Peugeot

Peugeot oferece atualização do câmbio automático AT8 de quatro marchas de 308 e 408

Correção: a atualização se refere ao câmbio AT8 de quatro marchas, não ao câmbio de seis marchas.

O leitor Renato Braga, que tem um Peugeot 408, nos informou que as concessionárias da marca estão fazendo uma atualização do câmbio automático de AT8 de quatro marchas que equipa tanto o sedã quanto seu irmão 308. Alguns dias atrás ele fez a revisão de 30.000 km de seu 408, quando foi feita essa atualização eletrônica.



O software do câmbio é atualizado, fazendo com que o funcionamento do câmbio fique mais suave. Segundo Renato, a mudança é bem perceptível. Agora o carro dele efetua a troca da primeira para a segunda marcha entre 2.300 e 2.500 giros, coisa que antes acontecia apenas nos 3.000 giros.

Da segunda para a terceira marcha o tempo da troca foi reduzido e a 60 km/h o câmbio já está operando em quarta. O consumo melhorou um pouco, já que o giro sempre fica mais baixo. Em relação ao modelo AL-4 do grupo PSA ele não obteve informações de quaisquer atualizações.

Confira também nossa avaliação do Peugeot 408 com seis marchas.

  • andreHHX

    Podia poder escolher modos de direção: econômico, normal, esportivo 1 e esportivo 2…

    Aí o motorista escolheria o que acha melhor.

    • dougkmt

      Claro que evoluções sempre são bem vindas, desde que ponderadas pelo preço. Mas, em relação ao câmbio automático, depois de passar por AL4 e AT8, esse câmbio de 6 marchas com conversor de torque já ajuda bastante a melhorar os modelos da PSA, anteriormente preteridos nesse aspecto. Por isso, até acho que o modo de condução possa fazer parte em um futuro próximo, mas primeiro, eu gostaria de outras alterações, como:

      – Direção elétrica com assistência regressiva e indexada à velocidade
      – Apoio de braço central inteiriço, com porta objetos e refrigeração, ao invés dos dois individuais atuais
      – Abertura interna do tanque de combustível
      – Sistema FlexStart no EW10A 2.0
      – Injeção direta no EC5JP4 1.6 e EW10A 2.0
      – Retorno da versão Feline com 6AB, ESP, TCS; e oferecendo opção de câmbio MT (R$ 62.990) ou AT (R$ 66.990).
      – E aumentar a rede de concessionárias, pois tenho conhecimento de duas que fecharam na grande SP.

      • _Adriano__

        Senta esperando que a peugeot vai dar valor ao nosso mercado, vão fechar cada vez mais, grupo PSA vai de mal a pior.

        • dougkmt

          Não to sonhando, Adriano. Só coloquei o plano estratégio pra 2014 e 2015. Tá aí, é só a diretoria copiar! Kkkkk

          • _Adriano__

            kkkkkkkkkkkkkkk acho que nem com alguem deixando explicito isso eles conseguiriam fazer algo descente, essa marquinha furreca pra mim nao vale nada, igual chinesa.

            • eric

              Peugeot tem mais 200 anos, mais de 120 na industria automotiva, não é furreca nem igual chinesa.

          • Que ela te ouça!

          • Edson Roberto

            Se ela fizesse isso, ela melhoraria o modelo que não é ruim. Só falta boa assistencia. Curioso né…. meu Citroen com cambio de 4 marchas (4HP10) troca entre 2100rpm e 2500rpm.

            Seria uma boa ter uma programação para jogar quarta marcha em 60km/h (no meu é por volta dos 75km/h apenas), pois o torque que o motor tem (o meu é um XU 2.0 16v) de 19,2kgmf é o suficiente para rodar a 1500rpm a 60km/h (economizaria ainda mais). No meu eu duvido que exista atualização.

      • netovski

        – No 208 a direção é elétrica progressiva, a tendência é que na próxima geração do 308 ela seja também.
        – Válido, mas não acho que seja um problema crônico.
        – Se o sujeito acha tão ruim ceder a chave para o frentista pode ele mesmo ir lá e abrir a tampa do combustível. Não é um problema crônico.
        – Sistema de partida a frio sem tanquinho não é um grande diferencial de mercado, não caracterizando problema crônico, até porque o Etanol não tem sido vantajoso na grande maioria das cidades.
        – A feline saiu de mercado pela baixa procura, já que esse valor que você citou corresponde hoje à Allure, e pelos 70 mil que pediriam na Feline AT 2.0 creio que é natural o sujeito botar mais 6 mil e ir pra uma Griffe THP.
        – A ampliação da rede de concessionários não depende deles e sim de interessados com capital para empatar. Depende deles uma oferta melhor de produtos e uma posição mais interessante no mercado a fim de atrair e manter interessados.

        Os problemas crônicos na pug na minha ignorante opinião seriam:

        – Péssima oferta de versões e opcionais, toda versão parece uma tentativa de te puxar pra mais cara em vez de ser atraente por si só. Fazem um jogo de gato e rato entre as versões em vez de oferecerem aquilo que o consumidor quer.

        – Tratam o motor Prince como se fosse o cálice sagrado do luxo quando a possibilidade de oferece-lo como opção em toda a gama desde o 208 atraíria muitos consumidores. Tenho convicção que se quisessem poderiam oferecer o Prince no Sub Allure (active pack) por menos que 50 mil. Falha a eles entender que existem perfis distintos de consumidores. Pessoas que buscam conforto/segurança e um bom desempenho, pessoas que buscam apenas conforto e segurança (meu caso) e o que abrange boa parte dos brasileiros do sexo masculino que é desempenho pelo menor preço possível mas para eles só existe o primeiro consumidor e eles demonstram convicção de que os demais buscam necessariamente ser esse primeiro. Enquanto eu por exemplo gostaria de adquirir um 208 equivalente ao Feline fabricado em porto real e exportado pra Argentina mas com motor 1.0 existem pessoas que teriam interesse em comprar uma versão até mais pelada que a active do 208 mas com o bendito THP.

        – Maior disponibilidade de informações e acessibilidade aos mecânicos independentes (tem a service box lá em francês… e só).

        – Falta de respeito óbvia ao consumidor. A pug é a única montadora na qual o branco sólido custa mais caro que o vermelho metálico. Inventa desculpas de toda sorte para que, na tropicalização, tenhamos aqui um produto muito inferior ao europeu. Considera roda de liga leve mais importante que airbag lateral e restringe a oferta de airbag lateral porque é um item caro, mas o Pack Techno do C3 exclusive evidencia que o custo total com impostos dos airbags laterais não passa de 600 R$. Quando faz promoção de um carro é só na versão mico. Ao passarem tamanha sensação de picaretagem ao prospecto quebra-se totalmente a confiança.

        Resumidamente: Não ouvem o consumidor, desrespeitam o consumidor, não vendem aquilo que as pessoas querem comprar. Com um departamento de marketing tão amador fica difícil ter pena da situação financeira e do market share risível que ela tem hoje.

        • schweinerei

          Por que meu comentário elogioso ao netovski foi deletado? Não usei nenhuma palavra ofensiva, não fiz apologia. Alguém pode me explicar? Netovski, vou tentar mais uma vez: parabéns pelo comentário bem fundamentado e sem paixões.

          • netovski

            Opa, obrigado!

            • marciors01

              Netovski, perfeitas as colocações, e acrescento mais, sempre cobram muito caro por motor 1.6, seja no 207 quanto agora no 208 motorização somente na versão top, e cara.
              Eu descartaria completamente comprar o 208 por conta dos motores, enquanto o fiesta básico oferece o 1.5 de 111cv o 208 oferece um 1.5 de 93cv, no intermediário a psa mantém o 1.5 de 93cv enquanto a ford oferece um 1.6 de 130cv que é excelente, falo porque tenho um.
              O mais incrível é que o fiesta 1.5 anda mais do que o 208 1.6, isso eu não entendo…
              Estou com um fiesta sedan com este 1.6 e além de andar muito bem tenho feito 8.6 na cidade com velocidade média de 16km/h, em estrada duplicada tentando manter 100km/h consigo passar dos 16km/l.
              A psa precisa parar de cobrar tão caro para oferecer um carro de bom desempenho.
              Outro ponto é que faltam versões do 308, e voltando ao assunto de oferecer o que o consumidor quer, se ainda estivessem fabricando o 308 allure 1.6 possívelmente seria o meu carro, e não o fiesta.
              Aquele allure era um custo benefício excelente e obviamente foi retirado de linha, agora cobram o mesmo pelo básico que perto do allure é pelado.

              • OJR

                Tenho um 208 Active Pack com o motor 1.5. Testei também o Fiesta S 1.5 antes de me decidir pela compra do Peugeot. Pude verificar que, apesar de ter 18cv a mais, o desempenho do Fiesta é apenas ligeiramente superior ao do 208, não é esse abismo todo que é pregado. Em contrapartida (conforme os números dos testes e do Inmetro) o consumo do Ford também é ligeiramente maior. Fala-se do motor da Peugeout como se fosse uma porcaria, mas basta dirigir e verificar que ele tem um comportamento muito bom e condizente com o carro.

                Agora, porque optei pelo 208? Se fosse para comparar o básico do 208 (active) com o básico do Fiesta (S), acho que o Ford leva vantagem pela pequena diferença no desempenho. Nas versões seguintes (active pack e SE), no Fiesta tem a mais apenas roda de liga leve (feia, na minha opiniao) e farol de neblina, enquanto no 208, além do farol de neblina e as rodas de liga, tem também a central multimidia com GPS (excelente), controles de som no volante (este revestido em couro) e vidros traseiros elétricos. Também achei o interior do 208 muito mais agradável, com acabamento muito melhor e mais espaçoso que o Fiesta. Estas diferenças, além de não ter sido cobrada a pintura metálica e o emplacamento, definiram minha escolha.

                Mas reconheço que o 208 só é vantajoso na comparação do active pack com o Fiesta SE. Quando se trata então das versões 1.6, o Fiesta leva de lavada; na topo de linha então, é até covardia.

          • Edson Roberto

            Infelizmente não saberei te responder. Deveria ter sido automatico, já que vc tem pontuação para comentar sem precisar ser moderado. Pode notar inclusive que sequer existe publicamente uma deleção de comentário.

        • MarcosBittencourt

          "EU" não prefiro carros com opcionais, prefiro eles apenas como itens de série. Quanto mais opcionais maior será a desvalorização, pois na hora da revenda o comprador só olha a FIPE.
          Não deixaria de comprar carro algum por conta de ter ou não opcional, mas para mim pode ser um fator decisivo.
          Por fim, estou contente com meu 208 Griffe.

          • Edson Roberto

            O problema é que na Peugeot, ela começa para determinados modelos lançando versões de seus produtos e depois vai retirando. O 308 tem um abismo entre os itens de série de um 2.0 Allure em relação ao 1.6 THP. Mas a diferença em epoca era de quase R$10000.

        • Edson Roberto

          Mas o Service box tem como selecionar o idioma. É só selecionar a direita superior da pagina. Eu uso o da Citroen para ver os códigos de peça dos meus carros.

          Sobre o 308…. eu acho que ele merecia tal abertura de combustivel pois, os concorrentes ofertam. E isso conta para comodidade de muitos. O legal é… ao menos o Allure desses modelos ofertam ar bizone, item que consideram de luxo no 208 e nos concorrentes. (exceto Fluence)

          Eu concordo. Na falta ou na não vontad ede trazer um 108 (que seria ideal para carro de entrada e de quebra disputaria com o Up! e alguma coisa dos compactos…. mas teriam margem entre 25000 a 35000 reais.

          Assim concretiza melhor as versões dos modelos mais caros e, consegue colocar sem pudor equipamentos unificando uma linha e ainda agradando aos interessados.

          Não ouvir o consumidor: É algo que realmente a Peugeot anda inclusive pior que a Citroen. (na verdade a Citroen melhorou muito nesse aspecto). Além disso, é incongruente na linha de médis não voltar com a versão Feline, pois existe um nitido buraco entre versões. Alias, ter acabado com a Allure 1.6 no 308 só ajuda a perder vendas, já que o Active tem um pacote pessimo de itens de série.

        • dougkmt

          Eu citei algumas melhorias, sendo que possuo o carro e vejo existem concorrentes melhores nesses aspectos. Não vejo como problema crônico, ou impeditivo à compra, tanto é que comprei. Especificamente à abertura interna de combustível, eu não fico puto toda hora que tenho que entregar a chave, mas olho pro lado e um Picanto de R$ 20.000 a menos tem abertura interna, é isso que eu quero dizer.
          Especificamente ao etanol, eu vejo como vantagem e acredito que uma boa parte das pessoas que moram em SP também. Então pra mim faz diferença não ter que abastecer o reservatório de partida a frio, pois o EC5JP4 1.6 já tem o FlexStart e acho isso cômodo.

          Repito: retirar a Feline do mercado, tanto 308 quanto 408, foi uma tremenda burrice! Motores turbo são "novidades" ainda pro Brasil e ter uma versão recheada cobrando R$ 8.000 a menos faz diferença (eu seria um grande candidato a comprar um 308 Feline por R$ 66.000, ao invés dos R$ 74.000 do THP).

          Quanto à oferta do EP6CDTM 1.6 de 165cv em versões intermediárias do 208 e 308, sou totalmente a favor!

          Quanto à falta de respeito sobre segurança, com certeza a PSA falha grave e concordo com vc também. Só olhar New Fiesta do lado e ver que é possível um carro "global" ter tais itens.

          Quanto aos demais itens, de acordo!

      • Daniel

        Eu ainda incluiria o sistema de partida sem chave e troca de marchas com câmbio borboleta, além da multimídia com GPS, TV Digital, USB e etc.

  • MarcosBittencourt

    Boa Peugeot.
    Atualização para deixar o produto mais econômico e ainda por cima sem cobrar por isso.

  • PavaoFilho

    Para isso tem a troca sequencial. O motorista faz a troca quando acha melhor

    • dougkmt

      Não tenho muita experiência com câmbios automáticos (quase sempre test drive), mas o que leio de gente que tem e não usa o modo manual… Normalmente é pra se testar no início ou mostrar para os amigos, ou ainda pra usar o freio motor, ultrapassagens ou forçar a tocada em subidas.

      • Vinicastro

        Eu tenho e uso bastante, principalmente em estradas de serra. Controla-se o carro como se fosse um manual, usando freio motor em descidas e mantendo o giro mais alto em subidas. Com a vantagem de não ter embreagem, é só toquinho pra cima ou pra baixo, pratico DEMAIS. Não sei se me contentaria mais com um cambio AT sem opção de trocas manuais por melhor que seja; nessas situações prefiro manter o controle.

        • Mas o seu possui trocas na alavanca né? Tipo para cima e para baixo? Pergunto pois acho ridículo o botão do Cruze e Focus para passar as marchas por exemplo.

          • MM_

            Botão do Cruze??? O cambio do Cruze troca na alavanca.

            • Edson Roberto

              O que ele quis dizer é que na alavanca do Cruze tem dois botões para troca sequencial, ao contrário por exemplo do Tiptronic da VW que seria um toque para cima ou para baixo para realizar as trocas.

    • 1mais8

      Não é bem assim Pavão. A troca sequencial não se usa da mesma forma que câmbio manual. Provavelmente, se fosse utilizar o sequencial para colocar 4º a 60km, o câmbio não aceitaria, ele tem limites.

      • fmcosta

        No meu antigo Focus 2.0 a 4ª entrava a 60 km/h no modo manual (e até mesmo em "drive" se andasse só na casquinha), e no 408 THP dá pra colocar até a 6ª a 60 km/h – não presta fazer isso pela rotação que fica lááááá embaixo (1300 RPM se não me engano), mas o câmbio deixa.

        • Edson Roberto

          Mas o 408 THP aceita manter essa marcha? Pois geralmente ele deixa o comando e mostra, mas ao andar (pisar) ele mostra a marcha "real". Pelo menos no Jetta e Amarok é assim.

          • fmcosta

            Aceita sim, você sente o carro pedindo redução pra 5ª mas o câmbio não intervém a não ser que se soque o pé sem dó.

      • MajorAutomotivo

        Isso mesmo. Depende de modelo para modelo. No meu Logan nao aceita a 4ª marcha se a velocidade for inferior a 50km/h.
        Na cidade eu não uso modo sequencial, prefro somente na estrada para fazer ultrapassaens e reduzidas.

    • andreHHX

      Não sei, eu só uso o sequencial para situações onde a condução exige retenção de giro.

      Nunca usei pra ficar passando marcha.

  • BrunoLacerda

    me animou ate comprou outro Peugeot.
    É um ótimo carro quem reclama da marca é porque nunca teve.
    ele é muito econômico.
    Me faz trocar o meu 307 por um 308

    • Os produtos são bons, sem dúvida. Mas o fato da marca sempre ficar em último na pesquisa Os Eleitos (entre as concessionárias), já diz bastante coisa sobre o pós-venda.

    • duhehe

      Muita gente fala mal de Peugeot, ja tive varios e voltaria a ter sem duvida nenhuma.

      Economico ? Depende comparado ao oq ? Camaro V8 , até pode ser !

      Meu 307 a gasolina fazia na cidade 4km/l.

      • Você tem que trocar as marchas viu?

        • duhehe

          Fala isso pro AL4 !! O meu era absurdamente letárgico, pior que os Aisin da GM.

          • Edson Roberto

            Ow loko, mas eu sempre achei bom o Aisin da GM.

            Teve problemas com vc?:

            • duhehe

              Não tive problemas com relação a quebras.

              Mas o comportamento dela não é nada bom, no Vectra GT estragava o carro e na Zafira era um desespero.

              É aquela coisa, só motor ou só cambio não salva o conjunto, a união dos 2 é que faz o prazer ou desespero na condução do carro.

              O 2.0 monzatec da GM era um desespero quando acoplado com esse cambio automatico, não usei ele acoplado com outro bloco, então só posso colocar a culpa nele.

          • fmcosta

            O AT6 é Aisin e é muito bom… É uma versão "light" da caixa da Evoque e da VeraCruz.

      • rgrau

        O meu é 1.6 16v e faz cidade = 6.5/8.5 e estrada 9.5/12.5 – etanol/gasolina

      • Renato_Dantas

        Vai fundo e de preferência um 408 automático de 4 marchas.

  • Rodrigo

    Gosto do cambio da hyundai e Kia de 6 marchas, o cambio se adapta a proposta do motorista… funciona muito bem! melhor automático de 6 marchas que dirigi!

  • Vatttt

    Fator novidade até que conta, C4 Louge já parece mais interessante.

  • duhehe

    Peugeot deveria oferecer um recall.

    Substituir esse cambio pelo de 6 marchas.

    Alias, ta demorando pra a PSA colocar ele no C3 e 208.

    • DCald

      Se colocar o automatico de 6 marchas no C3 Picasso já pode até reservar um exclusive Azul pra entregar lá em casa pra minha mãe…

      • Edson Roberto

        Ow loko…. vai trocar a Meriva na C3 Picasso?

        Vai sentir falta de desempenho…rs

  • PavaoFilho

    Tenho um mecânico, ainda com pouco mais de mil km. Atualmente está fazendo em torno de 9km/l na cidade com gasolina. Minha tocada é bem suave… Para um carro desse porte e motor acredito que ele é até bem econômico. Minha namorada tem um Duster 1.6 e não passa de 8.5km/l nas mesmas condições de uso.

  • Diego

    "Agora o carro dele efetua a troca da primeira para a segunda marcha entre 2.300 e 2.500 giros, coisa que antes acontecia apenas nos 3.000 giros."
    3.000 rpm para passar da primeira para a segunda ???? só de sair acelerando muito…. tenho um 307 com al4 a 6 anos. saindo de maneira "normal" ele troca a + ou – 2000 rpm. até pq é um 2.0

    • Augusto Hideki Cioccia Kobayas

      tenho um 207HB AT que tá sempre rodando em torno dos 3500rpm mesmo pisando leve… podiam lançar uma atualização pra ele também…

  • UnitedK

    Peugeot é a melhor concessionária operando no Brasil, não só seus produtos são os melhores, mas o pós-venda – diferentemente do que os haters falam por aí – está longe acima das outras marcas. Trata-se de um fato, e não de uma opinião.

    • Zergling

      Não sabia que Peugeot era uma concessionária.

      • Renato_Dantas

        passou a ser a partir de hoje.

      • UnitedK

        Obviamente qualquer ser de bom senso entendeu que eu quis dizer que tem as melhores concessionárias/revendedoras.

        • MM_

          Como se alguém com bom senso acreditasse nisso.

          • UnitedK

            Quantos Peugeots você já teve?

            • MM_

              Dois. Fora um Citroen.

              A última vez que precisei de concessionária para funilaria, TRÊS recusaram o carro pq estavam com a oficina cheia e não tinham previsão de quando receberiam carros novamente.

  • luisrenatojoia

    Concordo com o comentario ai em cima!A peugeot poderia trocar de cambio.

  • Anderson_sp

    Melhorias são sempre bem vindas.

  • E_OS

    Interessante, alguém saberia dizer se isso influenciaria naqueles problemas que os usuários relatam sobre este câmbio?

    • andy_irons

      O câmbio foi atualizado quando lançaram o 308, de AL4 para AT8. Mudança maior no nome, pois o câmbio é praticamente o mesmo. Contando que fizeram pequena mudança no conversor de torque para diminuir os trancos. Eu não tive o 307, diziam dar uns trancos exagerados e problemas. O 308 posso dizer que isso não incomoda, trancos pequenos existem, não é um CVT, mas para o meu uso está tranquilo. Quanto aos relatos de problema diminuíram consideravelmente. Agora atualizaram para o AT6, o consumo e o desempenho melhoraram um pouco.
      Editar: Não fiz essa ultima atualização, mas acredito que vai dar uma pequena melhorada no consumo e desempenho.

      • Edson Roberto

        Andy,
        "A pequena mudança"se deu em colocar carcaça com ventilação (melhora a absorção do ar e diminui o risco de travamento por calor), trocaram o conversor de torque, aumentou o tamanho do conversor com mais peças moveis e, ganhou mais lubrificação.

        A muidança até foi grande, mas ainda assim não dá para entender porque não quiseram colocar um cambio mais confiavel (e com melhor flexibilidade de configuração).

        Se eu tivesse a linha 307/C4 eu faria a atualização.

        • andy_irons

          Bom saber Edson! eu não sabia de todas essas melhoras. Obrigado pela informação.

      • Kiupa

        Trancos?? Leva mal a não, mas não dá trancos esse de 6 marchas.

  • DaniloSouza

    AL4 é uma bomba em forma de câmbio. Lixo total.

  • AmmmmmP

    Mas por que não fizeram isso antes??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend