Nissan Versa – defeitos e problemas

Nissan Versa - defeitos e problemas

O Nissan Versa é um sedã compacto que tem uma boa presença no mercado nacional. Importado anteriormente do México, o modelo chama atenção por seu tamanho, que é próximo de 4,5 m. O porta-malas proeminente é uma marca do modelo, apesar dos 2,60 m de entre-eixos. Bom custo-benefício, o modelo é considerado econômico, mas será que tem muitos defeitos e problemas?


Assim como alguns poucos carros que já foram mencionados em nossas matérias de defeitos e problemas, o Nissan Versa é elogiado pela maioria dos proprietários e os relatos sem qualquer ocorrência mecânica ou de qualquer outra origem são frequentes. Na maioria, os clientes dizem que o produto só necessita mesmo das revisões normais.

Mesmo assim, nem todo mundo só encontrou esse detalhe normal em sua convivência com o Versa. Em pesquisa nos sites de opinião, reclamação e clube de proprietários, o problema mais recorrente é o alerta de injeção. O queimar de lâmpadas também é algo frequente nos relatos, assim como rangidos na direção.

O pedal de embreagem, o escalonamento das marchas e alavanca de câmbio, marcador do combustível e fixador do para-choque são alguns dos defeitos e problemas mais recorrentes nos relatos do Versa. Então, vamos a eles:

Nissan Versa - defeitos e problemas

Nissan Versa – defeitos e problemas

O Nissan Versa tem como maior número de reclamações o alerta de injeção. O tópico é bem extenso no fórum de donos do modelo, necessitando geralmente de limpeza dos bicos e outros serviços. Nos sites de opinião também se menciona o mesmo problema e em alguns casos, com quilometragem não tão elevada.

Um dos proprietários diz que o problema está no “TBI”, que tem que ser limpo com frequência, pois gera consumo alto e trepidação em marcha lenta. Noutro caso, o sensor MAF e o chicote do sistema foi substituído. Um dono de Versa mencionou um concessionário, que informou ter muito problema para resolver a questão da injeção eletrônica, que seria sensível ao nosso combustível.

A questão é ampliada quando alguns relatam que o problema acusa também defeito no catalisador, o que preocupa os donos, pois o componente é bem caro. Teve carro que começou a falhar por causa desse alerta, mas alguns dizem que o motor chegou a morrer depois do acendimento do alerta.

Alguns procuram fazer limpeza dos bicos ou simplesmente passar um scanner, tal como ir um pouco mais além, fazendo a limpeza do corpo da borboleta. Um proprietário resumiu os defeitos relacionados com a luz da injeção no Versa: combustível ruim, corpo de borboleta sujo, velas gastas, sensor MAF e sonda lâmbda.

Um dos casos, relatado em site de reclamação, indica que a luz acendeu e o motor falhou, gerando a perda de eficiência dos freios. O problema ocorreu seis vezes, sendo que na quinta vez, o proprietário não conseguiu evitar uma pequena colisão, que gerou danos a terceiros. Na concessionária, disseram que não havia qualquer problema com o carro.

Nissan Versa - defeitos e problemas

Direção e embreagem ruidosos

A direção elétrica do Nissan Versa é leve e bem gostosa de manusear, mas alguns donos reclamam de ruídos na coluna de direção. Um deles disse que apenas o aperto de um parafuso foi suficiente para eliminar o problema, mas outros não indicaram solução para o problema.

Outro problema apontado por donos de Nissan Versa (veja aqui opinião de dono sobre Nissan Versa SV 1.6 CVT 2018) é o pedal da embreagem. Um deles disse que seu carro começou a ranger no atuador do pedal e depois no atuador interno. Mas, o problema no acionamento da embreagem obrigou a troca de platô e disco. Alguns disseram que o problema foi solucionado sem a necessidade de troca completa da embreagem.

Suspensão dura e freios

Muitos reclamam da suspensão dura do Nissan Versa. Os relatos falam de batidas secas e alguns mencionaram a necessidade de troca das balanças de suspensão ou das buchas das mesmas, pois o conjunto não suportaria o rodar em nossas vias cheias de defeito. Um dos casos ocorre aos 14.000 km, muito cedo para esse tipo de problema ocorrer.

No conjunto de suspensão, uma das reclamações fala que um dos amortecedores dianteiros precisou ser trocado com 17.000 km. Fora a suspensão, os freios também são mencionados, acusando troca de pastilhas bem antes do tempo previsto. Um dos casos fala em 30.000 km, mas por causa do empenamento do disco.

Como sempre, qualquer problema de desgaste excessivo não é coberto pela garantia, pois são “peças de desgaste natural”, o que gera bastante reclamação de defeitos e problemas por parte de clientes em qualquer marca.

Duro também é o engate das marchas na versão manual. Muitos reclamam desse detalhe e também do escalonamento das mesmas, sendo que proprietários que mudaram do Versa manual para o CVT, apontaram a troca como vantajosa também nesse aspecto.

Nissan Versa - defeitos e problemas

Barulhos e defeitos diversos

Os proprietários dizem que entre os defeitos e problemas do Nissan Versa, estão as lâmpadas. Vários relatos falam em lâmpadas queimadas, especialmente de lanternas e algumas em tempo incompatível com sua durabilidade, mas muitos não reclamam, já que a solução é simples e barata.

Outro ponto, que aí sim reclamam, é o marcador de combustível que registra quantidade irreal de combustível. Um proprietário disse que somente depois de 100 km, é que o ponteiro acusa um volume compatível com o abastecimento feito. Também reclamam que o computador de bordo apresenta dados irreais de consumo, que seriam muito melhores que a realidade.

Ainda dentro do carro, proprietários se queixam do ventilador interno, que parou de funcionar em alguns casos, mas não encontramos relatos sobre defeitos do ar-condicionado. No entanto, um caso apontou para a troca do ventilador do radiador.

Na parte estrutural, alguns falam de ruídos no porta-malas e que o problema seria uma estrutura “em X” no assoalho. Outro fala que o revestimento em papelão também molha e deforma. No caso do capô, dizem que ele desalinha por causa do suporte lateral. Também falam que a lataria é bem sensível a pequenas batidas e pressão.

Mas, o que chama atenção mesmo são as presilhas de fixação dos para-choques. Um dos casos foi relatado com apenas 40.000 km, já que o mesmo começou a fazer barulho e ficou solto depois de uma quilometragem tão baixa. Pelo visto, o custo de tais itens não é caro, pois os proprietários não reclamaram do valor pago.

Conclusão

Como se vê, o Nissan Versa também tem alguns defeitos e problemas que geram queixas de seus donos, embora muitos deles relatem que os resolveram ou na garantia ou por conta própria, com um custo baixo na maioria, apesar de que alguns relatos falam de peças bem caras, como um jogo de velas de R$ 400, por exemplo.

Equipado com motores 1.0 de três cilindros ou 1.6 de quatro, o Nissan Versa (veja aqui Versa SL Direct estreia para PCD) chama atenção – assim como outros compactos da marca – por ter a mesma potência com os dois combustíveis, que no caso são de 77 e 111 cavalos, respectivamente. O consumo no geral é elogiado, exceto nos casos em que a injeção é relatada com problemas.

Quem fez a mudança de manual para CVT também apontou melhora no consumo. Outros reclamam, porém, de barulhos no painel e outras partes do acabamento, criticado pela quantidade de plásticos duros e pelo pouco conforto dos bancos, especialmente em viagens longas.

Apesar de seu tamanho, o porta-malas tem apenas 460 litros, mas isso não foi motivo de reclamação em praticamente nenhum relato. Ou seja, o Versa está atendendo seus donos nesse caso.

[Fonte: Clube do Versa/Reclame Aqui]

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.