Brasil Marcas Mercado

Novas marcas de carros no Brasil

Novas marcas de carros no Brasil

Atualmente, cerca de 40 marcas de carros são vendidas oficialmente através dos próprios fabricantes ou por meio de importadores. O número parece alto, mas em realidade, é bem baixo se compararmos com outros países, muitos deles bem menores que o Brasil, entre eles o Chile, por exemplo.


O mercado brasileiro já teve mais marcas, porém, crises financeiras individuais ou mesmo econômicas a nível regional ou global, fizeram com que algumas delas desistissem do país, especialmente no que se refere à cotação do dólar e restrições quanto à importação de veículo, mediante sobretaxa e cotas.

O outrora promissor mercado brasileiro, de repente passou de atrativo para inadequado em termos econômicos. Atualmente, o Brasil vive um momento de incerteza pela ausência de um regime automotivo, apesar do crescimento gradativo nas vendas. Tentando se recuperar da crise que fez as vendas desabarem nos últimos anos, o país ainda é o alvo de algumas marcas estrangeiras, que alimentam o desejo de estar por aqui, mas que ainda não se arriscam a entrar.

Outras vieram e foram embora, algumas querem retornar, outras já falam que não rodarão mais por estas bandas. No passado, o Brasil viveu um momento de joint-ventures com fabricantes famosos, que ajudaram a criar o parque automotivo nacional. Então, veio a proibição de importações, que durante toda a década de 80 e parte da anterior, deixou o mercado apenas com quatro marcas importantes.


Novas marcas de carros no Brasil

 

Onda de novas marcas

No começo dos anos 90, “os portos foram abertos às nações amigas” e assim houve uma enxurrada de marcas de origens das mais variadas. O consumidor brasileiro pôde contemplar aqui, após anos de isolamento, os carros que só viam em revistas, jornais, fotos, vídeos ou em viagens ao exterior. Esse “admirável novo mundo” brasileiro foi se assentando no começo dos anos 2000 e só ganhou novo impulso com os chineses a partir de 2010. Mas essa onda durou pouco por causa da crise.

Mas, quais as marcas que estão planejando chegar ou voltar ao Brasil? O mercado está dando sinais de recuperação, lenta, mas progressiva. Então, algumas empresas já observam esse cenário e aguardam o momento certo de chegar. Vamos conhecer as que oficialmente ou não oficialmente estão se movendo nessa direção. Também, aquelas que já desistiram de voltar.

Novas marcas de carros no Brasil

Chinesas

No início da década, o Brasil se tornava atrativo para as marcas chinesas e algumas vieram para cá. Com a crise, pequenas operações acabam fechando. Mas quais as que devem retornar? Nesse momento temos Chery, JAC, BYD, Lifan, Shineray e Effa, esta última uruguaia, comercializando veículos da Hafei e Dongfeng.

A Great Wall Motors tentou entrar inicialmente por Brasília, mas o projeto deu errado e posteriormente através de outro grupo, visando fábrica em São Paulo. Com a crise, a ideia evaporou. No momento, não há planos da marca para voltar, sendo que o último movimento foi a possível compra da FCA, mas a ítalo-americana recusou. A falida Districar tentou trazer ao mesmo tempo Haima e Changan, mas também não deu certo e nenhuma das duas têm alvos por aqui.

A Geely veio através do grupo Gandini e saiu, mas a importadora garante seu retorno para este ano ainda. O potencial da marca chinesa é grande, pois sua fama de “comprar meio mundo” com aquisições na Daimler, Proton e Lotus, sem contar Volvo, London Táxi, Polestar e Lynk & Co, pode ajudar.

Novas marcas de carros no Brasil

A empresa tinha planos para fábrica em SC, que poderia ser compartilhada com a Volvo, fazendo assim um modelo de SUV da marca chinesa e o XC40 sueco, ambos sobre a base CMA. A Foton também namora o mercado brasileiro e pretende expandir sua operação em Guaíba-RS – onde faz caminhões leves – para produzir picapes e SUVs. A picape Tunland (foto é do modelo Terracota) e uma minivan chegaram a ser vistas em testes por aqui.

A Borgward é uma marca alemã que se associou com a Foton, mas sua base de produção é a China, como a MG da SAIC. A empresa já declarou que pretende atuar também na América do Sul e eventualmente venderá seus carros no Brasil. Atualmente a gama é composta pelos modelos BX5, BX7 e BX7 TS. Uma operação em conjunto com a Foton no RS seria benéfica para as duas empresas. Já a BYD se estabeleceu com carros e ônibus elétricos, mas não tem planos de fazer carros comuns por aqui. Brilliance e ZX Auto também sumiram do radar brasileiro, assim como a FAW.

Uma chinesa que está iniciando seus passos no Brasil é a Zotye, mas por ora, o objetivo da pequena operação em Goianésia-GO é vender pequenos carros elétricos. A representante até criou uma marca nova para isso, mas os crossovers e SUVs vistos na China parecem mais distantes do que nunca. O importador chegou a cogitar uma união com a quase falida TAC no Ceará, mas a operação deu errado. A Rely veio e foi embora, não há planos para voltar. A MG tentou e não teve sucesso, mas ainda hoje a importadora mantém o site no ar.

Novas marcas de carros no Brasil

Indianas e Sudeste Asiático

A indiana Tata Motors é uma das poucas marcas estrangeiras que possui uma gama de produtos muito próxima da realidade brasileira. Há alguns anos, o fabricante dono das marcas inglesas Jaguar e Land Rover, se aproximou da parceira Fiat e cogitou-se sua entrada no mercado nacional, mas a ideia não vingou. A empresa tem presença na América do Sul, mas não há planos atuais para sua chegada ao Brasil.

A Mahindra saiu do país em 2015, após pouco mais de 4 mil utilitários vendidos desde de 2007. A empresa, no entanto, permaneceu com sua operação de tratores, que cresceu recentemente. Não há planos de retorno. A Proton também é outra marca com lineup interessante para o mercado brasileiro, mas também não tem planos para cá.

Novas marcas de carros no Brasil

Ásia

Desde 2015 fora do mercado, com a falência da Districar, a sul-coreana SsangYong está retornando ao mercado brasileiro através da Venko, que anteriormente trouxe a Chery. Virá com os modelos Tivoli, XLV, Rexton, Actyon Sports e Rexton Sports. A taiwanesa Luxgen anunciou há alguns anos que tinha pretensão de construir uma fábrica e atuar no Brasil, porém, nada foi feito e até o momento não há intenção de executar esse projeto.

Novas marcas de carros no Brasil

Rússia

Muito recentemente, o jornalista Roberto Nasser, da coluna De Carro Por Aí, comentou que a Renault-Nissan tem planos de produção carros da Lada no Brasil, mais precisamente no complexo industrial da empresa no Paraná, mas a marca francesa não confirmou, dizendo que as chances são nulas. De qualquer forma, fazer o Niva aqui já não é mais viável por conta do projeto ultrapassado, mesmo para a Rússia. Interessante mesmo seriam os modelos X-Ray, Vesta, Vesta SW e o futuro SUV X-Code (foto acima), que são mais atraentes e próximos do tipo de produto que temos por aqui.

Novas marcas de carros no Brasil

EUA

Os EUA, apesar do grande número de marcas locais, limitava-se até recentemente aos grandes de Detroit, todos com presença no Brasil. Mas, a Tesla é a marca independente de maior prestígio no momento e Elon Musk, seu presidente, afirmou que o Model 3 será vendido no Brasil. Como não atua com representantes, a empresa deve assumir as vendas do sedã elétrico por aqui, mas isso deve acontecer por volta de 2020 ou além. Os Model S e X são vendidos por uma importadora independente em SP.

Novas marcas de carros no Brasil

Europa

As principais marcas da Europa estão aqui, mas algumas foram embora, tais como Seat e Alfa Romeo, por exemplo. A marca espanhola não está nos planos da VW para retornar, enquanto a Alfa Romeo – que agora tem produto – ainda está ausente, apesar de toda a estrutura da FCA. Não se sabe quando exatamente voltará, mas alguns acreditam que sim, ela retorna. Giulia, Stelvio e 4C são os principais candidatos.

Já a alemã Opel terá uma expansão além da Europa, já confirmada pela PSA, mas esta ainda não se pronunciou sobre o Brasil. Existe expectativa grande quanto a isso. Caso seja oferecida, a planta de Porto Real-RJ poderia suprir a demanda, pois os futuros carros de Peugeot e Citroën (DS talvez) serão feitos sobre a base CMP na Argentina, deixando a planta brasileira a ver navios.

Novas marcas de carros no Brasil

Japão

A Mazda veio recentemente com uma notícia muito má. A marca japonesa disse que não retornará ao mercado brasileiro, pois seus alvos estão em outras regiões, infelizmente. Isso fez cair por terra qualquer chance dela voltar. Rumores recentes diziam que um grupo paulista queria traze-la a partir do México.

Mas, se por um lado a Mazda não vem, a Daihatsu está na mira. A Toyota confirmou o interesse de vender produtos da marca nipônica, que também já vendeu seus carros no Brasil. A empresa tem uma boa reputação em carros compactos e deve contribuir para a ampliação dos negócios da gigante japonesa na região. O SUV compacto DN Trec é o candidato principal.

A Infiniti é outra nipo que está em gestação. Seu modelo Q50 já foi visto várias vezes rodando em testes por aqui, mas até o momento a luxuosa da Nissan continua fora, provavelmente esperando melhora do mercado.

 

Novas marcas de carros no Brasil
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email