este Sergio só pode esta louco acha que pode vender um carro por um valor tão alto e as únicas pessoas que iram andar só os executivos da JAC.

  • Com certeza as pessoas que estão comentando a respeito da T8, não o conhecem !
    O sistemas de frenagem é a Oitava geração da BOSCH , air bag da Continental, ABS nas 4 rodas , EBD, tração traseira, suspenção dianteira em DUPLO A ( usada em 4×4), motor turbo e muito mais. Não ter cambio automatico não vai matar niguem ! O objetivo da T8 não é competir com VAN, se não fazia uma VAN, amigos ! JAC fez um mix, de tudo que é bom no mercado, o problemas são os pre consceitos. Conheçam os carros antes de preferir incoerencias.
    Atenciosamente e sempre a disposição,
    Rodrigo Arco
    Consultor executivo JAC Motors do Brasil
    Tel.(21) 7804-1433

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend