Home Marcas Ford Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD




O Fusion V6 surgiu na linha 2010 para dar uma “pegada” ainda mais refinada ao sedã da Ford. Afinal, desde que foi lançado no Brasil – em 2006 –, o Fusion cresceu ao roubar público das versões “top” dos médios concorrentes, como Honda Civic, Toyota Corolla e Chevrolet Vectra. Como é produzido no México – portanto, isento de imposto de importação em virtude dos acordos comerciais –, o preço competitivo sempre foi um atrativo do sedã por aqui.

Com essa nova versão, a ideia é brigar também com sedãs médios-grandes mais sofisticados, como Hyundai Azera, Honda Accord, Toyota Camry e Volkswagen Passat. Acontece que, enquanto a versão mais potente parte de “salgados” R$ 103.360, a variante de entrada – menos potente e sem qualquer diferenciação visual – começa em R$ 83.660. A expressiva diferença de quase R$ 20 mil se reflete no “share” de vendas do Fusion.

Hoje, a versão com o motor 2.5 é responsável por 89,5% das vendas, enquanto a V6 AWD representa tímidos 8%, e a versão híbrida, a partir de R$ 133.900, apenas 2,5%. Para tentar aquecer um pouco as vendas diminutas da versão V6, a Ford acaba de lançar uma inédita opção com tração dianteira, a partir de R$ 94.360. Por fora, o topo de linha não ostenta diferenças. O grande destaque vai sob o capô.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Lá está o poderoso motor Duratec com seis cilindros em V, bloco e cabeçotes em alumínio, duplo comando no cabeçote com sistema de abertura variável de válvulas na admissão, 243 cv de potência a 6.550 rpm e 30,8 kgfm de torque a 4.300 giros. Ou seja, com força de sobra para encarar sem temores o peso de uma eventual blindagem – precaução comum em veículos bem cotados entre os grandes empresários e altos executivos.

Este moderno propulsor trabalha em conjunto com a caixa de marchas automática de seis velocidades com opção de mudanças sequenciais. Outro ponto alto da mecânica do sedã mexicano é a tração integral do tipo All Wheel Drive – AWD. Em termos de equipamentos, o Fusion V6 AWD também está bem servido – como deveria estar qualquer modelo que rompa a barreira dos R$ 100 mil.

Sai de fábrica com seis airbags, freios com ABS e EBD, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, tela de LCD de 8 polegadas sensível ao toque, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, sensores de ponto cego e de tráfego cruzado e câmara de ré. O sistema Sync permite ao motorista interagir com o carro por meio de controles de voz e do monitor touch screen.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Além destes, ainda estão presentes os óbvios ar-condicionado automático, direção elétrica, revestimento em couro, computador de bordo, entre outros. A Ford disponibiliza como único opcional o teto solar elétrico, ao preço de R$ 4 mil. É natural que, com uma diferença de quase R$ 20 mil, a versão V6 pareça – e realmente seja – cara em relação à de entrada.

Apesar disso, apresenta uma relação custo/benefício interessante em comparação com outros sedãs médio-grandes equipados motor V6, como Toyota Camry XLE 3.5 V6 e Honda Accord EX 3.0 V6 – respectivamente R$ 131 mil e R$ 144.500. No entanto seu maior rival, o coreano Azera V6, tem preço inicial em “agressivos” R$ 83.860. Não por acaso, o sedã da Hyundai teve 3.975 unidades comercializadas nos cinco primeiros meses do ano. Já o Fusion V6 AWD ficou em tímidas 319 unidades.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Ponto a ponto

Desempenho – Basta pisar no acelerador para perceber a força do motor V6. O Fusion apresenta grande vigor e ganha velocidade com facilidade, apesar dos 1.650 kg. Com seu propulsor de 243 cv de potência, o sedã alcançou os 160 km/h sem grandes dificuldades. A Ford fala em uma máxima de 180 km/h limitada eletronicamente por questões de segurança. O câmbio de seis velocidades também merece destaque. Bem escalonado, sem delays ou buracos entre as mudanças de marcha, esta transmissão beneficia ainda mais a performance do sedã. O zero a 100 km/h foi cumprido em bons 8,5 segundos. Nota 9.

Estabilidade – O Fusion V6 AWD se mostra muito equilibrado em diferentes situações. Nas retas, a comunicação entre rodas e volante se mostrou sempre precisa, enquanto a carroceria torce o mínimo e não é possível notar qualquer sinal de flutuação. Nas curvas, o sedã não faz menção de sair de frente e apresenta uma rigidez torcional elogiável – méritos também para a tração integral. Nas freadas bruscas, o carro fica sempre nas mãos do motorista, graças à suspensão bem calibrada. Em situações mais extremas, o modelo conta ainda com controle eletrônico de estabilidade e freios com ABS e EBD. Nota 9.

Interatividade – Os comandos, sempre ao alcance das mãos e dos olhos do condutor, são bem distribuídos dentro do habitáculo do Fusion. O único porém vai para os comandos do computador de bordo, que causam certa estranheza por ficarem à esquerda da coluna de direção. Os variados ajustes elétricos do banco dianteiro ajudam o condutor a encontrar a posição ideal de dirigir. O Fusion ainda traz o sistema Sync, fruto de uma parceria com a Microsoft. A partir dele, o motorista pode interagir com o carro por meio de controles de voz e do touch screen. Nota 8.

Consumo – O modelo testado obteve média de 6,5 km/l com gasolina, número dentro do esperado para um sedã médio-grande empurrado por um motor V6. Nota 6.

Tecnologia – A versão topo de linha do Fusion é marcada por um feliz tríplice encontro – um poderoso motor V6 de 243 cv, uma moderna transmissão automática de seis velocidades e um eficiente sistema de tração integral AWD. A plataforma, apresentada em 2005 no mercado norte-americano, é relativamente nova. O sistema de conectividade Sync é um dos pontos altos. Este traz tela sensível ao toque de oito polegadas, memória de 10 Gb, DVD e comando de voz. Fora isso, o modelo conta com ABS, EBD, controle eletrônico de estabilidade e de tração, sensores de obstáculos traseiros e da pressão dos pneus e seis airbags. Nota 8.

Conforto – Espaço é que não falta no sedã. Todos os ocupantes contam com ótimo vão para pernas e cabeça. No banco traseiro até três pessoas viajam com conforto. O isolamento acústico se mostra sempre eficiente, mesmo em altas velocidades. Já a suspensão filtra os buracos de forma apenas satisfatória. Nota 8.

Habitabilidade – Os acessos aos bancos dianteiros e traseiros são facilitados pelo bom vão das portas. O porta-malas de 530 litros está dentro da média do segmento. A iluminação é eficiente, com luzes de leitura na frente e atrás. Há uma confortável abundância de porta-trecos. Nota 8.

Acabamento – Como um carro luxuoso que se propõe ser, o Fusion conta com materiais de qualidade agradáveis ao toque e que emprestam requinte ao modelo. Revestimentos dos painéis e bancos são agradáveis ao toque e aos olhos. Além disso, os fechamentos e encaixes são precisos e não há sinais de rebarbas. Nota 8.

Design – A mistura balanceada de linhas angulosas e musculosas garantem imponência para o sedã. Desde o lançamento do último “facelift”, em 2009, a ideia da marca foi justamente ir além da aparência sofisticada e tentar ostentar também um aspecto mais robusto. A estratégia deu certo. Nota 8.

Custo/benefício – Com o motor V6, o Fusion passou a mirar no “andar de cima”. Seu preço, a partir de R$ 103.360, é mais barato que quase todos os médios-grandes com motor V6 do mercado. O problema é justamente o “quase”. Seu maior rival, o Hyundai Azera, parte de R$ 83.860 e atinge R$ 98 mil em sua versão mais completa. Não por acaso, mantém uma folgada liderança do segmento. Nota 6.

Total – O Ford Fusion 3.0 V6 AWD somou 78 pontos em 100 possíveis.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Impressões ao dirigir - Expresso executivo

O Ford Fusion é um daqueles carros bem acertados, que dão prazer de dirigir. O poderoso motor 3.0 V6 garante um desempenho mais que convincente, com acelerações vigorosas e retomadas competentes. São 243 cv, o suficiente para levar o sedã aos 160 km/h com facilidade. A velocidade máxima é limitada pela Ford aos 180 km/h. Mesmo assim, o carro apresenta fôlego de sobra para romper a barreira dos 200 km/h. O câmbio de seis velocidades também merece atenção. Bem escalonado e sem qualquer buraco ou delay, fica evidente sua superioridade em relação à transmissão de cinco velocidades da antiga versão. Graças a esse conjunto, o carro de 1.650 kg levou bons 8,5 segundos para ir da inércia aos 100 km/h.

O comportamento dinâmico do sedã também é um de seus trunfos. O Fusion encara curvas em alta velocidade de maneira exemplar. E em caso de o motorista se exceder entram em ação uma série de dispositivos eletrônicos para corrigir a trajetória do veículo. Até os 160 km/h não foi possível notar qualquer sinal de flutuação. E, mesmo nesta velocidade, a impressão é de se trafegar abaixo dos 110 km/h, graças ao excelente isolamento acústico. Em freadas mais bruscas entram em ação os freios com ABS e EBD e o modelo, mais uma vez, se mantém na trajetória desejada.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

No interior, a palavra de ordem é requinte – e não poderia deixar de ser em um carro com tal proposta. É evidente que este não é um modelo das marcas “premium”, mas lá estão materiais de perceptível qualidade, tanto aos olhos como ao toque. Além do luxo, o motorista ainda conta com uma boa dose de conforto. Há abundância de espaço e os bancos – com regulagem elétrica – parecem abraçar os passageiros. O único porém vai para a suspensão do sedã, que apesar de macia não filtra tão bem os inúmeros desníveis das ruas e estradas brasileiras. Nada que comprometa a “boa vida” de quem vai a bordo do Fusion.

Outro ponto de destaque do sedã da Ford é o sistema de conectividade Sync, desenvolvido em parceria com a Microsoft. O sistema torna realidade algumas situações de filmes futuristas. O motorista pode controlar vários equipamentos através do comando de voz. Assim, basta falar para trocar a estação do rádio, intensidade do ar-condicionado e até mesmo ativar o sistema Bluetooth – isso tudo obviamente sem precisar acionar qualquer botão. O sistema, no entanto, ainda não entende o português. E para controlar estes comandos é necessário “gastar” um pouco do inglês, espanhol ou francês. Outro ponto negativo é o sistema GPS. Enquanto a Ford não desenvolve a habilitação do navegador para o modelo, ele segue inoperante no Brasil. Apesar dos pequenos contratempos, o Sync é uma inegável atração no Fusion SEL 3.0 V6 AWD.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Ficha Técnica

Motor: Gasolina, dianteiro, transversal, 2.967 cm³, seis cilindros em “V”, quatro válvulas por cilindro. Comando duplo de válvulas no cabeçote, com sistema variável de abertura das válvulas de admissão. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio automático de seis velocidades à frente e uma a ré com opção de mudanças sequenciais. Tração integral. Oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 243 cv a 6.550 rpm.

Torque máximo: 30,8 kgfm a 4.300 rpm.

Diâmetro e curso: 87,4 mm x 94,0 mm. Taxa de compressão: 9,7:1.

Suspensão: Dianteira independente, com braços curtos e longos, molas helicoidais, amortecedores pressurizados e barra estabilizadora. Traseira independente com braços múltiplos, molas helicoidais e amortecedores pressurizados e barra estabilizadora. Oferece controle eletrônico de estabilidade.

Freios: A discos na frente e atrás. ABS e EBD.

Carroceria: Sedã médio-grande em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. 4,84 metros de comprimento, 1,83 m de largura, 1,44 m de altura e 2,72 m de entre-eixos. Airbags frontais, laterais e do tipo cortina.

Peso: 1.650 kg em ordem de marcha.

Capacidade do porta-malas: 530 litros.

Tanque de combustível: 62 litros.

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

 Avaliação completa do Ford Fusion 3.0 V6 AWD

Por Marcelo Cosentino – Auto Press


  • Vitor_Augusto

    não sei, mais achei essa roda feia. prefiro a do 2.5

    • vini_B

      eu ja prefiriria o V6 AWD, o V6 FWD pode ta mais barato mais eu acho q o AWD da mais impulso no carro dando mais esportividade.

    • felipe_freedom

      Essa roda não era a do hybrid?

      • eduardogege

        Não.. A do hybrid parece uma calota!

      • Gi1709

        A do Hybrid é ainda mais feia

    • _biolog_

      É o poste mijando no cachorro!!! Compro um V6 e sou "obrigado" a colocar as do modelo mais simples, por serem INFINITAMENTE mais bonitas…

  • danielrava

    Sem dúvida um excelente carro!!!

    • offspringbnc

      E tem gente que compra Sonata de 4 cil a 114 mil reais… Fusion é tudo de bom! A FWD V6, de 91K na CSS, é uma opção a ser considerada.

      • danielrava

        Realmente eu não me conformo com o preço desse Sonata…..

  • gutobridi

    Um otimo carro, mais não se compara em custo/benefício ao AZERA V6, apesar do seu design ser mais esportivo a diferença ainda é grande..

    • http://autoprojecoes.blogspot.com/ Guilherme

      É, mas se levado em conta que o Azera é FWD, e que o Fusion 3.0 V6 FWD custa R$93.000, a diferença não é tão grande…

      • Ricardo

        O preço oficial do Azera começa em 83k. Mas isso não quer dizer que o preço praticado seja este.

        Hoje em dia, não é difícil encontrar um modelo "básico" (nem tão básico como possa parecer) por 70k.

        Portanto, a diferença salta para mais de 20k, o que é uma senhora diferença que sem dúvidas faz a diferença na hora da compra.

        • Gi1709

          Pena que na nova geração vão meter a faca, acho o Azera atual um carro tão bom e competitivo na faixa de preço em que atua. É a melhor opção naquela faixa.

  • maiamachadoch

    a diferença de preço da versão com tração dianteira não é muito grande, de 94 para 103?!?!? se considerarmos que alguma concessionária pode ter a versão com tração traseira encalhada, baixa o preço e pode sair até por menos de 100mil

    • Romulo_Max

      Pesquisando bem é possivel encontrar com preços bem abaixo do preço de tabela, até uns 10mil mais em conta.
      Ontem um amigo aqui do trabalho estava fazendo uma pesquisa de preço pra vendas para pessoa juridica, o Fusion 2.5 + teto solar estava à 74mil e o 3.0 AWD + teto solar 91mil. Achamos um desconto bem fraco, mas…
      PS. Ele acabou optando por um C4 Pallas completo que custava 75mil e saiu por 56mil para P.J.

      • maiamachadoch

        eu não compraria, a desvalorização vai faze-lo arrepender no futuro

        • jnasser

          o Pallas é medio ou grande?

          • http://autoprojecoes.blogspot.com/ Guilherme

            Sedã médio.

        • _RaG_

          Concordo. O Ponto negativo desse carro é a desvalorização.

      • Armando_Perez

        tá ai um carro que eu não compraria C4 Pallas,
        Acho lindo (mas design cansando)
        ótima tecnologia embarcada, conveniencia, conforto entre outras qualidades,
        mas pela caixa totalmente defasada (aut.) e pelo alto indice de problemas apresentados, eu passo ele.. hehehe
        mas o desconto foi bom.

        • Romulo_Max

          Eu tbm não compraria, especialmente por causa do conjunto motor-câmbio automatico (4 marchas) – peso pesado que ele é. Esperaria e compraria um Fluence ou 408 (qnd ganhar o 1.6 turbo e câmbio de 6 marchas).
          A lista de itens de conforto e segurança do carro, o espaço interno (família crescendo: bebê à caminho) e esse desconto acabou pesando na escolha dele.

          • maiamachadoch

            e ainda tem o valor das revisões da Citroen, conheço uma pessoa que foi levar o C3 para a revisão de 10.000 (se não me engano) e largou lá quase R$ 500,00

  • Armando_Perez

    ótimo carro, mas a ford está com um ótimo produto na mão e não está sabendo usar,
    pois o consumidor desse carro é "menos" desinformado, ele pesquisa, fuça e sabe que esse preço do V6, não é digno para ele, pois sabemos que ele não paga o I.I e temos a opção do azera, que repassa as pessoas uma categoria acima desse com preço inferior,
    em vez de ela trazer essa versão V6 FWD, ela deveria era baixar os preços do V6 AWD, pois todos nós sabemos que ela tem uma ENORME gordura para queimar nesse carro…
    Quando vi o azera, passou pela minha cabeça esse carro, mas dai venho aquela questão.
    Menos por mais, preferi Mais por menos. a única coisa que me balançou nesse carro é o design mais agressivo e a tração nas 4.

  • Felipe Moreira

    Duas semanas atras me ofereceram ele por 94 mil, se eu tivesse grana pegava facil, fiz o test drive e achei o carro fantastico e o motor então nem se fala….

    Sem duvidas é o melhor custo x beneficio atual

    Azera é horrivel demais, o Fusion tem muito mais presença, fora o AWD que faz toda a diferença e suspensão independente nas 4 rodas.

  • akaju

    "Consumo – O modelo testado obteve média de 6,5 km/l com gasolina, número dentro do esperado para um sedã médio-grande empurrado por um motor V6. Nota 6."

    Se está dentro do esperado, por quê uma nota tão baixa?

    • jttrainer

      e esperado ter um consumo desse, mas isso nao significa necessariamente que isso eh bom, pq acho que a maioria sabe q ele faz 10/11 la fora, pq aki temos o nosso combustivel super limpo…

      poucos carros hoje n tem um bom consumo e a maioria dos bons, nao sao frexiveis

  • MeekeeB

    Sendo sincero, acho que essas avaliações da Autopress estão muito furadas. Todos os carros acabam saindo com a mesma nota! Apesar da matéria ser bem escrita, deveriam rever esse sistema.

  • CanalhaRS

    O Fusion é um excelente produto, mas confesso que 103 mil pilas assustam. Ainda mais com Azera custando menos.
    A Ford tá querendo se fazer de dificil, poderia baixar para uns 90 mil tranquilamente. Até porque em dois anos o fusion 2.5 saltou de 72 para 83 mil, um absurdo.

    • Miguel Osterroht

      Esse é o preço de tabela, tem gente conseguindo por 90 e pouco….

  • BrunoMulsane

    O fusion é mais bonito que o azera. Compensa a diferença de preço. Alem de ser ford.

    • philippesx

      pretendo trocar de carro agora e poderia comprar um azera 0km mas prefiro um fusion 2.5 simplesmente pelo fato do fusion ser mais bonito meu pai ta querendo comprar um azera só que ta dificil na cor preto

  • granrs78

    Excelente carro!! Uma pena que a Ford salgou o preço de um carro que não paga imposto de importação, que com certeza poderia estar fazendo mais estrago na concorrencia. Azera agradece!

  • lndnfsu2

    esse é um carro que me deixaria na duvida entre ele e o Azera se eu tivesse 75.000 no bolso

    tambem prefiro a roda do 2.5

    • Sedici

      Mesmo a roda do 2.5 sendo mais bonita que a do 3.0, ainda nao casa tao bem com o carro como a roda do antigo modelo 2.3
      Parece que a roda é pequena para o tamanho do carro, impressão que eu nao tinha no modelo anterior.

  • Rochahofman

    bonitão demais!

  • CharlesAle

    Meu,esqueçam o azera,comprar um carro que é igual liquidação de roupa de inverno não dá,pois o novo já está ai,o fusion tem mais berço,ford tem muita tradição em carros de luxo,além da ótima noticia de não ficar na mão da caoa,e o fusion tem uma ótima revenda(pois geralmente ninguém gosta de coreano usado,de mecânica carissima então!!!!).

  • Felipe00Reis

    A Ford limita o Fusion à 180kh/h? oxi…
    um motorzão desse pra num poder passar de 180? se eu quisesse ir só até 180 comprava um carro 2.0.
    mesmo q não seja permitida a velocidade, mais pelo menos deixasse o carro livre de limites.
    ODEIO LIMITES….

    • worldliner

      Por causa de pessoas como você é que acontece tanta C*GADA nas rodovias.

      • Cil

        Deixa… no último final de semana morreu um engraçadinho na BR-101 aqui em Sergipe… "porque não gostava de limites".

        No caso dele, ele não respeitou a faixa que LIMITAVA o local de ultrapassagem. Infelizmente, sofrem aqueles que ficam pra trás: familiares, amigos, filhos, etc.

    • Claymore

      Me diz onde é que tu consegue passar de 180 km/h com segurança? Acima de 120 é apenas para ultrapassagens e garanto, não há aviões transitando em nossas estradas.

  • Cil

    Vamos combinar que a versão 2.5 vende muito porque já é completa de um tudo… as diferenças dela para o V6 são perfumaria… pelo menos para mim.

    Em termos de sedãs grandes, eu pelo menos já sei o que faria com os 75 mil que eu DARIA…. "estivesse babando aquela gosma branca"… eheheeheheheheheheeh… em um Corolla.

  • Jose Carlos

    Minha duvida é, o limitador de velocidade em 180 por motivos de segurança é porque o carro é instavel acima disso ou porque a mecanica não vai suportar velocidades maiores, eu adoro este carro mas não consigo trocar meu Vectra que anda acima de 200, por um carrão V6 que se arrasta por aí!

  • carlos

    Comprar um v6 e comer poeira de hilux e sw4? Não dá.

    • Arthur Ramos

      remapeamento eletronico resolve isso, 500 reais vc consegue fazer seu fusion 3.0 chegar aos seus 230 sorrindo e sem dificuldades

  • Gilberto Galves

    Estou com o carro que sempre sonhei;;Fusion V6 – AWD….é tudo de bom…Um torpedo e com velocidade moderada faz seus 11Km/l…quem precisa de mais?

  • Fabricio

    Aonde a Ford estava com a cabeça, fabricar um carro dessa magnitude, V6 com 240 cv de potencia, e no final das contas limitar a velocidade do carro em 180 km h… fala serio! q decepção!
    Vou de Omega 3.6 2009 – velocidade limitada em 229 km h. Ai sim!

  • Arthur Ramos

    Estou satisfeito com o desempenho do carro , tenho 19 ano e fiz o test drive no 2.5 e no 3.0 , ganharei um 3.0 em poucos dias, é um carro espetacular , acabamento impecavel , e funçoes exageradas ( ate nos minimos detalhes, e quem nao gosta de um conforto exagerado ???) o consumo dele é fantastico para um 3.0 , faz de 6 a 8 km na cidade e na estrada pode chegar a 11 a 12 km, os bancos parecem que te abraçam quando voce fica em frente o volante, o volante tem pegadas boas e um comando eletronico fantasico, e simplesmente oque eu mais amei, foi o sistema sync com 12 auto falantes !!!!! qualidade do som é igual a qualidade de um home que voce tem na sua casa, ou ate um pouco melhor !! tem toda autonomia ao fazer curvas ( mesmo se o controle de estabilidade estiver desligado) é um carro totalmente equilibrado, maaaas como tudo tem seus pros e contras, o fusion ele é bem grande e dificil de dar ré … nao é em qualquer lugar que vc vai estacionar , a visao da traseira é meia complicada comparando em relaçao a outros carros, o motor dele ja vem com torque puxado, isso é bom pq vc pode pisar e ele responde na mesma hora , maaaas como o torque ja esta puxado, o consumo é bem maior , ele tambem costuma ir muito para oficina , e os preços sao de assustar qualquer um … cambio … é algo que merece atençao , porque o cambio do fusion é otimo mas fragil … muito fragil … alguns modelos do fusion sairam com problemas no cambio sem chance de recal … vale a pena observar e comparar , pesquise muito bem antes, vc pode estar apaixonado pelo carro, mas ele tambem pode te dar prejuizo … olhei bem o meu, olhei muito bem mesmo, e o meu esta impecavel, agora é só aproveitar ! ;D

    • Alexandre

      Puxa Arthur, agora vc me assustou..pois acabo de comprar um Fusion 3.0 V6 11/12 que está com 26.000km e vc diz que o câmbio é frágil??? como vou saber se dará problemas?? adoro o Fusion…tinha um 2.3 16V 07/08 e agora realizei meu sonho de pegar o V6 Branco Pérola…

  • Diego

    Olá pessoal tenho um fusion v6 Awd a um ano e tirei o limitador de velocidade e chego aos 230 com facilidade o velocímetro dele marca ate 200 aí eu vejo no gps e ta 230 poucos carros consegue andar comigo .antes eu tinha um fusion 2.3 e eu já achava ele com desempenho bom mas o v6 e ótimo nunca deu problema no cambio com dizen porei