Manutenção Matérias NA Volkswagen

VW Jetta – defeitos e problemas

VW Jetta - defeitos e problemas

O VW Jetta é um sedã médio que está há alguns anos no mercado brasileiro, sempre importado do México.


Em sua sexta geração, o modelo não adotou a plataforma MQB, baseando-se na já antiga PQ35, pois a base modular ainda não havia entrado em produção em 2010, quando iniciou-se a fabricação do modelo.

Nesta geração, o VW Jetta existiu por sete anos, sendo um dos últimos modelos da marca a usar o propulsor EA113 2.0, herdeiro direto do propulsor da Audi dos anos 60. Além disso, o sedã chegou a usar suspensão traseira por eixo de torção e câmbio automático Tiptronic.

Entretanto, da mesma forma, utilizou também o potente 2.0 TSI de 200 cavalos (mais tarde 211) com câmbio de dupla embreagem DSG,que deu fama de carro esporte no mercado.


Por aqui, ainda usou o 1.4 TSI de 150 cavalos, quando sua montagem final passou a ser feita temporariamente na Anchieta.

Mas, o que os donos de VW Jetta reclamam dele?

Em registros na internet, em fóruns, clubes, sites de opinião e de reclamação, as queixas em sua maioria centram-se nas travas elétricas, nas bobinas (com solução surpreendente, segundo os donos), problemas com injeção e também com o ar condicionado, entre outros.

VW Jetta – defeitos e problemas

Bobinas

VW Jetta - defeitos e problemas

O VW Jetta na maior parte de seu período comercial no Brasil, utilizou basicamente os motores 2.0 8V e 2.0 TSI.

No segundo caso, os proprietários reclamam muito dos defeitos e problemas apresentados pelas bobinas. Vários relatos apontam para falhas em uma ou duas bobinas (são quatro no total, uma para cada cilindro) em cada caso.

A quilometragem varia, alguns com menos de 60.000 km e outros bem acima disso, por exemplo. De acordo com alguns donos de VW Jetta, a troca da bobina é a única solução, mas teve proprietário que fez isso mais de uma vez.

Assim, entre eles, existem os que seguiram uma dica interessante e até surpreendente para quem não tem conhecimento do caso.

Ao invés da bobina original, alguns donos de VW Jetta substituem estas pelas do Audi R8, as vermelhas. Assim, segundo os mesmos, o problema da queima destes dispositivos acaba definitivamente.

No mercado, existem várias ofertas do produto com preços variados, geralmente todos indicados para modelos TSI.

Acendeu a luz da injeção

VW Jetta - defeitos e problemas

Outro dos defeitos e problemas do VW Jetta e que é muito mencionado em relatos é o acendimento da luz de injeção.

Muitos donos atribuem isso ao fato do uso de má combustível nacional, mas a frequência das queixas não parece exatamente normal. Os casos variam desde os 4.000 km até além dos 100.000 km.

Um revendedor disse a um cliente que deveria ser feita a troca do reservatório de carvão ativado do caníster, o que ficaria em nada menos que R$ 1.300 no 2.0 TSI.

Além do alerta da injeção, o VW Jetta também apresentou em alguns casos, problemas no catalisador. Até mesmo o recente 1.4 TSI usado no modelo tem casos registrados de falhas.

Também, a sonda lambda teve de ser trocada em outros casos, mesmo em quilometragem baixa, tal como 4.000 km.

Ainda na parte mecânica, várias queixas também foram feitas a respeito da bomba de combustível, que apresentava falhas e teve de ser substituída em muitos casos, até na garantia.

Outros reclamam também de ruídos no câmbio DSG, assim como no propulsor 2.0 TSI, que apresenta em alguns casos, barulho anormal em seu funcionamento, mas sem apresentar falhas de funcionamento.

Outros defeitos

VW Jetta - defeitos e problemas

Alguns donos se queixam de problemas no ar condicionado, sendo que a solução é a troca do compressor. Muitos fizeram a substituição ainda na garantia e até em baixa quilometragem, sendo um deles com 21.000 km. Também reclamam de ruído no funcionamento.

Barulhos e ruídos nas portas também são relatados por muitos donos do VW Jetta, especialmente nas portas traseiras e do passageiro dianteiro.

Relatos falam de desalinhamento destas, sendo obrigada uma correção na rede autorizada. Outra fonte de ruído citada pelos proprietários é o suporte do extintor de incêndio.

O VW Jetta também apresenta barulhos de suspensão dianteira e traseira em alguns casos. Relatos dizem que o conjunto é duro e são verificadas batidas secas durante a condução.

Defeitos e problemas também são indicados no marcador do nível de combustível, não tendo relação com defeitos na bomba de combustível.

Ainda na alimentação, algo que não é raro no VW Jetta é um defeito na tampa do bocal do combustível, que se desprende e cai durante a condução. Uma nova chega a demorar até quase 30 dias na rede autorizada.

Outro dos defeitos e problemas do VW Jetta é o teto solar com falha de funcionamento. Segundo um proprietário, citando a rede autorizada, a atualização de software é necessária para que o dispositivo volte a funcionar normalmente. Por fim, o mais frequente de todas as queixas em relação ao sedã médio é o sistema de travas.

As travas elétricas com defeito no VW Jetta são relatadas com certa frequência nos casos de defeitos do carro, sendo geralmente uma das portas traseiras que não tranca no controle da chave.

Segundo um cliente, o problema é crônico e afeta originalmente as gerações V e VI não só do sedã, mas também de Golf, Audi A1/A3/A4, entre outros dessa época.

Um dispositivo de comando das travas fica suscetível à sujeira ou água, apresentando defeito e impedindo que as portas sejam trancadas.

Outro proprietário investigou e descobriu as portas que mais falham são as do motorista e passageiro, apesar de quem a maioria reclama de outras entradas e não exatamente da porta do motorista, por exemplo.

Comenta-se que o problema teria sido resolvido após o modelo 2015. Realmente, não verificamos queixas em relação a isso após esse ano/modelo.

Entretanto, em outros casos, mesmo após esse ano/modelo e já com motor 1.4 TSI, o VW Jetta registra várias reclamações na internet.

O VW Jetta teve seis recalls apenas desta sexta geração do sedã médio, sendo a primeira para inspeção dos braços do eixo traseiro, onde é famoso o caso do eixo que se desprendeu do veículo, ficando de lado.

A chamada era para modelos feitos entre 2010 e 2013. A galeria de distribuição de combustível motivou uma chamada para carros de 2014.

No caso do eixo traseiro, um novo recall instalou um componente adicional nos braços do eixo de torção para os carros de 2010 a 2013.

A espiral de contato do airbag foi outra chamada para carros produzidos entre 2009 e 2014, avaliação e reparo do comando de válvulas nos modelos 2015 e, talvez o mais grave, substituição do cabeçote do 2.0 TSI feitos entre 6 e 18 de novembro de 2015.

VW Jetta – defeitos e problemas
Nota média 4.8 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Domenico Monteleone

    A VW na sua busca por lucro reduz drasticamente a qualidade dos componentes dos carros vendidos aqui e na América, e depois ainda quer peitar as Japonesas…há muito perdeu a fama de robustez.

  • T1000

    Ser um VW já é um defeito.

  • Allysson Santos

    Com a escalada insana dos preços dos 0KM, um Jetta 2.0TSi modelo 2016+ definitivamente está na minha mira para o final do ano que vem.

    Vamos ver como fica o mercado até lá…

    • Gladimir Murer Jr

      Interessante, MAS
      vai ter que aguarrrrdarrrr!!

  • rodrigosr

    Defeito é não ter um na minha garagem.

  • Ediomar

    Olha,como dono de um Jetta 2011 Confortline com cambio manual,posso dizer que é um carro de baixíssima manutenção e não é cara quando se tem que fazer,pra ter uma ideia gastei 1200 reais trocando todas as correias,filtros,óleos de motor e caixa,higienização do ar,velas e pastilhas de freio dianteiras,é um carro pra quem quer um Jetta pelo espaço e conforto e não faz questão da potencia extra do TSI e não quer pagar caro em um seguro pra ele,quase esqueci de mencionar mas é um carro muito prazeroso de guiar mesmo com 5 pessoas a bordo,a potencia fica na medida,o cambio manual dispensa comentários,enfim,eu como dono recomendo.

    • médias de consumo?

    • Marcelo Amorim

      Exatamente amigo,tive 2,um Confortline MT e depois um TSI,obviamente o desempenho é muito superior,mas a manutenção tbm,no aspirado troquei velas por 190 reais,no TSi custou cada bobina na época 1800.

      Hoje não possuo mais Jetta,mas teria outro facilmente,em especial o 2.0 Santanao,não tem desempenho acima da média,mas a manutenção é muito tranquila.

    • Leonardo

      Um amigo mecânico especializado em VW’s, elogia o Jetta aspirado mas na versão manual, ele não recomenda o automático. Eu preferiria também o manual.

  • Emygdio Carlos

    No caso do motor TSI monocombustível, o problema maior é a péssima gasolina brasileira, infelizmente!

    • Fabricio

      a gasolina é a mesma pra todos os carros do mercado…. (infelizmente)

  • Cesar

    VW sempre na frente da Fiat.
    Enquanto no Stilo se perdia a roda, no Jetta se perdia o eixo inteiro.

    • Robinho

      kkkkkkkkkk

  • Baetatrip

    ……. Já sofri todos os problemas com a ex- Tiguan 2010/11……
    Pior marca que ja tive experiencia…
    Voltei p/ Suzuki entao só me da alegria!

  • Pedro Henrique

    Defeito de Jetta são os donos, acham que tem um audi.

    • Bruno

      Pior é o dono da Audi querer andar junto, kkkkk.

  • FearWRX

    Jetta 2.0 8V = Santanão 2014

  • Bruno

    No sinal fica tudo pra trás a não ser que tenha no mínimo uma 328 do lado, abaixo disso é só alegria.
    Como todos os carros ele também tem seus problemas, mas uma manutenção em dia ameniza muito isso. O carro é um foguete e nego quer andar mesmo mas não cuida como deveria.
    É caro ? é ! Mas 0-100 em 7.5 segundos manda um abraço.
    Na estrada então ? Só alegria, kkkkkkk.
    Detalhe: consumo de Civic aspirado.
    Melhor custo benefício disparado….

  • fsjal

    passara 3 jetta em casa, uma TSI e dois 2.0 aspirado
    nenhuma dor de cabeça, passagens tranquilas.
    bons carros, apesar do acabamento pobre e que gerava ruído.

  • Fabio Marquez

    Coragem investir em TSI usado, olha o tanto de problema que ele apresenta, isso sem contar quem esmerilha o carro achando que ele é um esportivo. Semana passada mesmo peguei um Golf MK VII 1.4 alemão para fazer vistoria, o motor todo cheio de vazamentos, quase não enxergava os componentes do motor de tanto oleo, imagina a fortuna para consertar isso, se achar alguém bom para fazer esse serviço.

  • ThiagoDF

    Tive um TSI 2.0 12/13 e tive o problema com as travas das portas, uma parou de funcionar, além de um pouco de barulho no acabamento. No resto, só alegria com o carro.

  • Fanjos

    Motor TSI com combustível vagabundo não vai mesmo, até a mudança de octanagem pode acionar a luz da injeção, no meu carro na época que teve a greve dos caminhoneiros eu tive que abastecer com combustível de gasolina comum do Posto Ipiranga, não deu outra, a luz da injeção acendeu e só apagou quando secou o tanque e coloquei combustível de boa qualidade.
    Combustível vagabundo o motor TSI entrega no mesmo minuto, ou seja, acendeu a luz depois de encher o tanque nunca mais volte no mesmo posto.

  • RKK

    “O VW
    Jetta teve seis recalls apenas desta sexta geração do sedã médio, sendo a primeira para inspeção dos braços do eixo traseiro, onde é famoso o caso do eixo que se desprendeu do veículo, ficando de lado.”

    -> Santo defeito !! Devido à este, o Jetta passou a vir apenas com suspensão traseira multilink em todas as versões !

  • Charlis

    O Jetta MK6 2.0 TSI (que é o interessante) tem 2 gerações do motor EA888:
    – 200cv de 2011 até 2013;
    – 211cv de 2013 até 2016.

    Os Jettas na primeira geração do motor EA888 são bem mais passíveis de terem problemas relacionado no motor, os mais clássicos: bobina, bicos e diafragma.

    Eu tive o Jetta 2014, rodei com ele exatos 60 mil km, nunca tive dó alguma de seu motor, participei de alguns Track Days (média de 2 por ano), porém, nunca viu uma gasolina sem ser de posto com bandeira.
    Mas, gasolina comum! Podium? Se viu 3x na vida foi muito.

    Nesses 3 anos comigo (e tinha 2 anos quanto foi comprado), nunca apresentou problema algum. exceto esse do texto:
    “Alguns donos se queixam de problemas no ar condicionado, sendo que a solução é a troca do compressor. Muitos fizeram a substituição ainda na garantia e até em baixa quilometragem, sendo um deles com 21.000 km. Também reclamam de ruído no funcionamento.”

    No caso, é um barulho, que acompanha a rotação do motor, não causa problema nenhum, e realmente a solução é trocar o compressor.
    No meu caso, foi trocado na CSS-VW (interior de SP), no 4º ano, ou seja, fora da garantia, de grátis, paguei apenas a mão de obra (algo em torno de 200 reais), comparado aos 7 mil reais da peça, foi de grátis, rs.

    No demais, fiz apenas as revisões normais, a troca do óleo DSG, e troquei as pastilhas/discos e pneus antecipadamente por conta dos Track Days.
    Dica: Esses itens de desgastes, eu comprava aqui: vwpartsvortex

    No meu trabalho, tenho dois amigos que também teve/tem o Jetta.
    Um teve o 2011, 200cv, ele teve todos os problemas citados acima (bobina, diafragma e bicos).
    Outro, o 2014 210cv, ele ainda tem o carro, com mais de 150.000 km rodados, e também nunca teve problema algum, nem o do A/C.

    Se alguém aqui procura um carro que anda muito, nível de um carro premium caro, e quer gastar na casa dos 50-70 mil reais, é o Jetta.
    Procure um na versão 211cv, pouco rodado, e todos os demais cuidados que englobam a compra de um seminovo, e vá ser feliz.

    Em resumo foi isso!

    []s

    • Andrei Sousa

      Tenho 1 2.0 TSI 2016 carro fantástico! consumo Ok com a potencia que tem! e fora que é completo de acessórios!

  • Danilo Soave

    Que bucha ein!! não é a toa que dá trabalho pra vender kkk

  • Antonio_Brust

    E eu ainda achava um carrão. Não sei onde estava com a cabeça.

  • Marcelo Bhering

    Que reportagem mal feita e com informações equivocadas. As falhas de bobinas só ocorreram na geração CCZA (200cv) que deixou de ser fabricado no início de 2013. O seu sucessor CPLA (211cv) não teve problemas com bobinas. E a solução apontada não era a melhor opção na época. O melhor era a Final “B”. As bobinas originais foram revisadas, e as gerações posteriores se mostraram bastante robustas. A matéria trata como se fosse uma falha recorrente em 2019!!! Lamentável!!!

    A falha do Canister aconteceu com alguma frequência tbm nos CCZA (200cv) e a causa raiz era enchimento de combustível depois do automático, ou seja, Mau uso. Canister de qq carro do planeta não pode receber combustível líquido pq contamina o carvão ativado dentro dele. De qq forma, o sucessor CPLA (211cv) se tornou menos sensível ao mau uso.

    Por fim, o suposto problema de barulho da DSG sem falha de funcionamento não é problema nenhum. Todo sistema de dupla Embreagem do MUNDO, de qualquer marca, se a embreagem das marchas impares está engrenada, a outra está solta. Em pisos MUITO irregulares como paralelepípedo, se vc abrir a janela, desligar o som e ficar procurando o barulho, vc pode ouvir algo bem baixo. Tive 2 Jetta TSI okm. Um comprado em 2011 e outro em 2014. Testei o ruído pq me disseram que tinha. Enfim, não é problema, mas uma característica técnica de QUALQUER sistema de dupla embreagem do Mundo. Não importa a marca…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email