*Destaque Avaliações Honda Sedãs

Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Após a Avaliação NA do Novo Civic EXL, agora é a vez do topo de linha Touring. Mais do que a versão completa do sedã médio fabricado em Sumaré/SP, esta opção é a única que oferece o motor 1.5 i-VTEC Earth Dream Turbo, que entrega 173 cv de potência e 22,4 kgfm de torque.



Associado com esse conjunto, o Novo Civic Touring mantém a transmissão CVT, mas apresenta uma performance muito superior à da EXL, realçada pela boa dirigibilidade. Conforto, espaço e tecnologia embarcada são alguns dos pontos positivos desse Civic turbinado.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

O pacote de equipamentos também é bem superior ao da EXL e tem como destaque o sistema LaneWatch, bem como cluster digital, partida por botão, faróis full-LED, teto solar elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico, entre outros.



Ruim mesmo é o preço: R$ 124.900. O valor fica numa faixa onde o mais conhecido é o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI. Porém, o sedã alemão tem potência menor, sem contar o tamanho e espaço interno inferiores ao japonês. Em comparação com os demais sedãs médios, o Novo Honda Civic Touring é em média R$ 15 mil mais caro, mas compensa? Vamos ver.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Por fora…

O Novo Civic tem um design bem resolvido, atraente e bem mais esportivo que o anterior. Nessa versão Touring, o diferencial que o identifica por fora é o conjunto ótico dianteiro, cujos faróis possuem um sofisticado projetor múltiplo de LED, incluindo todos os fachos, luz diurna e repetidores de direção.

A barra cromada sobre a grade cria uma sobrancelha sobre os faróis, deixando o aspecto ainda mais agressivo que na versão EXL. Além disso, maçanetas cromadas, teto solar elétrico e o logotipo Turbo diferenciam o Touring da versão testada anteriormente.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

As rodas de liga leve tem o mesmo aspecto, assim como outros itens, incluindo as lanternas de LED. Mas há outro diferencial: uma câmera digital no espelho direito, que faz parte do LaneWatch. Há também sensores de estacionamento dianteiros e traseiros como exclusividade, além da conhecida câmera de ré com três modos de visualização.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Por dentro…

O ambiente interno do Novo Honda Civic Touring reproduz o acabamento da versão EXL, explorando bem os tons escuros, além de um aplique texturizado de tonalidade cinza metalizado no painel e portas, bem como frisos cromados e prateados.

O volante mantém o mesmo aspecto com os botões de aparência frágil e o bom regulador de volume tátil. O quadro de instrumentos, com display central TFT dotado de computador de bordo e reprodução de mídia, navegação, telefonia, entre outros. Conta-giros e velocímetro também são digitais. Os demais possuem LEDs para indicação de temperatura da água e combustível.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

O botão de partida tem luz intermitente quando o condutor tem acesso ao carro, feito pela chave eletrônica e através da maçaneta dianteira, sensível ao toque para abrir, mas com um botão para travar. Ao acionar o motor, a luz do botão de partida fica vermelha. O Novo Honda Civic Touring tem ainda ar-condicionado automático dual zone, bem como entradas USB (2), HDMI e auxiliar.

Logo acima da climatização, fica a multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque, com interface para smartphone (Android Auto e Car Play), navegador com dados de tráfego, câmera de ré com três visualizações, hot spot Wi-Fi, ajustes de climatização e uma função exclusiva no Touring, o LaneWatch.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Este sistema permite a visualização da lateral direita do veículo na tela da multimídia, inclusive com escalas de segurança, permitindo o monitoramento do tráfego lateral ou de pontos cegos em manobras. Ele é acionado na haste de ajuste dos faróis e pode ser integrado ao repetidor de direção se necessário. O sistema é o mesmo presente no Accord.

Além disso, o Novo Honda Civic Touring tem ainda alguns itens faltantes no EXL, tais como o espelho retrovisor interno eletrocrômico, assento do condutor com ajuste elétrico (infelizmente sem memória) e retrovisores externos com rebatimento elétrico, embora este último não indexado ao fechamento remoto das portas. Mas, falando em remoto, pode-se dar a partida do motor à distância.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

De volta ao interior, o sedã da Honda ainda conta com bancos em couro, teto solar elétrico com função antiesmagamento, console com elemento vazado, função Econ, Brake Hold (mantém os freios acionados com o carro engatado e parado), freio de estacionamento elétrico, Isofix, apoio de braço traseiro, sensores de faróis e chuva e sistema de som com 180 watts.

O espaço geral é muito bom, assim como alguns detalhes, tais como botão de abertura da tampa do porta-malas na porta do condutor e o bem resolvido porta-copos central com apoio de braço ajustável. Mas, uma deficiência foi criticada por quem andou na parte de trás, já citada na avaliação do EXL: faltam difusores de ar no espaço traseiro.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Falando nisso, por R$ 124.900, o Novo Honda Civic Touring deveria oferecer também alguns itens presentes nos concorrentes (incluindo modelos com motor turbo), tais como alerta de colisão, alerta de mudança de faixa com correção e estacionamento automático, por exemplo. Em frenagens fortes, pelo menos, a luz de alerta é ativada.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Por ruas e estradas…

O Novo Honda Civic Touring aproveita o que o modelo tem de melhor em dirigibilidade, entregando uma excelente performance. O motor 1.5i-VTEC Earth Dream Turbo vem com turbocompressor e injeção direta, trabalhando apenas com gasolina, o que é muito bom.

Com 173 cv a 5.500 rpm e 22,4 kgfm a 1.700 rpm, o propulsor da Honda tem uma curva de torque bastante plana, entregando assim conforto ao dirigir. Mesmo com uma caixa de câmbio CVT, o conjunto responde razoavelmente bem ao acelerador, tendo boas retomadas e uma aceleração pouco linear, porém, atendendo bem ao que se espera dele: vai de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Embora o motor não tenha tanto torque quanto os 1.4 Turbo um pouco mais fracos da concorrência, ele atende bem ao propósito do Novo Honda Civic Touring, que não é a performance propriamente dita, mas um equilíbrio entre esta e o consumo. Assim, embora possa andar mais do que os demais rivais, o modelo é bastante confortável ao volante e frugal.

A rotação do motor geralmente fica entre 1.500 e 2.000 rpm, com elevação para 3.000 rpm no modo Sport do CVT. Indo mais a fundo no pedal, desligando-se o modo Econ, o ponteiro digital pode chegar a 6.000 rpm, onde o 1.5 Turbo do Novo Honda Civic Touring já mostrou seu serviço.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

As saídas são suaves – sem a sensação de pressão do turbo entrando – e um pequeno delay é notado, fruto do CVT, mas nada que deponha contra o bom conjunto motriz. O uso de paddle shifts não chega a ser necessário, mas é possível explorar um pouco mais o motor, já que ele segura as marchas virtuais durante a condução, dando mais liberdade de manipulação ao condutor.

Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 1.800 rpm. Muito bom para o conforto, economia e ruído interno. Só não gostamos do barulho do motor, que não parece um turbo com os vidros fechados. Soa mais como um 1.5 aspirado. O para-brisa é acústico e tem parte da culpa. Mas com os vidros abertos, é possível ouvir levemente o silvo da turbina.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Já o consumo urbano não agradou tanto, nos surpreendendo de forma negativa. Conseguimos apenas 10,8 km/litro na cidade, menos que os 11,2 km/litro do Civic EXL com seu motor 2.0 Flex e ficando abaixo do obtido pelo Inmetro, que é de 12 km/litro. Porém, na estrada a frugalidade foi bem maior, alcançando 17,5 km/litro. Ótimo nesse aspecto.

O Novo Civic Touring tem uma excelente dirigibilidade, superior à de muitos concorrentes. A direção elétrica integrada ao controle de estabilidade, garante uma dinâmica de condução onde o condutor tem a resposta ideal em qualquer condição. O sedã se mantém bem neutro nas curvas, deixando o motorista mais confortável ao volante.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Esse bom equilíbrio no conjunto é correspondido pela atuação dos freios, assim como da suspensão, bem ajustada para conforto e estabilidade, filtrando bem as irregularidades no piso, assim como oferecendo um equilíbrio muito bom em curvas e desvios rápidos de trajetória. O handling de forma geral é muito bom.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Por você…

O Novo Civic Touring é um carro muito bom em termos dinâmicos. Apresenta boa performance e eficiência energética, além de dirigibilidade excelente. O nível de conforto é igualmente exemplar, ainda mais com o bom espaço interno e porta-malas generoso (519 litros).

O conteúdo também agrada, embora pudesse ser um pouco melhor em virtude do preço. Se o Novo Civic Touring custasse em torno de R$ 110 mil ou pouco mais, seria imbatível em relação aos concorrentes, justamente por oferecer um conjunto melhor.

honda-civic-touring-avaliação-NA-1 Avaliação: Novo Civic Touring tem o equilíbrio ideal apesar do preço

Mas a Honda quer buscar clientes que iriam para o segmento premium e por isso elevou o preço. Nesse caso, ele leva vantagem sobre o Audi A3 Sedan 1.4 TFSI Ambiente, embora sem o mesmo status. Diante de um Fusion, por exemplo, não tem chance. Porém, com esse bom equilíbrio e conjunto, o Novo Civic Touring se torna uma opção muito interessante.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Novo Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT 2017

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, turbo, injeção direta
Cilindrada – 1497 cm³
Potência – 173 cv a 5.500 rpm (gasolina)
Torque – 22,4 kgfm a 1.700 rpm (gasolina)
Transmissão – Automática CVT com paddle shifts
Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 8,6 segundos
Velocidade máxima – 221 km/h
Rotação a 110 km/h – 1.800 rpm
Consumo urbano – 10,8 km/litro
Consumo rodoviário – 17,5 km/litro
Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Elétrica
Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB
Rodas/Pneus
Liga leve aro 17 com pneus 215/50 R17
Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.637 mm
Largura – 1.799 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.433 mm
Entre eixos – 2.700 mm
Peso em ordem de marcha – 1.326 kg
Tanque – 56 litros
Porta-malas – 519 litros
Preço: R$ 124.900

Novo Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT 2017 – Galeria de fotos

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

5.0

COMPARTILHAR:
  • josevaldop

    Me desculpe, mas 125.000 num civic continua sendo irreal, mesmo o carro sendo bom.

    • Tosca16

      É absurdo, mas é real !

      • 4lex5andro

        Nesse caso, centenas de milhares de reais.

    • ObservadorCWB

      Primeiro carro que o pai dá para o filho nos EUA. E aqui carro de “patrão”. Se comparar os preços nos EUA ficará mais abismado de quanto a Honda ROUBA o brasileiro. Compare com Altima, Fusion, Elantra e outros para ver quantos degraus abaixo este Honda está em termos de preço num país com consumidores conscientes. Aqui é a velha máxima: Se é Honda e Toyota não quebram, é dinheiro na mão, não desvalorizam…e por aí vai para justificar porque se paga mais por menos.

      • Dag Drollet

        Eu até achava que o Civic Touring estava muito caro aqui, mas verifiquei que, nos EUA, ele também é. Por exemplo, desses carros que você citou, apenas Altima é mais caro do que o Civic: Elantra turbo está 21 mil dólares, Fusion SE Ecoboost, 25 mil, Civic Touring, 26 mil e Nissan Altima SL, 28 mil dólares.

        • ObservadorCWB

          Ok…retire touring. HONDA CIVIC LX CVT 2017 US$ 17.000. Segue o link com mudanças de espaço pois aqui não permitem link: truecar . com / prices-new/honda/ civic-sedan-pricing/ O Elantra está até mais baixo do que vc disse: a média é 20.000 doletas.

          • Rafael Lima

            Em qualquer lugar do mundo as versões mais completas são um pouco mais caras ou do mesmo preço da versão de entrada de veículos maiores, e o Norte Americano só leva o Touring se quiser os faróis full LED, pq o EX-T e EX-L tem motor 1.5T e podem ser equipados com Honda Sensing

        • Raul Pereira

          Mesmo se fossem U$ 25, ainda são para quem tem um poder de compra muito menor do que os patrões que compram CIvic aqui. Pra os estados que têm incentivo do governo, o Tesla novo sai por 35 mil e os planos do Musk são fabricar um na faixa de 25 pra que todo americano possa comprar, aqui o carro vai vir por 300k

          • Werica Damasceno Da Silva

            E sem contar que lá se vc trabalha até mesmo numa loja comum,ganhando um salário mínimo,vc pode comprar um carro zero km!!Aqui com um mínimo vc faz o quê??Nada!!E os preços das versões, não se distanciam tanto como os daqui não!!Começam em 87.900 a 124.900!Com isso são mais de 35 mil de diferença!!Só no Brasil mesmo!!!

        • Rafael Lima

          O Civic EX-T é tão equipado quanto o nosso Touring, por 23 mil, com honda Sensing e vem com alerta de colisão, alerta de mudança de faixa com correção de trajetória e frenagem de emergência

          • Dag Drollet

            Lá existe o Touring, e foi a versão em que me baseei.

      • MMM

        Sua concepção está totalmente errada. Nenhum pai dá um Civic Touring pra seu filho. É um carro que custa o mesmo que um Altima V6.

        • ObservadorCWB

          Apenas retirar o Touring……. refiro-me a família de produto Civic. Minha experiência é ter ido em 2015 para lá. Voltei no começo de 2016 e o que lhe afirmo foi VISTO, não ouvido. Somente não dá para “pinçar” a versão TOP e generalizar. Repare que em nenhum momento disse que o Honda Civic “Touring” rsrsrsr é o carro dado ao filho….

          • MMM

            Cara, moro nos Estados Unidos desde 2009. Pessoas normais não dão Cívic 0km para filhos como primeiro carro. Obviamente que existe mas não é um coisa corriqueira.

            • 4lex5andro

              Impressão que o Civic (tanto no Brasil quanto nos Us) compete na faixa do Sentra, em se tratando de Nissan.

              E o Altima enfrentando Accord e Camry.

              • MMM

                Sem dúvidas mas estamos falando de preços. O meu ponto é que Cívic Touring custa o mesmo q carros de categoria superior, seja no Brasil ou nos Estados Unidos. Um Altima de entrada custa 23 mil, enquanto um Cívic Touring custa 27. Por 28 vc leva um Altima V6 e um Accord começa em 30. E não, Cívic 0km não são dados para adolescentes como primeiro carro. Vejo muita molecada com Cívic e Corolla usados, Versa, Kia Rio, entre outros.

                • 4lex5andro

                  Pois então é o Civic que tá caro, considerando sua motorização e seu porte.

      • Leo

        Depois que eu andei num Audi S6 no UBER X (!!) em Nova York, não consigo achar nenhum preço aceitável no Brasil.

      • Werica Damasceno Da Silva

        E é culpa dos próprios brasileiros!!Pois se enxergássemos esse carro, como um carro comum e não de luxo,essas montadoras teriam mais respeito com a gente!!!E segundo os brasileiros que moram na America,não é nem preciso fazer conversão de dólar algum,pois,elas usam desse argumento pra nos ferrar!!Lá é inicial a 18 mil dólares!!!

    • HugoCT

      concordo plenamente. Mas esse segmento vai ficar cada vez mais caro …

    • mauricio

      Calma o corolla logo chega lá, não vai ficar atrás do Civic no preço.

    • Zeca Piroto 🤘🔥

      Rapaz… também acho, para mim estaria de bom tamanho (na realidade do mercado nacional), se o modelo EXL também contasse com o motor 1.5T e com aquele mesmo preço. Aí sim, seria uma boa compra, no mais, dois modelos até bem equipados, mas quando colocamos o preço na balança, ela desequilibra bastante. Aí tem que baixar uns 10k de cada modelo pra situação começar a equilibrar… Mas, é o que eu falo sempre, o povo reclama, mas se eles estão cobrando isso é porque sabem que o bundasileiro se acaba no financiamento, mas compra que é uma beleza rs.

      • josevaldop

        Pos é Zeca, o EXL, por 105.000 (acho que é isso), turbo, seria o ideal. Eu mesmo comprei um Cruze 1.4T, excelente carro, mas vontade era de comprar um Civic, so que a lógica falou mais alto. Quando você vê o preço do carro com 6 dígitos, você esquece o seu gosto, o gosto da família, a suas vontades, sonhos, e passa a funcionar na lógica. Ai o Cruze “destrói” (no Brasil), 89.000 e bastante completo.

        • Zeca Piroto 🤘🔥

          Exatamente! Acredito que o Cruze é realmente, o melhor Custo X Benefício da categoria, inclusive se formos colocar a desvalorização nos cálculos, também (como alguns enchem a boca para falar kkk). Parabéns pela aquisição!

    • Felipe Lima

      Concordo. O carro realmente evoluiu bastante em relação a geração anterior. Gostei muito do Test-drive, mas, na minha opinião, a grande “graça” do carro é o motor turbo. Eu estava esperando o carro por R$115k, que já seria caro, mas menos acintoso.

  • beto

    Isso é preço de Fusion que está um patamar acima. Nada justifica o preço deste carro.

    • GABRIELCSFLORIPA

      Fusion 2.5 Flex custa o mesmo que o Civic Touring e o Fusion 2.0T SEL custa quase 4 mil a mais.
      Mas o Civic anda mais, consome menos, é mais equipado, tem manutenção mais em conta e menor desvalorização.
      Fusion Titanium é completão, mas custa 30 mil a mais que o Civic.

      • Marcos Oliveira

        Você já olhou os números da tabela FIPE? Eu olhei, e descobri que esse papo de desvalorização do Fusion x Civic é lenda!

        Comparei 4 carros (Civic, Corolla, Fusion e 320i), na mesma versão, em um período de 7 anos (2010 a 2017). O único que desvalorizou menos com o tempo foi o Corolla. Pode até ser que o Civic venda mais rápido, disso eu não duvido, mas o fato é que todos os carros perdem muito valor no decorrer do tempo…

        Outro detalhe importante (e óbvio) é que o carro perde muito valor quando sai um novo modelo – mas isso aconteceu indistintivamente com todos os 4 carros analisados, apenas em anos diferentes, de acordo com o lançamento da nova versão.

        • Martini Stripes

          Tem muito mito… muito.
          Quando falei que um Corolla desvaloriza 50% em 3 anos, pq a maioria esquece de colocar a inflação na conta, quase me bateram.

      • Leonardo

        Com esse 0-100 de 8,6 segundos, acho muito difícil bater o fusion, que está na casa dos 7 segundos.

        • Cristiano_RJ

          Esse valor está errado. A Auto Esporte encontrou 7,5 s. A Car and Driver, 7,6 s. A revista Carro, 7,8 s. Enquanto a Quatro Rodas encontrou 7,9 s. Por fim, um famoso blog automotivo que também costuma fazer testes de pista em suas avaliações, encontrou 7,6 s. O Civic Touring anda tanto quanto um Fusion Ecoboost, porém, é um carro muito mais na mão; com dinâmica mais refinada. E isso pôde ser constatado na volta rápida do Vlog os Acelerados, em que o Civic Touring se saiu melhor que o Fusion Ecoboost.

          • Leonardo

            Ainda assim não vejo vantagem: andar o mesmo, porém sendo infinitamente menos confortável, menor, acabamento bem pior, menos segurança; e pra quem é ligado nisso, menos status.

            • Cristiano_RJ

              Então vamos pôr as coisas segundo um outro ângulo. Vou citar o meu exemplo. Gosto de carros de bom desempenho, e nesse quesito, ambos me atendem. Porém, dirigir um carro com bom desempenho mas sem uma dinâmica compatível, é como comer o seu prato preferido, mas sem colocar sal. Não tem gosto. Pois é; perto do Civic, o comportamento dinâmico do Fusion deixa a desejar. E é por aí que o Civic começa a dar a volta por cima, pois além de superior dinamicamente, seu conjunto mecânico é muito mais eficiente. Segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), o Civic Touring faz 12,0 km/l no ciclo urbano e 14,6 km/l no rodoviário. Já o Fusion 2.0 Ecoboost FWD faz, respectivamente, 8,6 km/l e 11,7 km/l. Um verdadeiro “chocolate”.

              Se andando o Civic leva a melhor, parado o Fusion revida: é muito mais espaçoso e possui acabamento mais refinado. O Civic é indiscutivelmente inferior nesse quesito. Porém, a pergunta é: ok, o Civic é inferior em refinamento e espaço interno, mas isso significa que ele seja ruim? A resposta é NÃO. O Civic possui ótimo espaço interno e uma cabine moderna e agradável. Na minha opinião, uma das melhores do seu segmento. Me atende perfeitamente. Então, me pergunto: se pagando R$ 125 mil eu tenho um carro que me agrada parado e andando, para quê pagar R$ 4 mil a mais para levar espaço e sofisticação que eu não faço questão e perder em dinâmica, que para mim é tão importante? E mais, esse espaço todo tem um efeito colateral: 1º torna o ato de estacionar em uma cidade como o Rio de Janeiro um verdadeiro inferno e 2º o contato com o solo é frequente e eu me irrito profundamente com isso.

              Resumo da ópera: sou plenamente ciente das vantagens e desvantagens de cada um, mas para as minhas necessidades, o Civic é a escolha certa.

              • Leonardo

                Bom, vai de cada um, para mim o fato de ser um simples Civic, carro sem luxo algum, custar R$ 125 mil é o suficiente para deixar de ser opção. Independente de ter desempenho e de atender as necessidades, é injustificável ele custar o mesmo que um Fusion.

                • Cristiano_RJ

                  Mas o que você sugere? Que eu pague mais caro em um carro que me deixará menos satisfeito? Vale a pena isso?

                  • Leonardo

                    Não. Só quero dizer que a honda não deveria cobrar esse preço pelo civic, afinal, independente da sua necessidade, o Fusion é melhor que o Civic e pronto, é de uma categoria superior, mais refinado e ainda por cima importado pagando adicional de imposto. Infelizmente os preços no Brasil não seguem lógica e a Honda acha ok colocar esse preço num sedanzinho nacional com acabamento ruim, talvez por isso as vendas sejam bem fracas.

                    • Cristiano_RJ

                      Leonardo, esse texto enorme que postei acima foi para esclarecer que o conceito de “melhor” é relativo. O Fusion é melhor em alguns aspectos (acabamento, espaço interno, segurança), mas o Civic é melhor em outros (comportamento dinâmico, consumo, distância do solo). Já falei anteriormente e repito: discordo veementemente da sua afirmação de que o Civic possui acabamento ruim. Não. Não possui. Seu acabamento está acima de muitos de sua categoria.

                      Finalizando, concordo que o Civic Touring poderia ser mais barato, mas uma coisa afirmo sem medo de errar: ele é o melhor sedan médio à venda no país. Considerando que hoje temos Focus Fastback Titanium Plus, Cruze LTZ2 e Elantra top sendo vendidos por, respectivamente, R$ 109 mil, R$ 112 mil e R$ 115 mil, o preço que considero coerente para o Civic Touring seria algo entre R$ 115 e R$ 120 mil. Não muito mais barato do que o preço atual. Muita gente ainda sonha com o tempo em que se comprava sedan médio topo de linha por R$ 80 mil, como há 5 anos atrás, mas a realidade atual do nosso mercado é outra, infelizmente.

                      PS. Em tempo, o Fusion é importado do México. Ele não paga imposto de importação e nem o super IPI. Valem as mesmas regras que os carros importados da Argentina.

                    • Leonardo

                      Bom, vai de cada um, mas o comportamento dinâmico do Civic não é tão absurdamente superior assim, e estamos falando de sedâs familiares, convenhamos que comportamento dinâmico é uma coisa que 99% das pessoas nem sabem o que é. É como o canal gringo de avaliação de carros que vejo no youtube diz: comportamento dinâmico é uma coisa que todos os avaliadores adoram dizer mas que o consumidor normal não se importa.
                      Se for pegar as necessidades individuais, um Up pode ser melhor que uma ferrari, então pego no geral e digo que o Fusion é melhor, afinal é de uma categoria melhor e bem mais refinado, seguro e confortável. Acho que o consumo nesse preço tem menos importância, até porque seria muito difícil o Fusion sendo bem maior e pesado fazer o mesmo.
                      Eu achei o acabemento do Civic bem ruim, aliás esse segmento de sedãs médios não tem nenhum com acabamento realmente bom, são praticamente todos de plástico, afinal é segmento de carro popular em outros países, comparar o acabamento de Civic com o do Fusion não rola.

                    • Cristiano_RJ

                      Entrei na cabine o Civic e não vi nada ruim lá. A cabine é agradável e bem acabada. Aliás, essa é a melhor cabine que o Civic já teve. Os materiais utilizados no Civic de 9ª geração eram vexatórios. Plástico duro para todo lado. O de 10ª geração é o primeiro Civic a utilizar materiais emborrachados. E ressalte-se, não só o Civic utiliza bons materiais. Outros concorrentes do seu segmento também o fazem. Discordo que seja um segmento em que o acabamento de um modo geral seja ruim.~

                      O Civic utiliza a mesma plataforma do Honda Accord. Possui suspensão multilink, direção direta e variável conforme o esterçamento (recurso também utilizado pelo Golf GTI) e possui buchas hidráulizadas na suspensão. Se antes o Civic sempre foi uma referência em handling, agora ele conseguiu se superar. Vários avaliadores foram categóricos em afirmar que ele é a referência do seu segmento. Não adianta querer minimizar isso. Se você não se importa, beleza. Mas há sim quem valorize. O mercado é soberano e dirá se enxerga ou não que ele entrega o valor cobrado pela Honda. Não serei eu ou você.

                      PS. Em tempo. O Civic Touring 1.5 turbo CVT nos EUA parte dos US$ 26.600. O Fusion Titanium 2.0 Ecoboost parte dos US$ 30.250. Aqui no Brasil os preços são, respectivamente, R$ 124.900 e R$ 141.700. Ou seja, nos EUA o Fusion custa 13,7% a mais que o Civic. Já no Brasil ele custa 13,5% a mais. Conclusão: os preços relativos são iguais aqui e lá.

                    • Leonardo

                      Bom, pro meu gosto, acho o acabamento do Civic bem ruim, amterial emborrachado só no painel e mais ou menos, um emborrachado de baixa qualidade. As portas praticamente inteira de plásticos, soldas aparentes… enfim. Concordo que a dirigibilidade dele possa ser boa, mas ainda assim, no dia-a-dia isso pouco importa para justificar o preço, afinal ninguém vai andar em pista com ele. Como carro, está abaixo de carros de um Fusion, ou Camry, ou Accord, ou qualquer outro que esteja acima dele.
                      De modo geral, quem compra Civic não é o mesmo comprador de Fusion, este busca um carro mais espaçoso e refinado, além de ter mais grana para manter e para comprar, afinal, o mix de venda do Fusion é quase todo na versão titanium.

                    • Cristiano_RJ

                      Quem compra um Civic Touring pode comprar também um Fusion 2.5 ou um SEL sem problemas. Não é dinheiro o limitante. É o perfil do comprador que será decisivo em sua escolha. Possuo uma BMW 120i. Quando a comprei, em novembro de 2015, paguei R$ 120 mil. Antes de compra-la, quando ainda estava me decidindo qual carro comprar, passei em uma Ford e me ofereceram o Fusion Titanium FWD por R$ 115 mil. Não me convenci, pelos motivos que te falei.

                    • Leonardo

                      O mix de vendas do Fusion está concentrado na versão titanium, então por isso acho que quem compra Civic, não compra Fusion, pois as versão mais interessante e que demonstra todas as tecnologias é a AWD. Essas versões de entrada são só para constar em portfólio (de qualquer forma, mesmo a versão SEL ainda é mais interessante que um Civic)

                    • Cristiano_RJ

                      A versão SEL acabou de ser lançada. Até pouco tempo atrás o Fusion Titanium era bem mais acessível. Eu mesmo, como postado acima, deixei de comprar um Fusion Titanium FWD por R$ 115 mil há pouco mais de um ano atrás. Após a reestilização a Ford aumentou bem os preços e para compensar, lançou a versão SEL para sustentar o volume de vendas, incomodando justamente o Civic em sua versão topo de linha. É óbvio que a versão topo de linha é a mais interessante. Isso se aplica não é só a Fusion não; se aplica a todo e qualquer modelo. Mas é leviano dizer que só a versão Titanium AWD é que tem representatividade no mix de vendas e que as demais versões são só para constar no catálogo. Mesmo porque, você não tem nenhuma evidência do que está afirmando… Anyway, se isso fosse verdade, então tudo o que estamos discutindo aqui passaria a não fazer sentido nenhum, já que estaríamos falando supostamente de dois modelos de preços completamente diferentes. Logo, o Fusion não seria alternativa ao Civic.

                      Finalizando, você volta a afirmar que “mesmo a versão SEL ainda é mais interessante que um Civic”. Aí, meu camarada, estamos rodando em vazio. Não saímos nunca do ponto inicial da discussão, já que tudo começou com eu dizendo que isso é RELATIVO. Depende das necessidades de cada um. No MEU caso, isso não é verdade. Pode ser no seu, mas não é uma verdade ABSOLUTA. Existirão pessoas que concordarão comigo, e outras que concordarão com você. É mais fácil aceitar essa realidade do que querer impor as suas verdades e prioridades a todas as pessoas do planeta. Simples assim.

                    • Leonardo

                      Vi num vídeo de avaliação da nova geração, em parceria com a ford, onde ela mesmo divulga que o mix de venda está concentrado na topo de linha turbo, justamente pelo apelo tecnológico que o carro tem. Claro que não poderei constatar que a Ford fala a verdade, mas acredito que sim pois ainda não vi nenhum Fusion do novo modelo que não fosse o AWD. E parece que me faz sentido, a diferença de preços não está tão grande entre a de entrada e a topo, cerca de 25 mil reais. A AWD tb sempre tem desconto, semana passada sem muita conversa me deram 5 mil, acho que com mais conversa tiravam mais.
                      No final é questão de gosto, mas acredito que de modo geral as pessoas vão preferir o Fusion, tanto que as vendas do Civic estão fracas e com a nova geração o Fusion subiu bastante, ultrapassando em janeiro inclusive marcas premium.

                • Eithy Khey

                  civic, carro sem luxo ? tá de brincadeira, cara !!!! VC DEVE SER VENDEDOR DA FORD !!

          • Welyton F. Cividini

            Cristiano, que blog é esse?

            • Cristiano_RJ

              Carplace.

              • Welyton F. Cividini

                Valeu amigo!

      • Eithy Khey

        desculpe.. Civic é muito mais carro que Fusion ! Vou de Civic ! mas respeito a sua posição !

        • Cristiano_RJ

          Você não entendeu o que ele disse. Sua argumentação leva à conclusão de que o Civic é melhor opção. Mas esse negócio de mais carro depende das prioridades de cada um. O Civic ganha em alguns aspectos, enquanto o Fusion, em outros. O melhor carro depende de quem compra.

  • Ricardo

    Esse tipo de design é um hatch ou fastback?

    • Esquilo Tranquilo

      É um fastback, mesclando sedan/coupe/hatch.

      • Ricardo

        Nem sei a diferença entre hatch e fastback! Coupe é necessariamente 2 portas né?

        • alemãoVP

          Acho que a diferença reside no formato da traseira: nos hatchs a tampa traseira é aberta completamente e possui portanto um corte mais abrupto (hatchback em inglês quer dizer esse formato que possui essa “porta” digamos assim)… sao tb chamados de 2 volumes (compartimento do motor + cabine). São exemplos os inúmeros veículos menores que temos por aqui >> Gol, Palio, Uno, Onix, HB20 etc…

          Já o fastback tem o formato da traseira mais alongado, geralmente com cabine abrigando tudo ou boa parte do que seria um terceiro volume de um sedã… pense na antigos TL ou Passat da VW…

          Por outro lado, concordo com o amigo abaixo que essas classificações são cada vez mais difíceis já que os meios atuais de projeto e produção de um veículo permitem uma liberdade muito maior de formatos de carroceria, sendo difícil classificar alguns deles dentro dessas categorias específicas…

          Espero ter ajudado

          • Alexandre

            Sim, acredito que seja isso mesmo. Por isso os hatchs no passado eram chamados de 5 portas, porque poderia entrar por eles utilizando o porta-malas. Já o Fastback é um Coupé (que até onde sei foi criado pela Ford – o nome -), mas não se consegue entrar pelo porta-malas. Claro que hoje em dia com bancos rebatíveis essa característica caiu por terra…

          • Pedro Neto

            Depois que a Ford Chamou o Focus sedan de fastback.. o conceito de carro tipo “sedanzinho” com a porta do porta malas que da acesso à cabine, foi para o espaço tb

        • Pedro Neto

          verdade, ta cheio de coupe 4 portas, Passat CC, Mercedes CLS… Audi A7… Sem contar os tais SUV coupe, BMW X4, Mrcedes GLC Coupe…

  • Esquilo Tranquilo

    É a mesma coisa que eu falava pro palio weekend locker, muda um pouco mas continua sendo a PO**A de um civic, brasileiro é burro e paga…

    Me critiquem pelo meu pensamento mas não tem explicação lógica pra pagar 125 mil HUEais num civic.

    • JH SM

      kkkkkkkk aí tocou na ferida…Fazer o que, o nosso mercado funciona assim, infelizmente. Tem que jogar de acordo com as regras do jogo haha

    • Lucas

      Acho que é bom ter dinheiro o suficiente pra “burrice” não afetar o orçamento – o que não é o caso do brasileiro médio. Esse abastado senhor que seja feliz, mesmo com as revisões de 5 a 7 mil reais nos carros AMG.

      Convenhamos que racionalmente não é nada inteligente pagar 50% de imposto sobre um bem que deprecia facilmente 20% ao ano (em três ou quatro anos, esse carro vai valer menos de 200 mil). Mas ao mesmo tempo, não temos outra opção a não ser trabalhar dobrado e arcar com todo esse ônus se quisermos um mínimo de dignidade sobre rodas.
      É injusto dizer que é inveja, o rapaz está apenas indignado com toda essa injustiça tarifária praticada no nosso país (com razão). O caso do brasileiro é uma espécie de burrice consentida, que permite ciência do ato estúpido a ser cometido – porém ata as mãos, baixa a cabeça, o faz aceitar sua situação e assinar o cheque. É impotência.
      Isso é muito triste cara, e está todo mundo no mesmo barco. Você com seus bens, inclusive.
      É preciso se irritar e questionar quem nos obriga a ser burros, e não uma pessoa que simplesmente está mostrando essa condição.

      • Alexandre

        5k a 7k nas revisões?! Puff, pode ter certeza que a primeira vai ser algo em torno de uns 9k e as demais no mínimo 10k. O meu com 30.000km teve a revisão no custo de 2,4k. Um carro que custa 20% de uma GLE AMG.

        • JH SM

          E vai pagar sorrindo. Porque ele pode. Quem não pode, chia na internet “Custo Brasil” e tal.

        • Lucas

          Meu irmão tem uma C63 2011 e fez a revisão de 50 mil km pelo valor de 6.900 reais. Fiz o chute baseado nessa história, mas realmente os valores devem ser mais altos.

        • Thiago

          A revisão de 10.000 km e a de 30.000 km de um A45 sai por R$1.300,00 reais aproximadamente cada uma. Na de 20.000 km o preço é quase o dobro. O que pode pesar no orçamento é a troca de peças como discos e pastilhas de freio. Quanto aos AMG V8, o preço é maior também devido aos 9 litros de óleo que são necessários.

          • Alexandre

            Sim, faz sentido. O problema é que esses carros de alto desempenho comem (alem de pneus), freios… Por isso o valor vai lá para as alturas. Fora a desonestidade da maior parte dos concessionários que empurram a troca da peça ao invés de retificar.

            • Thiago

              Isso é fato, discos, pastilhas e pneus duram a metade do que um carro normal. Tem proprietário que a pastilha de freio dianteira durou 15.000 km levando o carro para track days. Quanto à retífica de discos, isso é um assunto controverso, tem muito preparador que não recomenda, porque na pista o disco chega a temperaturas extremas, e o chamado “passe” poderia afetar nessas situações de uso muito severo. A MB só troca os discos quando eles estão abaixo do limite mínimo de espessura ou quando o disco apresenta frisos, decorrente de sujeira geralmente, nesse caso você tem que contar com a sorte para isso não ocorrer.

    • Eithy Khey

      Perfeito a sua colocação ! J. Pinto … Parabéns ! vc tirou as palavras de minha boca ! estou comprando um civic touring

    • Cristiano_RJ

      Brother, você está dizendo que o Civic Touring de 10ª geração mudou pouco em relação a um Civic de 9ª geração? Sério?

  • JH SM

    Vai me perdoar, mas daonde esse tempo de 0-100 km/h? O Civic não “anda mais” que os concorrentes Turbo, ele anda MUITO mais. Em todas as publicações ele andou na faixa dos 7,5s. Carplace, Car and Driver e Autoesporte aferiram 7,5s. Na Quatro Rodas, que sempre tem tempos mais longos de 0-100 km/h porque eles fazem várias tomadas do carro e tiram a média, foi de 7,9s (Bem longe desses 8,6s publicados aqui).

    Fora que as retomadas também são no mínimo 1s mais rápida que as do Cruze (Cruze retoma de 80-120 em 6,2s, sendo que o Civic retoma em 5,1 segundos, tendo registros de até 4,7 segundos na Autoesporte). Dá um sarrafo em desempenho na concorrência de sedãs (Exceto o Jetta TSi, óbvio).

    • JH SM

      Perdoem-me, tem uma publicação que ele foi aferido 8,6 segundos. No Top Speed. rs Sem método algum de aferição, modo aleatório mesmo.

      • Roberval Quadros

        no top speed marcou 8s cravado, sem contar outras publicações que marcaram abaixo de 8, esse tempo ai de 8,6 ta errado.

    • Charlis

      Realmente, você tem razão, todos os comparativos que eu li, ele fez os 0 a 100 km/h na casa dos 7,5s.

      Mas engraçado que dirigindo ele não me transmitiu essa aceleração “toda” desses números.
      Alias, ele não me empolgou em nada, nadinha.
      Eu creio que seja o fato do câmbio CVT…

      []s

      • JH SM

        Provável que seja pela faixa de atuação do Turbo. Ele não tem aquela puxada forte em baixa que o Cruze e o Golf têm, mas em compensação rende muito mais.

      • Leonardo

        Com certeza é o CVT, é bem comum do câmbio fazer parecer que o carro é mais fraco do que realmente é. Já tive um CVT, e hoje julgo uma das piores opções disponíveis no mercado.

    • Alexandre

      Sim, mas apesar do design do Jetta ser “xoxo”, prefiro powertrain e 7s no 0-100 do que o Honda.

      • GABRIELCSFLORIPA

        Civic anda tanto quanto o Jetta

        Revista Auto Esporte

        Civic

        Aceleração
        0-100 km/h: 7,5 s
        0-400 m: 15,5 s

        Retomada
        40-80 km/h 3,1 s
        60-100 km/h 3,9 s
        80-120 km/h 4,7 s

        Frenagem
        100-0 km/h 38,3 m
        80-0 km/h 24,3 m
        60-0 km/h 13,5 m

        Jetta

        Aceleração
        0-100 km/h 7,5 s
        0-400 metros 15,3 s

        Retomada
        40-80 km/h 3,0 s
        60-100 km/h 3,8 s
        80-120 km/h 4,5 s

        Frenagem
        100 km/h 39,3 m
        80 km/h 26,8 m
        60 km/h 15,9 m

        Site CarPlace

        Civic
        0 a 100 em 7,6
        40 a 100 em 5,5
        80 a 120 em 5,1

        Jetta
        0 a 100 em 7,0
        40 a 100 em 4,9
        80 a 120 em 4,5

        Canal TSI///MT

        Civic (com apenas 450km rodados)

        0 a 100 km/h em 7,26
        0 a 400 metros em 15,28

        Jetta

        0 a 100 km/h em 7,25
        0 a 400 metros em 15,14

        E o Civic 1.5T com quase 40 cv e 6 kgfm a menos, consegue ter desempenho similar e consumo bem melhor.
        Além de um design anos luz a frente do Jetta, tem melhor pós-venda, menor desvalorização, manutenção mais em conta, seguro bem mais em conta, etc…

        • Alexandre

          Esqueceu de citar que tem 50kg a menos… Consumo, o Civic perde, inclusive no próprio Auto Esporte (15,4 km/l (rodoviário) contra 14,6 km/l (rodoviário) do Civic). Esses dados são bastante variáveis na internet, uns dizem na casa de 8s, outras na casa dos 7,5s, sendo assim, prefiro pegar a mediana de todos e por isso, o Civic (na minha avaliação) anda menos que Jetta. Quanto a design e pós-venda, eu prefiro 0-100, não nego que esse design do Civic é matador, quebra qualquer carro nesta faixa de preço (apesar de achar que não era para ele estar lá, rs). Já em relação a manutenção e seguro, eu acompanho um IG de seguros e os valores do Civic novo lá postados não são atraentes (considerando dados do condutor similares para ambos os carros), em suma, são parecidos com o do Jetta TSi.

        • Lucas

          Se ver além dos 100 km por hora, o Jetta abre uma distância absurda do Civic.

        • Dag Drollet

          O Jetta perde um tempo para sair da imobilidade devido à resposta inicial do DSG dele. Mas, depois que isso ocorre, a tendência é ele atropelar o Civic. Aos 1000 m a diferença já se estabeleceu em 1,3 s (fonte 4 Rodas), vantagem essa que tende a crescer devido à maior potência do VW. Mesmo assim, é inegável a eficiência desse 1.5 da Honda.

          • Cristiano_RJ

            Perde não. É exatamente o contrário, o Jetta 2.0 TSI arranca com tudo. Tem até que dosar o pé para não ficar patinando no lugar, mesmo com o ASR ligado. Já o Civic parte lentão e depois recupera. Esse comportamento é devido ao CVT. Veja a arrancada que os Acelerados fez. CivicTouring, Cruze 1.4 turbo, Audi A3 sedan 1.4 turbo e Mercedes-Benz C180. O Honda largou meio para trás e depois jantou os outros modelos. No casodo Jetta 20 TSI, claro que isso não aconteceria. O Jetta ficariana frente o tempo todo.

            • Edson Fernandes

              No canal top speed inclusive, o cara sempre dirige em uma estrada da região de Campinas e arredores e teve a oportunidade com o Jetta TSI deste andar forte com um Civic Touring… e é nitido o quanto o Jetta tem mais chão, mais performance e mais versatilidade para enfrentar inclusive curvas esburacadas.

              Mas sejamos justos: A VW quando fez o Jetta pensou além de um carro familiar, dar também um produto afiado para entregar esportividade… enquanto a Honda optou por ter um carro familiar com boas respostas na condução.

              É nitida a diferença de proposta nesse aspecto e você percebe que realmente o Jetta anda bem mais.

            • Dag Drollet

              O teste da CarandDriver diz o contrário: quem pula na frente é o Civic, pode googlear que você acha.

        • Erasmo Artur

          E não tem o DSG que tira o sono de quem está fora da garantia lol

        • J. Carlos

          No Acelerados Civic Touring 1m10s166 Jetta TSi 2.0 1m09s412, quase 1 segundo.

          Na Fullpower Civic Touring 2m10s760 Jetta TSi 1.4, é o UM PONTO QUATRO 2m10s350, quase meio segundo o 1.4 deu no Touring,

          Carro não é só arrancada ou retomada, tem vário fatores que fazem um carro andar mais.

      • Pedro Neto

        e se tratando de um carro de rua… mais ou menos 2 segundos para o concorrente não significa muita coisa. Existem coisas mais importante para se considerar em um carro de rua. Uma delas é a curva de torque e este já disponível em baixa rotação, é o caso dese e dos demais Turbo com injeção direta.

      • JH SM

        Não tenho dúvidas que o Jetta TSi ande mais. É obrigação dele. Um motor de 211cv e 28kgfm de Torque TEM que andar mais que um de 173cv/22,5kgfm. Mesmo 50kg a mais não compensa a potência e torque muito superiores do Jetta TSi (É o mínimo…O carro tem 0.5 litros a mais de capacidade cúbica).

        A questão é que o Jetta TSi não é tão mais rápido que o Civic. O Civic anda menos, mas não fica pra trás. E aí tem os prós do Civic que são inúmeros: Design (Nem parecem dois carros que convivem na mesma época, o Jetta é insosso demais), posição de dirigir e dirigibilidade (Civic anos luz na frente do Jetta em dirigibilidade), acabamento (Aquelas portas de plástico vagabundo do Jetta, as rebarbas nos encaixes…), equipamentos (Freio de estacionamento manual é sacanagem), design interior, espaço interno, ATUALIDADE…Nem se compara. Se a pessoa é supertrunfeira e acha que vale a pena pagar mais caro por um carro que anda um pouco mais, mas é inferior em todo o resto, é Jetta TSi na cabeça. Em todos os outros quesitos, o Civic dá de lavada.

        • Alexandre

          Você também tá comparando um motor de no mínimo 7 anos atrás com um que surgiu há poucos meses quiça um ano (que mesmo assim tem o consumo pior, haha)… Outro ponto importante, cilindrada cúbica não é sinônimo de maior velocidade, se fosse assim, os 45 AMG não batia Porsche. E por ultimo, e um dos mais importantes na minha opinião (fora powertrain), a esportividade da VW é bemmm superior a de um Honda. Sendo assim, ficaria com VW.

          • JH SM

            Quando tu compara cilindradas semelhantes com tecnologias semelhantes de sobrealimentação, sim, o de maior capacidade cúbica vai prevalecer. Imagina se empregassem a tecnologia empregada no AMG45, em um motor 3.0T. Obviamente o desempenho seria maior que um 2.0T.

            Não tem milagre. Downsizing existe de modo que tu abandone aspirados de maior cilindrada por turbinados de menor cilindrada. Agora turbina um V8 e me diz se ele não vai andar mais que um V6 turbinado. É lógica simples.

          • JH SM

            Agora me diz: O consumidor comum vai valorizar 0,3 segundos a mais no 0-100 km/h, ou atualidade do projeto, design, qualidade do interior, equipamentos? Se tu ainda comparasse um Golf GTi, esse sim que anda MUITO mais que o Civic, até tudo bem. Mas o Jetta, que anda pouca coisa a mais, é preciosismo tu ignorar todo o resto do carro por causa de 0,3 segundos no 0-100. Tem que ser muito fã mesmo do Jetta.

            Entre um Civic e um Golf GTi, eu preferiria tranquilamente um GTi. Mas esse, além de andar absurdos a mais, tem um acabamento mais caprichado, é mais leve, o motor é mais moderno…O problema é que ele é muito mais caro (O Exclusive + Teto sai por 155k e ainda deve couro).

            • Alexandre

              Não são só 0,5s né!? Vários sites mostram mais do que isso, sendo assim prefiro pegar a mediana de todos e colocar no papel. Tudo isso causa uma lentidão de 1s… Agora, você disse sobre design, eu não penso particularmente em design em primeiro lugar, segundo, o projeto do Jetta é muito bem avaliado em mercado desenvolvidos no quesito segurança principalmente, terceiro, equipamentos ele tem menos, verdade, mas não é aquelas coisas que te deixa de boca aberta. Por exemplo, apesar de esse Civic ter uns opcionais legais em relação ao meu A3, ele perde em muitos outros opcs… Vai de cada um.

              • JH SM

                Coloca a mediana que QR/Carplace/Car and Driver/Auto Esporte acharam, que são revistas que medem o carro em condições apropriadas, sem inclinação, com aparelhos feitos pra isso. AE, C&D e Carplace acharam 7,5s. A QR achou 7,9. Isso dá uma média 7,6. O Jetta, mesmo que tu pegue o mais baixo que é 7s (Na Carplace), ainda fica uma diferença de 0,6s. Bem menos que 1s. Isso desconsiderando as outras aferições tipo AE que é 7,5s, ou outras que aferiram 7,2s. Tô só expondo o pior cenário pro Civic contra o melhor pro Jetta, e nem assim dá 1 segundo de diferença.

            • Edson Fernandes

              A versão Exclusive do Golf vem com bancos em couro.

              • JH SM

                Do GTi não. Precisa acrescentar o Pacote Sport de 5.000 que adiciona bancos em couro + Rodas 18 + Regulagens elétricas. É só o Highline que vem com bancos em couro desde o pacote mais básico.

              • Gustavo73

                Hoje os bancos em couro são de série no Highline básico.

                • Edson Fernandes

                  Mas no preço que custa é o minimo mesmo. Está impossível cogitar um Golf 1.4 TSI hoje em dia.

                  • Gustavo73

                    Eu trocaria pelo xénon e Pacote Elegance. E ainda teria que custar menos. Todos os carros estão caros no Brasil. Mas o Golf subiu bem mais. Desde o lançamento do alemão o Golf Highline subiu mais 30 mil reais. O Focus Titanium subiu 20 mil, mas ganhou equipamentos.

                    • Edson Fernandes

                      Como eu sempre digo… o Golf é um otimo produto que a VW fez o favor de tirar a boa relação de compra dele no mercado. O carro poderia ser mais caro que o Focus numa boa, desde que tivesse um preço mais realista para a versão 1.4 TSI.

                      O que ferra a VW mais do que o preço do carro é que os pacotes opcionais o deixam em um preço nada aceitavel (ainda que o preço base já seja ruim).

                    • Gustavo73

                      Não há nenhuma justificativa para a diferença entre o Focus Titanium Plus e o Golf Highline completo ser de 30 mil reais. Mesmo que tenha um ou outro equipamento mais tecnológico e o Tsi no cofre. Quando ambos chegaram por aqui, o Golf Highline+dsg tinha preço de Focus SE Plus. E olha que na época o SE Plus tinha menos equipamentos que hoje, como não ter airbags de cortina e uma CMM. Hoje o Golf Highline + Tiptronic custa quase o preço do Focus Titanium Plus, e assim como o SE o Titanium Plus também ganhou alguns equipamentos. Enquanto o Golf perdeu. Logo na época do lançamento a diferença de preços era menor, acho que uns 18 mil. A diferença na minha opinião não poderia chegar nem aos 10 mil. Não é possível que a VW tenha custos tão maiores que a Ford. Lembrando que na versão de entrada o Golf dá banho de equipamentos e motor no Focus.

                    • Edson Fernandes

                      Eu concordo plenamente. E tbm concordo que não deveria ser discrepante os preços.

                      Não a toa eu vejo bem mais Focus que Golf nas ruas.

                    • Gustavo73

                      Aqui no Rio vejo pouco doss dois. A vantagem para o Focus é pequena.

  • Rodrigo

    É um otimo carro, mas por essa faixa de preço eu sem dúvida iria de Golf GTI. Mesmo sendo o básico e com seguro / tudo mais caro.

    • Rodrigo

      O Civic Touring custa R$125 mil. O GTI básico (com os lindos bancos em tecido xadrez) custa R$131 mil de tabela. Essa diferença de R$6 mil eu pago com gosto caso o vendedor não feche por R$125 mil… E não faço nem questão do xenon, nem do teto-solar, muito menos do couro. Podem ficar faltando coisas mais interessantes como modos de condução, ACC, partida sem chave, etc. Mas também não ficaria tão triste assim.

      • oscar.fr

        Gostaria de morar em uma região que preços de tabela são praticados. Aqui é sempre mais caro.
        Mas em relação a tua comparação, eu acho que me “contentaria” mesmo é com o Jetta 2.0 TSI, que certamente deve ser mais barato que esse Civic, ter muito mais motor e um desenho que tu não enjoa após dois anos.

        • Rodrigo

          Básico, o Jetta Higline sai por quase R$115 mil. E completo encosta nos R$130 mil. Ainda assim uma diferença pequena em se tratando de um concorrente direto e de desempenho bem melhor, caso não se importem com uma versão em quase fim de vida.
          Mas ainda assim pegaria o GTI. Sonho antigo.

          • oscar.fr

            Fim de vida, sim. Mas analisando a VW uma próxima geração manteria praticamente o mesmo desenho hahaha (piadas a parte, pode ser, sim, uma razão de comprar VW).

          • Edson Fernandes

            Olha em SP pelo menos, o Jetta TSI topo de linha custa tranquilamente em uma conversa R$120000. Ou seja… eles sabem que tem Civic e ainda o Fusion nessa faixa…

      • JH SM

        Mas o GTi de 131mil, além de mais caro, é peladão. Até a cara dele é de simplicidade, fica com cara de Golzão pela falta dos xenons. Daí ainda falta Keyless, partida por botão, couro, TETO SOLAR…Fora que não tem freio de estacionamento eletrônico mais, caparam até o veludo do porta-luvas na versão básica do GTi.

        Detalhe: Tu NUNCA vai encontrar um GTi sem teto-solar em concessionária. Muito raro mesmo. E lembra que os vendedores só oferecem desconto quando eles possuem o carro no estoque. Se tu for encomendar o carro (Que é o que vai acontecer, porque tu não encontra GTi basicão sem teto em CCS), o preço de tabela é o do site e sem choro (Porque o carro nem pertence a CCS ainda, não abre margem pra negociação).

        • Edson Fernandes

          Pelado?

          Um carro com 7 air bags, multicolision brake, controle de vetor de torque, ar dual zone, saida de ar traseira (opa ele é pelado né?), entre outros itens? ok

          O cara deixou bem claro que ele vai apelar para o que o carro entrega em performance, abrindo mão de conteudo. Caso contrário, ele poderia escolher um opcional que encareceria ainda mais o Golf mas que pode ficar em pé de igualdade.

          Agora, pelado ele não é.

          • JH SM

            Em comparação a concorrência na mesma faixa de preço, é pelado sim. Ar dual zone, airbags laterais e de cortina, vetorização de torque o Civic tem. E ainda tem faróis de LED, câmera de ré, bancos em couro (Que nem o GTi Exclusive tem. Precisa ser o Exclusive acrescido do Pacote Sport de 5.000 reais pra ter couro. Detalhe: Não dá pra por o Pacote Sport isolado, sem pegar o pacote Exclusive ou Premium. Coisas da VW), FREIO DE ESTACIONAMENTO ELETRÔNICO (oi).

            UAU, saída de ar traseira. Realmente, o Golf vale a pena demais. Deve bancos em couro, câmera de ré, farol em full LED, freio de estacionamento eletrônico e Auto-Hold (Que o Civic tem, chamado Brake Hold), câmera de monitoramento de pontos-cegos, teto solar. Mas vale a pena, porque o Golf tem uma incrível saída de ar traseira e porta-mapas revestidos. Vale a pena demais.

            Repito: Boa sorte tentando achar um GTi de 131mil reais basicão, sem nem teto-solar. Vai ter que encomendar, e se encomendar, é o preço do site sem choro nem vela.

    • Charlis

      Se fosse 0 KM, também prefiro o Golf GTI, ou até o Fusion SEL (pensando em carro pro final de semana, não no dia a dia).
      Agora com essa grana em mãos, jamais iria num carro 0km.
      Mundinho dos seminovos, uma 320i ou 328i seria a primeira opção.

      []s

    • Artur

      Mas eu acho que, mesmo a versão “básica” do Golf GTI, embora não tenha os itens que você mencionou, vem com mais dispositivos de segurança que o Civic.
      De qualquer forma, minha escolha, nessa faixa de preço, seria o Fusion. O Civic não vale R$ 125 mil de jeito nenhum, muito menos o GTI com a baldada de opcionais que a VW oferece.

    • Martini Stripes

      Compraria um Renegade Trailhawk. =D

      • Eithy Khey

        hehehhe… não faça isso ! carro xoxo

  • Tosca16

    Levando em conta que aqui é o Brasil mesmo com todo o custo “Brasil” 89.990,00 estaria de bom tamanho para esse carro aí.

    • oscar.fr

      Não gostei, ia perder “prestígio”, pois segundo alguém que li aqui no NA é por isso que Corolla vende muito, pois é um carro com muito “prestígio” e o Civic não pode se dar ao luxo de ficar para trás do Corolla, né hahahhaha

      • Pedro Neto

        para você ver, brasileiro transformando Honda e Toyota em marcas premium kkkkk

  • Louis

    Que comece a choradeira pelo preço….

  • oscar.fr

    Acho que um Jetta 2.0 TSI é mais negócio.

    • GABRIELCSFLORIPA

      Civic Touring é caro, mas o Jetta TSi é mais.
      Mesmo com todos os opcionais o Jetta não é tão completo quanto o Civic, mas nessa configuração o Jetta custa quase 130 mil.
      E o Civic 1.5T com quase 40 cv e 6 kgfm a menos, consegue ter desempenho similar e consumo bem melhor.
      Além de um design anos luz a frente do Jetta, tem melhor pós-venda, menor desvalorização, manutenção mais em conta, seguro bem mais em conta, etc…

      • Alexandre

        Esqueceu de citar que tem 50kg a menos… Consumo, o Civic perde, inclusive no próprio Auto Esporte (15,4 km/l (rodoviário) contra 14,6 km/l (rodoviário) do Civic). Esses dados são bastante variáveis na internet, uns dizem na casa de 8s, outras na casa dos 7,5s, sendo assim, prefiro pegar a mediana de todos e por isso, o Civic (na minha avaliação) anda menos que Jetta. Quanto a design e pós-venda, eu prefiro 0-100, não nego que esse design do Civic é matador, quebra qualquer carro nesta faixa de preço (apesar de achar que não era para ele estar lá, rs). Já em relação a manutenção e seguro, eu acompanho um IG de seguros e os valores do Civic novo lá postados não são atraentes (considerando dados do condutor similares para ambos os carros), em suma, são parecidos com o do Jetta TSi.

    • Eithy Khey

      não !

      • Alexandre

        Sim!

  • Alexandre

    Apesar dos 125k pedidos, se olhar no WM verá muitos 0km por 118k. Ai se vê a lei do simples e velho capitalismo: Oferta x Demanda.

    • Luiz Ramos Jr.

      Isso é balela no Brasil, o que vale aqui é lobby para o governo incentivar o setor e cartel anfavea (oligopólio) mantendo preços inflados.

  • Vitor C

    É um bom carro mas não vale o que pede.
    Se a Honda quer concorrer com as premium que tenha uma qualidade premium, uma montagem melhor e mais qualidade.
    Agora querer cobrar igual sem entregar nada disso, me poupe.

    • GABRIELCSFLORIPA

      Qual “premium” custa 125 mil?

      • Vitor C

        A3, série 1 e classe A custam pouco mais que isso.

        • Eithy Khey

          ja fiz TD com A3 e serie 1, prefiro civic touring !

          • Vitor C

            Pode preferir, mas em qualidade é notável a diferença. Como eu estou cagando para desvalorização (afinal para mim carro é uma paixão) jamais pegaria um civic, prefiro dar mais em um carro realmente acima da média.

            • JH SM

              Mas no que o A3 de 125k é superior ao Civic? Acabamento, montagem e…Só. Caparam suspensão, câmbio, o carro é pelado, é mais fraco…

              • Vitor C

                Foi o que eu disse, acabamento e uma montagem bem acima, o que para mim já justifica o valor. Todo carro premium é caro, e traz exatamente o que o comprador desse carro procura, acabamento, qualidade, montagem acima da média e etc, fora a dirigibilidade e o projeto que são indiscutíveis.
                o A3 2.0 não é muito mais caro que o civic touring e oferece bem mais como carro.

                • JH SM

                  Agora vai lá ver o preço do A3 2.0T…Não tô dizendo a promoção que a Audi fez pra liquidar os estoques antes do facelift. Tô dizendo o tabelado.

                  • JH SM

                    Fora isso, montagem bem acima? Dos A3 que tem no Brasil, ou é o A3 1.4T DSG7 (Que sabidamente tem problema no câmbio, o mesmo DSG-7 do Golf que trepida e retém marcha em paralelepípedo, faz barulho de chocalho e por fim quebra o câmbio e tem que ser trocado. Só ler ó Golf MK7 Fórum que tem um tópico dedicado pros problemas desse câmbio), ou é o A3 1.4T AT6 com o lerdíssimo câmbio Aisin e a suspensão capada.

                    Talvez a montagem que tu se refere é a escolha de materiais do interior. Aí eu concordo. Agora montagem do carro no geral, robustez, o A3 tá bem ruinzinho…Os DSG-7 se provaram verdadeiras bombas, só não é pior que o Powershift.

                    O Ambition 2.0T em condições “normais” (Leia-se: Fora de promoções de queima de estoque de CCS) é bem mais caro que o Civic Touring, outro patamar. Mais caro que GTi.

  • Leo

    Uma pergunta básica: quanto custa um Jetta 2.0 TSI completo?

    • GABRIELCSFLORIPA

      Jetta 2.0 TSi com todos os opcionais custa 130 mil.
      Mas mesmo nessa configuração o Jetta não é tão completo quanto o Civic.

      • Lucas

        Aqui em Belém tem Jetta 16-16 com teto, xênon e pacote exclusive 0 km por 106 mil reais.

    • Pedro Neto

      mais de 130k temidos temers

  • Vinícius

    Quem é mais burro: uma pessoa que compra um Civic Touring (sendo que nesse valor de veículo, geralmente a pessoa possui uma condição de vida no mínimo confortável ou uma pessoa classe médida que compra um carro de entrada completo ou um compacto premium, que hoje beiram entre 50 – 60K)? Para quem dói mais no bolso? E a pergunta, qual o melhor custo x benefício?

    • Luiz Ramos Jr.

      Kkkk essa palavra custo-beneficio morreu. Não existe mais em nosso país.

      • mauricio

        Só pra quem pega um desconto bom kk

  • Martini Stripes

    Se não tem preço, não tem “equilíbrio ideal”.
    Equilibrado é o Cruze atualmente.

    • Eithy Khey

      não concordo, mas repeito a sua opinião ! o cruse até pode ter preço equilibrado, mas o mais vendido é CIVIC ! civic é muito mais carro que cruze!

  • Leonel

    Eu digo que quem procura um A3 busca por status, não somente o produto. O que houve foi que a Honda trouxe um motor turboalimentado como se fosse a maior novidade do século, mesmo aqui no Brasil. Se quer falar em plataforma nova, temos o novo Cruze. Na boa, nada justifica esse carro custar R$125 mil, tão simples quanto isso.

    • Com certeza, nada justifica. Mas os Hondeiros já vão vir logo falar do pós-venda e da revenda.

  • mauricio

    Honda acertou em cheio nesse motor, como um torque tão baixo consegue render tanto assim, peca em não ser flex.

    • Eithy Khey

      não gosto de flex, sempre preferi motor somente gasolina, rende muito mais

      • mauricio

        Rende mais no bolso, etanol gera mais cavalos e torque.

  • Freaky Boss

    Concordo com a conclusão final: por R$ 110 mil seria a melhor opção RACIONAL para a maioria, porém como a compra de carro tem muito de irracional (emoção), vai custar a vender!
    Pra começar (e custando 120mil) esbarra no “fator marca”: A Honda ainda não está fixa como marca premium na cabeça de muitos que partem para comprar carro de 120mil…..Gostem ou não isso é fato.

  • Freaky Boss

    A comparação imediata é mesmo com o Audi A3 sedã..
    PARA MIM o Audi A3 ganha em 1. design (mas isso é subjetivo=opinião pessoal) e 2. dirigibilidade (ainda acho que o conjunto motor + câmbio da Audi seja melhor…digo acho porque nunca dirigi o civic, apenas o golf 1.4tsi..) e 3. no “tal” do status.
    O Civic ganha em : 1. durabilidade, 2. menor custo de manutenção (seguro, revisões, peças,etc) e 3. por ter MUITO mais ítens de série.

    Entre os 2, custando +- o mesmo preço EU iria de Civic sem hesitar.

    • Eithy Khey

      tambem !

  • Erasmo Artur

    Esse civic tinha tudo pra bater o corolla.

    Mas a honda decidiu lucrar visando aumento do ticket médio sem foco na quantidade de vendas. Dae já viu….

  • Eithy Khey

    Depois que analisei X1, Q3 ….. resolvi ! vou comprar Civic Touring ! Bem melhor que as alemãs !

  • Eithy Khey

    Em Março 2017, estou recebendo o meu civic Touring !

    • Brasileiro sendo brasileiro… adora pagar caro e entrar numa fila.

      • Cristiano_RJ

        Mas o que você esperava? Que ele desistisse de comprar o carro que mais lhe agradou? O Civic Touring é caro, mas ele tem um conjunto de características que o tornam único em sua faixa de preço. Se ele desistisse, ou teria que levar um carro pior ou teria que gastar muito mais em um carro superior.

      • mauricio

        melhor que um corolla altis sem duvidas

  • Vinicius

    Pessoal, parece que as vendas não andam grandes coisas. Alguém conseguiu desconto no Civic 10? Não na touring, nas outras versões. Tenho interesse nele, mas a Chevrolet está bem melhor de negociar.

    • Felipe Lima

      Para mim, ofereceram quase 6 mil de desconto na Touring, mas ainda assim acho caro. As outras versões não sei, pois não me interessam. Vou esperar até 2018.

      • Vinicius

        Valeu Felipe. Realmente o touring está com preço insano. Espero que o Corolla renovado acerte os dedos da Honda.

  • expoJapãoAcelLondrina

    parece Acura

  • Osni Duarte

    Porque a insistência nesse “Novo” Honda Civic Touring? Só Honda CIvic Touring não serve? A própria Honda não usa esse “Novo” no site, mas apenas Honda Civic.

  • Eu não consigo gostar desse interior super futurista que a Honda coloca no Civic, parecendo uma nave espacial.
    E só pra acrescentar: não, não vale o preço.

  • Tosoobservando

    Sempre sera estuprado pelo Ford Fusion.

  • Randy Marsh

    125mil em um sedan médio? Pelo amor de Deus. Por isto eu prefiro um usado, Santa Fé, ate um fusion awd usado com Park assist…. odeio muito ter que comprar um carro e ao sair da concessionária saber que meu bem desvalorizou uns 10-15%….. ate com este valor pensaria em um Camaro usado…

  • Simone Raquel Viana Sanfins

    FUI PROPRIETÁRIO DESSE CARRO NESSA VERSÃO POR 6 MESES E POSSO AFIRMAR QUE É CAMPEÃO !!! MUITO LINDO, ECONÔMICO, CONFORTÁVEL AO RODAR, ESTÁVEL , POTENTE , ESPAÇOSO, MODERNO E COM ÓTIMO ACABAMENTO.
    NÃO VI DEFEITOS !!! MESMO TROCANDO POR UM CARRO SUPERIOR , FIQUEI TRISTE QUANDO DESPEDI !

    • rafael y3

      Coitado do Civic, vende menos do que Jetta. Realmente Civic, posso AFRIMAR que é BOQUETA, beeem BOQUETA!

  • Alexandre Cheveau Paes

    Será para que para as versões 2018 ele irão agraciar a versão manual com esse motor?
    Aqui quem fala é um feliz proprietário de um Civic LXL Special Edition 2011 manual, meu sogro quer comprar meu carro porém to com receio de vender haha adoro o bicho

  • Simone Raquel Viana Sanfins

    FUI PROPRIETÁRIO DO NOVO CIVIC TOURING POR 6 MESES. O CARRO É SIMPLESMENTE FANTÁSTICO !!! NÃO TEM DEFEITOS: ANDA MUITO, CONSOME POUCO , É CONFORTÁVEL , TECNOLÓGICO. TUDO DE BOM.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email