Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2022)

range rover sport

O mercado nacional não dispõe de muitos modelos diesel. Com exceção das picapes, segmento em que quase todas possuem opção com o óleo combustível, nos demais – nesse caso os utilitários esportivos – as opções diesel variam muito.


Mas falando sobre eles, quais são os carros diesel mais econômicos do Brasil?

Veja também: os carros diesel mais baratos do Brasil

Antes de falarmos desse ponto, que é o tema do artigo, é preciso entender que o Brasil não permite automóveis de passeio movidos por óleo diesel. Mas essa lei, de 1976, libera os veículos listados abaixo sob algumas condições.

A primeira é que a capacidade de carga seja igual ou superior a 1.000 kg. Nesse ponto, o veículo precisa ter ainda o sistema de tração nas quatro rodas e uma caixa redutora de velocidade acoplada ao câmbio, ou seja, uma reduzida.

O que acontece é que, quando o veículo é classificado como sendo de uso comercial (como as picapes), ele não precisa ter tração 4×4 ou redução. Assim, podem existir no mercado picapes diesel 4×2, bem como caminhões leves e vans de passageiro ou furgão.

fiat toro ranch 2022 5

Além disso, todo veículo classificado como “jipe” é dispensado de ter capacidade de carga de 1.000 kg, mas precisa ter tração nas quatro rodas e sistema de redução de marchas.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Nesse caso, os utilitários esportivos foram inseridos nessa categoria, que nos anos 70 era representada pelo Jeep Willys e, posteriormente, por modelos como Troller T4 e TAC Stark. O Suzuki Jimny até poderia ter motor diesel aqui, se a marca quisesse.

Já os SUVs, na maioria com plataformas monobloco (salvo os derivados de picapes ou semelhantes), tem a caixa de redução substituída por um câmbio automático, cuja primeira marcha é tão curta que funciona como uma redução, normalmente fazendo o carro sair em segunda.

Tudo começou com a polêmica do Mercedes-Benz ML320 no fim dos anos 90, mas acabou sendo aceito pelo Contran.

Então, quais são os 10 carros diesel mais econômicos do Brasil? Na lista abaixo, temos picapes e SUVs oferecidos no mercado nacional com motor de ciclo diesel.

Os números são os divulgados pelos fabricantes em acordo com o Inmetro, onde eles homologam seus resultados. Isso ocorre mesmo não sendo uma obrigação, pois apenas os carros a gasolina ou etanol eram listados sob o Inovar-Auto.

No Rota 2030, está prevista a inclusão desse tipo de motor e também uma meta de redução de consumo, ainda não conhecida. Assim, o consumo abaixo é a média que o modelo possui, sendo descritos os resultados nos ciclos urbano e rodoviário.

Leia também: Vale a pena comprar uma picape diesel?

Leia também: Top 10 carros mais rápidos do Brasil

Confira os 10 carros diesel mais econômicos do Brasil:

1) Mercedes-Benz GLC 220d

mercedes benz glc 220d 4matic br 1

  • 12 km/l na cidade e 15,2 km/l na estrada – média 13,6 km/l

O Mercedes-Benz GLC 220d é o modelo movido a diesel com o menor consumo em nosso país. O alemão tem motor 2.0 turbodiesel de 194 cv e 40,8 kgfm de torque, aliado ao câmbio automático de 9 marchas e com tração integral.

Segundo o Inmetro, seu consumo urbano é de 12 km/l, enquanto na estrada ele chega a fazer 15,2 km/l. Isso resulta num consumo médio de 13,6 km/l, garantindo nota A em sua categoria e C no geral.

O problema aqui, como ocorre com todos os modelos premium, é o preço. Com seguidas altas durante a pandemia, o GLC 220d ficou entre R$ 445.900 e R$ 499.900. Isso sem citar suas versões AMG, que chegam a custar R$ 640.900.

2) Jeep Compass 2.0

jeep compass longitude diesel 2022

  • 10,3 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada – média 11,85 km/l

Um dos modelos mais acessíveis dessa (cara) lista, o Jeep Compass diesel é o segundo mais econômico entre os veículos movidos a diesel no Brasil.

Vendido com motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, junto com um câmbio automático de 9 velocidades, o Compass pode ser comprado nas versões Longitude, Limited e Trailhawk, com valores variando entre R$ 214.137 e R$ 233.200.

3) Fiat Toro 2.0

fiat toro ranch 2022 2

  • 10,4 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada – média 11,85 km/l

Outro modelo do mesmo grupo Stellantis, a Fiat Toro também faz uso do propulsor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, igualmente associado ao câmbio automático de nove velocidades.

A picape ganha de todas as rivais quando o assunto é consumo, apresentando boas médias. Além disso, já que tem um porte menor, é oferecida nas versões Freedom, Volcano, Ranch e Ultra com preços variando entre R$ 187.090 e R$ 211.190.

4) Mitsubishi L200 Triton Sport 2.4

mitsubishi l200 triton 2021 1

  • 10,1 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada – média 11,65 km/l

A nova geração da picape japonesa é bem mais eficiente em consumo que a anterior, que também foi produzida em Catalão-GO junto com esta, equipada com o antigo motor diesel 3.2 de 180 cavalos.

Neste modelo mais recente, o motor é um novo 2.4 com 190 cavalos e 43,9 kgfm. O propulsor, no entanto, é equipado com transmissão automática de cinco marchas.

A Mitsubishi L200 Triton 2.4 tem sistema de tração 4×4 com reduzida, sendo uma picape muito robusto e de boa dirigibilidade. Além disso, possui um sistema de limpeza do catalisador em caso de uso severo, por conta da poeira em excesso.

Seus preços variam entre R$ 255.990 e R$ 308.990.

5) Jeep Commander TD380

jeep commander overland diesel 5

  • 10,3 km/l na cidade e 12,9 km/l na estrada – média 11,6 km/l

Uma novidade mais recente em nosso mercado foi o Jeep Commander, o irmão mais velho dos tão procurados Renegade e Compass. Aqui temos versões turboflex e turbodiesel, essas últimas com a designação TD380 em referência ao torque.

O SUV vem bem equipado e com maior refinamento no interior, além de sete lugares, mas o motor é o conhecido 2.0 turbodiesel de 170 cv e 38,7 kgfm de torque, com câmbio automático de 9 velocidades.

Ele é vendido nas versões Limited e Overland, com preços entre R$ 267.209 e R$ 295.020.

Confira nossa avaliação: Commander Diesel é premium com eficiência

6) Land Rover Discovery Sport TD4

discovery sport 4

  • 10,4 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada – média 11,5 km/l

Assim como o irmão Evoque TD4 (que já saiu de linha por aqui), o Land Rover Discovery Sport TD4 também se beneficia do novo e moderno motor diesel Ingenium 2.0, que substituiu o antigo FoMoCo (Ford) 2.0 CTDI, que entregava 190 cavalos.

Agora, ele entrega 199 cv e 43,8 kgfm de torque, sempre com câmbio automático de nove marchas e tração integral. Além dessa variante, ele possui versão com o 2.0 turboflex de 250 cavalos, mas neste, o consumo é maior.

Com visual atualizado e mais equipamentos, ele é um SUV familiar. O preço inicial é de R$ 354.950.

7) Range Rover Vogue 3.0

range rover vogue 23

  • 9,8 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada – média 11,05 km/l

A sétima posição tem mais um modelo da Land Rover, o Range Rover Vogue. Esse SUV de luxo conta com o motor 3.0 V6 de 258 cv e 61,2 kgfm de torque, associado ao câmbio automático de 8 marchas.

Mesmo com seu porte avantajado, ele consegue apresentar uma boa média de consumo, quase superior ao Range Rover Sport.

O preço do Range Rover Vogue é de R$ 794.950.

8) Jeep Grand Cherokee 3.0 V6

Jeep Grand Cherokee Overland Latam WK2 2016 – pr.

  • 9,6 km/l na cidade e 12 km/l na estrada – média 10,8 km/l

É fácil falar da Jeep quando o assunto é o segmento de SUVs, ainda mais agora que a marca lançou mais um representante, o Commander 2022. Mas o Grand Cherokee pode passar despercebido por ser bem mais caro e raro nas ruas.

Mesmo assim, ele garante uma posição entre os carros a diesel mais econômicos em nosso país, com média mista de 10,8 km/l. O motor usado é o 3.0 V6 turbodiesel de 241 cv e 56 kgfm de torque, com transmissão automática de 8 velocidades.

O preço é condizente com seu nível superior de equipamentos, conforto e performance, partindo de de R$ 513.990.

9) Mercedes-Benz GLE 400d

mercedes benz gle 400d

  • 8,7 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada – média 10,65 km/l

A penúltima posição de nossa lista é do Mercedes-Benz GLE 400d, que custa absurdos R$ 731.900 aqui no Brasil na versão 2022. Seu motor é o 3.0 turbo de 330 cv e 71,4 kgfm de torque, com câmbio automático de 9 marchas.

O SUV tem uma média quase igual ao Range Rover Sport, sendo superior na estrada, mas gastando mais na cidade. Isso fez com ele ficasse na décima posição, com uma média mista de 10,65 km/l.

10) Toyota SW4

Toyota SW4 GR S 2022 3

  • 9,8 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada – média 10,5 km/l

Fechamos nossa lista com a Toyota SW4, modelo que surpreende pelas boas vendas apesar do preço muito salgado. Atualmente, o modelo japonês parte de quase R$ 400 mil.

Algo interessante é que sua média mista é de apenas 10,5 km/l, mas na cidade o SW4 consegue fazer 9,8 km/l, um número interessante. Tudo isso vindo de seu motor 2.8 de 204 cv e 50,9 kgfm, com câmbio automático de seis velocidades.

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.