*Featured Avaliações Crossovers Lançamentos Volkswagen

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

O Volkswagen T-Cross em sua versão Highline foge um pouco da proposta, por conta de seu conjunto mecânico muito superior. No entanto, existe uma opção que se encaixa perfeitamente ao conjunto oferecido e isso se traduz no 200 TSI.


Tanto em sua forma manual quanto na automática, o T-Cross 200 TSI tem o desempenho e a eficiência esperada para um crossover de seu porte e missão, que é a de ser um intermediário entre os compactos comuns (logo mais o T-Sport) e o futuro Tarek.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Na versão Comfortline, o T-Cross 200 TSI apresenta seu pacote mais completo, tendo preço sugerido de R$ 99.990. É um preço bem alto, mas atualmente a maioria dos utilitários esportivos de mesma proposta circula nessa mesma faixa de preço e, em alguns casos, com desempenho inferior.


A cereja do bolo, nesse caso do T-Cross 200 TSI é o motor 1.0 TSI de até 128 cavalos, dimensionado perfeitamente para atender as necessidades deste pequeno SUV compacto, que agora começa a ser distribuído no mercado nacional.

Por fora…

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

O Volkswagen T-Cross é um SUV que parece maior do que realmente é. Com a mesma largura de um Polo, ele é mais altinho e volumoso, tendo um desenho geral bem equilibrado, chamando ainda atenção para seu entre-eixos generoso, os mesmos 2,65 m do Virtus.

A frente alta tem uma aparência robusta, especialmente em relação ao para-choque. Este chama atenção pelos faróis de neblina com LEDs diurnos, sempre acesos com a partida ligada. As grossas colunas C reforçam a aparência robusta, enquanto as lanternas em LED unidas dão um ar de certa forma sofisticado ao produto.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Outro ponto de destaque do T-Cross são as rodas aro 17 polegadas com acabamento cinza. No teto, barras longitudinais e antena simples. Proteções plásticas nas saias de rodas e base das laterais completam o bom conjunto exterior.

Por dentro…

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

O ambiente do T-Cross nessa versão Comfortline com pacote Design View (R$ 1.950) adiciona um visual mais elaborado com bancos em couro e cor marrom. No entanto, a opção de acabamento branco visto anteriormente no lançamento, parece melhor. Ainda assim, não é ruim.

Como já visto o T-Cross – assim como Polo e Virtus – apostam numa estratégia de concentrar atenção na tecnologia de bordo em contraste com o acabamento bem simplificado, que é motivo de reclamações de muitos. Se no 200 TSI manual o habitáculo é muito simples, neste não fica muito longe.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Textura diferenciada no painel, assim como a tonalidade marrom destacada neste, no console e nas portas dianteiras, ajuda a camuflar o baixo custo e a profusão de plásticos duros no restante do ambiente. Infelizmente isso é visto até no Novo Jetta, onde a impressão é ainda mais gritante.

Se não tem Active Info Display, pelo menos dispõe da multimídia Discover Media, que com o pacote Exclusive & Interactive (R$ 3.950), vem até com navegador nativo. Obviamente, os melhores são os apps Waze e Google Maps, através do Android Auto ou Car Play.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

O suporte de celular poderia ser trocado por um slot mais abaixo. O ar-condicionado automático é bom, mas um dual zone compensaria mais o preço.

Diferente de alguns, no entanto, o T-Cross 200 TSI tem difusores de ar na traseira (apenas no automático), dando mais conforto aos ocupantes, que já desfrutam de bom espaço para as pernas, uma contribuição da base longa.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

O banco traseiro tem inclinação apenas boa, mas fica pior com o ajuste para se conseguir 420 litros no bagageiro (são 373 regularmente) e ainda não se pode usar Isofix no caso da cadeirinha.

Na frente, a posição de dirigir é correta e com múltiplos ajustes, assim como os bancos apresentam conforto condizente. O T-Cross 200 TSI Comfortline tem um aspecto interno adequado, embora falte mais atenção por conta da enorme quantidade de superfícies duras e opacas.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Se o T-Cross 250 TSI tem mais tempero, o 200 TSI é a medida acertada. Não que um propulsor maior e mais potente seja ruim, porém, o comportamento do crossover não é o ideal naquele conjunto. Contudo, neste Comfortline, as respostas são mais equilibradas e esperadas.

O pequeno propulsor EA211 de três cilindros com turbocompressor e injeção direta se mostra bem-casado com o câmbio automático Tiptronic de seis marchas, mas poderia este ser um DSG de dupla embreagem, evitando trancos indesejáveis e com respostas muito mais ágeis.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Como essa é a realidade, então o negócio é se conformar e aproveitar o que se oferece. Com 116 cavalos na gasolina e 128 cavalos no etanol, ambos a 5.500 rpm, o T-Cross 200 TSI Comfortline atua bem acima de 1.500 rpm, atendendo bem aos comandos do motorista.

É possível subir de giro rapidamente e chegar aos 6.500 rpm com facilidade, mas o uso mais adequado é na faixa dos 2.000 rpm, onde ele se encontra mais à vontade. Com o pacote Exclusive & Interactive, vem o seletor de modos de condução, um bom adicional para este SUV turbinado.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Mesmo no modo Eco, o 1.0 TSI ainda exibe força suficiente para ser melhor que um aspirado 1.5 ou 1.6, por exemplo.

As respostas atenuadas para se obter menor consumo são suficientes para a condução no dia a dia, sem pretensões esportivas. O excelente torque de 20,4 kgfm a 2.000 rpm atende bem em regimes baixos.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

No modo Normal, o T-Cross 200 TSI roda muito bem, sempre com energia disponível para retomadas bem espertas e ultrapassagens sem sofrimento. Mesmo com 1.252 kg, o pequenino 1.0 TSI parece sobrar a bordo do crossover.

Claro, ele não chegará perto do 250 TSI em performance, mas para o cliente dessa categoria de veículo, a esportividade é apenas uma adição que muitos nem utilizarão. Contudo, quem quiser andar mais forte terá ainda duas opções.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Além da Individual, pode-se optar pelo modo Sport, onde as reações de motor, câmbio e direção são realçadas, dando mais prazer ao dirigir e um acréscimo no desempenho. Isso sem contar que o próprio câmbio tem o modo Sport, com esticadas de marcha para o motorista não botar defeito.

As mudanças na alavanca ou paddle shifts também contribuem para diversão a bordo do VW T-Cross 200 TSI Comfortline, que possui uma boa dirigibilidade.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

As rodas aro 17 com pneus 205 de série 55 ajudam bem nas curvas, mas o SUVinho da Volks é dado ao conforto e o conjunto mais macio se apresenta facilmente em curvas ou desvios de direção.

O conjunto de suspensão tem boa calibragem para enfrentar ruas esburacadas e de pavimento  defeituoso, mas em trechos de terra, pode-se notar que o crossover tem aptidão é para o asfalto.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Rígido, mesmo em pêndulo, pode-se abrir e fechar as portas sem sinal algum de torção da carroceria, nem mesmo ruídos ou rangidos. Palmas para os aços de alta resistência e soldas a laser. Isso torna o conjunto melhor, leve e seguro. A direção elétrica contribui para isso, tendo resposta quase imediata.

Os freios também operam com eficiência, assim como o controle de estabilidade em curvas bem fechadas ou mudanças bruscas de trajetória. Na eficiência, conseguimos 11,5 km/l na cidade e 15,5 km/l em trecho de estrada, melhor que no 200 TSI manual, pois as relações são mais longas no Tiptronic.

Por você…

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Nessa versão Comfortline, inflada com quase R$ 6.000 de opcionais, o T-Cross 200 TSI tem uma boa quantidade de equipamentos, mas não traz itens básicos em seu preço, como retrovisor eletrocrômico, sensores de chuva e crepuscular ou aqueles de valorização, com teto solar panorâmico.

Para isso, é necessário adicionar mais R$ 4.800 e chegar à casa dos R$ 110 mil, o que já é um valor bem considerável.

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto

Se o desejo for por um Park Assist, faróis full LED, farol alto automático ou som Beats, com prejuízo no espaço do bagageiro, então o preço passa dos R$ 116 mil.

Nessa configuração, apesar das ausências citadas, o T-Cross Comfortline 200 TSI oferece adições interessantes, como os modos de condução, ar automático ou mesmo navegador nativo, fora o acabamento em couro e tonalidade diferenciada, entre outros. Até aí, ele fica bem na proposta.

Em geral, o T-Cross 200 TSI segue a cartilha do mercado com valores altos que o colocam na faixa dos sedãs médios, sendo uma alternativa altinha para as condições cada vez mais deploráveis das nossas vias, mas sem o conforto e sofisticação de um modelo médio. A escolha pode ser difícil para alguns, mas a praticidade se torna evidente no SUV.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Volkswagen T-Cross Comfortline 200 TSI 2020

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 3 em linha, turbo, flex

Cilindrada – 999 cm³

Potência – 116/128 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 20,4 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Automática de seis marchas com mudanças na alavanca e no volante

Tração – Dianteira

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 10,4 segundos (etanol)

Velocidade máxima – 184 km/h (etanol)

Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm

Consumo urbano – 11,5 km/litro

Consumo rodoviário – 15,5 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 17 com pneus 205/55 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.199 mm

Largura – 1.751 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.570 mm

Entre eixos – 2.651 mm

Peso em ordem de marcha – 1.252 kg

Tanque – 52 litros

Porta-malas – 373/420 litros

Preço: R$ 99.990 (básico) – R$ 105.890 (versão avaliada)

Volkswagen T-Cross 2020 – Galeria de fotos

Avaliação: Volkswagen T-Cross 200 TSI é o equilíbrio do SUV compacto
Nota média 3.3 de 10 votos

  • Bruno Silva

    Muito caro, embora seja bem equipado. A versão de entrada automática deveria custar no mínimo uns 5mil a menos (89.990 seria mais competitivo). As versões top encostam no Tiguan que na minha opinião é uma compra bem melhor. Sobre o carro, andou um pouco menos que o HR-V 1.8 CVT, consumo próximo, o Honda tem acabamento melhor e alguns itens diferenciados (brake hold e freio de estacionamento por botão), enquanto o T-CROSS tem 6 airbags desde a versão básica.

    • Daytona

      Não vejo ele deslanchando em vendas… 95k de entrada da pra levar:
      – Cactus THP bem completo (0-100 7,3s);
      – Renegade Spot compra-se por menos de 80k (dos 86k de tabela), mais bem acabado e mais espaço ocupantes;
      – Creta 2.0, maior e com 5 anos de garantia;
      – Captur ~80k, maior mas motor e acabamento fracos;
      – Kicks top de linha, pouco maior mais porta malas e mais completo;

      Enfim meu ponto é que cruzou a barreira de preço.
      Chegou por ultimo com bom conjunto mas preço fora para tamanho e acabamento entregues.

      Só compete em preço de verdade com HRV.

      • MauroRF

        Faltou a Eco Titanium, que na tabela caiu para 100k, mas negociando na CSS leva-se por uns 90k. Duvido que a VW vai tirar um centavo do preço de tabela neste momento. Não sei a Tracker neste momento como está de preço, não vi, mas é um player a ser considerado também.

        Da sua lista acima, eu compraria ou o Cactus ou o Creta 2.0.

        • leandro

          Eco tá cara demais pra projeto antigo e acabamento de empresa que tá se desmanchando a Tracker de entrada é oferecida a 85 aqui na minha cidade.

          • TchauQueridos

            Perto de T-Cross e HR-v Eco tá saindo com bons preços e bons descontos.
            Com um conjunto mecânico até que bem atual e eficiente.

            • leandro

              Sentei no banco de traz da eco e gostei mais do meu Civic g8 kkkk

      • leandro

        Compra Fiat Toro diesel fácil a menos de 100 e Renegade a 100 também no CNPJ ou produtor.

      • oscar.fr

        Não sei se tentei ser passado para trás pelo vendedor da Renault, mas Captur de 80 mil eu nunca vi. Me pediram 92 mil com descontos na versão topo de linha. Caro assim, acabei economizando uns 10 mil e indo no Cactus 1.6 aspirado. Não vejo sentido nesse novo Vw. Caro demais. Acho que Cactus aspirado e Renegade Sport seguem sendo mais interessantes. Oferecem bastante por um valor menos irracional.

        • Volta e meia o Captur Intense 1.6 está por R$ 80.990 nas Ofertas da Renault.

        • TchauQueridos

          Renegade perto do T-Cross parece ser um projeto bem mais elaborado e bem mais sóbrio com acabamentos nitidamente superiores.
          Pelo alta diferença de preço eu iria de Renegade mesmo com motor mais antigo.
          Eco também tem um ótimo cxb pela mecânica atualizada e preço.

    • Ricardo Blume

      A VW se aproveita ao oferecer um conjunto moderno com chassi MQB, motor TSi e com muita segurança e cobra por muito bem por tudo, fazendo isso com toda a sua linha, desde o Up!. Concordo com o que disse com relação ao preço. Ela teria, assim, muito mais motivos para preocupar a concorrência, pois a linha T-Cross é muito interessante.

      • TchauQueridos

        Com esses preços a concorrência pode ficar tranquila!

    • MonHoe

      Se fosse o 1.4 TSI por 99k seria o ideal, esse modelo ta muito for fora

  • MauroRF

    Sensores de chuva e crepuscular, espelho eletrocrômico e teto solar já deveriam estar presentes num SUV de 100 mil reais. São quase 106k e não tem esses itens. Tá caro.

    • Raimundo A.

      Tirando o espelho eletrocrômico, dispenso os outros. Ajudam a tornar caro algo que manualmente não é empecilho para quem não tem algum tipo de deficiência.

      • MauroRF

        Então, mas pelo preço cobrado, deveria ter essas coisas, ou deveria custar menos.

        • Cristiano_RJ

          A questão toda é comparar com a concorrência. O que eles oferecem que o T-Cross não oferece?

    • Tommy

      Coisas que uma mera SpaceFox já tinha faz anos e esse “SUV” que ficou no lugar dela, do Golf e da Variant não tem.

      • Cristiano_RJ

        Space Fox? Será que ela tinha câmbio automático de verdade? Não. Uma plataforma moderna, com a mesma quantidade de aços de alta e ultra alta resistência que permitiram ao T-Cross tirar 5 estrelas no Latin Ncap? Será que tinha ESP e 6 air bags? E toda a tecnologia embarcada? Não preciso nem responder né?

    • Cristiano_RJ

      Você sabia que o HR-V EXL tabelado em R$ 109 mil não vem nem com retrovisor eletrocrômico, nem com teto solar e nem com sensor de chuva? O Renegade flex tabelado em R$ 106 mil não tem nem teto solar ou até mesmo air bags laterais e de cortina de série? O Creta Prestige de 105 mil também não tem teto solar. Nem o Kicks SL de R$ 101 mil tem um motorzinho de enceradeira de apenas 114 cv, sem teto solar e faróis monoparábolas de carro popular?

      • Mas temos o Tiggo 5X por R$ 96.990, com teto panorâmico, bom porte, acabamento superior e etc. Cada marca joga com suas armas. O T-Cross teve que ser bem recheado para justificar o tamanho de hatch bombado com alto preço (Tiggo 2 e ele são iguais). Prefiro pegar o Creta Prestige, Tiggo 5X ou mesmo o Kicks do que o T-Cross.

  • alfista

    Nunca que este carro concorre com hr v creta renegade, ao vivo tem porte de 2008 , tiggo 2, cactus, so anda bem porque e leve, preco absurdo.

    • MauroRF

      Não vi de perto ainda, então não posso falar o que acho nesse quesito de tamanho. Estou curioso agora para ver o posicionamento da concorrência.

      • Peerre

        Só espero que a concorrência não ache que, mesmo caro, esse carro tá vendendo “bem” e que o deles estão baratos…
        Daqui a pouco a concorrência manda uma “prosperidade” nos preços dos seus “SUVs”…
        Se bem que, pra muito o que importa e está na “moda”!

        • Neo Neoo

          Do jeito que o mercado esta….nao duvido que em 6 meses um suv compacto como esses estara custando 110k.

          • leomix leo

            Já temos H-rv de 140, precisa esperar 6 meses não. Kkkkkk

    • Verdades sobre o mercado

      Ele só tem aparência menor (mais baixo) que os que você citou. No mais ele oferece na média mais segurança em termos de airbags e melhor relação desempenho x consumo. Perde em acabamento e tamanho do porta-malas (Exceto Renegade) e ganha em tecnologia. Se comparar em igualdade de equipamentos ele tem preços semelhantes aos concorrentes (Exceto Cactus que hoje é o melhor custo x benefício,não sei o 2008 que mais parece uma perua bombada). Mas a VW claramente errou no lançamento, deveria ter lançado as versões 1.0 TSI custando 5k menos e também menos pacotes de opcionais, além de oferecer o motor 1.4 na Confortline e lançar a Highline já com todos os itens (deixando apenas o teto solar como opcional).

    • Geruzzus Filho

      Não entendi nada. Tirando o HR-V e o 2008 (mais estreito) todos os outros citados tem o mesmo porte.

      • Ducar Carros

        Creta, Captur/Duster e Kicks são maiores que o T-Cross.

    • Geraldo Xavier

      Ou seja é um polo mais alto com preço de jetta?

    • beto

      Fui ver o carro e realmente é isso mesmo, apesar de boa mecânica passa a sensação de ser inferior à Renegade, Creta e hvr. É como se estivesse numa categoria abaixo.

  • Jefferson BC

    Esse interior é de matar, todos os carros com o mesmo interior, desde um Polo MSI até um T-cross…apenas como comparação de produto, um Fusion tem motor turbo, 35 de torque, quase 2250 cavalos, espaço enorme, interior muito melhor, segurança e custa em torno de 120 mil…NÃO estou comparando os carros, até porque são de segmentos diferentes, gostos diferentes, apenas mostrando o quanto esse carro da VWs não tem brilho pelo preço oferecido e o quão grande é a margem de lucro. Esse carro da VW tem que ter preço semelhante a um Renegade, esse é o posicionamento correto e não preço de Compass, Corolla Etios ou Fusion. Eu já vi o carro pessoalmente e não tem cara de SUV, parece um 2008 ou um Tiguan menor…não é exatamente um SUV, parece mais um crossover.

    • Annita Fingenberg

      Já vi esse carro de perto também, ele nada mais é que um polo mais alto. Inferior sofrível para um carro desse valor.

    • Verdades sobre o mercado

      Fusion 150 mil.O mais barato 2019 que achei ofertado foi 140 mil. 120 mil é 2017 ou 2018. Quanto aos preços destes (pseudo-)SUVs obviamente que estão com grande margem de lucro, mas assim é o mercado, o que está mais quente é onde se ganha mais. Se estivesse frio baixava o preço (como a VW fez com o Fox) para manter vendas. Não faz sentido um (pseudo-)SUV custar igual ou mais que um sedan médio (T-Cross x Jetta e HR-V x Civic).

      • Jefferson BC

        Verdade, pessoal. Acabei de ver que o Fusion teve uma alta grande, a versão intermediária, a que eu citei, saiu de 120 para 140 mil…mas de qualquer forma, a de 2018 era 120 mil e é um baita carro

        • DevXav

          É um baita carro, mas não anda nas vias destruídas e mal feitas do Hu3land, não passa na maioria das buraqueiras que temos nas estradas, infelizmente..

          Pra dar certo teria que elevar a suspensão dele bastante…

    • Julio

      Pra mim este ai é um crossover muito longe de SUV.

    • El Gato!

      Não tem Fusion por menos de 145 mil, amigo. Esse é o valor do SEL sem teto.
      Falando nisso…hoje li em um portal argentino que estão parando de importar para a Argentina o Civic Touring, que não está tendo nenhuma saída por lá.
      O motivo? Está o mesmo preço que o recém lançado Vento GLI (Jetta) e Mondeo Titanium (Fusion). Agora eu te pergunto… em conversão direta, chuta qual o valor do Fusion top de linha para os hermanos? Inacreditáveis R$ 112 mil, pelo mesmo carro que aqui estão cobrando R$ 180 mil !! É um tapa na cara do brasileiro!!

      • Jefferson BC

        Verdade, pessoal. Acabei de ver que o Fusion teve uma alta grande, a versão intermediária, a que eu citei, saiu de 120 para 140 mil…mas de qualquer forma, a de 2018 era 120 mil e é um baita carro.

        • El Gato!

          Para complementar, os valores atuais: SEL, por R$ 149.900, Titanium por R$ 179.900 e Hybrid, por R$ 182.990. Isso é valor de tabela hoje.

      • Marcelo Ecosta

        Se o Fusion EcoBoost de 240 cv está a 145 mil, isso significa que o HRV Touring Está custando o preço de um carro duas categorias acima? Putz!

    • Humberto Hepp

      Então, contando que de Suv, ele tem apenas os angulos de ataque saída e mal e mal altura, não tem nenhuma aptidão extra para andar em terreno sofrível que um Fusion não tenha né!!!? Com pouca banda de rodagem nos pneus não deve aguentar um buraco um pouco maior na estrada sem furar um pneu, ou entortar uma roda ou no mínimo no mínimo perder geometria, balanceamento e alinhamento. Eu era fã de carros esportivos, agora ando com uma toro com pneu 235/67/17 e spós 24000km ela sequer desalinhou, o balanceamento quando fui fazer, os chumbos cairam no mesmo lugar em que vieram, isso que comprei para viajar em asfalto ruim de interior… Esse t-cross me parece muito racional, um bom carro urbano e que de suv não tem muito não…

  • TchauQueridos

    “O Volkswagen T-Cross em sua versão Highline foge um pouco da proposta, por conta de seu conjunto mecânico muito superior.”
    Superior em relação aos concorrentes que custam bem menos?
    Até pode ser superior mas com HR-V Touring deixou de ser unanimidade em conjunto mecânico e preço diga-se.

    • Marcos Megda

      Motor 1.4TSI de fábrica bate esse 1.5 da honda com essa calibragem. Já o cambio CVT da Honda é melhor que o arcaico aisin 6 marchas.
      Agora o preço do HRV touring de 140 mil deixou o Tcross barato kkkk

      • Jefferson BC

        O câmbio AISIN é excelente, eu não troco nunca por um CVT.

      • Neo Neoo

        Incrivel que ate pouco tempo atras com esses 140k se comprava uma picape media diesel cabine dupla. Hoje esse e o preco de um hrv, nao importa se e turbo ou nao…continua sendo um hrv. Nosso mercado esta muito inflacionado, infelizmente.

        • Rodrixsh

          Ainda compra… 150 a l200 triton auto.

      • Ricardo Blume

        Desculpa, amigo, mas o A/T 6 da VW não tem nada de arcaico. Ele é muito bom por sinal. Prefiro ele a um CVT.

    • Humberto Hepp

      Fora que. começa apegar Renegade Diesel 4×4 com 170cv, 35kg de torque, que faz amigáveis 16km/l na estrada de diesel s10, pode trafegar em asfalto ruim sem medo e não fica preocupado se precisar ir no sítio depois da chuva… só perde em espaço no porta-malas, mas também tem largura menor no interior…

  • Eskarmory .

    ”imponente. Moderno. Não é muito alto. Gostei da altura elevada. O dinheiro é meu.”

    Proprietário do tÍcRoSs sobre tÍcRoSs

    • Lucas de Lucca

      De fato se o dinheiro é dele ele pode achar o que quiser do carro dele.
      Compra quem quer, paga quem pode. Ponto final.

  • Erick

    Ford, VW, FIAT:> 1.0 3 cilindros.
    Peugeot: > 1.2 3 cilindros.
    Um dia ainda vou dirigir um 208 3 cilindros para descobrir se ele anda mais que os 3 cilindros 1.0 das outras marcas.

    • Verdades sobre o mercado

      Anda um pouco mais, e bebe igual ou até menos, pois seu torque é maior, ou seja, ele trabalha menos forçado que um 1.0.

      • Erick

        Esse 208 1.2 é um carrinho que me agrada muito.
        Tenho uma certa “atração” por ele.
        Obrigado pela análise na sua resposta.

      • Cristiano_RJ

        Sim, mas neste caso específico estamos falando de um 1.0 3 cilindros com injeção direta e alimentação por turbo. Esse 1.2 da Peugeot é pinto perto. Tanto em consumo quanto em desempenho. Principalmente em desempenho.

        • Verdades sobre o mercado

          Como ele compara com outros 1.0 3cil que não tem turbo eu deduzi que ele quer comparar 1.2 com 1.0 3cil aspirado, e aí o 1.2 leva vantagem. Não dá para comparar aspirado com turbo em cilindradas tão próximas.

    • Cristiano_RJ

      Amigo, esse 1.2 que a Peugeot utiliza aqui é aspirado e tem injeção multiponto. O 1.0 do T-Cross, além da injeção direta de combustível, é turbinado. São incomparáveis. O 1.0 TSI é muito superior em todos os aspectos. Seja em desempenho, seja em consumo.

      • oscar.fr

        São motores incomparáveis em proposta e preço. Pelo preço desse T-Cross daria para levar 2 208 com motor 1.2

  • rodrigosr

    Prefiro ir de Jetta.

    • Jefferson BC

      Aquele que custa 120 e não tem itens de carro básico? Jetta vai vender menos que o anterior.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Dentro da marca TB prefiro o Jetta Comfortline mesmo tendo menos itens, mas tem mais motor e porta malas

        • Cristiano_RJ

          E tem menos itens mesmo?

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            Comparando o Jetta básico de 99 mil tabela e T-Cross 1.0 de 99 mil tabela, o T-Cross tem a mais as aletas atrás do volante, saída de ar e 2 usb pra passageiros de trás, rodas 17 e só. Mesmo sem esses ítens prefiro o motor 1.4 tsi e espaço interno e porta malas a mais se for pra ter um carro familiar

      • Neo Neoo

        Ja esta vendendo mais!!! E o 4 sedan medio em vendas encostado no Cruze.

      • Cristiano_RJ

        Me diga qual item de carro básico o Jetta R-Line de R$ 120 mil não possui?

        • Hugo Leonardo Dos Santos

          Se comparar com o Polo, não tem aletas atrás do volante, saídas de ar e usb pra passageiros traseiros. Mas mesmo assim ainda prefiro o Jetta ao T-Cross

  • Domenico Monteleone

    Esse pacote “design view” melhora um pouco, mas ainda assim não combina com a etiqueta de preço, aliás, se esse fosse o interior da versão de 85 mi lestaria ok. O carro é bom, mas precisa parecer bom também. E a vw precisa entender que ela não é a Honda, que é muito mais fácil um dono de vw trocar por um Honda do que um dona do Honda trocar poum vw.

  • globonaotemjapa

    Parece Polo Cross

    • Rodrigo

      Não só parece com é.

    • beto

      Exatamente, considero que passa longe de um suv, a denominação polo cross casa bem aí.

  • Mauro Moraes

    VW precisa rever o preço deste carro. Como lançamento da maior montadora do país, deveria vender bem, mas isto não está ocorrendo. Os números apontam para cerca de 30% das vendas do líder Renegade, da minúscula rede da Jeep De porte menor que a concorrência, não está convencendo os consumidores de Suvs. Se Dona Volks não se mexer, O T-Cross vai virar mico.

    • Jefferson BC

      Exato…quero vender daqui uns meses quando o Renegade receber os novos motores turbo da FCA.

    • Gabriel Torque

      Vai fazer se semelhante ao jetta.
      Como é novidade não tem desconto, daqui há 2 meses começa bônus de 8 mil no usado + taxa zero, daqui uns 4 meses começam os descontos de 5 a 10k dependendo da versão, além de 3 revisões grátis etc …

      Esse carro precisa de volume pra ser rentável, é pior ainda que o Jetta que é importado e se vender ou não tanto faz

      • Humberto Hepp

        excelente análise pra quem está considerando um TCross

  • Rodrigo

    Se essa tal nova VW vier nessa pegada, com carros simplórios por muitos milhares de reais acima do que valem confiando apenas no powertrain e nessa MQB, periga perder até pra Fiat.
    Tiraram os Golf de linha pra focar em nesse trocinho que tá vendendo nada. Já tem até promoção nas CSS maiores. Vai micar igual o Jetta.

    • Luconces

      Eu particularmente prefiro carros simplórios mas carregados de tecnologia, motorização decente e o melhor, itens de segurança de série do que num carro simplório que deve em motor, tecnologia e segurança mas entrega acabamento.

      No mundo ideal seria a mistura de ambos mas fico com a primeira opção.

      • André

        Eu também pensava como você, mas, como um potencial comprador efetivo, fui numa CSS para ver um 1.4 e não consegui me convencer a assinar o cheque de R$ 110 mil. T-Cross tem, sim, mais itens e alguns deles diferenciados em relação a concorrência, mas a sensação de compacto, pelo rodar, espaço e acabamento é muito forte. Pra quem vem de um médio o conjunto geral de um Renegade e até Creta parecem convencer mais.

        Ainda não descartei a compra, mas confesso que tá difícil de engolir essa relação preço x espaço x acabamento, mesmo sabendo de todos os seus itens diferenciados.

        • Luconces

          Quem vem de médio sofre mesmo, eu ainda bem que não tenho interesse nenhum em comprar SUV.

          Mas mantenho meu ponto, quando precisar comprar algo, ainda fico com o ponto número 1. Não somente com relação à SUVs mas qualquer modelo.

          Hoje estou vivendo a base de Turo e Uber. Infelizmente para meu uso, comprar um carro agora é jogar dinheiro fora.

  • TijucaBH

    Caso eu fosse gastar 105 mim reais em um Suv zero km, entre esse T-Cross com alguns opcionais, eu preferia UM Creta Prestige que vem até melhor equipado, anda muito mais, tem mais espaço interno e maior porta malas. O pênalti é o consumo, mas pelo tanto que eu rodo (e nao nao é pouco) em um ano, dá uma diferença de uns 1200 reais, o que significa 100 reais a mais de combustível por mês. Por todos os benefícios citados, eu pagaria esses 100 reais.

    • Richard

      Anda pouca coisa a mais, mas muito mais, nunca!

      • TijucaBH

        Até 110 km/h concordo que a diferença seja pouca, mas depois disso é com o carro carregado principalmente, a diferença fica bem nítida. Dá um afilhada no canal no YouTube TO NA PISTA um vídeo de RJ à SP, ele cita isso. Digo porque fiz um test drive e até uns 80 km/h o TCross empolga bem, de 80 a 110 ele é mediano, acima disso ele atende…

    • André

      E tem mais, muita gente crítica o consumo do Creta 2.0, falando que faz 5 km/l na gasolina na cidade. Mas nessas condições, certamente de trânsito muito pesado, alguém acha que o T-Cross vai bater uns 12 km/l? Certamente não.

      Cotei seguro do T-Cross e saiu 1.000,00 a mais que o do Creta. Ou seja, a conta da economia não fecha. T-Cross tem 3 revisões grátis, mas tem troca de correia aos 5 anos (1.800,00 no 1.4).

      • TijucaBH

        Putz, não sabia dessa troca de correia, ainda mais nesse preço.

        • André

          Pois é, o valor do kit está no site e inclui troca da correia dentada e da correia da bomba d’água. O kit de correias do 1.0 é um pouco mais em conta, e o do Jetta tá uns R$ 2400,00, salvo engano. Fora a correia do alternador/AC/Poli-V, mas essa não contei porque todos possuem.

      • Cristiano_RJ

        Temos um Creta Prestige em casa em nas piores condições de trânsito do RJ o mínimo eu já vi fazer foi uns 6,8 km/l. Jamais 5 km/l. O Normal é algo em torno dos 7,5 km/l. Em condições favoráveis, fica na casa dos 9 km/l, no máximo. Falo, em ciclo urbano.

        • André

          Afinal, trocaria seu Creta pelo T-Cross 1.4? Aguardei o lançamento para ver se trocava meu carro 2011, mas não me convenci a assinar o cheque.

          Valeu pelo depoimento sobre o consumo. Acredito nas suas médias, bem dentro dos 2.0 AT. Meu sedan 2.0 AT fica por aí também, melhorando conforme ando mais à noite ou em vias expressas.

          Falei dos 5 km/l porque muitos pegam o pior do pior para fazer comparações. Seria como marcar o consumo exclusivamente num engarrafamento.

          Já notou quanto o Creta faz a 80 km/h? Meu carro bate 15 km/l.

          • Cristiano_RJ

            Olha André, o Creta normalmente é de uso da minha esposa. Ela é a condutora principal. E simplesmente ama o carro, a despeito do consumo elevado. E o carro é bom mesmo, para os eu segmento. A direção é super leve e confortável em manobras, a cabine é muito bem isolada, o desempenho agrada e tem farto conteúdo de itens de conveniência. No mais, ela também gosta muito do visual. Enfim, ela não trocaria o Creta por nada, acredito. Até apelido deu para o carro. Pense numa cliente 100% satisfeita. rsrsrsrs… Mas se fôssemos comprar hoje um SUV compacto para ela pela primeira vez e ela não tivesse o Creta, o T-Cross na versão Comfortline 200 TSI seria uma forte opção.

            PS. Voltando ao tema consumo, lembro bem de uma viagem que fizemos para Penedo e pude registrar legal o consumo rodoviário. Na descida da serra fez no máximo 12,5 km/l. Mas no plano mal alcançava os 11 km/l. Com minha série 3 nas mesmas condições eu conseguiria número bem melhores; provavelmente acima dos 14 km/l.

      • oscar.fr

        A maior parte dos consumidores de um T-Cross não vai ficar cinco anos com o carro, porque, até lá, já vai ter passado o fato novidade, que parece ser a única coisa interessante no carro kkk

  • TFSI

    NA, ótima matéria.

    Mas faltou prestar atenção em um item que o carro vem e vocês falaram que não têm:

    “Sensor crepuscular”

    Veja a foto logo acima desse parágrafo: “O ambiente do T-Cross nessa versão Comfortline com pacote Design View (R$ 1.950)(…) O botão do farol tem a opção AUTO, confirmando o sensor crepuscular!

  • Alexandre

    Saí de um Onix LT 1.4 AT 17/18 para um Polo Highline 19/19 há quase um mês, e digo: o motor 1.0 TSI é bom mas não é tudo isso que a imprensa tanto enaltece. O alto torque em baixa rotação é notável, e só. Acima de 3500-4000 RPM, o motor murcha. Talvez seja porque o Onix automático SPE é muito esperto (no álcool, pois na gasolina é amarrado). Que fique bem claro que não estou comparando os carros. Há diferença de desempenho e consumo melhores para o Polo, mas nada tão distante assim. Podem jogar as pedras.

    • Henrique Gouveia

      Posso ter uma sensação estranha no Onix. Talvez pela posição de dirigir dele. Mas sempre achei amarrado mesmo no Etanol.

    • André

      Você está certo, amigo. Com a massificação dos carros turbo, aos poucos os compradores normais (e não fanboys) vão percebendo exatamente tudo isso que você falou: há, sim, um ganho em desempenho e consumo em relação a concorrentes diretos, mas não é nada tão excepcional assim. Testes isentos nas mesmas condições demonstram isso.

      • Alexandre

        Exatamente, há que se ter imparcialidade na análise. Já vi donos e jornalistas falando que o 1.0 TSI equivale a um 1.8 ou 2.0, o que é um tremendo exagero. Isso era comum na época de auge do Up TSI. Penso que a equivalência coerente para facilitar a explicação da proposta “downsizing” seria comparar o 1.0 TSI com um 1.4 ou no máximo 1.6 desses modernos, não mais que isso.

        • Vitor C

          O motor murcha um pouco em altas rotações mesmo, é um motor pequeno e não tem milagre, o mesmo ocorre em estradas, mas nada que prejudique o carro na minha opinião.
          Acho o desempenho na cidade melhor que muitos 2.0 e 1.8, além do baixo peso e economia de combustível se andar de modo moderado.

  • Neo Neoo

    Otimo e eficiente Suv. MASSS…paga 99k em praticamente a mesma coisa que um polo tsi “altinho” e um atestado de burice. O mesmo ocorre com o restante dos Suvs compactos baseados em plataformas de carros compactos e vendidos a preco de sedans medios (estes sim montados sobre plataformas superiores que “condizem” com o valo cobrado).

    Fazer o que ne…e o gosto do povo. E o mercado cada dia pior com as montadoras lucrando mais e cobrando mais por menos.

  • Jean Lehn

    Esse carro é minúsculo está no mesmo
    Patamar de Ecosport , 2008 , Cactus uma Duster perto dele parece um Trem , não vale nem perto do que pedem , imagina o europeu que é mais curto e mais baixo !

  • Fellipe Z

    Brasileiro tem q ser estudado…

  • Fellipe Z

    Eu prefiro dar 86.000 num tiggo5x do que 106 nisso aí.

  • Faheina

    Imaginando aqui um carro vermelho ou marinho com esse interior marrom oh! É pra sair correndo… Pra concorrência!
    Assusta quase mais que o precinho

  • Ricardo Blume

    São caros, concordo, principalmente a versão 1.4 que, completa, passa dos 120k. Desta forma vale mais a pena não entrar nesta versão e já sair com uma Tiguan, que é maior e de um melhor acabamento. Conheci a gama (exceção do manual) e digo que ficou muito bom. O acabamento simples é padrão VW, não adianta reclamar. A VW se passou na precificação do modelo.

  • Patrick Jonas Jacintho

    Recentemente vendi meu carro e comprei um novo.. cheguei a cogitar o T-Cross mas depois que vi os preços de lançamento nem na concessionária fui. Se tivesse uma versão automática bem equipada na faixa de 85 até teria olhado. Acabei fechando um Cruze LT zero KM por 84500 já inclusos emplacamento com IPVA total, película e rodas grafitadas. Do jeito que o mercado está, acho que foi um ótimo negócio.

    • André

      Excelente escolha!

  • Brasil_MG

    Tá longe de ser um carro ruim, muito pelo contrário. O conjunto motor/câmbio é moderno e eficiente, o carro é seguro e bem construído, mas acho que a VW exagerou bastante na tabela de preços.

  • Abdallah

    Achei muito bonito esse carro, mas tem duas coisas que nao me agradaram, essa tonalidade marrom no painel (nao escolheria isso como opcional) e a alavanca do cambio, achei um pouco retro.

  • Fellipe Z

    acho ridiculo estas sobras pretas em volta da CMM. Nem parece o produto original. Pra que ficar aqueles vaos em preto brilhante ali?

  • Bryan Silva

    Muito caro e falta motor.

    • Cristiano_RJ

      Falta motor? Mas ele anda mais que todos os concorrentes 1.5, 1.6, 1.8 e faz frente aos 2.0. Como assim falta motor?

      • Bryan Silva

        Amigo, você já fez um test-drive? Eu já! É um carro pesado, demora para responder e sem graça.

        • Cristiano_RJ

          Então sinto te dizer, mas neste segmento você então só ficará satisfeito com C4 Cactus 1.6 THP, T-Cross 250 TSI, Tracker 1.4 turbo, Vitara 1.4 turbo, S-Cross 1.4 turbo, Creta 2.0, 2008 1.6 THP e em breve HR-V 1.5 turbo. E só. Sim, porque esse T-Cross 200 TSI anda mais do que todos os outros representantes do segmento.

          • Bryan Silva

            Cá entre nós, pode parecer absurdo, mas eu senti mais motor num JAC T50 do que no T-Cross 200 TSI. Estou cogitando a Tracker.

            • Cristiano_RJ

              @disqus_rzM20T2fhp:disqus isso não parece um absurdo não. Isso É um absurdo total. E não estou me referindo a minha opinião pessoal ou coisas 100% subjetivas como “impressão” ou “sentimento”. Pela minha formação sou objetivo. E para mim é preto no branco! Fatos e dados! Pois bem, o site Motor1 fez o teste instrumentado dos dois modelos. A discrepância de desempenho é gritante. Seguem números:

              ———— Jac T50 — T-Cross 200 TSI
              0 a 100 — 12,5 s —– 10,7 s
              80 a 120 — 9,6 s ——- 7,4 s

  • Mayck Colares

    O que eu falo é: vão na concessionária conhecer. Tamanho minúsculo. Altura idem. Quando entra parece um gol com plástico colorido no painel. Não vale esse valor só por causa do motor. NA MINHA OPINIÃO dos carros da concorrência que eu conheço está abaixo de Kicks, HR-V, tracker, Ecosport e 2008 (esses 2 últimos nem considero tanto concorrência direta mas ambos tem o acabamento melhor)

    • Cristiano_RJ

      Cara, não tem como um carro que utiliza a plataforma MQB-A0, 5 estrelas no Latin N-cap e motor 1.0 TSI estr abaixo de um Kick com motor de enceradeira 1.6 aspirado de 114 cv e plataforma de Nissan March. Nem que Ecosport Titanium com outro motor de enceradeira 1.5 Gragon. Muito menos que o Peugeot 2008 com motor jurássico fraco e beberrão e sem reforços laterais, o que lhe conferiu apenas 2 estrelas no Latin Ncap.

      • Mayck Colares

        Se vc interpretasse a minha opinião como foi descrito falei bem do motor e mal do acabamento. Em acabamento está abaixo desses concorrentes citados.

        • Cristiano_RJ

          A questão é que carro é um conjunto de fatores: mecânica (desempenho e consumo), cabine (acabamento e espaço interno), porta malas, conteúdo (itens de conforto, conveniência e tecnologia), segurança (ativa e passiva), comportamento dinâmico, ergonomia, etc. E você está resumindo tudo a acabamento.

      • Eduardo

        Cristiano, vc deve comprar carro pra bater né?

        • Cristiano_RJ

          Não Eduardo. Apenas sou um consumidor consciente e que considera a segurança uma prioridade acima de tudo. Menosprezar esse aspecto é uma grande tolice.

  • Vanesso

    Há 2 anos fui ver um golf 1.0 e não tive coragem de pagar 74 mil na época. Agora, um pseudo SUV (mais para crossover) com o mesmo motor, interior de Polo e custando 99k? Essa inflação não é pra qualquer um! Vou ficando com meu carrinho e só olhando os preços exorbitantes..

    • Jefferson BC

      Estamos na pior época para comprar carros, o preço do dólar há 3 anos está bem elevado…tudo é cotado em moedas, tal como o dólar, se ele sobe os produtos industrializados sobem.

      • Vanesso

        Bem lembrado. Por isso o valor vem subindo tanto. Trocar de carro, só para afobados, o momento não é propício. Por isso vou ficando com meu carro 2012 e nem penso em trocar tão cedo.

  • mjprio

    Sinceramente. Fui a CSS ver o modelo. Tinha um Highline 1.4 no show room a 113k e um Comfortline 1.0T a 106k. Apesar da abundância de plásticos duros eu gostei do carro em geral. Espaçoso e com porta malas razoável. O diferencial neste caso é o motor turboalimentado na faixa dos Renegade Longitude/Limited, do Kicks SL, do Creta Prestige/Sport, HRV EXL e Eco Titanium, com um pacote de equipamentos semelhante. E a versão Top chega a custar 10 mil a menos que a HRV Touring. Vamos ver o que mercado e o pós venda irão dizer. Mas como carro de forma absoluta, eu confesso que gostei

    • th!nk.t4nk

      Não vejo tantos problemas com o acabamento, considerando a proposta do carro (um crossover de entrada). O problema é o preço. Se fosse posicionado adequadamente, estaria ok. Como de mecânica ele vai bem, o que seria necessário é a VW tomar vergonha na cara e dar uma baixada nesses valores.

      • mjprio

        Eu também achava caro. Mas agora vendo o HRV com esses preços absurdos e o kicks custar 105 mil, não me parece tão ruins os preços do T cross

  • LArtur

    Picolé de chuchu

  • Rodrigo

    NA, por gentileza, será que poderiam adotar a nomenclatura de Crossover subcompactos para este elemento? Não o desmerecendo, de forma alguma. mas vamos manter cada um na sua.

    SUV? Onde?

    • Crossover não é categoria, mas sim subtipo. O T-Cross é um SUV Crossover compacto, quase um hatch crossover… Rsrsrsrs

      • Rodrigo

        Neste caso, dou o braço a torcer. Mas o que o difere de uma minivan/monovolume?

        • A forma geométrica peculiar da carroceria. Ainda sim, T-Cross é praticamente um híbrido de categorias, com altura de hatch crossover, desenho de SUV, volumes de monovolume… é inspirado no JAC T40, conforme o Seat Arona, do qual T-Cross deriva. Já o T40 era para ter sido o New J3, todavia a JAC se inspirou no Tiggo 2 e diversos outros modelos de SUV urbano que surgiam na China na mesma época, derivados de hatchs, mas que em seu desenho, apresentavam linhas estilísticas de SUV, e seguiu a escola da Hyundai, a qual ela havia firmado parceria a época… ou seja, é a globalização!

  • leandro

    116 mil por isso que a Honda meteu 140 no hrv.

  • Leonardo F J

    Ta caro… por esse preço deveria ter mais opcionais… não vale o que pedem… e como sempre, vai vender muito. Povo vai financiar até a alma p ter um “suv ” novo.

  • John

    Equilíbrio com plástico em tudo quanto é lado? Me poupe viu

  • Mr Tony

    Vi a Highline ao vivo e por mais que tenha bla bla bla de mecânica, carro apertado e podre de acabamento, pronto falei e surra de cinta para quem comprar!

  • Baetatrip

    Povo!
    Vamos entrar na “maquina do tempo”….!
    Há quase 10 anos atras…. Em 2010, 1 carro superior a esse custava exato 99.990 reais!
    Era Tiguan 2.0 TSI AWD “pé de boi” !
    Lembro exato que paguei a minha exato 108.000 reais na minha com aro 18″+ Park Assist+ sensor de pneus…….!
    Como foi anos passando….. A inflação subiu né? Preços dos carros também!
    Fico pensando: Oferecer 1 carro desse T-Cross 1.0T que pé de boi mesmo com categoria inferior custando exato mesmo peço da Tiguan em 2010…….!
    Nao compro carro 0km +….Somente carros semi novos e bem cuidados!
    Triste realidade dos brasileiros….. Pagam caros e carros sao “carroças” fabricadas no BR!

  • hinotory O

    Ergueram a suspensão do polo e colocaram 30 mil a mais.

  • Alvaro Mendes

    Pegue um fox, adicione um pouco de Whey Protein, mas não muito, vira isso aí…
    Meio sem gosto de nada mas como aparência é tudo…
    Até o shopping ele chega com certeza

  • RVM

    Esse carro não parece estar bombando não. Não vi nenhum até hoje na garagem ostentação do meu prédio. Rsrsrs

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email