Usado da semana

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Depois de rodar mais de 4 anos e 85.000 quilômetros com meu Hyundai HB20 1.6 Comfort Style 2012/2013 manual, chegou a hora de trocar de carro (fiz um relato dele no NA, ali no link).


Em novembro de 2016 iniciei a busca por um novo veículo. Resistente a comprar outro HB20, por não ter muitas novidades fui em busca de carros da concorrência.

Sempre comprei carro por emoção, nunca por razão. Para mim, um veículo tem que ser apaixonante, preciso me identificar com ele. Então cheguei a ver Jeep Renegade (descartado pelo desempenho), Nissan Kicks, Peugeot 2008 e 208 e alguns outros (sem parâmetro por categoria – apenas preço).

Não me empolguei com nenhum. Foi quando uma pessoa próxima sugeriu um HB20X. Sempre fui resiste a compactos disfarçados de aventureiros por não concordar com o que as montadoras cobram por isso.


Porém, fui ver e acabei fechando a compra. (Um pouco contrariado).

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Negociação de compra

O veículo estava em estoque, sendo fabricado em 2016, porém já como modelo 2017. O preço ficou em R$ 63.500 sendo o Premium Automático (sem couro e sem multimídia) se optasse por esses itens o valor iria para R$ 65.000.

Hoje me arrependo de não ter optado pela unidade com couro, tendo em vista que a tonalidade marrom dá um outro aspecto para o carro e a costura verde dos bancos que vem nessa versão me deixam agoniado.

Hoje todos os HB20 Premium vêm com couro, não existe mais essa opção com tecido. Detalhe bacana que consegui taxa zero em 12 vezes, mas não foi divulgado pela montadora, só questionando a vendedora sobre essa opção que ela me informou que existia.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Comparação HB20X e HB20

Andando no HB20X vejo vantagens e desvantagens sobre meu antigo carro.

A vantagem que percebo é que o fato da suspensão ser elevada, ajuda e muito o dia a dia na cidade e em pequenas estradas de terra, além de evitar raspões nas valetas e lombadas, já que o outro era bastante baixo.

A suspensão também recalibrada traz mais conforto para os ocupantes do banco traseiro, não pulando tanto quanto no meu antigo HB. Talvez quem compre os novos HB20 não percebam a diferença na qualidade que existe em relação aos antigos.

Percebi sucessivas opções de economias adotadas pela Hyundai. A exemplo: Meu HB20 2012 vinha com 2 chaves canivetes (uma reserva e outra usual) com o logo da Hyundai em metal cromado, já no novo veio com 1 canivete usual (com logo Hyundai em adesivo) e uma chave simples como reserva.

O estepe também vinha melhor posicionado no antigo, tendo um compartimento de isopor no meio do pneu para guardar as ferramentas. Já no novo, as ferramentas vem soltas e se você der sorte a concessionária te dá uma bolsa para guarda-las.

Internamente, o HB20 2012 vinha com gaveta super útil embaixo do banco do motorista, 2 bolsas canguru atrás dos bancos da frente e acabamento diferenciado na porta (combinando com o azul do banco). Já no novo, a gaveta foi extinta, tem apenas 1 bolsa canguru e o acabamento da porta na versão Premium é exatamente igual as versões mais baratas (o mesmo tecido).

Além disso, aos mais desatentos era praticamente imperceptível a ideia de que eu tinha trocado de carro. Não percebiam que se tratava de um modelo novo, diferenciado. Porém, aos mais curiosos, desparta uma dúvida: Esse HB20 tem algo diferente, é mais “equipado”?

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Desempenho do HB20X 1.6

O carro anda bem, o motor 1.6 e o novo câmbio de 6 marchas dão conta do recado. Economia não é o forte dos veículos dessa marca, mas faz uma média de 8/9 km com álcool.

O fato de ter opções de troca manuais também traz uma vantagem nas ultrapassagens e subidas, mas raramente uso esse recurso pois esse câmbio tem uma resposta muito rápida quando eu piso mais fundo ou pego uma subida, não é necessário fazer a redução manualmente.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Acabamento do HB20X

Como disse acima, senti uma queda na qualidade do acabamento das novas versões, porém nada que o desabone perante a concorrência.

Nessa versão, o carro vem com volante com regulagem de altura e profundidade com comandos de som e revestimento em couro, retrovisores elétricos e rebatíveis na chave, vidros que sobem na chave (função disponível apenas nas versões Premium), ar condicionado digital, sensores de estacionamento e rodas 16″ diamantadas, faróis em led com acendimento automático (função que também não uso, tendo em vista que se faz obrigatório agora o uso do farol baixo acesso durante o dia nas rodovias, o meu já permanece sempre ligado), iluminação do porta-luvas (isso ajuda muito) e também do porta-malas, apoio de braço para motorista, vidros elétricos e direção elétrica, além de 4 airbags!

Algo bacana que ambos HB20 possuem é que ao desligar e trancar o carro com farol ligado, o farol desliga automaticamente. Não tem apitos para avisar, ele só liga ao abrir o carro. Acho isso muito prático!

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Pós-venda

Uma das coisas que me convenceram a permanecer na marca e pegar um novo produto que já estava “enjoado” foi o pós-venda.

Revisões sempre tabeladas (às vezes saem mais baratas) e o ótimo tratamento da Hyundai CAOA em São Bernardo do Campo/SP, e eu nunca tive problemas com reposição de peças, ou coisas assim.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Problemas

Meu carro apresenta um pequeno barulho no motor, como se algo estivesse solto (como se fosse um protetor de cárter – porém não tenho) e os mecânicos da concessionária não conseguem encontrar o motivo.

A bateria do carro descarrega desde seu primeiro mês, já acontecendo isso 3 vezes ao longo do tempo que estou com ele e após passar por inspeções, não detectaram nenhum defeito. O câmbio fica bastante duro quando ligo o carro e vou passar do “P” para o “D” ou “R”.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Seguro do HB20X

Meu seguro é um dos mais completos dentro de uma das melhores seguradoras do país e o valor está abaixo do que ouço falar quando se trata de seguro para HB20, pois os preços estão altíssimos.

Detalhes que me fazem falta

Senti falta de câmera de ré, piloto automático e multimídia, além de achar muito bacana um recurso usado pela VW quando o espelho retrovisor abaixa para dar ré.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Conclusão

Comprei o veículo ouvindo um conselho e me arrependo.

Apesar de não ter muitas queixas sobre o carro, acredito não ser uma boa compra por cobrar um valor alto para um “HB20”, que mesmo sendo “X” ainda é um “HB20” e sempre é facilmente confundido.

Não que isso seja ruim, mas na minha visão, não justifica a minha troca. Além do visual ser baseado no i20 Active, o interior ser praticamente o mesmo desde 2012 e misturar cromados com plásticos pretos (acho destoante).

Após 10 meses com o veículo o anunciei à venda. A desvalorização absurda do modelo me deixou bastante chateado (claro, carro não é investimento, porém ninguém quer jogar dinheiro fora) além da procura pelo HB20X no mercado de usados ser bastante menor, já que por R$ 60.000 você encontra outras opções melhores de compra (Como Hyundai Sonata, Toyota Corolla, Honda Civic entre outros).

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

Isso além do financiamento do carro usado não compensar, quem quer um carro desse valor pode comprar um zero com melhores condições de taxa. Já estou ensaiando para trocar de carro desde novembro de 2017 e gostaria de permanecer na marca, pegando um Hyundai Creta Pulse Plus.

Porém a Ford está com uma promoção na EcoSport com condições ótimas de pagamento e isso está sendo bastante considerado por mim nesse momento (já tive duas gerações do carro na família – só elogios), além do Citroen C4 Cactus ter me despertado a curiosidade.

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)

O bom tratamento que tive ao longo desses 6 anos na marca me deixam bastante tímido para arriscar outra. Acredito que venha alguma novidade por aí, afinal é ano de Salão do Automóvel, então devo aguardar mais uns meses…

Não sou um expert em carros, mas gosto do assunto como consumidor. Espero que gostem do relato!

Um grande abraço!

Diógenes de Oliveira

Leitor compara seu segundo HB20 (HB20X 2017) com o primeiro (2013)
Nota média 4.9 de 9 votos

  • Jonathan

    Gostei do relato, eu tenho um Comfort Style 2013 e, realmente, é nítido como o carro, nos modelos mais novos, foi empobrecido e a Hyundai não se preocupou em agregar itens para dar mais atratividade a ele (ao contrário depenou o carro e “assassinou” a versão comfort style).
    Este ano ainda devo ficar com o meu, mas concordo quando tu fala do Pós venda, isso é o que mais pesaria para eu continuar na Hyundai, o pós vendas não tem comparação (posso afirmar com relação a VW, Renault, Citroen e Fiat), é muito superior às outras marcas. Mas realmente é esperar se para o próximo ano virá alguma novidade relevante pois o carro, apesar de ser excelente (o meu tem 65mil km’s e nunca deu qualquer problema, não tem grilos ou coisas soltas) a meu ver já não é tão atrativo pelo que entrega x valor cobrado. Pesa realmente a favor dele a qualidade de um modo geral e o pós vendas, mas faltam muitos itens quando comparado aos concorrentes.

    • wili

      Na verdade pós venda é muito mais importante pela concessionária do que pela marca. Entendo e concordo que a marca é responsável, mas o que adianta ter um lixo de atendimento dentro uma concessionária tida como excelência em pós venda; e, em uma marca que apresenta a pseudo “fama” de péssimo pós venda, tu ter um atendimento superior a média. Assim, acho que o que muitas vezes a troca de marca acaba sendo dificultada quando se tens boas experiências dentro de uma revenda/marca, no relato do leitor, fica evidente que ele preferiu permanecer na mesma marca, talvez pelo atendimento positivo que teve, em detrimento de ter pesquisado um produto que apresentaria um melhor custo benefício ou mais satisfação para ele.

    • Michel Soares Pintor

      Eu tive um Comforte Style 2013 e vendi com 95 mil km, senão me engano, sem nenhum problema e só tenho elogios para a Hyundai. Nunca me deixou na mão mesmo quando bati. Peças muito rápido e custo muito bom.

  • SDS SP

    Meus parabéns pelo relato. E outro parabéns por ter sido sincero ao dizer que se arrependeu de ter feito à aquisição, dificilmente vamos ver isso.

  • MügenFear

    Olha amigo, perdão a nota, mas Kicks, Renegade e HB20 estão bem longe de uma compra “emocional”. Achei que ia ler que estava em dúvida entre uma BMW, Volvo, Subaru e etc com uns 5, 8 anos de uso mas as suas opções são extremamente RACIONAIS.

    • SDS SP

      Avaliar se uma compra é racional ou não é bem relativo, depende das necessidades do consumidor.
      Mas dando um exemplo: se o cara tem uma família grande e precisa de porta malas, acharia a compra do Renegade como algo emocional, pois não vai atender à necessidade de espaço no porta malas.

      • MügenFear

        Sim, concordo, mas meu ponto foi que eu esperava algo BEM emocional, não exatamente um 0km…
        A escolha pelo HB20X foi bem mais sensata que qualquer um desses que ele queria, já que em matéria de consumo e porta malas provavelmente se equivaleriam (e acho o HB20X muito bonito apesar dos apêndices), apesar das perdas que foram muito bem notadas por ele, é um carro de construção bem robusta e confiável. Convivemos com um 2015 na família e gosto muito do carro, anda bem, bebe pouco e tem até uma dinâmica muito decente pro carro que é.

    • Samluzbh

      Quem compra BMW, Volvo, Subaru com 5, 8 anos de uso não é só emocional, é burro também!

      • Louis

        Rapaz, estava assistindo um video no YT de um cara nos EUA mostrando os carros que estão sendo vendidos praticamente como “lixos”, estão quebrados e estão em leilão porque não compensa consertar. Fiquei abismado com a quantidade de BMWs abandonados por lá, vários série 7, muitos com 5 anos de uso ou menos.

        • Também acompanho alguns canais americanos, pelo que percebo americano é relativamente deslechado com manutenção e cuidados com o carro. Você acha carro com 5 anos com o interior todo estragado.

        • Marcelo Eugenio

          Mas nos EUA a mão de obra é extremamente cara, e junto ao fato de lá os carros terem o menor preço do mundo, acaba não sendo viável consertar praticamente nada.

        • th!nk.t4nk

          Nos EUA as peças até são em conta, mas a mao-de-obra é que quebra. E como carro é barato, quem compra um BMW usado acaba abandonando a manutençao. Muita gente nem óleo troca. O motor vai pro saco e pronto, vende como sucata. This is America, como diz a música.

          • Mr. On The Road 77

            Pequenas manutenções são feitas em casa mesmo. Mão de obra absurdamente cara. Lá é normal trocar motor inteiro por causa de algum agregado que deu pau.

        • CharlesAle

          Se for um Brasileiro que vende carros e leilão(EUA since 1988, algo assim)..Já vi alguns vídeos dele. E o que me chamou a atenção no “lixão” foi carros coreanos, muitos…

      • MügenFear

        aqui vemos um frouxo que não tem coragem de comprar um pra manter

        • Na sua opinião ele é frouxo, na opinião de outros ele é inteligente.

          Nem todo mundo nasceu sentado no dinheiro ou pode torrar à vontade.

          Como que o brasileiro médio que ganha seus R$ 3.000 por mês vai se dar ao luxo de gastar uma fortuna em um carro importado “de luxo”, fora de garantia, e já com 100.000 km rodados ou mais?

          • catucadão

            errado, não precisa ser rico para manter… e carros assim são bem interessante porque não se compra ou vende pelo valor de tabela…. são bons carros e essa visão é o tipo de visão de quem prefere 1.0 sem nada sendo zero do que um completo mais usado.

            • Zé Mundico

              Amigo, BMW,Audi e Volvo usados são carros para quem tem dinheiro e pode sustentar, pois a manutenção é mais cara do que um novo. Não é carro para pobre não, se conforme….

            • Cita aí quais carros BMW, Audi ou Volvo você já teve pra encher a boca e falar desse jeito…. nem sabe do que tá falando…

              • catucadão

                isso pra mim é conversa, carros com mais de 10 anos são avaliados pelo estado e conservação, um carro mesmo com mais de 10 anos de uso não tem tendencia a quebra de mes em mes, isso é conversa para enganar tonto e achar que é mais vantagem comprar um zero, porque se não vai ter problema e dor de cabeça… pura mentira.

                • Rafael Fernandes

                  Não acho que o problema seja, necessariamente, quebrar. Peças de desgaste de carros de alto valor também são mais caras. E um carro de 10 anos de uso não estará novinho em relação a essas peças – a não ser que o dono anterior tenha trocado tudo e optado por perder dinheiro na venda.

            • Leandro

              O que vejo de gambiarra nesses importados usados.. Estou fora. Pessoas não possuem dinheiro para manter o carro e querem posar de ricos, nem o óleo correto usam.

          • Marcelo Eugenio

            Cuidado, editor, daqui a pouco a legião de direita raivosa que aparece em TODA matéria virá te acusar de ser “MAV esquerdista” simplesmente por falar o óbvio…hehehe

            • Gran RS 78

              Direita Raivosa? Jura que vc disse isso?

              • Marcelo Eugenio

                Só observar os comentários dessa turma em toda matéria, cheios de raiva, para entender o significado dessa expressão. Se você não for um deles, claro.

                • Gran RS 78

                  Amigo, quem prega o ódio e separação de classes não é a direita e sim a esquerda.

                  • Marcelo Eugenio

                    Aprender História faz falta, mas independente disso eu me referi aos comentaristas que não podem ver um único comentário com viés aparentemente de esquerda que já saem em bando destilando ódio. Até um rapaz aqui que só fez uma crítica ao tom de deboche de uma matéria (a da réplica da F40) foi alvo de dezenas de comentaristas raivos acusando-o de ser esquerdista.

                    • Gran RS 78

                      Concordo com vc que aprender história faz muita falta mesmo, pois comunismo ou socialismo é lindo no papel, mas todos os países que conseguiram implantar esse sistema, simplesmente faliram ou estão em via disso.

                    • Ernesto

                      O cara aí fala que é preciso aprender história. Parece piada, pois conheço professores de história que idolatram Che Guevara. Aí vemos o nível desses esquerdistas como o Marcelo Eugenio.

        • Zé Mundico

          Olha…pelo que eu já ví, coragem depende muito da conta bancária.

        • Rafael Fernandes

          “Coragem” pra comprar um carro? É cada uma que o brasileiro inventa…

          Se o cara precisa de “coragem” pra fazer uma compra, já é porque o cara não deveria comprar aquilo… Comprar semi-novo porque o novo é caro é uma coisa. Agora, comprar carro velho, com 10 anos de idade, extremamente defasado em relação aos novos modelos, pra poder se passar por “rico”, é a coisa mais pobre que um infeliz poderia fazer.

          • Marcelo Eugenio

            Há dois tipos de pessoas que compram esses importados: os que querem fingir status, e os fãs de automóveis que não possuem muito dinheiro; este último é o típico mão na massa garimpeiro de eBay, as melhores pessoas do mundo hehehe

            • Rafael Fernandes

              Sim, conheço muitos assim. Porém, eles estão dispostos a gastar um grande tempo de suas vidas em função disso – e óbvio que não tem nada de errado nisso. Mas é babaquice achar que quem não está disposto a fazer isso é otário (ou covarde) por gastar 60 mil num Onix zero ao invés de comprar aquele lindo Audi A4 2011.

        • Samluzbh

          Aqui vemos um burro, que confunde coragem com burrice.

          • MügenFear

            e você continua um frouxo sem dinheiro e desiludido que não tem coragem de comprar um

            • Samluzbh

              Gastou tanto dinheiro no carro que teve de trabalhar dobrado pra pagar, por isso demorou na resposta, ou então é muito burro e demorou a achar uma resposta.

      • Infelizmente são mesmo carros que custam aí seus R$ 100.000 ou pouco mais, mas qualquer coisinha que quebra é R$ 20.000 pra arrumar, dinheiro jogado no lixo.

        • SDS SP

          É o famoso resto de rico. Tem que saber onde está pisando para se aventurar. Não é pra aqueles que fazem economia de palito até na hora de trocar o óleo de um carro popular.

          • invalid_pilot

            Exato! Dentro do resto de rico tem vários níveis – desde modelos que compartilham mecânica com carros mais simples – como Audi > VW , até modelos que são bem chatos para achar peça.

            Se souber o que está fazendo e tiver uma reserva, pode ser uma compra bem prazerosa

            • SDS SP

              Se tivesse espaço aqui em casa, até pensaria em um resto de rico, mas para usar só nos finais de semana. Não é um tipo de carro para usar no dia dia.

              • Mr. On The Road 77

                Com certeza. Até porque se quebrar, pode ficar parado à espera de peças.

          • Leandro

            Sim, colocam óleo mineral e não trocam o filtro. Esses aí quando olham a conta da manutenção de um importado, desmaiam.

            • SDS SP

              É bem por aí. Esses carros quando já tiveram mais de um proprietário é um risco grande e duvido que alguém siga o protocolo de manutenção conforme manual. Não é carro para qualquer aventureiro que mal pode manter dignamente um popular.

      • catucadão

        vai de gosto não é ser burro e sim uma compra diferenciada e inteligente.

      • Ubiratã Muniz Silva

        “nada mais caro que um carro importado barato”

      • Gran RS 78

        Comentário completamente desnecessário, afinal de contas, as pessoas compram o que querem e não podem ser taxadas de burro por isso, sem contar que quem compra BMW, Volvo ou qualquer outra marca premium com mais de 5 anos de uso, irão pagar preços bem menores que carros muito inferiores de marcas tradicionais, sem contar na segurança, status e prazer que esses carros dão a seus donos.

        • Samluzbh

          Todos os comentários na internet são desnecessários por isso vc esta aqui. E quem compra carro por status EU (maiúsculo mesmo) considero burro mesmo.

          • Gran RS 78

            Essa é a sua opinião, portanto vc tem que respeitar os outros, e chamar outras pessoas de Burras só porque querem comprar um carro melhor em todos os sentidos, mas mais velho, não te dá esse direito. E se vc acha que só por estar na internet os comentários são desnecessários, melhor eu nem discutir mais com vc sobre isso.

            • Samluzbh

              Você não respeitou a minha opinião ao me criticar, porque eu teria de respeitar a sua? Tipico de pessoas mal amadas procurando afeição, senta no rabo pra falar dos outros, vai dormir criança.

              • Gran RS 78

                Todas as pessoas que escrevem na internet estão passivas de críticas, afinal faz parte, mas à partir do momento que vc desrespeita os outros, chamando-os de burros, vc perde completamente a razão, e mais uma vez vc apela em seu comentário me chamando de mal amado, e vc nem me conhece para falar uma asneira dessas, tipico de criança mimada que não aceita críticas.

                • Samluzbh

                  Você não respeitou a minha opinião ao me criticar, porque eu teria de respeitar a sua? Tipico de pessoas mal amadas procurando afeição, senta no rabo pra falar dos outros, vai dormir criança.

                  • Gran RS 78

                    Criticar? VC OFENDEU! Que é muito diferente. Vai estudar cara.

                    • Samluzbh

                      Você se ofendeu demais com isso, acho que a carapuça serviu para você, ou então você é daquelas pessoas que acham que estão “ajudando” a sociedade. Saúde!

      • GPE

        Cada um sabe o qnt pesa no bolso e nao cabe vc julgar. Se o cara tem tesao num alemão modelo específico 2003 e tem grana p bancar, é problema dele. Pior que isso é ficar com cabeça de pobre.

        • Samluzbh

          Esse perfil que vc descreve é de um provável colecionador, o que é raro, qualquer idiota sabe que comprar carro pela emoção não é certo, carro importado velho então, piorou.

    • Paulo Júnior

      Caramba, fico pensando se todos no Brasil são de alto poder aquisitivo, imagina um Subaru 2010 precisando de algumas peças específicas, se caso achar fácil vai custar uma fortuna. Tem gente que viaja demais na maionese…

      • José Barbosa

        Em geral quem vai ter um carro destes tem um outro carro. E a dica é deixar o estoqeu do previsível, e encomendar o que não der para achar. Com o ebay, dá para arrumar uma peça em no máximo dois meses. Tem carro zero que demora mais para chegar peças.

    • Diógenes de Oliveira

      Compra emocional não é compra burra. Quis dizer que além de vários fatores RACIONAIS, preciso estar envolvido EMOCIONALMENTE com o carro. ;)

      • Marcelo Eugenio

        Relaxe, o cara só quis pagar de “vodão” e causar. Muita gente compra carro pelo design, ou por outros motivos que racionalmente não se justificariam, e isso é compra emocional. Um bom exemplo é o povo que compra SW4 ou Suzuki Jimny para usar na cidade e no asfalto.

  • invalid_pilot

    Seguro: valor está abaixo do que ouço, mas queria saber o valor mesmo – hoje é o calcanhar de aquiles do modelo.

    • José Barbosa

      A fama é que dependendo do CEP e perfil a seguradora nem pega.

    • TchauQueridos

      HB20 ultrapassou Gol e Uno no risco para seguradoras.
      Dependendo deve estar até pior que Golf, que sempre foi o vilão.

  • Diego G. de Lima

    Achei legal a avaliação. Quando tava buscando um carro para comprar a Hyundai foi a que tinha a menor taxa, 1.06%, juros muito camarada, mas felizmente o carro só iria chegar em um mês e meio, acabei desistindo, ia pegar o HB20 S.
    Acho o câmbio manual muito acertado e a direção hidráulica dele muito bem calibrada. Quanto ao pós venda para se ter uma ideia… Fui em todas as marcas, a única que me ligou perguntando do atendimento foi a Hyundai.
    Eu quero ser cliente da Hyundai na próxima geração dos HB20, mas hoje o carro dela deixa a desejar frente a concorrência, os anos já pesam neles.

  • Júlio Câmara

    talvez vc esteja colocando o peso do carro na trava do Park do cambio ao parar o carro antes de acionar o freio de estacionamento. isso dificulta tirar o cambio do P e pode ate danificar a trava mecanica. isso acontece muito ao estacionar em aclives ou declives e posicinar a alavanca em P e soltar o freio antes de acionar o freio de estacionamento

    • Louis

      Quando eu paro em aclives acentuados, sempre procuro colocar em N, aplico o freio de mão e solto o carro, para o peso ficar no freio, só depois coloco em P.

      • Tygra

        É isso aí Louis, porém, o correto é fazer esse procedimento em qualquer situação quando vai estacionar o carro e não só em aclives ou declives. O certo é fazer o seguinte: pé no freio; colocar o câmbio em N; puxar o freio de mão; tirar o pé do freio (para que o peso do veículo fique no freio de mão) e por fim colocar o câmbio no P.

      • José Barbosa

        Eu faço isto em TODAS as situações, inclusive ao manobrar na minha garagem absolutamente plana. E por isto é meu medo de automático usado. O que vejo de apressadinho dando tranco na hora de manobrar não é brincadeira.

    • Diógenes de Oliveira

      Não, sempre faço o procedimento correto.

    • th!nk.t4nk

      Demorei uns instantes pra entender. Nos automáticos de hoje em dia normalmente o freio é acionado automaticamente ao colocar em P, mas daí lembrei que ainda existe a aberraçao de carros automáticos com freio de mao manual, em pleno 2018 (o que nao faz sentido nenhum, visto que o câmbio automático em si é muito mais caro do que um mero acionamento elétrico do freio de estacionamento). Uma economia porquíssima.

      • José Barbosa

        E para ser sincero, tal qual o acelerador, acredito que o freio elétrico possa ser até mais barato de produzir.

  • Eduardo Sad

    Tbem acho isso que vc descreveu: apesar de interessante, esses modelos top de linha dos básicos geralmente não compensam financeiramente, pois na essência oferecem as mesmas características primárias do seu modelo de entrada. Mas enfim, faz parte da Vida uma ou outra escolha errada. Busque a opção certa agora. Dependendo, se a altura de rodagem não for assim tão importante, como alternativa ao Creta vc conseguirá comprar um Cruze seminovo ou Focus 1.6 Plus manual que são carros bem acertados e bons de dirigir.

    • Paulo Vítor

      Exato. Via de regra, vale mais a pena mudar de categoria que pegar versões top de linha.

  • Louis

    O farol é de Led mesmo, ou você se refere a luz de posição em Led (lanterna)?
    Uma coisa que senti “inveja” no seu carro é o rebatimento do retrovisor e fechamento dos vidros pelo controle, coisa que a Toyota não colocou no Yaris…Economia porca, uma das poucas críticas que tenho em relação ao Yaris.

    • Diógenes de Oliveira

      Isso é mesmo a parte mais legal, disponível apenas no Premium.

    • GPE

      É apenas a luz de posição em LED. Nao é DRL e nem é o farol principal em LED

  • Stefano Spalding Baron

    Bom relato, honesto. Eu não estava pensando em trocar de carro, estava satisfeito com meu Fox Prime 1.6 2011 mas um colega me ofereceu um bom valor, quase a tabela FIPE de 29k descontando os consertos da lataria, recuperação do volante e estofamento, e terminei vendendo. Analisei vários carros para comprar, usados de categoria superior e mesma categoria e terminei comprando um HB20 1.0 Unique (antiga Comfort). É o “básico” mas já vem com tudo que precisa exceto sensor de estacionamento e alarme. Com a entrada de 32k consegui taxa zero e financiei os 8k que faltavam (preco promo de 39900) em 18x de 500. Foi uma compra racional pois em 1 ano e meio terei um carro quitado com 3,5 anos de garantia ainda. Estou gostando muito do HB20 1.0. Evidente que não anda como o Fox 1.6 que parece um trator de tanto torque em baixa. Mas em 1 semana aprendi a manter o motor cheio e o ronco desse 3 cilindros é uma delícia para os ouvidos. Sobre o seguro que todos me assustaram… O do Fox era R$1100. O do HB20 ficou nos mesmos R$1100.

    • Tenho um hb20s 1.6 2014, pago 1200 de seguro

    • Geraldo Xavier

      Curiosidade. Aonde você mora?
      Pra voce ter uma ideia aqui no rj na g4ande maioria dos bairros as seguradoras não estão aceitando segurar o carro. Quem tem faz cooperativa.

    • CharlesAle

      Aqui na minha região,ABC, um amigo que comprou um Fiesta, me disse que não quis o HB20 devido ao seguro caro em nossa região. Mas ele me disse, não pesquisei para saber..

  • Lucas086

    Difícil ver alguém que se arrependeu de comprar algo, tem que ser bem resolvido para assumir isso, por isso parabéns pelo relato… E hb20 é isso, tem um visual bacana, mas no dia a dia ele mostra que é carro que nem os outros da categoria, não valendo o que a Hyundai cobra a mais por ele.

    • SDS SP

      Acho que só às versões mais básicas ainda tem certa atratividade. As mais caras já tem concorrentes de peso no páreo.

      • Lucas086

        Fui na Hyundai essa semana com uma conhecida, querem 47 em um hb20 Confort Plus… na Ford tem Ka 2019 SE Plus com central, sensor traseiro, direção elétrica por 45,990… sem contar que o hb20 está em fim de linha e o Ka passou por facelift agora, e o Ka é mais espaçoso que o hb20… o hb20 pode ter garantia maior, montagem interna um pouco melhor, mas se for comparar com a concorrência, acho o hb20 uma compra mais por visual do quê por outra coisa.

        • JOSE DO EGITO

          O HB20 quando comparado a concorrencia e somente um ‘rostinho bonito’ nada mais que isso !

        • GPE

          Melhor pós venda e um produto sem problemas de acabamento como os q o KA teve pelo menos nos primeiros 2 anos (nao sei a situação atual)

    • Mambo Ted

      Em 2015 me arrependi de comprar um corolla, fiquei 5 meses. Troquei por uma 320 em 8 meses tb me arrependi. Os carros que tenho hoje , 1 tem 3 anos ( excelente) , 1 tem 1 a 8 meses ( muito bom ) e o outro tem 1 ano e 4 meses ( mais ou menos )

      • Lucas086

        Difícil ver alguém dizer que se arrependeu na compra de algo, principalmente se for carro, já que tem valor agregado.

        • Mambo Ted

          Eu não penso assim. Não é pq o bem é meu é que ele é bom.

        • Mr. On The Road 77

          Eu fiquei 8 meses com um HB20 Sedan Premium 16/17, que havia comprado 0 KM.
          Não consegui me adaptar ao carro. Foi uma compra errada. Passei o dia indo em várias concessionárias e acabei comprando no final do dia, já cansado. Vinha de dois médios em sequencia e não consegui me adaptar ao pequeno espaço interno, a suspensão que pulava muito e ao consumo alto.

      • Lucas

        Quais seriam os seus carros atuais, se importa em comentar? Também tive dois Corollas um porque estava barato e outro porque recebi como pagamento, anos 2016 e 2018, respectivamente, e os achei de qualidade bem abaixo do imaginado pelo valor que é pedido.

        • Mambo Ted

          A4 , c180 e hb20.
          A4 excelente. C180 muito bom. Hb20 meia boca.
          Corolla é nota 5 , mas vende bem, na troca me pagaram muito bem. 320 muito dura para nossos asfaltos e buracos, além do sistema de revisão ridículo.

    • Diógenes de Oliveira

      Nas versões mais baratas, ainda é melhor que a concorrência. Nas versões mais caras, apesar de ter itens que os concorrrentes não tem, não acho um bom custo-benefício.

      • Lucas086

        Melhor em quê? O Unique nem chave canivete tem… o Confort Plus é caro… se for pro andar de cima, o Premium custa o mesmo que um polo Confortline, enfim, eu vejo um carro na média dos outros mas que se segura no visual.

        • Marcelo Eugenio

          A concorrência é Gol, Uno, March, Sandero, até o Kwid Intense e o Mobi, na faixa dos 40 mil – além dos companheiros de pódio Onix e Ka. Então não é difícil percebe por que o HB20 fica entre os três mais vendidos.

    • Marcelo Eugenio

      O HB20 tinha diferenciais quando foi lançado, hoje já está defasado perante os novos concorrentes, mas eu não o considero igual ou inferior a um Etios, Uno, Gol ou March por exemplo.

    • TchauQueridos

      Exatamente, pois a maioria dos relatos dos “engenheiros” que compram carros e postam no site, sempre estão super satisfeitos e o carro só tem qualidades!

  • Joel Oliveira

    um bom relato e um exemplo de que a compra de um carro jamais pode ser pelo lado emocional.

    • Diógenes de Oliveira

      Pode sim, meu primeiro HB20 Comprei na pré-venda, sem ver e não me arrependi.

  • luiz

    Muito bom o relato, tenho um hb20 premium 2013 com 60k e sempre penso se trocaria por outro hb20 mais novo, agora vejo que não vale a pena. Também percebi o empobrecimento do acabamento em relação aos modelos novos (acabamento das portas, puxadores com retorno suave, painel sem barulhos, estepe de liga leve, chave canivete reserva, iluminação ambiente com luz nos espelhos e individuais) e os elogios ao câmbio novo AT6. O consumo acho ok pelo motor, câmbio AT4 e trânsito intenso de curitiba fazendo 8 no álcool mas a suspensão dura já me fez pensar varias vezes se a roda tinha caído ao passar por um buraco. Enfim, aguardo ansioso pela nova geração, pq essa é boa mas já deu o que tinha que dar

  • Mario Souza

    65k num hb20x em final de 2016. Absurdo. Interessante que quase dois anos depois aumentou menos que outros modelos. O que leva a crer que esfaqueou o cliente lá atrás!

    • Diógenes de Oliveira

      63 mil, hoje o HB20X custa 72 mil reais de tabela.

      • Mario Souza

        Com o opcional que ele não colocou também, pois aumentaria nesses 3k/4k mais!

  • Luccas Villela

    Esses 8/9 com alcool é na cidade? Poxa, pra um carro automático, é um ótimo índice, sempre ouvi dizer que o HB20 era gastão (e de fato, quando aluguei um 1.0 achei meio gastão e já tive um Picanto com o mesmo motor e não achava o modelo exatamente econômico).

    • Lucas

      Acho beeem difícil. Peguei um 1.6 manual com 10 mil km pela seguradora enquanto um dos meus carros estava na oficina e não consegui fazer mais de 7.2 com álcool na cidade.

    • Hb20s manual, 1.6, faço 8 no álcool na cidade, 10,5 na gasolina

    • Diógenes de Oliveira

      Sim e a média de 10,5 km/l na gasolina, ambos consumo urbano.

  • TijucaBH

    O “defeito” do cambio duro ao tirar do P para o D é porque voce está usando de forma errada. Precisa puxar bem o freio de mão e somente depois colocar a alavanca em P. Isso vale pra todo carro automático. A alavanca está ficando dura porque o cambio está fazendo o papel de freio de mão é o freio de mao mesmo está lá como adicional. Tem que inverter essa lógica aí.

    Sobre a bateria, como voce disse que deixa sempre o farol ligado, veja se ela nao descarrega quando voce deixa a chave na ignição, pois mesmo com a chave deligada, ele nao apaga o fatol por entender que voce ainda está dentro do carro. O Sedan Premium da minha esposa aconteceu isso 2 vezes porque ela chegava na casa da minha sogra e por ter muro bem alto e ser bem segura, simplesmente desligava o carro e largacha a chave na ignição (mesmo com a chave na posição totalmente off). Agora ela deliga o carro e deixa a chave no console, assim, depois de agum tempo o farol apaga sozinho.
    Outro risco de ficar sem bateria é se voce estiver andando com o farol desligado, aí chega no seu destino, deliga o carro e após ter desligado, resolve acender o farol. Ele permanecerá aceso. Essa funcionalidade é para caso voce tenha que deixar o carro em uma situação de emergência em um lugar pouco iluminado e tenha que sair do carro e deixa-lo trancado como se fosse buscar alguma ajuda.
    Essas duas situações que falei sobre o farol sao descritas no manual.

    • Thiago

      É uma característica chata do câmbio mesmo, mas depois fica “automático” fazer e está recomendado no manual (pelo menos do i30), mas muito mal descrito.

      Para deixar mais claro: Ao parar o carro, colocar o câmbio em N, acionar o freio de estacionamento, tirar o pé do pedal do freio para o carro se apoiar no freio de estacionamento e daí sim, mover o câmbio para P. Em alguns carros se não me engano é necessário pisar no pedal do freio novamente antes de mover o câmbio para P.

  • Mauro Banqueiro

    Você não trocou de carro, fez uma atualização…

    • Diógenes de Oliveira

      Que seja

  • Zé Mundico

    Bom, embora a compra seja emocional, o uso, manutenção, financiamento e desvalorização são bem reais……Só não conseguí entender o desejo de comprar um carro praticamente igual ao anterior, mas vai de cada um…
    Quanto ao barulhinho no motor, tem grande chance de ser a junção (ou saída) da descarga com o motor. Já tive uma problema assim num Bora que eu tive e depois de muita procura e reza, finalmente identificaram o barulho de “lata com lata”.

    • Diógenes de Oliveira

      Pós-venda me convenceu, além de trocar um manual por um automático 4 anos mais novo.

  • Filipe Casagrande

    Pra quem teve a oportunidade de pegar um Nissan Kicks, Peugeot 2008 ou 208, pegar novamente um HB20 agora na versão X, realmente não foi uma boa opção. Pelo menos você reconhece que se arrependeu

    • Diógenes de Oliveira

      Mesmo assim não acho que os outros teriam sido melhores opções. Me arrependo pelo custo-benefício, não por queixas com o veículo.

  • beto

    Parabéns pela compra, embora não seria minha preferência, o importante é que te atenda e te traga felicidade.

  • Boleta7

    Bacana o relato! Parabéns pela escrita.
    Eu esperaria o Cactus. Pelo que divulgaram, o carro tem até os auxílios a condução, o que nenhum carro desse segmento tem

    • Diógenes de Oliveira

      Também fiquei bastante curioso com esse modelo, mas queria esperar alguma novidade da Hyundai.

  • JCosta

    O empobrecimento dos modelos ao longo dos anos não é exclusividade da Hyundai.

    Mas citando a própria montadora, tive um ix35 dos primeiros anos (2010/11) e percebi que haviam mais mimos que os mais recentes, sem falar no motor mais forte dos primeiros anos.

  • HugoCT

    O HB20 é um carro muito bem montado e acertado no mercado, merece todo o sucesso. Quanto a suspensão traseira, que pelo menos antes da reestilização batia seco, não sei se revisaram nesta reestilização, do resto é so alegria. O 1.0 anda muito bem, ele tem um refinamento que Argo e Onix não tem.

  • Ubiratã Muniz Silva

    tristeza esse “depenamento” do carro. chegarem ao ponto de tirar (da versão X que supostamente é a topo de linha) a útil gavetinha debaixo do banco do motorista (que até o Comfort Plus – veja que não estou falando do Style – 2014 tinha) é o fim da picada.

    Já a economia da chave reserva é algo que observei em outras marcas. Meu antigo March 1.6 SV 2013/14 tinha as duas chaves completas, com controle remoto do alarme; o 1.0 SV 14/15 que comprei pra esposa um ano depois já tinha os comandos do alarme só na chave principal.

    Teu HB20 antigo era AT4 ou manual? Mais para informação, se ambos forem AT seria útil uma comparação de consumo entre ambos.

    • TFSI

      Minha noiva tem um Confort Plus 1.6 13/14 e não tem essa gaveta embaixo do banco do motorista, alias, o carro é bem pelado, vem com o básico e pronto – DH, AR, VE nas 4 portas com função um toque pra baixo no do motorista, travas e alarmes além do rádio com bluetooth e mp3. O carro não tem PQP – as famosas alças -, não tem iluminação no porta luvas e porta malas.

      • Ubiratã Muniz Silva

        o meu Comfort Plus 14/15 (tô entregando na troca pelo Cruze essa semana) tem a gavetinha sob o banco. Mas as alças “PQP” realmente não estão lá… o Style 1.0 da minha cunhada tem.

  • Parabéns pelo relato.
    No caso de suas opções apresentadas para a nova aquisição, se fosse para mim, iria de Creta. Mas tudo depende muito do uso que se pretende. No Ecosport e no Cactus o espaço interno e o porta-malas ficam devendo bem para o Creta. O Creta tem a desvantagem de consumir muito no motor 2.0. Recomendo a leitura do teste de 60 mil km do modelo da 4Rodas que foi publicado na edição deste mês. O carro foi muito elogiado por sua condição ao final do teste, pelo atendimento bem razoável da rede e pela robustez apresentada ao longo do convívio. Mas vale frisar que em termos de custos x 1000 km rodados foi o SUV com maiores valores dispendidos que já passou pelo teste, muito por conta do elevado consumo (diferença de até mais de R$100,00/1000 km para modelos testados de outras marcas).
    No Cactus, o desempenho e o comportamento dinâmico a serem proporcionados pelo motor THP (versões mais caras) por certo farão a diferença para quem procura mais prazer na direção (digo isso pela minha experiência com o C4 Lounge). A Citroen tem se esforçado para melhorar seu pós-venda nesta década, mas a imagem da marca ainda é bem arranhada no mercado, o que na maioria das vezes vai resultar em desvalorização acima da média. Me dei bem com o carro deles que tive, mas vale a observação.
    O Ecosport me parece ter ficado bem econômico com o novo motor 1.5, além de ter passado a apresentar acabamento muito bom após a última remodelação. Mas acho que perdeu apelo com o passar dos anos. E a Ford tem se esmerado em fornecer um pós-venda capenga, que tem sido muito criticado nos últimos anos por consumidores de seus produtos.
    Abraço e felicidades na sua nova compra.

    • Luconces

      Eu ainda não sei como o Cactus é como produto mas ainda acho que vale a pena aguardar, principalmente quando se compara Eco e o Creta.

      Eco, apesar das atualizações feitas pela Ford, já está bem cansado.

      O Creta eu acho um estranho no ninho dentro da Hyundai hoje, não tem a mesma filosofia de design e entendo projetos jaboticaba como populares mas na seara dos SUVs eu descarto como opção de compra.

      Os carros atuais da PSA desvalorizam junto com a concorrência, na época de 307, 207, C5 e cia eu concordo mas o C3, assim como 208, 2008 e cia desvalorizam na média e tem boa aceitação no mercado de semi-novos. Fora que eles tem trabalhado bastante no pós venda.

      • Sem dúvidas. Eu sou cliente da Citroen e da Peugeot desde 2014 e tenho me sentido muito satisfeito com o que me vem sido oferecido. Mas não deixa de ser necessário comentar que os maus serviços prestados no passado ainda possuem reflexos fortes no presente. Alguns modelos como 208 e 2008, C4 com motores THP e mesmo a linha C3 até tem tido desvalorização próxima à média do mercado. Mas ainda assim, considerando-se a linha inteira, ainda é de se esperar um valor de revenda corroído.

        • Luconces

          No Cactus pelo que vi agora eu senti falta do parabrisa Zenith ou um teto panorâmico.

  • afonso200

    nao tem ESP e nem controle tração, nao tem piloto automatico, paineis de plastico riscam ate com a unha….. muito caro e o 1.6 automatico, tem consumo alto, chegando a niveis do meu Azera 2011 V6……. em 2015 ia pegar ou um ONIX LTZ AT6 0km Vermelho 55mil reais ….ou um HB20 Premium AT4(sim era AT4 ainda) 0km Azul metalico (dado como brinde pois ia ser a vista) por 56mil reais……….. resultado, olhei o Jornal Zero Hora (de Porto Alegre) num domingo, nos classificados, Hyundai Azera 2011 U.Dono com 31mil km, garantia até abril 2016 (era em março de 2015 que tava vendo o anuncio), todas revisoes na CCS, resultado, acordei o corretor de seguros as 23h de domingo a noite, e mandei ele cotar,,,, seguro pro Azxera 2011 e pra esses carros ai 0km, o Azera deu 2900, o HB20 deu 2400 e o Onix deu 2200 ……. resultado, fechei no Azera 2011 na 2feira as 8h da manha. …..teto solar, xenon, 265cv, AT6 SUAVE, silencio interno mais baixo que a BMW serie 5 da epoca, som top JBL com sub de fabrica, memoria de bancos, AC dual zone com temperatura de 0,5 em 0,5 graus. toppppp, tenho até hoje, e em 3 anos e meio desvalorizou de 52mil reais para 39.500 ….. hoje nao vendo por menos de 43.900 aqui no RS. ou seja perdi 10mil reais ,,,, ja os 0km listados acima, perderam bem mais que isso……recebo propostas de vender meu Azera a cada 3 semanas….. fiz até um canal youtube com coisas diarias, manutençoes e afins, canal Hemiization

  • Anderson Trajano

    Parabéns pela sinceridade, ótimo relato.

  • Estou De Olho

    Gostei da sinceridade e maturidade do Diógenes neste relato.
    Obs: HB20 não tem modo cruzeiro. E eu achando q só a Nissan fazia isso rs.

  • Luccas Stringger

    …em suma,trocou m..rda por b..sta….

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email