Vale a pena o Corolla 2.0? (pontos positivos/negativos)

Toyota Corolla
Toyota Corolla

O Toyota Corolla é um dos sedãs médios à venda no mercado brasileiro que dispõe de mais de uma opção de motorização. No passado recente, ele foi oferecido em versões equipadas com motor 1.8 flex ou 2.0 flex, ambos flex, aspirados e com câmbio CVT.

A versão mais em conta do Corolla nessa época era justamente a única com o propulsor 1.8 flex. Atualmente, essa opção é tabelada na Fipe em R$ 98,7 mil. Porém, se você deseja levar para a casa um Corolla 2.0 com motor 2.0 flex do mesmo ano, precisará desembolsar pelo menos R$ 112,9 mil pelo modelo XEi, que inclusive é o mais vendido da linha.


Mas será que vale a pena gastar R$ 14 mil a mais pelo Corolla com motor 2.0 flex? Confira:

Toyota Corolla XEi 2018 9

Comparativo novos Corolla 1.8 e Corolla 2.0

Antes de tudo, vamos aos números. Por mais que os consumidores pensem o contrário, o Corolla 2.0 não tem uma vantagem tão grande assim frente ao Corolla 1.8. Os números de potência e torque entregues por ambos os modelos são bem próximos.

No caso do Toyota Corolla 1.8, o motor flex aspirado de quatro cilindros desenvolve potência máxima de 144 cavalos, a 6.000 rpm, e torque máximo de 18,6 kgfm, entregue a 4.800 rpm. Ele está sempre associado ao câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas.

Já o Toyota Corolla 2.0 conta com um propulsor também flex aspirado de quatro cilindros que rende até 154 cv de potência, a 5.800 rpm, e 20,7 kgfm, de torque, a 4.800 rpm, também atrelado a uma transmissão automática do tipo CVT de até sete marchas.

Sendo assim, ambos são separados por uma diferença de 10 cv e 2,1 kgfm. O Corolla XEi tem uma pequena vantagem na potência, que chega numa rotação menor em 200 rpm.

O Corolla 1.8 leva vantagem por ter uma maior potência específica, de 80,1 cv/l, contra os 77,5 cv/l do modelo com motor 2.0. O torque específico se equivale em ambos, de 10,3 kgfm/l e 10,4 kgfm/l, nesta ordem.

De acordo com dados da Toyota, o Corolla GLi 1.8 acelera de 0 a 100 km/h em 11 segundos e alcança velocidade máxima de 186 km/h. Já o Corolla XEi 2.0 cumpre a mesma prova em 9,6 segundos e atinge máxima de 199 km/h.

toyota corolla gli 2016 1 1

Por outro lado, o Corolla 1.8 flex é mais econômico em todos os sentidos. Ele faz 11,4 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada com gasolina e 7,8 e 9,2 km/l, respectivamente, com etanol. Já o Corolla 2.0 flex registra 10,6 e 12,6 km/l com gasolina e 7,2 e 8,8 km/l, nesta ordem, com etanol.

Fazendo uma conta rápida, no ciclo combinado o Corolla 1.8 entrega consumo médio de 12,3 km/l. Num percurso de 2.000 km entre cidade e estrada, o carro irá gastar 162,2 litros de gasolina, resultando num gasto de R$ 1.135,40 com a gasolina a R$ 7.

O Corolla 2.0 nas mesmas condições faz 11,6 km. O consumo de gasolina será de 172,4 litros, com gasto de R$ 1.206,80 com a gasolina a R$ 7. Ou seja, uma diferença de R$ 71,40.

Caso você rode 2.000 km por mês, a diferença de gastos com combustível será de R$ 856,80 em um ano, totalizando, em média, R$ 4.284 caso você fique com o carro por 5 anos (desconsiderando as variações no preço da gasolina).

Dá para citar que o Corolla XEi é bem mais completo que o Corolla GLi, visto que é uma versão superior. Entrega itens como chave presencial, partida por botão, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, DVD player, GPS e câmera de ré, faróis de neblina, ar-condicionado digital, retrovisor interno fotocrômico, piloto automático, sensor de luz, entre outros.

Em suma, o Toyota Corolla XEi é ideal para quem busca por um carro mais sofisticado e bem mais completo. O Toyota Corolla GLi Upper 1.8 derrapa em equipamentos (veja também Toyota Corolla GR-Sport já está nas lojas a partir de R$ 151.990), mas entrega uma motorização com desempenho equivalente sem gastar tanto a mais por isso.

Veja aqui: Opinião de dono sobre o Corolla XEi 2000

toyota corolla xei 2011

Comparativo Corolla 1.8 e Corolla 2.0 antigos

Confira abaixo um breve comparativo entre o Corolla 1.8 e o Corolla 2.0 de antiga geração:

A resposta parece simples a princípio, já que Corolla 2.0 anda mais que 1.8. Aqueles que lembram do mercado automotivo brasileiro nos anos 80 e 90 sempre se lembram de que carro 2.0 era top.

Só que o motor 2.0 bebe mais também. O que tem que ser analisado é se o consumo maior compensa, no uso que a pessoa vai fazer do carro.

A respeito do consumo, o Corolla 2.0 (mais potente) consegue ter uma média de apenas 6,8 km/l com álcool dentro da cidade, apenas com o motorista. Ou seja, motor que anda mais também bebe mais. O consumo na estrada é de 9,1 km/l.

Por outro lado, o Corolla 1.8 faz 8,9 km/l na cidade e 11,6 km/l na estrada, o que no final do mês dá uma boa diferença. Digamos que você rode em torno de 2.000 km por mês somente em percursos dentro da cidade. Com o Corolla 1.8 você irá gastar 224 litros de gasolina por mês, totalizando um custo médio de R$ 1.568.

Com o Corolla 2.0, o gasto aumentará para 294 litros por mês, o que dá um gasto a mais todo mês de nada menos que R$ 2.058, ou R$ 490 adicionais, com o litro da gasolina a R$ 7.

Toyota Corolla XRS 2012

Se os seus percursos forem na estrada, rodando os mesmos 2.000 quilômetros por mês, com o Corolla 1.8 o gasto será de 172 litros de gasolina, contra 219 litros do Corolla 2.0. Mais uma vez um gasto adicional bem considerável de R$ 329 todo mês.

São R$ 5.880 a mais todo ano no exemplo urbano e R$ 3.948 a mais no exemplo rodoviário.

Já em termos de valor de compra, a diferença de um Corolla XEi 2.0 (R$ 64 mil) para um Corolla GLi 1.8 (R$ 60,2 mil) é de quase R$ 4 mil, o que não é muita coisa para o comprador de um carro desse segmento. Isso considerando ambos modelos de ano 2013.

E em termos de equipamentos de série, o Corolla 2.0 tem um bom pacote em troca desses 4 mil reais: bancos de couro, faróis de neblina, retrovisores que se rebatem eletricamente, airbags laterais, faróis com acendimento automático, trocas de marcha atrás do volante e piloto automático.

Se vale a pena ou não comprar o Toyota Corolla 2.0? Isso vai depender de quanto a pessoa irá rodar com o seu carro e o quanto ela se importa com o consumo.

Autor: Eber do Carmo

Formado em marketing, tem mais de 17 anos de experiência escrevendo sobre o mercado automotivo no Notícias Automotivas, desde que fundou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio. Também teve por três anos uma empresa de criação de sites e catálogos eletrônicos.