*Featured Avaliações Chevrolet Lançamentos SUVs

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

O Novo Chevrolet Tracker chegou, embora em momento muito ruim para o Brasil e o mundo. Ainda assim, ele surge como uma opção bem interessante no segmento de SUV compacto.


Com design agradável e proposta de oferecer um bom conteúdo de fábrica, além de desempenho com duas opções de motores turbinados, o Chevrolet tem tudo para brigar pela ponta.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Na versão Premier, a topo de linha, o Novo Tracker se apresenta com um pacote realmente interessante e ainda veio com alguns acessórios, que previamente custam R$ 3.500.

Assim, o SUV que sai por R$ 112.000, neste visual da avaliação, pula para R$ 115.500. Com preço próximo do VW T-Cross Highline, o Tracker 2021 quer seu lugar ao sol e a liderança.

Por fora…

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Com uma cor azul bem chamativa, o Chevrolet Tracker 2021 não passa despercebido dos olhares das pessoas nas ruas. Afinal, para alguns, é uma novidade alcançável.

Bem equilibrado esteticamente, o Novo Tracker Premier destaca os faróis de LED com luzes de curva embutidas e assinatura em LED.

A grade cromada se funde com o conjunto ótico, dando fluidez. O para-choque possui LEDs, mas estes são os repetidores de direção e não luzes diurnas, como se possa imaginar.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Já as rodas aro 17 polegadas possuem um acabamento bom, assim como as lanternas traseiras em LED, mas com a luz de ré em lâmpada comum.

O aspecto geral é bom e se torna ampliado com os acessórios embutidos, que consistem em bumper pronunciado na frente e atrás, escape duplo cromado e estribos laterais exclusivos.

Por dentro…

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

O ambiente do Tracker Premier 2021 é bem amplo e iluminado, graças ao aumento na área envidraçada e ao teto solar panorâmico.

No painel, um acabamento texturizado em azul chama atenção, assim como nas portas dianteiras, já que as traseiras dispensaram qualquer acabamento extra.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Isso é um mal que acomete a maioria dos carros nacionais, infelizmente. O cluster analógico é de fácil leitura e bem completo.

Já a multimídia MyLink é a mais recente e tem boa integração entre os aplicativos, vem com Android Auto e Car Play, além de OnStar e câmera de ré.

A tela é levemente inclinada para trás, diferente dos Onix e Onix Plus. Isso daria melhor visibilidade, porém, com o teto aberto, fica bem difícil visualizar o display.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

O ar condicionado é automático, mas pelo preço, o Tracker 2021 podia trazer um sistema dual zone. Continuando pelo painel, o porta-luvas é pequeno e curto, expondo filtro do ar e itens sob o painel.

Os bancos possuem boa padronagem com revestimento premium com detalhes em azul e uma faixa de material semelhante ao jeans. Atrás, o espaço é mediano, mas suficiente.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Não há difusores de ar adicionais, o que é uma pena. Contudo, existem duas portas USB (na frente tem outra, que não estava funcionando).

Para quem é alto e vai atrás, as laterais são boas. No centro, a altura é bem menor, devido à travessa do teto. Na frente, o conforto é nitidamente maior.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Há luz interna traseira e de leitura individual na frente. Os para-sóis são iluminados em seus espelhos. Falando no reflexo, o retrovisor eletrocrômico treme bastante em piso irregular.

Os retrovisores externos são de bom tamanho, mas não possuem rebatimento elétrico. Deveriam, pelo preço. O teto tem persiana elétrica e dois estágios, um automático.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Assim como no Equinox, mas em menor medida, o ajuste de profundidade do Tracker 2021 podia ser um pouco mais longo, mas é bem melhor nele que no irmão maior.

No porta-malas, o espaço também é mediano, mas dá para o cotidiano e viagens sem levar a casa toda… A prancha interna ajuda e a tampa superior cabe embaixo, o que é bom.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Sim, a abertura do bagageiro é fácil, basta ter a chave no bolso e ele abre sem problemas. No lançamento do Tracker 2021, o carro estaria em N, o que impede a abertura da tampa.

Quanto aos acessórios, os bumpers acrescentam alguns centímetros ao carro, mas não o suficiente para atrapalhar em locais apertados. O escape duplo é bem legal.

Os estribos são atraentes, mas não tão uteis na cidade. Na saída do carro, pode-se sujar a perna neles e pisar direto no chão. Esse degrau só é bom mesmo em picapes e SUVs grandes.

Por ruas e estradas…

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

O Chevrolet Tracker Premier 2021 vem com o novo motor 1.2 de três cilindros com turbocompressor e intercooler, mas dotado de injeção indireta.

Segundo a GM, o custo de produção e manutenção é menor que os injetores diretos. Ainda assim, tal como visto no 1.0 Turbo de Onix e Onix Plus, isso não parece fazer muita diferença.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Pequeno, o LIH tem 132 cavalos na gasolina e 133 cavalos no etanol, ambos a 5.500 rpm, enquanto o torque é de 19,4/21,4 kgfm a 2.000 rpm, respectivamente.

A GM conseguiu sacar 2 kgfm a mais de torque com etanol, mas mesmo na gasolina, o propulsor 1.2 Turbo não faz feio.

Mesmo motor usado no Novo Onix Sedan mexicano, o LIH tem funcionamento suave e silencioso, tendo boa resposta logo de cara, enchendo em 2.000 rpm e seguindo forte.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Com um bom casamento com a caixa automática GF6-3 de seis marchas, o 1.2 Turbo garante vigor ao Novo Tracker nas saídas e acelerações mais fortes, tendo também boas retomadas.

Subindo rápido de giro, ele facilmente alcança 6.000 rpm, cortando pouco depois. Até aí, ele age muito prontamente e nem é preciso recorrer às mudanças manuais.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Aliás, a GM insiste em sua proposta de botão para mudança de marchas na alavanca do câmbio, em posição desfavorável. A operação só funciona em posição L no câmbio.

Rodando na cidade, o Tracker 2021 é bem gostoso e sobra em desempenho, girando entre 1.500 e 2.000 rpm, mas disparando rápido nos semáforos se for necessário.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Sem chamar atenção, o 1.2 Turbo fez média de 11,5 km/l, o que poderia ser um pouco melhor, dado que o carro tem Start&Stop. Entretanto, este não funcionou em nenhum momento.

Na estrada, o Tracker Premier 1.2 Turbo fica bem à vontade, ultrapassagem com vigor e sem o esgoelar do motor nos carros aspirados. Ele exige pouco mais de 3.000 rpm para isso.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Em subidas de pontes ou aclives longos, o giro se mantém fixo nos 2.000 rpm, que é a mesma rotação rodando no plano e a 110 km/h. É mais baixa que dos Onix e Onix Plus: 2.300 rpm.

Isso não só contribui para o conforto a bordo, mas também para a economia e esta não decepcionou: 16,0 km/l. Claro, usando apenas gasolina fornecida pela fábrica.

Entretanto, seu tanque pequeno limita o alcance, que calculamos em pouco mais de 700 km na estrada. Na cidade? Roda pouco mais de 500 km, teoricamente.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Feito para andar no automático, o Novo Tracker 1.2 Turbo é um carro bem gostoso de dirigir. A posição do condutor é correta, com limitação suave da coluna de direção para pessoas altas.

A visibilidade é boa, exceto para trás, onde a vigia é bem estreita, como seu limpador. O nível de ruído a bordo é mediano.

Na estrada, com chuva, parecia em dado momento que as janelas estavam abertas, por causa do ruído de vento e do rodar.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Já a direção elétrica tem um bom ajuste e é agradável, respondendo bem. No caso dos freios, mesmo com tambores atrás (no T-Cross são discos de série), cumprem bem sua função.

A suspensão é firme com suas rodas aro 17 e pneus 215/55 R17, incomodando um pouco em pisos ruins, como bloquetes, paralelepípedos e asfalto ruim.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Na estabilidade, o Tracker Premier 2021 é um carro bem acertado, não inclinando muito e totalmente na mão. A carroceria é alta, mas o ajuste compensou nesse caso.

Em lombadas, depressões e valetas, ele passa bem. Cheio de recursos, o Chevrolet Tracker Premier 2021 traz um benéfico assistente de frenagem autônomo e alerta de colisão.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Outro ponto positivo é o alerta de ponto cego nos retrovisores, que ajuda a evitar colisões laterais em condução. O Easy Park é bem prático e funciona corretamente em vagas apertadas.

Estas podem ser paralelas ou perpendiculares. O SUV tem sensores de estacionamento na frente e atrás, assim como controle de cruzeiro e limitador.

Por você…

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

O Novo Tracker Premier 2021 é para quem quer tudo num pacote realmente equilibrado. Agora longe de Equinox, é a opção mais completa do novo SUV.

Tem uma boa quantidade de equipamentos de série e um dos destaques é a internet a bordo, com conexão Claro 4G e planos de dados de até 20 GB mensais.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Com Wi-Fi, conecta até sete e dá um extra em entretenimento. Ou seja, dá para viajar sem usar os dados do smartphone, que empresta os navegadores e apps de música.

Faltaram alguns itens já mencionados e mais atenção atrás. De resto, a proposta do Tracker 2021 é aceitável.

Tracker Premier 1.2 Turbo tem boa proposta em desempenho e economia

Pelo que vimos, o conjunto mecânico do Novo Tracker 1.2 é mais equilibrado que o do T-Cross 250 TSI, onde a proposta não condiz com o poder do motor, tal como no Peugeot 2008 THP.

Tirando o efeito “novidade”, o Tracker Premier se mostra um carro bem agradável e de proposta atraente, ainda mais num momento em que os SUVs médios decolaram de preço. Vale a pena.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo 2021

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 3 em linha, turbo, flex

Cilindrada – 1.199 cm³

Potência – 132/133 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 19,4/21,4 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Automática com 6 marchas e mudanças na alavanca

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – ND

Velocidade máxima – ND

Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm

Consumo urbano – 11,5 km/litro

Consumo rodoviário – 16,0 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 17 com pneus 215/55 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.270 mm

Largura – 1.791 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.626 mm

Entre eixos – 2.570 mm

Peso em ordem de marcha – 1.271 kg

Tanque – 44 litros

Porta-malas – 393 litros

Preço: R$ 112.000 – Versão avaliada: R$ 115.500 (acessórios externos)

Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo 2021 – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • MarcosGojira

    Podiam manter as rodas aro 18′ da anterior, em vez dessas rodinhas de kart.

    • leomix leo

      Man, já utilizei rodas 15/16/17/18/20, lhe digo eu as 16 com pneus 205/55 são boas para nossas estradas, mais não ideais, 17/18/20 são para tapetes, e poucas valetas, 17 já acho um pouco desconfortável.

      • Herbet Moreira

        Assim como acho 18″ numa Pajero Full melhores que 20″.

      • Fernando Piston

        Leo, se forem rodas originais homologadas de modelos vindos de fábrica com elas, discordo, pois cada veículo possui ajustes determinados para cada configuração. Mas se for rodas ao qual a gente compra o jogo e modifica no carro, concordo, quanto maior, mais “soca” em pisos irregulares. Temos uma Tracker 2018 com rodas 18 e ela anda muito bem e absorve bem as imperfeições da pista.

  • Verdades sobre o mercado

    Não se destaca em nada, também não faz feio em nada e o preço não é uma pechincha, nem é absurdo. Parece-me uma boa receita para sucesso em vendas.

    • th!nk.t4nk

      É um modelo super pobre em equipamentos, mesmo custando 115 mil nessa versão. Pra você ter ideia, o sistema de frenagem de emergência desse novo Tracker é tão tosco que nem sequer funciona contra motos e pedestres. Colocaram um chip tão fraco que o sistema não dá conta de processar nenhum obstáculo ligeiramente mais complexo. Em tudo deram uma forte economizada no projeto desse carro, mas as pessoas de fora da área técnica nem imaginam.

      • radiobrasil

        Lembro que dentro da GM esse projeto era chamado de algo como “baixo custo alta lucratividade”

      • Verdades sobre o mercado

        Eu sei que foi economizado em muita coisa, mas ele oferece o que o consumidor médio quer e como afirmei ele não tem falhas graves como a maioria dos concorrentes tem e seu preço está dentro do razoável.

  • Baetatrip

    GM errou feio: Trocou bom motor 1.4T por 1.2T e perdeu bons 5kg de torque….!

    • Franklin Diego

      Dúvida: você chegou a andar com ambos os carros? Como está a diferença de comportamento do antigo para o novo com essa redução de peso?

      • Gran RS 78

        Bom, pelos números, o novo Tracker perdeu quase 2 segundos no 0-100 e tbm em retomadas. Agora imagina se a GM tivesse mantido o 1.4 turbo para as versões mais caras, seria um suv quase imbatível no seu segmento.

        • Franklin Diego

          2 segundos? Achei meio exagerado isso. Mesmo por que a diferença maior fica apenas no torque, que perdeu cerca de 5kgfm. Mas em contrapartida, perdeu quase 150kg. Outra fonte (conforme o comentário abaix) esse novo Tracker é apenas 0,7s mais lento no 0-100km/h e 0,5s na retomada 40km/h-80km/h…

          • Gran RS 78

            Não foi só o torque que a nova perdeu, perdeu tbm 21cv, o que é muita coisa, mesmo sendo mais leve que a anterior. Os números foram divulgados pelo motor1. Não foram quase dois segundos, mas sim 1,3 segundos.

        • Fernando Piston

          Acredito que o 1.4T também seja mais silencioso e menos trepidante, já que são 4 cilindros e o novo é 3 cilindros.

          • Gran RS 78

            Com certeza. O funcionamento de um motor 4 cilindros é muito mais suave.

    • Raimundo A.

      Segundo outra fonte, esse novo Tracker é apenas 0,7s mais lento no 0-100km/h e 0,5s na retomada 40km/h-80km/h. Menos de 1s não vai fazer diferença alguma e exigir maior potência, torque, tem o seu preço no consumo, que muitos gostam de criticar quando é supostamente ruim, mas outros não estão nem aí. Melhorou o consumo, principalmente urbano, que é o uso da maioria.

      Se esse Tracker novo, mais leve, usasse o 1.4T, teria um desempenho melhor, fato, e talvez o consumo não fosse tão pior. Mas entramos na questão do que a GM fará com o Cruze que até então é o que está demandando o 1.4T? Por questões de projeto, economia em escala, eficiência energética, o Tracker trocou o motor, e como disse, o desempenho não piorou porque não se perde segundos.

      Se o Cruze cair fora, o 1.4T, outro bloco mais moderno ou mesmo esse 1.2T numa variante mais potente equiparia o SUV médio especulado, que pode ser o Blazer. Contudo, tal produto não foi visto aqui. A GM pode está direcionando o 1.4T, se não for outro, para um produto mais caro por achar ideal o 1.2T no novo Tracker bom sem trazer prejuízo ao antigo com 1.4T.

      • Eduardo Andrade

        O 1.4T deverá equipar o novo modelo que sairá de Rosário (Argentina) onde sai hoje o Cruze. Ainda não sabemos qual modelo será.

        • Raimundo A.

          Foi o que eu disse no final.

      • Debraido

        Teria que ver como esse motor se sairia com injeção direta.
        Seria uma boa que o novo SUV oferecesse 1.2T (com injeção) e o 1.4T.

    • Ricardo Blume

      Creio que a GM usará este motor em modelos acima do Tracker.

      • Baetatrip

        Sim….!
        Anos passam… Carros ficam mais caros e motores cada vez menores….!

    • radiobrasil

      Não estão divulgando o 0-100 desse carro… nenhum video que vi no Youtube, nada… Estranho isso. Se fossem numeros realmente MELHORES que da concorrencia , seria diferente, não acham?

      • Gran RS 78

        Ele faz em 10,2 segundos no 0-100, segundo o site motor1, o que significa que o Tracker anterior fazia em quase 2 segundos a menos que esse novo.

        • radiobrasil

          10,2 na versão 1.2… é, não é terrível, mas nao é empolgante rss A Gm ta fazendo isso mesmo, vide o Equinox LT, 2.0T pra 1.5T… redução de custos pro fabricante e redução de desempenho pro consumidor.

          • Gran RS 78

            E nos preços, ao contrário, sempre mais altos que os modelos anteriores.

    • Leo

      Pelo contrário, acertaram em cheio.
      Vão vender um carro com motor que tem custo de fabricação menor, pelo mesmo preço. $$$$

      • Baetatrip

        Sim…. Se for mesmo preço…Lógica é manter bom 1.4T…!
        Hahahah!

    • F30FLORIPA

      A relação peso/potencia continua a mesma.

  • th!nk.t4nk

    Resumindo: é um Ônix, só que altinho. Quem iria imaginar que os carros populares iriam passar dos 100 mil!

    • Gran RS 78

      Mas isso não é exclusividade do Tracker, pois todos os concorrentes diretos dele, são derivados de hatchs compactos, com exceção do Renegade, Tiggo5x e Creta.

      • Feliphe Santos

        Creta é derivado do i30 ou do HB20?

        • Verdades sobre o mercado

          Elantra

        • Gran RS 78

          Elantra, que é a mesma do I30.

    • Por mais que posso ser um popular (na minha opinião não é, ao menos no Brasil ) o carro possui uma lista de equipamentos inimaginável em populares de 10 anos atrás e o motor é razoável para o dia a dia. Em termos de preço é o que tem no Brasil. Em tempo, o quanto vão cair as vendas de carro na situação atual? Que péssima época pro lançamento.

      • Leonardo

        Querer comparar carros de 10 anos atrás, é a mesma coisa de querer comparar celulares ou outras tecnologias de 10 anos atrás também, não convém.

    • Ricardo Blume

      Na verdade, todos (ou quase) SUVs derivam de outros modelos. A grande sacada é a montadora lucrar mais vendendo modelos altinhos com plataformas já existentes.

      • th!nk.t4nk

        Sim, mas seus concorrentes são derivados de Elantra e Polo. Já o Tracker é literalmente um mero Onix de salto.

        • Walter AB

          Kicks usa lataforma do march.

          • Debraido

            T-Cross = Polo de salto
            Kicks = March de salto
            Hr-v = Fit de salto
            2008 = 208 de salto
            Duster = Sandero de salto
            etc. = etc de salto. kkkk

            Os únicos que não derivam diretamente são Renegade e Creta, compartilham plataforma, más não são variações diretas.

            • J.M Duarte

              Renegade é a plataforma do 500X, que por sua vez é o 500 de salto, rs

              • Debraido

                Não 500 e 500x não compartilham plataforma. Essa afirmação não vale para eles. Um é sub-compacto o outro utiliza uma plataforma que atende de compactos a médios. Só compartilham o nome mesmo.

        • Gran RS 78

          O Polo concorre com o Onix, então seria o mesmo que o T-cross fosse um Polo com salto alto.

        • LL

          Qual diferença de polo e onix?

    • Fernando Piston

      Mas a Tracker anterior, era um Onix altinho também, só que bem equipada, motor Turbo, Rodas 18, teto solar, farol projetor, drl, aviso de ponto cego, etc etc, comparada ao Onix anterior. Essa nova, veio igual ao Onix Plus, só que de salto.

    • F30FLORIPA

      Polo GTS q o diga.

  • rodpe

    Alguma ideia dos preços para CNPJ?

  • Allifen Marques

    Não vão mencionar os defeitos que já encontraram no acabamento do airbag do passageiro e do risco de trincar o parabrisa? Li na Quatro Rodas sobre isso

    • Raimundo A.

      Você leu, mas não entendeu. É o mal de muitos hoje em dia, provavelmente por pressa, só que a má interpretação gera criticas infundadas. O título da 4R é “Novo Chevrolet Tracker: GM descobriu duas falhas antes de iniciar vendas”. Os produtos foram passados para criar estoques nas lojas e servir de mostruário até a liberação para venda. Neste período, viu as falhas citadas e orientou os revendedores para checar os itens antes de fazer a entrega do veículo. Os produtos disponíveis na loja para pronta entrega precisam ser vistoriados antes da efetiva transferência para o dono. Se o revendedor não o faz, este falha por ter ordem técnica. E os produtos feitos além da quota para estoque em lojas provavelmente não tem os itens com possível falha. Defeito tem, mas não pode sair da loja sem a correção quando necessário.
      Problema será vários revendedores não seguirem a orientação e entregar sem chegar. Esse vacilo implicar em vários veículos problemáticos poderá gerar um recall.

    • Leonardo

      Quatro rodas é exemplo para quem????? Cada uma.

      • Selsu Brass

        Quatro rodas, se não der o din din deles, lascam o pau mesmo hehehe.

        • Henrique12

          Alô alô o mundo funciona assim

  • Henrique

    Freio de mao com alavanca num modelo 2021

    • Raimundo A.

      Se fosse um esportivo com a alavanca customizada não estaria reclamando. E se tivesse a opção de MT nesta versão, muitos estariam idolatrando o modelo.
      Entendo a sua queixa, mas também entendo o que a empresa fez para o veículo entregar muito sem cobrar absurdo economizando em coisas pontuais.

    • leomix leo

      Corolla que o diga..

    • Gran RS 78

      O mesmo do Kicks, T-Cross e Creta.

    • Otavio Marcondes

      Desculpe, mas qual o problema?
      Já sei: preguiça mesmo…prefere mais um motorzinho para fazer um movimento que não leva 5 segundos.
      Eita povinho chato ultimamente…

  • Spyjet

    Poderiam botar também o aplique azul nas portas traseiras. Olhando as fotos das portas dianteiras e traseiras, parecem ser de carros diferentes.

    • Mayck Colares

      Pois é, tem pouco tempo que as montadoras começaram com essa palhaçada.

    • leomix leo

      HB20, Creta, o todos os compactos são assim.

      • Gran RS 78

        Não. O Creta prestige, as portas traseiras são do mesmo material das dianteiras.

        • leomix leo

          Só aquelas soldas de serralheiro de fundo de quintal, das portas dele, já me deixar nervoso, nem olho o acabamento, pq não fizeram uma estamparia melhor das portas do Creta, pq as soldas são horríveis…

          • Gran RS 78

            Sendo horríveis ou não, não fazem barulho com o tempo, e o fechamento das portas transmite solidez típico de carros mais caros.

    • Henrique12

      Quem vai atrás é passageiro de 2 classe, segundo as montadoras.

      • Fernando Piston

        Passageiro dianteiro também sofre, costuma perder ajuste de altura do cinto e do banco, em alguns carros.

    • Gran RS 78

      Isso virou praxe de algumas montadoras para reduzir custos. O Novo Jetta tbm tem essa aberração.

    • Fernando Piston

      Talvez não colocaram pois iria ficar muito chamativo (na minha opinião) esse azul celta 2004.

      • Spyjet

        Concordo que foi ruim a opção por esse azul meio acizentado. Acho o caramelo do Ônix muito melhor ou até o preto do LTZ. Mas essa economia não fica bem para uma versão topo de gama.

  • Natán Barreto

    A versão Premier 1.2 se equipara em potência e torque ao 1.0 TSI. Mas em preço se compara ao 1.4 Highline.

    A GM regrediu em motor, pois o 1.4 da versão anterior casaria melhor com a proposta

  • Mayck Colares

    A Tracker ganhou muitos itens, mas perdeu as belas rodas aro 18, alerta de saída de faixa e alerta de tráfego cruzado. O acabamento também piorou essa faixa de “couro” é com acabamento duro e não acolchoado como tinha a Tracker antiga o Kicks e o HR-V.

    • Fernando Piston

      Concordo.

  • G. de F.

    Freio a tambor na traseira num carro que passa dos 110.000,00 mil reais é um pouco demais para “segurar” o preço diante dos concorrentes, não? Fora isso, se for manutenção de Onix, tem tudo para se dar bem num mundo em que suv´s são quase uma regra para grande parte dos consumidores.

  • Eduardo Vargas

    Me desculpe, mas um carro desse valor não pode ter freios a tambor!

  • Eduardo Vargas

    Me desculpe, mas um carro deste valor não pode ter freios a tambor!

    • radiobrasil

      Aí vem um chato e retruca: Aiiinnn… mas freia igual! uhuaha Não, não freia “igual” em todas as situações nunca, principalmente em relação ao aquecimento/perda de eficiência.

  • Fabio Marquez

    Quero ver falar bem de carro turbo de motor pequeno com ele cheio de gente e malas… Se pisar fundo ainda bebe igual carro grande.

    • Saraiva

      E Nessa condição o carro grande bebe igual f1

      • radiobrasil

        Negativo… tendo motor de SOBRA vc não precisa acelerar muito pra sair do lugar, experiência propria! Tenho um Equinox 2.0T, SOBRA MOTOR pro uso “comum”, e pode te dar alegrias se resolver “pisar pra valer” rss

        • Saraiva

          Bote 5 pessoas e suba Serra como sugerido depois volte aqui pra me passar o consumo pé de bailarina que eu quero saber. Valendo hein

    • Henrique12

      Quero ver falar bem daqui a 5 anos na hora da oficina…

  • Pablo Lee Peter

    Ja sabe ne? Se voce nao for carro japonês, pode ficar a vontade e lançar carro sem saida de ar traseira ou freio de mao eletronico, ou com freio a tambor, e acabamento interno de plastico, que voce vai vender muito, e a galera vai puxar seu saco eternamente.

    • Otavio Marcondes

      Pelo contrário: até hoje há quem defenda carro japonês sem ele ter estes e muitos outros itens que estão presentes nos de outras origens.

  • Leonardo

    Em resumo, muito caro para a proposta. Não vale.

  • Mayck Colares

    Esse kit Sport ficou de muito bom gosto, sem tá exagerado. Deveria vir de série pro preço do carro. Pena que a gm não seguiu a agressividade dos preços que tem no Onix.

    • Gran RS 78

      Só não gostei dos estribos laterais, coisa mais sem sentido nesse modelo.

  • Megaman X2✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Um carro que tentei de todas as formas gostar do design, mas não deu. Parece um chinês com 10 anos de mercado…

    • leomix leo

      Ele é chinês.
      Kkkkkkk

  • Fellipe Z

    O que diabos eh revestimento Premium? Eh couro? Não é couro? É couro sintético? Me parece um tecidao isso

    • leomix leo

      Provavelmente como no Corolla, couro sintético, até pq aguenta mais o sol que o couro natural. Só que não é acolchoado como no HRV, Corolla.

  • Bruno

    Esse aplique na traseira parece um neném com fralda, ficou estranho.

  • Daniel Pirolli

    É serio que o acabamento é tao lixo que no porta luvas aparece a parte mecanica do carro? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chevrolet sendo chevrolet

  • Henrique12

    Quem achou caro compra um Ecosport, e seja feliz!

    • radiobrasil

      Coitada da Eco, ja foi seu tempo mesmo… Alias, Ford parou com hatch/sedans (matou Fiesta, Focus, Fusion) e ainda aposta na jurássica Ecosport… e isso q “apostaria” só em SUVS, mas acho que ja perdeu o “timing”.

  • Bryan Silva

    Eu tive a oportunidade de dirigir a antiga e a nova Tracker. Particularmente, se a antiga tivesse o mesmo peso da nova Tracker, seria mais gostosa de dirigir e, com certeza, números de consumo melhores. Apesar de a nova Tracker ter emagrecido, não me surpreendeu em nada, a não ser a economia. E mais, achei o desempenho abaixo, não é tão esperta na retomada e falta potência.

    • Fernando Piston

      A antiga tem um motor mais potente (1.4T) de injeção direta, com (Belas) Rodas 18′. Era o que faltava nessa.

      • Jean Lehn

        Depende a Lt tem rodas 16 nojentas de bicicleta

  • Fernando Piston

    Sei que comparar Sedã com Suv, é fora do comum, mas quem paga esse valor em uma Tracker Premier, só paga pela altura do carro, pois se entrar no Cruze 2020, vai ver a diferença absurda, é um degrau acima, é um acabamento muito melhor com um motor mais forte (1.4T).Mas…..não vende e não é altinho.

    • Luis Otmar

      Então… concordando com vc, que disse que “quem paga esse valor em uma Tracker Premier, só paga pela altura do carro”. Mas de que altura vc tá falando???
      A proposta SUV é pra ser um carro com vão livre do solo suficientemente maior que um sedã. Esse aí é ‘socado’ no chão.
      Até que gostei desse monte de MIMIMI que vem embarcado nesse carro.
      Mas, aqui no MS, onde tenho que circular por ruas e estradas de chão, sujeitas a ‘pedras’ no caminho, eu enroscaria em tudo!!!
      Tenho um Focus 2015 e tenho que andar com atenção redobrada até pra passar sobre esse atraso de vida que brasileiro inventou e chamam de ‘quebra-molas’.
      Pra SUV, esse Tracker tá muito ‘nutella’. Muito bunitinhu! Mas ordinário!
      Quero trocar o Focus por um SUV. Infelizmente, apesar de ter gostado do que vi, não optaria pelo Tracker.

      • Fernando Piston

        Então Luis, chegou exatamente no ponto central de como os Suvs estão ganhando o mercado pela “imagem” de out road, que na verdade não são, mas eles, tem um atributo bem bacana, que é a altura de condução. Por exemplo, eu tinha um Cruze 2018, excelente carro, muito superior a Tracker anterior (que ainda temos uma 2018 aqui na família) , porém, há algo nesses Suv´s que estão encantando os compradores e dou até um crédito a isso. O acesso ao veículo é muito melhor e a condução te bota com a sensação de estar em um veículo mais alto, ” acima dos outros”. Enquanto no Cruze, voce se “joga” no chão para adentrar, na Tracker, voce entra e sai do carro sem esforço algum, isso no dia a dia, faz diferença, por isso até, que a maioria gosta deste tipo de carro, sem levar em consideração a qualidade de construção e equipamentos, comparado aos Sedãs.

  • Christiano Köster

    O azul por dentro e por fora cansa… intenso demais. Muita firula como internet e não traz o básico como uma cobertura no motor. Fica tudo exposto como se estivesse em manutenção. Abreviação das informações no painel tem erros primários de português. Litro se abrevia com l minúsculo. Motor com injeção indireta, tecnologia ultrapassada.

  • leomix leo

    Hoje um amigo que trabalha na rede Chevy, me apareceu com esse carro nessa cor azul aqui em minha casa, ele iria levar o exemplar até outra cidade, pois o dono autorizou a empresa a mandar o veículo, pois ele queria o do showroom, não iria esperar chegar outro no estoque da loja, o carro ao vivo é muito mais bonito que por foto, mais o acabamento 🐷 do Onix está lá, várias rebarbas e arremates de plásticos mal feitos, esse carro era pra custar no máximo 80k, com preço inicial de 50 mil, mais como nosso mercado é ao avesso, e a galera compra com força, quem tem amor a seu Dinheiro não compra esses Suvs compactos não, só quem não sabe nada de carro mesmo.

  • Jean Lehn

    Simples e pobre demais para o valor , as versões de entrada deve ser um horror , resumindo vai continuar comendo poeira do RENAGADE

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email