*Featured Audi Avaliações Sedãs

Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-77-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Depois da chegada do Audi A3 Sedan 1.8 TFSI, a marca alemã trouxe ao Brasil a versão de acesso, que oferece motor 1.4 TFSI. Além da tecnologia embarcada (embora com conteúdo abaixo do esperado) o sedã médio de luxo surge com um preço muito interessante.



Custando a partir de R$ 94.800, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI está apenas R$ 1.070 acima do preço sugerido para o Toyota Corolla Altis 2.0. Essa pequena diferença criou uma situação pouco vista no Brasil, embora comum na Europa, onde o segmento médio tradicional encontra o premium.

A versão testada pelo NA é a Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction, que custa R$ 99.900 e traz alguns itens a mais. Para o consumidor que considera um sedã médio topo de linha, pode ter no sedã alemão uma alternativa bastante agradável.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-69-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Claro, existe uma diferença importante de perfil. Compradores de sedãs médios tendem a ser de maior faixa etária, enquanto os que estão entrando no segmento premium, são mais jovens. De qualquer forma, nem todos os clientes do mercado tradicional embarcam nos sedãs grandes, visto que as vendas de carros de luxo aumentam consideravelmente no país.

Agora, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI pretende tirar muita gente do segmento médio tradicional, recolocando-os na porta de entrada do mercado de luxo, onde a fidelização começa desde o modelo mais barato. Não se trata apenas de produto mais sofisticado, mas também de atendimento e pós-venda diferenciados. Por fim, o status é algo que já vem de série. Então, como ele é?

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-3-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Por fora…

A Audi continua com um estilo bastante moderno e um pouco menos tradicional se comparado com BMW e Mercedes-Benz, mas ainda é facilmente reconhecível como puramente alemão. No caso do A3 Sedan, o visual é esportivo e apesar de ser o menor sedã da marca, ele não aparenta ser um compacto grande, mas de fato é um médio um pouco menor.

Com 4,45 m, o sedã alemão é menor que os médios tradicionais que conhecemos, mas seu estilo reduz essa impressão. As linhas são dinâmicas e esportivas, conferindo uma jovialidade ao modelo que lembra os irmãos maiores. Ele também não é pesadão, graças à plataforma modular MQB, ficando em 1.215 kg.

Na frente, os faróis são afilados e apresentam LEDs diurnos com projetor bi-xênon com ajuste de altura automático e lavadores. A grade com extremidades chanfradas e frisos externos cromados reforça a identidade do produto. A grade é pintada de preto e o logotipo dos quatro anéis se destaca. O para-choque tem perfil muito aerodinâmico, mas não dispõe de faróis de neblina.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-8-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

As rodas seguem a medida básica dos sedãs médios, tendo aros 16 com pneus 205/55 R16. O desenho é um pouco elegante demais para a proposta. Os retrovisores são pequenos e apresentam formato quase triangular e repetidores de direção em LED. Por ser uma versão de acesso, o melhor é ir se acostumando com algumas ausências, que mostraremos mais adiante.

As laterais apresentam maçanetas na cor do carro e dois vincos pronunciados, mas o layout é limpo e sem frescuras. As portas traseiras são pequenas e dá até para imaginar elas um pouco maiores com a ausência das vigias laterais nas colunas C. Felizmente a Audi não dispensa esse detalhe, que remete ao restante da gama.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-6-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

A carroceria é aerodinâmica e a tampa do porta-malas é curta, mas apresenta um pequeno defletor de ar natural. As lanternas em LED são divididas pela abertura do bagageiro e conferem um ar de sofisticação ao modelo.

No para-choque não há sensor de estacionamento, um item opcional. A placa possui iluminação por LEDs brancos. Um detalhe que chama atenção é o escape duplo, embora sem cromado. O teto é liso e desprovido de detalhe.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-33-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Por dentro…

O Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction agrada por dentro. Apesar do visual clean dos alemães, que objetivam funcionalidade e praticidade, o ambiente é bem agradável e o acabamento não poderia deixar a desejar, seja qual for o preço pedido.

O painel se resume basicamente à cluster, difusores circulares e tela de LCD retrátil. Mas em “tudo” isso, há detalhes interessantes. O acabamento é feito em material emborrachado, como deve ser. O quadro de instrumentos é bem claro e honesto, sem firulas ou animações para agradar o proprietário.

O display central apresenta funções do veículo, mídia, telefonia e desempenho, além de hodômetro. É interessante notar os dados de consumo no dia a dia, algo que agradará muito o dono do Audi A3 Sedan 1.4 TFSI.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-57-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

O nível de combustível no mostrador circular direito inicialmente parece que não funciona, conforme os quilômetros vão sendo percorridos e sua condição não se altera. Defeito? Jamais. O pior é se acostumar em não olhar mais e ficar na rua sem gasolina.

O volante de quatro raios dispõe de revestimento em couro e borboletas para trocas de marchas no modo manual. Também há comandos para telefonia, mídia e computador de bordo. Com frisos cromados, o visual dele é bom e agrada, mesmo não sendo aquele outro de três raios. Esse conjunto é de série na Attraction e inexistente na opção de R$ 94.800, o que é uma pena.

Os difusores de ar são circulares com acabamento externo cromado e formato interno de turbina, podendo espalhar ou centrar o fluxo de ar num determinado ponto. O ar condicionado possui comandos simples, mas de bom acabamento. Logo acima, botões para retração da tela do rádio MMI, desligamento do útil Start&Stop, luz de alerta e desligamento do ESP/TCS.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-58-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Mais abaixo, um porta-copos sem tampa e uma fonte de 12V. O console da transmissão de dupla embreagem S tronic com sete marchas é atraente. A base da alavanca e demais comandos é cromada. Com duas elevações nas laterais do porta-copos, o console ainda dispõe de acabamento diferenciado na parte frontal.

A alavanca tem design esportivo e conta com acabamento cromado e em couro, ostentando a inscrição “S tronic”. Ao lado, um botão giratório isolado para volume e acionamento do rádio. Depois temos outro botão maior para seleção de itens na tela do MMI, tendo ainda comandos para navegação (disponível apenas como opcional por R$ 9.900), telefonia, rádio e mídia. Os demais comandos são auxiliares. Por fim, o freio de estacionamento é elétrico.

De volta ao painel, a parte central apresenta friso prateado e a tela de 5,8 pol. do rádio MMI, onde funções do veículo, mídia, telefonia e rádio estão disponíveis. Com o pacote Audi Interface Music, disponível nessa versão, o modelo oferece conector múltiplo sob o apoio de braço central, CD player e SD card, estes dois últimos no porta-luvas, que apresenta espaço razoável. Há espaço para 10 GB de armazenamento de música e dados. O Audi Sound System apresenta alto-falantes com boa qualidade de som.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-35-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Bluetooth também é oferecido a partir da versão Attraction. O pareamento é muito bom e é possível ficar poucos metros fora do carro ouvindo a música do smartphone nos alto-falantes do carro. Ao lado da coluna de direção, ajustável em altura e profundidade, temos o comando dos faróis, luzes diurnas e lanterna de neblina.

As portas apresentam acabamento em material levemente emborrachado, tendo friso prateado e maçanetas cromadas. Os comandos dos vidros e retrovisores estão em boa posição, assim como as travas. Há um revestimento de tecido na parte central. O espaço para garrafa é bom.

Os bancos tipo conforto são revestidos em tecido com duas padronagens, sendo que de forma geral, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI pode ter ambiente todo preto ou cinza (com painel em preto/cinza). O assento do motorista tem ajuste de altura, assim como os cintos. Seguram o corpo de forma razoável, mas são confortáveis. O apoio de braço central tem ajuste de distância.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-38-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Atrás, o espaço é apertado para um sedã médio. O teto até tem altura razoável, mas a distância entre os bancos não atende bem pessoas de estatura maior, especialmente acima de 1,80 metro. Os encostos dianteiros possuem revestimento em plástico duro com duas cavidades para se “encaixar” os joelhos.

O banco traseiro tem três apoios de cabeça, cintos de três pontos e Isofix, mas não há apoio de braço central. Bipartido, ele amplia o espaço do porta-malas, que tem 425 litros. Não é muito, mas para a proposta do veículo, atende bem. O teto não dispõe de luzes de leitura na frente, mas tem para-sóis com espelhos iluminados. Há luz central dianteira e traseira.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-60-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Por ruas e estradas…

Se não há muito espaço atrás, o porta-malas é mediano e poucos itens de conforto são oferecidos, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI poderia oferecer algo de bom? Sim, o prazer ao dirigir. É aí que a diferença em relação aos sedãs médios comuns se acentua mais. E para melhor. É um carro no chão, feito para quem aprecia estar atrás do volante e ter o veículo nas mãos.

Tudo começa pelo motor. O propulsor 1.4 TFSI oferece turbocompressor com injeção direta e entrega 122 cv entre 5.000 e 6.000 rpm, além de 20,3 kgfm (algo semelhante ao do Corolla Altis 2.0, por exemplo) entre 1.400 e 4.000 rpm. É elástico, silencioso e econômico. São apenas 122 cavalos, mas a tecnologia do motor e também o rápido câmbio de sete marchas entregam um desempenho muito superior ao que este número indicaria.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-51-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Pequeno, o propulsor disponibiliza tudo e mais alguma coisa ao condutor, graças em parte à transmissão de dupla embreagem S tronic, que com suas sete marchas e dois modos de condução (D e S), aproveita cada cavalo e kgfm entregues pelo 1.4 TFSI. Isso tudo se traduz em saídas rápidas, torque abundante ao pisar no acelerador e retomadas excelentes para um 1.4.

O casamento entre o 1.4 TFSI e a S tronic é muito bom, fazendo com que as mudanças de marchas sejam suaves e sem perda de força no motor, garantindo bom desempenho e economia. Mesmo podendo sair na frente de carros mais potentes, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI é bastante frugal. Na estrada a 110 km/h, ele facilmente faz 17,0 km/litro e na cidade, 11,5 km/litro. A impressão é que dá para fazer até mais.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-43-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Rodando a 110 km/h, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction gira em 2.300 rpm, garantindo também conforto em viagens, embora não disponha de controle de cruzeiro de série (opcional junto com sensor de estacionamento e banco de couro sintético). A direção Servotronic é leve e precisa, enquanto o conjunto de suspensão tem ajuste mais esportivo que os sedãs médios comuns, mais voltados para o conforto.

O conjunto agrada muito pela pegada esportiva e sensação de controle. Mudando-se as marchas em modo manual, tanto pela alavanca quanto pelos paddle shifts, pode-se divertir bastante a bordo do pequeno sedã. Ultrapassagens, frenagens fortes e curvas mais fechadas não são problema para este alemão.

Em condução mais tranquila, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI apresenta docilidade de um carro grande. Até a sensibilidade do pedal é menor, criando a impressão de que o carro é fraco nas saídas. O Start&Stop atua quase em todas as paradas no trânsito, bem diferente de alguns carros de luxo, que demoram muito a compensar a bateria. No entanto, a direção simplesmente desliga a assistência nesse momento.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-78-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Por você…

De cara, o custo-benefício poderia ser melhor, mas a realidade no Brasil dita as coisas de outra forma. Apesar da carência de muitos itens, oferecidos em pacotes de opcionais bastante caros, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction é uma opção a ser considerada quando existe a dúvida. Falta muita coisa, tal como câmera de ré, GPS (opcional), teto panorâmico (opcional), Park Assist, entre outros.

Não é espaçoso, extremamente macio e nem conta com inúmeros equipamentos como as opções mais próximas e baratas. Ele também não é flex. No entanto, se o desejo for ter um carro econômico (mais do que muitos populares), que ofereça um bom nível de qualidade e segurança, boa performance e de quebra, prazer ao dirigir, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction merece atenção.

audi-a3-sedan-14-tfsi-avaliacao-NA-47-700x466 Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction: vantagens e desvantagens de um autêntico mas simplificado alemão

Ar condicionado, direção elétrica, Start&Stop, Audi sound system, Audi Interface Music, Bluetooth, rodas de liga leve aro 16, faróis bi-xênon com lavador, LEDs diurnos, lanternas em LED, rádio MMI, ABS, ESP, TCS, airbags laterais com proteção de cabeça, frontais e de joelho (motorista), câmbio de dupla embreagem, paddle shifts e volante multifuncional em couro são os itens de destaque.

De janeiro a junho, 1.171 unidades foram vendidas e naturalmente esse volume deverá aumentar com o passar do tempo e também com a produção nacional, que ocorrerá em 2016 no novo complexo da Volkswagen-Audi em São José dos Pinhais/PR.

Enfim, o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction é um carro que confere prazer, apesar dos detalhes negativos, que não são poucos. Um test drive é a oportunidade para fechar negócio de imediato ou simplesmente voltar para casa com duas coisas em mente, quando se está considerando sedãs mais baratos: atender a razão ou a emoção? Fica uma dica: pra que sofrer? Escolha o que lhe agradar mais.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbo, injeção direta de combustível
Cilindrada – 1395 cm³
Potência – 122 cv entre 5.000 e 6.000 rpm (gasolina)
Torque – 20,3 kgfm entre 1.400 e 4.000 rpm (gasolina)
Transmissão – Automatizada de dupla embreagem S tronic com 7 marchas
Tração – Dianteira

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 9,4 segundos
Velocidade máxima – 212 km/h

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Elétrica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.456 mm
Largura – 1.796 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.416 mm
Entre-eixos – 2.637 mm
Peso em ordem de marcha – 1.215 kg
Tanque – 50 litros
Porta-malas – 425 litros

Consumo
Urbano – 11,5 km/l
Rodoviário – 17,0 km/l

Galeria de fotos do Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Attraction:

4.0

  • Antonio de Luca

    Interessante as considerações sobre os dois carros
    Mas esqueceram um detalhe que acho primordial
    Manutenção até uns 50 mil km
    Pois carro não é só comprar e andar.

    • Magnosama

      exatamente,
      uma avaliação que deixa isso de fora,
      fica extremamente POBRE, e quase inútil,
      na minha opinião.
      O ideal é constar as informações sobre o plano de manutenção, preço da cesta básica de peças, seguro…

      • É bem desarrazoado você falar que nossa avaliação é quase inútil sem ter isso. Vai dizer por aí que você tem um site automotivo e que você quer cotações de cesta básica e seguro. Tanto as montadoras quanto as seguradoras não se interessam nem um pouco em te passar esse tipo de informação.

        • Magnosama

          eu entendo muito bem uma montadora ou seguradora não se interessar em passar esse tipo de informação,
          por outro lado, no outro extremo, essa informação é fundamental e do maior interesse para os seus leitores,
          e outras publicações fornecem estas informações.
          Então acho que seja um detalhe que vale a pena correr atrás pra fornecer. Um diferencial importante.

          logo, não concordo que tenha sido desarrazoado como disse.

          • Você não entendeu, nós corremos atrás mas não conseguimos quem passe a informação. Entendeu agora? Já a respeito dos seus comentários, seja mais educado pois não somos obrigados a fazer um conteúdo para você entrar e ler de graça e ainda falar que nossa avaliação seja inútil.

            • Magnosama

              espere um pouco,
              EU estou sendo mal educado aqui?
              Me desculpe amigo, mas quem não está entendendo nada aqui é vc.
              E ninguém é obrigado a fazer nada de graça pra ninguém, e vc (NA) não está fazenda NADA de graça aqui, nada. Quem vc está querendo enganar com essa conversa?
              E em momento algum meu intuito foi de confronto ou de ofensas. Seja mais humilde e saiba assimilar melhor uma crítica CONSTRUTIVA.
              Se vcs estão correndo atrás e não estão conseguindo, não é culpa minha. Outros conseguem.

              Mais uma vez, não estou sendo mal educado e muito menos tentando ofender ou diminuir o site. Do qual gosto muito.
              Dei a minha opinião, concorde vc com ela ou não, pra mim, um comparativo sem estas informações é capenga, não é representativo. Só isso.

              • Minerius Valioso

                Magnosama, que informações são essas?

                • Magnosama

                  valores de seguro e preços da cesta básica de peças dos carros.

        • Zergling

          Não sei como é pra esse site, mas tem vários sites que conseguem sim essas informações. Autoesporte é um deles em suas comparações. Penso que pode ser duas coisas. Ou as montadoras e seguradoras não se interessam em passar para o NA, ou os outros são mais persistentes e conseguem as informações, ou têm outras fontes.

          • Ah tá, você tá comparando a facilidade de conseguir as coisas para um site como o NA com um que tem a Globo por trás… beleza então.

          • Bem apropriado comparar o poder de conseguir informações que uma empresa da Globo tem e o poder que nós temos.

            • Zergling

              Sim. Isso é óbvio. Mas o seu comentário anterior deu a entender que essas informações não eram possíveis de se conseguir, entendeu?

      • Pacheco

        Concordo… faltou ai o valor das revisões e qual a KM q elas são realizadas. É aquela coisa: Vc compra um Corolla ou um Audi com mais Status e 10x mais custo pra manter?

        • Na 4Rodas “melhor compra” que saiu esse mês tem esses valores… a cesta de peças de um A3 sedan que sai entre 4 e 6 mil em carros da categoria sai pela bagatela de 18K no Audi. E o plano de revisões até 60 mil km fica acima dos 8 mil para o sedã alemão, contra valores que vão de perto de 3 a pouco mais de 4 mil na concorrência. A pancada é muito grande.
          Só pra exemplificar, um conjunto de embreagem do A3 custa mais de 5 mil reais. É grana pra encardir.
          Já o seguro, eu não me lembro de cabeça agora. Vou dar uma folheada na revista novamente e informo.

          • Pacheco

            Exatamente amigo… imagina manter um carro desse? Quem usa um pouco da razão, não compra.

            E tem concessionaria Audi em todo lugar?

          • Jansen

            Eu tenho essa revista, o seguro é 8 MIL!!!!!!, eles dizem q é um dos pontos negativos do carro.muito caro p manter

            • Fábio

              Estou ha dois meses com um sportback, tenho 36 anos e paguei no meu seguro pouco mais de 3500,00. Vitoria, ES.

              • Tem que dar uma olhada em qual a cobertura do seguro que a revista usou de parâmetro. Seguro é igual consumo de combustível: depende demais de um monte de variáveis. Franquia, duração do uso do carro reserva, coberturas, prêmio em caso de perda total… fica difícil uma comparação. Meu antigo carro, um Jetta, tinha apólices variando de 3000 a 5000 reais, dependendo do tipo de cobertura que se escolhe.
                Há também uma variação muito, muito grande de acordo com a seguradora. Marcas mais tradicionais costumam salgar demais o preço das apólices.

              • Umberto Fernandes

                tenho 27 moro em Arujá, e o A3 sedan 1.8 ficou 3.600

            • Falar a verdade, achei meio “forçadinho” o A3 na 3ª posição do “melhor compra” na categoria “até 100 mil reais”. Em um mercado onde você tem Jetta TSI (na versão sem opcionais), Fusion, Civic, Fluence GT, todos bem mais equipados e com custos de manutenção “aceitáveis”, fica difícil argumentar em favor do Audi. Só mesmo a questão “paixão” e vontade de ter um carro de marca dita “premium” justifica a escolha do modelo alemão.

            • CarLoverRS

              Paguei R$3900 no meu, 1.8 Ambition, tenho 31 anos, bonus 3, Rio Grande do Sul. SP deve ser uns 30% mais.

            • GPE

              Esse seguro de 8mil é pra um perfil ruim. Pode ter certeza que dá pra fazer em SP por valores abaixo de 6mil.
              E em outras regiões, abaixa de 4mil

          • GPE

            E em carros AT tradicionais, vc tem apenas a troca do óleo do câmbio, a qual ocorre entre 80 e 160mil km, a depender do modelo. Aí vc já economiza esse dinheirão ao invés de gastar pra trocar a embreagem do câmbio DSG/Stronic. pra quem compra o carro novo e vai passar 2 anos, esse custo não pesa muito. Agora pra quem vai pegar semi-novo (típico cara que vai ver um Audi com 2 anos de uso por 70mil e vai comparar com o preço de um Civic/Cruze,etc 0km), é um valor a se considerar.

            • O valor do conjunto de dupla embreagem me parece mais emblemático, mesmo. É alto, mas nunca vi relatos de trocas deste item de forma prematura. Talvez quando esses carros começarem a atingir quilometragens acima dos 100 mil km…

              • GPE

                Nunca ouvi relatos, mas acho que ela não deve durar mais que uma embreagem normal, ou seja, entre 60 e 80mil KM

                • Bem, já tive muito carro velho nessa vida… rs. Olha, andando com alguma normalidade, sem abusar demais das arrancadas arrojadas, já tive um Vectra (1ª geração) que comprei com 76 mil km rodados, vendi com 130 mil para um amigo meu, que andou até os 220 mil, tudo com a embreagem original. O segundo Vectra que tive, já da segunda geração, passei para o mesmo amigo em 2008 (que vendeu o primeiro para comprar o segundo) com 100 mil km rodados. Ele passou pra frente há mais ou menos um mês, com mais de 200 mil km no hodômetro, também com embreagem original. Minha esposa tinha um Corsinha Wind 2005 que passei para o meu irmão, que continua com ele até hoje, já com 130 mil km rodados: embreagem original também. Falar a verdade, tirando o meu primeiro carro (um fusquinha 74), o qual tive que substituir a embreagem logo após a compra (1989), pois ela já tinha vindo danificada, nunca voltei a trocar um conjunto de embreagem de quaisquer dos carros que eu ou a esposa já tivemos. Já vi meu irmão ter que trocar a embreagem de um XR3 conversível algumas vezes, mas era por um projeto que em minha opinião era um tanto quanto lusitano, por assim dizer: o c^mbio tinha um retentor central que quando se danificava deixava vazar óleo para dentro do compartimento de platô e disco, que danava a patinar e queimava o conjunto em poucos dias.
                  A conclusão é que, com uso normal dá pra durar até bem mais que os 80 mil km um jogo de embreagem. A de duplo disco, acredito que tenha potencial até para durar mais, já que intui-se que o esforço se divida entre os dois conjuntos, uma vez que um fica por conta das marchas pares e outro das ímpares. Como não há o fator humano para ficar pisando em pedal de embreagem quando não deve e nem para ficar arrancando em “meia-embreagem”, pode ser que tenha uma durabilidade bem acentuada. E os tão comuns controles de tração devem colaborar e muito na durabilidade das embreagens, também. É meio teoria, mas acho que é uma teoria sólida… rs.

                  • GPE

                    Vc deve rodar mt em estrada pq o que vejo de carro popular da GM e principalmente da Fiat trocando os discos de embreagem aos 60mil KM não é brincadeira.

                    • Até que não… costumo fazer uma viagem longa de carro ao longo do ano para a praia, o que consome cerca de 4000 km. Ainda faço uns bate-volta de Goiânia-Brasília… no total, acredito que uns 8 mil km dos 20 mil que rodo no ano sejam em rodovia. O resto é urbano, mesmo.
                      GM eu já tive alguns entre 2002 e 2009 (dois Vectras e dois Corsas). Agora, da Fiat é difícil falar: nunca tive carros da marca. Meu pai está com uma Weekend 2011/12, mas só conta com 28 mil km rodados.

              • Romualdo Vieira

                Eu tenho péssimos relatos do câmbio DSG (mesmo Stronic)

                • Os relatos que tenho são sempre relativos a ruídos em ruas irregulares, em especial na caixa seca do Golf. Mas troca do kit de embreagem, desconheço, nunca ouvi ou li qualquer relato a respeito, em especial na mídia especializada.

        • Quanto à escolha entre o Corolla e o A3, acho que fica exatamente entre a opção pela razão ou pela emoção. São produtos que, apesar de se situarem em uma faixa de preços semelhante, destoam quase diametralmente no público alvo. Consumidor de A3, como a própria reportagem informa, tem em seu perfil característico faixa etária menor, família menor ou inexistente, e é um público bem mais ligado no que chamamos de “paixão”. Não acho que alguém que procure uma concessionária Toyota em busca do Corolla Altis tenha em mente a opção por um A3. E nem que quem compre um A3 está pensando que o Corolla tem custo de revisões muito menor e, por isso, seria uma opção sensata ao Audi.

          • Pacheco

            Corolla é mais tiozão de cara e esse mais esportivo. Eu mesmo prefiro um carro mais Tiozão do que um Esportivo.

            Não compro o Corolla, mas com 100 mil reais sobram opções melhores no mercado.

            • Sigo sua opinião. Tanto que optei por um C4 Louge Exclusive THP recentemente. Corolla e Civic realmente não me empolgam. Entro na concessionária, olho o carro todo, faço o test drive, e nada. Não dá vontade de levar, seja pelo preço muito alto com relação aos equipamentos que oferece, seja pelo estilo (o Civic da geração passada mexia comigo, mas a falta de espaço no banco traseiro – ela ainda existe, principalmente na altura do teto – e no porta-malas inviabilizava a compra)… só sei que sempre que saio pesquisando entre os sedãs médios pra trocar de carro, a dupla japonesa divide algumas das últimas posições em minhas opções de compra. Não atendem às minhas demandas particulares, simples assim.

        • Minerius Valioso

          E sem os airbags de cortina… :(

        • zeuslinux

          Exatamente. E essa versão de entrada do A3 sedan com bancos de tecido padrão Gol e sem coisas básicas como faróis de milha e controle de cruzeiro num carro caro desses é de matar.

          Não compraria esse carro de jeito nenhum, muito menos 0 km. Para pagar caro pela manutenção e seguro de um carro de marca premium, o motor, acabamento e acessórios têm que condizer com o nome “premium” também, senão o cara compra carro de marca comum mesmo.

          Esse A3 de entrada será um tremendo mico. Quem compra um Audi não vai querer saber desse modelo com acabamento e acessórios de carros bem mais baratos.

          • marck007171 .

            Concordo plenamente com você. Tiram acessórios importantes, a manutenção e seguro continuam altos, enfim, também não compraria não. O motor que era um diferencial da Audi, nesse carro não empolga, já que se pode comparar seu desempenho com um Corolla. Bola fora da Audi.

          • CorsarioViajante

            “Quem compra um Audi não vai querer saber desse modelo com acabamento e acessórios de carros bem mais baratos.”
            Mas daí tem um ponto, estes novos carros não são para o público que já comprava audi… É para um público que vai conseguir comprar um audi pela primeira vez. Isso vale para MB e BMW também, com seus novos carros “de acesso”.
            Falo isso só como observação, pois concordo com seu comentário.

            • Eduardo Jedliczka

              Talvez você esteja enganado… mas algumas pessoas preferem bancos de tecido (ao invés do couro) por causa da transpiração e aquela sensação de “grudar” nos bancos.
              Alguns preferem a segurança e prazer que um AUDI “pelado” traz do que um carro com cara de senhor-de-meia-idade.

              Ter um bom torque em baixa ajuda quem usa o carro para ir ao mercado e padaria. Minha esposa seria um bom exemplo… não roda mais do que 8 mil km ao ano.

              Ela gosta muito de SUVs compactos (como o ASX, EcoSport, Q3 mas sonha com um Evoque) e vai com a cara de compatos premium como o A3 (na versão 1.4), mas odiaria ter qualquer carro de Toyota e/ou Honda com bancos de couro.

              Então, sempre existe aquele que cogita ficar com o carro por dois ou 3 anos, e vendê-lo com menos de 30 mil km…

          • CarLoverRS

            O banco nao chega a ser padrao Gol, a qualidade do tecido e a espessura do banco o tornam muito confortavel. Mas concordo, nao combina com o carro.

          • Rapaz, eu acho o carro um tremendo mal negócio também. Mas que está vendendo (para os padrões de carros de quase 100 mil reais, claro) bem, está. Muito rapidamente tenho notado a já presença corriqueira deles nas ruas. Tem muito consumidor com anseios e demandas bem diferentes das nossas. Principalmente estes que buscam marcas ditas “premium”. Ao pé da letra, nenhum BMW, Audi ou Mercedes tem custo x benefício estritamente racional. São carros que cobram por qualidade construtiva pura, algo que não chega a ser facilmente visível aos olhos. E cobram muito bem, diga-se de passagem, seja na compra, seja na manutenção. Mas tem muita gente disposta a arcar com os custos.

        • CarLoverRS

          Revisao eh feita a cada 7.500km. Varia entre R$750-R$1500.

          • Pacheco

            Meu Deus… Isso dai é coisa de Doido… não da não. 7500km eu rodo em 3-4 meses amigo. Para carro do dia-a-dia é loucura demais. Melhor comprar um Chevrolet, um Honda.

      • Gilvanete da Silva

        Ingrato o seu comentário. Faça as cotações e contribua.

      • Isaac Ferreira Santo

        Chamar a avaliação de pobre e quase inútil acho que foi um pouco desrespeitoso a sua parte mas concordo quando você diz que o custo de manutenção e seguro deveriam ser fornecidos. Se as montadoras não fazem isso é porque temos um governo que as protege. Na minha opinião deveria ser LEI que toda a concessionaria tivesse a tabela de revisão até os 100.000 km

      • eu

        então a maioria das avaliações dos jornalistas especializados são inúteis porque nem o NA, nem o Vrum, Nem a 4 rodas costumam dar esse tipo de informação

    • Netovski

      Tinha que haver um jeito de revisar esse carro na volkswagen.

      • Mas ai vem o status. Imagina o cara saber que peças de veículos VW servem nele…

        Veja que até o DSG eles chamam de S-Tronic

        • CarLoverRS

          nao eh o mesmo cambio.

          • É o mesmo câmbio, só muda a regulagem eletrônica.

    • Diggo

      Bem por ai mesmo.

  • Louis

    O preço inicial do Audi parece tentador ao comprador de um Corolla, no entanto não acho que briguem diretamente. O custo de manutenção e seguro fazem muita diferença para um cliente racional e conservador.

    • Eduardo Brito

      Exatamente o que eu ia falar. O seguro e o preço das revisões podem variar entre 5 a 10 mil reais. Pra quem vem de um segmento inferior, é um fator complicador. Mas talvez com a nacionalização os preços se tornem mais atrativos.

      • Edgar

        Concordo, porém não acredito que os preços irão baixar com a nacionalização, se tratando do Brasil.

        • Pacheco

          Pode facilitar, mas nao baratear. Audi é sempre Audi… aqui ou na China.

          Meu medo nesse carro é vc ter q trocar aquilo q ele inova: imagina esse cambio com problema? E o seguro? Como é a assistencia tecnica fora do Eixo Rio-SP? Nordeste e Norte esse carro tem Concessionarias? Digo fora das grandes Cidades.

          • Rafael_Rec

            Concessionárias Audi no Nordeste:
            1 Salvador
            1 Aracaju
            3 Maceió
            1 Recife
            1 João Pessoa
            1 Natal
            1 Fortaleza
            1 Teresina (a partir de 17/08/14)

            Somente o Maranhão não possui concessionária da marca.

            • Jean

              Maceió não tem. Apenas bmw e chrysler sem oficina

            • Pedro

              Que historia é essa que vai ter um em Teresina?? nunca ouvi rumores de Audi por aqui..se for verdade ficarei mto contente!!poderia me dar mais informaçoes??olgum lugar falando sobre esse assunto?!?!?!?!

              • Rafael_Rec

                Site oficial da Audi.

      • Gran RS 78

        Mas se uma pessoa quer comprar um sedan por quase 100 mil reais, acho que no fundo não irá ligar de pagar mais por uma manutenção, que provavelmente será preventiva, mas estará em um autêntico modelo premium, que inclusive dará muito mais satisfação em dirigir, isso sem contar o status que uma marca diferenciada proporciona.

        • Cara creio que a sensação seja quase a mesma de um fusion titanium ecoboost

          • Gran RS 78

            Sim, concordo e digo que em termos de desempeho, ele entrega mais que a A3 sedan, mas um Fusion custa 112 mil reais, e é de outra categoria. O A3 sedan começa nos 94 mil reais, e é bem menor que o Fusion, e para muita gente, as 4 argolas no grade, faz toda a diferença.

            • alixgracus

              Não sei em sua cidade, mas, no Centro Oeste, devido a queda nas vendas, algumas concessionárias estão oferecendo bônus em alguns dos Fusion Titianium FWD com teto: de 109,9 para 102,9. Fica difícil pegar o Audi, racionalmente falando – se é que se pode falar isso em relação a um Audi. É enorme a discrepância em termos de equipamentos e até na qualidade de alguns dos materiais empregados – a forração do tecido do banco do a3 básico é bisonha, ele é áspero, a sensação de tato é ruim e ele realmente confirma a sensação de depenação ! Acho que os pontos fortes são mesmo o emblema e as soluções tecnológicas típicas de alemão, eficientes até o limite! O conjunto motor e câmbio é de se admirar – tenho um v6 coreano e me espantei com as “estilingadas” do carrinho ! A limitação do motor faz com que perca o ritmo à medida que ganha velocidade, mas o importante é que, quando mais se precisa da potência, ele entrega!

      • CarLoverRS

        De onde vc tirou esses precos de revisao? A revisao varia de 750 – 1500 reais. Bem acessivel pelo valor do carro.

        • Eduardo Brito

          A Car and Driver que tinha falado. Depois pego o link.

    • johnnyburanelo

      seguro ficará no mesmo patamar, correndo o risco de ser mais barato que do corolla por ter menos demanda e consequentemente menos roubos tb
      já manutenção, é um audi, tb não dá manutençao, desde que se faça a preventiva corretamente, e se for um pouco mais cara, temos q lembrar que estamos tratando de um powertrain mais desenvolvido e moderno e consequetemente mais caro de se fazer manutenção :)
      na verdade a manutenção deve ser a mesma do golf 7,

      • Edson Fernandes

        O custo dela não é. Para vc ter ideia, o custo de revisão do Golf variante por votla dos 200´~400. No Audi vai para cima de R$600.

        Eles cobram “a marca” na revisão tbm. Quem se apegar aos custos de manter, encontrará em carros sem serem marcas de prestigio menor custo de revisão.

        • Gustavo Henrique

          Disse tudo Edson. Comprei um Golf 7 justamente por não achar que vale a pena pagar “a marca” até nas revisões. E que carro meu amigo!

        • Guilherme Batista

          E ainda vale lembrar que a revisão de Audi, BMW e Mercedes costumam não passar de 8 mil Km, ou seja, gasta mais por cada revisão e faz mais revisões

          • Gustavo73

            A da BMW não tem prazo. O carro “avisa” e depende se vários fatores. A MB é a cada 8 mil km, e os valores divulgados pelo teste da 4R não são baratos. O Audi segue a linha de 10 mil km ou a cada 6 meses.
            Editado.

            • Edson Fernandes

              Vc deve ter escrevido errado no caso da Mercedes… pq se a revisão é a cada mil km, rapaz…. eu iria fazer pelo menos umas 10 revisões anuais…rsrsrs

              • Gustavo73

                KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
                Comeu o número 8…

                • Guilherme Batista

                  Então menos mau o Audi. Sobre a BMW eu sei que o carro avisa, mas de todos os donos de BMW que conheço dizem que não passa de 8 mil

                  • Gustavo73

                    Já vi comentários aqui de BMW fazendo revisão com menos de 5 mil km. Já o Audi vai depender de quanto você anda por ano.

                    • Pacheco

                      Igual os Pneus de MB e BMW q são RunFlat e quando tem q trocar vc deixa os Olhos Penhorados.

                    • Gustavo73

                      Realmente me assustou os preços. Já falamos sobre isso. Não dá, fora que parecem ser mais duros. O que associado as nossas ruas deixa o carro desconfortável. Como já relatou um leitor em outro post. São muitas variáveis. Por isso se em carro de 30 mil você deve fazer um teste. Nesses então nem aw fala.

                    • Pacheco

                      É um custo que ninguem fala… o cara vai la comprar um BMW de 110 mil pensando: Puxa… com 15 mil a mais eu tenho o melhor carro da rua… e na hora de manter ele fala: Agora o bicho pegou.

        • m_Ferrari

          Falou tudo! O preço até compete com os médios “normais”, porem, seguro e, principalmente, manutenção tem custo de carros premium.

          • Edson Fernandes

            É que o pessoal enxerga a marca e fica cego.

            É o que falei na cara de minha irmã e cunhado na epoca em que compraram um 320i (de modelo anterior ao atual): Não vale a pena o que custa ou ao que oferece.

            Não a toa, depois que ele vendeu e comprou um Veloster, veio citar que parecia uma nave de tanta funções…

            Pois é…. e o idiota aqui que tinha citado o numer ode funções de carros que em comum ele poderia se interessar me ignorou, depois disso, nunca mais cito para eles carro algum.

            • GPE

              Agora vamos concordar que a 320i antiga era quase tão lixo qnt esse Audi. Motor meia boca, ar manual e nenhuma tela no painel. Fora que era Muito baixa. Na época em que era vendida, o A4 e a C180 eram carros superiores

              • Edson Fernandes

                E vc não acha que eu disse isso na cara do meu cunhado??? rsrsrssrrs

                Eu disse exatamente tudo isso que vc citou…. po… o cara saiu de uma Captiva 2.4 eu foi para o 320i!

                Sabe quando a referencia é apenas aquela que o cara teve vivencia? Ele veio me dizer que deixou na epoca de comprar um Jetta (2.5 de 170cvs) para comprar o 320i porque o Jetta era muito duro…….

                uma coisa sabemos: A estabilidade do 320i é muito superior, isso não tem o que se discutir, mas falando de versão, o Jetta era mais carro. Mesmo o “de entrada” era muito mais superior ao BMW.

                Mas enfim, eu teria ido de C180 que na epoca tinha tudo isso que vc acabou de citar e ainda mais barato!

                • GPE

                  Fez duas cagadas: saiu de uma Captiva, carro super completo e deixou de pegar um Jetta pq achou ele duro (como se a 320i antiga não fosse um pedra).
                  Curiosamente, a 320i atual é um carro macio “até demais” pra ser um BMW. Acho que a tropicalização pro Brasil fez isso, além de ter deixado o carro um pouquinho mais alto que a versão anterior

                  • Edson Fernandes

                    Na verdade, os BMWs sempre foram macios mas com compromisso a esportividade. A geração anterior que fugiu da sistematica da marca.

                    Se vc rodar nas BMWs da decada de 90 e até mesmo do inicio dos anos 2000… verá que elas eram sim mais macias .Essa coisa de estabilidade a todo preço… para mim tem um limite. Ninguem quer andar feito pedra em um carro cujo promete ser algo além do tempo… tem que ter tudo que alguem espera para rodar no dia a dia… e creio que o atual voltou a captar esse pensamento.

        • Louis

          Meu irmão teve um Classe A nacional, roubaram as calotas. Lembro-me quando ele foi ver o preço na concessionária, ficava mais caro as calotas do que encostar em uma loja de rodas e colocar 4 rodas de liga!!!! Isso há uns 10 anos atrás. E isso porque o Classe A era nacional.

          • Edson Fernandes

            Eu nunca tive, mas como já acompanhei o drama de muita gente que teve tais carros, sei bem como é isso.

            O pesosal que nunca teve vivencia com isso, acha que é só comprar e pronto. E os que acham que as peças de um importado dura mais? O dia que compra e ve que a manutenção é até mais corriqueira, cai do cavalo.

            É como eu sempre digo, eu teria condições de cuidar de um Fusion, mas não de um Audi como esse.

      • Lucas Souza

        O seguro de um toyota ser o mesmo do audi vc tá de sacanagem né?

        • Gustavo73

          Não sei hoje. Mas no final da década de 90 o A3 1.8 turbo de 150 cv não tinha um valor proibitivo não.

          • Rick D Dois

            Meu A3 1,8 T saiu por r$55 mil em 2001;Qdo deixou de ser fabricado em 2007 custava r$100mil.A manutencao e cara se vc fizer na css AUDI e trocar tudo que eles “empurram” em vc, tipo “limpeza dos bicos injetores, espelhamento da pintura, etc….Eu tenho mecanico de confianca que cuida de meu A3 ha + de 10 anos e de meu WRX., tbem. O A3 usa as mesmas pecas do GOLFe nao quebra .So troquei ate agora(com 86 mil km) correia dentada(60mil km) e os pneus aos 80 mil km;o resto sao pastilhas de freio(as mesmas do GOLF);oleo PENTOSIN-alemao , troco a r$38/lt,perto da minha casa, filtro de oleo e barato , o de ar condicionado uns r$50,. E olhem que usei ,sem saber gasolina batisada c/ + alccol que o de lei, de um posto TEXACO/sp , por 5 anos pelo menos , e nem por isso ele pifou.E.T.; Os amortecedores(mesmos do GOLF) originais ,ainda estao funcionando perfeitamente aos 86 mil km)

        • johnnyburanelo

          cotei o de um audi A3 hatch 1.4 saiu por 3000,00
          o do corolla novo eu cotei também e tá em 3500,00

        • O seguro de um Audi na faixa dos 100.000 reais fica muitas vezes abaixo de 3.000 reais por ano, para quem tem um perfil não muito arriscado.

          • GPE

            O problema não chaga a ser o preço do seguro, mas sim da franquia

      • Pacheco

        O problema é quando chega a preventiva de lascar: Embreagem, Oleo de não sei o q… coisas assim q matam.

        Na Quatro Rodas Melhor Compra diz que o conjunto de Dupla Embreagem custa um pouco mais de 5 mil reais. Imagina trocar isso?

        • Rick D Dois

          OLEO?Pentosin -alemao custa r$38,00 / litro..nao mata ninguem este preco (fora da CSS , claro-veja no mercado livre por ex)

          • igor eduardo

            pô não é tão caro, visto que o oleo da minha Ecosport Zetec RoCam 1.6 custa 35 reais o litro……

            (5w30, MotorCraft, sintético, original Ford)

        • Gustavo73

          Olha não é barato. Mas normalmente o primeiro dono venderia o carro antes de trocas de embreagem e outros custos mais caros.

      • Fábio

        No meu sportback paguei 3.600. As revisões Sao a cada 7500km sendo a primeira R$ 680 e a segunda (ainda nao fiz) na faixa de 1300. O carro é simplesmente apaixonante. Parece um kart em curvas. Realmente é outro nível. Espero não ter problemas na concessionaria e nem no pós venda. Ja tive uns 20 carros e esse é disparado o melhor.

      • GPE

        Marca premium chega a cobrar perto de 300 reais numa revisão de 5mil km q só inclui a troca de óleo e filtro

    • Gran RS 78

      Louis, mas vc concorda que o cara que compra um Corolla de 95 mil reais não pode ser considerado um cliente racional, certo?

      • Louis

        Realmente parece não ser muito racional, mas vai depender mais do bolso da pessoa. Quem compra Corolla quer ter um carro confortável, confiável e pouca manutenção. Na cabeça deles, creio que isso é ser racional. É um carro que, apesar de caro, vai agradar.

        • Gran RS 78

          Isso tudo que vc mencionou do Corolla, o Audi tem isso é muito mais, pois o Audi tem ainda o prazer de dirigir aliado ao conforto. O Corolla como a maioria dos Toyota, o prazer de dirigir fica no segundo plano, pois a marca foca mais no conforto ao rodar de seus modelos.

    • Jayme Júnior

      Eu tenho um Audi Q5 2013. Tirei zero ano passado. Meu seguro saiu 8.250,00 com a franquia de 3.200,00. Não achei caro proporcionalmente ao valor do carro. Eu tenho 32 anos. Revisão a cada 10mil km ou 6 meses. A 1ª revisão foi R$ 680,00. Somente troca d óleo e filtro. Preço foi alto. As próximas revisões tem valor programado. Mas nenhuma passa de R$ 1.000,00 até a de 40mil km, q vai girar em torno de R$ 2.500,00 segundo a concessionária.

    • CarLoverRS

      Conservador compra Corolla. Troca de carro a cada 4 anos, depois que seu anterior ja depreciou bem.

  • Eduardo Brito

    O que falta a esse audi para se tornar mais competitivo é sensor de estacionamento, bancos em couro e GPS de série.

    • Minerius Valioso

      E os airbags de cortina.

      • Marcos Vinicius Bittencourt

        Tem certeza?

        “airbags laterais com proteção de cabeça, frontais e de joelho (motorista), … são os itens de destaque.”

        • Minerius Valioso

          Sim cara. São cinco, estão faltando os dois de cortina.

          • Leonardo Aquino

            “Airbags laterais com proteção para a cabeça”, seria o mesmo que ter mais dois de cortina, porém só consideram como 4 airbags!

          • Marcos Vinicius Bittencourt

            Os laterais tem proteção de cabeça. Com isso deve suprir a necessidade de mais um airbag. Uma boa sacada para reduzir custos.

            • GPE

              Mas proteger a cabeça de quem? Só dos passageiros da frente?

      • Fábio

        Ele possui 7 airbags sendo dois dianteiros, quatro nas laterais e o do joelho do motorista.

    • Pedro Henrique

      nem todos gostam de bancos de couro (eu prefiro um banco em tecido de boa qualidade) exceto esse os outros itens que mencionou deveriam ser de série mesmo.

      • Leonardo M

        É Pedro, mas nesse segmento de 90 mil reais, acho que 99% deve preferir banco de couro, se não teria vários carros por esse preço com banco de tecidos, o que não acontece.

        • Pedro Henrique

          nesse mesmo segmento 99% dos carros é automático e duvido que todos eles gostem assim ;)
          as vezes são coisas que eles empurram junto com o carro… e opção a mais sempre é bom pra ter mais clientes

          • Leonardo M

            Acho que se gostassem de câmbio manual teria essa opção, eles oferecem o que o mercado demanda, não tem câmbio manual porque ninguém quer, mas bem que eles adorariam(cobrariam mesmo preço e é mais barato para fazer)

            • Pedro Henrique

              se isso fosse verdade, qualquer carro que eu fosse comprar na versão top de linha eu não teria de engolir o cambio automático, só porque quero um carro bem equipado não significa que eu queira o cambio automático.

              também tem aquele dilema pra quem gosta de bancos em couro e cambio manual. ou leva automático com os bancos, ou manual com tecido.. a menos que pague a parte na concessionária (que sai mais caro) o contrário também ocorre (cambio automático e bancos em tecido)

              Desculpe, entendi oque você quis dizer, mas oque eu vejo nisso é um empurra empurra

              • Leonardo M

                Não acho que é empurra empurra, As montadoras oferecem o que o consumidor médio quer.
                A chance de alguém querer dá mais de 90 mil em um carro manual é muito baixa e não justifica os custos, tanto é que Fluence Turbo não vende nada.
                Entendo que você prefira a configuração assim, mas não é o que o consumidor médio quer, até porque o câmbio manual já está cada vez mais ultrapassado e não duvido muito que em uns 10 anos esteja igual EUA, só automático praticamente.

                • Pedro Henrique

                  eu gosto do cambio automático, dependendo do cambio é claro.. nada daqueles 4 marchas old school, mas prefiro o manual porque gosto de dirigir e não de ir de um ponto ao outro da cidade.
                  fluence GT é um carro com “pegada” esportiva e consumidor corre disso pelo preço do seguro e detalhes estéticos, além do preço que cobram mais alto por um manual.
                  Acho que todos os carros deveriam ter as opções de manual ou automático, independente da versão.

                  E uma opinião minha, o consumidor brasileiro é mais próximo do europeu que do americano, e os europeus usam bastante cambio manual apesar de terem as versões automáticas, além de terem uma gama de motores maior.

                  • Leonardo M

                    Bom, eu também adoro dirigir, mas prefiro câmbio automático, gosto mais do conforto, questão de gosto.

                  • Pacheco

                    O problema amigo, é que carro no Brasil, é comprado pensando na revenda… Por que você acha que só existe Preto e Prata?

                    Compra um Corolla amarelo pra ver se vende depois… Toyota nem coloca essa cor. Pode ver que até o Vinho Metalico ja esta fora de catalogo de varias marcas. Nem com carros Populares que tiveram Marketing em cores extravagantes houve aceitação pelas revendas. Uno Laranja, 208 Azul… coisas assim é complicado.

                    • Netovski

                      A preferência das cores neutras é porque para alguns as demais cores enjoam com o tempo.

                      Já tive vermelho e com o tempo peguei nojo do carro.

                      Hoje em dia pra mim só se for preto, prata ou branco e não dou a mínima pro valor de revenda. É por mim mesmo.

                      Imagina comprar um Palio Sporting amarelo e com o passar dos anos e a idade se sentir ridículo dentro daquele carro?

                      Pois é.

                  • Netovski

                    Capaz.

                    Brasileiro gamou no câmbio AT e compra carro por cilindrada sem se importar com consumo. Além claro de comprar carro por metro.

                    Médio com motor 1.2, bancos em tecido, calotas e câmbio manual que nem se encontra na Europa por aqui nem pensar.

                    O brasileiro tem muito, mas muito mais em comum com o consumidor dos estados unidos.

                    • Pedro Henrique

                      olha, então não conheço muitos brasileiros… maioria das pessoas que converso sobre o assunto querem carro econômico mas que não seja fraco em média(100cv), alguns cambio automático mas que seja econômico ou manual. E bastante deles já tão mudando a ideia de cilindrada=potencia principalmente com esses motores turbo downsizing
                      isso que eu digo são de amigos ou conhecidos.
                      provavelmente os moradores de apartamento em regiões centrais vão preferir o automático e o carro pro vizinho ver. -eu acho-

          • Pacheco

            Se gostasse do Cambio Manual não teria tanto Civic LXS Manual usado valendo 10 mil abaixo do Automatico amigo. Infelizmente quem compra esse tipo de carro não curte esse cambio.

            Eu mesmo não curto… uso o carro no Transito e minha perna chega dolorida demais se usar carro manual.

            Se eu tiver cacife pra comprar um carro de 100 mil reais, eu tenho outros 100 mil pra procurar um modelo esportivo com cambio manual e me divertir fora da rotina de trabalho.

            Bem… isso é o q penso.

            • Pedro Henrique

              na minha região eles são o mesmo preço, a diferença maior pro automático é por causa de equipamentos… e o manual não é tãão fácil de achar não, em maioria é automático pra vender nos usados.

              Do jeito que Brasileiro é, esse pessoal que compra esse audi aí é 90% pra se mostrar, tudo enforcado no livro de pagamentos.. tem muito carro melhor e mais barato

          • Gran RS 78

            Pode ter certeza que todos gostam do cambio automático, pois de todos os modelos que ofereceram cambio manual em carros mais caros, simplesmente esses modelos ficavam pegando poeira nas concessionárias, pois ninguém comprava. Hj um carro automático, principalmente um modelo de quase 100 mil reais, esses cambios são muito espertos e eles tem opção para troca manuais ou nas borboletas.

            • Pedro Henrique

              concordo que é conveniente um cambio automático, mas mesmo que de nicho deveriam disponibilizar versões manuais. imagina o azera v6 manual..(digo somente manual mesmo, não um caracterizado “esportivo”) o cambio automático até pode ter borboletas e trocas “manuais” mas pode colocar o carro na pista com um piloto que ele vai dizer que o cambio te tranca ainda assim. Dá uma olhada nos videos do Fullpowerlap :D
              tá eu sei, carro comum não é carro de corrida. Mas tem gente que pega esses carros comuns e mexe pra fazer drift por exemplo(campeonatos, não os de rua ilegais)

              enfim, sou do tipo que diz “opção a mais sempre é bom” afinal nem todos são iguais ou tem gostos iguais

              • Gran RS 78

                Olha, sei que se tivesse mais opções seria melhor, mas no Brasil, alguns modelos como os sedan médios para cima, só se vende com cambio automático, e isso quem determinou foram os próprios consumidores. Acho que seria interessante ter opções com cambio manual para carros esportivos, mas em categorias superiores, acho que os com cambio automatico são muito mais interessantes, mas claro, isso é somente a minha opinião. Abs.

      • Danilo Duarte de Oliveira

        Banco de couro eu até concordo que não é unanimidade, mas poderia ser ao menos um veludo, o interior do golf Highline é muito superior.

        • Edson Fernandes

          Para alguns aqui, o que vc disse é um absurdo. Mas eu concordo, porque o interior tem mais parte com detalhes de esmero. O proprio banco beira a simplificidade que não combina com umcarro qe custa o que esse A3 custa.

        • Pedro Henrique

          tenho trauma de veludo, meu palio tem os bancos em veludo e não desejo isso a ninguém.. A menos que a pessoa seja dono de um lava car ou tenha dinheiro/tempo sobrando pra tá limpando ele

          • Edson Fernandes

            Depende do tipo de veludo. Há alguns que são terriveis, mas tem outros que possuem uma malha que não fica encrustado a sujeira.Mas para situações onde vc precisa de facilidade de limpeza, eu escolheria o cour omesmo.

            • Pedro Henrique

              mas o couro resseca, racha… prefiro um tecido de boa qualidade* mesmo.
              * enfase em qualidade
              Eu posso ter dado um azar danado então, pois agora tenho trauma de veludo.

              • Edson Fernandes

                Esse couro que resseca e racha é aqueleque deixou de ter manutenção. O couro precisa de manutenção preventiva tbm. Ainda que nenhum manual cite sobre.

                • Pedro Henrique

                  o sintético também sofre desse mal? já vi como é carro com banco sintético e a suavidade e textura seca me agradam bastante

                  Aquele couro brilhoso não me agrada nada.. parece plástico

                  • Gustavo73

                    O sintético, sofre mais ainda. E esse com aspecto de plástico também é sintético. Couro de verdade é cada vez mais raro. Até o Série 3 e Classe C em algumas versões usam o “couro” sintético. O Golf tem como opção o couro Vienna, esse é natural e custa os olhos da cara.

                    • Pacheco

                      Não é couro Sintetico, é Couro Ecologico… hahahahahaha.

                      Pessoal ta parando de usar Couro pra ganhar pontos com o pessoal que é contra abate de animais…

                    • Gustavo73

                      Couro ecológico é ótimo. Mas é verdade. Mas não só por isso. Couro bom é caro. Pastos sem cerca e etc.

                    • GPE

                      Segundo me consta, os BMW e Mercedes só usam couro sintético. Talvez só a linha 7 e S usem couro de verdade.

                    • Gustavo73

                      Hoje é assim. Ate existe o natural, mas é um opcinal caro.

                  • Edson Fernandes

                    Olha, na verdade meus dois carros são de couro sintetico e não tenho problemas porque faço hidratação.

                    Mas se vc olhar pela internet, encontrará pessoas que não fizeram tal hidratação e verá couros rachados.

                • Gustavo73

                  Hidratação, dependendo se o carro fica no sol ou não a cada 6 meses ou anual.

                  • Edson Fernandes

                    Mesmo 6 meses é um turbo bom. Quer ver um exemplo ruim? O veludo dos Astra e Vectra GT. Cara… aquele veludo fica com uma aparencia de destruido em pouco tempo que não é brincadeira. E de fato é ruim mesmo.

                    Eu particularmente a depender do perfil, prefiro o banco de couro.

                    • Gustavo73

                      Hoje eu aconselharia a fazer a impermeabilização de banos de tecido. Agora meu cunhado deve sofrer com a Spin dele, os bancos são claros e com duas crianças. Não quero nem ver.
                      A minha implicância com bancos de couro vem de queimar as pernas quando o carro está no sol. E o gelo que fica no inverno. Fora o fato de dependendo do desenho dos bancos wm curvas dá uma deslizada.

                    • Pedro Henrique

                      é aqui em floripa o verão é infernal e o inverno é fod** tbm, então pra mim já não cola… Eu gosto de interior clarinho, dá mais trabalho e tal(principalmente quem tem criança) mas dá um ar mais elegante ao carro, em alguns o carro parece até maior por dentro

                    • Pacheco

                      Nunca me queimei nos bancos de couro do meu carro… deve ser pq são lacrados no Insul-film.

                    • Gustavo73

                      Eu não tenho carro com bancos em couro. Mas meu pai tem desde o início da década de 90. O no Rio verão, com o carro no sol, ai você entra de bermuda e pronto. Não é uma queimadura se terceiro grau. Mas fica vermelho e arde por um tempo.

                    • Edson Fernandes

                      Então Gustavo desses aspectos que vc comenta, só acontece o do frio. O do calor não queima, mas fica quente sim.

                      Mas eu acho que parte de escorregar nos bancos seja ligado a falta de apoio lateral, pois isso acontece para o passageiro de C3 mas meu Xsara vc fica bem preso mesmo sendo bancos de couro.

                      Sobre carros familiares, eu só teria com bancos em couro mesmo.

                • Esse sintético da Audi é do mesmo padrão que equipa o Jetta Comfortline. Não exige manutenção e não racha nunca, a despeito de ter aparência bem mais modesta que o de couro natural.

                  • Edson Fernandes

                    Ubaldir, eu não sou o exemplo de pessoa que cuida de um carro com todo o carinho do mundo, mas o problema é como algumas pessoas sujeitam o banco no dia a dia.

                    Acredite, meu C3 também tem um banco de couro que não fica ruim ou fica cheio de rachaduras, mas já consegui ver gente que consegue fazer essas coisas. E foi em um Jetta como o seu, a diferença é que era o interior bege ( o que eu acho um pecado).

                    Mas tbm… estava vendendo por R$45000….

                    • O banco bege tem que redobrar o cuidado. Eu também já tive carros com banco de couro natural. Meu último Vectra era assim, e tirando um arranhadinho de leve no banco do passageiro, nunca me deu problemas. Mas também, sempre andava com a hidratação em dia.
                      O Polo anterior e o atual de minha esposa também contava/conta com couro natural no revestimento interno. Não serve de muita base, pois o primeiro foi vendido com dois anos de uso e o segundo só tem um ano e meio, mas sempre estiveram impecáveis.
                      O C4 Lounge que comprei agora possui bancos de couro com padronagem muito bonita. É manter hidratado sempre que não há muito o que temer, não.
                      O sintético do Jetta teve a vantagem de nunca exigir qualquer manutenção em 3 anos de uso. Passei ele pra frente com bancos impecáveis, condição de novo, mesmo. É a única vantagem do sintético, pois a aparência dele fica muito a dever ao natural.

                    • Edson Fernandes

                      Não sei para vc, mas algo no couro do Jetta me incomodou desde que usei, pois o toque e o formato foram coisas que me incomodaram ainda que isso seja um pormenor na escolha do carro.

                    • É, o revestimento do Comfortline parece muito com courino comum de sofás baratos, e tem o toque meio áspero, bem diferente do couro natural. Quanto ao formato, ele tende ao do banco concha, não? Estreitinho, espessura bem pequena, abas laterais muito pronunciadas. Ajuda na posição de dirigir bem esportiva do carro, mas é firme, dando algum desconforto, em especial se os ocupantes do banco dianteiro tiverem as costas muito largas, o que faz com que as extremidades das costas se apoiem muito nas abas.
                      O contraponto é que os bancos utilizados ajudam muito no espaço interno, isso é bem claro. Aliás, Jetta é um exemplo de aproveitamento do espaço interno, não? Apesar do entre-eixos entre os menores entre os sedãs médios (acho que com a atualização do Corolla, passou a ser o menor), o espaço para os ocupantes está entre os melhores, compatível com o do C4, que tem 6 cm a mais de entre-eixos. Visivelmente, o painel bem curto, os bancos dianteiros “fininhos” e o banco traseiro bem encaixado no vão do porta-malas é que são responsáveis pela “mágica”. Isso ainda mantendo um porta-malas entre os melhores da categoria. Os motivos menos visíveis acho que estão no formato da carroceria, mesmo, com teto mais alto (ou bancos mais baixos) e para-brisa menos inclinado, permitindo o avanço do motorista em direção ao painel curto.
                      Agora, voltando aos bancos, em termos de requinte visual e conforto, perto dos bancos do C4… difícil até de comparar… rs. A Citroen caprichou naquilo ali. Tem um monte de detalhes, tonalidades diferentes, algumas peças em couro perfurado. Realmente muito bonitos e macios.

                    • Edson Fernandes

                      Realmente… foi o quee u gostei no Jetta, tudo é correto e isso realmente me cativou. Algo que eu cito que eu gostei muito, foram os ajustes de ar condicionado que vc não precisa jogar em cima de vc para sentir o ar.

                      Dito isso, digo que outro ponto muito positivo é o som. De todos os sedans, estou para ver um de mesmo nivel. Ele é muito bom, tela intuitiva e com uma fonte agradavel de se ler. A VW caprichou nos detalhes menos visiveis ou que não chamam tanta atenção, tanto que gostei do Jetta. O C4 realmente chama atenção ao olhar… e talvez o desempenho do C4 seja o ponto mais atraente além de tudo que vc já citou….rs

                    • Olha, meu Jetta tinha o som RCD 310, mais simples. Mesmo assim, a qualidade de som que se ouve dentro do carro é realmente impressionante. O som do C4 é bem razoável, mas não é igual o do VW, não.
                      Quanto ao multimídia, tinha ouvido falar muito da “complicação” de se operar o do C4, mas até que me dei bem com ele. Em dois dias já estava bem familiarizado com os comandos.

                    • Edson Fernandes

                      O problema que eu vejo na central do C4 é em relação ao GPS. Sobre o som da VW, eu acho que a fidelidade sonora é algo impressionante. Graves acentuados e bem definidos, agudos gostosos de ouvir e a voz esta ali.

                      No RCD310 que se eu nao me engano tem ajuste de intensidade apenas, já no RCD510, ele tem ajuste de equalização.

                      Algo curioso é que o VW em epoca foi o unico a parear e funcionar rapidamente meu celular e a cada troca de musica foi imediato. Me lembro no 408 que seja no modelo 2.0 ou no THP, o bluetooth tinha um delay consideravel (mas apesar do atraso entre o comando e o funcionamento, a musica funcionava a contento).

                      Isso me incomodou no 408. Mas achei ele ainda superior ao Fluence que nisso é um som de dar vergonha. A qualidade parece ser de carro compacto.

                    • Eu não tenho o costume de utilizar meu celular como unidade de armazenamento de arquivos de música, por isso fica difícil de dar opinião a respeito, tanto com relação ao Jetta quanto ao C4.
                      O que posso dizer do Bluetooth é que o celular faz pareamento muito rapidamente com a central. Em questão de 10 segundos que você liga o carro e já aparece na tela: “sincronização dos contatos feita com sucesso”. Nesse ponto supera a do Jetta em rapidez.
                      Achei a tela do GPS muito boa no C4, mas a inserção de endereços é um porre, realmente. Girar o botãozinho para colocar cada letra é lento, realmente.
                      A qualidade de som que obtive no C4 é muito boa, mas a que tinha no Jetta é incomparável. O posicionamento de tweeters nas colunas do para-brisa e dos auto-falantes traseiros nas portas em lugar de atrás dos encostos do banco de trás acho que ajudam bastante. O do Fluence realmente é de doer. Mesma coisa que você encontra em um Polo ou Fox. Qualidade do som muito abaixo do que se encontra na categoria.
                      Ainda com respeito ao som, a leitura dos arquivos do pen drive é muito rápida no C4. No Jetta era demoradinho o acesso aos arquivos.

                    • Edson Fernandes

                      Aí que as coisas se invertem.

                      Eu nunca uso pendrive simplesmente porque meus sons atuais não possuem….rs Mas sempre prefiri manter no celular que é objeto de uso diario meu.

                      Mas concordo com vc em tudo.

            • Couro tem a vantagem da simplicidade de manutenção da limpeza, mesmo. Tem muito banco de tecido que é mais bonito aos olhos que os de couro. Mas a praticidade atrapalha tudo. Vá viajar de carro com banco de tecido com a família para a praia e depois me diga se não prefere o banco de couro… rs.

              • Edson Fernandes

                Meu pai que o diga…rs

                Ele tem um Siena que quase sempre carrega os sobrinhos e minha irmã. Imagina que feliz que ele fica. É tão engraçado que ele fica BRAVO quando precisa dirigir um dos meus carros. (pois vem com banco de couro e sabe que não suja tanto…rs)

        • Magnosama

          o alcântara do Golf é mesmo uma delícia.

        • Pacheco

          Eu concordo do banco de couro pela facilidade de limpar caso derrame liquido nele… tenho filho pequeno e isso é constante.

      • Rick D Dois

        …ainda mais que os banco de couro, sao sinteticos;nem couro sao!!!entao….

    • Marcos Vinicius Bittencourt

      Sensor de estacionamento no aftermarket é 50 pila, o que custava a Audi colocar isso num carro que ela vende por 94mil!!!
      Bancos em couro eu acho dispensável (em qualquer carro) mesmo que em um Audi.
      Agora a falta de GPS de série e um painel um tanto comum não me descem!

    • Edson Fernandes

      Controle de cruzeiro é inaceitavel não ter nesse carro.

      • Gustavo73

        Fui ver o preço na Alemanha. Com Xênon e S-tronic qie são opcionais, sai a menos de 30 mil euros. Então dava para vir por menos de 90 mil.

        • Danilo Duarte de Oliveira

          Não sou hater de audi, eu adoro os carros VAG, mas esse audi a3 é um chute na bunda do consumidor, Jetta MK6 Highline na casa dos 90 mil é muito superior. Esse audi é concorrente do Jetta Confortline, ganhando com um set up mecanico mais moderno e economico, mas perdendo em itens de série e espaço interno. 70-72 mil é um preço BR aceitável para o que o carro oferece

          • Gustavo73

            O carro custa pouco mais de 29 mil euros. Não dá para sair mais barato. E olha, xênon, dsg, 7 Airbags, esp/tc. Ele tem mais equipamentos que o Jetta Confortline. Mas como falei poderia chegar mais barato. Abaixo dos 90 mil.

    • Magnosama

      o couro nem acho tão importante,
      mas itens como sensor e GPS sim,
      tornariam a versão básica muito competitiva.
      aliás, não fornecer os sensores desde a básica chega a ser ridículo.

      • johnnyburanelo

        e em um carro nesta faixa de preço a economia em sensores e gps é quase ridícula… economia besta
        quanto custa pra fabrica os sensores e o gps, a diferença nem ia ser notada

  • Álvaro Mesquita

    Carro por carro, eu fico com o Audi sem nem pestanejar. Porém, e o seguro e manutenção, será que com sua produção nacional, vai ficar mais em conta??

  • mjprio

    Não tenho dúvidas de que é um excelente produto. A tecnologia embarcada, ao lado da mecânica extremamente eficiente a adequada motorização faz do carro uma excelente pedida. Mas em se tratando do fato de ser um produto pra classe emergente( que quase sempre olha pro visual em detrimento da qualidade), brigando por preço com veículos como os japoneses e coreanos e seus pacotes mirabolantes de equipamentos e visual chamativo, acho que o alemão tem algumas fraquezas. Infelizmente é um produto de acesso na Europa e nos EUA, e que acaba recebendo alguns mimos aqui no Brasil pra se tornar premium. Não sei se esse painel demasiadamente limpo e espartano, somado ao AC manual e a ausência de itens simples como farol auxiliar, camera de ré e central multimidia faria sucesso no Brasil. Acho que só entre os que realmente apreciam a qualidade germânica. Cabe ressaltar que, pelo fato de ser importado o preço não mostra competitivo. Tinha que ser nacionalizado, como o antigo A3, e ter todos esses mimos supracitados por um preço de até 90 mil. Ai seria imbatível

    • Álvaro Mesquita

      Ele vai ser produzido aqui!! Acho que ano que vem já começa a produção na fábrica da Audi, no Paraná.

  • Minerius Valioso

    É imperdoável um carro como esse não ter airbags de cortina.

  • johnnyburanelo

    o preço do golf e principalmente dos opcionais, está tão insano
    que é totalmente vantajoso comprar o a3, tanto o sedan como o hatch
    o que não tem explicação é pq ele é vendido com 122cv e o golf que possui o mesmo powertrain tem 140cv? :(
    deixa com 140 cv logo né

    • Gustavo73

      O A3 hatch custa o mesmo que o Gti os dois na versão completa. E o Golf oferece mais equipamentos e mais motor.

      • johnnyburanelo

        cara Gustavo73
        o AUDI A3 HATCH 1.8 TFSI custa o preço do gti
        o AUDI A3 HATCH 1.4 TFSi 122cv que é a motorização que esta sendo tratada tanto no meu comentário quanto no post do noticias automotivas custa o mesmo que o GOLF TSi que foi o que me referi de 140cv, como pode ser visto no meu comentário

        LEIA ANTES DE CRITICAR!!!!!

        • Gustavo73

          E meu comentário seria o mesmo. O A3 1.4 custa tanto quanto um Golf Highline Exclusive, mas pelo mesmo preço você continuaria e levar muito mais equipamentos e um desempenho melhor. Não muda o meu comentário, e não uma crítica.

          • dougkmt

            Não consigo imaginar o argumento a ser usado para levar um A3 1.4 TFSI básico, ao invés do Golf Highline Exclusive.

            • Gustavo73

              Nem eu.

        • GPE

          Colega, qual foi a fonte que te informou que o A3 1.8 custa o mesmo preço do GTI (98mil).

          QUe eu saiba, o A3 1.8 2 portas custa 115mil reais.
          O A3 sedan 1.8 versão básica é 116mil

    • Danilo Duarte de Oliveira

      Golf GTi >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Golf Highline>>>>>>>>>>> Audi A3s 1.4

      • johnnyburanelo

        golf GTi se enquadra na categoria de preço do AUDI A3 1.8 TFSi e não ao 1.4 tfsi e nem com a do golf tsi 1.4 highline/confortline
        ¬¬

        sim obviamente ele é bem melhor que os outros q vc citou

        • Danilo Duarte de Oliveira

          Categoria de preço? de 90 a 100 mil? A3s 94,5? Golf GTi não é 99mil?

          Agora se te incomoda comparar Hatch com Sedan, troca onde ta escrito Golf Gti, por Jetta Highline.

  • Ralf

    Abram o mercado e verão os preços dos “nacionais” abaixarem, ou abaixam ou fecham. Deixem os chinas de 8 mil dólares entrarem e verão como a cadeia produtora abaixará de preço em cascata.

  • ALVIN_1982

    Vai ter um painel feio assim lá na Alemanha… o desenho é pior que o do Gol… até o do Fox consegue ser mais bonito… realmente eu me sentiria num Gol ou menos no aspecto beleza, que num carro desse preço é obrigado a vir…

    • mjprio

      #PaineldaVariant1970 rsrsrsrsrs

    • Pedro Henrique

      bem vindo a escola alemã de design :D
      eles não são dos que gostam de um milhão de botões luminosos..E lembrando que é um sedã de acesso ao segmento Premium ou seja o “popular” Premium deles

      • CorsarioViajante

        Eu sou fã da simplicidade e objetividade alemã.
        Mas tem duas coisas que me incomodam neste painel: os difusores de ar redondos e a telinha jogada lá no alto.
        Para mim estes dois itens não passam racionalidade, mas pobreza mesmo, deixou o painel meio sem sentido para mim.

        • Pedro Henrique

          os difusores de ar centrais pra mim parecem duas tetas..deveriam ser quadrados seilá… mas a telinha eu já vi pessoalmente e fica bacana, qualquer coisa se n gosta é só abaixar ela e tá tudo ok.

          só oque não me agrada ali além do gosto duvidoso dos difusores centrais é o freio de mão elétrico, quem foi tal criatura que inventou este artificio que impede nós meros mortais de nos divertirmos?

          • Edson Fernandes

            Aqueles que usam esse dispositivo apenas para o que foi proposto. Esse carro está bem longe de ser uma proposta esportiva. Ainda que tenha bmo desempenho.

            • Pedro Henrique

              pra mim n precisa de bom desempenho ou ser esportivo pra me divertir, até num mille tenho diversão kkkkkkkkkkkk (por sinal é um carrinho que pra dirigir eu curto, mas é tampa de caixão)

              • João Hamilton Cordeiro de Sous

                Esse painel sem graça é mais uma tentativa (mal sucedida) de imitar as BMWs

                • Gustavo73

                  Nossa realmente. Segue o desenho da BMW. Só que não…

          • CorsarioViajante

            hahaha verdade!

        • Edson Fernandes

          E aqueles bancos com um tecido totalmente incompativel com o perfil de comprador? e a inaceitavel falta de farol de neblina ou de controle de cruzeiro? Poxa… são itens que não é nem pela marca, mas que pelo preço são esperados.

          Eu deixaria de comprar com a maior facilidade do mundo devido a essas faltas. E eu entendo quem diz que prefeer o Fusion justamente porque é melhor recheado. Ainda que sjea uma marca que preza por qualidade, não dá para aceitar R$100000 em um carro com tanta simplicidade e falta de itens de série.

          • Gustavo Cruz

            Esses bancos realmente são de doer. Mesmo ele sendo um carro de entrada na Europa, acho que a Audi só deveria equipar os daqui em couro.

            Quanto ao painel, eu gosto da simplicidade. Mesmo sendo simples, a esportividade é infinitamente mais notável que nos concorrentes. Só quando se senta e vê a posição de dirigir (principalmente do console do câmbio mais alto) é que se percebe essa diferença.

            • Edson Fernandes

              Sem duvida. Mas o que me pega é que vc ve detalhes que não condizem com preço. Falta ar digital de duas zonas, falta um banco com padronagem superior (o do Golf mesmo poderia ser opção), entre outros porens.

              Não é somente em um item que critico, mas o conjunto não está acertado para o que custa.

        • $116649302

          Fala isso pra Mercedes, que equipou o Classe S com difusores circulares. Também acho ridículo.

          • CorsarioViajante

            Fala para a Mercedes me ligar que eu falo na cara dela! rs
            Outra coisa que não suporto é o comutador dos faróis na alavanca de seta!

            • $116649302

              Vou falar! Quanto ao acionamento dos faróis na alavanca, até acho bem ergonômico.

      • Peuooo

        concordo contigo, sou mais este interior do que aqueles by Hyundai!

      • Louis

        O problema é que esse painel não é apenas simples. Ele é feio!

        • João Hamilton Cordeiro de Sous

          Feio não. É horroroso!!! Nem o do Gol G IV consefue ser mais feio!!!

          • $116649302

            Brasil

      • ALVIN_1982

        Não estou citando a simplicidade… mas sim, o desenho. É feio demais… pq não colocaram os difusores retangulares? já teria um aspecto melhor…

  • EVsutil

    Carro confiável e exterior bonito, mas esse tamanho e esse painel de Gol (formato e plástico duro) complicam. Acho que estou perdendo a paixão pelos carros, começo a ver tudo pelo lado racional.

    • Pedro Henrique

      o painel é emborrachado o.O

    • Ralf

      tá certíssimo, resolver as coisa pela emoção é perigoso.

    • Gustavo73

      “O acabamento é feito em material emborrachado, como deve ser.”
      Está no texto.

      • Magnosama

        mas pra que ler o texto?

        • Gustavo73

          A “paixão” não deixou…

  • CorsarioViajante

    Aqui é a velha pergunta, o que é melhor, o mais simples dos sofisticados ou o mais sofisticado dos simples?
    A resposta, lógico, depende de cada um.

    • Minerius Valioso

      Prefiro a linha PSA com motor 1.6 THP.

    • Edson Fernandes

      Pergunta muito boa! Eu iria na segunda opção.

      No passado tais carros de marcas premium justificavam os seus preços serem mais caro por tudo que ofereciam que sempre era superior aos demais… já nesse aí? Consegue ser mais franciscano que o Golf (no qual deveria ter uma analise pelo pessoal da Audi) que para mim pega muito mal.

      • CorsarioViajante

        E eu acho que aí também entra outra coisa…
        Se a gente pegar os carros até os anos 80, a qualidade oscilava muito, tanto entre fabricantes como entre modelos iguais, ou seja, um saia micado, outro não… Com a evolução da engenharia, dos projetos e dos materiais, temos de forma geral carros mais bem projetados, mais confiáveis, mais seguros de uma forma geral.
        A diferença de um carro “premium” para m comum antes era abissal em todos os fatores. Hoje, está nos detalhes.

        • Edson Fernandes

          Eu acho que pontos importantes tbm em todos esses anos é o fato de que as fabricantes ditas simples, procuraram melhorar os materiais dos seus modelos.

          Isso forçou as marcas a trazerem um novo nivel de qualidade o que para os modelos de entrada delas, não tem uma diferença significante.

          Só para citar o mercado alemão, todas as publicações que compararam o Golf 1.4 TSI x A3 1.4 TSI, sempre deram a vitoria ao da VW justamente pelo menor preço sem precisar perder itens e ainda dizer que nos detalhes há muito pouco no Audi que justifique o maior preço. Lembrando que lá o Audi pode ter niveis de personalização maior que o golf, diferente daqui que um Audi não pode ter revestimentos a escolha como no Golf.

          • CorsarioViajante

            Sim… Aliás isso é um dilema do mercado de luxo. Ao mesmo tempo que quer oferecer opções mais baratas para vender mais, vê seu prestígio e diferenciais diminuírem. O caso que vc cita é perfeita. É difícil entender porque alguém prefere um A3 de entrada do que um golf de topo no Brasil, por exemplo. O mesmo vale para qualquer um dos sedãs de entrada da trinca alemã contra fusion, passat e cia.

            • Edson Fernandes

              Então, mas o que eu digo tbm é a impressão que eu tenho da marca. Se quer popularizar, popularize o que consagrou os carros…. porque o que posso dizer que é premium diante do que vejo num Audi desses? Não dá para optar por eles, pelo menos nessas versões e nas que deveria optar, deveria custar menos.

              Muitos aqui poderiam até citar que preços sempre irão aumentar,, o problema é que o conteudo desses carros é pobre para o preço que les custam (e qdo vemos a versão mais completa, já há opções melhores).

  • Leonardo M

    Pensa num Audi de pobre… agora empobrece mais um pouco: ta aí esse Audi basicão

  • Roger Bersch

    Não vejo sentido em comprar esse carro, só pela marca, o Jetta TSI oferece tudo o que ele tem, talvez não o mesmo acabamento, mas tem mais motor e equipamentos.

  • Gustavo73

    Alguém sabe os valores dessas versões equipadas como aqui no Brasil lá na Alemanha?
    Como o carro será produzido no Brasil, tem as mesmas “facilidades” do Golf. Isso vale para qualquer modelo importado(Mini, Land Rover, Mercedes-Benz, BMW) que terá a produção nacionalizada. Pode importar metade da produção da planta nacional sem o pagamento de super IPI e imposto de importação (segundo alguns). Aí estaria o “milagre” do Golf aqui ter praticamente o preço em euros convertidos. Não é conversão burra, já que é feito lá.
    Então daria para ter uma idéia. Acho que uns 5 mil a menos estaria bom.
    Acho estranho a história de ter 5 Airbags, o A3 hatch 1.4 mostrado aqui tem 7. Porque esse teria 5? Sim já li no site da Audi e dá essa impressão, mas acho que é um erro de digitação. Bancos em tecido não me incomodam a principio. Mas 10 k para ativar o gps, na verdade a tela aumenta de tamanho (passa para 7″) e a ausência do ar digital me incomoda muito mais.

    • mcarvalho

      Basicão ele custa em torno de 26 mil euros, e é tão pelado quanto.

      • Gustavo73

        É mais pelado, não tem xênon e nem S-tronic. Foi ver dá menos de 30 mil euros. Então pelas contas Golf. Daria para vir por menos de 90 mil.

    • Edson Fernandes

      O controle de cruzeiro é outro item inaceitavel em não ter.

      • Gustavo73

        Na Europa é opcional também. Pelo que vi pelo valor pedido dava para vir com os itens que você falou e mais o gps e is bancos Sport.

        • Edson Fernandes

          Gustavo, mesmo assim, ao trazer ao Brasil o carro tem que ter.

          Na 320i lá fora os farois bixenon são opcionais que aqui é de série.

          Cada carro tem que trazer um nivel diferente para cada mercado e nem precisa definir ou nao a questaõ de ser de série. Dureza é vc ver carro com cambio manual e controle automatico de velocidade e não ter em um Audi. Um AUDI!

          • Gustavo73

            Mas por isso que eu disse. Pelo valor pedido dava pra trazer mais equipado. Com o controle de velocidade, faróis auxiliares, gps e mais algumas coisas como apoio central no banco traseiro. Ou ele deveria ser mais barato menos de 90 mil.

            • Magnosama

              margem de lucro, tsc

            • Edson Fernandes

              Exatamente!!!! Tanto ele como o irmão hatch. O modelo 2.0 TSI de geração anterior era mais completo e poderia receber todos os itens que hoje o golf TSi 1.4 recebe.

  • shdn2010

    Fiz uma consulta por aquele software sinesp e diz q esse audi tem 180 cv, será q está errada essa informação?

    • ALVIN_1982

      1.8 TSI… o 1.4 tem 122cv

    • Edson Fernandes

      Já é a segunda vez em avaliação que acontece. Na avaliação da versão mais simples tbm acusou como sendo 1.8. Será que para trazer o melhor desempenho possivel e se alvo de elogios, eles fizeram isso ?

      • shdn2010

        Estranho.. será que aparece com essa potencia no doc?

        • Edson Fernandes

          Infelizmente nao sei lhe responder.

  • GPE

    Loucura comprar esse carro. Já falei aqui. O 1.4 é pelado demais e o 1.8 chega a ser mais caro que a 320i e o nível de acabamento (principalmente), tamanho e tecnologia não chegam perto. Pior é saber que a versão top chega a 144mil, mesmo preço da 320i com GPS e a sem GPS custa tbm o mesmo valor da 320i sem o navegador.

    Esse Audi é um carro pra quem realmente não quer um Fusion ou outro carro nessa faixa de preço pq se for pesquisar a relação de itens X preço, existem opção melhores. Pra justificar o preço, teria que custar pelo menos entre 8 e 10mil a menos em cada versão.

    • Edson Fernandes

      O problema é que ele não me parece ser uma opção racional.

      Porque carece de itens de série esperados por um carro de R$100000 mas é de marca “premium”. Entretanto, há um buraco porque não há carros “completos” dessa marcas a se considerar que um Golf trás um pacote muito mais amistoso que esse da Audi.

      O interior desse Audi está tão simples que não é visão de racionalidade, mas de corte de custos em coisas inaceitaveis por um carro dessa marca e preço.

      • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

        Pior é ver a versão de entrada, que tem volante borrachão sem couro e sem comandos de som. Em um carro de 95 mil reais isso é inaceitável. Nem o A1 mais simples, que custa 15 mil a menos, exagera tanto na economia de itens básicos.

    • Gustavo73

      Valia a pena pelo valor do lançamento. 116mil.

      • GPE

        Aí tinha a 316i (antes de pelarem) que era muito mais carro e anda bem.
        Não vi a 316i após tirarem alguns equipamentos, porém, creio que seja melhor equipada que o A3 1.8 de entrada

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    Muito pelado. Nem a versão 1.8 vale a pena, que com pacote digno e condizente com um carro dessa categoria custa mais que o 320i GP, que é mais carro em tudo. Eu ia dizer que apenas fãs da Audi compram o A3 Sedan mas lembrei que dentro da própria casa existe o A4 pelo mesmo valor e até mais equipado, e como o BMW, também é mais carro do que esse A3 aí.

  • Guilherme Batista

    E ainda já vendeu mais de 1700 unidades. Por mais que pareça ser um carro muito gostoso de se dirigir, não é uma escolha racional, aposto que as pessoas só o compram por status mesmo..

  • João Hamilton Cordeiro de Sous

    A placa dele diz tudo sobre o painel!!! 171 (painel de Gol G IV querendo se passar por painel de Audi)

  • Erico

    Conseguiram estas médias de consumo utilizando gasolina comum ou pódium ?

    Consumo
    Urbano – 11,5 km/l
    Rodoviário – 17,0 km/l

    Consumo muito bom pelo porte do veículo e potencia (Potencia de 1.6 e torque de 2.0).

  • Mmaykinho

    Vou repetir o que o amigo ali falou: o que é melhor? o mais simples dos sofisticados (esse A3), ou o mais sofisticado dos simples (Golf mk7)?

    Rs
    Eu ficaria com a segunda opção…

    • Gustavo73

      Entre o Golf e o A3 hatch sem dúvidas. Dá para levar o Golf Gti completo pelo valor do A3 sportback 1.8tsi.

      • Mmaykinho

        Vdd

      • Vitor

        Sendo bem prático?
        Golf GTI COMPLETO – 130K Seguro: Quase o dobro
        A3 1.8 COMPLETO – 120K

        Simbolo: Carro do povo( Volkswagen )
        4 Argolas da ostentação

        É uma conta bem mais complexa

        • Gustavo73

          Dois carros importados da Alemanha e com preços parecidos. O valor do seguro vai depender do perfil do proprietário. E não acho que serão tão diferentes.

          • Vitor

            Dez mil são quase 10% do valor do carro.
            O seguro é SIM, muito maior
            E aquilo que falei do símbolo… Ninguém vai usar carros como esses para viagens, etc… O maior publico é urbano e jovem, pesando muito as ARGOLAS ante o VW

    • Minerius Valioso

      Linha Golf ou Jetta. Neste, só não vale o Santana Edition.

      • Mmaykinho

        kkkkk santana edition foi boa!

  • Magnosama

    LINDO.
    na MINHA opinião, superior em (quase) tudo a um Altis.
    só que por enquanto, eu JAMAIS compraria um no Brasil,
    exatamente por aquele “quase” ali em cima,
    o que ele não tem, e que um Corolla tem, é uma plano de manutenção e uma assistência técnica descente, preço de peças e coisa e tal…
    e por isso, por mais que ele seja ótimo, no longo prazo eu não gostaria de conviver com um.
    quando a Audi puder oferecer algo parecido por aqui, penso que será imbatível.

  • Guest

    .
    .

    • Virou festa usar esse aplicativo do governo agora… dizem que carro de avaliação é roubado, que carro de avaliação tem 180 cv…. ninguém pensa que tá cadastrado errado no Denatran. É igual teste de dinamômetro de uma certa revista, todo mundo acredita piamente.

  • Paulor1899

    O carro não passa de um Golf sedan (plataforma, powertrain, inúmeras peças compartilhadas) e querem que aceitemos que é premium?
    100 k é muito dinheiro…Olhem os bancos, painel..nem sensor/GPS/Central MM tem? O carro é caríssimo.
    Temos que ser mais exigentes.

  • JP_SP

    Esse interior é de lascar, se trocar o painel emborrachado por um de plástico duro já fica perfeito para o Gol.

  • Fábio

    Esse carro tem todo um processo de construção baseado em pesquisas, materiais e processos produtivos de altíssimo padrão, e logo lançado foi eleito em Nova York, o carro do ANO, olha que europeu e americano são exigentes.

    solda Laser, processo caríssimo, diversos tipos de aço na estrutura, requer cálculos enormes, para soldas entre as partes, pois são de rigidez diferente, ainda tem os hardware e software aplicados, carros hoje tem mais processamento que muito computador.

    Enfim inúmeras características que o fazem PREMIUM.

    o emprego dos materiais, é como se a VW tivesse um limite, e a AUDI não…e mais tarde fui ver e entender que isso é verdade.

    direção elétrica indexada à velocidade com amortecimento de torque capaz de compensar/corrigir automaticamente ventos laterais ou pista com desnível, ar-condicionado digital dual zone, freio de estacionamento eletrônico, controle de tração, controle de estabilidade com vetorização de torque, freios ABS com EBD, seis airbags, sistema start-stop, faróis bi-xênonio com ajuste automático de altura e lanternas traseiras de LED. freio regenerativo. Isso é o audi a3. só por isso mesmo que viesse com motor de fusca 1300 seria muito mais carro que o Corolla, civic, sentra, cruze, focus….

    O a3 tem solda a laser. Solda a laser não existe no Brasil em nenhuma marca. Não tem nem técnico formado ou sequer bem treinado se não for pela montadora e seus engenheiros, para realizar tal processo, vide é totalmente automatizado
    O técnico acompanha os procedimentos da máquina.

    • Gustavo73

      Tudo que você descreveu todos os carros com a plataforma MQB tem. E silda a laser existe no Brasil desde a chegada do Polo nacional.

  • Wally

    Audi a3 sedan – 110km/h @ 2300 rpm

    Novo Sentra CVT – 120km/h @ 1900 rpm

    • Pacheco

      Um CVT né amigo… a coisa muda.

      • Wally

        Nem o evoque com suas 8-marchas consegue dar testa com o CVT do Sentra.

        • Pacheco

          CVT tem essa vantagem… ele pode baixar bem mais o giro… vc acelerou mais, ele sobe e entrega a potencia…

          Mas eu achava q o 9 marchas entregava algo muito, mais muito longo mesmo na 9 marcha… tipo uns 1500rpm a 120km/h.

          Seria aquela Marca q só é engatada nessa velocidade mesmo.

          • GPE

            Depende mt dp CVT. Esse do Sentra é que é exageradamente longo. Creio que na estrada isso seja ruim pq esse motor tem pouco torque pra segurar o carro nessa velocidade com o giro tão baixo. Aí tem q acelerar mais p manter a velocidade e com isso o consumo aumenta.

            Quem sofre de coisa parecida é o Civic. Tem uma 5 marcha longa demais e na estrada em qualquer pequena subida precisa jogar a 4 marcha

  • Gran RS 78

    Acho que tem um erro nessa reportagem, pois se o A3 sedan é considerado um sedan médio, o A4 seria o que então?

    • EddieVanHalenIsGod

      Faz sentido. Mas para os padrões do mercado brasileiro, me parece razoável considerar o A3 e também o A4 como sedans médios. Vou chutar que a distancia entre eixos desse A3, deve regular com a do Corolla do ano passado. Poderia, até, ser classificado como um notchback. Que tal? Qto. ao carro, gostei MUITO! Engenharia de primeira, performance ok+, consumo de 1.0, comportamento dinâmico e segurança sem reparos, discreto, elegante, acabamento simples, mas com bom gosto e materiais de boa qualidade. No frills, no gadgets… não gosto de pagar por quinquilharias que não vou dar a mínima. Bobeia, ainda dava para capar alguma coisa em troca de um bom desconto. Ahhh… gostei MUITO do preview/review. Parabéns, NA.

    • Gustavo73

      Série 1, A3, Classe A não são médios?
      Então porque o sedan seria de outra categoria. Serie 3 Classe C já são considerados Médios-grandes.

      • Gran RS 78

        Tem um problema sério em colocar os termos hj em dia, pois o A3 sedan para mim não é um sedan médio e sim um sedan compacto, pois o A4 sim é sedan médio e concorre diretamente com a série 3. Não existe esse negocio de médio-grande, ou ele é médio ou grande.

        • Gustavo73

          Se você considerar seus concorrentes Série1, Classe A. E até Golf e Jetta e companhia compactos tudo bem. Agora existe sim Médios-grandes. Focus médio, Fusion médio-grande, Taurus grande. O questão é que esses carros a cada geração ficam maiores.

      • GPE

        Não vejo Classe C e serie 3 como médios-grandes. Eles chegam a ser menores que alguns médios nacionais.
        E o A3 é sedan compacto. Pode até ter o espaço interno de um Cruze (q não é grande no banco de trás) mas suas dimensões externas são ridículas de pequena

        • Gustavo73

          Acho que você não viu as medidas do A3 sedan, Ele é do mesmo tamanho do A4 da primeira geração.

          A3 sedan

          DimensõesComprimento4456 mmLargura1796 mmEntre-eixos2637 mmAltura1416 mmBitola dianteira1555 mmBitola traseira1526 mmPorta-malas425 litrosTanque de combustível50 litrosPeso1295 kgCarga útil550 kg

          A4 1998

          DimensõesComprimento4450 mmLargura1740 mmEntre-eixos2660 mmAltura1400 mmPorta-malas407 litrosTanque de combustível62 litrosPeso1377 kg

          • GPE

            Olhe a data de fabricação – 1998. Todos os carros eram menores. Não dá pra comparar. Um carro da dimensão do Fusion (que hj é médio-grande) em 1995, por exemplo, era considerado grande (ou grande-grande!)

            • Gustavo73

              O grande era e, é o Taurus. Na época não existia o Fusion. E como eu disse. Os carros cresceram. Então não dá para chamar o A3 de compacto. Já que ele tem a medida do A4 a uns anos atrás. Por isso abriram espaço para A3, Série 1 e Classe A.

              • GPE

                Não disse que o Fusion existia em 95, mas sim que um carro da medida dele naquele ano era considerado “grande” e hj é médio-grande no Brasil.
                Já o A3, pra não chamá-lo de compacto (apesar de se menor que um Cruze hatch), poderia ser um compacto-médio premium ou pseudo-médio premium, como desejar!!!

  • Fábio

    Esse carro tem todo um processo de construção baseado em pesquisas, materiais e processos produtivos de altíssimo padrão, e logo lançado foi eleito em Nova York, o carro do ANO, olha que europeu e americano são exigentes.

    solda Laser, processo caríssimo, diversos tipos de aço na estrutura, requer cálculos enormes, para soldas entre as partes, pois são de rigidez diferente, ainda tem os hardware e software aplicados, carros hoje tem mais processamento que muito computador.

    Enfim inúmeras características que o fazem PREMIUM.

    o emprego dos materiais, é como se a VW tivesse um limite, e a AUDI não…e mais tarde fui ver e entender que isso é verdade.

    direção elétrica indexada à velocidade com amortecimento de torque capaz de compensar/corrigir automaticamente ventos laterais ou pista com desnível, ar-condicionado digital dual zone, freio de estacionamento eletrônico, controle de tração, controle de estabilidade com vetorização de torque, freios ABS com EBD, seis airbags, sistema start-stop, faróis bi-xênonio com ajuste automático de altura e lanternas traseiras de LED. freio regenerativo. Isso é o audi a3. só por isso mesmo que viesse com motor de fusca 1300 seria muito mais carro que o Corolla, civic, sentra, cruze, focus….

    O a3 tem solda a laser. Solda a laser não existe no Brasil em nenhuma marca. Não tem nem técnico formado ou sequer bem treinado se não for pela montadora e seus engenheiros, para realizar tal processo, vide é totalmente automatizado
    O técnico acompanha os procedimentos da máquina.

  • Isaac Ferreira Santo

    Entendo que um carro na versão de entrada deve ser mais simples. Mas acho que exageraram nesse quesito. Outra coisa inaceitável foi ver o A3 Sedan 1.8 chegar por 116 mil e por 126 mil com GPS e pouco tempo depois ter um aumento de R$ 10.000. E nem adianta dizer que era preço promocional de lançamento. Por 116.000 a AUDI não estava tomado prejuízo. O certo é que a versão AMBITION tivesse sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com park assist 2 e GPS e o preço ficasse no máximo nos mesmos 126.000 do lançamento.

    • Danilo

      126 mil com GPS, park assit, sensores D+T, camera de ré e um botao de partida estaria de excelente tamanho e iria vender muito mais do que estao vendendo!!! E te falo mais, da pra trazer esse carro nessa configuracao nesse preço, so que os caras nao abrem mao do lucro alto. prefiro ganhar pouco menos, mas vender mais do que cobrar mais e vender menos.

  • Jansen

    Galera onião de vcs, GTi de entrada com teto solar a 104 mil ou esse A3 a 99 mil?

    • Danilo

      sao prospostas beeem diferentes e valores de seguro tambem.
      Eu compraria um GTi sem sombra de duvida, mas por exemplo, meu cunhado curte sedan ele compraria o A3, mesmo menos equipado.

      • Jansen Carlos

        Vc acha q o valor de seguro é muito diferente? devem ser parecidos não?

        • Danilo

          do Golf certeza que eh mais caro, pois entra na categoria de carro esportivo. Entao o risco de acontecer um acidente se torna maior pois eles supoem que quem compra esse tipo de carro vai acelerar mais e etc. Isso foi dono de seguradora que me falou quando fiz seguro do A3 180cv que eu tinha e ficou beeeem caro. O A3 eh sedan, 1.4 entrando na categoria familiar dai a apolice deva sair mais em conta.

    • Eddie

      Eu vou de GTI porque curto hatches, meu carro é um hatch. Mas, para a turma dos sedans o Audi A3 é uma opção a pensar. Não sei sobre o seguro e revisões.
      Outro dia, cogitei em trocar meu carro por um GTI Exclusive com ACC e LDA, branco, que chega na Css VWB em outubro por 120k, contudo o seguro vai a 5 mil reais anuais, sonho abortado.

  • Jean

    Trocar um corolla altis por esse Voyajão da audi, nem pensar, revenda e manutenção dos audi é péssima . Corolla muito mais completo, tenho a versão xei 2.0 2015 e acho infinitamente melhor que esse voyajão . Credu, só louco para se enfiar numa casca desde com bancos de pano de gol

    • LeandroBalmant

      Ta sendo irônico, né?

  • Danilo

    A uns tempos atras vi muita gente criticando o painel do novo A3, que eh simples que isso e que aquilo. Semana passada fui em Neckarsulm, onde fica uma das fabricas da Audi. La tinha um A3 sedan. Entrei no carro, fechei a porta, regulei o banco pra mim. Cara, achei o carro lindo por dentro, ergonomia fantastica, tudo na mao simples e facil. As maiores diferenças pro que eu entrei pra este: O carro era S-line, portanto tinha volante 3 raios com base reta, revestimento teto em preto e bancos esportivos. Do resto eh igual e tem alguns botoes a mais no painel (park assit, partida sem chave, nada a mais). Mas tirando esses extras o resto eh identico. O carro eh bem aconchegante. O problema no Brasil eh o preço, por causa de lucro e imposto, isso todo mundo sabe. So acho que a Audi pisou na orelha em trazer a versao sem volante multifuncao, isso eh um “crime”. Alias, a Audi no Brasil esta me decepcionando com os preços e os pacotes de serie e opcionais que estao trazendo (tirando linha RS que vem full e o S3 ainda deve algumas coisas, os outros S vem full tambem). Esta muuito fraco e caro, os carros podiam vir bem melhor equipados pra justificar o preço. Esse A3 de 99mil daria muito bem pra ser vendido por esse preço com bancos em couro, sensor de estacionamento traseiro e farois de neblina (cara, custa 165 euros farol de Neblina pra pedir junto com carro, esta no site audi.de, fico impressionado com isso). Nao sei qual eh o pensamento do cara la que escolhe os opcionais, mas ele ta viajando. A versao do A3 sedan Top dava tranquilo pra custar 125mil com GPS, camera de re e park assit. Ai de quebra deixava de opcional pacote S-line com rodas 18 e farol de Led por 10mil.

  • Jean

    Imagine tire o corolla de mente, ao invés de fusion 2.5 completo , um voyajão horroroso deste, banco de gol, pedal de gol, roda de gol highline

    • $116649302

      Eu ri, mas chamar o A3 de Voyajão foi forçar a barra. Na época em que eu comprei meu carro – que não vou dizer qual é, pra não soar pedante – resolvi ir ver o A3 pessoalmente. Ele só parece feio nas fotos. Pessoalmente o painel é muito bonito e bem feito.

      • Jean

        Cara é um horror o banco de trás , nem pra taxista serve, não tem espaço , motor com 122cv, antes pegar o jetta que seria mais consciente , esse carro é uma furada das grande, até o tamanho é de voyajão

        • Fábio

          Ta por fora inocente. Humilha qualquer corola, civic e compania. Brincando tem uns 24 de torque. Então vai de corola que custa nos EUA R$35mil e olha que é fabricado la. Ou vc acha que carro fabricado no Brasil entra nos EUA?

          • Jean

            A diferença entre ACHAR E SER : É A EXPERIÊNCIA , muito jovens inexperientes entram em sites e opinam de forma platônica sem ao menos sequer discernir as situações . 24 de torque você acha muito, e além de não ser isso que este carro tem, 122cv é potência de New Fiesta que aliás tem 130cv 7 airbags, bancos em couro e mais opcionais que este voyajão . Corolla altis é muito superior a esse carrinho pequeno e mal acabado. Não sou Fanboy, não compraria esse carro jamais, nenhuma pessoa sensata o trocaria por um corolla ou fusion que está na faixa de preço. Só ignorante que acha que ta NUM AUDI OU MELHOR VOYAJÃO

            • Mais um brincando de potência, pensa que é igual Super Trunfo…. 122 cv, olha simplesmente o número e pensa que anda igual um Fiesta… filho, você manja muito, parabéns.

              • Jean

                Não penso, tenho certeza. Compare pesoxpotencia. Materiais empregados em ambos veículos. Obrigado pelo parabéns.

          • Eddie

            Concordo, esse povo se ilude com o Corolla, um carrinho chinfrim e caro, lá fora é carro de frota. A Toyota dever lucrar muito com cada unidade vendida aqui, o Corolla não vale quanto pesa. Andei outro dia num XEi 2014, simplesmente ridículo, acabamento medíocre, ruído interno dos pneus, em suma, não vale. Carro de “Tiozão”. O Civic deve ser um pouco melhor, no ultimo que andei era um 2008 flex 0km (problemático, beberrão, consumo de V8), faz muito tempo.

  • LeandroBalmant

    Prefiro mil vezes esse, ao Corolla Altis!

  • Paulo Andre Zardo

    Concordo em ser um bom carro, mas o espaço interno é de um corsa classic. Fui olhar, achei muito apertado, não servia para substituir meu sentar.

  • Fábio

    Esse carro tem todo um processo de construção baseado em pesquisas, materiais e processos produtivos de altíssimo padrão, e logo lançado foi eleito em Nova York, o carro do ANO, olha que europeu e americano são exigentes.

    solda Laser, processo caríssimo, diversos tipos de aço na estrutura, requer cálculos enormes, para soldas entre as partes, pois são de rigidez diferente, ainda tem os hardware e software aplicados, carros hoje tem mais processamento que muito computador.

    Enfim inúmeras características que o fazem PREMIUM.

    o emprego dos materiais, é como se a VW tivesse um limite, e a AUDI não…e mais tarde fui ver e entender que isso é verdade.

    direção elétrica indexada à velocidade com amortecimento de torque capaz de compensar/corrigir automaticamente ventos laterais ou pista com desnível, ar-condicionado digital dual zone, freio de estacionamento eletrônico, controle de tração, controle de estabilidade com vetorização de torque, freios ABS com EBD, seis airbags, sistema start-stop, faróis bi-xênonio com ajuste automático de altura e lanternas traseiras de LED. freio regenerativo. Isso é o audi a3. só por isso mesmo que viesse com motor de fusca 1300 seria muito mais carro que o Corolla, civic, sentra, cruze, focus….

    • carroca_br

      Fábio,acho que carros que tem mais processamento que computador só se forem computadores mais antigos (ou carros autônomos que aí sim precisam de muito poder de processamento), mas até celulares hoje tem mais processamento que computador se falarmos de equipamentos de gerações diferentes, porém temos hoje simples laptops com processadores, placas gráficas e memórias num conjunto tão rápido que um carro mesmo com a quantidade de dados gerados não precisaria de tanto poder de processamento.

      Por mais dados que sejam gerados e a rapidez necessária não acho que cheguem na complexidade de um bom jogo 3D em que a quantidade de dados processados por nanosegundo é absurda!

  • carroca_br

    Eu piro nessa carro e apesar de não gostar muito de sedan é um carro que me agrada, porém vendo a reportagem agora vejo como é relativamente carente de certas tecnologias pelo que cobra e principalmente pelos custos com manutenção e seguro que os amigos informaram nos comentários.

    Por 9 mil a mais pega um Fusion Titanium com motor Ecoboost de 240cv com sistema de permanência em faixa, monitoramento de ponto cego, alerta de tráfego cruzado, 8 airbags, etc, etc, etc e que seu novo visual creio também agradar pessoas mais jovens, pois convenhamos ficou muito bonito e agressivo, sem contar que vem muito mais recheado que o A3 sedan dessa versão.

  • Fábio

    E.

  • Fábio

    Direção elétrica indexada à velocidade com amortecimento de torque capaz de compensar/corrigir automaticamente ventos laterais ou pista com desnível, freio de estacionamento eletrônico, controle de tração, controle de estabilidade com vetorização de torque, freios ABS com EBD, sete airbags, sistema start-stop, faróis bi-xênonio com ajuste automático de altura e lanternas traseiras de LED, freio regenerativo… Isso é o audi a3. só por isso mesmo que viesse com motor de fusca 1300 seria muito mais carro que o Corolla, civic, sentra, cruze, focus….

  • Fábio

    Corrigindo que o ar nao é digital e são sete airbags. Esqueci de comentar sobre as oito camadas no processo de pintura, além é claro de ser fabricado na Alemanha para o mundo e não no Brasil, para atender só o Brasil.

  • Economy

    Já já vai ter um programa “Meu Audi. minha vida”. KKKKKKKKKKKKKKKK

  • Netovski

    No volante existe o botão “iNAV” seria GPS?

  • Sergio Pereira Dos Santos

    Né por nada não, mas por conta daquele acabamento chinfrin do Corola, preferiria este dai.

  • Diggo

    O cara tem que adorar um Audi pra comprar este ai. Eu acho ele fora da curva, não é um Audi que o público tradicional da marca, ou seja, endinheirados não comprariam nem como segundo carro e o público com menos dinheiro também não comprariam pela falta de itens e alto custo de manutenção. Ou seja, é carro pra por o peço no outdoor.

  • afonso200

    banco de tecido é sofrivel num carro desses

  • Jansen

    É disparado o sedan médio mais bonito do mercado.

  • Eddie

    Muito boa a avaliação e o relato. Este Audi A3 é moderno, bonito, confortável, bem acabado interno e externo, consegue ser rápido e econômico ao mesmo tempo, eficiente. Eu, se fosse comprar um sedan, este A3 certamente seria uma opção. Itens importantes como sensores, faróis de neblina, cruise control e GPS, certamente farão falta, mas o carro como um todo compensa.
    Resta saber sobre os custos com seguro e revisões, isso pode matar uma compra e abortar o sonho de consumo de um aficionado por sedans alemães. Este Audi A3 coloca os sedans japoneses e franceses no final da fila de preferencias de quem curte automóveis, só um Jetta TSI poderia tirá-lo da minha preferencia de compra.

  • Marcos Wild

    Sou mais esse Audi do que Fusiun, Corola.

  • Thiago Brígido de Oliveira

    Pessoal, tive meu veiculo roubado. Estou aguardando a idenização do seguro. Algo cerca de R$70.000
    Estou a procura de um carro, gostaria da ajuda de vocês.
    tenho 28 anos, solteiro, prezo muito a nos veiculos, e não quero um carro muito conservador (tiozão), estou disposto a investir mais um dinheiro, e chegar a algo proximo aos 100mil,
    entao, quais as sugetões?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend