Matérias NA Segurança Trânsito

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

O engate para reboque é, por sua própria definição, um equipamento para que o automóvel possa puxar um segundo veículo, que em realidade foi projetado para isso. Este possui diversas aplicações e tipos diferentes de peso e dimensão, mas são adequados para a tarefa de transportar carga.


Então, engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

Embora o Brasil não tenha uma cultura de trailers tão difundida quanto em outros países, o reboque em automóveis é comumente usado por donos de lanchas, motos, jet skis, barcos de pesca pequenos, transporte de animais (cavalos, geralmente), carretinhas de carga, entre outros.

Apesar de não ser segredo, ainda existem dúvidas relacionadas ao engate para reboque. O dispositivo é importante para que o veículo que está sendo puxado, possa se comportar de forma adequada e não venha a se desprender durante a condução.


Já faz alguns anos, que a lei mudara para este tipo de equipamento e, mesmo assim, o uso do engate na grande maioria dos casos atualmente, tem outra finalidade. Esta deveria ser proibida, mas se o dispositivo está em ordem, então não há como coibir seu uso para proteção do para-choque do veículo e não para realmente puxar um reboque.

Se o objetivo for realmente puxar um reboque, então leia este artigo sobre como funciona e que tipo de carro pode usar um engate adequado à proposta.

Engate para reboque: como funciona

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

O engate para reboque é um dispositivo mecânico que permite a um veículo puxar outro, que não tenha propulsão, podendo este ter ou não freio próprio (não integrado ao do veículo). O equipamento é fixado em uma travessa metálica que serve de suporte ou na própria estrutura do veículo, caso este saia de fábrica com o engate, geralmente retrátil.

Consiste de uma esfera metálica (existem também com duas), onde o encaixe do reboque se prende ao veículo. Alguns engates possuem encaixe removível, onde o proprietário pode retira-lo, deixando somente a estrutura do suporte no veículo.

Geralmente este é empregado em picapes. O sistema no geral consiste também em um conector de energia, que aciona as luzes de freio, lanternas e repetidores de direção do reboque.

Quais veículos podem usar engate

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

Vendido como acessório, o engate para reboque varia de acordo com o peso a ser puxado, a partir de 400 kg, por exemplo. Deve-se levar em consideração a capacidade de tração do carro que irá puxar o reboque.

Carros pequenos e com motores fracos, obviamente terão maior dificuldade em puxar e estabilizar um reboque.

Carros de passeio possuem capacidade de tração de 400 a 500 kg, enquanto as picapes suportam bem mais de 2 toneladas, chegando mesma a 6 toneladas de PBTC (Peso Bruto Total Combinado, que inclui o reboque).

Por isso, o ideal é que o modelo de automóvel seja um que tenha aprovação do Inmetro para rebocar. Em realidade, a capacidade é fornecida pelo fabricante ou importador do veículo. Caso o modelo não possa receber engate, não é recomendável adapta-lo.

De acordo com a lei, todos os veículos leves podem rebocar até o limite de 3.500 kg, dispondo de engate apropriado, desde que o modelo tenha autorização do fabricante/importador para receber o dispositivo e que não venha com o mesmo de fábrica.

Um exemplo desse último é o Volkswagen Passat, que possui opção de engate retrátil de fábrica, por exemplo.

Tipos de engate aprovados

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

O engate para reboque é certificado pelo Inmetro. Então, nunca instale um que não tenha essa certificação, assim como superfícies cortantes e adornos, que de funcional não tem nada. Como já dito acima, o objetivo do dispositivo é rebocar e não servir de proteção da traseira ou meramente um acessório estético.

Plaqueta de Identificação

O equipamento deve portar um selo do Inmetro e ser adquirido de empresas que também sejam certificadas pelo instituto. Neste selo, devem constar nome empresarial do fabricante, CNPJ, identificação do registro no Inmetro, capacidade máxima de tração e modelo, além da citação à resolução 197.

Tomada de energia funcional

No próprio engate, o acessório traz ainda uma tomada de energia, que é obrigatória por lei. Este conector possui seis pinos, sendo um para pisca esquerdo, pisca direito, lanterna, luz de freio, aterramento e desligado. A ligação com o sistema elétrico do veículo deve ser feita no momento da instalação do dispositivo.

Fixação de corrente e placa visível

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

Além disso, é necessário um gancho ou similar para fixação de corrente, que serve como alternativa de segurança para caso de desengate involuntário do reboque. A recomendação é que se utilize corrente de aço com cadeado tamanho 45.

No caso do reboque, o mesmo precisa ter para-choque com faixas refletoras, conjunto ótico apropriado e placa visível, bem como freio de estacionamento e de serviço, não ligado ao automóvel. O reboque também precisa ter para-lamas.

Em alguns reboques, existe um freio próprio, geralmente utilizando-se um sistema de amortecimento no braço que se conecta ao engate do carro. Nesse caso, o movimento do amortecedor, aciona um cabo ou sistema hidráulico que aciona os tambores de freio nas rodas da carretinha, garantindo maior poder de frenagem e segurança.

No caso do transporte de motos, a legislação ainda exige que a carga deve ser acima de 120 cm3 e que a carreta não ultrapasse as medidas a seguir:  2,15 m de comprimento, 1,15 m de largura e 90 cm de altura, estabelecidas pelo Contran.

O que diz a Lei sobre os engates

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?

O engate para reboque e as determinações para sua utilizada são regidas pela Resolução 197/06 que determina que o PBT seja de até 3.500 kg para quem portar CNH categoria B. Acima desse peso e até 6.000 kg, é necessário portar a CNH C. A partir daí, somente a CNH E.

A resolução do Contran também obriga que fabricantes e importadores informem aos órgãos de trânsito quais modelos podem receber engate para reboque e sua referida capacidade máxima de tração (CMT), assim como os pontos de fixação do suporte. Ou seja, não é em qualquer lugar que ele será instalado. Todo o processo está descrito no manual do veículo.

No inciso I do artigo 6º dessa resolução, os engates sem selos do Inmetro em veículos que já portem o item, é permitido (modelos mais antigos que a legislação atual) desde que atendam as características obrigatórias do engate.

Multa para reboque fora de especificação

Caso o engate ou reboque estejam fora das especificações, o condutor comete infração de acordo com o artigo 230 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), sendo considerada grave e com multa de R$ 195,23, além de retenção do veículo para regularização.

Engate para reboque: como funciona e que carro pode usar?
Nota média 3.1 de 7 votos

  • Antonio_Brust

    Eu puxava um reboque num Voyage 86 e era o inferno com blitz. Já chegou até o cúmulo de ligarem o giroflex atrás de mim pra mandar encostar. Checavam os documentos e, não satisfeitos por não encontrarem nenhuma irregularidade, sempre pediam pra pisar no freio, farol alto e baixo, seta, pisca alerta, etc…

  • Renan Balieiro

    Um detalhe importante são os veículos Honda, nenhum deles pode utilizar engate para reboque por conta que o veículo não possui tal capacidade, de acordo com o fabricante e vide manual do proprietário. Fui dono de um Civic 1999 e o fui consultar no manual se era isso mesmo e realmente descrevia que não possuia capacidade. Aqui na região onde moro já vi relatos de a PRF autuar veículos honda com reboque e foram para o patio.

    • Peter Bishop

      e são os que você ve mais na rua com reboque

      • Giovani Teixeira

        Honda é fdpmobile.

        • Joãozinho

          Bostejou

    • Rodrigo

      Não só Honda. No Golf VII e no Polo também não pode.

  • leandro

    Visualmente acho bonito o reboque, e por anos em meu primeiro carro usei como “protetor de para-choque” e pequenas colisões…
    Mas aí eu vi o quanto eu fui besta em acreditar nisso, pois o engate na verdade só aumenta o risco de dar PT no carro…

    Isso ocorre pois ele é fixado no chassis/longarina do carro, e em uma colisão ele entorna ou trinca o mesmo… aí já viu, nenhuma seguradora ou vistoria aprova e blá blá blá…

    Ou seja, se você usa como enfeite e proteção, repense, pois está tremendamente enganado!

    • Giovani Teixeira

      Certo dia lavei minha alma ao ver um Corsinha sedan batido na traseira onde, por causa do engate, as duas longarinas foram literalmente ejetadas do carro, PT com certeza. Detalhe é que o carro que bateu na traseira não estava no local do acidente, então provavelmente o carro saiu de lá rodando.

  • Giovani Teixeira

    Em breve vou precisar de um engate para puxar meu carro de track day, mas admito que 99% das pessoas utilizam o engate para proteção traseira do veículo.

    Aliás, percebi que uma boa forma de detectar um fdp no trânsito é através do engate na traseira. Normalmente é o cara que vai pular na sua frente sem dar seta e se vc não conseguir freiar a tempo, ele vai sair falando que a culpa é sua por bater atrás.

    • Speed Racer

      Verdade. Quando vejo um engate na traseira eu já presumo o tamanho do inbecil que está no volante.

    • PH Sacchi

      E mais comum ainda é o fdp que vai dar uma batidinha no carros dos outros na hora de entrar ou sair da baliza de estacionamento…

  • Fanjos

    Cara que usa reboque para somente para ferrar o carro alheio, merece tomar PT de um caminhão sem freio (claro quando não tiver ninguém no carro maldito)

    • vicegag

      Uma característica ruim do brasileiro, o egoísmo, meu carro já teve a placa e grade entortada num estacionamento.

      • Fanjos

        No final de 2017 uma gorda bateu em mim parado no farol porque estava brincando com o celular, na batida ela jogou meu carro para frente e bati em um Civic (que como falaram, nem capacidade para rebocar nada ele tem) e isso destruiu toda a parte da frente do meu carro.
        Qualquer dia eu compro um Big Foot e saio passando por cima de carro com engate “brilhante”

  • Louis

    Não sei como tem gente que acha bonito usar engate, tem uns que colocavam só por estética…Eu acho horrível aquele rabicho saindo do carro.

    • Fanjos

      HuEzeiro em geral é um povo de muito mal gosto

      • dallebu

        Igual quem coloca estribo em Fiat Toro, Renegade, Ecosport, etc, ficam horríveis e baixos. Estribo só combina com caminhonete de chassi.

    • Speed Racer

      País de terceiro mundo meu caro, e povinho de quinta, nunca vamos sair da ma@$&* assim.

  • Dherik

    Meu irmão veio com a ideia de colocar engate para reboque para “proteger o carro”. Felizmente desfiz esta ideia da cabeça dele, usando boa parte dos argumentos do pessoal aqui dos comentários rs.

  • Julio

    Em alguns carros eu acho que fica bonito. Tinha no meu para transporte de bicicletas.

  • vicegag

    Se é para usar como proteção de para-choques ( o que 99% usam ), deveria então também poder usá-los na dianteira, porque será que nunca vi um veículo nestas condições? Eita país da hipocrisia.

    • Julio

      como você disse, não pode, se pudesse veríamos muitos.

      • Marcelo Nascimento

        Tudo bem que só “protegeria” de um lado, mas pode colocar um pino de reboque e deixar ele lá… rs

    • Gran RS 78

      Porque esse negocio de proteger o para-choque traseiro com o engate é coisa da cabeça oca de certos brasileiros, pois na verdade só prejudica o carro, afinal o engate para ser instalado tem que furar o carro, vai acrescentar peso desnecessário e em uma batida traseira, o proprietário do carro com o reboque corre o sério risco de não ser indenizado pela seguradora, pois não é um acessório original.

  • Domenico Monteleone

    90% dos carros que tem engate nunca puxarão um reboque

    • Fanjos

      Pode colocar 9% a mais nessa conta

    • zekinha71

      E se um dia for ser usado, ele vai ser arrancado da lataria com parafusos e tudo, pois como só são “estéticos”, são fixados de qualquer jeito.
      Já vi cada gambiarra, o instalador mete a furadeira na lataria sem dó, o dono não está vendo mesmo.

  • Alvarenga

    Engate é uma tremenda furada. Para evitar os pequenos toques dos motorista folgados em suas manobras ele é útil, porem em caso de qualquer batida um pouco mais severa ele danifica estruturalmente o seu veiculo, como alguns leitores ja relataram.

  • Joãozinho

    Engate serve para impor respeito na traseira do carro, como dizia a propaganda na época.
    Nada de delicadeza.
    Encostou no meu para-choque? Toma um rombo na frente do seu carro! E se reclamar leva tiro
    #OraPorra!

  • el punidor

    NA: Erros e mais erros. Só para mencionar : diversas picapes médias tem capacidade de reboque bem acima de 1500 kg, assim como existem reboques que suportam muito mais que,1500,kg.
    PBT NÃO inclui o reboque. O PBTC (no ducumento de porte obrigatório tem CMT, peso,bruto total COMBINADO é que inclui o reboque

  • Speed Racer

    Aqui no Brasil, em regra, serve para ferrar com o carro dos outros, e de quem o reboque também pois empena eixo fácil. Coisa de país de ignorantes.

  • Ricardo Blume

    Aqui na minha cidade, 90% das pessoas que colocam engate, o colocam para “salvar” a traseira em caso de batida ou na hora de manobrar em uma saída de vaga e evitar o famoso “totó” na traseira.

  • Felizmente mais uma modinha que parece que esta indo embora. Essa coisa de engate só ressalta como tem brasileiro desinformado e aba ovo, foi um inventar que servia para proteger de pequenos acidente e a manada foi atrás. Torcendo agora para a modinha de ar com luz de neblina acesa sem necessidade passe, e com ela essa coisa de carro velho com luzes modificadas super fortes e sem nenhum tipo de regulagem, só para chamar atenção. Pena que a polícia e nem os agentes de trânsito, não fazem seu serviço e multem os chamativos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email