Frontier: Donos reclamam falta de potência, problema sensor turbina

Alguns proprietários da picape Nissan Frontier estão reclamando de falta de potência em seu motor 2.5 turbo diesel YDK3 de 190 cv. O modelo da picape japonesa com esse motor passou a ser vendido no Brasil a partir de 2012 e na versão Attack.

A reclamação geral feita pelos donos da Frontier é que por várias vezes, o motor começa a ficar fraco. Então, o motorista tem de desligar o veículo e religa-lo novamente, voltando a funcionar de forma normal.


No entanto, um dos relatos fala o dono que precisou fazer isso várias vezes em uma viagem entre São Paulo e Ceará para poder finalmente conseguir chegar ao seu destino final.

Em outro caso, o motor 2.5 da Nissan Frontier quase morria ao sair da garagem, sendo preciso novamente desligar e religar em seguida. Em uma concessionária da marca, a informação é de que se trata de um problema no sensor da turbina.

O tal dispositivo chegou a ser trocado duas vezes em um dos relatos, em uma Frontier com apenas 9.000 km rodados. No entanto, a falta de força continuou mesmo assim.

A solução encontrada por um dos proprietários foi a troca da válvula que regula a pressão da turbina. O item original de código 226305X30B custou R$ 1.178 e resolveu o problema, segundo informou o cliente.

A Nissan reconhece o caso e diz que realmente há falta de potência no seu motor YDK3, motivado por uma leitura inadequada do sensor de temperatura da turbina.

A montadora explica que a falha ocasiona a entrada do sistema no modo de segurança, mesmo que não haja risco de aquecimento iminente.

A Nissan explica também que isso ocorre em uso severo e que não traz riscos à segurança. A empresa diz que quem estiver enfrentando o mesmo problema deve entrar em contato pelo 0800 da empresa ou procurar uma concessionária para o reparo totalmente gratuito.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.