Manutenção

Quando trocar as velas do carro? Veja 5 dicas

Quando trocar as velas do carro? Veja 5 dicas

Quando trocar as velas do carro?


Bem, os carros de hoje em dia são modernos. A injeção eletrônica fez com que não tivessemos mais muitas dores de cabeça com a regulagem do motor e a troca de algumas peças. Dentre essas peças estão as velas de ignição, um componente que ainda tem grande importância.

A vela de ignição é responsável por criar a faísca dentro da câmara de combustão, explodindo a mistura de ar e combustível, empurrando o pistão para baixo e movimentando o carro. Ela trabalha em condições pesadas, e merece boa atenção, por isso devemos ficar atentos a quando trocar as velas do carro.

Quando passa da hora de trocar a vela do carro, o carro funciona desregulado, apresenta dificuldades na partida, fica com a marcha lenta desregulada, o desempenho fica ruim e o consumo de combustível aumenta consideravelmente. Vejamos o que temos de fazer pra manter as velas do carro funcionando corretamente:


Velas do carro – quando verificar e trocar

Geralmente se recomenda que as velas sejam analisadas a cada 10.000 quilômetros. O período de troca varia, mas geralmente não passa de 40.000 ou 50.000 quilômetros. Veja no manual do seu carro o intervalo recomendado para troca.

Como saber se uma vela está boa ou não

Se a vela estiver meio marrom, cinza ou amarelada, ela está no fim de sua vida útil. Não pode existir folga entre os eletrodos. Quando a ponta da vela fica coberta de resíduos de carvão, ela está carbonizada.

Ainda se ela tiver a ponta do isolador toda esbranquiçada ou com pontos pretos na superfície, ela está superaquecendo. O isolador cerâmico não pode ter nem a mínima trinca. É bom verificar também a rosca da vela, se ela estiver danificada isso pode indicar excesso de torque na hora em que a pessoa colocou ela no lugar.

O que fazer para as velas durarem mais

Os eletrodos da vela tem um certo desgaste natural, isso é comum. O que mais afeta a vida útil das velas é a regulagem dos parâmetros de alimentação e ignição. Outros componentes com problema danificam a vela.

Se tivermos desgaste dos anéis ou por vedadores de válvulas com defeito, a vela será carbonizada. Se você não puder fazer uma retífica no seu carro, terá que limpar as velas com uma certa frequência até resolver o problema de uma vez.

Colocar vela fria ou quente

Colocar velas com grau térmico diferente do recomendado geralmente não é uma boa. Uma vela quente demais aumenta a temperatura na câmara, mas deixa o motor exposto ao risco de detonação. Vela fria demais piora o desempenho, mas pode ser útil se o carro for preparado ou passado para álcool, com cabeçote rebaixado. Consulte um mecânico ou preparador experiente sobre isso.

Vale a pena usar vela de quatro eletrodos?

As velas de quatro eletrodos melhoram um pouco a faísca em condições difíceis, mas em usos normais o motorista não perceberá nenhuma melhoria significativa. Quando a pessoa fala que notou melhoras ao colocar esse tipo de vela, é porque tirou velas ruins que estavam anteriormente, e isso causa uma ilusão de melhora. A vantagem é que elas duram mais, só que são bem mais caras.

Quando trocar as velas do carro? Veja 5 dicas
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email