Etc Finanças Manutenção

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)
7 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Como forma de driblar os gastos mais altos devido aos frequentes reajustes nos preços da gasolina e do etanol, muitos proprietários de automóveis optam por fazer a conversão do conjunto para “beber” o GNV (Gás Natural Veicular). Ele é instalado através de um kit e, entre as vantagens, proporciona uma economia maior, tanto por ter um rendimento maior, como também por ser mais barato.

Antes de tudo, se você não sabe o que é o GNV, vale a pena dar um breve resumo: trata-se de um combustível automotivo não líquido que normalmente não equipa nenhum carro de fábrica. Antigamente alguns modelos saíam com o GNV de série, como é o caso do extinto Fiat Siena Tetrafuel vendido até 2016.


O Fiat Siena Tetrafuel pode ser abastecido com quatro combustíveis diferentes: a gasolina comum nacional, com 20% a 25% de álcool em sua composição; a gasolina pura comercializada em outros mercados (como na Argentina); o etanol e o próprio gás GNV. Ele conta com dois cilindros de 6,5 m³ de GNV instalados no porta-malas e diversas adaptações mecânicas para conseguir esse feito. Era a “menina dos olhos” dos taxistas.

O GNV é considerado um combustível mais eficiente que a gasolina, o etanol e o diesel (os líquidos da vez) em praticamente todos os sentidos. Ele é mais econômico, proporciona maior autonomia ao veículo e também é menos poluente.

Para instalar um kit GNV, o interessado precisa gastar algo em torno de R$ 5 mil a R$ 7 mil. Esse investimento, porém, pode ser recuperado com facilidade, sobretudo por aqueles que utilizam o carro para trabalho (como taxistas, motorista de aplicativo e frotistas).


Por outro lado, assim como o GNV tem vantagens, ele também apresenta desvantagens. Reunimos abaixo 10 vantagens e desvantagens de um carro movido a GNV. Confira:

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Vantagens de se usar GNV

1) Menores gastos e menor consumo de combustível. Esta é a principal vantagem do GNV frente à gasolina, ao etanol e ao diesel. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Gás Canalizado (Abegás), o gás natural veicular é cerca de 43% a 58% mais econômico que a gasolina e de 44% a 66% mais eficiente que o etanol.

Ou seja, você irá economizar dinheiro e visitar menos o posto de combustível!

2) O GNV é menos poluente. Em comparação com os combustíveis líquidos, o GNV polui menos o meio ambiente. Ele emite cerca de 20% menos dióxido de carbono (CO2) na atmosfera em relação a gasolina e 15% em comparação com o etanol.

3) O sistema de injeção fica sempre mais limpo. Por ser um combustível mais limpo, o gás não deixa acumular resíduos nos bicos injetores.

4) O óleo dura mais. O GNV é um combustível mais limpo que os combustíveis líquidos. Ele não se mistura e não contamina o óleo lubrificante do motor, aumentando a vida útil do líquido. Além disso, há baixa formação de resíduos da combustão, o que também deixa o óleo mais limpo.

Sendo assim, o óleo lubrificante do motor do carro movido a GNV pode ser trocado num intervalo maior, sem que haja problemas com a integridade dos componentes internos do conjunto mecânico.

5) Aumento da vida útil do escapamento. Já que não há o acúmulo de água proveniente da gasolina e do álcool, o sistema pode durar até 20% a mais do tempo em comparação com o conjunto abastecido com combustível líquido.

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Desvantagens de se usar GNV

1) O cabeçote do motor pode trincar. Como o sistema acaba recebendo maior pressão, a possibilidade de pequenas fissuras aparecerem aumenta consideravelmente. O ideal é manter o motor sempre regulado e seguir sempre as recomendações das empresas de conversão.

2) Maior desgaste dos cabos de vela. Com o uso do GNV, os cabos de vela podem se desgastar num período menor que o ideal. A vida útil desses componentes pode cair de 30.000 quilômetros para praticamente a metade.

3) Travamento das válvulas. Como os cilindros trabalham com um combustível seco, a falta de lubrificação pode causar avaria. O ideal é usar gasolina ou o álcool por 5 km todos os dias.

4) Perda de potência do motor. Sim, ao instalar o GNV, você pode perceber que o motor do seu carro ficou ligeiramente mais fraco. Isso acontece porque o GNV de Geração 5 (um dos mais atuais) apresenta uma perda de potência de cerca de 3% em relação ao motor movido à combustão.

5) Perda de garantia. Se você tem um carro novo e está pensando em instalar o kit GNV, saiba que você certamente irá perder a garantia de fábrica cedida pelo fabricante do veículo (de cinco ou até seis anos, dependendo da marca).

Você concorda com essas vantagens e desvantagens? Sabe de alguma outra? Conta aqui pra gente nos comentários!

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)
Nota média 3.6 de 12 votos

Eber do Carmo

Eber do Carmo

Formado em marketing, tem mais de 13 anos de experiência escrevendo sobre o mercado automotivo no Notícias Automotivas, desde que fundou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio. Também teve por três anos uma empresa de criação de sites e catálogos eletrônicos.

  • johnny

    outra vantagem: o IPVA cai 75% do valor

    desvatagem: perde 15% de potencia do motor

    • Jhj

      IPVA fica a mesma coisa e tem uma vistoria por ano. E cada 6 meses precisa de oficina

  • erom

    Gente, olhem esse 2 cilindros ridículos e a instalação da tubulação feita nas coxas, cobertas com saco de lixo e conduíte eletricidade…não é desvantagem suficiente? Ou seja, quer detonar seu carro em troca de uns trocados a menos na bomba…?vai em frente!

    • Luana

      Deve ser um riquinho… Economia é tudo, não vale a pena gastar 2,50 em gasolina quando se tem gnv a 1,50. Quem gasta é burro

      • André Pereira

        Meu Deus a gasolina 8 anos atrás era 2,50 ??? não lembrava disso rs hj estamos morrendo em 4,40 kkkkkk gás pra quem roda muito atualmente é obrigatório.

        • Marcio

          kkkk pelas minhas contas em 5 anos a economia perante a gasolina fica na casa de R$30.000,00. Mesmo se o gnv desse um prejuizo de 10mil em peças. Ainda daria 20mil no bolso depois de 5 anos pra trocar de carro.

    • Renato

      Em troca de VÁRIOS trocados na bomba.
      Estou com um GOL G5 que economiza muito.
      A vantagem é para quem roda muito.

  • Ivan

    Desvantagem , você fica quase sem porta mala , observe na imagem,compensaria mesmo se fosse uma caminhonete.
    Vantagem , seu carro fica trifuel (3combustiveis)

  • Polara

    “O cabeçote do motor pode trincar. Como o sistema acaba recebendo maior pressão, a possibilidade de pequenas fissuras aparecerem aumenta consideravelmente. Mantenha o motor sempre regulado e siga as recomendações das empresas de conversão.”

    acho que não é por pressão maior não… se deve ao aumento de temperatura por trabalhar com mistura pobre, manter regulado serve pra evitar empobrecimento da mistura… um cabeçote de carro movido a gás normalmente tem um tom mais azulado internamente pelas temperaturas maiores….

    “Aumento da vida útil do escapamento: não há o acúmulo de água proveniente da gasolina e do álcool, por isso, o sistema dura até 20% a mais do tempo.”
    acho que essa nao tem nada a ver… pegue um carro a gas com motor frio e acelere levemente, verá água e vapor saindo pelo escapamento, em menor quantidade, mais sai.

    • hawk10

      Água da umidade do ar aspirado…..

  • rlaranjo

    Minha modesta opinião: Só vale pra quem roda MUITO. Para pessoas normais, pobres almas e reles mortais, mais complica do que ajuda.

  • velocidade

    [Comentario #131053 sera citado aqui]

    No RJ é assim !!!
    Em SP não !!!

    Outra o preço do GNV irá subir ,isto em menos de 2 Mêses !!!

  • JBAFilho

    [Comentario #131054 sera citado aqui]

    A FIAT fez um carro dito “verde”, que é o Sienão, que roda com os três combustíveis, e, certamente, deve ter amenizado esses problemas. Só não resolve o problema de ser FIAT, mas…

    Quanto à água do escapamento, a matéria diz que não há acúmulo de água no mesmo, e isso se deve à menor quantidade da mesma, que é lançada fora. O post não diz que não sai água.

    E também acho que o trincamento do cabeçote se deve tanto à pressão quanto ao aumento de temperatura.

  • JBAFilho

    Alguém aí sabe me dizer o que foi feito nesse Sienão para melhor adaptá-lo?

  • Polara

    [Comentario #131067 sera citado aqui]

    resolver o problema de ser fiat, taí uma coisa impossível…

    mas aumento de pressão no cabeçote com gás, por que? não confundam com a pressão de enchimento do cilindro, a pressão que vai pra dentro do motor é a mesma que um carro comum, somente aspirado…

  • Beto_Turbo16v

    [Comentario #131067 sera citado aqui]

    No momento da injeção do gás na câmara de combustão a pressão cai naturalmente (não pense q vai continuar com 200-220 bar do cilindro), através do redutor de pressão existente na linha. e ainda assim ele é comprimido novamente no estágio seguinte do motor (antes da ignição). Normalmente esta taxa poderia ser num motor 100% GNV em torno de 18 a 20:1 (ao invés de 12-13:1 dos atuais flex em nosso mercado). Sendo assim, a questão da pressão maior é infundada.

  • Thiago07

    A maior vantagem de todas não foi citada: Economia de combustivel $$$$

  • Will.F

    Tenho um Siena “Tetrafuel” (gasolina, álcool, GNV e gasosa pura)

    não sei que amenizada que a fiat deu porque o carro é fraco!

    não entendo como que não fizeram tal adaptação em um motor 1.8!

    questão de porta-malas é muito relativo.

    RESUMO: Não gosto do carro! :down:

  • Polara

    [Comentario #131073 sera citado aqui]

    a trinca que estao se referindo, pode ser na verdade no coletor de admissão, nos primeiros sistemas de GNV, é comum ocorrer o Backfire, o motor desrregulado morre ou engasga, acumula-se gás no tubo de admissão e quando se reacelera, ou se dá nova partida, o gás ali acumulado se inflama e vem aquele estouro que pode vir a trincar coletor e cabeçote. observem velhos táxis Santana pelas ruas, vejam como é comum sairem estourando, em homenagem aos VW a ar de antigamente na desaceleração

  • Polara

    amigo, o Sienão Tretafuel é 1.4….

  • LFSP2

    A pior desvantagem mesmo é a perda de potência, 1.0 com GNV subindo ladeira é soda.
    Mas tem também o Bolívia e seu populismo, que a qualquer instante pode tirar nosso gás com suas nacionalizações doidas.

  • gabriel torquato

    [Comentario #131082 sera citado aqui]

    Trocados a menos? O negócio é q o preço da gasolina agora deu uma estabilizada, mas não vamos esquecer q um tempo atrás o preço tava subindo e deu uma apavorada no pessoal. Aqui em florianópolis teve uma época q chegou a R$2,60 o litro, e agora tem posto vendendo a R$2,42 faz um bom tempo.

  • Will.F

    [Comentario #131091 sera citado aqui]

    se foi pra mim.. leia direito meu comentário!

    :teeth:

  • marcelogroo

    faltou falar q o seguro de carro adaptado é muiiiiiiiiiiiiito mais caro e q a documentação tem q estar OK.

  • mcrafilski

    [Comentario #131093 sera citado aqui]

    é amigo, aqui na minha cidade gasolina boa (lê-se ‘sem adulteraçao’) custa 2,59 ate hj…

  • JBAFilho

    Valeu Polara e Beto_Turbo16v. Agora, acho que entendi.

  • Danilo Fróes

    [Comentario #131189 sera citado aqui]

    Vá de buzu/metrô então, ou faça que nem eu, vá de bicicleta e diga que é mais saudável.

    :teeth2:

    • Marcelo Zanin

      e se for uma distância de 56KM vou de bicicleta kkkkkkkkkkkk chego mais ou menos depois de umas 4horas hauhauahau

  • erom

    [Comentario #131102 sera citado aqui]

    É…acho que vcs são muito pobres. Podem detonar seus Golzinhos.

  • Rafael FM

    TA LOKO GNV A INSTALAÇÃO FURAM TODA A CARROCERIA, E AINDA POR CIMA ACABA COM O MOTOR >>>>> :rayban:

  • ReneMelo

    Se vc usa gasolina, fica nas mãos da Petrobrás que até agora não repassou a diminuição de 60% no preço do barril de petróleo.

    Se usa álcool fica nas mãos dos usineiros e no GNV, o índio cocaleiro faz o que bem entende do gás.

    Se correr o bicho pega se ficar o bicho come

  • Pereira

    achismos a parte de alguns comentarios, vamos aos meus comentarios:

    desvantagens do gnv:
    * perda de porta malas (coloque gnv em um sedan e fique com porta malas de hatch)
    * perda de 10 a 20 % da potencia e torque do motor
    * troca mais rapida de velas e cabos
    * troca de óleo a cada 5000kms. [b]Atenção, o fato do gnv não contaminar o óleo deixando-o mais escuro não significa que este possa ser trocado mais tarde. Além do mais, o motor irá trabalhar em uma maior temperatura, o que significa uma condição mais severa de uso[/b], como em constantes congestionamentos. Alias, a maioria dos carros a GNV tem problemas por não fazer a troca de óleo/filtro e velas / cabo nos intervalos corretos.
    * inspeções frequentes, burocracia documental, maior custo de seguro.

    Vantagens do gnv:

    * [b]poluição ZERO[/b]
    * menor consumo de combustível. Só para exemplificar, um carro que faça 7km/l com álcool, fará 10km/l com gasolina e 12km/l com GNV. O custo financeiro, para dizer se é mais barato andar com GNV depende de quanto custa o litro e o metro cúbico….
    * menor alícota de IPVA, variando de estado para estado
    * cuidando bem do carro, menor desgaste do motor

    Aqui em SP, compensa andar com GNV se vc rodar mais de 3000kms por mês. Abaixo disso, vá de alcool.

    Explicando alguns mitos:

    há duas possibilidades de trincas no motor devido a GNV: backfire explicado pelo Polara, que acontece com os kits mais antigos, se 1a e 2a geração. Para veículos mais novos, o indicado é o de 5a geração, como o da Rodagas. Este kit GNV poe um novo injetor DENTRO dos cilindros do veículo, impossibilitando o back fire e reduzindo a perda de potencia para menos de 10%. Este kit equipa Fiat Siena, Ford Ranger e GM Astra que saem de fabrica com GNV.

    Outro erro comum é instalar kits mais antigos sem o gerenciador eletronico, colocando apenas uma ‘torneirinha’ para regular o gnv, fazendo com que a mistura seja ou pobre ou rica o tempo todo, o que estraga o motor do carro.
    O gerenciador eletronico trabalha com as informações do sensor de oxigenio compensando a mistura pobre/rica o tempo todo, exatamente como o carro faz quando esta queimando um combustivel liquido.

    O GNV é importante como uso combustivel por suas propriedades economicas, mas o foco principal é o seu papel ecologico, e ninguem se atentou a isto.

  • Pereira

    onde esta escrito “metro ***bico”, entendam m3

  • tscarani

    Fake isso de não gastar tanto escapamento… Meu 206 que tinha GNV DESTRUIA escape, tive que desistir de colocar o original e fazer um dimensionado, que durou mais não por ser dimensionado, óbvio, mas pela qualidade dos materiais utilizados.

    O óleo realmente dura mais, e o carro não trabalha mais quente não, desde que o arrefecimento esteja OK. Lembrando que o sistema foi feito pro carro trabalhar em temperatura constante depois que esquenta, e funciona.

    5a geração não tem injetores dentro do cilindro não, nunca ouvi tamanho absurdo. Tem uma ponte de injetores com um injetor por cilindro e funciona como uma injeção eletrônica multiponto, onde, em comparação, os normais funcionam como um carro carburado.

    GNV pra mim nunca mais, sinceramente. A dor de cabeça não vale.

  • Polara

    [Comentario #131095 sera citado aqui]

    tá certo, foi a pressa..

  • tfa

    E a questão do câmbio automático? Alguém sabe explicar direito o motivo de dizerem que carro a gás com câmbio automático é uma furada??

  • Joao Luiz

    Caros,
    O meu relato:
    Tive 2 carros com GNV, um kadett EFI 1.8 e um santana 2.0.
    Eu nao quero 1.0 no gnv de jeito nenhum e quem usa 1.0 no gnv e se fala mal da potencia do motor do Effa m100 eh o roto falando do rasgado.
    O Kadett teve problemas de desempenho na instalacao; colocando o variador de avanço resolveu. Ficou otimo pra quem saiu de um corsa sedan 1.0 16v. Nunca tive problemas graves e nem dores de cabeça, fiquei 2 anos e o kit se pagou em menos de 1 ano. (fazia em media 2000 km por mes) Na estrada é um carro otimo para tiro longo e ultrapassagens (nao forçadas, eh claro, pois dah um pouco de receio justamente pelo kit q é uma adaptacao). Perde bastante desempenho na arrancada, isso é fato.
    Qdo troquei o Kdt pelo Santana, coloquei um kit completasso (mas nao o novo injetado de R$5000, esse era da geracao anterior custou R$3300), ficou muito bom, quase nao dah para peceber a perda de potencia, principalmente em dias frios… pena q minha funcao mudou no trabalho e passei a rodar uns 1000 por mes.. resultado, o kit me deu como retorno o seu valor em quase 2 anos. Isso somando os 100,00 da verificadora (q verifica as emissoes e o conjunto do veiculo, obrigatorio anualmente) e as trocas anuais de cabos e velas.
    Minha dica:
    Se
    1) vai trocar de carro em menos de 2 anos
    2) anda com carro menor q 1.4
    3) anda menos q 2000 km por mes
    esqueca o GNV a nao ser q queira colaborar com a menor emissao de carbono como dizem os colegas acima.
    Fora isso, acho um bom investimento.
    Ainda: os problemas de escapamento q tive sempre foram de antes de colocar o kit GNV e dpois q coloquei nunca tive problemas com escapamento.
    []´s
    Joao Luiz
    Gratis eh pouco: http://br.geocities.com/jluizsc

  • Afonso Ribeiro

    Tenho um Monza 1989 – álcool/gás/direção (adaptações anteriores à compra). Após 3 meses rodando com combustível intercalado, estourou o eixo de comando e tive que fazer motor. Agora não consigo regular o carburador e o mecânico diz é por causa do GNV. Na convertedora dizem que o culpado é o álcool. Pra falar a verdade, cada um diz uma coisa e, nessa onda, ficamos todos perdidos, pois ninguém nos dá certeza de nada. Com a palavra…

    • asganredfrederik

      bicha eô bicha eô eô eô :hauhau: :asner:

  • Afonso Ribeiro

    P.S.: em minha cidade, Juiz de Fora, o preço do metro cúbico é R$1,99; o álcool chega em média sai a R$1,50.

  • jefferson

    ai pessoal da mais vazamento no motor devido ao gas

  • Rafael

    :clapp: parabêns vocês são de+ adorei as dicas :banana: :hauhau:

  • Skaren

    as dicas são muito lokas eu gostei tinha um trabalho tirei 10,00 uhu vlw :banana: :clapp: :cool:

  • Rasgaden Derramaden

    THANKS FOR THIS !!
    I HAVE A 10,00 IN TEST TANKS ALL!!

  • Eduardo Mendes

    Olá pessoal. Fui caminhoneiro durante muitos anos e, independentemente, das questões relativas ao GNV, ou seja, as polêmicas geradas pelo tipo de combustível, vejo que ninguém fala sobre o burro atrás do volante. Nos motores movidos a Diesel existe a relação de respeitabilidade, não se pode, simplesmente, ligar o caminhão, independentemente da marca e sair pisando, exigindo severamente do motor… Talvez, no futuro, deva sair o cronômetro marcando as horas de trabalho de um motor, assim como sai nas máquinas, o que seria o mais correto.
    Contudo, na minha opinião, levo muito em consideração a maneira de dirigir, daquele que respeita o tempo entre as trocas de marcha e que não força o veículo, por exemplo, na subida, querendo levar vantagens desnecessárias.
    Resumindo: vale considerar o tipo de motorista, se este é prudente em qualquer situação.

  • JOSÉ CARLOS

    olha pessoal, eu tenho uma quantum 2000/2000 dede 0km comigo a gasolina e converti para gnv em 2003 rode cerca de 6000 km por mes viajo toda seman de sp até ribeirão preto e + o que rodo na região to super contente com a conversão, o kit se pagou em 6 meses vcs podem não acreditar mas meu carro ja esta rodando com gnv mais de 250000 km e não tenho do que reclamar a diferença é a conversão a maioria não coloca variador de avanço não troca filtro de ar constantemente eu troco filtro de ar a cada troca de oleo que faço a cada 6000 km, rodo todos os dias pelo menos 10 km na gasolina e o caroo está ótimo estou pensando em troca-lo, mas para atualizar mas fico com receio, agora para que roda pouco acho que não vale o investimento no meu paraçer vc precisa rodar no minimo 4000 km por mes, e fazera manutenção direitinho se vc fizer certinho não da problema so que a diferença é que é wv isso não se descute a qualidade do motor ap o carro é sensacional, faz em media na estrada 15 km por metro com ar ligado, na cidade com ar ligado faz de 9 a 11 km por metro. vcs acham que eu vou reclamar

  • Mano

    Sim e qto ao fato do câmbio automatico e GNV ser incompatível, como o colega comentou anteriormente alguém sabe o por quê??

  • Fagner

    Pra quem acha que gnv em 1.0 é complicado eu posso dar a minha opnião.
    Tive uma para 1989 1.6 à alcool no gnv. Fazia na média de 12km/m3.
    Em seguida peguei um corsa wind 1996 1.0.
    Em 8 meses fundiu o motor, sem gnv.
    Fiz o motor e resolvi então colocar o gnv.
    Hoje está fazendo em média 14km/m3 dentro da cidade e em algumas viagens longas a média é de 22km/m3.
    Estou trocando agora por uma palio weekend 1999 1.0 e também vou colocá-la no gnv.
    Concorco com nosso amigo caminhoneiro que falou sobre o motorista. Eu quero o carro pra trabalhar e passear, não preciso de velocidades exorbitantes e de arrancadas pra rachas. Perco um pouco de potência mais ganho e muito em economia. Mantendo sempre o carro com as revisões em dias e estando sempre atendo ao que seu carro pede, com certeza vale a pena.
    Cada vez que paro pra completar o gnv, eu mesmo verifico água, óleo e filtro de ar. A cada troca de óleo verifique também velas, cabos e o sistema de arrefecimento inteiro.
    Abracos

  • JOEL IGNACIO

    De: Joel Ignacio ( Consultor Comercial SYBERTRONIC-TECHNOLOGY )

    P/: Sr.

    Venho através desta , informar que a equipe SYBERTRONIC-TECHNOLOGY Apresenta projetos de Fonte alternativa: 1)- HIDROGÊNIO – 2)- HÍBRIDO

    HIDROGÊNIO: Foi desenvolvido um sistema que funciona na Queima de Hidrogênio sem alterar as características dos motores de automóveis e caminhões. O gás Hidrogênio é o mais energético do mundo, é três vezes mais eficiente que a gasolina portanto o Hidrogênio é o combustível do futuro, a NASA utiliza nos seus foguetes portanto será muito útil para o setor automobilísticos . Hoje as grandes maiorias das montadoras não tiveram sucesso nos seus projetos e até abandonaram e partiram para um sistema elétrico, e todos estão vendo grande problema que as montadoras estão tendo com seus projetos principalmente as montadoras TOYOTA.

    O motivo da desistência das montadoras nos projetos HIDROGÊNIO, um deles é não ter solucionado o aquecimento, fizeram de tudo e até mudaram as características do motor para agüentar o aquecimento gerado por Gás Hidrogênio, chegaram até utilizar o nitrogênio onde se torna inviável por causa alto custo, para esse problema temos uma solução simples e muito barato mais muito eficiente que controla muito bem o aquecimento, e outro fator é problema da injeção, mas a nossa equipe desenvolveu uma técnica e um programa para gerenciar todo o processo gerado pelo hidrogênio por isso o nosso projeto não altera as características dos motores é acrescentado mais acessórios .

    Este projeto pode ser utilizado em geradores a diesel e aplicar nas industrias que tem um custo muito alto com a energia elétrica EX. uma industria que utilizar o Gerador vai ter uma economia de 80 a 90% sobre a energia elétrica por que essa economia pois ela vai usar a matéria prima somente água…. outra pergunta onde vai conseguir o HIDROGÊNIO para abastecer o gerador movido a hidrogênio, foi desenvolvido um reator para produzir o HIDROGÊNIO utilizando somente água sem solução não é sistema de eletrólise, esse reator é único no mundo que funciona só com água, todos sabem que o sistema de eletrólise danifica rapidamente as células, dura no máximo 30 dias. O nosso não danifica as células.

    HÍBRIDO: É um sistema que funciona em conjunto ( Gasolina x Hidrogênio ) por cada litro de gasolina percorre na faixa de 40 Km. Dentro do automóvel tem um reator de alta temperatura que produz o Hidrogênio e é direcionado a injeção onde há um módulo que gerencia todo o processo onde a economia e potencia tem um ótimo resultado.

    Este projeto também não altera as características dos motores do automóvel.

    O que nós precisamos hoje é um investidor para ser investido em protótipo personalizado para apresentar na feira de automóvel/caminhões principalmente no exterior na Alemanha/Japão/Estado Unidos/ já tem posto que abasteçam Hidrogênio lá os países investem em fonte alternativa eles querem solução das montadoras a fiscalização do meio ambiente cobram muito e nós temos essa solução seja até para setor industrial que utilizam alto forno e energia elétrica. Por isso precisamos de parceiro que venha investir no projeto e levar ao conhecimento deste países que valorizam muito um projeto qu venha solucionar o meio ambiente.

    Além desses projetos temos outros o IGNITRON ( que elimina velas/cabo de velas/bobinas/ignição/.) Esse projeto irá praticamente forçar a fabricante BOSCH a comprar o projeto. Esse projeto é muito eficiente na queima do combustível, e irá poluir menos e tem um custo mais baixos que o sistema de velas.

    ARMA NÃO LETAL: ( Ela atinge uma distancia de 15 a 40 metros emitindo uma descargas, é única no mundo que funciona co muita eficiência e não precisa de refiz com é a taser que a policia usa… etc.

    Temos outros projetos para ser colocado no mercado o REPELENTE ELETRÕNICO,

    CORAÇÃO ELETRÔNICO, APARELHO DIAGNÓSTICOS PARA AUTOMOVEL E CAMINHÃO,

    ETC.

    Temos certeza que o nossos projetos é um ótimo investimento e terá um retorno imediato pois é único no mundo que tem projeto diferenciados de todos que tem apresentado.

    Atenciosamente,

    Joel Ignacio

    Consultor comercial

    47 84633481

    jital@terra.com.br

    honestosc@hotmail.com

  • Rato de asa

    Tenho uma Dakota 3.6 GNV, simplesmente amo o GNV ja tenho a 1 ano e nunca me deu problema,

    não ando tanto + tomo meus cuidado, ao ligar de manha ando 3/5 km na gasolina, o tanque sempre baixo p/ repor e não ficar parada no tanque, fui de Campina SP a Maringa PR gaste 40% menos comparando a gazolina, fui p/ Praia Grande e enchi os 35m2 saindo de Campinas andei 265 km reabastecia p/ volta, surpresa 33,00 foi o que gastei p/ ir, pra volta um pouco + devido as subidas.

    leia este comentario: http://www.fullgas.com.br/admin/paginas/ler_conte… – A experiência:

    Uma renomada empresa de São Paulo (GasPoint) fez a conversão em uma Strada 2000 16V que foi equipada com um Kit gerenciado . O sistema foi calibrado para o nível de mistura ideal. Vale lembrar que o motor 16 válvulas da Fiat é particularmente delicado e possui uma mão de obra mais cara que a 8 válvulas. Após rodar 300.000km o motor foi aberto e passou por um diagnóstico completo que apresentou os seguintes resultados:

    Resultados

    Parte inferior:

    Foi constatado que a parte inferior do motor, (virabrequim, bronzinas, bielas, etc), apresentavam desgaste muito inferior à média observada em um motor desta idade rodando à gasolina.

    Parte superior:

    Foi constatado que a parte superior do motor, (válvulas, sedes e comando), apresentavam um desgaste discretamente superior a média observada em um motor desta idade também rodando à gasolina.

    Parte de injeção de combustível líquido:

    Tudo estava em perfeito estado, desde a bomba de gasolina até os bicos injetores e mangueiras.

    Conclusão

    A Strada 2000 movida a GNV andou 300.000 km até ter seu motor aberto. A durabilidade observada na parte inferior do motor foi maior numa ordem de 40%. A isto se deveu o fato do combustível GNV , diferentemente da gasolina, ser completamente livre de impurezas que causam atrito nos componentes abreviando sua vida útil.

    As condições da parte superior do motor foram muito parecidas com o apresentado em um motor a gasolina, sendo que as sedes de válvulas encontravam-se intactas e o restante apresentando um desgaste ligeiramente superior, talvez na ordem de 5%.

    Não foi detectado nenhum tipo de ressecamento de nenhum tipo em parte alguma do motor ou do sistema de injeção.

    A questão do ressecamento levantada pelo mito, se resume no seguinte: Algumas pessoas passam a usar somente o GNV, deixando a gasolina parada no tanque. Com o passar dos meses, a gasolina perde a maior parte de suas características devido a sua volatilidade, causando entupimentos no sistema de injeção de combustível líquido. Quando finalmente o motorista resolve usar a gasolina ou o álcool, o carro apresenta vários defeitos e inclusive travamento das válvulas, o que erroneamente é atribuído ao GNV na ocasião da retífica.

    Daí o mecânico alega que o gás ressecou as mangueiras ou inclusive fez queimar a bomba de combustível e até o cabeçote, o que não é verdade. As queimas de bomba de combustível foi observada em carros que apresentavam um nível de combustível muito baixo fazendo-a funcionar em falso e provocando sua queima.

    Economia

    Vale lembrar que após 300.000km, a Strada gerou uma economia de quase R$ 50.000,00, que daria para comprar dois carro iguais pelo valor da tabela. Não se assuste, basta fazer a conta: São R$ 0,17 a menos por cada quilômetro rodado; basta multiplicar.

    Qualquer carro tem a vida do motor abreviada se a mistura ar-combustível for pobre independentemente do combustível usado. A questão é que muitas convertedoras utilizam mistura pobre para conseguir mais economia e isto sem dúvida abrevia a vida do motor. Para se ter uma idéia melhor do que é mistura pobre, basta lembrarmos como funciona um maçarico: a chama é fria se a mistura é rica, ou seja, o ar está fechado. Quando abrimos o ar, a mistura empobrece e a chama fica azul e muito mais quente. Agora imagine isto dentro de seu motor… Vem daí a idéia de que gás queima junta do cabeçote e etc. A chave da durabilidade de um motor a gás é o uso de mistura correta e isto só é possível através de sistemas gerenciados de boa qualidade e corretamente regulados, ou seja, qualidade de componentes e qualidade de mão de obra. É por isto que está cheio de oficinas que fazem conversões baratinhas por aí. Às vezes o barato sai caro.

    Recomendações:

    Utilize um sistema de boa qualidade, certifique-se de qual é mais indicado para seu carro.

    Procure uma convertedora de ótima qualidade de mão de obra e conhecimento técnico.

    Não deixe a gasolina parada no tanque.

    Respeite as revisões a cada 10.000km.

    Fuja de conversões baratinhas e convertedoras cheias de dogmas.

    Leia aqui, mais artigos técnicos.

  • thiago

    tenho um Uno 1.0 Gas e GNV tinha desp de 600,00 por mês o dono do posto dava risada na hora que eu ia pagar a conta agora quem ri sou eu porque caiu pra 150,00 no GNV estou super feliz com a economia o resto eu tiro de boa .

  • Cassio

    GNV COMPENSA SIM, basta você saber como manter o seu motor em manutenção, favorecendo o funcionamento adequado do GNV no seu motor, equipamentos como velas de ignição, cabos e filtros merecem uma determinada atenção, pois são determinantes no funcionamento adequado do GNV, uma vez que estes equipamentos em avaria, acabam por resultar em perca de potência, disperdicio no consumo e o motor acaba forçando 2x mais o cabeçote !

  • Fco Ambrósio – CE

    tenho um astra 2.0 uso gnv a mais de 5 anos nunca tive problemas, a única desvantavem é quando vc compra um carro novo e faz a conversâo perde a garantia.

  • Luiz Fernando

    Pessoal, acho que com manutenção preventiva, tudo tende a funcionar perfeitamente.

  • Rogerio Orlowski

    Bom depois de tanto fiquei meio tonto,que comprar um Cheroque a gas…e fiquei sem saber se da ou não problema.Agora o que tem haver com o cambio aut?

  • qual o procedimento qndo houver vazamento do gnv?

  • celso

    olá pessoal , tive um monza 2.0 a álcool e gnv , usava para o trabalho todos os dias , usei este carro ums dois anos , e a maioria das vezes só no gás e nunca me deu dor de cabeça , a unica coisa que eu fazia antes de sair era aquecelo no alcool e logo em seguida no gnv , sómente as mangueiras que rececam mais rapido e tem que ser examinadas sempre , e tambem não se deve acelerar o motor bruscamente afim de não por muita pressão no cabeçote . Acredito que com estes cuidados um motor a gnv aguenta o mesmo tempo que um motor a alcool.

  • Luiz Alberto Melchert de Carva

    O GNV é 88% metano (CH4), portanto, o resultado da queima será CO2+2H2*. Assim, mesmo considerando o etano e o propano residuais, sempre haverá água no escapamento. Isso é Química básica.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email