*Featured Avaliações Esportivos Hatches Mercedes Benz

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

O Mercedes-Benz A250 Turbo Sport é uma versão intermediária do hatch médio da marca alemã. Ele tem um visual bastante agressivo e é um meio termo entre a eficiente opção de entrada A200 e a alta performance do A45 AMG.


Custando R$ 163.500, o A250 Turbo Sport apresenta alguns diferenciais em relação ao A200, destacando-se como principal o motor 2.0 Turbo de 211 cv. Você pode até ter visto um ou outro médio com potência semelhante, mas no caso do modelo da Daimler, cada cavalo é explorado ao máximo.

Apesar de ter foco na esportividade, oferecendo condução atraente e performance condizente, o Mercedes-Benz A250 Turbo Sport não é um carro beberrão. Pelo contrário, ele é mais eficiente do que muitos carros bem mais fracos em poder e desempenho. Vamos conhecer um pouco mais?

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Por fora…

O Mercedes-Benz A250 Turbo Sport logo de cara revela que tem algo mais do que o normal. O pacote AMG reforça a aptidão para giros altos, curvas fechadas e boas arrancadas, tudo isso feito com classe e sem exageros.

Na frente, destaque para a grade com elementos hexagonais cromados “suspensos” sobre um fundo preto, tendo ainda duas barras cromadas e a famosa estrela de três pontas. Os faróis bi-xênon com LEDs integrados e fundo preto garantem um aspecto mais agressivo ao conjunto frontal, completado pelo para-choque com spoiler integrado e desenho aerodinâmico.

Contra o branco e o preto do Mercedes-Benz A250 Turbo Sport testado, o vermelho se sai muito bem como contraste. No protetor frontal, a tonalidade que remete à esportividade indica que este Classe A não está para brincadeira.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

As rodas de liga leve AMG aro 18 com pneus Run Flat 235/40 R18 apresentam acabamento diamantado com fundo grafite claro. O visual é muito esportivo e a impressão aumenta ainda mais com as pinças de freio pintadas na cor vermelha, que surgem como adorno para este alemão.

Nos para-lamas, um aplique metálico com o nome “Sport”, bem como as saias laterais mais proeminentes e os retrovisores com repetidores de direção. Apesar da proposta, a base dos vidros apresenta um friso cromado elegante, enquanto as colunas B possuem acabamento em preto brilhante. O teto solar panorâmico envolve mais da metade da parte superior e caiu muito bem nesta unidade de cor branca.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Já a traseira só assume o perfil que é característico do projeto do Classe A atual, que é um hatchback baixo e largo, tendo um estilo geral mais esportivo, mesmo na versão mais simples. As lanternas de LED são grandes e ajudam a deixar o visual mais musculoso.

O defletor de ar sobre a tampa do bagageiro não é muito proeminente, mas agrada visualmente com as bases em preto brilhante. O para-choque apresenta vincos de fundo preto nas laterais e a parte inferior com acabamento preto, filete vermelho e escape duplo cromado. Por fim, a suspensão mais baixa indica que as diferenças não são apenas cosméticas.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Por dentro…

O interior do A250 é claramente direcionado para a proposta final do carro. Falamos isso porque o projeto do atual Classe A é de um carro originalmente esportivo, tanto que no A200, ele parece querer algo mais do que apenas um bom desempenho, apresentando um aspecto visual que supera o de seus rivais.

No caso do Mercedes-Benz A250 essa impressão é deixada de lado, já que agora ele oferece um visual interior condizente com a proposta. O acabamento interno em tonalidade escura, costuras vermelhas no acabamento em couro ARTICO e nos difusores de ar, textura negra que remete à fibra de carbono no painel, cintos de segurança vermelhos, pedais de alumínio, detalhes cromados, cluster de fundo branco, entre outros, confirmam o objetivo de oferecer uma versão mais dinâmica.

Com posição de dirigir em posto mais baixo, como é característica básica do Classe A, a versão intermediária do Classe A tem volante de fundo chato de boa empunhadura, acabamento em alumínio e regulagens de altura e profundidade, além da tradicional alavanca da transmissão 7G-Tronic e os paddle shifts para trocas manuais. Os comandos de mídia e telefonia estão em destaque, enquanto o piloto automático (Tempomat) é mais discreto e fica mais abaixo na coluna.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Assim como outros modelos da Mercedes-Benz, o A250 Turbo Sport não segue a regra comum dos automóveis, tendo assim alavanca de marchas na coluna de direção e freio de estacionamento eletrônico logo abaixo do comando dos faróis no lado esquerdo do painel. Com isso aparece um porta-objetos extra no túnel central e mais espaço para porta-copos e apoio de braço basculante e deslizante.

A tela de LCD “suspensa” à frente do painel não agrada muita gente, por seu visual, e infelizmente ela não é touchscreen. Para controlar as funções da multimídia COMAND Online (com CD/MP3/USB/Aux/Bluetooth e navegador GPS) um botão giratório e cromado fica sobre o túnel central. Os controles de mídia e telefonia apresentam muitos botões, enquanto o ar condicionado dual zone é bem mais amigável. O porta-luvas tem pouco espaço.

Já os bancos dianteiros têm como destaque ajustes elétricos e possuem três memórias. Os assentos apresentam desenho que remete aos carros de competição, tendo formato de concha e perfil envolvente. O acabamento é em couro ARTICO e microfibra, tendo ainda costuras vermelhas em contraste.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Os encostos dianteiros possuem elementos vazados com acabamento em alumínio e iluminação amarela. Os apoios de cabeça são integrados, assim como os traseiros, exceto o central. Há iluminação também nos traseiros, que não são vazados. Há luzes nos puxadores das portas, no assoalho dianteiro e traseiro e luz ambiente no teto, criando um aspecto muito sofisticado e agradável durante a noite.

O teto solar panorâmico ajuda bastante a clarear esse interior escuro do Mercedes-Benz A250 Turbo Sport, que apesar disso, envolve bem os ocupantes. O espaço dianteiro é bom, mas o traseiro poderia ser um pouco melhor. Com assentos mais baixos que os dos rivais, o Classe A tem acesso de carro esportivo e não de um hatch em versão esportiva, e isso deve ser levado em conta por prospectivos compradores.

Por fim, o porta-malas de 341 litros dá conta do recado. Sob o assoalho, há um calibrador e reparador dos caros pneus Run Flat, além de triângulo e um espaço adicional que originalmente é do estepe. Para aumentar a versatilidade em levar bagagens, o banco traseiro é bipartido e ainda conta com acesso ao bagageiro junto ao apoio de braço central.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Por ruas e estradas…

O A250 não tem apenas um belo visual, ele também anda muito bem. O esportivo da Daimler é oferecido com motor 2.0 Turbo de 211 cv a 5.500 rpm e 35,5 kgfm entre 1.200 e 4.000 rpm. Ou seja, a força começa total logo após a marcha lenta. O propulsor é elástico e tem respostas imediatas.

Bem casado com a transmissão de dupla embreagem 7G-Tronic de sete marchas, o 2.0 Turbo entrega tudo o que tem quando exigido. Tanto nos modos ECO (com Start/Stop), quando no Drive ou no Sport, ele não nega fogo e oferece boas retomadas, mesmo quando a função é economia. No modo manual, o condutor pode extrair ainda mais desse belo motor. As trocas de marchas são suaves e quase imperceptíveis.

O ronco do motor tem silvo da turbina e o som da válvula de alívio, dando ainda mais vontade de acelerar. O prazer ao volante é reforçado por uma direção elétrica de respostas mais diretas, freios eficientes (com reforço de discos dianteiros perfurados) e ótima estabilidade.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Controles de tração e estabilidade garantem mais segurança e controle, mas para quem sabe fazer ao vivo, a desativação do segundo é garantia de pura diversão. A suspensão tem ajuste mais firme e não recomenda-se ir além de sua proposta. Buracos, asfaltos destruídos e outros obstáculos devem ser observadas com antecedência, pois a pancada pode ser muito forte. Os pneus de perfil 40 também não vão ajudar a absorver esses defeitos de nosso piso. Pelo contrário, eles reforçarão o desconforto.

Para quando a preferência for por uma condução mais comedida ou no dia a dia do trânsito congestionado, quando toda a esportividade do mundo desaparece no anda e para, o Mercedes-Benz A250 Turbo Sport não faz feio com Start/Stop, que ainda mantém a direção elétrica funcionando e tem boa autonomia para partidas.

Em condução voltada para eficiência, o Mercedes-Benz A250 Turbo Sport obteve média de 9,0 km/litro na cidade e 13,5 km/litro de gasolina na estrada, rodando a 110 km/h. Nessa velocidade, a 7G-Tronic coloca o 2.0 Turbo para “descansar” a 1.900 rpm. O que garante conforto a bordo, além de economia. Andando como ele pede, o consumo aumenta muito, mas nada comparado com a diversão proporcionada.

Mercedes A250 Turbo Sport: boa performance (e pouco conforto)

Por você…

Se o A200 não oferece tudo aquilo que sua aparência sugere, então a escolha é mesmo ir direto para o Mercedes-Benz A250 Turbo Sport. Esse sim casa estilo e performance, dando ao condutor a chance de ir mais além e ter um carro que pode ser quase “dois em um”. Econômico no dia a dia e arrebatador no lazer.

Os 211 cv parecem pouco diante de alguns modelos esportivos mais potentes, mas apenas andando em um modelo alemão é que percebemos o quanto eles exploram potências não tão grandes com eficiência e tecnologia. O Mercedes-Benz A250 Turbo Sport explora bem o que tem e oferece uma boa dose de esportividade sem perder a linha, indo de 0 a 100 km/h em 6,6 segundos e atingindo máxima de 240 km/h. Muito bom!

O valor de R$ 163.500 é sem dúvida alto, mas o Mercedes-Benz A250 Turbo Sport é uma compra mais emocional do que racional. É um carro que simplesmente vale a pena.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Mercedes-Benz Classe A250 Turbo Sport

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbocompressor, injeção direta e Start&Stop
Cilindrada – 1991 cm³
Potência – 211 cv a 5.500 rpm
Torque – 35,5 kgfm entre 1.200 e 4.000 rpm
Transmissão – Automatizada 7G-DCT de sete marchas com funções Sport e ECO, mudanças manuais sequenciais através de paddle shifts

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 6,6 segundos
Velocidade máxima – 240 km/h
Rotação a 110 km/h – 1.900 rpm
Consumo rodoviário – 13,5 km/litro
Consumo urbano – 9,0 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Barra de torção com quatro links.
Eletro-hidráulica variável

Freios
Discos nas quatro rodas com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 18 com pneus 235/40 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.292 mm
Largura – 1.780 mm
Altura – 1.438 mm
Entre-eixos – 2.699 mm
Peso em ordem de marcha – 1.465 kg
Tanque – 56 litros
Porta-malas – 341 litros
Preço – R$ 163.500

Galeria de fotos do Mercedes-Benz Classe A250 Turbo Sport:

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

    Quem somos

    O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

    Notícias por email