Instalando teto solar automotivo: preço, detalhes, vale a pena?

Instalando teto solar automotivo: preço, detalhes, vale a pena?

Nos últimos anos, temos visto a crescente oferta de teto solar em novos veículos pelas montadoras – entrando como um equipamento de série ou opcional.


É claro que nem todos os automóveis oferecem esse item e por isso alguns consumidores acabam optando pela instalação posterior, em empresas especializadas ou até mesmo de forma caseira, o que é um tanto arriscado.

Há muitas vantagens em ter um teto solar, como o efeito visual (design), a ventilação privilegiada, a redução de temperatura interna (que pode chegar a 10ºC quando o veículo está estacionado/parado com o teto aberto), a ajuda para desembaçar os vidros em dias frios e a possibilidade de circulação com as janelas fechadas – inibindo assaltos.

Quando o teto solar foi inventado?

O teto solar foi inventado na Alemanha por Wilhelm Baier, na cidade de Stockdorf. O primeiro automóvel a receber o acessório foi o Mercedes-Benz V170, em 1937.

Sendo assim, o teto solar já tem bem mais de 80 anos. Wilhelm fundou a Webasto em 1901, quando a empresa ainda atuava em outro ramo, e posteriormente forneceu o teto para a Mercedes.

Não podemos negar que colocar o teto solar depois de adquirir o veículo acaba gerando uma grande polêmica. Algumas pessoas dizem ser arriscado, outros dizem que há problemas para revender e que também prejudica o carro.

Para outros isso é muito fácil, de forma caseira o próprio proprietário poderá instalar um teto solar no veículo. Mas, essa não é a prática recomendada, isso porque o proprietário estará mexendo na estrutura do automóvel e por isso o serviço deve ser realizado por um especialista na área.

Instalando teto solar automotivo: preço, detalhes, vale a pena?

Como escolher o material e a empresa para instalar o teto solar no carro?

Uma das coisas que o consumidor deve ficar atento na hora de solicitar o orçamento é o material que será utilizado. Em alguns modelos, só é possível instalar o teto de vidro. Em outros, por um trecho mais amplo do teto, é possível optar pela lona.

Esse é outro ponto importante, até porque o vidro pode custar ainda mais caro, mas apresenta algumas vantagens como resistência à temperatura e ainda consegue fornecer mais segurança em comparação com a lona.

Ao escolher a empresa que realizará o serviço, procure conhecer os equipamentos e peças utilizadas. Tetos de baixa qualidade podem afetar toda a estrutura, gerando infiltração e ferrugem. Atente-se também à vedação.

Algumas empresas realizam testes com simulador para analisar a eficiência do teto instalado. Esse teste inclui intervalos pequenos de penetração de um alto volume de água (desde garoa até uma tempestade) em uma câmara climática para certificar a impermeabilidade.

Com isso, é possível analisar e garantir que todo o sistema está saindo da empresa com o mais alto padrão de qualidade.

Instalar teto solar – viabilidade e desvalorização

Para entender como funciona todo esse processo, os benefícios, prejuízos e se qualquer automóvel pode receber um teto solar, o Notícias Automotivas conversou com o Victor A. L. Göltl, que é engenheiro mecânico e trabalha no setor de desenvolvimento de produtos numa indústria de autopeças.

Segundo o especialista, é possível instalar um teto solar em qualquer veículo que possua teto rígido. As medidas e o tipo de teto solar dependem das dimensões do veículo.

Ainda assim, há muito questionamento sobre a desvalorização na hora de vender o carro quando houve instalação fora do fabricante original.

Perguntamos para Göltl se instalar o teto sem ser original da montadora desvaloriza na hora da revenda. Segundo o engenheiro mecânico, vai depender muito do tipo de veículo, se ainda tem tempo de garantia e também do mercado.

Ao fazer esse tipo de alteração, você perde a garantia da montadora, o que deve fazer com que o veículo fique desvalorizado ao menos até a garantia acabar. Em veículos que a montadora oferece teto solar como opcional, o recomendado é que os possíveis compradores busquem os carros com esse acessório de fábrica.

Qualquer modificação no veículo, como rebaixamento e alteração no motor, pode afetar negativamente na hora de revender. No caso do teto solar, podemos analisar duas situações diferentes.

É possível que seja desvalorizado por lojistas, mas, por outro lado, pode ganhar valorização por um comprador específico que busca adquirir um carro com teto solar (ainda mais no caso de modelos que não tem esse equipamento de fábrica).

Instalando teto solar automotivo: preço, detalhes, vale a pena?

Instalação de teto solar – documentação

Outro detalhe importante na hora de instalar o teto solar é em relação à mudança na documentação. Conforma a informação dada pelo leitor Ubiratã, nos comentários, isso ocorre desde o início da vigência da Portaria Nº 159 do Denatran, de 26 de julho de 2017.

Com base nela, é necessária a emissão de CSV (Certificado de Segurança Veicular) para a instalação de teto solar em veículos que não o possuam de fábrica, e a informação deverá constar do CRV/CRLV como “Veículo com teto solar”.

Preço para instalar um teto solar no carro

Em relação aos valores, um ponto importante em qualquer modificação no carro, eles podem variar de R$ 2 mil a R$ 10 mil. O preço muda de acordo com as dimensões do teto solar e se ele possui partes móveis ou se é somente fixo.

Victor ainda reforça para quem deseja colocar um teto solar fora da fábrica a importância de pesquisar bem as empresas especializadas nesse tipo de modificação, procurando também a opinião de outros clientes destas empresas e, se possível, acompanhando a instalação de perto.

Instalando teto solar automotivo: preço, detalhes, vale a pena?

Tipos de teto solar

Ainda é muito importante ficar de olho nas variedades, pois o teto solar está disponível em diferentes tamanhos, estilos e formas.

Um modelo muito popular é o Manual/Pop-up, costuma ser em vidro e removível. Por ser instalado em muitos veículos, ele ainda conta com um preço mais acessível.

O Elétrico/Spoiler é recomendado para veículos menores, proporcionando um design esportivo. Esse modelo conta com algumas características do Manual/Pop-up, deslizando o vidro para trás. Ainda é possível ter alguns adicionais como fechamento automático e tapa sol.

O Embutido/Inbuilt possibilita uma abertura grande do teto, podendo abaixar de 5 a 10 centímetros. Além disso, possui vantagens de segurança como sensor de chuva, antiesmagamento, fechamento automáticos e muitos outros itens.

Já o Panorâmico é muito comum em alguns modelos e marcas, como Hyundai Veloster, Volkswagen Golf, Jeep Compass, Peugeot 3008 e outros. Visto com muita frequência nos dias de hoje, esse teto é composto por um ou vários painéis grandes, oferecendo uma ótima luminosidade e circulação de ar para motorista e passageiros.

O modelo é elétrico e pode possibilitar alguns itens a mais de segurança e conforto.

Veja também: Conheça os 10 carros mais baratos com teto solar panorâmico

Veja também: Carros com teto solar até 20.000 reais

Conclusão

Agora, com todas essas informações, fica mais fácil analisar a empresa, o tipo de teto e realizar a comparação de preço. No entanto, vale a pena verificar com a montadora a possibilidade de incluir esse item diretamente na fábrica, mas aí o serviço pode sair mais caro.

É importante não esquecer de realizar os testes e de solicitar a garantia, que também pode variar de acordo com a empresa.

Darlan Helder

Natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011