Hatches Manutenção Matérias NA Volkswagen

VW Golf – defeitos e problemas

VW Golf - defeitos e problemas

Ele foi o hatch médio mais desejado durante pelo menos uns 10 anos.


O VW Golf é um produto que tem boa fama entre os proprietários, sendo um carro que aqui foi feito em duas gerações, a quarta e a sétima.

Será que este produto alemão naturalizado brasileiro tem muitos defeitos e problemas?

O VW Golf foi produzido aqui a partir de 1998. Em sintonia com a Europa, ele estava em sua quarta geração e teve motores 1.6 8V de 101 cavalos, 1.8 20V de 125 cavalos e o 1.8 20V Turbo com 150 ou 180 cavalos, recebendo posteriormente o 1.6 8V de até 104 cavalos e 2.0 8V de até 120 cavalos.


Essa geração recebeu atualização em 2007, passando a ser chamada de “4,5”. Na sétima, o VW Golf utilizou o motor 1.6 16V MSI com até 120 cavalos, depois o 1.0 TSI com até 125 cavalos, manual ou automático.

Também teve os 1.4 TSI de 150 cavalos e 2.0 TSI com 220, atualmente com 230 cavalos, no GTI. O câmbio passou de DSG para Triptronic por causa da confiabilidade.

O VW Golf da geração 4,5 tem alguns defeitos e problemas relatados, em especial barulhos na porta do condutor, motor de partida, ar condicionado e rolamentos.

Na sétima geração, o campeão de reclamação é o DSG, tendo ainda problemas de embreagem (manual) e bateria. Confira abaixo os principais defeitos e problemas do hatch alemão.

VW Golf – defeitos e problemas

VW Golf - defeitos e problemas

O VW Golf tem reclamações de seus donos nas duas gerações que foram produzidas no Brasil, sendo que aqui serão consideradas apenas a chamada “4,5” e a sétima, a atual, do qual apenas o Golf GTI é feito.

Na primeira, o modelo apresenta alguns defeitos e problemas relativos ao ar condicionado.

Vários relatos falam de problemas no dispositivo de climatização, que acarreta em perda de eficiência ou barulho. Alguns foram corrigidos na garantia, tendo trocas de compressor ocasionais e correções na parte elétrica.

Um dos relatos fala de quebra do suporte do compressor de ar.

Outro apontou que esta peça quebra nada menos que três vezes em 156.000 km rodados com o VW Golf 2.0.

Também reclamam do VW Golf 4,5 em relação à suspensão dianteira, que gera ruídos e, em alguns casos, substituição de batentes e buchas, especialmente da biela na barra estabilizadora.

Barulhos preocupantes

VW Golf - defeitos e problemas

Alguns proprietários do VW Golf 4,5 com motor EA111 1.6, se queixam de barulho de tucho, sendo que os que reclamaram tiveram de troca-los, assim como também substituíram o comando de válvulas.

A quilometragem varia muito, desde antes de 60.000 km até muito acima dos 100.000 km. O problema é apontado também em outros modelos da VW com este propulsor.

Ainda na parte mecânica, os rolamentos – especialmente os traseiros – começam a roncar até mesmo em baixa quilometragem em alguns VW Golf 4,5.

Os donos perceberam o ronco da peça durante a condução e, após visita ao técnico, tiveram de substituí-lo. Boa parte o fez fora da garantia.

A direção hidráulica com vazamentos tem bom número de reclamações entre os anos de 2011 e 2012, registrados na internet.

Independente do motor usado, os donos reclamam que visualizaram o vazamento sem constatar alteração no funcionamento do sistema. Em menor número, outros apontaram direção dura antes de verificar o defeito.

O motor de partida também foi apontado por alguns donos de VW Golf 4,5. O componente falha na partida, sendo necessário sua substituição.

Um cliente reclamou que seu carro teve o dispositivo trocado aos 35.000 km, enquanto outros o fizeram perto dos 100.000 km.

Visual apagado

VW Golf - defeitos e problemas

Era um problema recorrente no Golf 4 e em seu irmão Audi A3, ambos feitos no Brasil.

No entanto, mesmo com o passar dos anos, o defeito no acabamento de peças internas continuou, em especial no painel. O revestimento dos botões e partes do conjunto frontal, assim como dos puxadores, sai com certo tempo de uso.

Aqueles mais usados, como o botão dos faróis, deixa o visual com cara de carro velho, mesmo em modelos com quilometragem não muito alta.

Muitos acabam se conformando com o problema, mas outros alegam que um carro que nunca foi barato, deveria ter um tratamento melhor nessa parte.

Também existem relatos de barulhos nas portas, em especial na porta do condutor. Muitos apontaram isso ainda nas primeiras revisões e em quilometragem baixa, sendo ajustadas nas concessionárias.

Vários deles acabaram vendo a garantia vencer e ter que trocar também batentes e borrachas para resolver o problema, embora existam casos que o defeito retornou e mesmo não desapareceu logo após o serviço.

O painel também é outra fonte de ruído para alguns donos de VW Golf 4,5.

Novo Golf 7

VW Golf - defeitos e problemas

DSG

Ele era alemão e virou nacional. Em ambas as origens, o Novo Golf apresenta defeitos e problemas. No caso do germânico, entre os defeitos e problemas apontados, o que mais tirou o sono dos proprietários foi o câmbio automatizado de dupla embreagem DSG.

Embora tenha boa fama, o DSG apresentou ruídos e vibrações em vários VW Golf importados nesta nova geração. Alguns se conformaram com o problema, embora tenha alegado se tratar de um problema crônico e sem solução.

Isto porque alguns fizeram a reparação no assistência técnica, mas indicaram que o ruído teria retornado.

Esse ruído acontece geralmente em pisos irregulares e se apresenta como algo metálico, incomodando muito os proprietários, especialmente aqueles que andam com os vidros abertos, onde fica mais audível o problema. Mas, não é só isso.

Alguns até usam o termo “mecatrônica” para se referir ao câmbio automatizado, nesse caso, como “problema de mecatrônica” ou “mecatrônica do DSG deu defeito”.

Além do ruído metálico, também são verificados trancos e retenção de marcha.

Aqui, o problema no VW Golf de sétima geração acontece em pisos irregulares, onde o DSG prende a marcha, onde estiver, chegando a elevar muito o giro do motor EA211 1.4 TSI, limitando o desempenho do carro.

Os defeitos no câmbio aparecem tanto em baixa quanto em média ou alta quilometragem.

Apesar de 1,6 milhão de unidades revistas em um mega recall do DSG, pelo mesmo problema, apenas na China e Sudeste Asiático, houve substituição do lubrificante da caixa.

Por conta disso, alguns mercados passaram a ter o câmbio automático Tiptronic no lugar do DSG, como nos EUA e Brasil, por exemplo.

Embreagem e bateria

VW Golf - defeitos e problemas

Noutro caso bem específico, o VW Golf Comfortline TSI, que tem motor R3 1.0 e câmbio manual de seis marchas, antes da reestilização, apresenta problemas e defeitos na embreagem de algumas unidades.

Existem casos em que o carro ficou literalmente sem poder mudar de marcha, pois, o acionamento de disco e platô ficou comprometido. Mesmo com os Golf 1.4 TSI manuais no mercado, apenas a versão 1.0 TSI apresenta o defeito.

Alguns resolveram com o kit do acionador trocado e outros tiveram até que substituir o volante do motor, danificado com o esforço incomum de acionamento do dispositivo de transferência de força.

Fora isso, o VW Golf VII ainda apresenta em algumas unidades, o fim da bateria com mais de um ano de uso. Alguns até tiveram que troca-la antes disso e o que relataram a substituição o fizeram até a terceira revisão.

Nenhum dos reclamantes fez a primeira troca depois de 60.000 km. Um deles teve que trocar os dois componentes aos 15.000 km e outro aos 11.000 km.

O problema, na maioria das vezes, ocorre de repente, pegando o motorista de surpresa e imobilizando o veículo. Todos os casos apontados estão relacionados com o conjunto mecânico onde o 1.4 TSI é o propulsor.

VW Golf – defeitos e problemas
Nota média 5 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fernando Oliveira

    Acrescentaria mais dois problemas no Golf MK4/4,5 (Tive os dois e nos dois os mesmos problemas):

    – Tecido do teto cai com o tempo. A cola usada não aguenta o calor do Brasil;
    – Mecanismo plástico da fechadura do porta-luvas com o tempo se quebra, deixando-o aberto ou travado fechado.

    • Marcelo Amorim

      A famosa tenda árabe,mal do Jetta tbm.

      • Unknown

        Kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Rodrigo

    Alguns problemas que ocorreram no meu Golf MK7 1.0 TSI:
    1. Com 10 mil km: barulho ao transpor lombada e valeta (nhec nhec), tratado em garantia, removeram, lubrificaram e reinstalaram as buchas das bandejas dianteiras. Problema resolvido.
    2. Pouco antes dos 20 mil km: barulho de ar saindo do motor: teve um problema de fabricação no coletor de admissão, foi trocado em garantia (parece que esse problema é mais comum em up e Polo TSI).
    3. Como decorrência da troca do coletor de admissão, entrou sujeira no alternador e ele teve de ser trocado, em garantia também, pois estava acusando no computador de bordo do carro. Não cheguei a ficar na mão, mas o carro ficou 1 semana na CSS pois a peça não tinha em estoque e teve que vir da fábrica.
    4. Barulhos no teto solar com ele fechado, especialmente em dias quentes. Esse é meio que crônico de todo o Golf com o item e não tem muito o que fazer além de lubrificar a cada 20 mil km.
    5. Cheiro ruim do Ar condicionado: esse problema acompanha o carro desde novo. Na vdd não é um problema, mas sim a forma de usar, especialmente em dias úmidos. Não pode desligar o carro com o ar condicionado acionado, precisa primeiro desligar o AC, esperar alguns minutos com a ventilação ligada (com ar quente) pra evitar que acumule microorganismos nos dutos. Limpeza e higienização periodicos ajudam mas não resolvem se não fizer isso. Com o tempo se acostuma a remediar (como expliquei acima). Não autorize que desmontassem painel e AC para avaliarem.
    De resto não tive outros problemas com o carro, tirando o fato da rede autorizada ser ruim e pouco cordial no atendimento.

    • Thiago

      Ótimo relato, só acrescentaria os Km que você rodou e quanto tempo você ficou/está com o carro.

      • Rodrigo

        Estou com o carro há 50 mil km. Já faz pouco mais de 2 anos que estou com ele.

        • Thiago

          Valeu!

    • Galeroso

      @disqus_S5NV4OWES3:disqus Eu também possuo o mesmo veículo, modelo 2017, no meu caso é:
      1 – idem, desde os primeiros km’s rodados… infelizmente até agora não foi resolvido. Acho lamentável o golf com baixa quilometragem fazer um barulho desses. De manhã é pior ainda, até mesmo quando se entra no carro.
      2 – Nada comigo.
      3 – Idem.
      4 – Ocorreu desde os 700 km em diante, foi arrumado na 2ª revisão, fizeram a lubrificação e problema solucionado. Vi no site da vw que é recomendável para tal lubrificação nas revisões, porém eu não sabia disso e nem fui informado na 1ª revisão sobre. Mas, de qualquer forma, isso não devia acontecer.
      5 – Nada comigo.
      6 – O carro faz barulhos (grilos) em diferentes pontos dentro da cabine do carro. Esse eu reclamei desde a primeira revisão, e não arrumaram ainda. Agora vou fazer a 3ª revisão em outra css (na 1ª e 2ª foram em diferentes css), e espero que deem um jeito nisso.
      Apesar desses problemas e chateações citadas, eu gostei muito do carro e não me arrependo de modo algum de tê-lo adquirido.

      • Rodrigo

        A do teto solar eu confesso que ja sabia antes mesmo de pegar o carro, pois um colega meu tinha o Golf mk7 alemão e reclamava sobre o mesmo barulho.
        Sobre o item 1, eu tive que reclamar umas 5 vezes até que o mecânico consultou a fábrica e verificou uma instrução técnica para lubrificação deste embuchamento com um lubrificante a base de lítio. Pode perguntar a respeito, essa IT existe pra esse problema e é o que efetivamente resolve.
        Sobre barulhos e grilos: no meu de vez em quando percebo barulhos vindos dos vidros da porta, que eu costumo lubrificar as canaletas com spray de silicone. Resolve também.
        De resto, pretendo ficar mais um tempo com esse carro. Pena que tiraram de linha, senão compraria outro.

        • Galeroso

          @disqus_S5NV4OWES3:disqus obrigado por me avisar dessa IT, vou na próxima semana fazer a 3ª revisão e vou repassar isso para o mecânico.
          Ele ter saído de linha (exceto o GTI) foi lamentável mesmo. Aguardemos pela 8ª geração, quem sabe ele não venha importado da Alemanha.

    • Geraldo Xavier

      Moro no rj e uso ar condicionado 100% do tempo. Só altero a ventilação e em nenhum carro que tive apresentou esse problema de cheiro ruim apesar da recomendação de todos os carros seja realmente essa de desligar o ar e ligar ar quente próximo ao final de seu destino. Realmente isso é muito ruim pois uma das piores coisa é cheiro ruim dentro do carro

    • EArtur

      Amigo pode descrever melhor esse barulho de ar. É um barulho que lembra a respiração do darth vader? Aparece rodando a uns 40 km/h em marcha lenta?

      • Rodrigo

        Em marcha lenta parecia o ruído de uma panela de pressão. Segundo explicação do técnico estava com fuga no coletor de admissão. A luz do EPC tambem ficou acesa quando isso ocorreu.

        • EArtur

          Entendi. Abraços.

  • Domenico Monteleone

    O problema da bateria é culpa do bendito Start-Stop, outro problema muito comum é na alavanca de cambio dos automáticos, 6 mil a troca d
    a peça.

  • Leonardo

    Tive um MK 4,5 ano 07/08 Plus, com ar digital e bancos em couro carro excelente fiquei por 3 anos sem nenhum problema.

  • Ricardo

    Minha próxima aquisição será um Golf 2.0 manual 2013, difícil será achar um manual!

    • Marcelo Amorim

      Difícil mesmo.

  • Alexandre Kim

    Tem algum proprietário de Golf MK7 e outros VW como motores 1.0TSI e 1.4TSI que tiveram problema com a bomba da água, como vazamento de líquido de arrefecimento ou válvula termostática travada aberta?

    • Rodrigo

      Tenho o 1.0 TSI e não tive esse problema. No fórum do Golf MK7 vejo que esse problema acontece com mais frequência no GTI.

    • PrGirafales

      Tive um 1.4HL, tive problema na bomba de gasolina que foi trocada em garantia que fazia o star stop parar de funcionar, alem do dgs7 com as retençoes chatas

    • Hendel Marques

      O meu TSi 1.4 2017 (tiptronic) com 1 mês de uso constantemente reclamava no painel (verificar liquido de arrefecimento) quando aquecia. Segundo a autorizada era a “dilatação” do sistema de arrefecimento que acabava abaixando o nível e causava o alerta no painel, mas segundo eles não tinha vazamento. O que eles resolveram? Colocaram mais liquido de arrefecimento um pouco acima do “máximo” , e quando o sistema aquecia e dilatava, aproximava do “mínimo” e não alertava mais.

  • Carlos

    Tenho um Bora 2009 2.0 Tiptronic com 170.000 km dos quais 120.000 foram feitos por mim, e o interessante é que por mais que seja um carro exteriormente diferente do golf, a mecânica e o interior são praticamente os mesmos, e exceto pela forração do teto que substituí a pouco tempo, do restante nunca tive problemas de acabamento, TALVEZ porque seja mexicano. Mecanicamente sim, única e exclusivamente na parte de arrefecimento, radiador, tubulação (que estourou num caso semelhante ao que aconteceu em alguns Polos TSI), eletroventilador principal e a válvula do compressor de ar. Parte de freios e suspensão troquei também, mas considero isso um item de desgaste do carro. Quanto ao motor 2.0 8v, nunca tive problemas e até acho interessante pois possuo um Passat 2012 com 60.000 km cujo o nível de óleo baixa um pouco durante o intervalo da troca, e o 2.0 do Bora não baixa uma gota sequer. Enfim, na época optei pelo carro pela dirigibilidade (semelhante ao Golf GT), o espaço no porta malas, e principalmente por ser um sedan “médio” menor que muitos sedans considerados pequenos ou compactos hoje em dia (pois com 4,36m ele é infinitamente melhor de usar na cidade do que o Passat).

  • Eduardo

    Os problemas na versão mk7 estão um pouco equivocados… o “problema de mecatrônica” não tem nada a ver com o problema do barulho do DSG. O barulho, apesar de chato, é característico do carro e acontece nas embreagens. A mecatrônica é a peça do DSG que é responsável pelas trocas de marcha e existe um problema crônico nela que é muito mais sério do que o do barulho. O conserto é caro, porém pago pela montadora, e tem pouca reincidência. Quanto ao problema na bateria, também há controversas… O desgaste dela depende da forma de uso de cada motorista, se o cara anda mais na estrada ela deve demorar mais para acabar, se roda mais na cidade acontece o contrário. Fato é que nenhuma montadora dá 3 anos de garantia na bateria, principalmente nessas EFB. O cruze, por exemplo, tem apenas 1 ano de garantia, a Moura dá somente 2 anos nas EFB e AGM dela. A maioria dos casos de desgaste prematuro aconteceu com mais de 2 anos. Já vi isso acontecer em outras montadoras também, mas por estarem foram da garantia, os clientes simplesmente trocaram por conta. Em todos os grupos do facebook de veículos com start stop que acompanho existe a reclamação do desgaste e do custo da bateria, não é exclusividade do Golf. Outra coisa… já vi relatos de gente que ficou na mão quando a bateria arriou, mas no meu caso, ela foi dando sinais evidentes de desgaste. O carro ficou uns 6 meses sem desligar o start stop e uns 2 meses dando mensagem de erro nas partidas. Até o dia em que negou a partida. Mesmo assim, na tentativa seguinte o motor pegou normalmente. Aí eu troquei ela para não correr o risco de ficar na mão.

    • PrGirafales

      fiquei 3 anos com o meu e nao tive problema com bateria, porem eu vivia desligando a função de start stop

  • Nicolas

    Um problema crônico não mencionado é barulho nos amortecedores traseiros, no meu foram trocados duas vezes na garantia, foi resolvido. No meu Golf MK 7 manual com 50 mil Km, foi o único inconveniente, está fazendo 20Km/l de média andando a 110 Km/l na gasolina. No DSG a seco, a retenção e barulho não causam danos ao carro, o problema é o superaquecimento/empenamento dos discos da embreagem, necessitando troca. No GTI com DSG banhado a óleo, não há relato de problemas. A vida útil da bateria pode ser estendida desligando o Start Stop. Carro com Start Stop a vida útil da bateria é reduzida.

  • PrGirafales

    Tive um HL top 2015 por 3 anos, carro era fantastico, acabamento de primeira, nao tive do que reclamar tirando esse dsg7 caixa seca, nao tive problema de defeito, mas as retenções de marcha e consumo alto por causa disso estavam impossiveis de usar o carro, era pegar uma rua com muita irregularidade ou buracos, dalhe retenção e giro alto, isso me fez vender infelizmente, arrumaram no nacional colocando o AT, mas ai foi tarde demais, uma pena, pq estou atualmente com um jetta Rline e o golf da um pau em acabamento e construção nele

  • Samluzbh

    O maior problema do Golf no Brasil é o preço de compra!

    • Peerre

      E o seguro… :(

  • Rômulo Júnior

    Tive um golf sportline 2011 0km, e ele apresentou um problema de vazamento de óleo na tampa do tucho e só. Depois tive um golf gt manual 2013 0km e nunca deu um problema, e olhe q eu tenho um pé pesado, mas uma conclusão eu tirei, q o motor 2.0 do gt mesmo ultrapassado aguenta pau. Ágora estou com um golf highline dsg 2014 com mais de 100mil rodados e o único problema foi a bomba de água q é a mesma do gol 3cilindros e saveiro 16v a peça foi barata, o carro está integro não bate nada, tem o barulho no dsg mas não incomoda ele compensa na esportividade. Esse lance de cair o forro do teto foi na mk4 e a3 até 2006. Estou feliz com meu golf e não pretendo trocar ele tão cedo.

  • Anderson Trajano

    Taí um dos meus desejos que ainda não realizei. Agora só usado mesmo, porque o GTI tem preço proibitivo para mim.

    Julgo dizer que o Golf, em matéria de qualidade construtiva e dirigibilidade, foi o melhor carro que tivemos em terras tupiniquins. Pelo menos nessa faixa de preço até 120k.

    Dos carros que tive, apenas o Focus e o Civic se aproximam, porém, o Focus não tem o mesmo esmero na montagem e o Civic, em suas versões de entrada e intermediária, é capado. Dinamicamente todos são referência.

  • leitor

    Sem contar que o seguro do carro não é barato pelo valor que ele tem. Independente da geração.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email