Citroen Hatches Manutenção Matérias NA

Citroen DS5 – Defeitos e problemas

Citroen DS5 - Defeitos e problemas

O Citroen DS5 é um hatchback de porte médio (o maior vendido no mercado nacional) e proposta premium que a marca francesa vendeu entre 2012 e 2017.


Estiloso, o DS5 era um carro bem sofisticado e que tinha um visual realmente arrebatador. Por fora, um design bem fluido e único, que apresentava ampla área envidraçada e teto solar dividido em três partes.

Por dentro, o ambiente era uma mescla de influências, como aeronáutica e relojoaria, ostentando bancos em couro com que lembravam pulseiras de relógio, assim como console no túnel e teto que eram inspirados no cockpit de aeronaves.

Tinha ar condicionado dual zone, bancos com massagem e multimídia, além de um ambiente realmente atraente. O Citroen DS5 teve apenas um motor oferecido no Brasil, sendo esse o 1.6 THP de 165 cavalos e 24,5 kgfm.

VEJA TAMBÉM:

Com câmbio automático de seis marchas, o DS5 tinha um bom desempenho, entregando ainda conforto relativo, já que a suspensão era firme e as rodas aro 18 tinham pneus de perfil baixo. Era o único com opção de roda menor que a de série.

Tendo várias atributos e um enorme apelo emocional, o Citroen DS5 também tem problemas e a maioria verificada nos depoimentos dos donos está relacionada com os defeitos crônicos do motor THP.

Tensor da corrente de comando, bomba de combustível de alta pressão, dificuldades na partida e vazamento da tampa de válvulas são alguns deles.

Citroen DS5 – Defeitos e problemas

Citroen DS5 - Defeitos e problemas

O Citroen DS5 tem poucos relatos de proprietários na internet. Nestes que encontramos, os donos falam de defeitos e problemas, exceto relacionados com o motor THP, que são considerados crônicos dentro dos produtos da PSA.

Para o restante do carro, apenas defeito no sensor presencial das portas dianteiras. Contudo, o propulsor da família Prince reúne desde comentários em clubes e fóruns de carros até reclamações em sites especializados.

Embora seja um motor forte e com boa eficiência, o propulsor 1.6 THP tem alguns problemas crônicos que os proprietários do Citroen DS5 (e de outros modelos da PSA) reclamam muito e até questionam o motivo de não haver um recall.

Um dos defeitos que mais eles reclamam é da chamada “bomba de alta”, que é a bomba de combustível de alta pressão, que fica próxima do motor. Os donos falam de falta de potência e falhas de funcionamento, bem como em dificuldades na partida.

Alguns relatam que ao acelerar fundo, o DS5 começa a falhar e engasgar, acusando falha na alimentação. Mas, não fica apenas nisso. Outros dizem também que alguns problemas ocorridos em seus carros foram motivados pelo sensor de temperatura do motor.

Relatos dizem que um alerta no painel indica “temperatura excessiva do motor”. Aparentemente, seria um defeito no dito sensor do motor, mas em realidade, falam que é o chamado “calculador do motor – ECU”.

Tem proprietário que relata a troca deste componente (ECU) e o problema é resolvido. Outros falam que o remapeamento da ECU pode ser feito se o defeito estiver apenas na mapeamento da injeção.

Corrente barulhenta

Citroen DS5 - Defeitos e problemas

Outro defeito relatado por donos de Citroen DS5 é o do tensor da corrente de comando de válvulas. Tal como em outros carros da PSA, os donos dizem que o kit desse acionador das duas árvores que acionam as válvulas de admissão e escape tem problemas.

Eles relatam que a troca é indicada a cada 70.000 km, mas que aos 50.000 km e até antes, já era necessário faze-la. O motivo é que, com o carro frio, o motor THP é acionado e um ruído metálico variável em sonoridade, é bem audível.

Depois de alguns segundos, o barulho de corrente para e o motor funciona sem nenhum ruído estranho. Vários falaram que o problema começa assim, mas com o tempo, o mesmo vai aumentando e, em casos mais extremos, gera falhas e desligamento do motor.

Nesse ponto, o posicionamento dos comandos fica comprometido, devido à corrente ter pulado com a falha do esticador (tensionador). Alguns relataram que fizeram a troca após a garantia, sendo que um deles disse que a concessionária disse ser normal.

Este dono de DS5, alega que a oficina autorizada afirmou que o ruído metálico era normal no motor THP, quando o carro ainda estava na garantia. Quando venceu a mesma, foi fazer a revisão de 70.000 km e acusaram o problema, cobrando alto valor pelo serviço.

Vazamento e quebras

Citroen DS5 - Defeitos e problemas

No Citroen DS5, um defeito relatado por alguns donos coincide com o de outros carros da Citroen e Peugeot, equipados com o THP. Trata-se do desligamento do ar condicionado.

Alguns alegam que o compressor não é acionado por defeito na válvula termostática do sensor de temperatura, que provoca o desligamento do ar condicionado, mesmo sem superaquecimento ou relacionado.

Além disso, existem relatos de vazamento de óleo na tampa do comando de válvulas, que é outro defeito crônico do THP. Comenta-se que a passagem de lubrificante para o exterior, altera a pressão interna e gera um ruído incômodo.

O problema só é resolvido com a troca da própria tampa, que já vem com o sistema de vedação. O defeito provoca perda de potência por causa da alteração de pressão interna.

Existem ainda depoimentos referentes aos coxins de motor e câmbio, que não duram o suficiente, quebrando mesmo antes de 50.000 km, com alguns bem abaixo disso. A conclusão que chegam os proprietários é que o DS5 não foi projetado para rodar no Brasil.

Contudo, o componente não deveria quebrar tão cedo. Já em relação aos demais itens do carros, os donos de DS5 não relatam problemas e até elogiam o conforto do carro, assim como seu estilo e desempenho. Não existe recall para o modelo no Brasil.

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fanjos

    E ate hoje a PUG e Citroen usam esse mesmo motor, basicamente sem nenhuma melhoria (alem do Fleex), é o novo “APzão” da atualidade, os franceses colocam esse motor em tudo, desde uma bicicleta até um avião de transporte de carga

    • Maneco

      Nos THP Flex esses problemas foram todos solucionados. Por experiência própria, confirmo que não tive esses problemas que afetaram as versões mono.

      • delvane sousa

        Nem todos. Tenho um THP flex com alto consumo de óleo. Está na css aguardando autorizar a troca de motor. A corrente do motor já foi trocada também.

        • MarcosGojira

          Troca de motor na Peugeot? Espero que nao esteja com pressa…rs

          • delvane sousa

            Verdade. O problema persiste há 2 anos. A garantia até já venceu. A fábrica pede todo tipo de teste mas só agora autorizou retirar a tampa de válvulas do motor, sendo que se não abrir não tem como ver o que é . Mas não abro mão deles resolverem o problema.

    • Benny Blanco

      E ainda tem uns pregos pedindo este motor no novo 208, é mole? E não são poucos não. Brasileiro precisa ser estudado. E só para constar, não estou dizendo que o motor é ruim, longe disso.

      • vicegag

        É que muitos, só veem os números de torque e potência deste prince.
        Com certeza o puretech 1.2t dá conta do recado para o 208, mas sabe como é, se puder ter algo mais potente.

      • Paulo C

        Tenho um 208 GT com o THP flex. A geração recente de flex teve todos os problemas corrigidos.

        • Ubaldir

          Tive um C4 Lounge das primeiras fornadas, com motor monocombustível, e os problemas crônicos relatados… bem, eram mesmo crônicos, kkkkk.
          Tive o problema do tensor da correia, mas pedi a correção do mesmo precocemente, já que já tinha acompanhado a ocorrência de problemas do tipo na internet e comecei a notar o ruído metálico com o carro frio, sendo que na revisão de 40 mil km (feita com 43000), pedi a resolução da questão, já que a garantia se aproximava do fim.
          O rompimento do diafragma de dentro da tampa de válvulas também ocorreu, levando à troca da tampa.
          Por fim, o consumo de óleo quando eu troquei o carro (73000 km) estava em 1 litro a cada 5 a 6 mil km. Bem, era pedir para colocar um litro de óleo extra no porta-malas em cada troca. Quando avisava no painel, completava. Aí durava até a troca no intervalo de 10 mil km.
          Realmente assisti vídeos da mídia especializada sobre a resolução dos problemas na geração Flex, inclusive com troca do modelo da tampa de válvulas. Ao menos parou de ser comum na internet a divulgação dos defeitos pelos donos em geral.
          Quanto ao 208 GT, era meu sonho de consumo. Troquei meu C4 Lounge em um Aircross para a minha esposa, que tinha um 208 Griffe. A intenção era colocá-la no Aircross (que serviria à família em viagens) e ficaria com o 208 dela para um troca por um 208 GT. Acaba que a danada me enrolou e me fez ficar com o Aircross (ela dizia que se sentia em um caminhão dentro dele… kkkk), sendo que depois troquei o 208 dela em um belíssimo Urbantech branco pérola, com o qual ela se encontra atualmente.
          Apesar da frustração de meu sonho de consumo, confesso que hoje, dois anos depois de ter comprado o Aircross, encontro-me muito satisfeito com o carro. Extremamente confortável e funcional, o modelo parece um trator, e com quase 40 mil km chega a ser monótona a falta de relatos sobre qualquer contratempo com o carro. Segue confiável e muito robusto, sem ruídos internos além do leve chacoalhar natural do estepe pendurado na porta e do ronronar dos pneus de uso misto, que podem ser notados com o som desligado.
          Os 208 de minha esposa também merecem elogios. O primeiro, com 85 mil km, necessitou não mais que da troca de uma buzina, que queimou, além das revisões rotineiras. Trocou pneus com 53/63 mil km (2 e depois 2) e pastilhas dianteiras com 50 mil, alem de uma troca de bateria nos 4 anos que ficou em casa.
          O segundo, com 25 mil km rodados, só mesmo revisão normal e dois pneus trocados por dano a um deles em um buraco – as rodas 17″, iguais às do seu GT mais foscas, cobram o preço do design.

    • Antonio_Brust

      E o que é curioso: Todo mundo fala bem (mimimi motor bmw), mas na hora de fechar negócio vão de Honda ou Toyota. Hehehehe.

      • João Senff

        Errado sempre falei bem do projeto do motor Prince na economia de combustível. Em 2018 compramos o 3008 THP Griffe Pack 18/19.

      • Retrato do Papai

        não é atoa que a bmw pulou do barco e abandonou o thp a um bom tempo hahaha

    • Michel

      teve varias mudanças no mono europeu.

    • Paulo C

      Os novos tem componentes revisados e já não apresentam esses defeitos. Tenho um 208 GT com 80 mil km sem absolutamente nenhum defeito.

  • Rafael Soares

    Sem dúvida o carro mais bonito que já tive e ainda estou para ver alguma coisa parecida no futuro. Tive o problema do barulho com a correia e a Citroen trocou sem custo (mesmo fora da garantia) quando levei na última revisão que fiz (isso deve fazer uns 4 anos).

  • DODHOP

    Um dos carros mais belos já fabricados. Interior SENSACIONAL, ainda me lembro de quando fui conhecer o modelo uns anos atrás com minha mãe – que cogitou um mas acabou preferindo um Mercedes Classe B – fiquei realmente hipnotizado pelo requinte do DS5.

    Sobre ele ser um hatch, há divergências. Tem quem ache ele mais próximo de uma perua, outros dizem que é uma espécie de crossover (lembrando que crossover é diferente de SUV).

    • Eskarmory .

      É um crossover andrógino

    • Crossover é subcategoria. DS5 é um hatch crossover.

  • RicardoVW

    Belo carro mas parece muito grande!

  • Cristiano Moreira

    Quem já teve um thp sabe bem o quão crônico eh esse problema da bomba de alta pressão do combustível. Era só podium mas mesmo assim não teve jeito. Ao que parece, o flex eh um pouco mais adaptado.

    • leomix leo

      Tenho um 17/18, ainda não tive surpresas, se bem que tem somente 28k rodados.

  • Marciofilho Santos

    é cilada Bino!!

    • leomix leo

      Pra quem não cuida de carro, é sim, se deixar juntar manutenção de Pug e Citroen, haja Dinheiro, mais se o cara seguir a risca a preventiva, não tem dor de cabeça não.

  • Mizzo

    Tenho um C4Lounge 15/15. Está com 70k rodados. Os problemas crônicos foram sanados nesse ano/modelo. Nunca tive um problema desses com ele. Aos 40k troquei o duto frio do turbo por quebra e na revisao dos 60k, um coxim do motor. Nessa revisão, insisti com o mecânico (especialista em franceses) que trocasse o tensionador da corrente, mas realmente estava td ok com a tensão.

  • Heather Langford

    I still suffer with the same ‘high pump’ problem on my DS3 and I’m in South Africa.

  • Modern Navigator

    Motor da BMW e da PSA. Eu tenho um 2.0 HDI Diesel (na Alemanha), e estou maravilhado com o carro. Ainda nao ha nada igual no mercado. Gosto tanto do carro que penso comprar outro para colecao futura. O melhor que foi feito nos últimos anos. Carro fiavel e robusto, nem Mercedes nem BMW ne VW lá chegam! Nao tentem encontrar defeitos no carro porque nao há …aliais esse foi o problema para a Citroen, nao dar problemas!

  • Wallison Dos Santos Lemos

    De longe o Citroën e o Hatch médio mais bonito já vendido no Brasil.

  • ícaro

    Boa tarde pessoal. Esse carro é lindo demais! Quando eu o via na rua ou na concessionária, ficava babando nele! Bom, enfim, eu tenho um 308THP 2013/2014. No final do ano passado, a minha corrente já começou a dar barulho e já troquei, juntamente com a tampa do motor atualizada. Esse ano, antecipei a revisão, por causa dessa pandemia do corona vírus, e pedi ao mecânico para verificar a pressão do turbo e ainda está normal. Troquei alguns itens de desgaste natural e revisão normal. Sei que o THP flex, foram corrigidos esses problemas e quando lançaram o facelit do 308, em 2016, quase troquei o meu pelo THP flex, justamente por esses problemas terem sanados e o motor mais reforçado para receber o etanol puro e os 25/27% de etanol na gasolina. O mecânico da Peugeot me mostrou um THP flex com o problema da corrente.

  • Leonardo

    Tenho um 308 e estou muito satisfeito, próximo passo um Ds5.

  • Roxxton

    Queria um artigo assim sobre o Polo/Virtus!!
    Sobre o T-Cross também seria bem vindo!!

  • Hugosw

    É impressionante como PSA não consegue fazer carros que sejam minimamente confiáveis. Olhando os comentários se vê como os problemas relatados são verídicos.
    Se fossem problemas com suspensão e/ou direção por causa das nossas estradas lunares até vai, mas problemas mecânicos com um motor que foi desenvolvido juntamente com a BMW não dá para aceitar. E o pior é que no Brazil não temos uma proteção efetiva do consumidor, pois isso deveria ser motivo de recall pois um carro que pode parar a qualquer momento é um risco a vida.

    • Caulazaro

      Não confio em carro de marca nenhuma.
      Pelo menos aqui no Brasil, acho que todos tem seus problemas

  • André Soares

    Com o nosso combustível, qual carro com bomba de alta pressão aguenta sem abrir o bico?

  • RodrigoABC

    O problema desse carro, pra mim, é falta de $$

  • Miguel

    Continuo achando esse carro maravilhoso, lindo por dentro e por fora.
    Dizem que na versão 1.6 ele não tinha um desempenho tão robusto, talvez por ser mais pesado. Pena não ter a versão 220 cv aqui.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email