Listas Top 10 Matérias NA

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

O mercado nacional não dispõe de muitos modelos diesel. Com exceção das picapes, segmento em que todas possuem opção com o óleo combustível, nos demais – nesse caso os utilitários esportivos – as opções diesel variam muito. Mas, destes, quais são os carros diesel mais econômicos do Brasil?


Antes de falarmos desse ponto que é o tema desse artigo, é preciso entender que o Brasil não permite que automóveis de passeio sejam movidos por óleo diesel. Mas, a lei, de 1976, libera os veículos listados abaixo sob algumas condições. A primeira é que a capacidade de carga seja igual ou superior a 1.000 kg.

Nesse ponto, o veículo precisa ter ainda sistema de tração nas quatro rodas e uma caixa redutora de velocidade acoplada ao câmbio, ou seja, uma reduzida. O que acontece é que, quando o veículo é classificado como de uso comercial, no caso a picape, ele não precisa ter tração 4×4 ou redução. Assim, podem existir no mercado picapes diesel 4×2, bem como caminhões leves e vans de passageiro ou furgão.

Também, todo o veículo classificado como “jipe” é dispensado de ter capacidade de carga de 1.000 kg, mas precisa ter tração nas quatro rodas e sistema de redução de marchas. Nesse caso, os utilitários esportivos foram inseridos nessa categoria, que nos anos 70 era representada pelo Jeep Willys e outros do tipo. Hoje estes são conceitualmente Troller T4 e TAC Stark. O Suzuki Jimny até poderia ter motor diesel aqui, se a marca quisesse.


Nos caso dos SUV, como são feitos na maioria em cima de plataformas monobloco – salvo derivados de picapes ou semelhantes – a caixa de redução foi substituída por um câmbio automático, cuja primeira marcha é tão curta que funciona como uma redução, normalmente fazendo o carro sair em segunda. Tudo começou com a polêmica do Mercedes-Benz ML320 no fim dos anos 90, mas acabou sendo aceito pelo Contran.

E então, quais são os 10 carros diesel mais econômicos do Brasil? Na lista abaixo, temos picapes e SUVs oferecidos no mercado nacional com motor de ciclo diesel. Os números são os divulgados pelos fabricantes em acordo com o Inmetro, onde os fabricantes homologam agora seus resultados, embora não sejam obrigados, pois apenas os carros a gasolina ou etanol eram listados sob o Inovar-Auto.

No Rota 2030, está prevista a inclusão desse tipo de motor e também contempla uma meta de redução de consumo, ainda não conhecida. Assim, o consumo abaixo é a média que o modelo possui, sendo descritos os resultados nos ciclos urbano e rodoviário.

Confira abaixo, os 10 carros diesel mais econômicos do Brasil:

1) Range Rover Evoque 2.0 TD4

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 11,9 km/l na cidade e 15,8 km/l na estrada – média 13,8 km/l

O Range Rover Evoque é o carro diesel mais econômico do Brasil. O SUV de luxo feito em Itatiaia-RJ, vem equipado com motor Ingenium 2.0 nesta variante TD4, que ao contrário da SD4, entrega 180 cavalos a 4.000 rpm e 43,8 kgfm a 1.500 rpm. O propulsor vem acoplado com caixa automática ZF de nove marchas e conversor de torque.

Com suspensão independente nas quatro rodas, o Evoque TD4 vem obrigatoriamente com tração integral e sistemas de gestão de terreno, o chamado Terrain Response. O modelo da Land Rover tem ainda uma versão mais potente, a SD4 com o mesmo motor.

2) Volvo XC60 D5 Momentum

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 11,5 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada – média de 13 km/l

O segundo modelo a diesel mais econômico no Brasil é o Volvo XC60, na versão D5 Momentum. Essa configuração é equipada com motor 2.0 diesel de 235 cv e 48,9 kgfm de torque, associado a uma transmissão automática de 8 velocidades.

3) Mercedes-Benz GLC 220d

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 11,1 km/l na cidade e 13,5 km/l na estrada – média de 12,3 km/l

Outro modelo premium fecha o pódio de modelos diesel mais econômicos no Brasil. O Mercedes-Benz GLC 220d é oferecido nas versões Off-road e Enduro, com preços entre R$ 284.900 e R$ 314.900. O motor é sempre 2.0 turbodiesel de 194 cv e 39 kgfm de torque, com transmissão automática de 9 velocidades.

4) Mitsubishi Outlander 2.2

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,8 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada – média 12,25 km/l

O crossover da marca japonesa é um dos carros diesel que menos consomem no país. O Mitsubishi Outlander com diesel tem um novo motor 2.2 com 165 cavalos a 3.500 rpm e 36,7 kgfm a 1.500 rpm. Ele tem câmbio automático de seis marchas e possui sistema de redução, além de tração AWD sob demanda, ou seja, ela varia a força entre eixos e rodas de acordo com o terreno.

Atualizado recentemente, o Mitsubishi Outlander diesel é uma opção muito interessante da marca japonesa, mas seu preço é alto, custando R$ 207.990. O veículo é bem completo com diversos sistemas de segurança.

5) Land Rover Discovery Sport TD4

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,9 km/l na cidade e 13 km/l na estrada – média 11,95 km/l

Assim como o irmão Evoque TD4, o Land Rover Discovery Sport TD4 também se beneficia do novo e moderno motor diesel Ingenium 2.0, que substituiu o antigo FoMoCo (Ford) 2.0 CTDI, que entregava 190 cavalos. Agora, com 10 cavalos a menos, já que dispõe dos mesmos números do irmão mais luxuoso, o SUV britânico é um modelo bem frugal com esse combustível.

Além dessa variante, igualmente possui versão com o Ingenium 2.0 de 240 cavalos, mas neste, o consumo é maior. Por isso não entrou na lista. Com câmbio de nove marchas e tração integral Terrain Response, o SUV é mais familiar. Também é feito no Rio.

6) Jeep Compass 2.0

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,1 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada – média 11,9 km/l

Um dos modelos mais acessíveis dessa (cara) lista, o Jeep Compass diesel é o sexto mais econômico entre os veículos movidos a diesel no Brasil. Vendido com motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, junto com um câmbio automático de 9 velocidades, o Compass pode ser comprado nas versões Longitude, Limited, Trailhawk e Série S, com valores variando entre R$ 161.990 e R$ 195.990.

7) Mitsubishi L200 Triton 2.4

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,1 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada – média 11,65 km/l

A nova geração da picape japonesa é bem mais eficiente em consumo que a anterior, que ainda é produzida em Catalão-GO junto com esta, mas equipada com o antigo motor diesel 3.2 de 180 cavalos. Neste modelo mais recente, o motor é um novo 2.4 com 190 cavalos e 43,9 kgfm. O propulsor é equipado com transmissão automática de cinco marchas, no entanto.

A Mitsubishi L200 Triton 2.4 tem sistema de tração 4×4 com reduzida, sendo uma picape muito robusto e de boa dirigibilidade. Além disso, possui um sistema de limpeza do catalisador em caso de uso severo, por conta da poeira em excesso.

8) Jaguar F-Pace 2.0

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,6 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada – média 11,55 km/l

A Land Rover é a marca com o maior número de representantes nesse Top 10 e o Jaguar F-Pace é um dos carros diesel mais econômicos do Brasil. O crossover da marca inglesa também compartilha o bom motor Ingenium 2.0, que caiu como uma luva no modelo. Mesmo com 180 cavalos, seu desempenho é muito bom, assim como seu consumo.

Equipado com a transmissão ZF de nove marchas, o Jaguar F-Pace diesel tem tração nas quatro rodas com tecnologia que permite ao modelo escolher alguns tipos de piso para melhor tracionar, mas sem Terrain Response.

9) Fiat Toro 2.0

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada – média 11,3 km/l

A nona colocação é da picape mais vendida do país, a Fiat Toro. O modelo é vendido com o mesmo conjunto mecânico do Jeep Compass, com motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, com câmbio automático de 9 marchas. Para levar uma versão diesel da Toro pra casa é preciso desembolsar no mínimo R$ 131.990, mas o valor da versão mais cara é de R$ 162.990.

10) Volvo XC90 D5

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)

  • 10,5 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada – média 11,1 km/l

O Volvo XC90 é um dos SUVs mais completos do mercado em termos de motorização. O modelo tem versões a gasolina (T6), diesel (D5) e híbrida plug-in (T8). Nesta versão D5, o topo de linha da marca sueca vem com o novo motor Drive-E 2.0 com 235 cavalos a 4.000 rpm e 48,9 kgfm a 1.750 rpm. Equipado com câmbio automático de oito marchas, tem tração integral sob demanda.

Mas, o XC90 D5 é interessante pelo fato de utilizar uma tecnologia chamada Power Pulse. Trata-se de um acumulador de pressão (no caso ar comprimido) que é injetado no motor para dar mais potência.

Top 10: carros diesel mais econômicos do Brasil (2020)
Nota média 4.8 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Augusto

    Realmente o consumo das LR a diesel é impressionante. Tenho uma SD4 (FoMoCo) e a média de consumo dela é 12km/l. Na estrada chega a fazer 15!

    • Emilio

      Ola Augusto, como é sua experiencia com as manutenções deste carro? Qual seria este? Uma Discovery?

      • Augusto

        No caso é um Freelander 2 SD4 2014. Já estou no meu segundo, o primeiro deu perda total pois o frentista abasteceu com gasolina. As manutenções/revisões na autorizada são uma facada. A primeira troca de óleo chegou a custar absurdos 2000 reais. Como o carro já está fora de garantia, faço os serviços em uma oficina especializada e está saindo bem mais em conta.
        Com relação a problemas e defeitos, nunca tive grandes problemas. Na primeira eu tive a lampada de xenon queimada antes do “normal” e o diferencial traseiro que apresentou ruidos e foi trocado em garantia. A segunda estou chegando a 70 mil KM e até agora nenhum problema.
        Mesmo com má fama da Land Rover com manutenção, recomendo pra quem quer um verdadeiro SUV.

        • Opinião Própria

          Má fama da Land Rover porque?

          • Pelo que acompanho nos fóruns o problema de land rover e volvo é o altíssimo custo de manutenção, em especial acima dos 100 mil km. Manutenção básica como troca de óleo e filtros ainda vai, mas quando começa a mexer na suspensão e eletrônica (Land rover tem fama de problemas na eletrônica) o bicho pega.

          • Augusto

            Alguns modelos com defeitos crônicos, manutenção caríssima e eletrônica complicada são os mais comuns principalmente entre os modelos mais antigos.

        • Talisson Cabral

          Hoje a Land Rover está vendendo planos de manutenção que saem bem em conta quando adquiridos ao comprar o veículo zero, exemplo, uma Discovery Sport Diesel, o planto de manutenção até 50 mil km custa 3990, sai bem mais em conta adquirir o plano do que pagar de revisão em revisão, economia prevista de uns 2 a 3 mil reais

  • Phantasma

    Todos muito acessíveis, dessa lista lista eu só consigo comprar uma L-200 (pra mim, feia pra kct) um Troller que é horrível de dirigir ou Stark brinquedo brinquedo usado.

    • Edson Fernandes

      E a Outlander.

      • Phantasma

        Verdade, Outlander eu teria tranquilamente.

  • A.T.

    Seria bom também fazer uma lista com os piores. Já há relatos de donos de Toro e Renegade informando q fazem 7km/l na cidade…..

    • Mauro Schramm

      A maioria dos relatos que vejo sobre o Renegade a diesel são justamente de proprietários surpresos com a economia do modelo, alcançando médias de 16 a 18 Km/l em rodovia.

    • konnyaro

      Este consumo é para os motores 1.8 e-torque flex, que são beberrões e ainda por cima fraco para o Toro e Renegade.

      • oloko

        Toro 1.8 faz menos que 7 na cidade na real, se fizesse 7 seria menos pior kkkkk

    • Raul Cotrim de Mattos

      Nem minha SW4 2001 faz isso… pisando e com o ar ligado eu faço 8 na cidade. Nunca consegui fazer consumo pior.

    • TRIcolor!

      Boas A.T. Olha estes devem ter pés pesados. Tenho um Renegade diesel e moro em Santos. Aqui é um semáforo atrás do outro, todos sem sincronia alguma, trânsito pesado o dia todo e faço média de 8.8km/l na cidade e 17.5km/l na estrada. Não acho tão gastona assim. Mas dirijo na Boa sem abusar do acelerador. Isso que o carro ainda tem pouca quilometragem, creio que passando os 5.000km deve melhorar mais.

    • leomix leo

      Já rodei em Toro diesel é fez no meu pé 19km/l na estrada e médias de 11 dentro de SSa.

  • zekinha71

    Se aparecesse aqui o Jimny diesel, acho que boletaria na hora.

    • V12 for life

      Considerando que o motor a gasolina é 1.3, acho que um 1.6 diesel seria bem razoável no Jimmy.

      • fschulz84

        Um 1.2TD com um torque de uns 22kgmf já seria bem aceitável!

  • th!nk.t4nk

    Acho interessante como as pessoas acham as pickups a diesel econômicas. Se soubessem como é um carro a diesel moderno entao, iriam ficar tão espantadas que iriam fazer campanha pra liberarem o diesel pra veículo de passeio no Brasil. É sensacional, e por isso mesmo os europeus nao querem largar o osso do diesel. Sai barato demais.

    • Edson Fernandes

      O problema é que Diesel no Brasil basicamente é sempre em picapes e altinhos.

      E aí ou vc opta por um carro mais simples e economico, ou vai optar por um diesel mais caro e superior. É uma questão que as vezes é o que mais se aproxima da necessidade da pessoa.

    • Gabriel

      Pickups diesel são econômicas sim, já que a base de comparação são os modelos equivalentes flex.

      Não há lógica de se comparar consumo de um veículo de 2.2 T com um popular de 1.1 T.

      • th!nk.t4nk

        Sim, logicamente. Não foi isso que eu quis dizer, e sim que se as pessoas pudessem comparar também carros a gasolina com modelos a diesel diretamente, ficariam bem espantadas (e surgiria uma legião de defensores do diesel no BR, pode apostar). Mas agora o bonde já passou, melhor esquecer a possibilidade.

  • Darwin Rigamonti

    Temos renegade diesel na família, média 13,6 em Brasília. Abraços !

    • Fabricio

      pois é.. já ouvi falar de 17 na estrada…. porque não está na lista?

      • Ernesto

        Porque usar depoimento de leitores para medir a média não dá certo. Os números devem ser sempre do INMETRO, que são padronizados.

        • Fabricio

          fui pesquisar e no compass está como 9,4 e 11,8 km/l pelo inmetro..

          • Ernesto

            Melhor que a média do TAC Stark 2.3.
            Infelizmente as matérias do NA contém alguns erros. Nesta matéria mesmo os números de consumo do Troller estão errados. Não tenho os números exatos, mas se não me engano, o consumo dele é de 9,7 e 9,8 o que o tiraria dessa lista de mais econômicos.

  • Lucas086

    Compass de casa faz mais de 15 na estrada, a renegade de um tio meu já fez 12 na cidade sem muita dificuldade, acho bem justos esse consumo.

  • Iran Borges

    Vcs estão lendo pensamento agora? Pensei nesse tipo de matéria hoje, assim q acordei! Haha boa!

  • Mauro Schramm

    Tem alguma coisa errada que não está certa com os números do Troller. Consultando os dados do INMETRO, os dados de consumo para o modelo são 7,7 Km/l para cidade e e 7,5 Km/l para estrada.

    • Ernesto

      Estranho mesmo…

  • Natán Barreto

    Vi esse TAC Stark pessoalmente pela primeira vez essa semana. O carro além de desproporcional parece que vai quebrar de tanto que se balança. Tem um aspecto extremamente frágil.

  • Lucas

    Acho que os dados do Troller estão errados. Tenho uma Ranger com exatamente o mesmo motor 3.2 que faz 8 na cidade chorando.

  • konnyaro

    Consumo ótimo para estes carros pesados e grandões.
    Imagina como seria ter um carro compacto e leve com motor diesel: Média de 25 a 30 km/l, mas a legislação não permite, abrindo exceção apenas para os privilegiados que podem pagar por estes modelos super-caros.
    Para os amigos do rei, tudo! Para o povo, a lei!!!
    Está na hora de fazer uma revolução constitucional no Brasil, para pensar em fazer leis que beneficiem a todos, ou pelo menos que se apliquem a todos!

    • Rafael Rodrigo

      Sou a favor de diesel em carros de passeio, mas quando estou na rua é olho essas vans escolares, a maioria soltando toneladas de fumaça tóxica, fico imaginando como seria nossa realidade se o diesel fosse amplamente usado em carros… Brasileiro já não faz manutenção em motor a gasolina, que nitidamente mais batata que a diesel.

      • konnyaro

        Outro ponto em que o governo age errado!
        Nos países desenvolvidos, carro usado perde valor rapidamente, pois os custos de manutenção para se manter dentro da legislação acaba não compensando manter um carro muito velho. Agora que acabou a inspeção veicular, é um vale tudo o que se encontra nas ruas.
        Quando morei o Japão, todo carro usado tem que fazer de 3 em 3 anos uma revisão completa para se obter a licença, sendo que as oficinas credenciadas trocam todas as peças de segurança que não aguentem até a próxima inspeção, e caso este carro se envolva em algum acidente provocado por falha mecânica causado por peças gastas, a responsabilidade recai sobre esta oficina que fez a inspeção.
        No Brasil é o contrário, pois não existe inspeção e sim vantagens para quem tem carro muito velho, como a isenção de IPVA. Portanto veremos cada vez mais carros velhos e inseguros/poluidores entupindo nossas ruas.

      • Rbs

        Tava procurando esse comentário! Quer vender?

  • Lfcm

    Olá. Tenho um Renegade Diesel 2015/2016. Morando em cidade de bastante inclinações e usando 70% cidade e 30% estrada, ele faz em média 9,8 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada.

  • Lennes

    Cadê a Jeep Compass 2.0 16V turbodiesel Longitude 4X4 Automático, ela faz na cidade 11 km/l e 14,5 km/l na estrada.

    • Mauro Schramm

      Os números do INMETRO são mais modestos: 9,8 e 11,4 Km/l respectivamente.

  • KasatoMaru

    Outlander

  • Brasileiro

    Land dominando a lista

  • Edson Fernandes

    Desejo por uma XC90, mas minha realidade: Outlander V6 usada…rs

  • tiago

    Na verdade, a Toro deveria estar em 5º na lista média de 11,45.

  • Alles

    JEEP COMPASS DIESEL, O meu tem media geral de 12,90km/l num total de 22 mil km rodados em 1 ano ate agora. Sendo que em viagens ja consegui varias vezes 18,20km/l – 17km/l – 15km/l
    Na cidade aqui nunca foi mesmo de 10 km/l
    Não é o aferido pelo Imetro e sim pelo meu estilo de direção. Pra mim é esse que vale.

    • Ernesto

      Para você pode ser, mas para os outros não, já que os testes do INMETRO são padronizados.
      Mesmo que alguém utilize o mesmo carro que o seu, faça o mesmo trajeto, os números de consumo podem ser diferentes.

  • Fabricio

    cade Renegade e Compass?

    • Fabricio

      e Toro?

  • Thiago

    Minha ex Toyota Hilux SW4 2.8 1992 fazia 11 Km/L na cidade, isso sim é economia. Se essas naves modernas consumirem muito diesel, tem algo de errado.

    • Ernesto

      INMETRO.

  • F30FLORIPA

    A tendencia é que o preço da gasolina continue a aumentar e com o valor do diesel na bomba congelado, os carros com motores a diesel ficarão com o mercado ainda mais aquecido.

  • Razzo

    Meu Renegade Diesel faz 17 Km/l na estrada.

  • Auto Verdade

    Cadê o Jeep Renegade e Compaz Diesel? São mais econômicos que a maioria desses aqui indicados!

    • Ernesto

      Tem que ver os números do INMETRO.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email