Citroen Manutenção Matérias NA Minivans

Citroen Xsara Picasso – defeitos e problemas

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

A Citroen Xsara Picasso foi uma minivan fabricada em Porto Real-RJ entre 2001 e 2012, sendo um modelo bem apreciado pelas famílias que precisavam de espaço e versatilidade no dia a dia.


Embora o modelo que a tenha originado não durasse muito mais, a Picasso seguiu adiante com sua proposta, tendo bom espaço interno, bancos modulares individuais, bagageiro generoso com mais de 500 litros e muitos porta-objetos.

No mercado brasileiro, a Citroen Xsara Picasso foi vendida com motores 1.6 16V com até 113 cavalos e 2.0 16V com 138 cavalos, além de transmissão manual de cinco marchas ou automático de quatro marchas.

Com porte compacto, a minivan de origem francesa é elogiada por muitos donos, porém, nem todos apontam coisas boas do produto, sendo que alguns relatam defeitos e problemas.

Entre os relatados, parte dos proprietários da Citroen Xsara Picasso relatam que a minivan tem consumo excessivo de óleo lubrificante, alertas errados do computador de bordo, suspensão dianteira ruim, entre outros.

Citroen Xsara Picasso – defeitos e problemas

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

A Citroen Xsara Picasso tem muitos relatos de proprietários registrados na internet, sendo que a maioria são de depoimentos positivos em relação ao modelo, não constando citações de defeitos e problemas.

Contudo, ainda existem comentários sobre estes em vários relatos de proprietários, registrados na internet. Entre os defeitos e problemas mais citados, a parte eletrônica é a mais criticada.

O monovolume da Citroën tem um painel digital em posição central, concentrando praticamente todos os dados que o condutor precisa. Contudo, muitos donos relatam defeitos nesse dispositivo.

Alguns desses problemas geram transtornos enormes. Um deles é referente ao alerta de defeito no motor ou na caixa de transmissão. Existem relatos de donos que buscaram a concessionária ou oficina especializada bem preocupados.

No entanto, em alguns casos, não houve registro de danos ou problemas nesses componentes. Um dono de Xsara Picasso disse que chegou a visitar a assistência técnica duas vezes, até descobrir que o defeito estava no computador de bordo.

Outros donos também relatam problemas com o dispositivo, como indicação errada de velocidade, especialmente nos modelos mais antigos. Relatam ainda marcação errada de combustível.

Um proprietário de Xsara Picasso alega ter ficado duas vezes sem combustível por conta do computador de bordo, que não marcava corretamente. Outro diz que após 100 km rodados após o abastecimento, o indicador dizia que estava vazio.

As anomalias indicadas pelo computador de bordo também levaram um proprietário a gastar R$ 4.500 para trocar o dispositivo, porém, outro diz que estes alertas são decorrentes de um fio desencapado.

Em mais um caso, o proprietário foi até uma oficina especializada e o técnico informou que a troca do módulo é a solução para resolver todas as questões relativas ao computador de bordo, incluindo nível de combustível e velocímetro.

BSI oxidado

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

Alguns relatos de donos da Citroen Xsara Picasso falam do BSI oxidado. Trata-se de um módulo de conforto, que controla as funções de vários itens elétricos do veículo.

Embora os proprietários não mencionem quais os componentes elétricos e eletrônicos do veículo, a BSI controla itens como vidros elétricos, travas, faróis, buzina, piscas e ar condicionado, entre outros.

A oxidação é fruto da exposição inapropriada do módulo BSI aos elementos, tanto sob o capô quanto na parte interna do veículo, com a queda de líquidos sobre o painel da Xsara Picasso.

Defeitos mecânicos e elétricos

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

Na Citroen Xsara Picasso, alguns donos apontam um alto consumo de óleo lubrificante. O problema ocorre tanto com motor 1.6 quanto com o 2.0, sendo acompanhado geralmente de alerta de nível de óleo baixo, quando não completa.

Alguns falam que a cada 2.500 ou 3.000 km é necessário adicionar pelo menos um litro de óleo, com muitos questionando a troca de lubrificante de forma normal a cada 10.000 km, especificada pela marca.

Mesmo em veículos novos, o problema do nível baixo entre as revisões era apontado por alguns. Tal como em outras marcas e modelos, nesses casos, geralmente a revenda completa o nível.

Tem dono que relata também que o carro não apresenta vazamentos e nem fumaça de queima de óleo. Entre os relatos, alguns dizem que, se o nível não for completado logo, ruídos metálicos e funcionamento irregular ocorrem no motor.

Ainda na parte do motor, a Xsara Picasso tem relatos de defeitos e problemas no sistema de refrigeração, com a queima da ventoinha do radiador, o que levou a superaquecimento do propulsor sem alerta antecipado no painel.

Um dono chegou a dizer que por muito tempo o ventilador não ligava até descobrir o problema e ter que faze-lo funcionar direto. Também mencionam as mangueiras do radiador, especialmente nos modelos mais antigos.

O alternador e o compressor da direção hidráulica também são mencionados com alguma frequência, tendo inclusive vazamentos de fluido no segundo caso.

No primeiro, por conta de seu mau funcionamento, ocorre um alerta de defeito na bateria, sendo decorrente de seu não carregamento por parte do alternador. A bobina de ignição também deu problema em outros casos.

Coxins e batentes

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

Vários proprietários de Citroen Xsara Picasso mencionam ainda que a suspensão da minivan não aguenta o solo brasileiro. Isso fica mais evidente nas unidades ainda importadas, embora ocorra em também em nacionais.

O coxim superior do motor é um dos que mais dão problema, na opinião dos donos. Um proprietário trocou o batente com apenas 10.000 km, por exemplo.

Ruídos de buchas, batentes, bieletas e coxins também são mencionados com frequência na minivan, mesmo na suspensão traseira.

No acabamento, a Xsara Picasso só depõe em relação à fixação das molduras da forração, que possuem presilhas que soltam com facilidade.

Recall

Citroen Xsara Picasso - defeitos e problemas

No site, a Citroen Xsara Picasso não tem nenhum listado oficialmente pela marca francesa, mas ele existe. No ano de 2004, a marca francesa chamou os donos da minivan para inspeção e substituição do tubo de freio traseiro.

Este poderia vir a provocar falha durante a frenagem, podendo assim ocasionar um acidente com risco à segurança de ocupantes e terceiros.

Dois anos depois, foi a vez do software do calculador de injeção de combustível que precisou ser atualizado pelo fabricante, sendo chamadas apenas as versões com câmbio automático.

Em 2007, uma chamada para donos de C3 e da minivan, alertava para o funcionamento contínuo da luz de freio, o que poderia ocasionar um acidente.

Já em 2010, a Citroën chamou 27 proprietários por conta de um defeito no terminal de direção, que poderia ocasionar um acidente em caso de rompimento.

 

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

      Quem somos

      O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

      Notícias por email