Top 10: carros automáticos mais econômicos

Top 10: carros automáticos mais econômicos

Saiba aqui quais são os carros automáticos mais econômicos

Com os preços dos combustíveis cada vez mais altos, é imprescindível buscar por meios para reduzir o consumo do veículo. Para quem está pensando em trocar de carro por um outro modelo 0 km, vale analisar a tabela do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro e verificar os automóveis com menor consumo de combustível disponíveis no mercado brasileiro.

E dá também para aliar o conforto extra do câmbio automático com a economia de combustível. Há diversos automóveis disponíveis em nosso mercado que oferecem uma motorização eficiente, aliada a uma transmissão sem o pedal de embreagem.

Abaixo, selecionamos os carros automáticos mais econômicos, considerando apenas os carros flex (exceto os híbridos) e com transmissão automática com conversor de torque, do tipo CVT (continuamente variável) ou ao menos automatizada de dupla embreagem.

Usamos os dados do Inmetro como base, levando em conta o índice de consumo energético (medido em MJ/km), que quanto menor, mais econômico é o carro. Em cada modelo, também citamos suas médias urbanas e rodoviárias, tanto com etanol quanto com gasolina. Confira!

Leia também: mais de 50 carros automáticos até 100.000 reais.

1) Hyundai HB20S 1.0 Turbo AT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

O modelo automático com o melhor consumo em 2021 é o Hyundai HB20S em suas versões mais caras, que são oferecidas com o motor 1.0 turbo de 120 cv e 17,5 kgfm de torque (com qualquer combustível), aliado ao câmbio automático de seis marchas.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

O sedã consegue um índice de apenas 1,55 MJ/km, com médias urbanas de 8,8 km/l (etanol) e 12,7 km/l (gasolina) e rodoviárias de 11 km/l (etanol) e 15,6 km/l (gasolina). Atualmente, o HB20S custa entre R$ 70.890 e R$ 97.190.

2) Toyota Yaris Sedã 1.5 CVT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

O segundo modelo com melhor consumo de combustível em nossa lista é o Yaris Sedã. O carro da Toyota vem com motor 1.5 16V de 110 cv e 14,9 kgfm, com uma transmissão CVT que simula sete marchas.

Com preços partindo de R$ 91.290, o Yaris Sedã apresenta média urbana de 9 km/l com etanol e 13 km/l com gasolina, enquanto na estrada ele faz 10,6 km/l e 14,5 km/l, respectivamente. Tudo isso gera um consumo energético de 1,56 MJ/km.

3) Toyota Yaris Hatch 1.3 CVT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

Por um pouco menos que o modelo acima, você leva o Toyota Yaris Hatch automático para casa. Ele custa R$ 87.490, mas vem com motor 1.3 16V de 101 cv e 12,9 kgfm, além da mesma transmissão CVT de sete marchas.

As médias de consumo também são interessantes: 9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada (etanol) e 13,1 km/l no trecho urbano e 14,2 km/l no rodoviário (gasolina). Já o consumo energético é de 1,58 MJ/km.

4) Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo AT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

Assim como o Onix Turbo, o sedã Onix Plus também é oferecido com o mesmo motor 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm ligado à transmissão automática de 6 velocidades.

Mesmo sendo um pouco mais pesado, o sedã consegue níveis de eficiência melhores que o hatch. Seu consumo com etanol é de 8,6 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada e com gasolina ele faz 12 km/l e 15 km/l, respectivamente, além de ter 1,61 MJ/km.

Os preços do Chevrolet Onix Plus partem de R$ 76.630, mas se você quiser o motor mais potente e a comodidade do câmbio automático, prepare-se para pagar pelo menos R$ 90.940.

5) Chevrolet Onix 1.0 Turbo AT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

Um dos maiores lançamentos da marca no Brasil, o Onix é oferecido com o mesmo motor 1.0 turbo de seu irmão acima, também com o mesmo câmbio automático de 6 velocidades.

Esse conjunto ajudou o hatch da Chevrolet a ter boas médias de consumo, além de um consumo energético de 1,63 MJ/km. Com etanol, ele faz 8,3 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada, enquanto que com gasolina as médias são de 11,9 km/l e 15,1 km/l, respectivamente.

Seus preços sofreram algumas altas e agora ele parte de R$ 70.330, mas com motor turbo e câmbio automático o valor mínimo é de R$ 85.360.

6) Honda City 1.5 CVT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

Anteriormente o carro mais econômico dessa lista, o sedã compacto City agora aparece na sexta posição. O três-volumes mais em conta da Honda por aqui tem preço inicial de R$ 92.000, na versão LX, a mais barata com câmbio automático.

Essa configuração oferece um motor 1.5 litro flex de até 116 cv e 15,3 kgfm, associado a um câmbio automático do tipo CVT (que oferece sete marchas simuladas por aletas atrás do volante nas versões mais caras).

Este modelo entrega consumo de 8,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada quando abastecido com etanol e 12,3 e 14,5 quilômetros por litro, respectivamente, com gasolina. O City 1.5 CVT tem 1,63 MJ/km de consumo energético.

7) Hyundai HB20 1.0 Turbo AT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

O hatch da Hyundai foi renovado recentemente e, com isso, ganhou um novo conjunto mecânico em algumas versões. Agora, o HB20 pode ser comprado com motor 1.0 turbo GDI de 3 cilindros e com injeção direta, com 120 cv e 17,5 kgfm de torque, aliado a um câmbio automático de seis marchas.

O consumo melhorou bastante: 8,6 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada (com etanol) e 12,2 km/l na cidade e 13,9 km/l na estrada (gasolina), além de 1,64 MJ/km. O valor da versão mais barata com esse conjunto, que é a Platinum, é R$ 87.090.

8) Honda Fit 1.5 CVT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

O oitavo modelo a ocupar esta lista é outro Honda. O monovolume Fit, que também foi renovado, é dotado do mesmo motor 1.5 flex de até 116 cv e 15,3 kgfm e câmbio automático do tipo CVT usados no City.

Neste caso, o preço inicial com câmbio automático é de R$ 91.200, um pouco mais barato que o sedã. O automóvel da marca japonesa entrega consumo de 8,3 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol e 12,3 e 14,1 quilômetros por litro, respectivamente, com gasolina, com 1,66 MJ/km de consumo energético.

9) Chevrolet Tracker 1.0 Turbo AT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

A nona posição é do Chevrolet Tracker, que recebeu motores menores depois de sua reestilização. O mais eficiente é o mesmo que aparece na família Onix, o 1.0 turbo de 116 cv.

Com isso, o seu consumo é de 8,2 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada com etanol e 11,9 e 13,7 km por litro, respectivamente, com gasolina, além de 1,70 MJ/km. Os preços do Tracker partem de R$ 113.390 com esse conjunto.

10) Nissan Versa 1.6 CVT

Top 10: carros automáticos mais econômicos

O novo Nissan Versa não inovou quando o assunto é sua motorização, mantendo o já conhecido propulsor 1.6 de 114 cv e 15,5 kgfm de torque, com câmbio automático CVT de seis marchas.

Aqui estamos falando de um sedã que consegue um consumo energético de 1,71 MJ/km, além de médias de 8 km/l na cidade e 10 km/l na estrada com etanol e 11,7/13,9 km/l, respectivamente, com gasolina.

Os preços do novo Versa com câmbio CVT partem de R$ 95.790.

Top 10: carros automáticos mais econômicos

  1. Hyundai HB20S 1.0 Turbo AT
  2. Toyota Yaris Sedã 1.5 CVT
  3. Toyota Yaris Hatch 1.3 CVT
  4. Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo AT
  5. Chevrolet Onix 1.0 Turbo AT
  6. Honda City 1.5 CVT
  7. Hyundai HB20 1.0 Turbo AT
  8. Honda Fit 1.5 CVT
  9. Chevrolet Tracker 1.0 Turbo AT
  10. Nissan Versa 1.6 CVT

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.