Etc Mercado Segurança

O erro de velocidade presente no velocímetro

 

volkswagen-up-velocimetro O erro de velocidade presente no velocímetro



O velocímetro do automóvel deveria ser exato em marcar a velocidade do veículo, mas isso não ocorre. Essa alteração em relação ao movimento real do carro é uma característica inevitável no processo industrial automotivo, mas que apresenta custos razoáveis.

O erro do velocímetro se tornou tão comum que foi até virou norma. Em muitos carros, por exemplo, a discrepância é de 5%, mas na Europa, a Comissão Econômica das Nações Unidas determinou que o erro não poderia ser maior que 10% acrescidos de mais 4 km/h.

Ou seja, se um carro estiver em velocidade real de 90 km/h, o ponteiro analógico ou digital não pode marcar além de 103 km/h. Essa diferença é também utilizada como cálculo para autuação de veículo com excesso de velocidade, na legislação brasileira.

Até 100 km/h, é considerada uma margem de erro de 7 km/h. Acima desse limite de velocidade, o cálculo passa a ser de 7%. Então, toda vez que se passa no radar de fiscalização eletrônica, a velocidade indicada no equipamento da via é sempre menor que a indicada no velocímetro.

honda-civic-touring-avaliação-NA-72 O erro de velocidade presente no velocímetro

Mas mesmo com o “erro de fábrica”, a diferença entre velocidade real e indicada no painel do carro pode variar durante a condução. A pressão dos pneus pode influenciar esse erro, assim como o desgaste do pneu.

Outra fonte de alteração na velocidade indicada é a substituição de rodas e pneus por equivalentes de medidas diferentes das originais, mudando assim o diâmetro do material rodante.

O erro do velocímetro também passa a falsa impressão de melhor performance e de maior economia de combustível, já que a medição deste último se baseia na quilometragem percorrida, apresentando assim um consumo que não reflete a realidade.

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

  • Pedro Batista Corrêa Gomes

    Faltou citar que isso é pensado como medida de segurança também, apesar de que no passado essa discrepância ter sido bem maior – alguns modelos chegavam a 20% de diferença. A ideia é que o motorista navegue com uma “margem de segurança” ao notar que seu carro “chegou” ao limite que a via comporta/permite.

    • Lucas Alves

      Penso exatamente como vc, essa margem de segurança é totalmente bem vinda, um tipo de precaução conta os malditos radares.

      • Luis_Zo

        Eu discordo. Não acho bem vinda e inclusive ela atrapalha no fluxo do transito:

        Hoje o erro permitido por lei é de 6%, mais uns 2% que acontecem por variação de pressão do pneu. Ou seja, 8%.

        O erro de medição do radar é muito próximo de zero. Além disso ele só multa quando o veiculo passa 8km/h acima da velocidade.

        Temos então um radar de 60km/h, mas que só multará a 68km/h. A tendencia dos motoristas, que eu julgo errada, é passar a 50-40km/h. Vamos fazer um exemplo com o motorista que passa a 50km/h (velocidade do painel).

        A velocidade real dele é ao redor de 46km/h! Muito, muito abaixo do limite de 68km/h pra levar a multa. Só ajuda a diminuir a velocidade do fluxo.

        Dirijo há 14 anos, sempre passo nos radares com o velocímetro na máxima permitida (ou mais) e NUNCA LEVEI UMA MULTA.

    • xyzR2

      O texto inclusive é equivoco, e leva a entender que a “margem” seria só “para cima”.

      • Thales Sobral

        Mas o “erro” é propositalmente sempre “para cima”. Imagina o carro marcando 100 e a velocidade real 110…. Passou no radar, multa. Não ia ser legal.

      • Daniel

        Até hoje o unico velocimetro que vi marcar errado “pra menos” foi o do meu BR 800 depois de dar muito VDO e deixar o ponteiro quicando.
        De fabrica, os velocimetros sempre marcam com erro “pra mais”

    • Daniel

      O erro da linha gol é absurdo… parece que eles já sabem que o futuro de todos eles vai ser ganhar roda orbital aro 19″ e suspensão socada no chão… hehe

      Lembro quando eu trabalhava em São Roque e ia todo final de semana pra minha casa em Sumaré. No final de semana que eu ia com o carro da empresa (Gol) a viagem demorava 15 minutos a mais que com o Corsa que eu tinha na epoca, indo na mesma velocidade (no velocimetro). Quando usei um gps vi a diferença dos velocimetros, bem consideravel!

  • KevinGR

    Só uma constatação minha, Percebi que quase todos os carros que andei, de popular a de luxo, tinham erro de mais ou menos 8% (100 no velocímetro mas 92 no GPS)

    • Thales Sobral

      Meu carro atual (New Fiesta), é praticamente igual ao valor do GPS.

      • Edson Fernandes

        O meu tbm (Fluence).

        Colocar no controlador automatico fica realmente proximo.

        • Daniel

          No C4, o maximo de erro que deu foi 4km/h… isso a 130km/h.
          Acho que é por isso que sempre parece que os C4 estão correndo mais que todo mundo.

          • Edson Fernandes

            O do Fluence a diferença é de 2km/h apenas. Eu achava o C3 proximo (3km/h) e fiquei impressionado com o Fluence.

            • Daniel

              Dai vc quer andar no limite da estrada e encontra um tranca rua num gol achando que está no limite, mas 15% abaixo disso! heuheuheu

              • Edson Fernandes

                Sabe do curioso? Os que mais tem uma diferença gritante são os Fiat e geralmente além do VW tem esses…rs

                Nem vejo com tanta frequencia os milles andando feito loucos por ai…rs

      • Thiago Nagel Oliveira

        Tenho o New Fiesta tbm e pra mim o erro é praticamente ZERO!

      • leandro

        Meu New Fiesta também tem erro 0. Já o Palio Attractive 1.0 tinha exatos 10% de erro

    • DINEIROO

      A velocidade marcada no GPS, na maioria da vezes, tbm não é a velocidade real, infelizmente.

    • Fábio A.

      No Honda Civic 2011 e no 2014, ambos a 100 km/h marcados no velocímetro, o GPS marca 95 km/h.

  • Fernando S.

    Essa diferença entre velocímetro x realidade procede. Certa vez na Anhanguera estava próximo a 120 km/h no velocímetro (creio q estava a 115 pra ser mais preciso) e tinha um pardal escondido. Achei q tivesse sido multado, mas jamais recebi a mesma (em 2014) e nem no licenciamento estava pendente.

    • Artur

      Simples. Na Anhanguera a velocidade máxima é de 110km/h e se você passou a 115km/h estava dentro da margem de tolerância de 7%.

      • ALVIN_1982

        Anhanguera é 100 km/h. Eu não conheço trecho de 110 km/h nela…

        • Artur

          Tem também trechos de 100km/h e de até 80km/h. Não sei te dizer especificamente em quais locais é 110km/h porque, de fato, uso a Anhanguera muito pouco (prefiro a Bandeirantes, menos caminhões e 120km/h praticamente o tempo todo).

      • Fernando S.

        Na Anhanguera a velocidade máxima é 100 km/h

        • Artur

          Então seu velocímetro está altamente desregulado mesmo. Sugiro visitar um mecânico de confiança o mais rápido possível.

          • Fernando S.

            Pelo GPS quando estou a 100 km/h, acusa no GPS entre 92-93. Seguindo essa média, a 115 km/h (velocímetro) devo estar em velocidade real 105 km/h. Como, salvo engano, há uma tolerância de 10% dos pardais/radares para com a velocidade máxima, creio que foi isso que me “salvou”.

            • Artur

              Então está dentro da margem de erro sim amigo. 8% mais ou menos. Tinha entendido errado, que você estaria a 120km/h no velocímetro.
              Aí de 120km/h para menos de 107km/h já ultrapassaria os 10%. Também não seria nada muito grande. Acho que exagerei no meu post anterior! Rsrs

            • Daniel

              A tolerancia é 7km/h até 100km/h e 7% acima de 100km/h
              Se estiver a 200km/h a velocidade considerada será 186km/h! ;P

        • Daniel

          A anhanguera após cordeiropolis sentido interior é 110km/h

          • Fernando S.

            Não sabia, no trecho que ocorreu é na altura de Jundiaí. ABraço

            • Daniel

              Em Jundiaí é 100 mesmo.
              E, corrigindo ali que ficou meio estranho. de Cordeiropolis até a divisa com minas é 110km/h (não apenas sentido interior).
              mas, mesmo nesse trecho tem algumas “reduções pontuais”

    • Louis

      Além do “erro” do velocímetro, os radares também têm uma margem de segurança, creio que multam só os que ultrapassem uma % na velocidade real.

  • No_Name

    Passo cravado nos radares de 40, 60 e 80 km/h daqueles que tem o display indicador da velocidade e dá certinho com o velocímetro do meu carro (Fiesta geração atual).

    • Alexandre Maciel

      Isso mesmo.

    • Martini Stripes

      Tinha um Fiesta, e a velocidade dele tem Erro zero!
      Tbm fiquei surpreso e foi o carro que mais levei multas de velocidade.
      Estou com um que tem um erro de uns 6 km/h em média.
      Agora percebo que sempre estava mais rápido que todo mundo e agora ando junto com todo mundo.

      • Alessandro

        Não existe erro zero.
        Lembra-se que o radar também possui uma margem de erro, que somada a margem de erro do velocimetro do carro é que leva-se em consideração para sua multa.

        • Daniel

          A margem de erro do radar é calculada depois. Ou seja, numa lombada eletronica de 60km/h ela só vai multar após 68km/h. Independente do erro de leitura da velocidade.

    • Thales Sobral

      É, o erro dele é bem próximo de zero.

  • Leo Araújo

    Eu sou motorista de van, ônibus.. esses veículos são equipados com tacógrafo. Esses aparelhos são revisados e lacrados com selo do Inmetro por empresas credenciadas. E marcam a velocidade exata.

  • Isaias Freitas

    Já ouvi falar que um caminhão a 90km/h e um carro na andando do lado mostra diferença no velocímetro dos dois, outra coisa que notei, quando troquei as duas 13 por rodas 15, notei diferença na direção, tipo a marcha esticava mais entre as passadas.

    • invalid_pilot

      Provavelmente você deve ter alterado a medida total do conjunto roda+pneu, o que não é recomendável, por isso notou essa diferença já que alterou a relação de trabalho do motor vs ponto de contato e tração.

      • Isaias Freitas

        Sim. Acho q foi isso mesmo. Penso q no velocímetro da alteração na velocidade tbm.

        • Pedro Henrique

          isso acontece diferença inclusive na quilometragem do seu carro, pois você estaria rodando mais do que é contabilizado..

  • Alexandre Maciel

    Quando tinha Honda essa regra de o equipamento de fiscalização marcar a menos valia. Quando mudei para Ford foi a primeira diferença que percebi: pelo menos até 60km/h o equipamento de fiscalização marca o que está no ponteiro.

  • Raul Pereira

    Reparei nisso quando comecei a dirigir e comparava com as lombadas eletrônicas, imaginava mesmo que era uma medida de segurança sempre jogarem a velocidade uns 5km pra cima

  • ChalMust

    Uma vez eu estava de Honda Pop a 197 km/h e aí tirei o celular do bolso e no Waze mostrava 190km/h … é sério!!!!

    • Artur

      Kkkkkkkkkk boa!

    • Thales Sobral

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Com capacete no cotovelo, claro né!

  • Wagner Lopes

    O “erro” é programado eletronicamente. É o que o fabricante especificar ou o quê a concessionária quiser colocar. Se quiser marcação exata é só configurar.

  • Ricardo

    Basta os velocímetros funcionarem por satélite para diminuir esses erros!

  • Freaky Boss

    Qualquer medição, de qualquer equipamento, tem erro, mas a discussão é que em velocímetros parece ter um erro desproporcional ao nível tecnológico dos automóveis (que é alto).

    • Louis

      Concordo, com a tecnologia de hoje, 10% de erro só pode ser intencional.

  • Ricardo

    Pensei num medidor de velocidade baseado em sonda, mas acho que também haveria erros devido a variação da altura do carro. Acho que com esse sistema dos carros autônomos a velocidade deve ser bem precisa, pois acho que nunca perde os sinais de satélites.

  • Carroças S&A

    Meu carro atual usa medidas originais de 175/65 14 mas troquei o conjunto por pneus mais borrachudos 175/70 14. Além de aumentar sensivelmente a altura e a maciez ao rodar tmb alterou a relação de marchas pois em 5a marcha a 100km/h com a medida original ele girava em 3400rpm e agora ele gira em torno de 3150rpm. Como pego mais rodovia de pista dupla para o meu caso achei vantajosa a substituicao,perco em desempenho de retomadas mas ganho no consumo. Já sei que os engenheiros de plantão vão dizer que isso altera a dinâmica do carro mas sei que somente numa situação extrema e meu estilo de guiar é de dono de Corola rs. E concluindo a aferição do velocímetro pelo GPS diminuiu agora para apenas 1km/h para menos e antes da substituição ficava nos 7km/h.

  • Novaess GTO

    Se veículos populares (e até alguns abaixo de 100.000 reais) fossem tão rápidos assim não teríamos v6, v8…v12!!!
    Falando em engenharia, um motor pequeno, econômico, potente, barato e durável, com todas essas características ao mesmo tempo, é algo a frente do nosso tempo. Não existem milagres!

  • Alessandro

    “O velocímetro do automóvel deveria ser exato em marcar a velocidade do veículo”

    Não há instrumentos metrológicos exatos, mas sim, padrões com uma margem de confiança.
    O que te garante que uma regua mede 100cm a 30ºC dá a mesma medida em 20ºC?

  • LEONAM FERRO SERAFIM

    Um UP fazendo 10,4 km/l de consumo? Explica essa aí fanboy.. kkkk

  • Sassá

    Pior mesmo é velocimetro de gol 1.6 com escala até 240….Sem falar de 1.0 até 220. E tem gente que acredita….

  • Daniel

    Viram isso senhores “donos da faixa da esquerda”? Que acham que estão no limite e não devem dar passagem?

    Pois então, saiam da esquerda porque, além de ser obrigatório dar passagem pra quem vem mais rápido, você ainda não está no limite!!!

  • Daniel

    Sabe qual o motivo da europa limitar o erro?
    É pra não ter um bando de lerdo na estrada!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend