Você conhece o Jeep Compass que chegou ao Brasil em 2012?

Jeep Compass 2012
Jeep Compass 2012

Muitos imaginam que o Jeep Compass chegou ao Brasil em setembro de 2016, na geração que todos conhecem muito bem.

Ela é representada por encontros frequentes de um carro a cada 30 segundos pelas ruas do país, afinal, são mais de 400.000 unidades já fabricadas no país.

Mas o Jeep Compass chegou antes ao nosso território, na forma da geração anterior, bem mais quadradinha, mas com um visual dianteiro até que bem parecido com o modelo de 2016 em diante.

Em fevereiro de 2012, as primeiras unidades do Jeep Compass começavam a ser vendidas, com exatamente o mesmo preço inicial do modelo de 2016: R$ 99.990.

Visual quadrado focado nas mulheres

O primeiro Jeep 4×2 da marca no Brasil era o da primeira geração, lançada em 2007 lá no exterior.

Ela tinha um visual dianteiro bem feio, que foi amenizado em um facelift em 2011. É desse modelo que estamos falando.

Ele vinha para brigar com os crossovers compactos. A porta de entrada da marca naquele ano já era vista como não muito “Jeep”, pois não tinha tração nas quatro rodas e tinha um visual bem urbano.

Jeep Compass 2012
Jeep Compass 2012

O objetivo era vender 2.000 unidades no primeiro ano de comercialização.

Os executivos da Jeep informavam que o público seria 60% feminino, em uma época onde a febre dos SUVs ainda não tinha nem mesmo começado a tomar conta do mercado como um todo.

Preço, equipamentos e deslizes

O preço de quase R$ 100.000 era bem maior do que aqueles praticados pela Mitsubishi, ao vender o ASX, ou mesmo pela Hyundai, com seu concorrente Tucson. O ix35, também tinha preço menor, na casa dos R$ 90.000.

Pelo menos quem comprava o caro e quadrado Compass 2012 tinha à disposição itens chiques para a época, como seis airbags e controle de tração e correção eletrônica de rolagem da carroceria.

Jeep Compass 2012
Jeep Compass 2012

Só que a Jeep cometeu vários deslizes no lançamento do Compass 2012 no Brasil, naquele momento.

O ambiente interno do crossover tinha quadro de instrumentos de carro popular, muito plástico rígido, rádio simplório no painel (e não a central multimídia que vemos em fotos de outros países), e bancos em tecido, ao invés de couro.

O motor também era fraco, um 2.0 16 válvulas com 156 cavalos de potência e 19,4 kgfm de torque.

Para completar a tristeza, câmbio CVT que prezava a suavidade.

Os pontos positivos

O lançamento tentava compensar essas falhas entregando um sistema de som de boa qualidade, com capacidade para seis discos e Bluetooth com comandos de voz.

Outro ponto positivo era o espaço para a cabeça de pessoas mais altas, por causa das linhas retas da carroceria.

Ao volante, o Compass entregava boas surpresas, especialmente no que se refere à suspensão.

Ela garantia uma condução muito parecida com a de um sedã médio, graças ao esquema McPherson na dianteira e multibraços na traseira.

Para quem queria ter um SUV ou crossover com legítimo DNA americano, o ideal era fazer vista grossa aos defeitos e levar o Compass 2012 para casa.

Jeep Compass 2012
Jeep Compass 2012

Jeep Compass 2012 – ficha técnica

Motor dianteiro, transversão, de quatro cilindros e 16 válvulas, com 1.998 cm3 de deslocamento, com taxa de compressão de 10,5:1.

Potência de 156 cavalos a 6.300 rotações e torque máximo de 19,4 kgfm a 5.100 rotações.

Câmbio automático CVT de seis marchas, com tração dianteira.

Freios a disco ventilados na dianteira e sólidos na traseira.

Pneus e rodas 215/60R17.

Dimensões: 4,48 metros de comprimento, 1,81 metro de largura, 1,66 metro de altura, 2,63 metros de entre-eixos

Tanque de 51 litros e peso de 1.424 kg.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



Autor: Eber do Carmo

Fundador do Notícias Automotivas, com atuação por três décadas no segmento automotivo, tem 18 anos de experiência como jornalista automotivo no Notícias Automotivas, desde que criou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio.