Chevrolet Gadgets Hatches Lançamentos Sedãs Test Drive

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

O Chevrolet Cruze Premier 2020 chega ao mercado nacional com a promessa de conectar família e amigos a bordo do modelo médio, que pode ser sedã ou hatch, no caso o Cruze Sport6. Com atualização visual, ele adota uma nova versão topo de linha, que já vinha ganhando espaço em outros carros da GM desde o Equinox.


Além do visual e da conectividade a bordo, o Chevrolet Cruze Premier 2020 traz ainda algumas alterações na parte de segurança e economia de combustível, a fim de atender aos pedidos de clientes e ampliar a proteção dos ocupantes. Em parceria com a Claro, a General Motors promete estender a tecnologia para outros modelos do portfólio local.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

A primeira vista, a GM deve fazer isso apenas nas versões Premier, mais caras. No futuro, a opção de internet 4G deve chegar em todas as versões, assim como o serviço OnStar. No evento de lançamento da tecnologia, no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba-SP, tivemos um contato inicial com o serviço que será disponibilizado a partir de setembro.


Em transmissão online, a bordo das unidades do Cruze 2020 (ou fora dele), Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul, falou direto de Buenos Aires para os dispositivos móveis da imprensa presente.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Zarlenga diz: “Estamos acostumados a acessar o Wi-Fi em casa, no trabalho, no restaurante. Por que não no carro? Estudos mostram que o brasileiro é um dos mais conectados do mundo e passa, em média, duas horas e meia por dia no trânsito de grandes centros. O Wi-Fi a bordo muda completamente a experiência do usuário no automóvel”.

De acordo com a GM, a intensidade de sinal no Cruze Premier 2020 é 12 vezes maior que num dispositivo móvel. Rosana Herbst, diretora de Serviços Conectados da GM, explica:

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

“Isto acontece pelo fato de a antena do veículo ser dotada de sistema de amplificação. O posicionamento dela sobre o teto também contribui para reduzir a perda de sinal proveniente de áreas de “sombra”, como é chamado fenômenos que atrapalham a conexão – e quanto maior a velocidade de deslocamento, maior é a percepção da estabilidade de sinal que se tem a bordo do Chevrolet com Wi-Fi”.

Para essa rede Wi-Fi, o Chevrolet Cruze 2020 tem 22 antenas espalhadas pelo carro, assim como 14 redes a bordo. São 42 processadores a bordo para fusionar todos os dados em circulação a bordo. Na versão Premier – o que indica que haverá uma opção “móvel” no futuro – a internet é nativa através de um chip da Claro soldado na placa de conexão do carro.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Isso impossibilita de se instalar um cartão SIM de outra operadora como em outros poucos carros que possuem tecnologia parecida. De qualquer forma, o Cruze Premier 2020 pode ter alguns pacotes de dados a escolher. Para começar, quem comprar o carro pode optar por 3 GB gratuitos ou 3 meses de experiência com a tecnologia.

Depois disso, os pacotes começam em R$ 29,90 com 3 GB e vão até 20 GB mensais, sem preço ainda divulgado. O app MyChevrolet vai informar quando os dados estão perto de expirar e a recarga da contratação será feita pelo próprio aplicativo.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

O serviço permite que a conexão 4G, distribuída via Wi-Fi, possa alcançar aparelhos até 15 metros, sendo sete simultaneamente. Com a antena e toda a arquitetura elétrica modificada a bordo, o Cruze Premier 2020 promete conexão estável mesmo durante a condução.

O outro lado da conexão com internet, que traz vantagens para quem ficou sem plano de dados ou cuja operadora é limitada em cobertura, é que alguns serviços online estarão disponíveis, além do OnStar. Agora, por exemplo, é possível agendar serviços da rede Chevrolet pelo MyLink 3.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Falando nela, a multimídia foi atualizada para uma terceira geração, que já está presente no Camaro 2019 vendido no Brasil. Essa MyLink 3 traz um ambiente mais intuitivo e com ícones melhor distribuídos. Ela inclui dois aplicativos, sendo um de navegação com mapas atualizados, mas sem serviço de tráfego.

O outro é um app de clima da The Weather Channel. De acordo com a GM, mais aplicativos dedicados para essa plataforma serão incorporados. Além disso, o serviço OnStar continua a bordo, bem como os sistemas Google Android Auto e Apple Car Play.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Com tela de 8 polegadas, a MyLink 3 vem com manual digitalizado e personalização de usuário, além de uma conta pessoal do proprietário para registro na rede. A rede Wi-Fi pode ser também alterada em nome e senha, como num roteador de smartphone ou doméstico.

Como uma ID, a conexão Bluetooth pode parear dois celulares ao mesmo tempo e identificar o motorista. Como usuário, ele pode ter todos os ajustes pessoais reproduzidos no carro, como por exemplo, as estações de rádio preferidas ou os aplicativos. As chaves eletrônicas também são reconhecidas e a do motorista também.

Impressões ao conectar

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

A experiência de conexão com o Chevrolet Cruze Premier 2020 pareceu bem interessante. A multimídia MyLink 3 permite rápida configuração com a rede disponível no carro, até mais fácil que se fosse parear o smartphone com o Bluetooth do carro, que nem sempre funciona, dependendo de um monte de fatores.

Basta localizar no display da multimídia a conexão de rede e verificar a senha. Pode-se mesmo alterar as duas se desejar. Depois, é só conectar o smartphone na rede do Cruze Premier 2020 e pronto. O sinal parece muito bom a princípio, mas houve queda de áudio e sinal durante a transmissão do presidente Zarlenga.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

O motivo pode ter sido a enorme concentração de carros e smartphones ligados ao mesmo tempo e num espaço de poucos metros. Pode ter havido alguma interferência, mas a experiência inicial foi boa. Vamos ver no dia a dia como se sai.

Para viagens longas ou períodos sem contratação de serviços no smartphone, a internet do Cruze 2020 vem bem a calhar, especialmente com casa e trabalho com suas próprias redes de internet, eliminando a necessidade de se contratar outra para o aparelho móvel no dia a dia.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

A GM diz que o serviço da Claro funcionará também na Argentina, porém, inicialmente será apenas no Brasil. Quem mora na fronteira terá esse recurso importante no outro lado, especialmente com o fim do roaming internacional. Muitas possibilidades para o serviço ainda estão por surgir.

Impressões ao dirigir

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

O Chevrolet Cruze Premier 2020 não é somente conexão com internet, embora essa tenha eclipsado o lançamento do médio no mercado. Ainda sem preço conhecido, sedã e hatch apostam num visual já conhecido, agora com uma grade mais expressiva e interessante.

Para manter as identidades, a GM adicionou para-choques diferentes nas duas carrocerias, sendo os mais expressivos no caso do Cruze Sport6. A ideia é manter um ar jovial e esportivo para o hatch, que precisa voltar a subir, depois de queda nas vendas em julho, que quase derrubou o já combalido segmento, salvo por Volvo V40 e Audi A3 Sportback.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

As novas rodas de liga leve aro 17 polegadas tem um desenho leve e elegante. Outra novidade do Cruze 2020 é a frenagem automática de emergência, que agora está ligado ao detector de veículos, que antes apenas emitia alerta de colisão, algo semelhante ao empregado em outros modelos, como a S10, por exemplo.

Para felicidade geral da nação dos donos de Cruze de segunda geração, o desejado botão de desligamento do Start&Stop apareceu no console e agora pode eliminar o desligamento automático do motor, que tanto irrita os proprietários desse modelo. É uma solução simples que evitaria uma situação complicada, como era das reclamações constantes dos clientes.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

A GM resolveu mexer até no carregamento indutivo de smartphones, que até então não estava em certos aparelhos. Infelizmente, o Android Auto ainda precisa ser conectado via cabo, mas a coisa tá mudando com a recente atualização do sistema do Google. Só não se sabe quando chegará para todas as plataformas.

O Cruze 2020 ganhou ainda uma nova câmera de ré, agora digital e de melhor resolução. O modelo recebeu também as novas cores Marrom Capuccino e Azul Eclipse. Rodrigo Fioco, diretor de Marketing de produto da GM, diz:

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

“O Cruze Premier traz consigo o máximo em sofisticação e tecnologia que esta versão simboliza para a Chevrolet. Além disso, é um produto comercialmente estratégico para a companhia, pois atende um consumidor bastante específico, que não abre mão da performance e do prazer ao dirigir característicos dos carros médios da marca”.

Embora não tenha alterações mecânicas de fato, andamos novamente no Cruze e no Cruze Sport6 na pista de testes da GM. No circuito já conhecido, agora existem duas reproduções de passagem de nível (trilhos de trem).

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Com motor Ecotec Turbo 1.4 de 150 cavalos na gasolina e 153 cavalos no etanol, bem como 24,5 kgfm, o Cruze 2020 continua um carro bom de guiar. Apesar da proposta ser economia e conforto, sedã e hatch garantem uma boa dirigibilidade com respostas prontas e retomadas pontuais.

O conjunto de suspensão, já adaptado à nossa realidade, é outro ponto positivo da dupla de médios da GM. A estabilidade em curvas fechadas ou de alta, permite conduzir o Cruze 2020 de forma prazerosa. As poucas mudanças do modelo, permitiram manter suas boas características de condução.

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar

Agora só resta saber o preço do Cruze 2020. O atual parte de R$ 99.290, tanto no sedã quanto no hatch, chegando a R$ 120.490 na LTZ completa.

Chevrolet Cruze Premier 2020 – Galeria de fotos

Evento a convite da Chevrolet. 

Chevrolet Cruze Premier 2020: Impressões ao dirigir e conectar
Nota média 4 de 9 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Alexandre Maciel

    Parabéns pela análise. Desde a renovação acho esse carro bem interessante na versão sedã. O hatch me parece poluído e mal resolvido na traseira. Outro ponto: as cores do interior das versões mais caras não me agradam. Ademais, na minha opinião essa barra cromada exagerada unindo as entradas de ar é extremamente cafona. Parece coisa de montadora japonesa buscando atender a compradores da terceira idade.

    • Helder

      Corolla não curtiu esse comentário

    • Lucas de Lucca

      “Parece coisa de montadora japonesa buscando atender a compradores da terceira idade.”

      Achei ofensivo, posta mais?

      • Quero ver daqui uns 30 anos quando ele ler um comentário parecido de outra pessoa kkkk.

        • Lucas de Lucca

          hahahaha é normal, o ser humano muda, evolui e as nossas opiniões também com o passar dos anos.

          • Alexandre Maciel

            Certamente. Nada de mais na percepção que tenho hoje, mesmo beirando os 40.

        • Alexandre Maciel

          Exatamente por essa razão comentei deixando claro que é algo absolutamente subjetivo.

    • Gran RS 78

      Gosto é muito pessoal, eu particularmente acho o sport6 muito mais bonito e bem resolvido que o sedan.

      • Fernando Gabriel

        Eu já acho ambos bem resolvidos para a proposta, um meio careta, mas com toque esportivo (Sedã) e o outro um garotão agressivo (Hatch) Tanto um quanto o outro, serve bem a quem possui.

  • Chap

    Espero que a qualidade do interior tenha sido melhorada. O modelo pré-facelift é uma escola de samba daquelas, com rangidos no painel frontal e nos painéis de portas, de todos que já dirigi.
    As portas tiveram os frisos cromados capados pela metade e como o carro não foi originalmente desenhado dessa forma, ficou com uma certa aparência de gambiarra na carroceria sedã.
    Achei que o facelift caiu melhor no hatch, a propósito.
    Finalmente uma câmera de ré um pouco melhor, pois a outra era um lixo. Esse novo MyLink parece estar bacana.

    • Lucas de Lucca

      Concordo plenamente com você.

    • Hiluin

      Os frisos cromados da lateral já eram assim na LT norteamericana.

  • Pedrov154 #BATDAT

    Pq a Chevrolet não chama o Cruze Sport6 apenas de Cruze? Sobrenome tão genérico…

    • Lucas de Lucca

      “Sport6” com um câmbio que sequer oferece um modo S de condução, que no modo manual reduz sem punta-tacco eletrônico e só aceita descer marcha com o giro bem baixo, fora que quando ele resolve que tem que subir ou descer marcha por você ele o faz o que torna o modo manual uma piada. E tem também o delay monstro entre o comando e a execução. Direção e suspensão claramente voltadas para conforto e tal. Nada de “sport”, só o nome mesmo.

      • Fillipe Youssef Saad

        Seu comentário possui alguns equívocos quanto ao câmbio do Cruze. Ele não tem praticamente dela nenhum nas trocas manuais( o modelo anterior tinha) e o câmbio permite que vc suba a rotação até cortar o giro, desde que não pressione o botão que fica no fim do curso do acelerador.

        • Lucas de Lucca

          De fato para subir não é tão lento, o delay maior nota-se para reduzir. Para subir com o botão do kick down pressionado ele passa sozinho, então onde se usa mais de fato é para descer, onde tem o delay. Fora que é bem restritivo. Ou seja, nada de “sport” como sugere o nome.

          • Fillipe Youssef Saad

            Sport realmente não é… caberia bem um ajuste de modos de condução e borboletas no volante.

    • Ducar Carros

      Poderia ser apenas Sport.

      • Lucas de Lucca

        Apenas Cruze Hatch estaria perfeito.

    • Fernando Gabriel

      Infelizmente utilizaram o mesmo nome da geração anterior, também não concordo e acho até, antigo.

  • Lucio Adriano Mendonça

    Por que essa internet e chip da claro nao pode ser usada pra localizar o veiculo em caso de roubo?

    Esse sistema poderia ser usado pra abater o valor de seguro.

    • Lucas de Lucca

      Porque o OnStar que faz isso, aí eles aproveitam para te cobrar dois planos inúteis.

      • Rodrigo Pasini

        Deveria ser opcional ter o chip do onstar no carro.
        Eu já recebi ligação da área de vendas da chevrolt enquanto dirigia o meu por mais de uma vez, mesmo sem assinar o plano deles, então é visível que a linha está sempre ativa o que dá pra gm a possibilidade de monitorar a todos em tempo real.

        • Lucas de Lucca

          O meu após os 6 meses de cortesia não renovei. Aí começaram uma perseguição para eu assinar, me ligavam até 4x no dia. Após eu bloquear os números com o Whoscall eles passaram a me ligar direto no sistema OnStar do carro. Era incrível eu sentava no carro e a chamada vinha. Claramente uma invasão de privacidade. Só pararam após eu ser bem grosso com eles e ameaçar uma ação na justiça pois eu estava sentindo minha privacidade ser violada. Um absurdo total.

          • Rodrigo Pasini

            Exatamente, o mesmo aconteceu aqui.
            Inclusive quando chega próximo do múltiplo dos 5 mil km (5,10,15) alguém da concessionária local me liga pedindo a quilometragem do carro (que coincidência) pra falar que está na hora da revisão, e eu sempre falo, a revisão é de acordo com o manual, a cada 10 mil km pois eu não faço uso severo do veículo.
            Se eu descobrir onde está esse maldito chip, eu arranco ele do carro.

  • Essas rodas me lembram demais em design as que eram utilizadas no 208 Griffe até uns 3 anos atrás.

    • Lucas de Lucca

      Eu gostei dessas rodas, achei bem melhores que as usadas no sedan até então.

      • Rodrigo Pasini

        A do sedan sim, mas a do hatch eu prefiro a do ltz atual, escura.

        • Lucas de Lucca

          Sim as do hatch atual também me agradam.

    • Jurandir Filho

      Verdade, mas até que ficaram bem no Cruze

      • Ficaram sim. São de bom gosto e combinaram com o carro ao menos avaliando por fotos.

  • a gm ta querendo mudar de setor? de automobilistico para telefonia? mensalidade on star e agora mensalidade de 4G

    • Lucas de Lucca

      Pois é, pelo visto resolver os pontos fracos do carro é muito difícil, então vamos encher linguiça com 4G.

      • Renan Ribeiro

        Mas ela resolveu muitos pontos fracos. Adoção de botão por desligamento do start-stop, mudança da cor e melhoria do acabamento interno..

    • Ducar Carros

      Nos EUA ela já aluga os carros, no futuro deve passar a fazer isso aqui também.

    • MonHoe

      Se vc colocar esses valores junto do financiamento nem sente, já ta comprando um carro de mais de 100 mil, então se assume que tem dinheiro pra bancar essas coisas, que já é bem normal lá fora, as empresas tentam arranjar outros meios de conseguir receita

  • Lucas de Lucca

    Quando eu achava que o OnStar era inútil por si só páh, vem a GM e coloca plano de 4g no carro e pior, te obriga usar uma operadora específica. Meu plano tem um pacote bem maior que esse e já tenho que pagar de qualquer jeito, então quando alguém quer internet no carro eu simplesmente ligo o roteador do smartphone como sempre fiz.
    Só fru fru e groselhinha, cadê os faróis de LED ou Xenon? Cadê o ar dual zone? O sedan continuará sem teto solar? Os pinos da trava do capeta que só servem para fazer barulho nas portas continuam lá, o acabamento provavelmente continuará a escola de samba do atual.
    Pelo menos colocaram o botão para desligar o irritante start-stop, mas muito pouco, como disse em outra notícia, eu passo longe de outro.

    • El Gato!

      Qual sedan médio que possui xenon hoje? Full led só no Touring. Teto o Corolla também deve. Acabamento ruim nessa categoria é o padrão, infelizmente. O dual zone sim, acho que o Cruze é o único que não oferece. Mas dizer que o carro é só frufru e groselha é muito exagero para o meu gosto. Ele oferece a média da categoria, e ainda alguns mimos tecnológicos de segurança bem interessantes.
      Dentre os sedans médios de hoje, o único que oferece um pacote um pouco mais sólido é o Touring, mas cobra por isso. Enfim… só pra te dizer que, na minha opinião, todos os modelos do segmento possuem erros e acertos. Não condeno nenhum, tampouco coloco algum deles em um pedestal.

      • Lucas de Lucca

        Releia com atenção meu comentário. Eu não falei FULL LED apenas LED como no Jetta por exemplo, que já era melhor que as luzes amarelas halógenas. E não disse que O CARRO é fru fru e groselha e sim que essas coisas de 4G que a GM enfiou no facelift são ao invés de melhorar pontos mais importantes.
        O carro tem seus erros e acertos como todos na categoria é claro, e também aponto um segundo fator: acho que cada carro atende a um perfil de motorista.
        Quanto ao acabamento, como proprietário de um acho um dos se não o mais fraco dos médios, não vou falar que é bom ou está na média só porque eu tenho. Quanto a pacote custo x benefício, com 110k hoje você compra um Jetta R-Line que na minha humilde opinião oferece coisas mais interessantes que o Cruze nesse quesito como o ACC por exemplo.

        • El Gato!

          Ui… “Releia com atenção meu comentário”…
          Quem falou em full led fui eu, cara pálida. E teu comentário sobre “frufrus” poderia sim ser interpretado sobre o carro como um todo.
          Desculpe a sinceridade, mas detesto essa postura de pseudo catedrático quando na verdade é a pessoa que não se faz entender.

          • Lucas de Lucca

            “Pseudo catedrático”
            Me desculpa, não quis te ofender e nem ser arrogante ou algo do tipo, só disse para reler pois eu não havia falado em full led e também não quis dizer que o carro era fru fru, me perdoe se não ficou claro.

            • El Gato!

              Beleza, cara. Acho que fui meio arrogante também. Desculpe!

              Realmente, é uma babaquice (para não repetir o frufru) esse negocio de Wifi no carro. Tinha muita coisa que a GM poderia ter priorizado nessa atualização. Também sou consumidor de sedan médio, e digo que após a possibilidade de desligar o start stop, o carro voltou para o meu radar (apesar dos pesares).

              Abraço!

              • Lucas de Lucca

                Tranquilo =)
                E sim, esse botão do start-stop foi a melhor coisa que eles poderiam ter colocado, creio que bastante gente deixou de comprar por isso. As vendas tendem a melhorar. E apesar dos pesares como disse não é um carro ruim, longe disso. O custo x benefício é inegável, e digo que a versão LT dele comparado as versões de entrada dos concorrentes é a mais equilibrada da categoria.

                • João Silva

                  Tenho um Cruze a quase 3 anos, 45 mil km, e não tem a escola de samba do seu. ainda bem porque detesto ruídos. O que me desagrada é somente a falta de um ar dual zone e com saidas traseiras, no restante não precisa mudar nada, nem o botão do start/stop sinto necessidade. Acho muito bom e melhor custo x benefício sem sombra de dúvidas.
                  Não gostei desse interior marrom, preferia o cinza. Não entendi a mudança, prefiro ver ao vivo.
                  Não simpatizei com o exterior do Jetta, por isso nem pesquisei nada sobre ele. Se tivesse que trocar o seu hoje, por 110 ia de Cruze Premier 1 ou Jetta R-Line? Final do ano pretendo trocar o meu e talvez uma promoção especial de descarte dos últimos 2019 seja o meu caminho, mas nunca considerei o Jetta por isso gostaria de seu relato.

                  • Lucas de Lucca

                    Estou cogitando o Jetta João pelo “bom” preço no R-Line com teto que consigo na venda direta. Ele é bem completo também e achei o ACC muito bom. O interior é um VW clássico, sóbrio, não empolga e nem desagrada (só achei mancada tremenda a lataria exposta na porta). O exterior dele vou te confessar que quando vi em fotos achei horrível e desproporcional aquela frente, porém ao vivo com os faróis de LED da uma melhorada (ênfase no “melhorada”, considero o Cruze bem mais bonito, o Corolla também acho mais bonito e o Civic para mim é o mais bonito de todos no segmento médio das marcas não marca premium). Dirigindo, particularmente achei mais gostoso que o Cruze, faz mais meu perfil de motorista, acho um carro mais esperto, não necessariamente mais rápido, achei eles bem iguais em desempenho bruto, mas mais dinâmico. Por essas e outras estou quase decidido por ele, mas vamos ver. Irei ver o Cruze de novo para ter certeza do que farei.

                    • João Silva

                      Obrigado pelo relato, nunca troquei um carro por outro igual, mas gosto tanto do Cruze que temo optar por ele sem analisar corretamente as opções.
                      Vou trocar só no final do ano, mais uns 3 meses pra frente, então posso ver de perto o 2020 com facelift e as propostas para desova dos 2019 ainda. O Corolla até acho bonito, mas nem considero pelo custo x benefício mesmo, muito pelado pelo valor cobrado, motor aspirado e o novo deve vir ainda mais salgado. O Civic não me agrada, gosto pessoal mesmo, e ainda é caro 130 no Touring. Tive um Lounge THP antes e depois dele não quero mais aspirado se houver opção na categoria para escolha. bom desempenho aliado à economia.
                      Com seu relato, vou o Jetta de perto então! Valeu!

              • Lucas de Lucca

                Painel todo emborrachado, a parte superior da porta também, os encaixes não vi nada de errado também. Achei mancada a lataria exposta na porta e o desenho é mais recatado (para não falar careta) que o do Cruze. Atrás é plástico para todo lado assim como é no Cruze. No geral, achei melhor que o Cruze, mas aí é aquela história, com o Cruze convivo todo dia então posso falar o que me desagrada, já no Jetta foi apenas visita de concessionária.

      • MonHoe

        C4 tem xenon, Jetta tem LED, Corolla Full-LED nas versões XR-S e Altis, Sentra LED. E o Civic cobra demais por isso, sendo que o Jetta R-Line consegue ter todos os itens com preços menores e até descontos mt bons

    • Ducar Carros

      Creio que esse plano 4G só fará algum sentido (para quem viaja muito) se funcionar nas estradas, onde muitas vezes o sinal do celular não pega. Mas é uma coisa que terá de ser testada, e comentada, nos fóruns.

  • Fábio Henrique

    A gm enche o carro de novas tecnologias mas os vovôs que compram este segmento nao estao nem aí. Presenciei o processo de compra de um conhecido de 65 anos, ele estava em duvida entre Cruze, Corolla e Civic, foi duas pessoas falarem “corolla nao quebra” que ele comprou.
    Detalhe que ele esta bem resistente aos novos recursos, nao quer nem usar a câmera de ré, quem dirá um park assistent, assistente de permanência na faixa ou frenagem automática.

  • Carlos Eduardo Cabral Silva

    Sério que tem gente que vai pagar 100k num bixo desse?

    • andrei petreira

      Não que seja barato, mas paga-se isso em bixos muito piores

    • Gran RS 78

      O que dizer de TODOS os concorrentes dele que custam mais que isso então?

    • Fábio A.

      Já viu o preço dos concorrentes? Ou você é daqueles que dizem que é melhor comprar uma BMW com 15 anos de uso?

  • hinotory O

    Quanta frescura neste carro.

  • Carlos AM

    Estou curioso para saber como é essa nova cor Azul Eclipse.

  • 4lex5andro

    Cruze hoje tem melhor cxb frente a Corolla e Civic, sobretudo na versão turbo.

  • Ubiratã Muniz Silva

    Pergunto novamente aos editores:

    o teto solar foi mantido no Sport6? Ou “caparam” esse item do carro?

    Não consigo ver pelas fotos.

    • Fábio A.

      Notei isso também.

    • Hiluin

      Foi mantido.

    • Gran RS 78

      Continua presente na versão top.

  • Jacson M. R. de Moura

    Não consigo olhar pra esse farol de neblina do sedan e não lembrar da mesma peça do Fusion de 2ª geração…

  • Jefferson

    Finalmente colocaram o botão para desativar o Start/stop.

  • Fabão Rocky

    Um carro tão bonito desse e até hoje a Chevrolet não acertou a mão nessa lanterna traseira ridícula e empobrecida p/ o preço do carro!

  • Luconces

    E não é dessa vez que o Cruze brasileiro ganha o mesmo console central da versão americana… Mas é de se esperar haja visto que já jogaram a pá de cal em cima…

  • Diego

    Tenho um Cruze Sedan 2018. Devo me dizer sortudo por o carro não ter ruídos internos?
    Mas pra mim é o melhor carro, custo/benefício, da categoria (visto que 130mil no Civic já não dá para comparar com um sedã médio).
    Estou pensando em trocar de carro, pois sempre quis ter um carro com teto solar. Besteira, teto solar? Sim, mas é vontade. Adoro o Cruze, principalmente por ser repleto de funções tecnológicas, comparado com outros veículos do mesmo seguimento.
    Vejo o pessoal falar do visual mal resolvido, é realmente não me agradou, parece que o carro tem focinho agora ahaha. Mas o que dizer do Jetta com aquela frente desproporcional e uma traseira gigante? Não gosto, mas sedã com teto solar, é isso ou ir para às lasanhas PSA, Nissan e usados Resto de Rico. Hatch é um nicho que está com os dias contados e os SUVs de Shopping estão cada dia mais caros e com pouco à oferecer.
    Vamos ver o que teremos até o final de 2019, ver qual o valor do novo Corolla e etc, para decidir o que será o melhor custo/benefício para minha pessoa.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email