Mercedes-Benz GLA – Problemas e defeitos

GLA 200 001

A Mercedes entrou no mercado dos Crossovers urbanos com o GLA, traz um belo design e requinte, além do já conhecido status da montadora alemã.

Tem relativo sucesso no mercado nacional e agrada tanto o publico jovem quanto mais velho, com seu design sóbrio e ao mesmo tempo esportivo.

Já pode ser encontrado por menos de R$ 100.000,00 no mercado de usados, e deixa uma pulga atrás da orelha de quem está buscando um novo carro.

Mas será que é uma boa idéia? Fizemos esse texto para mostrar os principais problemas e reclamações do modelo.

Lançado em 2013 no mercado mundial, tem diversas versões e motorizações, dentre elas as principais são:

  • GLA 200 – 1.6 turbo de 156 cv e 25,5 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em 8,8s e velocidade final de 215 km/h.
  • GLA 200 – motor 1.3 turbo de 163 cv e 25,5 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em 8,7s e velocidade final de 210 km/h.
  • GLA 250 – motor 2.0 turbo de 211 cv e 35,7 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em 6,6s e velocidade final de 235 km/h.
  • GLA 35 AMG – motor 2.0 turbo de 306 cv e 40,8 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em 5,2s e velocidade final de 250 km/h.
  • GLA 45 AMG – motor 2.0 turbo de 381 cv e 48,4 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em brutais 4,4s e velocidade máxima limitada a 250 km/h.

Em todas as versões tem uma boa lista de opcionais e itens de segurança, parecendo ser uma boa opção de compra. Mas será que é mesmo?

Abaixo estão os principais problemas e reclamações do modelo.

Desempenho fraco para um carro premium

O desempenho do GLA200 turbo não é ruim, mas pode decepcionar quem compra uma Mercedes, afinal a marca é sinônimo de performance, o que não se aplica muito bem à essas versões.

O desempenho delas não é diferente por exemplo de um Golf ou outro carro turbo moderno que não seja 1.0

Suspensão dura

A suspensão é muito dura para rodar nas nossas ruas esburacadas, faz parte do conceito do carro, mas pode ser bem cansativo quando usamos o carro diariamente em ruas ruins.

Além disso, a suspensão acaba quebrando com mais facilidade e causando ruídos excessivos.

Multimídia bem ultrapassada

Especialmente nos primeiros anos de produção, a multimidia que equipava o GLA era bem fraquinha, com conectividade ruim e tela pequena.

Consumo elevado

Normalmente quem compra um esportivo não liga para consumo, mas desde as versões de entrada (GLA 200) o consumo é bem alto.

Relatos de consumo rodoviário na casa dos 8 km/l com etanol são comuns, e o consumo rodoviário na casa dos 10 km/l.

Pneus runflat, caros demais

Os pneus originais são do tipo runflat, que são mais caros que os comuns.

Se a unidade que estiver comprando não estiver com os pneus muito bons, coloque o custo deles na ponta do lápis.

Cuidado com o câmbio automatizado

Apesar de não existirem muitos relatos de problemas graves no câmbio automatizado dos GLA, eles existem.

Mesmo não sendo problemático, o conjunto sofre desgaste e, uma hora ou outra, alguns componentes precisam ser trocados.

Atenção a marchas patinando ou sendo retidas e trancos nas trocas de marcha.

Carro “fumando”

Se ao acelerar fundo e depois tirar o pé o carro soltar fumaça azulada pelo escapamento ou subir um cheiro de óleo queimado, provavelmente a turbina está danificada.

O problema é raro, mas quando ocorre é bem caro para arrumar, se não estiver confortável para realizar o teste, leve em uma oficina especializada.

Muitos ruídos internos

GLA 200 002

Surpreendentemente, há um grande número de relatos de ruído interno elevado no GLA, o que não é esperado para um carro desse segmento.

Os principais focos de barulho, segundo os donos, são nas portas, no painel e no teto.

Custo de manutenção e peças elevado

Logicamente um carro de luxo é mais caro de manter que um popular, especialmente se for levar na concessionária e comprar as peças por lá.

Para se ter uma ideia, um farol custa R$ 7.000,00 fora da concessionária.

O par de amortecedores pode ser encontrado entre R$ 1.500,00 e R$ 2.500,00, também fora das concessionárias.

Seguro e IPVA caros

Veja bem os valores de seguro e IPVA antes da aquisição.

Muitas vezes o carro está relativamente barato, mas nem a seguradora, nem o governo ligam pra isso, o valor cobrado por eles será o mesmo de uma unidade mais cara, de mesmo ano/modelo.

Conclusão

GLA 250 001

O GLA tem opções desde as mais “comuns” até as mais esportivas, e certamente alguma delas pode te atender.

Se busca por bom desempenho, comece no GLA 250, se isso não for possível, talvez valha a pena estudar outros modelos que melhor atendam às suas necessidades.

Ele não é um carro com rodar suave, e sofre bastante com buracos e lombadas, tenha isso em mente.

O consumo é alto e a manutenção não é barata, por isso pense bem antes da compra.

Opte por uma unidade conservada e com todas as notas de revisões, carros de luxo não aceitam a negligência de seus donos.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!
Categorias GLA

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



c12OrqyAeQ65CANuSaRgcOXX3cvWvBvO3VrU zKQNKMIjAIN28coKUHnlTgz76QZ90
Autor: Luca Magnani

Engenheiro mecânico na indústria automotiva, pós graduado pela Universidade da Indústria do Paraná em Engenharia de veículos elétricos e híbridos.