Fiat Toro Freedom 2024: Picape Turbo tem acabamento interno honesto, mas sem luxo

toro freedom (23)

A Fiat tem o topo de vendas de picapes pequenas e grandes garantido pela dupla Strada e Toro, mas enquanto a Strada dispara na frente, a Toro tem concorrente forte.

Motores modernos, com opção Diesel e Flex, preço convidativo e ampla rede de concessionárias jogam a favor da Toro.

Avaliamos uma unidade da versão Freedom, e trouxemos todos os detalhes para você.

Partindo de R$ 156.990,00, a versão da picape grande da Fiat vem de série com:

Ar-condicionado digital dual-zone, barras longitudinais no teto, câmera de ré, central multimídia com tela de 8,4″, Apple CarPlay e Android Auto wireless, faróis de neblina em LED, faróis Full LED, rodas de liga 17”, 6 airbags (2 frontais, 2 laterais e 2 de cortina), controle de tração e estabilidade, cluster digital de 7”, volante multifuncional, direção elétrica, freios ABS, sensor de pressão dos pneus, piloto automático com controlador de velocidade e mais.

Motor Flex moderno e versátil

toro freedom (19)

Já houve uma época em que picapes e carros de passeio tinham tecnologias e motores totalmente diferentes, hoje, para muitas montadoras, isso mudou.

Prova disso é a Toro, que utiliza motor aplicado em outros carros do grupo Stellantis, como alguns Jeeps.

O motor 1.3 Turbo de 4 cilindros e 16v, tem ótimo rendimento de 185 cv e 27,5 kgfm de torque no etanol, torque já disponível a 1.750 RPM.

Acoplado ao câmbio automático de 6 velocidades, empurra seus 1.670 kg de 0 a 100 km/h em 10,7s, com velocidade máxima de 201 km/h.

Seriam números somente aceitáveis para um carro de passeio desse valor, porém para uma picape grande de entrada, são bons números.

A capacidade de carga total é de 750 kg, mais 400 kg de reboque.

Seu consumo é de 6,6 km/l na cidade e 8,0 km/l na rodovia, quando utilizado etanol, enquanto na gasolina são 9,5 km/l e 11,2 km/l, respectivamente.

A RAM Rampage Rebel, por exemplo, que custa R$ 261.990,00, faz o 0 a 100 km/h em 6,9s com velocidade máxima de 210 km/h.

O consumo é de 7,9 km/l na cidade e 9,7 km/l na rodovia, sempre na gasolina.

A Hilux STD Power Pack, que parte de R$ 242.590,00, com motor 2.8 Diesel, tem capacidade de carga maior, 1.000 kg, porém anda menos.

O 0 a 100 km/h é de 12s e a velocidade máxima 180 km/h.

Interior honesto, mas sem luxo

toro freedom (1)

Sendo uma picape grande que custa quase R$ 100.00,00 a menos que suas concorrentes, fica difícil fazer uma comparação entre elas sem sermos injustos, então vamos dizer apenas que ela é honesta.

Seu interior não tem itens refinados, como couro, por exemplo, mas cumpre sua função no segmento de forma assertiva, sendo confortável, funcional e até que bonito (mas não muito).

toro freedom (8)

As forrações de porta são em plástico, com acabamento acolchoado em tecido na região do apoio de braço e logo acima, com alguns detalhes prateados, sem grandes destaques.

toro freedom (17)

Os bancos em tecido tem costuras marcadas, com um desenho interessante, neles são aplicados dois tons de cinza, e nas suas laterais existem abas generosas, deixando-os mais bonitos e com um encaixe bom.

toro freedom (12)

Na parte central, o console é bem simples, abriga a manopla de câmbio, que é igualmente simples, somente com uma moldura em preto brilhante.

Um pouco acima, os comandos do ar-condicionado digital com acabamento em plástico preto e alguns detalhes prateados.

toro freedom (14)

A central multimídia tem desenho acertado, encaixada no painel com os difusores de ar nas laterais, passa a robustez que se espera pra uma picape, não se deixando levar pela tendência de centrais “flutuantes”.

O acabamento que contorna o acessório e os difusores é em preto brilhante.

toro freedom (16)

À direita, em frente ao passageiro dianteiro, o painel se afunda, deixando uma cavidade, essa região é prateada, lembrando aço escovado.

Mais à direita, próximo à porta, o difusor de ar é montado na vertical.

toro freedom (10)

Voltando à região em frente ao motorista, o volante passa a impressão de ser grande, com raio espesso, abrigando os comandos multifuncionais.

O aro possui empunhadura grossa e em couro, dando a impressão de robustez.

toro freedom (15)

O cluster digital de 7 polegadas é responsável por dar um ar mais tecnológico à picape.

toro freedom (22)

No banco de trás, como esperado, não há muito espaço, mas ainda está bem à frente da Montana, a Toro tem ao menos o espaço necessário.

Visual moderno

Bem antes da GM modernizar a Montana, a Fiat já trazia algumas tendências de design que foram aplicadas pela rival norte-americana.

toro freedom (24)

Entre elas o conjunto óptico dividido, com a porção superior estreita e se estendendo até boa parte do capô.

O farol fica na porção mediana do para-choque, enquanto os faróis de neblina na inferior.

toro freedom (26)

A grade central é contornada por um acabamento em plástico preto brilhante, enquanto a região central é bem vazada, e possui o logo “FIAT” em grandes proporções e cromado.

A porção inferior do para-choque é em plástico preto comum.

toro freedom (27)

As rodas são de liga 17” e tem um desenho compatível com a proposta, sem muito destaque, envoltas por pneus “borrachudos”, 225/60, bem adequados para não sofrer nos obstáculos urbanos.

toro freedom

Toda região lateral inferior é recoberta por um acabamento em plástico preto, não muito largo, não rouba tanto a atenção da lataria.

As janelas tem cortes retos, triangulares, sem curvas, dando um visual mais “quadrado”.

toro freedom (18)

No teto os racks são em plástico preto, dando mais cara de funcional e menos de picape de passeio.

Os retrovisores são pintados em preto, enquanto as maçanetas acompanham a cor do veículo.

toro freedom (2)

Na traseira, as lanternas são “esticadas” até a lateral, com as bordas todas vermelhas e região central branca.

toro freedom (6)

Na tampa da cabine, que é bipartida, abrindo igual um armário, o modelo “Toro”, versão “Freedom” e motorização “Turbo 270” estão cromados na região inferior, enquanto no centro, fazendo parte do puxador, o logo da Fiat cromado em fundo preto.

toro freedom (4)

Uma espécie de “soleira” cromada dá acesso à caçamba, fica apoiada no para-choque protuberante, construído em plástico preto.

Vende bem, mas tem rivais mais “caras”

Dentre todos os veículos comerciais leves, a picape Toro foi o segundo mais emplacado em Maio de 2024, 4.315 unidades ao todo.

Perdendo apenas para a irmã Strada, disparada com 10.973 unidades emplacadas, e ganhando de Saveiro (3.557), Hilux (3.393) e S10 (2.311).

Dentre as picapes grandes, foi a mais emplacada no ano, desbancando a Hilux nesse mês.

No acumulado de janeiro a maio somou 18.429 unidades emplacadas, enquanto a rival da Toyota emplacou 18.394.

Em terceiro lugar, a Montana com 10.655, já a S10, com 10.163, chega em quarto.

Seguidas por Ranger, Rampage, Oroch, L200, Frontier e Amarok, completam o top 10.

Funcional, relativamente barata e moderna, caiu no gosto do brasileiro, por enquanto de forma incontestável dentre as picapes grandes de entrada.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



c12OrqyAeQ65CANuSaRgcOXX3cvWvBvO3VrU zKQNKMIjAIN28coKUHnlTgz76QZ90
Autor: Luca Magnani

Engenheiro mecânico na indústria automotiva, pós graduado pela Universidade da Indústria do Paraná em Engenharia de veículos elétricos e híbridos.