*Featured Avaliações Nissan Pickups

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

A Nissan parece ter ouvido bem os apontamentos negativos sobre a nova geração da picape Frontier e, na mudança de produção para a Argentina, decidiu corrigir algumas coisas. O resultado é que a picape melhorou. Em parte…


Agora feita em Córdoba, norte do país vizinho, a Frontier 2019 chega com mais versões, como no passado, resgatando inclusive a opção Attack, que foi a oferecida para avaliação do NA. Entretanto, a picape média não ficou apenas na maior oferta ao mercado.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Mudanças foram adicionadas em várias áreas e chegaram até o motor 2.3 dCi, que agora tem versão mais fraca: 160 cavalos para Frontier S, que é a opção de acesso, voltada mais para trabalho e frotistas. Mas aqui, a Frontier Attack 4×4 mantém os 190 cavalos e o câmbio automático de sete marchas.


Por R$ 153.590, a Frontier Attack 2019 aposta num visual personalizado e atraente, assim como em acessórios, mas com conteúdo mediano. Ausências sentidas e um “susto” no painel marcam essa opção. Vale a pena? Vamos ver.

Por fora…

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Com frente expressiva, a Frontier Attack 2019 tem faróis com máscara negra, grade e molduras nos para-choques em preto brilhante e barra de impulsão sob o para-choque.

O capô tem faixas em grafite nas laterais e no centro, mesma tonalidade das rodas de liga leve aro 16. Faixas decorativas e as descrições básicas da versão são bem visíveis nas laterais.

Os retrovisores sem pintura tem aspecto simples, enquanto maçanetas e colunas tem visual parecido. Mesmo assim, a Frontier Attack vem com barras no teto, estribos laterais e santantônio personalizado.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Atrás, para-choque em preto brilhante e lanternas claras. É importante notar que a caçamba não tem nenhum revestimento protetor interno, com a caçamba totalmente exposta, assim como não há capota marítima. Em uma proposta de carro personalizado, tais itens ausentes são notados negativamente.

O para-choque continua alto e sem degrau, não facilitando o acesso com tampa fechada. As laterais da mesma forma com a tampa aberta, não permitem acessibilidade facilitada para o manuseio de cargas com a tampa abaixada.

Por dentro…

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Olhando no interior, parece que nada mudou. Entretanto, pode-se notar o banco do motorista (do passageiro também) mais alto. Não é muito envolvente, mas o tecido é macio. Agora todos tem a tal “gravidade zero”.

Deu para notar o encosto traseiro menos inclinado, melhor em viagens. O painel continua bom de visibilidade e tem display digital e colorido, com um computador de bordo completo. A multimídia com tela de 8 polegadas tem sistemas Google Android Auto (e Apple Car Play) e ajuda muito no uso de Maps e Waze.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

A câmera de ré também contribui, assim como os porta-copos retráteis no painel, sem contar os que ficam entre os bancos dianteiros. O que não contribuiu mesmo foi a ausência de piloto automático, um erro grave numa picape desse preço e com câmbio automático. Trata-se de um item que garante conforto em viagens e na economia.

O acabamento interno é bem simples e as portas lembram os humildes March, Versa e Kicks. Entretanto, a Frontier Attack tem bom espaço interno, luzes de leitura em LED, mais porta-copos e garrafas nas portas dianteiras, difusor de ar no banco traseiro e até apoio de braço central para quem vai atrás, este com dois porta-copos.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Tem 2 USB e Bluetooth, além de comandos de mídia, telefonia e computador de bordo no volante, que tem ajuste em altura. Apenas o vidro do motorista tem função one touch e a versão Attack tem somente chave canivete com alarme.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Boa parte das mudanças ficou na parte mecânica. O propulsor continua sendo o mesmo 2.3 biturbo diesel de 190 cavalos a 3.750 rpm e 45,9 kgfm a 1.500 rpm. Também não mudou o fato de o mesmo gostar de rotações elevadas.

O propulsor é o mesmo que equipa a Mercedes-Benz Classe X e a Renault Alaskan, assim como a van Master, embora esta com potência e torque menores.

Ele continua falando alto quando exigido de forma moderada, o que gera um nível de ruído ruim no habitáculo, mesmo tendo sido atenuado com o isolamento acústico atualizado na linha 2019. Ainda dá para perceber o ronco alto, só que agora não incomoda tanto.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

No desempenho, a Frontier Attack 2019 continua a mesma. Tem boa saída com o câmbio automático de sete marchas, de origem Mercedes-Benz. As mudanças são suaves e a caixa tem relações até que adequadas para esse motor “pequeno”, mas poderiam ter relações mais longas nas marchas mais altas.

A cavalaria e o torque em baixa ajudam nas arrancadas e a retomada é satisfatória. Em cruzeiro, continua girando a 2.000 rpm em 110 km/h. Como já dito acima, podia ser mais longa a sétima para cair a uns 1.600 ou 1.700 rpm, garantindo mais conforto e economia na rodovia.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Aliás, nessa parte a Frontier Attack 2019 assustou um pouco. Na estrada, o consumo ficou em fracos 11,6 km/l contra 13,5 km/l, verificados na mexicana. Na cidade, caiu de 8,9 para 8,5 km/l. O que mudou? As alterações feitas não deveriam interferir nessa parte. O peso aumentou em 90 kg, o que não deveria impactar tanto.

A Frontier 2019 acabou devendo em economia, o que surpreendeu negativamente. Ainda assim, melhorou no comportamento geral. Antes, a frente era macia demais e saía nas curvas mais fechadas. Também pulava bastante. Agora, mais firme, gera conforto e neutralidade.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

O mesmo em relação à direção hidráulica, que ficou também mais na mão e dando aquela firmeza que se deve em velocidade. Ela tem uma boa resposta ao volante.

Os freios respondem melhor com a atualização e sem tendência de instabilidade em frenagens fortes. Existem controles de tração, estabilidade e saída, assim como assistente de descida e airbag duplo. Na segurança, a picape ainda vem com Isofix e cintos completos.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Já na suspensão traseira, não há o que falar: é a melhor do segmento de picapes no Brasil. Pula menos e não faz a picape sair de traseira. O motivo é que o conjunto não é originalmente feito para picapes, mas para utilitários esportivos.

Trocando feixe de molas semielípticas por helicoidais, assim como com eixo rígido com cinco braços em cada roda, a suspensão traseira da Frontier 2019 é um caso à parte no segmento.

Como se sabe, seu curso é bem maior que o convencional, fazendo com que as rodas fiquem mais tempo no solo, em caso de condução no fora de estrada.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

Até mesmo o famoso “pêndulo”, visto em picapes quando em terreno com grandes valas, dificilmente aparece, dada o curso superior de cada roda. Ela também permite uma estabilidade dinâmica superior e sem afetar a capacidade de carga, que é de 1.040 kg (10 kg a menos que a LE mexicana).

O sistema de tração 4×4 apresenta um ruído quando engatado, mas não alterou sua eficiência, sendo alterado por botão prático no painel e com opções 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida, sendo o diferencial traseiro com bloqueio eletrônico.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

A Frontier 2019 também mantém o sistema de regeneração do filtro de partículas do diesel, bastando o condutor acionar um botão para que a limpeza seja feita de forma automática.

O custo de manutenção cai nesse caso, visto que o serviço geralmente não sai barato nos revendedores. O filtro de partículas fica sempre depois do catalisador.

De forma geral, a condução da Frontier 2019 melhorou no que precisava, ficando mais adequada ao Brasil. Pena que o consumo estranhamente tenha aumentado.

Por você…

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

A Frontier Attack 2019 é bem-vinda ao lineup da Nissan, visto que só as duas versões anteriores deixavam a picape bem sem graça, num mercado que gosta muito de personalização. Ficou devendo em acessórios, outro ponto da proposta.

Visualmente agrada, embora correção no para-choque para facilitar o acesso seja desejável. No conteúdo interno, sente-se mais a falta de piloto automático, que dá conforto em viagens longas, algo que muitos donos de Frontier fazem rotineiramente.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

O motor 2.3 biturbinado tem bom desempenho, só não agrada no ronco alto, mas como é menor que os rivais, têm que compensar com giro mais elevado. Câmbio e sistema de tração 4×4 atendem, assim como espaço e capacidade da caçamba.

Para quem gosta de um visual descolado e uma picape com bom espaço e conforto, a Nissan Frontier Attack 2019 atende. Boa dirigibilidade e conectividade são outros pontos bons.

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim

No entanto, para usos mais severos, a Chevrolet S10 LT 2.8 AT é superior, embora seu preço (R$ 166.690) também o seja… A Toyota Hilux SR 2.8 AT 4×4 custa R$ 161.560 e é mais equipada, mas esteticamente menos apelativa.

Vale a pena? Pela proposta, mais focada no lazer, não faz feio e ainda leva a vantagem da dirigibilidade melhor. Merece um test drive para conhecer um pouco mais do produto antes de fechar a compra.

Medidas e números…

Ficha Técnica da Nissan Frontier Attack AT 4×4 2019

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, biturbo, diesel

Cilindrada – 2.298 cm³

Potência – 190 cv a 3.750 rpm

Torque – 45,9 kgfm a 1.500 rpm

Transmissão – Automática de sete marchas com mudanças na alavanca

Tração – 4×2, 4×4 e 4×4 com redução e bloqueio do diferencial traseiro

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 11,3 segundos

Velocidade máxima – 180 km/h

Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm

Consumo urbano – 11,6 km/litro

Consumo rodoviário – 8,5 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – Braços duplos/Traseira – Five link

Hidráulica

Freios

Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 16 com pneus 255/70 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 5.264 mm

Largura – 1.850 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.826 mm

Entre eixos – 3.150 mm

Peso em ordem de marcha – 2.075 kg

Tanque – 80 litros

Capacidade de carga – 1.040 kg

Preço: R$ 153.590 (versão avaliada)

Nissan Frontier Attack AT 4×4 2019 – Galeria de fotos

Avaliação: Nissan Frontier 2019 melhora com ajustes, consumo é ruim
Nota média 3.7 de 3 votos

  • Domenico Monteleone

    Como estragar um carro bonito com adesivos e acessórios de gosto duvidoso…

    • Ronaldo Santos

      Tem coisa pior Hilux GR sport kkkkkk só com as listras vc anda uns 5 Km , a mais de velocidade final , e aumento valor de revenda em 100 mil !

  • Leo

    Meu Deus Nissan… pra que fazer isso com o carro?
    Acho que se mandar pra página “Carros de Baiano” eles postam.

    • Mauricio Almeida

      tome no cu idiota vem pra bahia toma pau

  • Ueldes Damasceno

    Acabamento bem ruim, os botões no meu fogão são mais bonitos que esses botões do ar condicionado da Frontier.

    • MonHoe

      Um carro desse valor com ar condicionado manual, nem a Toyota que é sovina fez isso com a Hilux SRV

      • Ueldes Damasceno

        Era só que faltava. Um carro custando mais de 100k com esses botões de fogão.

  • Good Doctor

    A Hilux na revenda não tem igual, o que faz não compensar essa aí…
    Ou compra a Ranger 2.2 por 115 mil ou compra uma Hilux se for pagar caro

  • Marcus Vinicius

    Essa picape usa o mesmo motor da van Master da marca francesa o dCi a diesel , só que o da Van só têm 130 CV de potência !

  • El Gato!

    160 cavalos para a versão destinada ao trabalho e frotistas. E 190 cavalos para a versão dos agroboys irem para o shopping. Boa, Nissan. Parabéns aos envolvidos.

  • Fanjos

    Picape aqui no Br ou é para trabalho/ transporte de carga ou leseira mental

    • George Sousa

      E para lazer ?? Tipo um cara que gosta de trilhas, ou de motocross, e leva as tralhas na caçamba, ou algo do tipo… Também não seria esse o caso ?

      • Fanjos

        Incluso no uso da caçamba,, aqueles caras que modificam a picape inteira para fazer trilha tb não precisa dizer que está no uso correto

        • George Sousa

          Entendido. Creio que a maioria dos comentaristas residam em grandes cidades. No interior , as picapes não são problemas, já que há bastante espaço para estacionar por exemplo; por outro lado as vias são horríveis, há ainda ( é! Elas ainda existem ) muitas estradas de terra… Acho que as picapes tem sim uma proposta útil no interior. Hoje fui ao Recife, e tem que ser um bom motorista para estacionar um carro como o meu ( um Polo MSI ). Aí sim, uma picape se torna inviável, principalmente se não for uma coisa eventual, mas diária. Não as teria nessas circunstâncias , mas no interior não vejo problema .

          PS. Não tenho picapes, apenas acho que a maioria das críticas em relacao ao fato de possui-las só se aplicam no caso de morar – se nos grandes centros.

          • T1000

            Em Recife picape é útil nas enchentes que seu polo não passaria. Fora a quantidade de valetas buracos e ruas de terra nessa cidade. O tamanho ajuda no trânsito, pois ocupa 2 faixas então ninguém te fecha e empaca na sua frente. Diria que pickup é sobrevivência aí.

    • Leonardo Silvano

      Rapaz, não pense por extremos. Eu paguei na minha ranger diesel o preço de um compass de entrada a gasolina. O compass é melhor? Pra mim não é. A ranger consome metade do que ele consome, considerando que o diesel é mais barato e ela faz 9km/l contra 6 do compass, tem todos os ítens de segurança do compass, é tão confortável quanto e ainda tem caçamba. Leseira mental? Tem alguns lesados que fazem graça de picape, mas pra mim foi excelente.

      • todosal

        amigo, qual valor voce pegou? tirou como produtor rural ou algo assim pra ter desconto? sou produtor rural e to olhando alguns veiculos com desconto…

        • Leonardo Silvano

          Peguei uma 4×2 manual xls, nem tem mais esse modelo. Acho que era uma desova da ford. Paguei 108 nela. Não sou produtor rural nem nada. Olha no webmotors, tem algumas concessionárias com belos descontos, inclusive para as xls 4×4 automáticas.

          • todosal

            obrigado amigo! estou dando uma olhada sim! grato

      • George Sousa

        A próxima geração das picapes médias será para mim o ápice do segmento em relação ao conforto. Com certeza melhorarão o conforto principalmente no banco traseiro, além de um acabamento mais refinado, e nesse contexto acho que será de fato um único carro para tudo, seja lazer , trabalho ou dia a dia…

        PS 2: embora se fale no desconforto do banco traseiro, acho que no caso das picapes americanas ( S10 e ranger ) o banco traseiro já traz mais conforto que de hatches médios. O próximo passo é equiparar-se ou chegar perto dos sedãs médios .

    • MKB

      E o cidadão que compra pickup porque gosta de pickup? Gosta do design, gosta do motor diesel, gosta do conceito rústico de carroceria sobre chassis? O que é?

      • Fanjos

        Para quem mora no interior e espaço não é problema … Ok
        Aqui em SP onde comem as vagas nos estacionamentos e amassam as portas dos carros ao lado porque o de carro dele não cabe na vaga… Não ok

        • MKB

          Isso é falta de educação. Não é justo julgar todo dono de pickup por isso. O mal educado faria esse tipo de coisa até em um Up.

        • Sergio c

          Cada um compra o que quiser com seu dinheiro, ou quem compra camionetes pede dinheiro emprestado p vc??????????????????????????????? Mania de brasileiro fofoquiar nas coisas dos outros….., omo dizem, se cada um cuidasse de seu rabo…………………..

        • T1000

          Principalmente esses somos de pickups velhas q parecem lasanha

  • Sergio c

    Hum, comprei uma Atacck 11/12 4×4 manual 6M, cor branca, no final de 2011, com o desconto no CPF, de 104k veio p 89.894k. Fiquei cinco anos com ela, 100000km, zero problemas. Mas nunca pagaria 155k por essa Attack, sem alguns acessórios, sem ar digital, pneus 16 e rodas da antiga…enfim, e esses adesivos, afff, pelo tamanho do 4X4 parece que só essa camionete é 4×4 kkkkkkkk. tá loco. E olha que na antiga, fiquei puto pq não colocaram em baixo do adesivo Attack um 4×4 menorzinho, sendo que muitos colocavam aquele adesivo da LE, 4X4 OFF ROAD. Agora me poem um que quase pega meia caçamba…vai entender os loco……

  • Abdallah

    Acho que a nissan deve d ter um custo muito elevado para colocar um simples piloto automatico.

    • Edson Fernandes

      Parafraseando a CAOA: Deve ser o melhor piloto automatico do mundo! E o Sentra possui. (não gostei muito do esquema dele para lhe ser sincero)

      Mas é bizarro que os carros da fabricante fiquem abrindo mão de um sistema super difundido no mercado.

    • Ailton

      Economia porca mesmo!!

  • Augusto

    Eu gostei! Principalmente da parte da suspensão, se de fato for igual a reportagem está falando!!! Pq ninguém suporta caminhonete no fora de estrada! Mto desconfortável, às vezes oferecendo pouca segurança no que diz respeito a parte de suspensão!

  • oloko

    Bem mais ou menos esses adesivos e o interior, pelo menos nas fotos, me parece muito simples, tanto os botões quanto o acabamento das portas. Fora que poderiam ter colocado um ac digital né? Já não é mais um item de luxo

    • Cebobina

      150k mas o painel lembra a textura do Mille, porém com um tablet no meio. Semi lamentável.

  • Zé Mundico

    Sinceramente, era melhor oferecer esses decalques como acessórios ou opcionais. Parece carro de porta de vaquejada……rsrsrsrss

  • Elizangela Oliveira

    Difícil de entender uma versão que é pra ser diferenciada vir apenas com adesivos a mais! Faltam itens pra lá de básicos! A lanterna do segmento continuará nas mão da Nissan.

  • Alvarenga

    Aquele sub parachoque dianteiro de impulsão é bem esquisito.

  • Edson Fernandes

    Ainda que seja um carro voltado ao off road, custava receber um ou dois itens que são interessantes nesse perfil?

    Coisa muito esquisita.

    Eu como seria um tipico agroboy, iria preferir mais itens de série e um carro com rodar de automovel. Esse modelo pelas faltas seria o motivo por preferir um rival como a Ranger.

    • Oliveira

      eu iria de Amarok.. ok, é mais cara, mas que pick-up incrível.. emoção ganha da razão.. haha

  • Aristarco Pederneiras

    A ausência da capota marítima poderia ter influenciado no consumo ruim?

  • Oliveira

    Frontier parece que parou no tempo.. design cansado..

  • Vitor C

    O acabamento dessas pickups são terríveis, já andei em muitas com montagem e materiais do nível de muito carro de entrada, a melhorzinha é a Toro.

    • Hodney Fortuna

      Tem que ter um acabamento melhor mesmo porque em situações que precise da tração, ela vai muitas vezes passar vergonha!

  • Allifen Marques

    Vixe, até um Fiat 500 tem piloto automático

    • Cesar

      Até o Sandero manual tem.

    • cepereira2006

      O Agile que o meu irmão tinha na década passada tinha piloto automático.

  • Natanael Garcia

    que gracinha, ele tem sobrancelhas

  • Diego Walisson

    Desculpem a pergunta ultra atrasada, mas porque não publicam mais reviews no canal do youtube? Eu acompanhava todas lá em meados de 2013….

  • newuserandhiscrew 22

    Uma pena a questão do consumo. Por isso todo mundo esta trocando as medias pela Toro.

  • Lucas

    Em 6 meses as concessionárias estarão desovando essa versão por 125 mil.

  • Gabriel Molina Pinheiro

    Essa picape tem uma cara de xing ling. Considero A S-10 e Ranger melhores no quesito qualidade, tanto externo quanto no acabamento interno. E o que são essas rodas da geração anterior? Faltou criatividade para um novo desenho?

  • Henrique Guedes da Silva

    Não curto desenho das pick-ups japonesas nenhuma

  • Hodney Fortuna

    Gosto dos produtos da Nissan. Eu iria tranquilo nessa opção de pick-ups. Menos tecnologia exagerada embargada, menos problemas, ainda que eu curta demais equipamentos de série com bastante tecnologia como é o caso da Ranger Limited que é a minha preferida de todas a venda no Brasil.

  • Jeremias Flores

    essa roda de 2011 é pra matar.

    sem falar nos adesivos de extremo mal gosto.

    essa é mais do que #ptsembater é #ptdefabrica

  • Julio Magalhaes

    Realmente mataram um carrão. Nesse seguimento não tem concorrente para Ford Ranger e GM S10.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email