Combustíveis Finanças

GNV vale a pena?

gnv-abastecendo GNV vale a pena?

Gás Natural Veicular. O combustível derivado de petróleo foi muito popular há alguns anos no Brasil, mas acabou caindo em desuso em muitas partes do país, embora seu consumo seja muito alto no Rio de Janeiro e em alguns estados do Nordeste. Alternativa à gasolina e diesel, o GNV esta novamente ganhando mais importância no cenário automotivo, mas na Europa, onde a pressão do diesel está reduzindo enormemente o consumo do óleo combustível, fazendo com que o gás fique em evidência.



Mas, será que vale a pena ter um carro com GNV? Isso vai depender de alguns fatores, o que inclui também a região onde se mora. Desde benefícios fiscais e descontos tributários até a própria tecnologia de injeção de gás no propulsor podem ter custos que influenciarão de forma positiva ou negativa. O preço do m3 do gás natural nas bombas também é outro fator importante para responder essa pergunta.

gnv-abastecendo GNV vale a pena?

Incentivos e preços

Antes de começar a pensar em um carro movido por GNV, é preciso ter em mente se a região onde mora possui abastecimento de gás natural. Apesar de boa parte do país ser servido por postos de GNV, nem todos os locais possuem infraestrutura adequada para tal. Isso pode significar problemas, pois até cidades de porte médio não possuem sequer uma bomba de gás, como é o caso do Guarujá, uma cidade com mais de 311 mil habitantes, localizada no litoral paulista.



Partindo desse princípio, se sua região for servida por postos de GNV, a conversão começa a ficar interessante. Afinal, se os reservatórios acabarem, existe a opção de reabastecimento perto de casa. Então, quanto menos se usa gasolina ou etanol, mais se economiza. Em alguns estados, existem incentivos para carros abastecidos com gás, como no Rio de Janeiro, onde o IPVA é de 1,5% do valor do carro, mas há pelo menos dois anos, ainda era de apenas 1%. Um carro flex recolhe 4%.

Com tal incentivo, vale a pena para muita gente ter um carro a gás. Ainda no caso do Rio, como exemplo maior do assunto, a gasolina por lá beira os R$ 5,00 por litro, enquanto o metro cúbico de gás fica na casa de R$ 2,43 ante R$ 4,68, a média de preço do m3 de GNV na região. Então, como a gasolina e o etanol são caros, o gás surge como única alternativa. Em São Paulo, por exemplo, o m3 em média custa R$ 2,23 e a gasolina está na casa de R$ 3,97. Note que os valores médios são até mais em conta, mas o IPVA para este combustível é de 3%. Ou seja, o dobro do oferecido pelo Rio.

gnv-abastecendo GNV vale a pena?

Custo por km

Outro ponto importante para se avaliar se vale a pena ou não usar o GNV é o custo por km e a autonomia com o uso do gás natural. Mas como calcular? Para não termos um nó na cabeça diante de cálculos intermináveis, algumas empresas do setor de gás possuem sites com simuladores de custo para o uso de GNV em comparação com a gasolina, por exemplo.

Utilizamos um desses simuladores – da empresa Delgás – para calcular o custo em combustível numa viagem entre São Paulo e Rio de Janeiro. O cálculo é feito com base num carro com motor 1.4 litro e com preço da gasolina na casa de R$ 4,10, enquanto o m3 de gás natural a R$ 1,89. O sistema ainda faz uma média de 10 km/litro de gasolina como consumo e 13 m3/km no caso do GNV.

Num percurso de 434 km, o custo ficou em R$ 178,10 na gasolina e R$ 63,15 no GNV. Mas, um carro 1.4 dificilmente fará 10 km/litro na estrada com gasolina. O mais provável é o uso do etanol e nesse caso, com preço de R$ 2,88 (preço médio do etanol em SP capital pela ANP), fica em torno de R$ 125,00. Ainda assim, o GNV é bem mais em conta por ser quase a metade do preço do derivado da cana-de-açúcar.

Como já mencionado acima, o consumo de GNV em um carro vai depender muito do tipo de motor e do dispositivo instalado no veículo. Alguns relatos de donos de carros movidos por gás natural falam em 10 m3/km, o que daria um autonomia média de 150 km, se o cilindro foi de 15 m3, um tamanho bastante comum. Mas é aquilo, isso dependerá apenas do tamanho do cilindro.

No antigo Fiat Grand Siena Tetrafuel 1.4, o consumo médio era equivalente a 18,35 km/m3 e tinha dois cilindros pressurizados que somavam 13 m3 de GNV, o que daria em tese autonomia de 238,5 km. Na estrada, o sedã fazia 22,4 km/m3 ou 291,2 km. Na cidade, os 14,3 km/m3 dariam apenas 186 km.

Com o preço médio do m3 quase a metade da gasolina e bem mais baixo que do etanol, vale a pena se o condutor rodar muito anualmente devido ao custo elevado de instalação do kit gás, que gira em torno de R$ 3 mil a R$ 6 mil. Por isso, quem quer colocar o GNV em seu carro precisa percorrer longas distâncias diariamente para amortizar o impacto da alteração, que vai gerar uma economia de 52% a 66%, dependendo de vários fatores.

gnv-abastecendo GNV vale a pena?

Impacto do Kit Gás

A vantagem de se ter um carro com GNV vem também do custo de instalação de um kit gás, como mencionado acima. Em modelos como o Fiat Grand Siena Tetrafuel, que custava em média R$ 5.000 a mais que a mesma versão a gasolina apenas, o valor de um kit gás também não fica muito atrás, alcançando até uns R$ 6 mil.

Então, para quem roda pouco bem vale a pena, mas para quem precisa estar sempre atrás do volante, como taxistas, frotistas, motoristas de aplicativo e pessoas que moram muito longe de seus trabalhos, a vantagem é gastar menos diariamente e obter um ganho ao final do ano.

Como exemplo, vamos dizer que um carro qualquer roda 1.000 km por mês. Com o m3 do GNV a R$ 1,89 e consumo médio de 20 km/m3, o condutor irá gastar mensalmente R$ 94,50 em gás natural para percorrer essa quilometragem. No etanol com valor de R$ 2,69 o litro (valor encontrado em SP) e consumo médio em torno de 12 km/litro, por exemplo, o custo sobe para R$ 224. Na gasolina, a R$ 3,99 e com consumo de 15 km/litro, o custo será de R$ 266.

Na diferença entre os três exemplos, o GNV economiza R$ 129,50 e R$ 171,50 a cada 1.000 km percorridos em relação ao etanol e gasolina, respectivamente. A diferença é muito baixa, mas se triplicarmos a quilometragem mensal, ou seja, 3.000 km, isso vai para R$ 388,50 e R$ 514,50 mensalmente.

Em 12 meses, o valor cortado com o uso do GNV será de R$ 4.662 em relação ao etanol e R$ 6.174 em comparação com a gasolina. Nesse último, hipoteticamente, em dois anos a economia chegará a R$ 12.348, onde é possível instalar até dois kits de gás de última geração. Mas é claro, isso vai variar de acordo com preço do GNV e dos demais combustíveis, possíveis incentivos locais e a manutenção da quilometragem mensal.

gnv-abastecendo GNV vale a pena?

Instalação

Se a quantidade de km percorridos mensalmente for grande o suficiente para compensar a instalação de um kit gás ou se mora em um estado onde o IPVA é reduzido para GNV, assim como outros tributos locais, então o melhor é buscar a instalação do equipamento em uma oficina credenciada pelo Inmetro. Apesar do peso maior e do custo de instalação, para quem roda em torno de 36.000 km por ano e/ou mora em estados com benefícios fiscais, compensa. 

Nesses estabelecimentos, o instituto nacional verifica desde a execução do serviço até a qualidade dos materiais, dando assim mais garantia de segurança para o consumidor. Um kit gás de quinta geração já dispõe de gerenciamento eletrônico e evita ajustes mecânicos, gerando assim economia e desempenho melhor. Mas, lembre-se, com o GNV, a performance do motor cai naturalmente, por isso motores 1.0 aspirados não são recomendáveis.

COMPARTILHAR:
  • Estevão Gonçalves

    Aqui no RJ sem duvidas compensa muito.
    Hoje há o gas de 5° geração que sanou todos os problemas técnicos que o GNV tinha, como perda de potencia e mal funcionamento.

    • Unknown

      Perda de potência continua havendo…

  • Jean Lehn

    Destroi com o desempenho fica falhando corroii todas as velas cabos e bobinas alem de rachar o cabecote economia porca, !

    • Luciano RC

      90% do que falou é lenda. Nunca conheci um carro a GNV que rachou cabeçote, que teve problema em velas ou cabos. Só fazer a troca dentro do prazo correto e manter a manutenção básica do carro. E perder desempenho? Isso era nos modelos antigos, analógicos. Hoje o sistema de 6ª geração faz a leitura e deixa o desempenho igual.

      • Jean Lehn

        Primeiro se informe voce , nunca teve um pra estar falando isso desgasta tudo e racha cabecote sim ponto !

        • Luciano RC

          O que você sabe da minha vida para dizer que nunca tive? Amigo, eu tive dois carros GNV na minha vida… uma Blazer 4.3 que rodei dos 120 mil até os 230 mil km e vendi ela em perfeito estado.
          Tive uma Ranger 4.0 V6 na empresa com 3 cilindros de GNV que dava até gosto… isso ainda na época dos kit de terceira geração que nem leitura da queima faziam.

          Antes de ficar de conversa idiota, aprende sobre o assunto. Aqui mesmo tem um relato de proprietário com GNV e o carro sem problema algum… tenha respeito.

          • Jean Lehn

            Chama os outros de IDIOTA e quer respeito , va ver se to la na esquina !

      • zekinha71

        Eu já tive uma Ranger que rachou o cabeçote,o conserto zerou toda a economia que tinha feito com o combustível.

        • marcos

          Tenho um Santana 1.8mi 99 com gnv, nunca incomodou. Não sei outros motores, mas o AP mi roda com GNV numa boa. Aqui no Paraná o IPVA é 1% para carros com GNV. Compensa muito. Só a bateria que tenho que trocar a cada dois anos.

          • José Barbosa

            Motores mais simples e conhecidos em geral se dão bem: os mecânicos sabem direitinho como funciona, e as margens de tolerância são maiores.

        • Luciano RC

          Esse problema está mais atrelado a qualidade do sistema e instalação do que culpa do GNV.

      • Renato Lemos

        Conheço um taxista aqui do Rio que tem um City 2011 com 730.000KM com GNV !!!!! e nunca abriu o motor , somente faz a regulagem das válvulas a cada 50.000 . Velas Iridium ??? pra quê ? o cara usa velas do Palio 1.3 kkkkk troca a cada 40.000km … Bem Estou no quarto carro com GNV (Corsa 1.6, Palio weekend 1.4 , Palio weekend 1.8 e Megane Grand Tour 1.6 16v) e te digo com o kit de 5º geração bem instalado a dor de cabeça é zero. A perda de potência realmente existe mas é bem menos que nos kits de 3º geração.

        • Luciano RC

          Exatamente o que penso… não uso e não gosto, mas só ouvi falar mal de quem foi porco na instalação ou na manutenção.

    • FearWRX

      Isso sem contar os espírito de porco que quer andar de nave V6, 2.5, 2.0 e afins mas não aguenta bancar PELO MENOS a gasolina.
      Economiza só no combustível porque as peças se desgastam mais rápido ainda.

      • Xandy Paiva

        Galera, cada um sabe o que faz com seu dinheiro, eu já tive GNV em Astra, Vectra, Megane, Astra de novo, agora tenho no meu Corsa 1.6, que uso pra trabalho, é muito econômico, e nunca aconteceu nada disso aí que falaram, agora se querem ficar gastando com gasolina aí invés de de repente usar pra comprar um carro melhor como disse, cada um sabe o que faz.

    • Leonardo Teixeira

      Tudo lenda de “mexânico” que não sabe mexer em carro e coloca culpa no gnv

    • Cláudio Lima

      Aqui no Rio 100% dos taxis utilizam GNV. Se fosse tão ruim assim já teriam abandonado esse tipo de combustível. De repente vc teve uma experiência ruim, apenas isso.

  • Luciano RC

    Pra quem roda bastante e tem um carro com capacidade para ser adaptado, acho que compensa. Eu não faço isso, porque não tiro qualquer originalidade do carro. Porém, conheço que tem e mostra números de consumo realmente bons.

  • Luiz Romeu

    conta muito mal feita, se economiza arredondando (porq usaravam valores tortos de alcool e gasolina) 50 reais a cada mil km, precisaria rodar 100 mil km pra pagar um kit de 5 mil reais, sem contar o custo deste dinheiro que aplicado numa poupança renderia, 250 reais por ano. Ou seja vc teria que rodar praticamente toda a vida útil lá pros 150 mil km rodados do carro pra ter uma compensação significativa de alguns reais, e nem estou pensando em outros problemas do uso do gás. Somente hard users, ou grandes frotistas tem vantagem nisso aí.
    Agradeça ao PT que doou nossas usinas de gás da bolivia pros cocaineiros e hoje pagamos 10x mais caro que o acordo inicial.

      • Leandro Oliveira

        De fato, alguns dados nao fecham. Vou citar apenas um ex….
        “Com o m3 do GNV a R$ 1,89 e consumo médio de 10 km/m3, o condutor irá gastar mensalmente R$ 189 em gás natural para percorrer essa quilometragem. No etanol com valor de R$ 2,69 o litro (valor encontrado em SP) e consumo médio em torno de 12 km/litro, por exemplo, o custo sobe para R$ 224.”
        Quando que um carro vai consumir mais GNV do que etanol por km rodado???

        • Janduir

          Realmente erraram nessa conta. O normal no gnv em carro flex é dobrar o consumo quando configurado pra etanol/gnv. No meu caso que é Vectra 2010 AT, eu faço na média de 5km/l na cidade e no gnv faz entre 9 e 11km/m. Na estrada ele faz quase 10km/l etanol e no gnv entre 18 e 20… Carros flex 1.4 que faz 7 com etanol na cidade, faz tranquilamente entre 13 e 14km/m. Já quando configurado pra gasolina/gnv, normalmente o consumo no gnv fica 30% a mais do que na gasolina. Outra coisa é que em SP não tem desconto pra carros flex usando gnv e sim para carros gasolina convertido pra gnv, ou seja quase nenhum.

        • Luiz Romeu

          exatamente, economia de 30 reais por mês
          Se vc colocar o valor do kit na poupança vai render exatos 32 reais

      • Luiz Romeu

        sua conta é estapafurdia como encomizar 300 reais a cada 1 mil km???
        com 300 reais de gasolina a 3 eu encho 100 litros e ando 1.500 km.
        Pirou????
        A conta de 0,17 pra 0,40 isso não existe, é 0,17 contra 0,25, o que dá 0,04 de diferença, multiplica por 100 mil km vai dar o preço do kit, a vida util inteira do auto, sem falar nas manutenções anuais obrigatórias, na taxa de fiscalização, em problemas mecanicos, realmente vcs pisaram feio na bola da matematica. E no artigo não foi citado calculo de impostos. Ficou feio pra caramba, está parecendo propaganda, olha a pessoa tem que ser muito besta pra errar tão feio assim na conta, a realidade esta aí pra provar nunca vi uber usando gás, meu cunhado alias acabou de tirar o gás, além de não economizar nada, dá dor de cabeça e dificil achar posto de abastecimento, vive em falta.

        • Você fala fala e fala mas nunca comenta o que se economiza em IPVA….. sobre sua comparação de 0,17 para 0,25, vamos ver então….

          Se fiz conta absurda, vamos a uma conta agora usando valores reais dessa semana.

          De acordo com o site da ANP, média de preço da gasolina em SP na última semana… 3,93… média do preço do GNV 2,15… conforme relatos aqui mesmo nessa seção de comentários, um carro que faz 8 km/l em SP com gasolina, faz 10 km/l com GNV… então é um custo por km rodado de 0,49 contra 0,21… rodando 2.000 km por mês a economia é de R$ 560 por mês… em um ano é mais de R$ 6.000.

          Isso mais R$ 2.000 por ano de economia com IPVA se for no estado do Rio que dá um bom desconto para quem tem carro com GNV.

          Aí meu filho, quem errou feio de ficar falando que é “economia de 30 reais por mês” foi você. “50 reais a cada 1.000 km”, mostre de onde você tirou esse seu cálculo sem pé nem cabeça.

          Não vou ficar batendo a boca com pessoa sem educação como você… que fica falando que eu pirei, que tenho que ser muito besta para errar tanto assim nos cálculos… melhor ser besta do que ser sem educação.

          Se você nunca viu Uber rodando com GNV, problema é seu, se seu cunhado tirou o GNV do carro dele, grande coisa, o que significa uma pessoa que tirou o GNV? O que mais tem é táxi com GNV.

          Seu papo parece de cria de uns jornalistas dinossauros de mais de 80 anos nas costas, pra eles tudo que não é gasolina no carro é um absurdo, é um sacrilégio…

          • Diego Ventura

            Rodo 1500 km por mês no gnv a $1,85 em Floripa.
            Meu carro faz 12 km/m (km $0,15).
            Gasolina a $3,99 faz 10kml (km $0,39).
            Economia 62%

            Manutenção
            Vela e Cabo a cada 30 mil km,
            Troca de óleo e filtro a cada 7500km,filtro de ar e filtro de combustível a cada 15mil km.

            O grande problema com gnv são os donos que não fazem a manutenção exata no seu carro, dai esse mesmo sujeito coloca a culpa no gnv. É tbm tem convertedoras baratas que não fazem o serviço adequado assim prejudicando o carro do cliente.

            Só uma obs: carro a gasolina funciona com 80% a 90%da capacidade do motor ( aos trancos e barrancos) mas no gnv o motor tem que tá 100%, tudo no seu tempo certinho.

            • Obrigado Diego, quem sabe alguém que tem carro com GNV falando que realmente a economia é grande, o povo acredite.

  • Luiz Romeu

    Valia a pena o gás na década de 1990, antes do PT doar as usinas de gás da Petrobrás pros traficantes que comandam o governo da Bolívia em troca de patrocinio eleitoral.

  • Felipe Alves

    GNV é coisa de pobre que compra carro, mas não tem dinheiro para manter. Se fosse bom mesmo já vinha de fábrica. Mas até o finando Siena tetrafuel acabou! além de perderem o porta-malas, ficam carregando aquele bujão pesado, tem de fazer e pagar duas vistorias por ano (uma do GNV, outra do carro) e acham que estão economizando mas tiveram de pagar mais de 6 mil para instalar aquela geringonça que desvaloriza o carro…

    • Henrique12

      Coisa de pobre, então porque só vejo carro zero abastecendo com isso, até JEEP COMPASS já vi no posto abastecendo GNV!

    • Paulo Júnior

      Coisa de pobre? Você pelo menos tem um carro? Antes de falar besteira, pense no taxista que roda o dia todinho e a economia que o gás proporciona, para quem roda bem pouco e vai em shopping passear não vale a pena mesmo.

    • Lyn

      Diria que é coisa de falso rico porque o que vc mais ve aqui no RJ são picapes e SUVs medios e grandes com GNV.

    • Leonardo Teixeira

      No rj, carro com gnv é bem valorizado

    • Janduir

      Na Alemanha a VW tem uns 3 modelos com gnv de fábrica…realmente tem muito pobre na Europa, pois Itália, Portugal e outros tem vários carros convertidos ou a gnv ou a glp…

    • Diego Ventura

      Ele saiu de linha pq não dava manutenção. É a marca vive disso tbm.

  • afonso200

    carros com motor grande tipo 2.4 ou V6, vendem bem facil os seminovos.

  • Lyn

    Só pra quem roda muito.

  • Henrique12

    GNV é a melhor coisa que já inventaram, pesa contra ele o carro perder potência, mas minha cidade só tem congestionamento mesmo, ta tudo certo…

    • Lyn

      É popular no RJ por conta do desconto do IPVA (que não existe ou não é tão grande em outros estados), tire esse incentivo e o GNV morre aqui no RJ.

    • Em Minas praticamente não existe posto GNV.

      http://www.gasnet.com.br/postos_gnv_mapa.asp?nomestado=Minas%20Gerais

      Isso além de cobrar IPVA de carros com qualquer idade, o carro pode ter 40 anos de uso que ainda paga IPVA. Topografia que deixa qualquer carro com as piores médias de consumo, etc, etc… é o estado mais legal para se pagar o mais caro possível em tudo.

      • Samluzbh

        O GNV em minas é mais caro, alem de não ter instaladora decente, a conta de Luz mais cara, o ipva mais caro, icms 18 %, e o estado ta falido, a unica coisa boa aqui são as “mineiras” e a comida.

        • Estes dois pontos positivos que vc falou realmente são sensacionais… vc sai daqui e vai pra alguma cidade do interior de SP, nota a diferença enorme…. já lá, por outro lado, o asfalto é perfeito em muitas áreas.

      • José Barbosa

        De acordo. É um Estado falido e atrasado, com regras que não o tornam competitivo e entra num círculo vicioso. Um estado que é um verdadeiro desafio conseguir médias rodoviárias acima de 55 km/h (que deveria ser a mínima) sem ter ganhado uma multa.

        • Realmente, fora a qualidade péssima do asfalto em geral… pelo menos dentro das cidades é péssimo. E a Fernão Dias, apesar de pedagiada, é uma porcaria.

          • José Barbosa

            E sem qualquer exagero, a única rodovia que tem um asfalto melhor (e não é uma maravilha), é a 040, nos trechos que não são impactados por caminhões de minério. O pedágio serviu para permitir andar à direita, antes ali havia uma verdadeira faixa de buracos.

  • SDS SP

    Para aqueles que rodam muito, acho que é válido. Na minha realidade prefiro deixar original.

  • James

    GNV tem prós e contras. Em minha experiência, tive 2 carros com GNV, inclusive o atual. O primeiro era um siena 1.8 8v, coloquei GNV aos 23 mkm, rodei até 366 mkm, e vendi. Além da manutenção normal, foi trocado bomba de agua, e bobina, 1 válvula do cabeçote rachou e troquei 2 vezes o gerenciador de GNV e 1 vez o redutor de pressão. Acredito que responsabilidade do GNV seria a bobina, os gerenciadores de gnv e talvez a válvula. O restante foi de acordo com a km do carro. O que foi economizado em combústivel pagou de longe o investimento, mesmo considerando a inspeção anual obrigatória. GNV instalado por profissional e não colocando Kit´s desconhecidos ou incompletos dificilmente trará problemas ou dor de cabeça. O atual com gnv é um grand siena 1.6 com 150 mkm e até o momento da parte do gnv nenhum problema ou despesa extra de manutenção.

  • Cristiano

    Cara na boa, nem precisa rodar muito pra pagar o GNV aqui no RJ. Tenho 2 carros com GNV e os 2 são beberrões. Um é um C4 Picasso 2014 2.0 Aut e o outro um Chrysler Town & Country 2008 3.6 V6. Amigo, com esses carros sem GNV não rola… Paguei 3K no kit do C4 e 6K no kit do T&C. Os 2 de 5a geração.

    No C4 O IPVA era de mais de 3.5k E virou 900 e pouco. Ja tem dois IPVAs pagos, já pagou o kit. No Chrysler era 3000 o IPVA e veio pra 750… Ainda não pagou mas ta quase.

    O GNV eu abasteço em um posto show na zona sul de Niterói e pago 2,20 a 2,30. a Gasolina Tá por volta 4,90 a 5,00 eu ando com o Chrysler um pouco mais com GNV do que com Gasolina, mas mesmo considerando que seja igual, em um tanque de Gasolina sai 370,00 (76 Litros) e no GNV 185,00, ando com ele 450 Km (6km/l) ou seja em 1000 KM a economia é de R$411.00.

    Uma conta muito diferente da reportagem.

    No RJ GNV é paz no posto… Com Chrysler em especial que tem um tanque de 76 L, só a paz de poder entrar no posto sem susto já valeu… KKKK

    • Cristiano

      Ah, A vistoria do GNV é 190,00 onde faço, mas sai no máximo 220,00.

    • Thiago

      Desculpe a curiosidade, Cristiano. Você instalou os cilindros na T&C naquele compartimento que embute o banco traseiro? De quantos m3?

      • Cristiano

        Sim… No começo achei que ia dar ruim porque achei que aquela bacia fosse de plástico. Depois que o cara furou confirmei que era aço.

        Aliais fica show porque fica quase flat, mas você perde o rebatimento dos bancos. No meu caso eu tirei os bancos só fiquei com uma fileira de bancos. Minha esposa usa o carro exclusivamente para fazer eventos e o carro é quase impossível carro de carga.

        Couberam 2 cilindros de 10m3

        • Thiago

          Bacana, pensei justamente naquele espaço quando você falou! Parabéns pelo carro, acho show para viagens, mas bebe demais .. Com gnv deve ficar uma alternativa interessante! Apesar de que 20m3 nela não deve dar uma autonomia tão grande, né?

    • Razzo

      Não deu conflito com a eletrônica do veículos ?

  • Xandy Paiva

    Uma vez recebi um whatsapp com a foto de um Camaro com GNV, e a galera zuando, falando que era pobre querendo ter Carrão, sem poder bancar.
    Respondi , “melhor ter um Camaro a GNV” que um popular zero na garagem.
    Se o cara comprou um Camaro é porque tem dinheiro, se colocou GNV, e problema dele o dinheiro e dele, pior e os outros que criticam por inveja de não ter dinheiro pra comprar um e menos ainda pra instalar um GNV em seu carro.

    • Victor Hugo

      Até concordo, mas sinceramente. Ter um carro desses pensando em economia de combustível, sãos duas coisas que não casam!

      • rafa

        acredito que nem seja pela economia em combustivel mas sim pelo desconto no ipva! faça as contas e verá que deve ser isso

        • Xandy Paiva

          Pode ser tb

      • Xandy Paiva

        Eu acho que a questão não é economia de combustível, mas sim não achar que vale a pena pagar o preço absurdo que cobram no combustível no nosso país

        • Victor Hugo

          Mas isso não vale mesmo. Mas você compra um camarote e o eu vem em mente? Esportividade! E não economia. Pelo contrário, ter esportividade necessita de alto custo, principalmente de consumo de combustivel. Se não quer pagar o preço do combustível gasolina, compra outro carro.

          • Xandy Paiva

            Então, acho que isso é muito subjetivo, eu por exemplo compro um carro, porque gosto do estilo dele, não sou viciado em velocidade ou torque, etc… . Tenho um I30 2010 porque acho o carro bonito e me satisfaz. Tenho vontade de ter um do modelo novo, e as pessoas falam, mas é 1.8, e coisa e tal, pra mim o que conta é a satisfação, a esportividade relacionada a beleza eu gosto, agora a velocidade, me mostrar prós outros, fazer racha, não.

            • Xandy Paiva

              Vejo muita gente de Veloster por exemplo ultimamente, que não estão nem aí pra motorização, o negócio é o estilo do carro,quem crítica são as pessoas que querem uma máquina, então comprem a máquina é não o Veloster.

            • Victor Hugo

              I 30 é um carro “civil”, que há várias formas de amar e odiar. Agora um Camarote não, porshe, ferrari, Mustang, Dodge Challenge etc, não cabem nesta comparação. Mas blz, casa um com sua opinião. Abraços.

              • Xandy Paiva

                Entendi seu ponto de vista.
                Tamo junto.

  • Tarcio

    Em janeiro fui de Volta Redonda/RJ a Vila Velha/ES em um Siena 1.0 com GNV, muita economia, com 1 botija (15m³) rodei 263km. Se fosse na gasolina , gastaria bem mais, gastei menos com combustível que com os pedágios.
    A verdade que com o gasto em gasolina de R$5,00 aqui na região , a economia do GNV eu uso “meu dinheiro” com o que acho melhor.

    • Dherik

      Quanto em reais isto te custou? Estou curioso para comparar com o up TSI.

      • Janduir

        Uns 40,00… Um Up, mesmo que faça 20km/l de gasolina na estrada a R$5,00, gastaria pra rodar 263km R$65,00

  • Natán Barreto

    Só to vendo os ignorantes de plantão falando mal e espumando usando os clichês que GNV destrói o carro, que não vale a pena e é coisa de pobre.

    Eles não conhecem o GNV 5ª Geração que é o mais moderno e o mais popular aqui no Rio. O carro não perde potência nenhuma, não causa nenhum problema e é super econômico. Cada um sabe o que faz com seu próprio carro.

    Fiquei um tempo com uma Kia Carens com GNV e é uma coisa de outro mundo. É bem de pobre mesmo você poder ter o carro com o motor que quiser e não se preocupar tanto com consumo. Andem de 1.0 então.

    • Leonardo Teixeira

      É o famoso falso rico que acha que tem dinheiro e que pra ter carro, tem que ter dinheiro de ter um, como se qualquer um pudesse pagar 5 reais no litro da mijolina! Esses ai nos comentários são os que comem mortadela e arrota caviar

    • Leonardo Teixeira

      Esses do comentários ai são os famosos falso rico, que acha que só porque tem carro, tem dinheiro, como se carro fosse luxo e não necessidade, e que qualquer um pode aguentar pagar 5 reais no litro da gasolina todos os dias. Esses ai nos comentários são os que comem mortadela e arrota caviar, bando de pé rapado e quer cagar regra para as massas!

    • José Barbosa

      Falou o engenheiro cuja especialidade são motores a GNV e que garante que uma “adaptação” é tão boa quanto todo um projeto de fábrica, por uma solução razoavelmente padronizada para veículos de toda e qualquer marca.

      GNV é “seco”, prejudica na lubrificação e refrigeração do carro. Sabidamente causa desgaste prematuro nas velas. E nada, absolutamente nada, garante que o mapeamento de injeção foi feito observando parâmetros de fabricantes.

      Pode até ser “mal menor”, em locais cujo o custo do combustível é ainda mais desproporcional que no resto do país. Mas não deve ser visto como solução, longe disto.

  • 💀GHOC💀

    Eu nunca tive, mas utilizava um do trabalho, ele perdia um pouco de potência mas a econômia era incrível, porém a burocracia pra manter esse sistema é incrivelmente brochante

  • VaeVictis

    O GNV é muito usado na Itália, pouco no resto da Europa.

  • José Barbosa

    Já tive, há muito tempo atrás, e vou resumir minha experiência, que foi na época que o governo tinha GNV sobrando: não vale a pena. Quem instalava um kit ganhava um bônus que valia quase metade do investimento. Entretanto, o GNV provoca grande desgaste do motor e da suspensão. Lembro que menos de um ano depois, houve uma crise e aí o GNV disparou o preço e falavam até em suspender a venda para automóveis. Outro ponto importante foi que criaram a inspeção veicular, e aí é uma facada a mais todo o ano, fora o tempo que você perde na vistoria em si. Ou seja, para “uso doméstico”, não vale a pena. Exceto alguma região no Brasil em que o combustível esteja tão mais caro que o GNV seja a alternativa menos pior.

  • Alexandre Volpi

    Estou trabalhando como motorista de aplicativo e rodando uma média de 6000km por mês. Estou em vias de instalar um GNV em meu carro (Cobalt 1.8 at), mesmo com a gasolina aqui em Curitiba não sendo tão cara (pago 3.82/L, bandeira Shell) a diferença no final do mês pela quantidade de km rodado chegaria aos 400, 500 reais facilmente, além do desconto no IPVA.

    • Janduir

      No seu caso com certeza compensa. Os motores Chevrolet Família I e II são os que melhor se adaptam no gnv.. vai em Londrina, instala um Kit Brc na Lael Centro Automotivo (a melhor do Brasil com certeza) e quando for vender, remove o kit e instala no próximo. Agora, se escolher um kit baratinho, e instalar num lugar boqueta, é dor de cabeça na certa. Procure no canal dele no youtube que tem Cobalt convertido…

  • Samuel Martins

    Não entro no mérito do achar que é mais vantajoso ou não. Uso minha experiência: são 110 mil km com um kit de 5ª geração. As peças que foram trocadas não tiveram a vida útil reduzida pelo uso do GNV. Para cada ponto colocado nos comentários, temos possíveis soluções: Falta de lubrificação, a partida e a mudança de combustível são feitas por temperatura e pressão. Rodo em média uns 5 km`s ou mais na gasolina todos os dias, talvez seja suficiente para lubrificar as peças que estão em contato com o combustível. Para as outras, aplico militec, ou outro redutor de atrito. Velas e cabos são substituídos no intervalo sugerido pelo manual, velas a cada 30 mil km e cabos a cada 60 mil km. Bobina troquei por causa da preventiva aos 145 mil km. Ainda sobre as velas, uso as NGK com eletrodo de platina. Filtro de ar, in box, da inflow. O motivo principal da instalação do kit: consumo de combustível. Tenho um fiat idea 1.4, uma das piores relações peso x potência do mercado. Média de 7,5 km/l cm ar ligado. No GNV consigo média de 10 km/m3. Enfim, comparo o uso do GNV a remédio: Faz um bom efeito para alguns, mas causa reações adversas em outros. No estado em que moro, RN, não há nenhum tipo de incentivo para o uso do GNV. A vistoria anual está na casa dos R$ 250,00. Seria a 6ª parcela do IPVA. A gasolina está no valor médio de R$ 4,20 o litro. Repito, cada um sabe da sua condição financeira, resumindo: onde o sapato aperta mais e faz calo.

  • Razzo

    No Rio de Janeiro, com o incentivo da redução do IPVA de 4% para 1,5% do valor do carro vale muito a pena a instalação do Kit, desde que o sistema não venha a entrar em conflito com a eletrônica original do veículo (variador de avanço, apesar de diminuir a perda de potencia, é mestre nesta questão de conflito). Agora é aconselhável por questão de segurança a instalação de cilindro de GNV sem costura (como oferecido pela CILBRAS) e se possível embaixo do veículo para evitar acumulo de gás no interior do veículo em caso de vazamentos.
    Em tempo, o preço médio de instalação de um Kit GNV (2a. geração) fica em torno de R$ 2500,00.

    • Janduir

      Como assim cilindro sem costura? Até onde sei, todos os cilindros não podem ter costura. A Cilbras fechou. Hoje a Mat é a única que fabrica cilindros no Brasil… Temos que ficar esperto onde fazemos os retestes, pois esse cilindro enferruja de dentro pra fora, e se o reteste não for bem feito, isso passa…

  • REDDINGTON

    No MEU carro isso não entra.

  • Valdir Luiz

    O exemplo referente ao comparativo de consumo entre Gnv/Gas/Álcool não condiz com a realidade, pois fala em 10km/m3 de gás, 12km/l de álcool e 15km/l de gasolina. Por experiência própria (estou no terceiro carro com gnv) um mesmo carro faz mais km com 1 m3 de gás do que com 1litro de gasolina. A título de exemplo, atualmente tenho um cruze automático que andando na cidade com gasolina faz na máximo 8km/l, enquanto que com gnv faz facilmente 10km/m3 na cidade. Na estrada ele faz 11km/l na gasolina e 17km/m3 no gnv. Por tanto o exemplo aplicado no artigo não condiz com a realidade, uma vez que um automóvel que faz 10km/m3 de gnv nunca conseguiria fazer 15km/l com gasolina.

  • Luiz Romeu

    Se vc colocar o valor do kit gás na poupança vai render 30 reais por mês
    É a mesma diferença que iria economizar por mês de uso normal um tanque cheio de gasolina x gás
    Kit gás não se paga nunca, exceto vc rode um tanque por semana, aí empata.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email