O erro de velocidade presente no velocímetro

O erro de velocidade presente no velocímetro

O velocímetro do automóvel deveria ser exato em marcar a velocidade do veículo, mas isso não ocorre. Essa alteração em relação ao movimento real do carro é uma característica inevitável no processo industrial automotivo, mas que apresenta custos razoáveis.


O erro do velocímetro se tornou tão comum que foi até virou norma. Em muitos carros, por exemplo, a discrepância é de 5%, mas na Europa, a Comissão Econômica das Nações Unidas determinou que o erro não poderia ser maior que 10% acrescidos de mais 4 km/h.

Ou seja, se um carro estiver em velocidade real de 90 km/h, o ponteiro analógico ou digital não pode marcar além de 103 km/h. Essa diferença é também utilizada como cálculo para autuação de veículo com excesso de velocidade, na legislação brasileira.

Até 100 km/h, é considerada uma margem de erro de 7 km/h. Acima desse limite de velocidade, o cálculo passa a ser de 7%. Então, toda vez que se passa no radar de fiscalização eletrônica, a velocidade indicada no equipamento da via é sempre menor que a indicada no velocímetro.

O erro de velocidade presente no velocímetro

Leia também: velocímetro parou de funcionar

Mas mesmo com o “erro de fábrica”, a diferença entre velocidade real e indicada no painel do carro pode variar durante a condução. A pressão dos pneus pode influenciar esse erro, assim como o desgaste do pneu.

Outra fonte de alteração na velocidade indicada é a substituição de rodas e pneus por equivalentes de medidas diferentes das originais, mudando assim o diâmetro do material rodante. Quando você coloca rodas e pneus maiores do que o original no carro, o velocímetro vai marcar, por exemplo, 100 km/h mas o carro estará rodando a uma velocidade maior.

O erro do velocímetro também passa a falsa impressão de melhor performance e de maior economia de combustível, já que a medição deste último se baseia na quilometragem percorrida, apresentando assim um consumo que não reflete a realidade.

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.