Avaliações Chevrolet Sedãs

Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

chevrolet-prisma-ltz-2015-2-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

Câmbio automático já foi um artigo de luxo na indústria automotiva. Mas agora este recurso se popularizou até entre carros compactos. Caso do sedã Chevrolet Prisma. Apenas por uma questão de engenharia, quase não é oferecido em modelos de entrada – normalmente equipados com propulsores 1.0.



No Prisma, a transmissão automática está disponível nas configurações com motor 1.4. E, apesar de ser um câmbio automático de verdade, a Chevrolet buscou manter a competitividade do modelo. Tanto que oferece o item ao preço pedido nos rivais por uma transmissão automatizada – câmbios mecânicos com atuadores hidráulicos para a embreagem e as mudanças de marcha.

O equipamento adiciona R$ 3.550 à configuração LTZ, que parte de R$ 51.850. E oferece no mesmo pacote o piloto automático e volante multifuncional. A diferença não deve chegar a arranhar a competitividade do modelo no mercado, que é das melhores.

chevrolet-prisma-ltz-2015-1-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

O Prisma ocupa em 2014 a posição de segundo automóvel mais emplacado em sua categoria, com média próxima a 7 mil unidades/mês – o líder é o Fiat Siena, na soma das versões Fire e Grand, que consegue pouco mais de 9 mil vendas mensais. No Grand Siena, a inclusão do câmbio automatizado eleva o preço em R$ 2.929 e no Volkswagen Voyage, em R$ 3.020. No HB20S, o equipamento sai a R$ 3.300 – o câmbio também é automático, mas de apenas quatro marchas.

A transmissão automática no Prisma trabalha em conjunto com o motor 1.4 e extrai da unidade de força os mesmos números de desempenho da versão acoplada ao câmbio manual. São 98 cv de potência com gasolina e 106 cv com etanol, com torque máximo de 13 e 13,9 kgfm a 4.800 rpm, com os mesmos combustíveis no tanque. Um conjunto capaz de levar o veículo de zero a 100 km/h em 10,1 segundos e à máxima de 180 km/h.

chevrolet-prisma-ltz-2015-3-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

Além da possibilidade de câmbio automático, a versão LTZ carrega uma lista de itens de série extensa. Além do airbag duplo e dos freios ABS obrigatórios por lei no Brasil, o carro conta com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, computador de bordo, rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina, alarme e o sistema de entretenimento MyLink. O aparato tecnológico, aliás, é um dos principais argumentos de vendas da linha compacta da marca no Brasil.

Ponto a ponto

Desempenho – O motor 1.4 é até eficiente, mas ele é explorado ao máximo para obter o desempenho que oferece. A combinação com uma transmissão automática comprometeria sua dinâmica, mas as seis marchas até tornam essa perda menos acentuada do que se poderia esperar. O propulsor não chega a se esfalfar para puxar os 1.079 kg do modelo, mas está longe de sobrar vigor. As reduções de marchas são um tanto lentas e não é preciso pisar fundo no acelerador para o ronco estridente do motor se fazer ouvir. Nota 7.

Estabilidade – Em velocidades rodoviárias, as rolagens de carroceria são bem perceptíveis nas curvas. Já em uma tocada mais pacata, em perímetro urbano, o equilíbrio é constante. Nota 7.

Interatividade – A visibilidade do Prisma é boa na dianteira mas, assim como em quase todos os sedãs compactos, de razoável a sofrível na traseira. Os comandos mais importantes estão bem posicionados e são de uso simples. Exceto pela alça da porta, que é um tanto recuada. Mas o principal trunfo do modelo nesse quesito é o sistema MyLink, que controla diversas funções de entretenimento, como rádio com CD, MP3, USB e Bluetooth, além de funcionar como uma extensão de alguns aplicativos para smartphones. Nota 8.

Consumo – A Chevrolet não cedeu nenhuma unidade do Prisma automático para o InMetro fazer medições. Abastecido com gasolina, o computador de bordo do sedã registrou média de 8,6 km/l em trajeto misto. Nota 6.

Conforto – O sedã oferece espaço interno condizente com o segmento de compactos. Ou seja, sobra área livre para pernas, ombros e cabeças dos ocupantes dianteiros, mas o conforto dos traseiros depende da boa vontade de quem vai à frente. A suspensão absorve bem os desníveis do solo, mas o barulho do motor invade o habitáculo com facilidade em rotações médias a altas. Nota 6.

Tecnologia – O motor do Prisma é uma atualização do que foi introduzido no Brasil sob o capô do Corsa, em 1994. Mas a plataforma é nova, a GSV, sigla em inglês para veículos compactos globais. A transmissão também é recente, assim como o conjunto suspensivo. Na versão LTZ, a lista de equipamentos de série é boa, com itens como trio elétrico, sensor de estacionamento traseiro e sistema MyLink. Nota 8.

Habitabilidade – Há espaços para guardar os objetos que normalmente devem ficar mais à mão do motorista. Mas o bolsão das portas do Prisma não merece esse aumentativo. O espaço que oferece é reduzido, assim como no porta-luvas – que abre para cima, o que facilita seu acesso. O porta-malas leva bons 500 litros. Nota 7.

Acabamento – Não há requinte dentro do Prisma. Os materiais são coerentes com a condição de sedã compacto, mas deixam a desejar por se tratar de um modelo acima dos R$ 55 mil. Um resultado correto, mas que não chama atenção. Nota 6.

Design – O Prisma tem linhas contemporâneas e foge do visual antiquado que muitos sedãs compactos ostentam. O teto “cai” em direção à traseira, formando um perfil semelhante ao de um cupê. A grade dividida horizontalmente e os faróis avantajados mantêm a identidade atual da marca com alguma elegância. Nota 9.

Custo/benefício – A transmissão automática opcional da versão LTZ do Prisma coloca o sedã compacto barato em situação de competitividade pelos seus R$ 55.400 iniciais. Com a cor sólida vermelha testada, soma-se mais R$ 375 à conta, chegando a R$ 55.775. Um Hyundai HB20S com câmbio automático de quatro marchas custa R$ 55.750, mas tem motor 1.6 e 128 cv de potência. Um Fiat Grand Siena com o automatizado Dualogic Plus sai a R$ 55.955 com 117 cv de potência e airbags laterais. Já um Volkswagen Voyage Highline I-Motion, também automatizado, tem preço de R$ 55.584 tão bem equipado quanto os outros concorrentes. Nota 7.

Total – O Chevrolet Prisma 1.4 LTZ automático somou 71 pontos em 100 possíveis.

chevrolet-prisma-ltz-2015-4-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

Impressões ao dirigir – Conflito de gerações

À primeira vista, o Chevrolet Prisma LTZ impressiona. O design inspirado o afasta completamente de sua geração anterior e chama atenção nas ruas. Foge da estética conservadora que muitos sedãs ainda carregam e tem linhas que, de alguns ângulos, se assemelham às de um cupê. Por dentro, o interior é simples, mas correto. Mas sua lista de equipamentos é um bom trunfo – principalmente pelo sistema MyLink, que facilita a vida de quem desfruta dos lugares dianteiros do carro.

Mecanicamente, o motor 1.4 de 106 cv com etanol não chega a surpreender. Principalmente com a transmissão automática de seis marchas opcional. É verdade que a exclusão da embreagem facilita a vida de quem dirige o modelo. Mas a impressão que se tem é de que o propulsor é pequeno demais para ela.

chevrolet-prisma-ltz-2015-5-700x1050 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

As relações se dão em tempo certo, mas o Prisma só entrega um desempenho condizente com sua ficha técnica quando se “esgoela” o motor em rotações altas. Ultrapassagens demandam algum cuidado em função da demora nas reduções e, posto à prova, o motor cria um ronco que invade a cabine de maneira incômoda.

A suspensão mostra bom ajuste em relação ao conforto, já que absorve com eficiência os buracos e outras irregularidades das ruas. Mas em velocidades acima de 100 km, o Prisma aderna um pouco nas curvas – situação aliás, comum à maioria dos sedãs compactos. Em trajetos mais sinuosos, convém não levar o Prisma aos seus limites. Até porque é um sedã planejado para dar conforto e espaço aos ocupantes, não esportividade.

chevrolet-prisma-ltz-2015-6-700x1049 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

chevrolet-prisma-ltz-2015-7-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

chevrolet-prisma-ltz-2015-8-700x466 Transmissão de valor: Chevrolet Prisma LTZ ganha câmbio automático de seis marchas e mantém preço competitivo

Ficha técnica – Chevrolet Prisma 1.4 LTZ

Motor: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.389 cm³, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Injeção multiponto sequencial e acelerador eletrônico.

Potência máxima: 106 e 98 cv a 6 mil rpm com etanol e gasolina.

Torque máximo: 13,9 e 13 kgfm a 4.800 rpm com etanol e gasolina.

Aceleração de 0 a 100 km/h: 10,1 e 10,5 segundos com etanol e gasolina.

Velocidade máxima: 180 km/h.

Diâmetro e curso: 77,6 mm X 73,4 mm. Taxa de compressão: 12,4:1.

Pneus: 185/65 R15.

Peso: 1.079 kg.

Transmissão: Câmbio manual de cinco marchas à frente e uma a ré ou o opcional automático com seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Não oferece controle de tração

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais com carga lateral, amortecedores telescópicos e barra estabilizadora. Traseira semi-independente com eixo de torção, molas helicoidais e amortecedores telescópicos hidráulicos. Não oferece controle eletrônico de estabilidade.

Freios: Disco ventilado na frente e tambor atrás. ABS de série.

Carroceria: Sedã em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,27 metros de comprimento, 1,70 m de largura, 1,48 m de altura e 2,53 m de distância entre-eixos. Oferece airbag duplo de série. Não oferece airbags laterais ou de cortina.

Capacidade do porta-malas: 500 litros.

Tanque de combustível: 54 litros.

Produção: Gravataí, Rio Grande do Sul.

Itens de série: Destravamento do porta-malas por controle remoto, alarme, ar-condicionado, banco traseiro bipartido, chave canivete, coluna de direção com regulagem em altura, computador de bordo, quatro alto-falantes, direção hidráulica, retrovisores, travas e vidros elétricos, faróis com máscara negra e detalhes na cor azul, faróis de neblina, lanternas escurecidas, roda de alumínio de 15 polegadas, sistema de entretenimento MyLink, trava elétrica da tampa de combustível e sensor de estacionamento.

Preço: R$ 51.850.

Opcionais: Piloto automático, volante multifuncional, transmissão automática de seis velocidades e cor sólida vermelha.

Preço: R$ 55.775.

Por Auto Press

5.0

  • ultimate_rr

    Sei que é chover no molhado mas… 55 mil cara. Até tento escrever algo que não seja sobre isso, falar das qualidades ou outros defeitos do carro, mas não dá ainda. Um dia acho que vou superar esse negócio de modelos de ‘entrada’ custarem mais de 50 mil reais. Um dia…

    • Rodrigo Pasini

      Sim sim, logo logo eles vão custar 60 -70 mil reais. Ai o fator 50 mil estará superado.

      • Robert Dniro

        Não sei o porque de o Versa ainda não vir com câmbio automático, se analisarmos o mercado pelo preço cobrado pela versão SL daria para ter o mesmo com cvt por 50 mil, já que a versão sem, custa em torno de 46 mil, teria um custo benefício melhor com um motor coerente.

    • Rafael Almeida

      Cara isso é uma luta muito difícil, pois a população não quer saber se o carro é caro aqui do que lá fora, aqui os brasileiros compram carros por status sociais, as montadoras sabem disso e arrocham os preços lá em cima e o governo bota os imposto lá em cima também…

      • ultimate_rr

        Verdade..

    • V.mario

      Tá complicada a situação e a tendência é piorar. Há algumas semanas vi uma mulher se vangloriando por ter pago 40 mil num Prisma 1.0 achei àquilo o cúmulo, mas logo um senhor que conversava com ela “falou”, achando o máximo, ter pago 57 mil em um Prisma ltz automático. Detalhe em ambos esse preço era avista.

      • Yanko Ventura Lisbôa

        Se colocar mais uns trocados pode-se comprar um Civic lxs manual por 65 mil

        • ultimate_rr

          O que é muito mais negócio em praticamente todos os sentidos. Pessoal acha que um Civic vai fazer 4km/l, pagar 8000 de IPVA, ter um seguro de 15 mil por ano, cada pneu custar 2 mil reais.

          • Guest

            ta sabendo demais, sqn… nas minha contas ficam assim:
            IPVA 3% ao ano, uns 2mil reais
            Seguro, vai variar de 2000~3000 dependendo do bonus e perfil
            Pneu, 2mil sim.. os 4…
            4km/l…. eu ri… isso vai depender do trânsito e da pessoa que dirige, mas acredito que uns 8~9km/l seja possivel

            • ultimate_rr

              Pfff… Amigo.. IPVA é a % sobre o preço de tabela do veículo. Ou seja, um Civic e um Prisma vão pagar a mesma bost@. Seguro do Civic é ligeiramente maior, mas nada extremamente relevante. Pneu, obviamente, é um pouco mais caro, porém, trata-se de um aro 17. Isso lhe trará mais segurança e estabilidade. Além das rodas serem bem mais bonitas. Consumo: não se engane pelo antiquíssimo 1.4 “econoflex SPE” da GM. É um bom motor, mas não é tão econômico. Como eu disse, vc gastará um pouco a mais que o Civic (que é um carro superior em todos os sentidos), mas não 450% a mais!

      • ultimate_rr

        Minha vizinha acabou de tirar um Onix 1.0 também. Pagou 40 mil por ele. E ainda deram 8 mil a menos no valor de tabela de um Eco que era seu. O carro estava muito novo e conservado. Brasileirices né.

    • Diggo

      No ritmo que está R$100mil com carros “populares” será daqui uns quatro anos.

  • Igor

    Sou mais meu Sonic Sedan (1.6 120cv) q custou 55mil do q esse Prisma aí!
    Na prática com uma negociação forte esse Prisma sai por 52 mil.

    • Thales Sobral

      Acho que faltou o Sonic e o Fiesta nessa comparação de custo/benefício…

      • Leandro1978

        O Sonic parece que não é mais importado.

        • Thales Sobral

          Ih rapaz… Uma pena, só uma mexida nos preços e ele tava bem na disputa. Mas então, ficou faltando o Fiesta, também “automático” (passa as marchas sozinho) e bem equipado.

          • Completando a brincadeira: New Fiesta Sedan SE Powershift a partir de R$ 57.070 (com pintura metálica vai a R$ 58.840).

            Já o HB20S 1.6 AT tem opções a partir de R$ 50.100, encontrando bem equipado e pintura metálica por R$ 55.565 (Comfort Style c/BlueMedia).

            Sonic acabou, mas a sua versão AT não saia por menos de R$ 60.000 quando em linha, ao menos na tabela.

            • Gran RS 78

              Se formos colocar o City nessa disputa, aí esses preços até parecem bons, SQN.

              • Os preços absurdos do City realmente estragam a brincadeira toda.

        • V8

          A GM veio andando diminuindo as importações para abrir mais espaço ao Tracker (Cotas mexicanas). Resolveu parar de vez.

          Mas não descarta que ele volte no futuro.

          • Gran RS 78

            Acho muito dificil de isso acontecer, pois o Onix está cumprindo o papel que seria do Sonic em nosso mercado.

    • marck007171 .

      Concordo, o Sonic tem um design mais bonito e um motor maior. Parabéns

      • th!nk.t4nk

        Provavelmente o Sonic também não rasgaria o assoalho em uma colisão, como ocorreu com o Onix no Latin NCap :)

    • DINEIROO

      Paguei 52.900 à vista no meu Sonic Sedan (LTZ). Esse Prisma aí fica… pela amordeDeus!

      • Jaderson

        E tem gente que ainda vai comprar.

      • dalton

        52.900 num carro q saiu de linha! tchau sonic e tchau agile, nem no site da chevrolet aparece mais…Esse prisma ai nesse preço, nunca! o grand siena por 45 automatico vai…

        • DINEIROO

          Evidente que quando comprei estava “na linha”! Mas o povo prefere andar com carro “projetado” apenas para o Brasil-sil-sil! Ohhhh glória!

    • Castle_Bravo

      É muito mais carro com mais motor, o problema pode ser quanto a liquidez, já que é um carro coreano que acaba de sair de linha aqui no país.

      • O Sonic já era mexicano.

        • Gustavo73

          Inclusive foi mais mexicano que coreano…

        • Castle_Bravo

          Realmente tens razão. Não sei de onde eu tinha na cabeça que ele era coreano. De qualquer forma, ainda cai nas malditas “cotas”.

  • O_Hobbit

    Eu queria entender o que a versão LTZ tem que a LT 1.4 não pode ter? Pois pelo que eu vejo não tem nada de especial que justifique essa diferença. Muito mais jogo pegar a LT 1.4 mesmo

    • V8

      Só frescuras… Luzinha aqui ou lá..

    • DougSampaNA

      Aumenta a margem de $ do modelo, so’ isso, e muito.

  • Flavioblom

    Eu vi esse título e achei que fosse matéria patrocinada…

    • Ramom Alencar

      2..

      • Paulo_T

        3!

        • th!nk.t4nk

          Deram nota 9 em design. Alguma dúvida? :(

  • Jonas Augusto

    Já pode competir com o Voyage Evidence pelos preços cobrados.

    • Chevrolet

      Pelo menos no Prisma é Automático e não Gambiarra-Motion

      • DINEIROO

        O Voyage manual 1.6 é MUITO mais negócio!

        • Jonas Augusto

          Semi-novo é um bom negócio.

          • DINEIROO

            O “semi-novo” é baseado no preço do novo. Logo, levamos ferro do mesmo jeito!
            E para existir um “semi-novo”, alguém teve que comprar um novo!

        • Gran RS 78

          Discordo, pois quem quer um carro automático, nem irá pensar em comprar um manual.

          • DINEIROO

            Não é bem assim! O cara chega a uma CSS GM e vê o Prisma nesse valor, ele sai correndo! Pega trauma do AT! KKKk
            Na moral, não compensa de forma alguma esse Prisma!

            • Gran RS 78

              Só que se o cliente quer um carro automático, ele irá comprar, lembrando que um Voyage com cambio automatizado custa o mesmo que o Prisma. Agora se o cliente que um carro manual, é melhor levar um Prisma manual que um Voyage, claro essa é a minha opinião. Abs.

        • Chib

          Pelo jeito vc não mora em SP ou se mora não pega transito.

          • Rubem

            eu moro na terceira cidade mais engarrafada no mundo e nem um pouco me incomoda passar marcha, pois isso já se tornou algo tão automático que nem sinto . O que me incomoda isso sim o fato de demorar a chegar em casa. Sim, já tive carro automático nas minhas mãos e o stress do transito foi o mesmo e com a diferença da perna direita trabalhar mais que a esquerda em relação ao manual e vice versa.

            transito lento, escolho a marcha, solto o pedal de embreagem e o carro anda sozinho……

            se os carros tivessem embreagem mecânica, concordaria com vc, mas hj tudo hidráulica

          • Gran RS 78

            Hj em dia, não precisa morar em SP, pois qualquer cidade do interior está com um trânsito infernal.

      • Gustavo73

        Pelo preço acho melhor levar o New Fiesta.

        • Jonas Augusto

          O New Fiesta SE parte de R$ 53.190 com 2 air bags
          Ou o SE PowerShift com 2 air bags R$ 57.570
          E o Titanuim com 7 air bags ai sai por R$ 58.910.
          Fonte: configurador Ford.

          • Gustavo73

            O New Fiesta tem 2 Airbags abs esp/tc, isofix ar digital e um motor 1.6 16v de 130 cv. A diferença são 2 mil reais frente ao Prisma que só tem 2 Airbags abs, ar manual e um motor 1.4 8v de 106 cv. Eu acho que a diferença vale.

          • Mauro Schramm

            Além do que o @disqus_7VPwdnArEL:disqus já falou, o Fiesta obteve 4 estrelas no LatinNCAP, enquanto que o Onix (Prisma hatch) obteve 3.

          • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

            Dois airbags do NF Sedan SE por dois airbags do Prisma LTZ é melhor ir no Ford. Está a anos-luz a frente do Chevrolata em tudo.

            • th!nk.t4nk

              Pagar mais de 50 mil num motorzinho 1.4 8v de ferro e 98 cv é uma insanidade. Não tem nada que justifique.

              • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

                Sem contar a diferença de qualidade do projeto do Prisma e do New Fiesta Sedan. Um é um carro emergente, produzido no Brasil para os emergentes…o outro, fabricado no México visando os EUA.

      • Jonas Augusto

        Ou Tranco-Motion

  • DINEIROO

    Tira o Sonic Sedan e coloca esse aÍ, GM! Tá serto!

    • poleta

      Não está errado! É Certo!kk

      • DINEIROO

        Tá serto!

        Bora andar de Onixxx/Prisma… eba!

  • Senhora Liberdade

    Se o Sonic tiver no mesmo patamar de preço, eu vou de Aveo

  • SemHatera

    Eu acho a traseira do prisma bem mais resolvida do que a do ônix

  • Emerson Fer

    Bem, tirando o preço que realmente é alto, é um belissimo carro, porta malas enorme, compacto por fora, acho um dos sedans mais bonitos entre os compactos.

    • th!nk.t4nk

      “Belíssimo carro”? Juro que nunca vou entender o gosto dos brasileiros :O

  • Daysan Medeiros

    Deficitário em Estrutura… E caro… Itens de tecnologia aonde? Se até o motor é um requentado 8v…. Acho que o ganho é apenas no Câmbio… No resto… não se difere muito da concorrência…

  • Jaderson

    Pera ai, mais esse cambio ja tinha sido lançado ?

    • Sim… esse câmbio já tem faz tempo no Prisma, mas só agora a GM começou a divulgar, com o fim do Sonic e pelo visto a Autopress já recebeu uma motivação para fazer a matéria.

  • Castle_Bravo

    Não acho que seja uma “questão de engenharia”, o Picanto por exemplo, tem desde sempre opção de câmbio automático, fora que, a insistência das marcas em por apenas nas configurações top (ou LTZ neste caso), ao invés de fornecer também nas opções de entrada ou “peladas” acabam por “elitizar” desnecessariamente o câmbio automático.

    • Jonathan Iury

      tem lt automatico também, inclusive no onix

  • Nícolas

    Esse título é irônico né?
    Por favor, diz que é…

    • Junoba

      Eu só começei a ler essa matéria, por causa desse título. Queria ver mesmo, oque esse Prisma tinha pra ter um preço competitivo. Mas esse carro não tem nada disso.

      • vini_B

        Eu quase nunca leio matérias do NA sobre avaliações e testes, prefiro ler noticias e lançamentos, mas eu fiquei impressionado com o título e me fez ler tudo até aqui e achar onde o Prisma LTZ 1.4 é competitivo…

  • Igor

    Não precisavamos de Onix/Prisma. Bastava fabricar aqui o Sonic hatch/Sedan.
    Mas não, tem q criar um projeto exclusivo para a América ‘Latrina’.

    • DINEIROO

      Brasileiro prefere Prisma/Onix! Eita povo…

      • Ramom Alencar

        onix era pra ser o novo celta
        e o prisma o novo classic
        mas NÃO a população da banania os adotou como premium

        • DINEIROO

          Sério que o povo pensa que é “premium”?!

          PIADA! Nem o Sonic (tenho um) pode ser chamado disso!

          • Ramom Alencar

            sério cara, uma amiga de minha mãe chegou aqui em casa semana passada dizendo que tinha comprado um “carrão chique”
            quando fui olhar era um lindo ONIX LS super inflacionado
            mais pelado do que eu quando nasci
            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Neanderthal_Man

        Da mesma maneira que preferiram Fox do que Polo…

        • DINEIROO

          Sim, mas o Onix concorre com o Gol!

        • poleta

          E voyage ao pólo sedan.. Vai entender…

        • Gustavo73

          Pelo menos eles dividem motores plataforma e câmbios.

  • L641

    Eu ainda acho impressionante que os caras consigam extrair 106 cv de um motor 1.4 que deve ter mais de 20 anos, usa comando simples e duas válvulas por cilindro. Pode não ser uma referência em desempenho hoje em dia, mas eu fico imaginando qual seria a capacidade desse motor com a tecnologia atual, será que o ecotec ainda levaria vantagem em cima do velho família 1 com DOHC e turbo? Falando de desempenho e consumo, é claro.

    • Castle_Bravo

      A GMB consegue extrair todos essa “cavalaria” graças à compressão maior permitida pelo etanol. Mas realmente, seria interessante um DOHC com turbo, pra saber o quanto pode-se extrair de cavalinhos deste motor. O consumo, sem injeção direta, acho que pioraria, só no “achismo” claro.

      • L641

        Mas hoje em dia já não é relativamente comum encontrar carros com a taxa alta? Na época do lançamento do vhc realmente era uma coisa absurda, mas hoje em dia qualquer carro só a gasolina chega a 10:1, é comum ver flex chegando nos 12:1

    • EduBH

      Potência alta em motores pequenos não tem segredo. É botar pra girar que aparece. Esse motor gira praticamente 1000 rpm a mais que os similares. Dai o motivo da maior potência. Pegue um gráfico desse motor e um da Fiat 1.4 que tem só 86 cavalos e veja qual é mais eficiente e melhor entrega de potência e Torque em 99,9% das situações rotineiras. Esse vhc só ganha do fire em aceleração máxima.

      • th!nk.t4nk

        Sim, as pessoas precisam parar de ver só números. O que interessa é a curva de potência, o comportamento real. Esse 1.4 é totalmente esgoelado, o motor grita um absurdo na estrada, chega a ser constrangedor tentar manter uma conversa gritando com alguém durante uma viagem. Mesmo assim há quem pague caríssimo e considere “um automóvel belíssimo”. Este é nosso mercado senhores, onde imagem é tudo (e até a tal imagem é super questionável).

        • Hamilton

          Você nunca andou num Prisma novo. Dizer que esse motor grita na estrada, só se estiver acima de 170 Km/h. E aí qualquer motor vai gritar (alguns não vão nem chegar lá).
          O carro é bem silencioso. Mais silencioso que a maioria, inclusive mais silencioso que o new Fiesta.

      • L641

        Então cara, gráfico de curva de torque e potência dos motores da gm são mais difíceis de achar do q eu pensei, mas consegui essas informações:
        Palio fire flex 1.4: 86 cv @ 5750 / 12,5 kgfm @ 3500
        Prisma SPE4 1.4: 106 cv @ 6000 / 13,9 @ 4800
        Agile LT 1.4: 102 cv @ 6000 / 13,5 @ 3200

        Não achei que o motor fiat se destacou tanto assim, a potência total aparece apenas 250 rpm abaixo e tem 20 cv a menos.
        O torque total aparece bem mais cedo no Palio que no Prisma, mas é 1,4 kgfm menor, em compensação usando a calibração do Agile ele perde nesse quesito também.

        Pessoalmente, eu já tive um Corsa vhc 1.0 de 79 cv e mesmo o torque total aparecendo acima de 6000 rpm eu nunca senti falta de força, a propósito, o gráfico que inclui o corsa 1.0 eu encontrei:
        http://bestcars.uol.com.br/comp2/1000-1400-8.htm

        • EduBH

          Vc ta olhando a rpm de pico. Sem o gráfico não da para tirar nenhuma conclusão.

          • L641

            Sim, exatamente. E é justamente por não ter os gráficos que a única conclusão que eu posso ter é baseada nessas informações, não da pra saber exatamente qual é melhor, por isso eu achei equivocado dizer que o fire é superior ao vhc/spe4…
            A outra fonte que eu tenho é minha experiência pessoal, e como eu disse, ela é favorável aos motores Gm

      • Hamilton

        O motor 1.4 da Fiat não chega nem perto desse 1.4 do Prisma/Onix, principalmente quando abastecido com álcool. E ainda por cima o motor GM gasta menos.
        O nível de desempenho do GM 1.4 é igual ao 1.6 do Gol/Voyage. Fiquei uma semana com um Voyage 1.6 novo e hoje tenho um Prisma LT (câmbio manual). O Prisma tem uma leve vantagem quando abastecido com álcool.
        O motor 1.4 da Fiat brigava com o 1.0 do Celta. Já deixei Palio 1.4 pra trás quando eu tinha um Celta 1.0.

        • EduBH

          Vc não entendeu nada do que falei ou não quer dar o braço a torcer por possuir um modelo com o 1.4 gm de maior potência. Vc deve ser aqueles que só compra carro olhando o valor da potência maxima. Coloca um motor da Hayabusa de 180 cv num celta pra ver se ele anda normalmente na cidade! Capaz de nem sair do lugar sem detonar a embreagem.

          • Hamilton

            Já tive um Diplomata de 6 cilindros e sei o que é torque.
            Também sei comparar o desempenho que um carro apresenta em relação a outro.
            Seu exemplo com o motor da Hayabusa não foi muito feliz. Trata-se de um motor 1.3 com mais torque que os 1.0. Aliás, acabei de olhar a ficha técnica dela e o torque chega a mais de 15 Kgmf, com quase 200 cv. O Celta iria virar um pocket rocket. Não adianta falar de torque a determinados giros sem falar das relações de marcha. Se um motor apresenta torque máximo numa rotação mais alta e usa relações de transmissão mais curtas, seria o mesmo que um motor que apresenta torque em giros mais baixos mas usa relações de transmissão mais longas.
            O Prisma tem relações de marcha mais curtas, o que aproveita bem o fato de poder girar um pouco mais (o corte é feito próximo dos 6.600 rpm).
            O 1.4 do Prisma não é só mais potente, tem um torque bem superior ao 1.4 da Fiat.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Caro, mesmo com câmbio automático de seis 6 Marchas, única parte moderna da mecânica. Mas o carro em si é feio de mais. E para um projeto recente a segurança também não é grande coisa.

  • Eduardo Brito

    52K. Preço competitivo onde?!

    • vini_B

      Mais 3.550 caso queira uma transmissão automática.

  • Vitor Almeida

    PREÇO COMPETITIVO!?!

  • Junoba

    Eu nunca pagaria isso tudo em um Prisma. E ao contrário que diz a matéria, ele não lembra um cupê.

    E parece que o Auto Press padronizou essa faixa dos 70 pontos.

    • Louis

      Também acho que não tem nada a ver com cupê. Aliás, pra mim cupê tem que ter 2 portas.

      • th!nk.t4nk

        Deram nota 9 em design. Coerência passou beeem longe!

    • EduBH

      Se essa autopress fizer um teste comparativo todos os carros ficam empatados, pois as notas são sempre as mesmas. E além de nota a revelia, os comebtarios são muito repetitivos. Inicio meio e fim sempre fala o mesmo trololo.

      • vini_B

        Pior, tudo dito parece ser patrocinado…

        • th!nk.t4nk

          Não é a primeira vez que tenho essa impressão também, e curiosamente de novo com uma matéria sobre um GM. Se for coincidência, é MUITA coincidência.

  • Cassio

    Bonitinho, mas não vale o que custa.

  • Minerius Valioso

    Tá de brincadeira essa Chevrolet, pagar R$55 mil numa carroça remendada, com faróis dianteiros abençoados pelo Avatar, motor Familia I do Corsa B de 1994 e visual desajeitado.

    Isso só pode ser coisa de um mercado maluco como o brasileiro.

    Como eu sinto falta de quando a Chevrolet ainda comercializava o “opelzinho” com a gravata.

    • MMM

      Vc ainda pode comprar um Classic. hehe

      • Júlio César Camazano

        com cara chinesa!

  • Victor Hugo

    Preço competitivo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Vattt

    Esse foi junto com o Onix, o primeiro Chevrolet compacto que eu gostei desde o finado Corsa “bola” e família. E como todo o carro no Brasil não pago o preço que cobram.

  • Minerius Valioso

    “Tecnologia – O motor do Prisma é uma atualização do que foi introduzido no Brasil sob o capô do Corsa, em 1994. Mas a plataforma é nova, a GSV, sigla em inglês para veículos compactos
    globais. A transmissão também é recente, assim como o conjunto suspensivo. Na versão LTZ, a lista de equipamentos de série é boa, com itens como trio elétrico, sensor de estacionamento traseiro e sistema MyLink. Nota 8.”

    Como eu avaliaria: Embora o motor do Prisma seja uma atualização do anterior, não passa de uma velharia oito válvulas dos anos 90. A plataforma Global Small Vehicle não conseguiu salvar o carro do fracasso no teste de colisão frontal do LATIN NCAP. A transmissão automática tem um grande contraste com o motor em modernidade. Num preço desse, não é mais que obrigação oferecer confortos tecnológicos como trio elétrico, central multimídia e sensor de estacionamento traseiro. Nota 4.

    • Deivid

      Mais um papagaio do latão ncap?

      • Minerius Valioso

        Não é culpa minha se você não confia nos testes do LATIN NCAP.

        • Deivid

          Eu e qualquer ser pensante não confia nessa lojinha de estrelinhas de latão.

          • Minerius Valioso

            Aí fica a seu critério.

            • DINEIROO

              O cara tem o símbolo da Opel no nick, deixa quieto!

              • Deivid

                O método Paulo Freire deu tão certo no Brasil, que hoje em dia quem não aceita que os outros pensem por você, é tido como alienado, quando na verdade, é o contrário.

                • DINEIROO

                  Calma, jovem! Suas interpretações extensivas estão muito avançadas!

          • Junoba

            Em quem você confia então? Na Anfavea, que diz que os carros nacionais são mais seguros que os Europeus? Só pode ser isso.

            • Deivid

              NHTSA, já ouviu dizer?

              • Gustavo73

                E lá eles não “vendem” as estrelinhas? Só o europeus fazem isso?

        • Gustavo73

          Assim que algum carro da GM tirar boas notas ele passa a acreditar fica tranquilo.

          • Eduardo CWB

            31 de fevereiro ?
            BOA !!!!

            • Gustavo73

              Espero que não. Mas…

              • th!nk.t4nk

                Parece ser mais uma viúva da Opel. Eu adorava a marca, mas daí a defender essas gambiarras que a GMB vende, é loucura total.

      • Junoba

        Deixa ele falar oque ele quiser. Ele apenas citou o teste do Latin Ncap. Não é nossa culpa se você é um revoltado com a vida.

        • DINEIROO

          KKKKKK

      • Eduardo CWB

        Só pelos bonecos de testes usados que custam quase o valor do carro ou até mais … eu boto fé nos resultados SIM !
        Infelizmente nosso governo só visa lucro .. e não quer a segurança do POVO que é o principal afetado por um acidente.

        • Deivid

          Um instituto que chegou à América Latina com protocolo e muda de uma hora para outra a forma de protocolo ..
          Pelas estrelinhas mágicas do UP!, HB20 ou pela incoerência de alguns testes quando confrontados com testes de outros institutos..

          • Junoba

            Eles mudaram o protocolo, para os testes ficarem mais rigorosos.

            Agora, não entendo como muita gente não acredita na classificação do Up. Sendo que a VW gastou mais de R$1 bilhão para começar a produzir o modelo, e ele tem a linha de montagem mais moderna do Brasil. Então não tem porquê duvidar disso.

            • Gustavo73

              Acho que não só isso. O resultado não foi diferente do que aconteceu na Euro Ncap.

        • Gustavo73

          Quase o valor de uma casa acima de 200 mil reais aguns chegam a custar 800 k.

      • Hamilton

        Depois daquela farsa do teste do Golf, que tirou a maior nota e depois teve que devolver o prêmio, não acredito mais em nenhum desses institutos. Todos eles tem seus interesses por trás, sejam financeiros ou afinidade com certas marcas.
        E outra: dizer que um carro recebe nota 4 e outro recebe 3 porque não tem o isofix não mostra se a estrutura do carro é segura. O que importa é o quanto os ocupantes saiam ilesos de uma colisão. E nisso o Onix se saiu muito bem.
        O próprio Malibu, que é um carro muito mais seguro que qualquer outro nacional, recebeu notas baixas porque não tinha o isofix (se não me engano).

    • Castle_Bravo

      O motor do Prisma é um 8v mais por questões de aceitação de mercado do que qualquer outra coisa. A GM mundial é fortemente baseada nos Family 0, 1 e 2 da Opel. Quase tudo que existe fora dos EUA desde a década de 80 até hoje descende destes três motores. Fora a “parte de cima” (de SOHC pra DOHC), partes em alumínio e injeção de combustível, pode-se dizer que é o mesmo que existe fora do Brasil em tecnologia. Dizer que o motor do Prisma é “velho” é pra lá de relativo.

      • Minerius Valioso

        Era melhor usar os mesmos motores que os Opel e Chevrolet usam lá fora. Na Europa se usa o SPE/4?

        • Castle_Bravo

          Não com este nome, mas usa-se como falei, os mesmos Family da Opel que usamos aqui. A diferença é que lá tem outros nomes. Como comentamos num outro tópico, o mesmo Family 2 que aqui era chamado de Flexpower, no resto do mundo hoje é o Ecotec.

          • th!nk.t4nk

            Só lembrando que na Europa a Opel é bem mal-vista atualmente. É sinônimo de motores jurássicos e carros desatualizados, requentados. Olha que sou fã da marca, mas hoje eles não têm moral nenhuma na Europa. A Opel é totalmente quebrada e não investe 1 centavo há muito tempo.

            • Castle_Bravo

              A Opel há décadas na verdade é deficitária, tanto que por pouco, não saiu do grupo GM quando da quebra em 2008. O que acontece é que hoje, as tecnologias da Opel, tanto de motores quando de plataformas, dominam o mercado mundial da GM e fazem sucesso como outras marcas. Daewoo, Chevrolet, Holden, Vauxhall e até mesmo a Buick acabam, com muito sucesso, usando tecnologias da Opel.

    • Eduardo CWB

      A GM não libera os carros para testes pois sabe a merda de produto que tem … quem tem fragile tem raiva de si próprio por ter gasto $$$ com esse troço.
      BR é tudo alienado … paga tudo em porcaria …

    • Júlio César Camazano

      só dá para apertar a seta para cima 1x… então ^^^^^^^^^^^^^^^^

    • EduBH

      To achando que vou fazer um site automobilístico para comentar as bizarrices automotivas, no sentido de avaliar as coisas esdrúxulas que vemos por aí. Tipo motor 1.4 8v que tem potencia maxima lá na cada do chapéu como de alta tecnologia, preço competitivo, média boa de consumo. Acho que essas montadoras ou jornalistas automotivos pensam que os leitores são bobos. Tem outra matéria aí dizendo que a idea adventure tem um desempenho brilhante na lama mas o dualogic tira o brilho. Sério isso?

  • Minerius Valioso

    O preço é competitivo, competitivo em qual fabricante consegue oferecer o carro mais caro e ao mesmo tempo sucesso de mercado.

  • Minerius Valioso

    Só me resta satirizar o nosso mercado.

    • Castle_Bravo

      Ele vai chorar de rir quando souber o preço do Corolla. =/

      • DINEIROO

        Se bem que esse Prisma já está QUASE brigando com o Corolla! KKK

  • Louis

    Parei de ler em: “O design inspirado o afasta completamente de sua geração anterior e chama atenção nas ruas.”

    • Minerius Valioso

      Esse é mais harmonioso.

      • Chevrolet

        Legal esse Corsa.. mas qq tem a ver com o comentário? lkkkkkkkkkkkkk

        • Minerius Valioso

          Porque eu prefiro o Corsa no lugar do Onix.

      • Louis

        Também gosto desta geração do Corsa, acho um dos compactos mais bem resolvidos que já tivemos. Mas sou suspeito a falar, pois tive um hatch hehehe

        • Minerius Valioso

          Qual versão e motorização? O que você achava dele?

          • Louis

            Tive um hatch 2005/06 1.0 flex 79cv, comprei 0 km e rodei até 120 mil km, o desempenho era acima dos demais concorrentes 1.0, mas parece que o 1.4 é que anda bem. Carrinho valente, mas era básico de tudo. Comportamento dinâmico equilibrado, nem duro / desconfortável nem molenga. Fazia na estrada 11 km/l no álcool e 16 km/l na gasosa, andando sossegado. Mas se tiver interessado em um, creio que a melhor versão seja a 1.4 premium.

        • Mazembe 2X0

          O hatch é muito mais bonito que o sedam, e a versão picape nem se fala, simplesmente uma das picapinhas mais bonitas de todos os tempos.

      • Hamilton

        Tive 3 desse Corsa. Um 1.0 Flexpower de 79 cv, um 1.8 de 105 cv e um 1.4 também de 105 cv. Hoje tenho um Prisma LT 1.4 e posso dizer que o Prisma é melhor em tudo.

  • Magnus Cordeiro

    O Brasil se perdeu em algum lugar . . . . . 55 mil …… NISSO???

  • joao vicente da costa

    E nego reclamava do Fiat Linea por R$52K…

    • Eduardo CWB

      Toda vida um linea ou um grand siena essence equipado.

  • Eduardo CWB

    8.6KMH de média ? HAHAHHAHAHHAHA meu focus 2.0 faz média cidade de 9.5 KMH ..
    Tecnologia das cavernas e um motor apenas 1.4 ….

    E ainda tem gente que gasta $$$$ nesse pé de boi…;

    • MMM

      9,5 km/h? Muito manco esse seu Focus. hehe

  • Pablo Lourenço

    ue, como assim ganha? prisma sempre teve cambio auto de 6 marchas, quando comprei o onix inclusive cotei um prisma ltz com esse cambio… na epoca o preço era 52 mil com o cambio auto ltz e o onix ltz aut era 46 mil.. noticia estranha essa..

    • DINEIROO

      Pensei isso tbm!

  • Daniel

    Ou eu estou muito desinformado, ou este carro com câmbio automático já existia desde a inclusão desse tipo de transmissão na gama. Nem vou comentar sobre valores, é tão descabido que nem merece crítica.
    Agora… Eu DUVIDO que essa lata automática cumpra o 0 a 100km/h em 10,1 segundos.
    D U V I D O !!!!!!
    Não fizeram nem questão em disfarçar o jabá, hein?! Que matéria imoral.

    • Ramom Alencar

      também duvido, ele não faz isso nem com o cambio manual, quem dirá com o automático, sim, também concordo que esse cambio já tinha na gama a muito tempo
      e é muito dinheiro em um carro POPULAR
      não vejo nenhuma competitividadecomo diz a matéria nesse troço ai

    • DINEIROO

      Não faz nunca!

    • EduBH

      Quando vi a notícia tbm pensei a mesma coisa. Pra mim essa jabiraca automática já existia desde o lançamento do ônix auto tbm. Esse troco jamais faz 0-100 em 10 segundos, nem se for manual.

      • Hamilton

        O que a maioria das fábricas está fazendo é informar o tempo de aceleração de 0-100 Km/h do velocímetro.
        O Prisma manual abastecido com álcool faz um tempo muito próximo disso (observando o velocímetro). Para calcular um tempo mais real, teria que fazer o teste de 0-105 Km/h no velocímetro, por exemplo.
        A Fiat, que além de informar os tempos de aceleração observando o velocímetro, possui os velocímetros com a maior margem de erro. Pude conferir isso com a utilização de um GPS. A 110 Km/h num Astra, a velocidade no GPS era de 106 Km/h. No Siena a 110 Km/h, o GPS marcava 98 Km/h.

  • Gran RS 78

    Está na hora do Onix e Prisma receberem um motor mais moderno que esse antigo 1.4 de 8v.

    • th!nk.t4nk

      Apesar que o resto do projeto do carro não é lá muito acima do nível desse motor não. Que o digam as 3 míseras estrelas do Latin NCap. É gambiarra das grossas, chegou a rasgar o assoalho na colisão!

      • Gran RS 78

        Tinha me esquecido do desempenho fraco dele no Latin. Uma vergonha um modelo tão novo em conjunto com uma plataforma global, ter apenas 3 estrelas.

  • Ramom Alencar

    carro porco

  • Fabio Pasche

    Ta de sacanagem ? 55 mil num Prisma ? Competitividade so se for de quem é mais idiota de comprar … Desculpa, mas n se trata do poder de compra. Quem compra, podendo ou não é idiota..

  • Mr. Car

    Para mim este carrinho ficaria muito bacana com: motor do Sonic, interior com o padrão do Cobalt LTZ (em veludo, e cinza claro) e um painel mais decente que este de motoca. Podia ser até o mesmo da Montana, que inclusive é mais completo, com marcador de temperatura, coisa que infelizmente virou moda tirarem dos carros.

  • Dario

    não sei o porque o pessoal só fala de valores, se o carro custa 50 mil ou custa 10 mil, que vai comprar que tem que ver se o carro vale o valor que custa, se não gosta do carro, não precisa ficar falando mal, simplesmente não compra, até porque quem desdenha quer, Prisma eu não compraria mas é um carro legal, fui ver para comprá-lo porem pelo que ele oferece, na casa do 50 mil eu pesquisei e comprei um fiat Bravo.

  • Mauro Schramm

    Mesma história do Onix: se a GMB botasse fé em seu produto, ela patrocinaria seu teste no LatinNCAP e o inscreveria o Programa de Etiquetagem Veicular do INMETRO.

    Bom, o LatinNCAP já se encarregou, por conta própria, de demonstrar que Onix/Prisma ficam abaixo da mediocridade em segurança passiva.

    Alguém aí aposta seus dentes da frente que o consumo desses modelos seja referência na categoria?

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    Pode até ser bom carro, bla bla bla, mas por 55 mil é um lixo. Se custasse 10 mil a menos já estaria muitíssimo bem pago, sendo generoso com a Chevrolata.

  • Filipo

    Um bom câmbio melhora muito um carro, mas sem um motor bom, ou pelo menos moderno, pouca coisa adianta! Um câmbio A/T6 num veículo com motor Família I de 1,4L e 8v. Aff!
    Cadê o Ecotec? Serveria muito bem para este carro o de 1,6L do Sonic.

  • Caio Brandão

    Um amigo meu pegou um igualzinho a esse, só que naquela cor azul e com rack no teto ( ocara é surfista) , agora eu te pergunto, porque um garoto de 19 anos ,surfista compra um prisma ltz? bom não sei, e nem quero saber pqp, quase dei umas porradas nele..

  • Leandro Santos

    “preço competitivo”…muito fanfarrão esse pessoal da NA…rs

  • Toieya

    E porquê o vermelho sólido custa 375 dilmas? ou melhor, qual a cor que não é opcional? pelo preço da tabela, ele vem na chapa polida? não era só o branco que tava na moda? e outra, brevemente pneus e bancos vão ser opcionais, pode escrever. rsrsrs

  • José Júnior

    Mas todos estão caro, nós é que estamos ganhando pouco!!!

  • Marcos

    Com R$ 55 mil eu compraria um camiry nos EUA e ainda sobrava troco. Por Deus, como as carroças brasileiras estão caras…

    • Marcos

      Em tempo: “Camry”

  • Guilherme

    “Mantém preço competitivo” (??????)

  • Pedro Henrique Pinaffi

    Pq ganha câmbio automatico? Desde que lançado o prisma modelo novo possui essa opção…

  • Agnaldo Gastaldi

    Prefiro o Cobalt ao Prisma, o preço é muito parecido e o Cobalt é maior

  • Badanha

    Desde que foi lançado já veio com esse câmbio, e as matérias aqui postadas davam conta de que o comportamento era muito bom, quase compatível ao câmbio manual. Agora, passados alguns meses, é dito que o desempenho sofre com o mesmo câmbio. Como acreditar nos jornalistas ? Estaria esta matéria querendo dizer que o câmbio foi extendido à versão 1.0 litro ? Matéria confusa !

  • Zingen

    52 mil num Onix?????????? A GM pira!!!!

  • Julio Cesar Baumann

    Acho o Novo Ka+ melhor que esse Prisma. Só deve por não ter cambio automático, mas acredito q este deverá chegar logo.. Quanto ás comparações com Fiesta, ele está á uma categoria superior, o correto seria Cobalt/Sonic vs. New Fiesta.. Só acho!

  • Rodrigo

    E eu achando que tinha pago caro no Logan Dynamique 1.6 2014/2015 com pintura metálica por 42.833…

    • Hamilton

      É o mercado que dita o preço dos carros. Se a procura é alta, o preço tende a subir.
      Quanto ao Logan, ainda não vi o carro se destacando em vendas a ponto de poder brigar com o Prisma.

  • Bikudin

    O loko!!! Q beberrão!!! O Fit CVT faz isso no etanol, nossa!!!

  • shdn2010

    Alguem sabe me dizer se aquela historia dos cambios autmaticas da gm estar dando problemas é verdade.? tinha visto um monte de pessoas reclamarem de problemas no cambio de cruze,, e esse cambio seria o mesmo.. correto??

  • Lorenzo Frigerio

    Um carro com painel de moto por 56 mil reais? Fala sério!

  • Rude Voleur

    Mas não faz um tempão que o Prisma AT foi lançado? E a matéria só chegou agora?

  • DougSampaNA

    55 mil…e pensar que paguei 5,5 mil a menos num HB1,6 AT style, em Janeiro..Este pode ser maiorzinho, mas com motor manco nao da’ ne’.
    Se fosse 1.6 8v com uns 15 kgf de torque a 3 mil rpms, ate’ seria melhor mas com menos de 14, nao da’. E pra 1 versao com cambio AT, menos 1 kgf judia do motor e muito; eu que sei com meu outro bagaca NewFit 1.4 AT5, baixo torque(igual do Prisma) e que grita pra mostrar alguma forca.
    Coitado de quem comprar achando que tem carrao pra estrada sinuosa, com familia, papagaio e cachorro…outro pega “desinformado” GMb.

    Parabens a NA por mostrar a triste realidade do excesso de lucro que se pratica neste pais em detrimento da satisfacao e seguranca do cliente.

  • Valdemir Souza

    55.000 R$ num prisma? vou aqui dar uma risada e já volto! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Diggo

    Acabaram de dizer que o preço do Logan será de R$53mil, com mais itens que o Prisma e com motor, sem ser referência claro, consegue ser melhor que este 1.4 da GM. Então eu não vejo muita vantagem no Prisma.

  • Danillo Acosta

    Preço competitivo?

    Não me faça rir NA!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend