Etc Finanças Manutenção

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)
7 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Como forma de driblar os gastos mais altos devido aos frequentes reajustes nos preços da gasolina e do etanol, muitos proprietários de automóveis optam por fazer a conversão do conjunto para “beber” o GNV (Gás Natural Veicular). Ele é instalado através de um kit e, entre as vantagens, proporciona uma economia maior, tanto por ter um rendimento maior, como também por ser mais barato.

Antes de tudo, se você não sabe o que é o GNV, vale a pena dar um breve resumo: trata-se de um combustível automotivo não líquido que normalmente não equipa nenhum carro de fábrica. Antigamente alguns modelos saíam com o GNV de série, como é o caso do extinto Fiat Siena Tetrafuel vendido até 2016.


O Fiat Siena Tetrafuel pode ser abastecido com quatro combustíveis diferentes: a gasolina comum nacional, com 20% a 25% de álcool em sua composição; a gasolina pura comercializada em outros mercados (como na Argentina); o etanol e o próprio gás GNV. Ele conta com dois cilindros de 6,5 m³ de GNV instalados no porta-malas e diversas adaptações mecânicas para conseguir esse feito. Era a “menina dos olhos” dos taxistas.

O GNV é considerado um combustível mais eficiente que a gasolina, o etanol e o diesel (os líquidos da vez) em praticamente todos os sentidos. Ele é mais econômico, proporciona maior autonomia ao veículo e também é menos poluente.

Para instalar um kit GNV, o interessado precisa gastar algo em torno de R$ 5 mil a R$ 7 mil. Esse investimento, porém, pode ser recuperado com facilidade, sobretudo por aqueles que utilizam o carro para trabalho (como taxistas, motorista de aplicativo e frotistas).

Por outro lado, assim como o GNV tem vantagens, ele também apresenta desvantagens. Reunimos abaixo 10 vantagens e desvantagens de um carro movido a GNV. Confira:

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Vantagens de se usar GNV

1) Menores gastos e menor consumo de combustível. Esta é a principal vantagem do GNV frente à gasolina, ao etanol e ao diesel. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Gás Canalizado (Abegás), o gás natural veicular é cerca de 43% a 58% mais econômico que a gasolina e de 44% a 66% mais eficiente que o etanol.

Ou seja, você irá economizar dinheiro e visitar menos o posto de combustível!

2) O GNV é menos poluente. Em comparação com os combustíveis líquidos, o GNV polui menos o meio ambiente. Ele emite cerca de 20% menos dióxido de carbono (CO2) na atmosfera em relação a gasolina e 15% em comparação com o etanol.

3) O sistema de injeção fica sempre mais limpo. Por ser um combustível mais limpo, o gás não deixa acumular resíduos nos bicos injetores.

4) O óleo dura mais. O GNV é um combustível mais limpo que os combustíveis líquidos. Ele não se mistura e não contamina o óleo lubrificante do motor, aumentando a vida útil do líquido. Além disso, há baixa formação de resíduos da combustão, o que também deixa o óleo mais limpo.

Sendo assim, o óleo lubrificante do motor do carro movido a GNV pode ser trocado num intervalo maior, sem que haja problemas com a integridade dos componentes internos do conjunto mecânico.

5) Aumento da vida útil do escapamento. Já que não há o acúmulo de água proveniente da gasolina e do álcool, o sistema pode durar até 20% a mais do tempo em comparação com o conjunto abastecido com combustível líquido.

10 Vantagens e Desvantagens de ter um carro movido a gás (GNV)

Desvantagens de se usar GNV

1) O cabeçote do motor pode trincar. Como o sistema acaba recebendo maior pressão, a possibilidade de pequenas fissuras aparecerem aumenta consideravelmente. O ideal é manter o motor sempre regulado e seguir sempre as recomendações das empresas de conversão.

2) Maior desgaste dos cabos de vela. Com o uso do GNV, os cabos de vela podem se desgastar num período menor que o ideal. A vida útil desses componentes pode cair de 30.000 quilômetros para praticamente a metade.

3) Travamento das válvulas. Como os cilindros trabalham com um combustível seco, a falta de lubrificação pode causar avaria. O ideal é usar gasolina ou o álcool por 5 km todos os dias.

4) Perda de potência do motor. Sim, ao instalar o GNV, você pode perceber que o motor do seu carro ficou ligeiramente mais fraco. Isso acontece porque o GNV de Geração 5 (um dos mais atuais) apresenta uma perda de potência de cerca de 3% em relação ao motor movido à combustão.

5) Perda de garantia. Se você tem um carro novo e está pensando em instalar o kit GNV, saiba que você certamente irá perder a garantia de fábrica cedida pelo fabricante do veículo (de cinco ou até seis anos, dependendo da marca).

Você concorda com essas vantagens e desvantagens? Sabe de alguma outra? Conta aqui pra gente nos comentários!

Eber do Carmo

Formado em marketing, tem mais de 13 anos de experiência escrevendo sobre o mercado automotivo no Notícias Automotivas, desde que fundou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio. Também teve por três anos uma empresa de criação de sites e catálogos eletrônicos.

    Quem somos

    O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

    Notícias por email