Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Custando pouco menos de R$ 49 mil, o Fiat Mobi automático (ou automatizado) era o carro automático mais barato que o seu dinheiro podia comprar entre os modelos 0 km.


Ele também era o compacto com motor 1.0 flex aspirado mais econômico do país.

Lançado em março de 2017, o Fiat Mobi automático aparecia somente na versão topo de linha Drive, que inclusive era a única que usava o moderno motor 1.0 Firefly flex de três cilindros, encontrado também nos modelos Fiat Uno e Fiat Argo.

Confira abaixo tudo sobre o Mobi GSR 2020, que saiu de linha em janeiro desse ano:

Fiat Mobi automático – detalhes

Na tentativa de oferecer uma versão do Mobi focada em quem busca por praticidade no dia a dia, a Fiat lançou o Mobi Drive 1.0 GSR como a versão mais cara do carrinho no mercado brasileiro.

Além do conforto extra pela ausência do pedal de embreagem, o subcompacto automático/automatizado agradava por ser o compacto 1.0 flex aspirado mais econômico do Brasil.

Como citado acima, o Mobi GSR era oferecido exclusivamente na versão Drive, a mais equipada da linha do Fiat Mobi 2020.

Ele saía de fábrica com itens como ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricas, volante ajustável em altura, computador de bordo, entre outros.

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Seu principal diferencial era justamente a transmissão GSR-Comfort, que pode ser resumida como um câmbio manual convencional com uma espécie de robô interno que faz as trocas de marchas de forma automática. Ele tem também a opção de trocas manuais por aletas instaladas atrás do volante.

Trata-se do já conhecido Dualogic de atuadores hidráulicos presentes em carros antigos da Fiat – o primeiro modelo da marca italiana a utilizar esta transmissão foi o Fiat Stilo, lá em 2008. Todavia, se por um lado a caixa do hatch médio era famosa pelos trancos e os defeitos constantes, no subcompacto o GSR evoluiu bastante e oferece um comportamento agradável.

As trocas de marcha são boas para um câmbio automatizado. Porém, o motorista precisa aliviar o pé nas trocas de marcha.

Na estrada, o comportamento do câmbio é melhor. Como num câmbio automático de verdade, ao tirar o pé do freio o Mobi automatizado começa a se movimentar sozinho, graças à função Creeping.

O desempenho é interessante também pela presença do motor 1.0 Firefly flex de três cilindros, que entrega potência máxima de 77 cv e torque máximo de 10,9 kgfm. Este, além do Mobi Drive manual, era o único da linha que tem este motor – os demais usam o velho 1.0 Fire flex de quatro cilindros.

Ele oferece também um sistema de direção elétrica bem leve. Para ajudar, há a opção do modo City que pode ser ativado por um botão no painel, que deixa a direção ainda mais leve.

De resto, ele seguia a mesma linha de outras versões do Mobi. Tem espaço interno limitado, porta-malas pequeno que acomoda somente as compras de supermercado aos finais de semana e acabamento interno para lá de espartano.

Fora isso, seu preço é salgado, podendo bater os R$ 55 mil em sua configuração mais completa na época que era vendido novo.

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático – equipamentos

Fiat Mobi Drive 1.0 GSR 2020

Segurança: airbag duplo frontal, freios ABS com EBD, Lane Change (função auxiliar para acionamento das setas), limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, Drive by Wire (controle eletrônico da aceleração), sinalização de frenagem de emergência, faróis com Follow me Home, dois apoios de cabeça traseiros rebaixados com ajuste de altura, barra de proteção nas portas, brake light, cintos de segurança dianteiros retráteis com regulagem de altura, cintos de segurança traseiros laterais fixos de três pontos e central fixo de dois pontos, entre outros.

Conforto: ar-condicionado, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, comando interno de abertura da tampa do porta-malas e da tampa do tanque de combustível, direção elétrica com função City, luz de leitura dianteira com interruptor na porta do motorista e do passageiro, retrovisores externos com acionamento manual interno, vidros dianteiros elétricos com one touch e antiesmagamento, travas elétricas nas quatro portas, volante com regulagem de altura, entre outros.

Visual e acabamento: rodas de aço de 14 polegadas com calotas e pneus de baixa resistência à rolagem 175/65 R14, sobretapetes em borracha, revestimento interno das soleiras nas portas dianteiras, revestimento interno nas colunas, revestimento externo nas colunas “B” e “C” das portas, tampa traseira do porta-malas em vidro de alta resistência na cor preta, bolsa porta-objetos e porta garrafa nas portas dianteiras, console central com porta-objetos e três porta-copos, faróis com máscara negra, espelho no para-sol do motorista e passageiro, entre outros.

Tecnologia: painel de instrumentos com conta-giros, Welcome Moving e display LCD com computador de bordo A e B (distância A e B, consumo médio A e B, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média A e B e tempo de percurso A e B), volante com comandos do computador de bordo, câmbio GSR-Comfort com função Sport e volante com alavanca de seleção de marchas do tipo borboleta, entre outros.

Fiat Mobi automático – opcionais

Kit Tech (R$ 4.150): chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas e vidros, faróis de neblina, alarme antifurto, sensor de estacionamento traseiro, banco do motorista com regulagem de altura, rodas de liga-leve de 14 polegadas com pneus de baixa resistência à rolagem 175/65 R14, banco traseiro bipartido, retrovisores externos elétricos com Tilt Down e setas de direção integradas, console de teto com espelho auxiliar e personalização interna (porta-óculos, bolsa porta-revista no encosto dos bancos dianteiros, apoia-pé para o motorista, alças de segurança traseiras e dianteira do lado do passageiro e tecido dos bancos Jacq. Bruma);

Kit Live On (R$ 1.590): sistema Fiat Live On (sistema de conectividade via Bluetooth com rádio e aplicativo para smartphones Android ou iOS, suporte retrátil, entrada USB para carregamento e leitura de mídia e volante com comandos do rádio e telefone) e predisposição para rádio (dois alto-falantes dianteiros, dois alto-falantes traseiros e antena de teto);

Kit Connect (R$ 1.590): rádio Connect com Bluetooth, Audio Streaming, entradas USB e auxiliar, volante multifuncional com comandos de mídia e telefone e predisposição para rádio (dois alto-falantes dianteiros, dois alto-falantes traseiros e antena de teto);

Kit Personalização Externa Cross (R$ 980): pintura bicolor, calotas escurecidas e adesivo de personalização no capô e laterais.

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático – preços

Como o Mobi automático já está fora de linha, confira abaixo seus preços no mercado de usados conforme a tabela Fipe:

  • Fiat Mobi Drive 1.0 GSR 2020 – R$ 45.806
  • Fiat Mobi Drive 1.0 GSR 2019 – R$ 42.000
  • Fiat Mobi Drive 1.0 GSR 2018 – R$ 39.617

Fiat Mobi automático – cores

Veja a seguir as cores sólidas, metálicas e perolizada disponíveis para o Mobi automático:

  • Preto Vulcano (sólida);
  • Vermelho Monte Carlo (sólida);
  • Branco Banchisa (sólida);
  • Cinza Silverstone (metálica);
  • Prata Bari (metálica);
  • Branco Alaska (perolizada).

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático – motor

O motor usado no Mobi automático é o novo 1.0 Firefly flex de três cilindros e seis válvulas, que é encontrado também em modelos como Uno e Argo.

Este propulsor conta com arquitetura de duas válvulas por cilindro com geometria otimizada, bloco e cabeçote em alumínio, comando único de válvulas na parte superior e coletores de escapamento fundidos nas saídas de escape.

Há ainda o sistema de partida a frio sem o uso de tanquinho auxiliar de gasolina, o que garante partidas com etanol no tanque mesmo em temperaturas mais baixas.

Tal motor consegue desenvolver 72 cavalos de potência com gasolina e 77 cv com etanol, a 6.250 rpm, e torque de 10,4 kgfm e 10,9 kgfm, respectivamente, a 3.250 rpm.

Junto a ele está a transmissão automatizada GSR-Comfort, utilizada também nos modelos Fiat Argo e Fiat Cronos. Na realidade, o GSR é uma evolução do Dualogic, que já foi utilizada em carros antigos da marca, como Uno, Palio, Siena, Strada, Palio Weekend, Punto, Linea, Stilo, entre vários outros.

Este câmbio não tem alavanca e é acionado por cinco botões no console, incluindo a função Sport, que ativa um modo mais “esportivo” de condução do carro.

O câmbio GSR dispõe da função Creeping, que faz o carro movimentar logo após tirar o pé do freio, assim como acontece em carros equipados com câmbio automático convencional. Ele funciona inclusive em rampas de até 8% de inclinação.

Outro recurso é o Auto-up Shift Abort, sistema inteligente que identifica retomadas de velocidades e aborta a troca para uma marcha maior. Segundo a Fiat, isso mantêm acelerações mais vigorosas, com o motor em giros mais elevados, sobretudo em ultrapassagens.

Como item de série, o Mobi automático tem paddle shifts (ou borboletas, como preferir), para trocas manuais de marcha, mesmo quando o câmbio estiver na posição automática.

Ainda no conjunto mecânico, o Fiat Mobi automático 2020 é equipado de série com direção elétrica com função City, que pode ser ativada por meio num botão no painel, que deixa mais fáceis as manobras em baixa velocidade, como numa baliza, e é desativada automaticamente ao atingir velocidades mais altas.

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático – consumo

O Mobi GSR se posiciona como um dos carros mais econômicos do país. Ele recebeu notas “A” na comparação relativa na categoria e na comparação absoluta geral, com selo Conpet de eficiência energética nos testes do Inmetro.

Veja abaixo os números de consumo do Fiat Mobi automático:

  • 9,8 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada com etanol;
  • 14 km/l na cidade e 15,9 km/l na estrada com gasolina.
  • Autonomia de 460 km na cidade e 522 km na estrada com etanol;
  • Autonomia de 660 km na cidade e 747 km na estrada com gasolina.

Fiat Mobi automático – desempenho

Confira a seguir os números de desempenho da versão automática do Mobi 2020:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 13,9 segundos;
  • Velocidade máxima de 164 km/h.

Fiat Mobi automático: equipamentos, preços, consumo e fotos

Fiat Mobi automático – garantia e revisões

A Fiat comercializa o Mobi GSR com garantia de três anos. Confira os preços das revisões do subcompacto até os 50 mil km rodados ou cinco anos de uso (o que ocorrer primeiro):

  • Revisão de 10.000 km ou um ano: R$ 260
  • Revisão de 20.000 km ou dois anos: R$ 496
  • Revisão de 30.000 km ou três anos: R$ 452
  • Revisão de 40.000 km ou quatro anos: R$ 936
  • Revisão de 50.000 km ou cinco anos: R$ 460
  • Revisão de 60.000 km ou seis anos: R$ 720

Fiat Mobi automático – ficha técnica

Motor

1.0 Firefly Flex

Tipo

Dianteiro, transversal e bicombustível

Número de cilindros

3 em linha

Cilindrada em cm3

999

Válvulas

6 (2 por cilindro)

Taxa de compressão

13,2:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

72 cv a 6.250 rpm (gasolina) e 77 cv a 6.250 rpm (etanol)

Torque Máximo

10,4 kgfm (gasolina) e 10,9 kgfm (etanol) a 3.250 rpm

Transmissão

Tipo

Automatizada GSR de cinco marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos sólidos (dianteira) e tambores (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Eixo de torção, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

Rodas

Aço ou liga-leve de 14 polegadas

Pneus

175/65 R14

Dimensões

Comprimento total (mm)

3.566

Largura (mm)

1.633

Altura (mm)

1.490

Distância entre os eixos (mm)

2.305

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

400

Tanque (litros)

47

Porta-malas (litros)

215

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

965

Fiat Mobi automático – fotos

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.