Avaliações Pickups Renault

Avaliação: Renault Duster Oroch 2.0 é robusta mas fica devendo em acabamento

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (42)

A Renault criou um novo nicho no mercado de comerciais leves quando fez surgir a Oroch, um modelo derivado do Duster. Com caçamba de carga e proposta de oferecer um veículo com características de crossover, mas com capacidade de picape, o modelo chamou a atenção do mercado.

Feita sobre a plataforma do Duster e com alterações visuais que a deixaram mais individual, a Duster Oroch tem preços que começam em R$ 64.000, mas a topo de linha Dynamique 2.0 – avaliada pelo NA – custa R$ 72.400.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (11)

Por enquanto exclusiva do Brasil, a Oroch vendeu 3.274 unidades em 2015, tendo sido lançada no final de setembro. O modelo não teve vendas expressivas, já que muitos consumidores esperavam pela rival Fiat Toro, a fim de comparar.

Vendendo em média 1,4 mil nos dois últimos meses de 2015, ela fechou com pouco menos de 900 unidades em janeiro. Ainda devendo mais opções, a Renault Oroch revela robustez no conjunto, mas apresenta pecados herdados do Duster, os quais já conhecemos.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (2)

Por fora…

Visualmente, a Oroch Dynamique 2.0 tem uma aparência bastante robusta, destacando o para-choque dianteiro com protetor adicional dotado de faróis auxiliares e placa metálica como nome Duster, mas vendido como acessório.

Os faróis possuem lente complexa. Nas laterais, protetores pretos nas saias de rodas e saias laterais imprimem uma aparência de robustez, mas – novamente – também são vendidos como acessórios. As rodas de liga leve são de aro 16 polegadas com pneus 215/65 R15. No teto, barras longitudinais com acabamento cinza.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (9)

Destaque para o santantônio exclusivo. As lanternas traseiras são compactas e escurecidas, enquanto o para-choque traseiro tem soleira e sensores de estacionamento. A caçamba tem 683 litros de volume e possui capota marítima como acessório. Este e os demais itens comprados à parte dão a Oroch Dynamique 2.0 um apelo mais aventureiro e deveriam ser de série.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (37)

Por dentro…

No interior, a Duster Oroch 2.0 herda do Duster o baixo custo empregado na elaboração do acabamento. É nítida a presença de plásticos duros em quase todos os componentes, tendo como destaque apenas os revestimentos em preto brilhante nas portas e console central. O volante tem um aplique de mesma tonalidade, enquanto as maçanetas são cromadas.

O cluster é simples, mas tem boa visibilidade e computador de bordo, além de indicador de marcha. A multimídia MediaNav Evolution é intuitiva e resume bem as funções, facilitando seu uso. Dispõe de recomendações e pontuação para o bom consumo, navegador com dados de tráfego e entradas USB e auxiliar. Há também Bluetooth.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (33)

Os bancos apresentam um revestimento melhor que o restante do acabamento, tendo neoprene e napa com filetes contrastantes em branco. São confortáveis e se ajustam bem ao corpo. Já as portas tem parte revestida em tecido, mas apresentam comandos dos vidros em bases que parecem improvisadas, item que surgiu no Logan.

O volante é parcialmente revestido em couro e vem com piloto automático e limitador, cuja ergonomia é no mínimo ruim. O comando de ativação fica na parte inferior do console central e o ajuste de memória e velocidade ficam em dois botões separados no volante. Como é característico da marca francesa, os comandos de áudio e telefonia ficam na coluna de direção.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (39)

A função Eco fica próxima do limitador/controlador de velocidade. O porta-luvas é pequeno e há dois porta-copos no túnel central, que poderiam ser maiores. Atrás, a Oroch 2.0 tem frisos em preto brilhante e tecido nas portas, cujos puxadores são pequenos demais.

O banco traseiro, como já dito nas primeiras impressões, é muito vertical e incomoda em longas viagens, mas o espaço para pernas e altura interna são bons. Há apoio de cabeça central e o cinto é de três pontos nessa posição. A caçamba tem um bom volume e vem com proteção plástica de série. A tampa tem peso razoável.

No geral, o ambiente interno da Oroch precisa melhorar, ainda mais agora com a concorrência chegando com força. O baixo custo é aparente e incomoda, ainda mais quando se sabe que o modelo tem bons atributos.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (51)

Por ruas e estradas…

Apesar do pecado praticado no acabamento, a Duster Oroch 2.0 se revelou bastante robusta no dia a dia e no fora de estrada, que não pudemos avaliar no test drive de lançamento. O motor 2.0 16V Flex tem boa disposição e entrega muito torque.

Com 143/148 cv a 5.750 rpm e 20,2/20,9 kgfm a 4.000 rpm, o propulsor aparentemente precisaria de girar alto para oferecer uma performance adequada, mas boa parte do torque aparece em rotação bem mais baixa. Acima de 2.500 rpm, já dá para sentir a força atuando com vontade.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (25)

Tendo somente tração dianteira – mais um pecado da Oroch, que deverá ser perdoado em breve com a tração 4×4 – a picape cabine dupla da Renault oferece transmissão de seis marchas com relações mais curtas. Os engates não são macios, mas há precisão.

Com ele e o 2.0, o modelo apresenta um bom desempenho, incluindo retomadas pontuais. Rodando a 110 km/h, a rotação fica em 3.000 rpm. O peso de 1.346 kg não é problema para o conjunto motriz. O consumo urbano foi de 9,5 km/litro e o rodoviário ficou em 11,2 km/litro, ambos com gasolina. O indicador de marcha no painel e o modo Eco ajudam nisso.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (13)

A Oroch conta com um conjunto de suspensão bem equilibrado com sistema Multilink na traseira, deixando o veículo mais neutro nas curvas, garantindo assim boa estabilidade e dirigibilidade. Buracos, pisos irregulares e defeitos de asfaltos não são problema. A direção é hidráulica, sendo pesada em manobra, mas progressiva ao dirigir. Os freios atendem bem ao modelo. O nível de ruído interno é regular e não difere muito do Duster, mas poderia ser melhor.

No fora de estrada, a Oroch 2.0 suporta muito bem a buraqueira, pedras e valetas. O curso da suspensão é adequado para trechos sem pavimentação e o ângulo de saída de 19,9° evita problemas na traseira. A frente também tem bom ângulo de ataque. Mesmo com apenas 4×2, dá para enfrentar caminhos não pavimentados com grau de dificuldade que resultaria em problemas para automóveis de passeio.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (46)

A Oroch tem boa área envidraçada e posição de dirigir correta. Sua capacidade no fora de estrada não deixa a desejar para um 4×2, mas é óbvio que uma versão 4×4 faria melhor, assim como controles de tração, estabilidade, descida e partida em rampa. A Renault já dispõe do sistema e a suspensão traseira multibraços facilita sua produção.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (48)

Por você…

A Renault Duster Oroch Dynamique 2.0 é a opção mais completa da picape, entregando ar condicionado, direção hidráulica, airbag duplo, ABS, multimídia com navegador, trio elétrico, bancos com padronagem diferenciada, rodas de liga leve, faróis de neblina, entre outros. Os acessórios instalados garantem um visual melhor, mas deveriam vir de série.

Pelo seu preço, a Oroch 2.0 também merecia um acabamento melhor e visual mais caprichado no ambiente interno. Afinal, a proposta não é de um veículo puramente comercial, voltado para o trabalho, onde o custo pode ser reduzido sem medo.

renault-duster-oroch-20-avaliação-NA (18)

Ainda assim, a Duster em forma de picape se mostrou robusta de modo geral. Falta a versão 4×4 e mais itens de controle e segurança para garantir um conjunto melhor. O propulsor 2.0 se mostrou bem adequado à proposta, assim como o câmbio. Falando nele, uma opção automática também não seria ruim.

Vale a pena? Até recentemente, a Oroch era a única opção nesse nicho, que promete virar um importante segmento de mercado mais adiante. No entanto, com a chegada da rival mais nova, custando R$ 4.100 a mais, a escolha pela francesa será difícil, exceto se câmbio manual e melhor performance estiverem no topo das exigências do comprador.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Renault Duster Oroch Dynamique 2.0

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha
Cilindrada – 1998 cm³
Potência – 143/148 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)
Torque – 20,2/20,9 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão – Manual com seis marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 9,7 segundos (etanol)
Velocidade máxima – 187 km/h (etanol)
Rotação a 110 km/h – 3.000 rpm
Consumo urbano – 7,5 km/litro (gasolina)
Consumo rodoviário – 11,2 km/litro (gasolina)

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Aço com calotas aro 16 com pneus 215/65 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.693 mm
Largura – 1.821 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.695 mm
Entre-eixos – 2.829 mm
Peso em ordem de marcha – 1.346 kg
Tanque – 50 litros
Capacidade de carga – 650 kg
Volume da caçamba – 683 litros
Preço básico – R$ 72.400

Galeria de fotos do Renault Duster Oroch Dynamique 2.0:





  • Vicente

    Ouvi falar que a Multilink na traseira seria o trunfo da Oroch em relação à Toro, que proporcionaria mais conforto aos passageiros e tal.
    Agora lançaram a Fiat também com Multilink. Seria então o preço a única arma para a Oroch entrar na briga? Ou tem mais algum diferencial importante?

    • Clovislauro

      Não vejo outra arma a não ser o preço menor, talvez a robustez dos veículos Renault que ainda precisa ser comprovada na dupla Renegade/Toro.

      • O desempenho da Oroch 2.0 é muito melhor que o Toro 1.8 ponei. A relação peso potencia tambem favorece mais ainda a Oroch 2.0. Mas eu não compraria um carro manual, e muito menos um carro com fraco desempenho a preço de 76 mil. Logo só uma picape media mesmo.

        • KevinGR

          Todas as picapes médias flex são tão lentas quanto a toro, todas fazem seus 11,5s pra mais e ainda são manuais.

          • Por isso seria a Diesel.

            • Artur

              Então leva a Toro diesel com câmbio AT9 que é bem superior aos câmbios ATs das picapes médias, oras! Rsrs

              • Samuel Ezidio

                Paguei 90 na minha amarok at zf8 2013 55000km não compro carro 0 nunca

                • Artur

                  Eu também compartilho da sua opinião, mas convenhamos: se ninguém comprar carro zero, logo logo não vai mais existir bons usados/seminovos para a gente comprar! Rsrs

            • KevinGR

              Mas ai a toro é bem mais barata e anda mais rsrs

              A toro 4×4 diesel automatica é 116, totalmente completa com todos opicionais é 130

              A hilux diesel auto mais barata é 150
              A ranger mais barata diesel auto é 148
              a s10 diesel auto mais barata é 148 e nem é 4×4

        • th!nk.t4nk

          Curioso que segundo a matéria a Oroch 2.0 não anda tanto assim. Tem que manter rotação elevada. Isso não combina com pick-up, então tá longe de ser a motorização ideal também.

          • Nao foi isso que eu li.

            “O motor 2.0 16V Flex tem boa disposição e entrega muito torque. Com 143/148 cv a 5.750 rpm e 20,2/20,9 kgfm a 4.000 rpm, o propulsor aparentemente precisaria de girar alto para oferecer uma performance adequada, mas boa parte do torque aparece em rotação bem mais baixa. Acima de 2.500 rpm, já dá para sentir a força atuando com vontade.”

            • Claudio

              o motor é bom..já provou isso!

    • dallebu

      Detalhe, essa suspensão da Oroch não é Multilink nem aqui e nem na China, é uma McPherson, como a suspensão traseira do Renegade, ou até do Alfa 147…
      Multilink mesmo por enquanto só a Toro tem entre as pickup’s…
      Seguem imagens da Oroch, Toro e Renegade.

      • RVM

        essa primeira é uma suspensao semi-independente mas o eixo tá la ligando as 2. Talvez com menos influencia, mas concordo que nao segue a o principio da multilink.

    • Claudio

      Só vejo preço menor (pelo menos 8.000,00 reais a menos)pra competir com a Toro,se bem que acho que ela compete com a strada duplas e saveiro dupla.

  • johnny

    me parece que esse preço maior era praticado por não ter concorrente, mas agora com a toro será necessário rever os valores para se tornar uma opção.
    confesso que tinha uma expectativa para esse tipo de carro, pois fora os modelos novos da S10 e Ranger, as anteriores pareciam caminhão por dentro de tão porco o acabamento, só que a nova s10 é muito cara. então esse tipo de veículo ajudaria nisso, eu que preciso de um carro para suportar as buraqueiras das ruas mas não quero andar em um carro que parece um caminhão por dentro… só que quando vi a oroch na rua, achei ela muito baixa…

  • Erlandio Ramos

    O veículo tem suas qualidades, mas tem muitos defeitos também. Além do acabamento triste, esse painel tem uma ergonomia péssima, a alavanca de câmbio quase bate no botões do ar condicionado que além de não ser automático/digital ficam lá em baixo. Pelo menos na versão top poderia ter ESP, mais dois air bags e um acabamento menos ruim. Apesar de ser bem mais barata que a Toro leva um surra no quesito equipamentos, acho que só ganha no preço e no motor flex.

  • Victor Hugo

    Entre uma Toro de entrada, Strada completa e a Oroch, eu iria de Oroch. O motor da Toro é bem mais capenga e a Oroch oferece mais conforto do que a Strada. Acho que esse veículo vai ser injustiçado…

    • Artur

      O acabamento da Oroch é bem pior do que o da Toro. O desenho dos bancos da Toro são baseados no Renegade. A ergonomia da Toro é bem superior. Logo, não vejo como a Oroch ser superior em conforto…

      • Ernesto

        Ele disse que a Oroch oferece mais conforto em relação à Strada e não em relação à Toro.

        • Artur

          Ah sim. Então ele está correto e eu é que peço desculpas pelo equívoco.

      • Victor Hugo

        Conforto superior em relação a Fiat Strada, foi o que eu quis dizer.

        • Artur

          Sim, eu entendi e já respondei ao amigo acima. Mas eu acredito que você não tenha sido exatamente específico antes de editar o seu post! :D

          • Victor Hugo

            Eu não editei e não tinha visto a resposta do amigo aí de cima. Mas tudo bem.

  • Diogo Oliveira

    Conclusão final:

  • Khusller

    Este carro é bem fotogênico, olhando aqui achei até bonitinho, ao vivo chega causar enjoou de tão feio.

    • Vattt

      No meu caso tive essa má impreção por que vi mais das versões de entrada (básica) que essas completinhas com os penduricalhos plásticos, que dão um ar mais robusto ao carro.

    • Bowie1972

      O problema da Oroch é o péssimo acabamento (o mesmo do Duster). Entrei em uma e achei do mesmo nível do Ecosport, que era a minha “referência” como pior acabamento em um carro.

  • Lucas Irrthum

    Se a Toro tivesse um propulsor mais forte, na versão de entrada, com certeza acabaria com todas as vendas da Oroch. O problema é pagar 76k em um carro manco, e com o clássico Etorq vazador de óleo.

    • Franco da Silva

      e com calotas!

      • Lucas Irrthum

        Calotas em um carro desse preço, é de fud.. mesmo.

        • th!nk.t4nk

          1000 a mais pelas rodas, pelo que disseram (fácil de chorar na concessionária). Neste caso deu a impressão de que quiseram ter uma opção com rodas de ferro pra dar na mão de funcionário.

          • Lucas Irrthum

            Pode até ser, mas o projeto não tem muita cara de que foi pensado para frotistas.

            • Claudio

              Não vejo essa picape Toro carregando sacos de cimentos,pás…teria pena de colocar no serviço bruto…já a Oroch..colocaria sem pena!

              • Claudio

                Pelo refinamento e beleza da Toro..só por isso.

    • CharlesAle

      O ponto fraco da Toro será o ETorq, sem dúvidas! Em um comparativo em outro site, o Renegade AT x Eco AT, o Renegade foi um vexame! gastou muito mais e andou bem menos!!

      • Lucas Irrthum

        O Etorq já deu o que tinha que dar há muito tempo.

  • Leonel

    É, o título diz um dos dois pontos que eu bato sempre na tecla quando se fala na Duster/Oroch: interior e câmbio aut. 6 marchas. Quando eles oferecerem isso e com real qualidade e um preço adequado (como se mostra agora), eu tenho certeza que vão vender muito mais parentes seus concorrentes, até lá, fica difícil.

    P.s: hoje, não compraria nem Oroch e nem Toro. A Oroch por dever um AT6 (ou mais) e a Toro porque eu acho caríssima. É bem equipada, mas aquele 1.8 Flex, e minha opinião, está longe de ser condizente com a proposta/preço.

  • Ricardo

    Acho um absurdo carros com motores modernos fazerem menos que 12 km/l na estrada, mesmo que 2.0. Faço isso com meu Polo Classic 1999 1.8, se andar de boa faço 15 km/L e se quiser pisar dou pau em muitos carros 1.6 a 2.0 novos.

    • Artur

      Ocorre que essa Oroch é bem mais pesada que seu Polo e é flex (só de ser flex, adicione uns 10% a mais de consumo em ambos os combustíveis).
      Já consegui 16km/l no meu Civic LXL 2012 em percurso rodoviário andando no limite da via, que era de pista dupla e muito bem pavimentada, sem muito trânsito. Com bastante trânsito, mesmo em estradas ruins, a média fica por volta de 13,5 a 14km/l.
      Ou seja, por ser uma picape, com motor defasado e pesada do jeito que é, até que o consumo da Oroch está bom…

      • Charlis

        Ganhei!
        LXS 1.8 – 6MT

        • Artur

          Nossa! Muito bom mesmo! O meu também é 1.8 e MT, só que 5 marchas.

        • Paulo Vítor

          Acho essa média pouco realista para o Civic 1.8 6MT, o percurso deve ter sido predominantemente em declive. A distância percorrida está pouca também.. (179km). Minha melhor marca foi 757 km com média 15,8 km/l, andando beeem de boa

          • Artur

            Então, consegui 16km/l com ar ligado e constantes 110 a 120km/h (percurso de São Paulo ao interior, pela Bandeirantes e Washington Luis, diminuindo a velocidade ao passar em pedágios e já contando com uma parada no posto no meio do caminho). Acho que se o cara pisar até uns 100km/h e com ar desligado pode até chegar nessa média sim.

            • RVM

              inveja, nem meu thp na maciota faz isso!!!!

              • Artur

                Em compensação há um abismo de desempenho entre o seu carro e o meu! Rsrsrs

                • RVM

                  Eh… pensando assim … de fato tsrsrsrs

                  • Artur

                    kkkkkkkkkk
                    Meu cunhado tem um Golf Comfortline com motor 1.4 TSI. Estava meio cético em relação ao desempenho inicialmente, já que, em números, apesar do torque muito maior, o Civic tem 144cv e o Golf 140cv.
                    Quando o dirigi, mudei totalmente minha opinião sobre esses carros atuais com turbocompressor! O carro anda muito, cara!
                    Futuramente minha intenção é trocar meu Civic por um carro também turbinado. Vamos ver como vai ficar a nova geração do Civic com o 1.5T…

                    • RVM

                      é top. Evoluiu, não tem turbolag, não consome muito, e é delicioso pra dirigir…. Eu adoraria seguir essa linha… mas pelo que vejo os carros que gosto, 2016 em diante nao cabem no meu bolso.

                      a realidade atual desse pais não me permite mais.

                      não so financeiramente, mas moralmente, mesmo. Vou curtir bem meu thp…é o jeito.

          • Charlis

            Vou especificar melhor, pois não há motivos para mentir, alias, nem o Civic eu tenho mais.
            Isso foi em 2013, gasolina comum, ainda era 25% de etanol (hoje é 27%), botão ECON ligado.
            Trecho foi interior de SP, sentido interior – capital, medido na rodovia Washington Luis e Anhanguera.
            Eu e minha esposa + malas, sem ar condicionado.
            Velocidade, sempre a permitida WL = 110km/h e Ang = 100km/h.

            Eu troquei este Civic por um Jetta TSI, e semanas atrás, eu repeti exatamente o mesmo teste, no mesmo percurso, e mesmas condições, com ar cond. ligado, e consegui 15,2 km/l.

        • Pedro Rocha

          Fico feliz com meu Corolla GLI AT4 então, no qual já consegui 17,4Km/l em pista dupla e com gasolina Podium.

          • Claudio

            Pedro,a gasolina podium faz tanta diferença assim em relação a aditivada?

            • Pedro Rocha

              Há controvérsia acerca dela ser mais econômica que as gasolinas comuns; na minha percepção, ela é de 10 a 15% mais econômica e em motores mais modernos faz uma boa diferença de performance nas retomadas e ultrapassagens.
              A Podium para ser bem-aproveitada não pode ser misturada com outro combustível, tendo que esvaziar o tanque todo e chegar no posto na reserva do tanque, para não diluí-la. Quanto ao uso, ela só mostra diferença na estrada, já que usá-la em uso urbano é desperdício.

        • Tarcio

          computador de bordo engana. no meu Sandero 1.0 16v o computador indicava 19,4km/l mas na verdade fiz o teste de encher o tanque e depois calcular o consumo e na verdade consegui 17,5km/l.

  • Ricardo

    Bom acabamento interno e Renault não combinam.

    • Khusller

      O fluence tem até um acabamento razoável, pelo menos o anterior, no atual nunca entrei.

      • Claudio

        O Fluence é o melhor carro da Renault aqui no Brasil!

    • dallebu

      Bom acabamento interno e DACIA não combinam.

      Fixed.

      • RVM

        leia se fluence pra provar que você ta certo. Temos um em casa e ele pode não ser uma primazia mas mal feito não é não.

  • KevinGR

    4 mil a mais e leva-se a toro, que perde em desempenho, mas é muito maior, mais completa, mais moderna, mais segura, melhor acabamento e tem cambio automático (que sozinho já paga os 4 mil)

    A Renault tem que rever esses preços, querendo ou não a oroch ta mais pra pequena enquanto a toro ta mais pra media.

    • Claudio

      Concordo!

  • HugoCT

    Acho muito bonita a Oroch, mas se quisesse mesmo ter uma pickup eu iria de Toro. Tanto por fora como por dentro a fiat leva vantagem em tudo, desenho e acabamento. Em vídeos que assisti, falaram muito bem o motor 1.8, levando em consideração a proposta do veiculo. O grande trunfo da renault é mesmo o preço, que por 73 mil você leva a top de linha, como motor 2.0. Mas teria que conviver com essa frente quadrada que não me convence, alem de não ser muito segura (plataforma da primeira geração do sandero).

  • edbil

    Eu sempre que olho um Sandero Stepway me pergunto se a suspensão mais alta é só uma mola diferente ou se realmente há algum reforço na suspensão. Algum profissional da área sabe me informar?

  • Osni Duarte

    Honestamente, não vejo como a Oroch pode ser melhor opção que a Toro. Questão de gosto? Aliás, convenhamos, se a Oroch inaugurou o segmento, foi a Toro que revolucionou.

  • Efulefante

    Quase 2 kgfm mais forte, 9 cavalos mais potente (comparado ao 1.8 E.TorQ Evo VIS), 300 kilos mais leve, preço menor.
    Algo a mais de positivo?

    • Gian

      Pelo que vi até o momento, são apenas essas as vantagens mesmo.
      De resto, a Toro é mais interessante.

    • Artur

      Só isso. No restante, perde em tudo. Lembrando que a picape da Fiat não tem versão flex com câmbio MT, então o correto é equipará-las quando este for lançado.

  • Bittencourt

    O consumo urbano com gasolina é 7,5 ou 9,5?

  • Vattt

    È o preço que se paga para se term um preço supercompetitivo no brasil para o nosso azar. O Fiat Toro tem o motor manco do Renegade e é mais pesada e maior. Oroch tem uma mecânica apesar de “ultrapassada” para alguns bem mais acertada para o carro que o Fiat, e como um motor é chamado de ultrapassado se consegue ter *desempenho e consumo similar ou até melhor que a novidade da Fiat??? *(fontes não oficiais)

    • Artur

      Simples: a Toro tem um motor com menos potência e torque, é automática e é mais pesada do que a Oroch. Assim, o desempenho da Oroch com motor 2.0 vai ser, obviamente, superior ao da Toro.
      De qualquer forma, para quem tem grana, a Toro oferece opção à diesel e 4×4, coisa que a Oroch não tem.

  • Leônidas Salazar

    O overdrive da Oroch poderia ser um pouco melhor, com um motor 2.0 de 148 cv e 20,9 kgf.m de torque acoplado a um câmbio manual de 6 marchas, poderia estar girando a muito menos de 3 mil rpm a 110 km/h, porque a Toro 1.8 AT6 gira a 2500 a 120 km/h, e o Jeep Renegade 1.8 AT6 gira a 2350 rpm também a 120 km/h.

    • th!nk.t4nk

      Barulheira na estrada, além de prejudicar o consumo :(

      • Leônidas Salazar

        Com certeza.

  • beto

    Tá mais pra Strada que pra Toro.

  • Franco da Silva

    Fazendo 11 na estrada qlq passeio à praia me custaria R$ 200! Em um ano, só indo pra minha casinha no litoral eu gastaria mais que uma viagem para Paris com alimentação e uns presentes em Euro!!

    • Zé Mundico

      Então vende a casinha e vai morar em Paris!!…kkkkkkkkkkkkkk

      • THE GUNSLINGER

        Boa…

      • Franco da Silva

        Já tentei. Mas só dá pra comprar 2 baguetes com o valor da casinha agora…

  • Marcos Rodrigo

    Nao consigo engolir essas saidas de ar redondas no centro do painel, e muito feio, fica com uma aparencia de um carro feito de qualquer jeito, sem se importarem com o design interno do veiculo.

  • Carol Vieira

    Toro é uma excelente picape, mas a versão de entrada dela e a versão top de linha da Strada já passam da versão top de linha Duster Oroch.

  • Zé Mundico

    Embora semelhantes na concepção, as 2 tem propostas diferentes.
    Enquanto a Oroch é um comercial leve robusto mais indicado para trabalho e estradas ruins, a Toro é mais refinada e mais adequada para uso urbano com alguns agrados e firulas para desfilar no shops centis.

    • Claudio

      Também acho isso!

  • Wilber

    FALTA CÂMBIO AUTOMÁTICO. DEPOIS AS VENDAS MELHORAM.

    • Gian

      Talvez, na ansiedade de ser “a primeira”, a Renault lançou o modelo antes de ter todas as possíveis configurações prontas. Não é a primeira vez que a Renault faz isso…

      Lembro sempre daquele Megane lançado em 2006 que chegou primeiro somente com motor 1.6L e somente no ano seguinte vieram as versões 2.0L. Moral da história: o veículo já nasceu desprestigiado (e era um sedan muito bacana).

      Imagino que, quando chegar a versão Automática da Oroch, que é uma picape bem bacana, ela já estará com uma imagem de “mais simples” bem fixada na cabeça do consumidor e vai ser demorado para reverter.

      • Pedro Rocha

        Vai ser mais simples porque o câmbio automático vai ser o tão conhecido como defasado AT4 do Duster.

  • Aloca

    Essa Saveirona é bizarra. E o acabamento dos Dacia, digo, Renault, são horríveis mesmo. Depois o presidente global da Renault reclama. Tem o que merece.

  • Gran RS 78

    A Renault tinha que ter lançado a Oroch com cambio automático, esp e preços mais baixos. A Toro de entrada oferece mais itens, cambio automático de seis marchas, controle de tração e estabilidade e um acabamento muito superior a Oroch e o preço da Toro é muito próximo da versão top manual da concorrente francesa. Desse jeito a Fiat vai vender muito mais que a Oroch.

  • Schlatter70

    Sugiro que vocês façam uma avaliação deste tipo de veículo atentando à proposta dele. Coloquem uma moto na caçamba, uma bicicletas, tralha de camping, mountain bike, mergulho e tudo o mais para uma aventura. Aí façam o teste. Seria mais real para quem pretende comprar este tipo de veículo.

  • Matheus

    “As rodas de liga leve são de aro 16 polegadas com pneus 215/65 R15.” As rodas são 16″ ou 15″?

  • J_Eduardo

    O visual de SANDERO antigo do interior do DUSTER E OROCH é o que mata o carro. Na verdade além do visual, o precário acabamento que se recebe pelo preço dos carros desmotiva visitar a Renault. Mesmo custando mais barato que a concorrência tem coisa que vc não espera encontrar em carros com estes preços….e outras que espera e não estão lá…só piora quando você vai a concessionária e ouve o blá blá blá de vendedor com respostas prontas que se perdem em perguntas mais complexas ou naquelas em que a resposta é o modelo “não oferece” e que é o momento que ele tenta empurrar alguma qualidade diferente…..ou fala do preço….

  • Saulo Gomes

    Bem tendenciosa a comparação, o multimídia da Oroch tb é muito superior á telinha de celular da Toro. A toro leva vantagem no controle de estabilidade, cambio AT, tração e maior volume de carga e só! No resto a Oroch é superior. Mas já passou da hora da Renault colocar mais eletrônica neste carro.

    • rodrigomalc

      O que sobra então pra Oroch valer mais a pena?

  • Pedro Evandro Montini

    Se a substituta da Duster vai ser a “Grand Captur”, logo a substituta da Oroch deverá ser a Grand Captur Oroch. Vai ficar linda!

  • Fábio

    1-Cometeu o mesmo erro do passado, quando lançou o Megane 1.6 com opção 2.0 posterior. Resultado: queimou o Megane. Agora lança a Oroch sem opção AT??
    2-Péssimo acabamento.
    3-Painel feio.
    4-Design externo apesar de relativamente bonito e robusto, é muito simples.
    Depois quer pagar de zuadora com comerciais, só pra dizer que inaugurou o segmento? Tem que oferecer muito mais pra ser mais atrativa que a Toro!
    E como é Oroch ao contrário mesmo? Hahaha.

  • Cara, apertada, beberrona, mal acabada, revisões caras e ainda por cima feia.

  • fbl

    O jeito pra compensar design e acabamento superiores da toro é a renault botar essa 2.0 mecanica pra bater de frente com as versoes 1.8 da toro, mesmo assim parece missao impossivel da renault brigar de igual pra igual com a fiat com esse velho projeto dacia. Tem que trazer coisa melhor ou atualizar e muito o oroch e a duster. E a versao 1.6 do oroch tem q colocar a preço de saveiro e strada intermediaria ou tvz ate das versoes mais caras, compensando com o espaço interno apesar da caçamba pequena e design esquisito.

  • Valdemir Souza

    Não é um mau produto, mas tem automóvel abaixo de 45k que entrega painel melhor que esse… Se não fosse por isso seria mais bem aceita no mercado. A Renault deveria baixar o preço pois não vai competir em pé de igualdade com a Toro.

  • octavio cesar godoy

    Pagar 130 mil numa porcaria dessas, minha nossa

  • octavio cesar godoy

    Vão na webmotors e pesquisem uma camionete usada com baixa kilometragem, diesel, muito mais barata que essa coisa de toro, toro eu tenho na minha fazenda, e não essa porcaria de fiat



Send this to friend