*Destaque Crossovers Matérias NA Mercado SUVs

Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

family-suv Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

O mercado de utilitários esportivos de porte compacto tem um bom espaço no Brasil e vem atraindo cada vez mais a atenção os consumidores, em especial de famílias que precisam de espaço, conforto e porta-malas. Com praticamente o fim das peruas pequenas e mesmo as de segmento médio com preços competitivos, os clientes passaram a mirar neste novo tipo de carro.



Antes reservados ao segmento superior e com preços muito altos, os SUVs agora contam com os modelos de porte compacto, que surgiram como uma alternativa, embora os preços igualmente tenham decolado com a procura. Além das vantagens acima citadas, os crossovers e SUVs apresentam ainda dimensões que cabem bem na garagem, seja residencial ou predial.

Eles oferecem ainda desempenho – na maioria dos casos – condizente com uso mais urbano, onde é o dia a dia das famílias, mas com capacidade para viagens de fim de semana ou até férias. Poucos oferecem condições para uma aventura mais radical no fora de estrada.

family-suv-1 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Mas, mesmo nas cidades, os modelos desse segmento apresentam bons ângulos de entrada e saída, assim como um vão livre do solo mais alto que outros carros e suspensão mais robusta. Na buraqueira e nas áreas alagadas, frequentes em nossas cidades, o conjunto oferecido neste tipo de carro também é uma vantagem para quem quer segurança adicional, nesses casos. A posição de dirigir elevada também é um atrativo para muitos, dando sensação de segurança e confiança, que carros mais baixos ou menores não cumprem. O público feminino gosta bastante disso.

E quais seriam os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias? Antes de tudo, tamanho não é documento, embora pareça ser um requisito para um carro que pretende oferecer um bom espaço interno e também porta-malas. Mas no caso de utilitários esportivos compactos, isso não é necessariamente uma regra.

Alguns modelos pequenos – dentro do segmento – cumprem bem as duas tarefas citadas acima. O segmento em geral vai de 4,00 m até pouco menos de 4,40 m em nosso padrão de tamanho, que é semelhante ao europeu. Dentro dessa faixa existem outras duas bem definidas, com uns até 4,20 m e outros com até pouco mais de 4,30 m.

family-suv-2 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Um bom crossover ou SUV compacto para a família precisa ter um bom espaço para quem vai atrás, especialmente porque as crianças crescem e muitas famílias tem seus filhos já bem grandes. Um ambiente mais amplo também confere bem-estar, especialmente se os membros da casa têm de ficar muito tempo no habitáculo do automóvel, que acaba se tornando uma extensão da casa.

Porta-trecos, copos e outros espaços são bem-vindos, assim como conexões USB, Bluetooth e suporte para DVD. Um bagageiro grande é útil não só para malas de todos, mas para tudo o que se precisa para uma viagem de férias ou fim de semana, mas também para as compras do mês. Afinal, quanto maior a necessidade alimentar da família, maior é o volume de caixas ou sacolas. Assim, um volume acima de 400 litros já é suficiente.

suv-dealer Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

O preço é ainda uma parte sensível do negócio no mercado brasileiro, mas como já comentamos acima, os valores foram inflados e um bom crossover compacto ou SUV compacto hoje em dia não sai por menos de R$ 80 mil. Os mais equipados já passaram dos R$ 100 mil. O pior é que poucas alternativas existem e, para captar futuros clientes, os fabricantes converteram hatches compactos em “aventureiros urbanos”, que antes eram uma alternativa para a falta de utilitários compactos.

Abaixo, listamos alguns modelos que atendem bem estes e outros aspectos de um bom crossover ou SUV compacto para a família. Evidentemente, a preferência por uma marca ou outra, assim como por estilo ou tecnologia embarcada, podem influenciar alguns chefes de família na hora da compra.

citroen-c3-aircross-eat6-NA-6 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Citroën Aircross

Nasceu como aventureiro de uma minivan e acabou ganhando contornos mais focados no segmento de utilitários esportivos, sendo agora considerado um crossover. O Citroën Aircross não evoluiu no Brasil como na Europa, onde ganhou um estilo mais “SUV”, embora com a mesma plataforma PF1. Aqui, a marca aposta em revisões com preço fixo e custo anual de R$ 365. Seus preços ficam entre R$ 63.990 e R$ 76.700, numa faixa abaixo dos SUVs compactos.

Tem bom espaço interno, especialmente altura e facilidade de acesso. Seu porta-malas tem 403 litros e pode ser bem ampliado com o rebatimento do banco traseiro. Na mecânica, agora adota uma desejada caixa automática de seis marchas, que dá ao Citroën Aircross melhor performance e eficiência, mesmo que seu motor 1.6 16V Flex tem perdido 4 cv. Para uma família com membros de boa estatura, especialmente, atende bem, apesar de consumo não ser um ponto forte do modelo.

honda-hr-v-touring-NA-8 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Honda HR-V

Líder do segmento, o SUV/crossover compacto da Honda caiu nas graças do consumidor brasileiro. O HR-V apresenta um visual moderno e até certo ponto atraente, mas é o conjunto que o destaca. Com ótimo espaço interno, o utilitário esportivo amplia ainda mais as possibilidades com o ajuste múltiplo ULTRa Seat, que permite o transporte de objetos altos ou longos com apenas alguns ajustes. Além disso, tem bancos confortáveis e um porta-malas que satisfaz muitas famílias: 430 litros.

Além disso, o Honda HR-V explora um conjunto mecânico já conhecido e respeitado, empregando motor 1.8 com mais potência (140 cv) com gasolina, invertendo a tendência do mercado. Ele vem com uma caixa CVT que dá economia e um rodar linear, privilegiando mais o conforto, que é o objetivo da maioria das famílias. Tem um bom nível de conectividade com entradas USB e HDMI. Confiabilidade e baixa desvalorização atribuídas à marca garantem o sucesso do modelo que, no entanto, cobra caro por isso, indo de R$ 80.900 até R$ 107.900.

Hyundai-Creta-19 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Hyundai Creta

Sem chamar atenção, o Hyundai Creta faz a lição de casa. O modelo da marca sul-coreana é discreto visualmente, mas chama atenção pelo bom acabamento interno e igualmente pelo espaço oferecido. O porta-malas está dentro da média com seus 431 litros. Não possui a mesma versatilidade do líder, mas atende bem ao propósito familiar. Há bons porta-trecos e conectividade para interação dos membros da casa.

Como já mencionado, o Hyundai Creta não inova também em motorização, fazendo uso do que já está disponível, contando com um 1.6 Flex de até 130 cv e o 2.0 Flex com até 166 cv. Nos dois casos, a transmissão automática de seis marchas se faz presente, garantindo trocas bem suaves e rapidez, sendo bem próxima de uma dupla embreagem, dada o bom casamento motor/câmbio. A dirigibilidade é outro ponto alto do crossover, embora não tanto em consumo. Já em termos de preço, não fica muito atrás do HR-V, indo de R$ 73.990 até R$ 99.990.

jac-t5-cvt-2017-120 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

JAC T5

Considerado o melhor carro da marca chinesa, o JAC T5 não prima exatamente pelo visual, sendo bem chamativo na frente e conservador atrás. Com frente longa demais e habitáculo que parece uma minivan, o crossover/SUV ganha bons pontos em espaço interno, que é ótimo pelo seu porte e entre eixos, que é de apenas 2,56 m. Pelo que se vê, o projeto teve êxito em aproveitar bem essa distância e ainda fornece ao modelo um bagageiro com 600 litros (até o teto).

O painel não tem um visual moderno e mesmo com tela de 8 polegadas, sua multimídia carece de intuitividade, mas tem HDMI, USB e Bluetooth para a família. A condução é boa, tendo direção elétrica bem leve, posição de dirigir elevada, retrovisores enormes e mais segurança com controles de tração e estabilidade. O JAC T5 usa um motor 1.5 Flex de até 127 cv e há opção de câmbio CVT. Com este, o conjunto tem performance que atende no dia a dia urbano, mas carece de força em estrada. Pelo menos o conforto é garantido e os preços são um pouco mais leves, variando de R$ 66.490 até R$ 76.990.

kicks-2-tone-3 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Nissan Kicks

Desenvolvido no Brasil para o mundo, o Nissan Kicks apela para um bom visual, jovial e até “esportivo”, que chama ainda mais atenção com o teto em cor contrastando com a pintura geral, um item que começa a se destacar no mercado automotivo. Tem um habitáculo com volume dentro do esperado, com um porta-malas bom: 432 litros. O ambiente se destaca pelo visual moderno e acabamento do painel, assim como pelo volante de fundo chato e conectividade com apps diversos, incluindo o desejado Waze. Para a família, dá até para jogar Angry Birds, por exemplo.

Na dinâmica de condução, o Nissan Kicks é focado no conforto e apresenta até controle eletrônico de chassi, garantindo boa dirigibilidade. Seu conjunto mecânico é apenas adequado, tendo motor 1.6 Flex com 114 cv e câmbio CVT. O pacote garante eficiência energética e conforto, reforçados pelo bom isolamento acústico. Opções de personalização interna e externa deixam o carro ainda mais agradável. Revisões com valores compatíveis e preços entre R$ 70.500 e R$ 96.400 dão ao crossover uma ampla margem para famílias com variados poderes aquisitivos.

Renault-Duster-1.6-Xtronic-CVT-1 Veja quais são os melhores crossovers e SUVs compactos para famílias

Renault Duster

Simples e robusto, o primeiro SUV da Renault no Brasil não esconde sua origem de baixo custo, tanto por fora quanto por dentro, especialmente no segundo caso. As portas dianteiras, por exemplo, são as mesmas do Sandero. O espaço é bom, mas o acabamento é fraco, comparável aos populares Logan e Sandero, com os quais compartilha componentes. Para os mais exigentes nos quesitos acima, ele passa batido, mas para famílias que estão migrando de segmento abaixo e não querem ou não podem pagar pelos crossovers mais sofisticados, o Duster aparece como opção.

Já reconhecido pelo mercado, o Renault Duster dá também o porta-malas que as famílias querem: 475 litros. Dá e sobra para muitas casas. Conhecido pela robustez, o modelo se adapta bem às condições ruins de ruas e estradas brasileiras. Se a necessidade for maior, há opção 4×4. Simples também na mecânica, o crossover da marca francesa agora vem com motor 1.6 Flex com até 120 cv e a boa opção CVT, que gera mais eficiência e conforto. O motor 2.0 Flex tem até 148 cv, mas tem um câmbio automático de 4 marchas e preço salgado. Falando nele, os valores variam de R$ 67.990 a R$ 86.620 no 4×4, que é manual.

  • Lucas086

    E que comece a treta… kkk

  • Zé Mundico

    Para quem tem família com filhos., não vejo como negar a vantagem dos suvs em relação a outros modelos. Quem costuma viajar para aquele sítio na serra, para uma praia ou mesmo num feriadão, nada substitui o conforto e espaço de um suv.
    Sei que existem sedãs confortáveis e espaçosos (já tive um Peugeot 408), mas sabendo organizar a bagagem, um suv só tem vantagens em todos os aspectos, incluindo segurança.

    • João Cagnoni

      Piada!! Quer dizer que uma HRV ou Creta vai te dar mais espaço que um Peugeot 408? Jamais!

      • tiago

        Não é questão do espaço bruto, mas como esse espaço se apresenta, nos SUVs este é mais versátil.
        Entrar e sair do veículo, instalar cadeirinha, formato da abertura do porta malas, rebatimento dos bancos com assoalho plano.
        No mais, nosso país possui estradas de péssima qualidade e os SUVs, mesmo os 4×2 FWD, se mostram mais aptos para o uso nessas condições.
        A critica fica por conta da eficiência energética, superior nos hatches e sedans.
        Ou seja, vai da necessidade de cada um.

        • Tango

          Rebatimento dos bancos porta traseira é igual a qualquer hatch, perua ou minivan. Assoalho plano não é característica de suv/crossover. A desculpa da qualidade das nossas ruas cai por terra com pneus de perfil e quantidade de borracha (banda) similar aos de carros de passeio comum. Principalmente nos líderes da categoria. Nenhum desses fwd vai além do que um carro normal não vai. Não serão 3 cm a mais na altura que fará essa diferença. As críticas vão pelos preços frente a lista de equipamentos e powertrain. Claro que cada um compra oque lhe apetece, mas não dá para fingir que existe um grande apelo pelo emocional, bem maior que o racional na minha opinião. Na Europa os crossovers também estão tendo destaque nas vendas. E as condições do piso não são um problema.

          • Leonel

            Falou tudo @disqus_BdGfpHJbvh:disqus . Eu digo que lá fora vende tão bem porque conseguem equiparar em equipamentos, powertrain e preço os SUVs com os médios e etc. Aqui, não. Ou faltam equipamentos, ou falta powertrain e assim por diante, menos o preço, esse sim, sempre nas alturas…

            • Tango

              Eu vejo um forte apelo emocional. E entendo perfeitamente. Mas não sei porque ficam tentando dar um verniz de racionalidade. A suspensão não difere de carros “normais” os pneus não tem mais borracha a ponto de sobreviverem com uma facilidade superior ao carros normais. Diferente dos suv de verdade que derivam de veículos de trabalho (utilitários) que tem suspensão robusta para lidar com pesos de uma tonelada de carga e pneus com muita borracha rodando em pisos realmente degradados de maneira diária em um ritmo muito grande de trabalho (horas). São mais altos mas é uma diferença de poucos centímetros, e na cidade aonde a maioria roda não acho que faça essa diferença. Tenho um carro baixo e já tive altos, e na cidade não tem essa diferença. Fora se o cara quiser passar correndo por cima de uns quebra-molas. Mas esses crossovers vão sofrer apesar de não parecer. E os pneus e elementos da suspensão são mais caros. Já que alguns tem tamanho e peso de carro médio. Um pneu de HRV custa mais do dobro de um do Civic por exemplo. Mas o cara quer comprar. Beleza vai em frente. Acho que só tem que assumir a emoção da compra. Assim como alguém que compra um carro esportivo e nao raro roda em ruas com velocidade limitadas. Na Europa a racionalidade de carros para famílias está nas minivans, o mesmo nos EUA. Aqui se oferecerem ninguém compra.

            • dsralves .

              Sim, lá fora o preço é bem mais compatível.
              Um New Tucson em Portugal, por exemplo, custa mais ou menos o mesmo que um Golf, já com o bom powertrain do motor 1.6 GDI turbo.
              Aqui, só porque é um pouco maior que os SUVs compactos, custa R$ 40.000,00 a mais que um Creta ou um Golf Highline de entrada.

              • Leonel

                Exatamente @dsralves:disqus Ele era para substituir o IX35, mas, como somos países de terceiro mundo, ele veio na faixa de preço de RAV4, CR-V e cia. Parece que qualquer carro com pouco mais de tecnologia e um powertrain melhor, já vira artigo de luxo…

      • MMM

        Claramente vc não tem filhos. Eu tenho um Cruze e minha esposa um HRV. O Honda, mesmo sendo um compacto tem espaço mais lógico para dois adultos e uma cadeirinha.

        • Tango

          Qual geração do Cruze?

          • MMM

            É do novo. O carro obviamente é maior mas a altura do HRV ajuda bastante pra quem tem crianças.

        • Wellington Myph13

          HR-V é exceção a regra… O Fit em si já tem medidas internas melhores que muitos médios por ai… Se pegar o Renegade, 500X, Tracker, Ecosport já tem tanto espaço quanto seu Cruze…

      • Darwin Luis Hardt

        o peugeot sem dúvida vai arrastar em lugares onde uma duster por exemplo não iria. Quem viaja com família, viaja sempre com limite de capacidade de carga. Eu to saindo de um honda fit pra um SUV (usado, claro), antes disso tinha pensado em sedan mas não quero raspar toda vez com ele cheio.

    • Leonel

      Por que um SUV é mais seguro que um médio? Eu ainda considero os médios mais confortáveis no geral que estes “SUVs”. Com exceção das pessoas que costumam usar o carro de forma constante em estradas de péssima qualidade (em particular, estradas de chão), não vejo vantagem alguma.

      Se quer pensar em família, os sedan-médios e as Variant (como o Golf) são as melhores opções, em minha opinião. Vão acomodar todos bem (tanto nos bancos da frente quanto nos traseiros) bem como oferecer um belo porta-malas.

      • tech76

        Porque o carro quanto mais alto e mais pesado é mais seguro em relação a um carro que tenha o mesmo nível de segurança (estrutura e itens de segurança) mas seja mais baixo e mais leve. Então os SUVs/Crossovers são mais seguros em geral do que os hatches ou sedans.
        Confira o que diz o IIHS sobre o assunto:
        http://www.iihs.org/iihs/topics/t/vehicle-size-and-weight/qanda

    • rafael morozini

      Qual é o seu carro ? Pois acho que está exagerando ! Nunca que um suv vai ser mais seguro que um carro com centro de gravidade baixo , pelo simples fato de ser muito mais fácil de se capotar ! Então um suv e mais seguro em que ? Por exemplo , me de um suv de 150 mil reais que seja tão seguro quanto o meu Fusion que custa 15 mil a menos e tem alerta de colisão , ponto cego , piloto automático semi-autonômo e até cinto inflável . A única vantagem de um suv e o espaço …

      • MMM

        Minha cunhada tem Uma Durango. A física prova que em uma colisão com seu Fusion, ele vira paçoca. Pra quem só anda em trechos urbanos o centro de gravidade não influência em nada.

        • Tango

          Veja os testes de colisão americanos principalmente o Small Overlap do Durango e depois o do Fusion. E capotar está longe de ser algo ligado a estradas.

        • rafael morozini

          Qual é a probabilidade de se colidir frontalmente em alta velocidade me um treco urbano como você citou ? Mas também estou comparando carros de preço semelhante , já que a durango vale no mínimo o dobro ! Caso um sportage bata de frente com um fusion é bem capaz de os passageiros do sportage sofrer mais , o peso e semelhante !

          • MMM

            Exatamente, é bem pequena. Assim como capotar nesse caso. Só quis chamar atenção pra diferentes situações.

            Eu não troco sedan por nada mas muita gente gosta de Suvs e dependendo da situação ele pode ser menos ou mais seguro.

            • rafael morozini

              Concordo plenamente !

        • Alvaro

          Trecho urbano e Durango definitivamente não combinam haha, pô um cara precisou de ajuda para manobrar, ah, isso dentro do mercado, diga-se de passagem. Como é um mercado mais antigo, então era muito apertado o estacionamento. Quer dizer, para ele.

        • KevinGR

          Pelo que eu vejo a maioria dos acidentes em alta velocidade (alta velocidade, sérios, não aquelas bobas amassa parachoque) é contra postes, muros e caminhões (ou seja coisas Fixas ou muitissimo mais pesadas), nesse caso quanto mais pesado o carro pior, pois mais energia estará acumulada e esta energia sera dissipada na estrutura e nos passageiros, ja que um muro, poste, ou caminhão não vai sair do lugar.

          Serio que vocês estão parando pra comparar quem sai melhor se bater em quem? a ideia de segurança de vocês é bater no carro dos outros e os outros se ferrarem mais que vocês?

          • MMM

            Claro, queremos carro maior pra poder amassar os outros. Kkkk. Agora sério, obviamente que numa batida em pontos fixos vai da estrutura do carro. Minha resposta foi só pra chamar atenção que existem diversos fatores e não existe uma verdade absoluta que sirva para todos os casos.

          • tech76

            Errado. Segundo o IIHS, quanto maior e mais pesado o veículo maior a tendência dele movimentar/tirar do lugar o eventual muro, poste ou outro obstáculo, diminuindo o impacto nos ocupantes do carro. Ainda, segundo o IIHS, quanto maior, mais alto e mais pesado for o veículo, mais seguro ele é em relação a outro que possua o mesmo nível de segurança (qualidade estrutural e itens de segurança) mas seja mais baixo, mais leve e menor. Então os SUVs/Crossovers são mais seguros em geral do que os hatches ou sedans.
            Confira o que diz o IIHS sobre o assunto:
            http://www.iihs.org/iihs/topics/t/vehicle-size-and-weight/qanda

            Agora, em relação a uma colisão contra um eventual caminhão a segurança está mais relacionada ao caminhão do que aos veículos, pois o ideal é que o para-choque do caminhão não se mova, pois caso se mova o carro vai pra baixo do caminhão, e caso não se mova é praticamente como se batesse em uma barreira fixa. Isso também já foi abordado pelo IIHS e NTHSA e a diferença entre uma batida na traseira de um caminhão que tem um para-choque que não cede e outro que cede é que em uma os passageiros morrem na hora e na outra abrem a porta e saem andando (no teste de 64km/h).
            Confira: http://www.iihs.org/media/f32656e7-358e-452c-b38d-eccfdfecfd89/l8lNUQ/RegulatoryComments/comment_2016-02-16a.pdf

            • KevinGR

              Mais ele TENDE a empurrar o muro, mas se o muro for mais forte e não se mover?, minha hipótese foi quando o muro ou poste não ceder, que é o que eu quase sempre acontece, ai carros mais pesados são piores (física básica, mais força pra dissipar).

              carros, não caminhões que são extremamente pesados.

              É so ver os crash testes de picapes, são o tipo de carro menos seguro, A alguns anos atras, por sinal, nem existiam picapes com 5 estrelas (hoje já existem).

              E olha eu tenho uma picape então eu poderia muito bem estar defendendo aqui.

              Contra carros menores e mais leves carros mais pesados realmente são mais seguros, nunca disse que não eram.

      • ObservadorCWB

        Pois então……claro que a chance do Fusion capotar é muito menor que qualquer SUV……mas a inércia é Física pura… se vc bater de frente com um SUV, vc vai sofrer mais, seja com cinto inflável ou sem…….

        • rafael morozini

          Se bater em suv de verdade sim , agora um compacto ( que é a realidade ) não !

        • Leonardo

          Se me recordo bem das minhas aulas de ensino médio, inércia está associado à massa, não a ser SUV ou sedã. O Fusion AWD é bem pesadão.
          Não tenho dúvidas de que o Fusion é mais seguro do que qualquer SUV na faixa de preço dele.

          • rafael morozini

            Exatamente

            • Leonardo

              Não me recordo de Newton, em sua primeira lei, ter falado algo sobre SUVs. Assim, não tenho certeza tá? Talvez ele fosse fã de SUVs, vai saber. ;)

        • rafael morozini

          De acordo com a lei da inércia quanto maior a massa maior a dificuldade para ser vencida , então dependeria do suv , o fusion pesa 1617 kg no fwd mais que tucson , sportage , compass …

      • Clementino Zelador

        Mas o seu fusion com 4 pessoas e cheio de bagagem sai arrastando escapamento em todo buraco e lombada.

        • rafael morozini

          Não precisa nem de bagagem ele já arrasta com 4 pessoas aliás essa é outra vantagem de um suv ue esqueci de citar reconheço

          • MMM

            Depende tbm. Eu uso muito as rodovias Bandeirantes, Ayrton Senna, Imigrantes e Anchieta. São rodovias muito bem pavimentadas e não tem problemas nesse sentido.

      • tech76

        Porque o carro quanto mais alto e mais pesado é mais seguro em relação a um carro que tenha o mesmo nível de segurança (estrutura e itens de segurança) mas seja mais baixo e mais leve. Então os SUVs/Crossovers são mais seguros em geral do que os hatches ou sedans.
        Confira o que diz o IIHS sobre o assunto:
        http://www.iihs.org/iihs/topics/t/vehicle-size-and-weight/qanda

        O Jeep Compass tem nível de segurança parecido com o Fusion e peso parecido, mas por ser mais alto é mais seguro em colisões, claro que a estabilidade será pior, mas estatisticamente, de acordo com o IIHS, os SUVs/Crossovers são mais seguros em geral.

    • Ducar Carros

      As peruas, como a Golf Variant, são mais espaçosas, confortáveis e seguras que qualquer SUV para as famílias.

      • ObservadorCWB

        Não generaliza….”qualquer” SUV ? Espaçosa logo a Golf Variant ? Quem viaja atrás se espreme. Confortável ? Já colocou criança em cadeirinha num Golf e num SUV ? Você não tem se abaixar todo para ajustar as coisas. Se você citasse carros “altos” como era o antigo classe A fabricado em Minas lembra ? Até poderia concordar, ou ainda contra picapes, cujos bancos traseiro ficam “retos”…e acabam com a coluna do passageiro em viagens longas. Agora falar especificamente de Golf contra “qualquer” SUV é brincadeira. Dia desses inclusive andei novamente numa morta Veracruz. E afirmo que fora traquitanas eletrônicas, não perde em nada para carros 2017 fabricados aqui na banãnia. O problema dos SUVs agora ficou o consumo….isto é carro para páis de governo sério como os EUA, aqui o cara gasta fácil mais de R$ 250,00 para encher o tanque.

        • Ducar Carros

          Concordo com a questão da cadeirinha (é mais fácil nos altinhos), e só.

          O entre-eixos do Golf Variant é comparável aos dos maiores SUVs/crossovers compactos de nosso mercado. E espaço foi o único item discutido, então suponho que concorde em relação a conforto e segurança.

          E a comparação é com SUVs/crossovers compactos, tema do artigo, e não “qualquer SUV”. Se subir a régua dos SUVs (para médios), tem que subir o das peruas também (comparando com o passat variant, por exemplo).

          • ObservadorCWB

            Ué…quem escreveu e não leu ??? “As peruas, como a Golf Variant, são mais espaçosas, confortáveis e seguras que qualquer SUV para as famílias.”… Por isso do comentário. Passat Variant é outra naba. A VW agora quer cobrar MAIS por MENOS…depenaram o carro… Depois ainda colocam a culpa no consumidor que não compra o carro. Em Curitiba não se encontra a Highline completa. Que agora nem completa é. Mas no seu segundo comentário você se corrigiu bem. Acrescentou as palavras SUV/CO “compactos”. Se ainda falasse da Opel-Zafira ou minivam. Eu curto peruas, alguns modelos da Kia lá fora são simplesmente matadores, fogem e muito do convencional que temos hoje em dia. As questões de manobrabilidade, desempenho esportivo e coeficiente aerodinâmico JAMAIS serão igualados por um SUV brutamontes. Mas o mundo todo não pode estar errado n sua opção.

            • Ducar Carros

              Pensei que fosse óbvio que era qualquer SUV/crossover compacto, já que o artigo é sobre isso.

              Mas não sou contra eles não, podem ser justificáveis em alguns casos: os SUV/crossovers são mais curtos que os sedãs/peruas (bom para quem tem problema de espaço em garagens e vagas), têm a opção 4×4 (úteis em alguns casos) e a própria questão da cadeirinha infantil. E os porta-malas (tais como o de hatches e peruas) são mais úteis que os de sedãs médios (são uma porta, ao invés de uma gaveta).

      • Alvaro

        Puxa uma boa opção mesmo, pena que hoje em dia, ninguém lembra. Embora eu sem filhos, adoraria ter um hehe. É caro, mas o preço é perfeitamente compatível com os SUVs do mercado.

      • Zé Mundico

        Pode até ser, o problema é que as peruas sumiram da face da terra.

    • Pipo pipo

      Fielder. A não ser em estradas de terra com crateras ou que necessitem 4 x 4, não vejo nada melhor que uma perua. Eu tive 2. Hoje temos um Grand Vitara, perde em conforto, economia de combustível e o espaço de bagagem é pior que o da perua. Minha Opinião, mas respeito a sua.

  • Phantom75

    Estou procurando um SUV compacto. Como estou indo para o segundo filho, a largura do banco traseiro é a dimensão mais importante, tem que caber duas cadeirinhas e um adulto.
    Entrei no Kicks, Creta e HR-V. Achei o Kicks apertado, Creta e HR-V equivalentes, o que me surpreendeu dado o menor entre-eixos do Creta.
    Tenho um Fluence atualmente. Vocês acham que o espaço do Creta e do HR-V me atenderiam de forma equivalente ao do Fluence?
    Uma terceira opção é partir para um médio. Dá pra pegar um Ix35 usado e pouco rodado. Mas o cinto sub-abdominal no assento do meio do banco traseiro me incomoda.

    • Uma Peugeot 3008 não te atende? Aquele carro é uma nave, mesmo o modelo anterior usado e o motor é 1.6 Turbo.

      • Tango

        3008 é um médio, com todos os custos de um. Assim como ele colocou a IX35 usada. Ele está se referindo a matéria que coloca os suv compactos como alternativa pelo espaço interno.

      • Phantom75

        Eu acho lindo o carro. O que me afasta é a fama da Peugeot em matéria de manutenção. Fora que mesmo usado, o preço dele não é muito bom não.

        • João Cagnoni

          Se for só isso, fique tranquilo. Converse com donos de Peugeot e esqueça um pouco a mídia. Eu tenho um Citroen e um Peugeot, manutenção é como qualquer outro carro.

    • Daniel

      Acho que o unico carro que já vi com 2 cadeirinhas e 1 adulto no banco traseiro sem ninguem sofrer foi a Meriva!
      (Por acaso tenho uma a venda, 12/12 :P ).

      Mas, sério mesmo, complicado opção pra essa sua necessidade, acho que só em médio (SUV, sedan, perua, etc – e, olhe lá)

      • Tango

        A Meriva assim como toda minivan (privilegia o espaço interno) com as laterais retas, isso não inclinam para dentro da cabine tem essa vantagem.

        • Daniel

          Não é toda minivan não. Idea e o C3 picasso/aircross não tem o mesmo espaço no banco traseiro que a Meriva. Ali os caras acertaram no projeto mesmo! Sacrificaram um pouco o porta-malas (que tem só 390L) mas deixaram o banco traseiro muito confortavel, seja na largura, seja no comprimento do assento (apoia bem as pernas), seja na inclinação do encosto (não é reto como nas concorrentes) e tem espaço pra pernas excelente tbm. Chega a ser revoltante comparar com a Spin, que substituiu a Meriva…

    • Tango

      O espaço que você quer um médio de qualquer categoria, sedan, suv ou sw.

      • Phantom75

        Tango, eu tive a nítida sensação de que tanto o Creta quanto o HR-V são equivalentes em largura interna ao meu Fluence. Preciso pegar uma trena pra medir, da próxima vez.
        O Ix35 é grande. Perceptível. Um médio que decepcionou foi o Compass. Achei, por dentro, do tamanho do HR-V.

        • Tango

          HR-V é mais largo que o Creta e o Fluence maior que esses dois. Fora a diferença de entre-eixos. Com o Fluence batendo nos 2,70 enquanto Creta e HRV estão mais para os 2,60. Mas a posição e até espessura dos bancos podem ter interferência nisso na prática. O Compass tem largura na faixa do Fluence, mas com 2,64 de entre-eixos se aproxima mais dos suv compactos como o HR-V, Creta e Kicks inclusive tendo mala menor que esses. A grande vantagem desses crossovers está na praticidade da quinta porta frente à um sedan.

          • Phantom75

            O Creta, na ficha técnica, é 1cm mais largo que o HR-V. O Fluence, como vc falou, ganha dos dois (1,81 x 1,78 x 1,77). Mas a ficha técnica não mostra, exatamente, a largura do banco traseiro, assento e ombros. Por exemplo, o Kicks tem 1,77 de largura, mesma coisa do HR-V. E é nitidamente menor (menos largo) por dentro.
            Quer outra comparação interessante? Captur e Duster. Mesma plataforma, mesmo entreixos… e o Duster é mais espaçoso por dentro que o Captur, além de ter mala maior. Vai entender…

            • Tango

              É a mesma questão dos outros o caso do Captur e Duster. Desenho dos bancos por exemplo e do acabamento interno das portas. Isso eventualmente mata alguns centímetros. A queda das laterais e até a altura das janelas contribuem para isso também.

    • Lucas

      O espaço interno do HRV é muito bom, me surpreendi. Tive um 15-16, porém só presta se for na versão EXL (as outras são espartanas demais), estando ciente de que o motor é extremamente ruidoso ao acelerar e tem desempenho beeem ordinário. O acabamento também é fraquinho e o consumo de 8 – 8.5 na cidade poderia ser um pouco melhor.
      Com o valor de cem mil em mãos eu cogitaria outros 50 carros em detrimento do HRV.

    • Leonel

      Minha humilde opinião, parte para um médio. Tu consegue ótimas opções com CxB mais interessantes que estes “SUVs”. Recomendo começar olhando o Jetta TSI e depois o Cruze. Se não for problema um hatch-médio (acredito que o porta-malas seja suficiente), pode olhar o Golf Highline (se estiver disposto a desembolsar 110 mil) ou o próprio Cruze.

      Não recomendo os Ford devido ao câmbio PowerShift e espaço interno, principalmente no banco traseiro. Não recomendo Corolla e Civic porque oferecem bem menos que seus concorrentes em sua respectiva faixa de preço. O Civic que realmente vale a pena custa absurdos R$130 mil, praticamente (aí eu iria de 3008).

      Por fim, o que eu realmente recomendaria é partir para um seminonovo. Na faixa de R$90 mil ~ R$100 mil tu vai encontrar MUITO modelo com tudo o que tu precisa, com KM realmente baixa e provavelmente com, no mínimo, mais 1 ano de garantia de fábrica. Ao menos, é o que eu faria.

      • Phantom75

        Leonel, eu curto sedãs médios. Mas a restrição é da minha esposa. Ela quer um carro alto. Tem que ser SUV então.

        • Leonel

          @phantom75:disqus essa maldita modinha fazendo a cabeça das pessoas. Já conversou e explanou a diferença de conteúdo, qualidade e afins? De qualquer modo, mesmo sendo um “altinho”, vai encontrar nos seminovos as melhores opções. CR-V, IX35, o próprio HR-V entre outros com baixíssima KM e com garantia de fábrica. Tudo depende do bolso.

          Agora, se além de “SUV” tem que ser obrigatoriamente zero KM eu diria em primeiro lugar o Creta 2.0 topo de linha. Só é bebedor…talvez valha uma visita na GM e olhar a Tracker, apesar de eu considerar vergonhoso não ter vindo com ESP…se o uso e foco é urbano, Kicks e Captur 1.6 CVT (pelo amor, ignora o 2.0 AT4) na faixa dos R$85 mil podem soar como opções interessantes (eu jamais pagaria mais de R$90 mil em um 1.6 aspirado…).

          • Phantom75

            Leonel, vc é casado? Se for, vai entender… rs
            Mulheres gostam de carros mais altos. Minha esposa agora resolveu dirigir, então ela prefere.
            Eu não considero apenas carros 0km não. Encontro bons usados com km baixa, especialmente IX35 e HR-V, que possuem bastante oferta já.
            Se eu fosse pegar um 0km, iria de Creta mesmo, 2.0 Prestige. Entrega muito mais pelo valor que o HR-V.
            Tracker eu descarto por ser apertada por dentro e ainda ter porta-malas ruim. O Kicks não deve fazer feio em matéria de desempenho, porque ele pesa 200kg a menos que os concorrentes, mas como falei, é mais apertado que Creta e HR-V. Captur não rola: pra ter o desempenho que eu quero, teria que ser o 2.0, e o AT4 é de matar. E o carro é muito pesado para um 1.6 CVT.

            • Leonel

              Sim, sou casado…no meu caso são duas regras para o próximo: automático e bom porta-malas rss…eu não reclamo porque também quero, mais de 14 anos dirigindo MT, está na hora de um AT. No resto, não tem muita negociação, mas entendo você.

              Ah sim, se você fala que prefere melhor desempenho @phantom75:disqus , tem que partir para motores mais interessantes. Realmente, no caso dos 0KM, o Creta Prestige é a melhor opção, salvo ele, é você ir de seminonovo. IX35, CR-V, RAV4…acho que terá que se concentrar nestes rss…boa sorte meu caro!

              • igomd

                Eu voto com o relator sobre a CR-V em bom estado geral, da para encarar uma até 30mil Km, talvez 50mil Km sem grandes preocupações mas, sabendo que vai ter uma manutenção mais cara por ser um veículo de categoria superior.

                • Leonel

                  Eu penso em uma para mim ano que vem. É um carro que dificilmente vai te dar dor de cabeça com problemas mecânicos, mesmo que tenha mais de 60 mil KM. Basta que tenha bom histórico.

                  Realmente, a questão que eu vejo além do custo da manutenção (ok para a categoria) é o consumo de combustível que, certamente, fica abaixo dos 9 km/l de gasolina no ciclo urbano (alguém pode me corrigir se eu estiver equivocado?).

        • Leonardo

          Dependendo do seu orçamento, tem algumas Santafé, do novo modelo, pouco rodadas com preços próximos a 100 mil.

          • Phantom75

            Tem?? Nunca vi. Fiz uma breve pesquisa aqui no OLX. De 2015 para cima, todas bem acima de 100k.

            • Leonardo

              Confesso que faz tempo que vi e não acompanhei mais. Procura pela Grand Santafé também.

              • Phantom75

                Pô Leonardo… deve fazer bastante tempo que você viu. Está longe desse preço.

                • Leonardo

                  Olha, achei aqui no Olx umas 2014, com 40 mil rodados. É um tanque de guerra, esse motor deve rodar uns 300 mil km sem dificuldades.

                  • Phantom75

                    Leonardo, aí tem uma restrição minha. Meu carro é 2013 e tem 28 mil rodados. Não valeria o gasto, NMO, para pegar um carro mais rodado.

                    • Leonardo

                      Entendo. Se suas opções forem HRV, Creta e IX35, EU preferia o Santafé mais rodado mesmo, que é absurdamente mais carro do que esses 0 km ou usados. Mas ai vai de você mesmo. De qualquer forma, boa sorte na escolha.

    • Franco da Silva

      Duas cadeirinhas e um adulto?! Nenhum desses vai servir. Acho que nem o pau de arara da SW4 dá, mal cabem 3 adultos não muito grandes ali.

      • Phantom75

        Pô, no meu Fluence cabe. Já testado: filha, afilhada e comadre no banco de trás.

        • Franco da Silva

          Caber, cabe. Mas é bem “justo”. Confortável não vai ser. Só se o “adulto” for meio pequeno.

    • Navaman

      Tive um dilema similar.
      Eu troquei meu Civic por um CR-V, quando minha filha nasceu, e te digo que é bem difícil acomodar duas cadeirinhas e um adulto no banco traseiro. O SUV não tem geralmente mais largura interna, mas sim altura.
      A cadeirinha, mais dois adultos, já fica apertado no CR-V.
      O maior conforto do SUV é que há mais espaço para as pernas, pois o joelho não fica tão dobrado e elevado como num sedã. É também muito mais cômodo para por e tirar a criança, pois não temos que nos abaixar tanto.
      Digo isso comparando com o nosso outro veículo, um Corolla, que também leva uma cadeirinha. Eu quase comprei um HR-V novo na época (seria até meu primeiro carro zero), mas desisti quando percebi que não teria ganho no porta malas, em relação ao Corolla, que eu precisava. Aí comprei o CR-V seminovo. O Ix-35 era uma opção, embora preferisse o CR-V por ter um acabamento um pouco melhor e ter mais equipamentos, na versão EX-L.
      Resumo: se quer espaço, trocar o Fluence por um SUV compacto, não lhe trará mais espaço.

      • igomd

        Acredito que você fez uma boa compra com o CR-V em relação ao HR-V zero. Como ficou de seguro e manutenção ?

        • Leonel

          E de consumo! rsrs…

        • Navaman

          A manutenção até agora não está além do Civic. Nada além da rotina. O seguro também está na proporção no valor do carro.

    • igomd

      Uma Mitsubishi Outlander, que teve relato aqui no NA um dia desses, não te atenderia?

      • Phantom75

        Sim, é uma das possibilidades, apesar do preço de uma usada com pouca quilometragem estar um pouco acima de um IX35 nas mesmas condições.

        • Wellington Myph13

          Outlander > ix35 em espaço. Pecado da Outlander é não ter ESP…

          • Phantom75

            Wellington, já entrei em um Outlander. Ele tem mais espaço pras pernas, mas eu ainda achei o IX35 mais largo. De novo, devia ter levado uma trena.
            Outlander não tem ESP?????? Se não tiver, descarto. IX35 tem, né?

    • Wellington Myph13

      HR-V te atenderia melhor. A largura INTERNA dele é a maior de todos. O Adulto do meio vai ter que ir com os braços apertados ou por cima das cadeirinhas. Quanto a isso vai se difícil de correr.
      Se vc pegar um ix35, ele tem espaço interno de Creta e HR-V, vc teria que partir é pra uma Santa Fé…

      • Phantom75

        Wellington, eu tive a sensação de que o IX35 é mais largo que o HR-V. Talvez seja impressão, da próxima vez vou levar uma trena para comparar.

        • Wellington Myph13

          Ele partilha do interior do Fit que é um negócio de outro mundo. Tenho quase certeza que o HR-V é maior, mas também, se for por muito pouco, ainda assim eu iria de HR-V, porque o ix35 2.0 é bem mais gastão e vai desvalorizar mais no fim das contas…
          Santa Fé seria a melhor opção….
          Não sei de onde vc é, mas coloquei SP e achou uma de 110k, 13/14 com 27mil rodados apenas. Só não é a Top com teto solar e vários outros mimos, mas é muito bem equipada ainda assim…

          • Phantom75

            Wellington, 110k já extrapola o orçamento. Procuro algo entre 80k e 100k, no máximo.

            • Wellington Myph13

              Mas é loja. Nada que uma negociada não saía por 100k…

    • Cláudio Modesto

      Santa fé usada.

    • Luciano

      Phantom75, estou na mesma situação que a sua. Tenho um Fiesta Sedan 1,6 2014 (Rocam) que está agora com 38.000 km. Sou casado, tenho um filho de dois anos e a minha esposa está grávida. Por enquanto o Fiesta está nos atendendo, porém já penso em trocar por causa de mais uma cadeirinha e,conseqüentemente, mais um adulto. Pensei exatamente no Fluence. Como é o espaço dele? Penso em uma minivan, sedan médio ou uma perua – todos seminovos. SUV não cabe no cabe no meu orçamento agora, a não ser uma Tucson usada.

      • Phantom75

        Luciano, o espaço do Fluence é muito bom. Ele só é baixo, talvez até mais que o Fiesta Sedan. Eu só não recomendo muito o carro não por ele em si (mecanicamente ele é bem robusto), mas pela assistência da Renault. Eu tenho a sensação que eles são muito bons em mexer em carros mais simples e da mesma plataforma (Logan, Sandero, Duster), mas apanham do Fluence. Em matéria de assistência, fui muito feliz com meu carro anterior, um Sandero. Já com o Fluence, neguinho fez muita caca.

        • Luciano

          Entendi. Essa é a minha preocupação com a Renault; o pós venda. A desvalorização é outro ponto fraco da Renault – em especial o Fluence. Se bem que em questão de mão de obra BH tem uma oficina especializada em Renault. Um amigo meu tem Renault e diz que lá eles são profissionais qualificados e com preços justos, ao contrário das concessionárias. O que me chamou a atenção no Fluence é o aparente espaço interno no banco traseiro e o preço acessível no mercado de seminovos…

          • Phantom75

            Eu não me preocupo muito com desvalorização não, carro pra mim é bem de consumo, não investimento. Levo em consideração que fico pelo menos 5 anos e rodo pouco.

    • FRANCISCO RONDON

      Com o dinheiro de um Ix35, pouco usado, você compra um SUV Jac T5 CVT com um amplo espaço interno. Eu nem sonhava em ir ver um carro chines devido a má fama; porém vi passando na rua um SUV da Jac Motors e me interessei em ir dar uma olhada na loja… fiquei impactado com o avanço tecnológico e a qualidade no acabamento; e tudo por R$ 73.000,00 pelo modelo top de linha. Fiz o teste drive e fiquei mais impactado ainda, depois fiz teste drive no HRV, Captur e Kicks e não vi um motivo, a não ser o status de uma marca, que justificasse eu pagar mais de R$ 30.000,00 por um SUV compacto como o HRV por exemplo. Eu estava determinado a comprar um Honda HRV top de linha mas tive a curiosidade de pesquisar bastante na internet, e todos os especialistas tecendo só elogios para o T5 CVT… Assisti um vídeo de um dos maiores especialista em automóveis e ex-piloto do Brasil, o Sr. Bob Sharp, vi sua também sua biografia, que teceu rasgados elogios ao carro e me ajudou na decisão. Sugiro dar uma olhada, vale a pena: https://www.youtube.com/watch?v=1up1JRVrRI0
      Estou há 5 meses com o carro e gostando cada vez mais. Super confortável, manda bem na estrada, câmbio CVT bem versátil e com mais recursos que os demais CVT do mercado. 12 Km/l na cidade e 14/15 na estrada, na gasolina, pisando bem no acelerador. Se for comentar as coisas boas deste carro teria muito a escrever… até a batida da porta e o som emitido é de carro Prêmium.
      Sugiro você fazer um teste drive, com certeza, ficarás impactado como eu fiquei.

      • Phantom75

        Francisco, confesso que ainda tenho preconceito contra carros chineses. Mas há outras razões que me fazem me afastar do T5.
        Primeiro: não acho o carro bonito. A frente não conversa com a traseira, dá a impressão de terem pegado um IX35 e tentando encaixar a frente de outro carro.
        Segundo: acho pouco motor pra muito carro. Ele tem, por exemplo, mais CV que o Kicks, só que o torque é o mesmo. E o Kicks ainda é mais leve.

        • FRANCISCO RONDON

          Com relação à aparência com o IX35 concordo; porém os SUV’s, de uma certa forma, alguns deles tem um traçado ou outro, parecidos entre si. Eu também não gostei muito da frente, mas depois fui me acostumado; assim como não gostei do Renegade e, de tanto vê-lo rodando por ai, já estou achando ele bonito, é igual à aquela música chata que de tando ouvir…
          Com relação ao motor, as suas considerações tem sentido; mas dirigindo e exigindo do carro, não sentimos moleza nele não, manda bem prá caramba! Não dá prá sentir esta diferença do torque; além de que o câmbio CVT do T5 é uma história à parte; é diferente de todos os outros; dá uma dinâmica muito boa. O diferencial deste câmbio é que, no modo manual ele se torna muito interessante; inclusive podemos realizar reduções, igualzinho a um câmbio manual, sem aquelas travadas violentas, é muito útil e utilizo como freio motor tanto na estrada como na cidade. Só piso no freio, levemente, para parar o carro. Faço isso só prá tirar o melhor do carro mesmo; mas no final das contas vamos economizar nas pastilhas e disco de freio. Bom para o próximo comprador… Comprei o carro, principalmente pela tecnologia e design e, também, para economizar algumas dezenas de milhares de Reais; sem me preocupar com o pós venda. Mas os resultados positivo no pós venda estão acontecendo, devido à qualidade do T5. Tenho visto nos sites da Colombia e Peru que o Jac T40, chamado por lá de S2, está com uma qualidade no acabamento e multimídia, melhor que o T5; sem contar que, este sim, tem um traçado mais interessante. Segunda a Jac, o T40 será lançado no mês que vem por aqui, vamos ver.

  • Robson Carvalho

    Ué? Não tá faltando o Renault Captur nessa lista aí não?!? Tão espaçoso quanto o Duster, entreeixos de 3008, bem equipado e com preço na média de concorrentes mais pelados….

    • Wellington Myph13

      Eles citaram as “melhores opções”, e o Duster seria a versão barata do Captur, e o Captur 1.6 16V CVT custa o mesmo que um Kicks SV (que tem 6 airbags), e o 2.0 com AT4 custa o mesmo que um HR-V 1.8 com CVT, não sendo uma boa opção de modo geral.

  • André

    E o Kwid? Bom é aquele que a maioria pode comprar. SUV que só os outros podem comprar não é tão bom.

    • Aristeu Junior

      Kwid não é SUV. Kwid é um compacto com suspensão elevada. Chamar ele de SUV é igual chamar um Uno Way de SUV

      • Tango

        Kiwd é um subcompacto. Mas o André está sendo irônico, pois a Renault está apresentando ele ao mercado como um suv compacto.

  • Tango

    Achei curioso a matéria ser sobre suv compactos e as fotos iniciais, mostrando o espaço interno e da mala serem de suv médios. Mas enfim na faixa até uns 90k até entendo os suv compactos, mas se é carro para a família deveria incluir aí a segurança que não se destaca neles. Eu iria de Golf Variant Confortline por 97 mil, 1.4 TSi no cofre, suspensão por barra de torção rubusta(sim estou sendo irônico) e 600l na mala até a linha dos vidros. Com 2,63 de entre-eixos e 1,80 de largura, logo mais espaço e capacidade de carga útil que os suv compactos. Atrelando aí a construção mais refinada dos médios e aí sim um pacote de segurança digno de um carro familiar.

    • igomd

      Ou Jetta Variant 2.5 para quem gosta de usados e aceitar o consumo dela.

      • Tango

        Consumo que é proporcional a beleza do ronco desse 2.5 5L.

      • Clementino Zelador

        ainda existe isso?

  • Pessoal vai achar uma heresia o chinês da lista, mas alem do bom conjunto, custa menos que os rivais, ate mesmo que o datado Citroen Aircross. Já o Duster tem um interior vergonhoso, ate mesmo nas versões mais caras. Os outros são bons mas cobram muito por isso!

    • Tango

      O T5 é interessante. O problemas é o preço e a marca com pouca tradição e css. O Duster por ter cara de “robusto” chama a atenção de muitos e com o novo powertrain chama a atenção. Logo acima temos o 2008 que é bem mais equipado com preços parecidos. O T5 teria que custar menos uns 70k na tabela o CVT para atrair a atenção.

      • Ano que vem com o fim do programa Inovar Auto, poderá custar isso, aguardemos e oremos…

  • Aristeu Junior

    citroen podia fazer um Aircross THP por 80k com câmbio automatico

    • João Cagnoni

      Ta achando que é pastelaria? kkkkkk… Depois da minha última visita na Citroen, queria saber qual é a gigante margem de lucro que eles possuem com o Aircross. Ela tem outros carros muito superiores (C4 Lounge, 308, etc) pelo mesmo preço.

  • Leonel

    Me parece que o melhor CxB desta lista é o Duster, com o novo 1.6 SCe e câmbio CVT…

    • João Cagnoni

      SUV pequeno com motor 1.6. É o fundo do poço.

      • Leonel

        Ao que se refere? Motor fraco para a proposta? Se for, eu discordo de você. Kicks, Duster 1.6 CVT, Creta entre outros não tem pegada offroad. Nada mais são que altinhos para o uso urbano. Eu entendo que o Duster 1.6 SCe terá potência e torque suficiente para o dia a dia com boa economia.

        Agora, eu concordo contigo se falarmos de um Kicks, por exemplo. Porque aí o problema chama-se preço. Custar R$100 mil e oferecer 1.6 aspirado é inaceitável mesmo.

      • Tango

        Consumidor de suv não tem preocupação com desempenho. É só ver as vendas do Renegade.

    • Luiz

      Aluguei um pra subir a serra de Petrópolis e foi um fiasco. Para o trânsito comum do dia a dia o 1.6 basta, mas pra saídas mais longas, achei ruim. Principalmente de curva. Tem pouca estabilidade e dá pra sentir que é um sandero mais alto.

      • Leonel

        Ah sem dúvidas @disqus_6QQwXXMAhq:disqus . É o mesmo discursso que eu faço sobre o Kicks, é carro urbano, para alguém que usa majoritariamente em ciclo urbano. Os que andam sempre com carro cheio e ou em viagens, falta motor.

  • Ricardo

    Tudo porcaria supérflua!

  • Haroldo

    kkkkkk, Praticamente todos estes são um Hatch com Suspensão elevada para ganhar apelido de SUV….

    • Tango

      Praticamente não, todos são derivados de carros compactos. É o padrão na categoria.

  • Marco

    O peugeot 2008 e o suzuki vitara entrariam nessa lista?

  • dsralves .

    HR-V vende igual Iphone, ninguém mais olha o produto, compra pela marca. Não que seja ruim, mas está longe de ser o melhor.

    • Leonardo azevedo

      HR-V não é ruim em nada, so que também não se destaca em nada.

  • Celso Fernandes

    Aqui uma boa comparação, segundo o autor, do que é SUV e CROSSOVER:
    http://www.istoedinheiro.com.br/blogs-e-colunas/post/20161031/entenda-diferenca-entre-suv-crossover/9816

  • The treta has been planted.

  • Abdallah

    De todos acho muito mais bonito o hr-v uma pena o preço nao ser compativel com o veiculo.

  • june june

    e o jeep renegade?

    • tiago

      Compacto demais para uma família grande. rs

    • Ducar Carros

      Não é para famílias, assim como o Tracker, 2008 e EcoSport. Achei estranho o C3 Aircross, não seria o caso de colocar também o Spacecross?

      • Lucas086

        Pq não, baseado em quê? Porta malas? E se for famílias pequenas ou que não façam viagens!?

        • Ducar Carros

          Sim, esse foi um dos critérios do artigo, está no texto.

          Carros familiares são entendidos como sendo para famílias com pelo menos dois filhos e que façam viagens, senão, qualquer carro pode ser considerado família, e a classificação deixa de fazer sentido.

      • Wellington Myph13

        O C3 Aircross esta ali representando a melhor opção de “peruas altinhas/crossovers” que temos hoje, e o Spacecross parte de míseros 85k, o que não tornaria uma melhor opção frente ao Aircross…

        • Ducar Carros

          Acho os dois pequenos para família, embora o Aircross tenha melhor espaço interno (embora menor porta-malas e pneu externo) e custo benefício (o preço do Spacecross é surreal, por isso não vende nada).

  • Clementino Zelador

    O Duster pode ser o mais simples mas é o que oferece mais espaço para quem vai no banco traseiro, e o porta malas dá prá fazer uma mudança. E paras nossas ruas e estradas esburacadas é melhor do que qualquer sedãzinho que arrasta o escapamento.

  • igomd

    Muitos carros que se vendem como Utilitário Esportivo são baseados em veículos médios, hatches médios principalmente, perdendo então em Utilidade ( espaço interno útil) e Esportividade ( maior peso, centro mais alto).
    Algumas coisas são melhores como o teto mais alto e quinta porta mas, não existe tanto ganho sair de um Civic para um HRV. Teria para um CR-V

  • igomd

    Se for para ser zero e “altinho”: Creta, Compass
    Se for para ser “altinho”: CR-V, Outlander GT

  • fejunk

    temos um Ssangyong Korando, melhor suv que já tivemos.

  • Rodrigo

    É engraçado ver as críticas aos SUV’s.
    Eu tenho criança pequena e afirmo: não tem carro melhor pra colocar criança em cadeirinha do que os SUV’s!
    São confortáveis, a posição de dirigir é boa sim, sendo mais alto é melhor mesmo pras nossas ruas terríveis, além de qualquer acesso a porta malas ou mesmo a cadeirinha das crianças.
    Só quem não precisa de um é que reclama.
    Pode ser que daqui alguns anos, com as crianças já grandes, eu não veja mais tanta utilidade para esse tipo de veículo.
    Mas nem por isso julgarei quem fizer tal escolha e nem demonizarei um tipo de veículo que não me atenderá!

  • Clementino Zelador

    O pessoal esquece que um sedã cheio de gente e bagagem fica pesado e sai arrastando escapamento em toda lombada e buraco. Já um suv não tem esse perrengue.

  • Deus me salve dessas SUV’s de posto

  • Todos esses carros (da reportagem) são crossover, mas os lava jatos e as seguradoras cobram como se fossem SUV (triste confusão)
    “SUV significa Sport Utility Vehicle (Veículo Utilitário Esportivo). Trata-se, na origem, de uma perua sobre o chassi de uma caminhonete” (http://www.istoedinheiro.com.br/blogs-e-colunas/post/20161031/entenda-diferenca-entre-suv-crossover/9816)

  • Marcel Gomes Ferreira

    Carro de família é minivan e ponto final, nem um SUV abaixo de 180 mil dará o conforto e espaço interno que um Honda Odyssey, kia Carnival, C4 Grand Picasso etc… Oferecem para uma família.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend