GM garante que novo investimento terá produção de elétricos no Brasil

equinox ev rs china 1 1
equinox ev rs china 1 1

A polêmica sobre a permanência da General Motors aponta para um novo ciclo de investimentos no país que, segundo a empresa, contempla o plano global da montadora, o qual é ter um portfólio mundial 100% elétrico até 2035.

Fabio Rua, vice-presidente da GM na região, revelou recentemente que a montadora não descarta apostar em híbridos no país, uma vez que o mercado está iniciando uma transição nessa direção e a GM até agora não fez nada nesse sentido, reforçando a posição de não investir somente em elétricos.

Rua mencionou que “o futuro será inequivocamente elétrico. A partir de 2035 não sairão mais veículos a combustão das fábricas da GM, em todo o mundo”, porém, sobre os híbridos, ele comentou: “embora não esteja anunciado, não quer dizer que não esteja sendo analisado dentro da empresa”.

O executivo afirmou: “Temos uma meta de, em 2035, produzirmos somente carros elétricos no mundo e o Brasil está dentro disso. Hoje, não temos projetos em híbridos no país, mas não quer dizer que não estamos avaliando, enquanto estamos neste momento de transição para o elétrico puro”.

Já sobre a China, Ruas revelou: “A nossa joint venture na China, com a SAIC, faz testes com modelos híbridos, mas isso não significa que serão trazidos para o Brasil”.

Para Ruas, o debate está polarizado no mercado e o carro elétrico é o centro das atenções, mas o executivo aponta que a saída inclusiva para todas as tecnologias não serão através de incentivos, mas políticas públicas que incluirão esses sistemas.

chevrolet menlo 2024
chevrolet menlo 2024

“Não quero falar que seriam incentivos, mas um tratamento diferenciado para o governo apoiar o crescimento destas tecnologias mais limpas”, comentou Ruas.

Na visão de Fábio Ruas, a entrada de montadoras como GWM e BYD acelerou sem dúvidas o processo de eletrificação no país e o mercado deve rapidamente alcançar 5% de market share com o segmento.

Dessa forma, se os planos da GM não mudarem, a eletrificação com carros elétricos e, eventualmente, híbridos, ocorrerá nas plantas atuais da montadora.

A GM já fez modernizações em fábricas antigas, como nas linhas de Montana e Tracker, onde até encontraram as fundações da linha do Opala, dando assim experiência para fazer o mesmo com elétricos e híbridos.

Outro ponto onde a GMB pode se apoiar é em participar do desenvolvimento do Novo Bolt, que obrigatoriamente se manterá abaixo da linha Ultium BEV3.

O próximo Bolt pode até ser o primeiro de uma nova família de carros, endereçados à América Latina, China, África e Oriente Médio, devido ao baixo custo.

A filial brasileira tem “bagagem” para se envolver num projeto dessa envergadura, que pode até fazer surgir coisas como uma picape média do porte da Toro/Rampage, mas totalmente elétrica.

Na China, uma minivan Chevrolet elétrica sobre a mesma base seria outra das propostas com mão brasileira.

[Fonte: AB /Auto Data]

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X