Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-2-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Você lê abaixo o relato do leitor Humberto a respeito de seu Fiat Grand Siena Essence 2013, que atualmente está com 6.800 km rodados:



Critério para compra

Custo x benefício, espaço interno e de bagagem, pois viajo pelo menos uma vez por mês com a família.

Comprei o carro em novembro de 2013, já modelo 2014. Para a escolha tomei por base o custo/benefício, pois acho um absurdo o preço que a indústria impõe a nós brasileiros para possuirmos um carro e maior absurdo o que gastamos para mantê-los, como IPVA, seguro e principalmente combustível, caríssimo.

Também pesou bastante a questão do espaço interno, pois, tenho 1,86 m de altura, minha esposa 1,80 m e meus filhos apesar de crianças, precisam de um espaço para minimamente colocar as pernas atrás, já que os bancos da frente vão sempre no último ponto. Parece que a indústria automobilística ainda não acordou que a população brasileira cresceu.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-3-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Concorrentes

Analisando os fatores anteriormente descritos cheguei aos seguintes carros: O Versa da Nissan, o Cobalt da Chevrolet , e o Grand Siena da Fiat. O Nissan Versa saiu de cogitação logo de cara em razão do espaço interno para o motorista. Com meus 1,86 m de altura, ficava apertado na posição de motorista, mas certamente meus filhos iriam adorar, pois a posição para quem vai no banco de trás é privilegiada.

Ao que consta é o melhor motor na categoria, pois além de supereconômico é extremamente ágil. Já o Cobalt o que pegou foi o preço, além de ter sérias dúvidas quanto ao consumo, pois pegaria pelo mesmo preço o LT 1.8, e este motor da Chevrolet, pelo menos nos carros mais antigos era muito beberão, além do carro vir totalmente pelado, os itens de série eram airbag, ABS, A/C, direção hidráulica, vidros e travas, ou seja, o mesmo que qualquer carro básico hoje oferece. O 1.4 acho que é pouco motor para muita lata.

Quando conheci o Grand Siena, que praticamente tinha o mesmo espaço e vinha recheado de opcionais, especialmente som original com Bluetooth, não tive dúvidas. Pelos mesmos R$ 44.000 peguei um carro completíssimo, com praticamente a mesmo espaço interno e bagagem, contra um carro totalmente pelado e mal acabado.

São itens de série do Fiat Grand Siena Essence 1.6: rodas aro 16, faróis de neblina, som com Bluetooth, entrada auxiliar e USB, acabamento primoroso, vidros degrade, controle canivete, vidros que sobem e descem no controle, porta malas automático, além de todos os itens normais, vidros e travas elétricas, A/C, direção hidráulica, airbag, ABS, dentre outros. Comparando os dois carros a diferença é gritante quanto a este requisito e acabamento.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-1-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Avaliação

Carro anterior: Megane Grand Tour 2012, 1.6 Dynamic. Acho importante este dado, pois é o parâmetro de comparação. Possuo também um Fox 1.6 ano 2012, o que inevitavelmente também entra nas percepções da avaliação.

Entrega: A entrega foi bastante cordial, e as explicações sobre todos os opcionais foram bem claras. Também claro foi a explicação que o porta-malas não tinha onde segurar para fechar, tem que pegar pela tampa mesmo…. Já veio com tapetes originais (muito bom!). Porém uma surpresa ruim, troca de óleo a cada 5.000 km. Considerando que os óleos são semissintéticos, é mais uma ida à concessionária. Mas fiz a primeira troca de forma rápida na concessionária, pagando R$ 200,00 pelo conjunto filtro e óleo.

Pós-venda: Até o momento não fui contatado pela Fiat, mas somente pela concessionária quanto ao atendimento de venda.

Primeiras impressões: Logo ao pegar o carro e sair com ele, senti que parece que faltava força, e especialmente quando o carro estava de segunda e precisava dar aquela saidinha, o carro não estava parado mais em baixa velocidade, é pisar fundo e a decepção, afogamento. Para um carro com 117 cv, 1.6, me senti extremamente lesado, pois parecia que estava num legitimo 1.0. Fui à concessionária e pensei que tivesse vindo com algum defeito, mas para minha surpresa me informaram que o defeito “é de série”. Até cheguei a fazer o test-drive com um Grand Siena na concessionária, mas aquele era Dualogic, então não senti esta sensação. Sempre gostei do manual exatamente porque é você é quem dita o ritmo, mas não nesse caso.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-7-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Acabamento e conforto: Porém nos outros quesitos só foram surpresas boas. O carro roda macio como carro de 1ª linha, pois tinha uma Megane Grand Tour, e o silêncio é praticamente o mesmo ao rodar. Especialmente na estrada o carro mostra a que veio, responde bem e roda em absoluto silêncio, com um consumo muito bom de combustível, maravilhoso para viajar. Os bancos acomodam bem, são bonitos, não deixando nada a desejar. Todavia alguns itens internos precisam ser melhorados, como porta-luvas (minúsculo), porta trecos na lateral (muito estreito).Os espelhos retrovisores são muito bom, altura do solo e todo o acabamento interno é primoroso. A crítica fica pelos mostradores do painel, difícil de ler as informações, e também de um reflexo indesejado no vidro dianteiro.

Aparência: Quanto a este item, acho que todos da categoria deixam algo a dever, e o Grand Siena não é diferente. Todavia, dentre seus concorrentes diretos acho que é o modelo mais bonito, ou menos feio. Mas principalmente pela cor que peguei e os acabamentos externos e internos do carro até que fica bonitinho.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-6-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Motor: Tirando a falha de sua falta de potência em baixa rotação, o nome tinha que ser “sem torque”, ao invés de e-torq, pois o torque é exatamente o que faz diferença em baixa rotação. Todavia, saindo de primeira e dando sequência nas marchas o carro tem muita força mesmo, respondendo bem em todas as outras situações; Como o tempo agente até acostuma, mas é uma pena que o motor tenha esta falha. Deviam aprender com a Renault, onde o 1.6 de 16v é uma bala em baixas rotações também.

Consumo: Como moro em Goiânia/GO o consumo na cidade e na gasolina varia de 8,0 km/l a 9,3 km/l, diferença que varia conforme o uso do ar-condicionado. Na estrada o consumo é muito bom, sendo a pior média que fiz, com carro carregado e sempre com ar ligado foi 11,5 km/l e a melhor 13,5 km/l . Mas a média fica entre 12 a 12,5 km/l, com carro carregado e ar ligado. Sem o ar ligado já fez até 14 km/l, sempre na gasolina.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-5-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Pontos negativos: direção repassa vibrações do solo; falta de uma direção elétrica; falta porta objetos no interior; porta-luvas pequeno; péssima visualização do painel de instrumentos; volante feio; falta de força do motor em baixas rotações.

Pontos positivos: excelente custo x benefício; espaço interno e de bagagem; economia; desempenho na estrada; acabamento interno; quantidade de itens considerados “opcionais” em outras marcas; ergonomia.

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-8-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

Conclusão: Pela faixa de preço escolhida, acho que o Grand Siena ainda é a melhor opção. Tenho certeza que se corrigissem estes pequenos defeitos, o carro seria imbatível no mercado, e não só o líder de vendas. Pela falta de força do motor em baixa, hoje optaria por comprar o mesmo carro na versão Dualogic, pois não senti este problema quando fiz o teste-drive num modelo automatizado, além de que com o câmbio o carro vem com diversos outros mimos como piloto automático, apoio de braço e controle de som no volante.

O relato que aqui faço é totalmente isento, meu único objetivo é ajudar aqueles que pretendem comprar um carro nesta faixa de preço em suas decisões. Portanto as informações prestadas são veridicas, lembrando que sempre existe o fator sorte/azar com cada carro em específico. Considero que não fui premiado nem azarado, mas um caso que está dentro do padrão normal par ao veículo.

Por Humberto de Paula

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-9-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-10-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

fiat-grand-siena-essence-opiniao-dono-4-700x525 Carro da semana, opinião de dono: Fiat Grand Siena Essence 2013

4.0

  • Alex Alves

    não faço questão de carro OKM,peguei um City seminovo e to muuuiito satisfeito com ele,economico,espaçoso….

    • Andrex2501

      Boa escolha!!

    • experientdriver

      Considerando os 3 modelos citados (Versa, Cobalt e Grand Siena), o City também seria uma boa opção. No caso dos carros da Fiat, eles vem mesmo com mais opcionais pelo mesmo preço para compensar fato de ser um Fiat.

      • ►►► Mr. D

        Qual o problema em “ser um Fiat”? Tenho um Stilo Sporting Dualogic e estou plenamente satisfeito com o carro, estou com ele há 2 anos e meio e até agora só alegrias, tem todos os opcionais possíveis para o modelo, tecnologias embarcadasque antes só viamos em carros importados, sem falar no teto SkyWindow que é único. Acho que há muito preconceito com a Fiat, pode deixar a desejar nos populares, mas os considerados Premium ela manda muito bem. Meu próximo erá um Bravo Absolute Dualogic sem pestanejar.

        • Igor Lima

          Amigão, tb sou dono de Fiat, um Linea, sem fanatismos, concordo q a galerinha é bem preconceituosa com a Fiat, mas não concordo com vc não, é exatamente nos premium q a Fiat tem muito o q aprender!

          • ►►► Mr. D

            Amigo, respeito sua opinião, mas veja que eu não falei que os carros Premium da Fiat são perfeitos, quis dizer que ela manda muito bem em relação ao que falam, que pra mim tem muito preconceito envolvido..

            Eu observo muito os detalhes, tem um detalhe entre tantos que vi no Stilo, que pode parecer coisa boba, mas veja quais carros “nacionais” tem aquele amortecedor na abertura do capô, o novo Focus Titanium de 90k ainda vem com a varetinha, assim como 99% dos carros a venda por aqui, mas o Stilo e o Bravo tem o amortecedor, dentre outros detalhes, eu particularmente acho o acabamento do Stilo muito bom para a categoria, sem falar na tecnologia embarcada que ele trouxe ainda em 2002 na primeira versão, coisas que só agora estão começando a ficar mais comuns nos carros, mesmo de categoria premium.

            Lógico que tem muito a melhorar, para que possamos ter carros de nível europeu ou norte-americano, como por exemplo colocar um câmbio de dupla embreagem ou um automático de verdade. Mas ainda acho que pelo menos nessa categoria a Fiat está muito melhor do que alguns falam por aí.

            • Gabriel

              Cara o Focus MK2 também tem dobradiça pantográfica.
              Golf Também.
              Não é questão da montadora ser mais caprichosa ou não.
              Pode ter certeza que a próxima versão do Bravo não virá com elas.
              Assim como sedãs com maior luxo, como Civic, Fluence e C4 Lounge já não as possuem, optando pelos braços articulados (pescoço de ganso).
              É corte de gastos.

              E qual “tecnologia embarcada” o Stilo possui que nem nos dias atuais faz parte de veículos “premium”?
              Só pra constar, acho o seu veículo excelente, e não tenho nada contra a Fiat.

        • Caio Brandão

          Bravo Absolute Dualogic?? So te falo uma coisa, pega um bravo manual que tu ganha mais, esse absolute é ridiculo.. trancos, indeciso, horrivel.. obs: um amigo meu tem um.

      • Vinicius Miranda

        O city é uns 10 mil mais caro, apesar de ser da mesma categoria.

    • Vinicius Miranda

      Comprar carro zero com usado é complicado.
      Eu tenho um GS e não comprei um city pq era 10mil mais caro, que por sinal pra mim não vale essa diferença. Em contra partida os mesmo 43.000 que eu paguei eu pegaria um i30 automático com controle de estabilidade, teto e ar digital porem 2010 que é anos luz melhor que o city.

    • Caio Brandão

      Pois é alex, esse povo com mania de comprar carro 0KM..

  • Douglas

    Meio beberrão esse carro, meu Corolla 03 faz 14km/l nas estradas do ES (BR-101) com muita subida e descida. Tristeza carro Flex.

    • Willian

      o seu carro além de privilegiar o consumo é gasolina (tristeza esse flex²), e também não está tão mais econômico não

      • Douglas

        1.8 – 136 cavalos @ 14km/l contra 1.6 – 115 cavalos @ 14km/l

        Isso pra um carro de 2003 com 100.000 km.

        • Chronosky

          comparar consumo de carros em cidades diferentes e condutores diferentes é furada. um amigo meu tem o mesmo palio sporting que eu comprados com 6 meses de diferença moramos na mesma cidade e andamos nos mesmos lugares alem de abastecer no mesmo posto com o mesmo tipo de combustível, o BC do carro dele marca 8,9km/l o meu marca 11,5km/l

          • Douglas

            Por isso eu citei o estado, aqui no ES o relevo é bem mais ondulado que no centro oeste.

            • Thales Sobral

              Seu percurso é um, o dele é outro.

        • Vinicius Miranda

          Compra um corola novo, flex e tenta ter esse mesmo consumo médio.

    • automotivo

      Meu opala 6c alcool faz 12km na cidade..

      • Vinícius Máximo

        1 tanque = 12km, vc quis dizer, né? kkkkk

        • GPE

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • automotivo

          Fui irônico ao EXTREMO. Nunca nem sequer dirigi um opala. Disse isso por que sabia q a maioria, ia citar seu carro como exemplo economia ( Astra, fazendo 16km, corolla fazendo 22km, Vectra, até ontem c/ motor monzatech fazendo 16,5km, e ´por aí vai). Fazendo o up! recém lançado passar vergonha. É SÓ ISSO, gente. Não é treta, não é a PLANTA

      • Andrex2501

        Mas cidade de qual planeta??

    • Felipe Lange

      A treta foi plantada.

      • Douglas

        Não meu amigo, a planta foi tretada.

    • visanpai

      Até hoje não vi ninguém falar bem do consumo do GS 1.6 16v, e olha que tenho dois amigos próximos que tem e comprados em datas diferentes…

  • DiegueteCG

    Parabéns pela aquisição, importante é que se sinta satisfeito com a compra. Minha irmã tem um Essence 1.6 também, e de vez em quando eu pego ele. Um dos piores pontos pra mim é justamente o que você ressaltou, o acabamento. O acabamento deixa a desejar, principalmente nas portas e no painel, sendo que achei o Cobalt LTZ melhor acabado nesse sentido. Outro ponto ruim é esse volante sem o revestimento de couro, é terrível a pegada, o que é irônico, porque os carros da fiat com volante em couro geralmente tem uma boa pegada (Punto/Bravo/500). No mais, andando na maciota e sabendo usar o motor do carro – que é bom, mas não é lá essas coisas-, consegui em um final de semana 11~12km/l na cidade.

    • Heraldo

      Claro, agora ele pode trabalhar como os colegas na praça, como taxista. kkkkkk.

    • Edson Fernandes

      Além disso, ele disse que tem espaço semelhante ao Cobalt o que com certeza não é a realidade. Sem contar que talvez ele como motorista tenha sentido o espaço parecido, mas para mim, já que minha irmã tem um Siena (desse modelo só que dualogic) e meu amigo tem um Cobalt 1.4 LTZ, digo sem pestanejar, o espaço para o motorista se mexer é muito melhor.

      Se ele achou mais completo em outros itens é uma coisa, mas de espaço o Cobalt é superior.

  • Fábio Soares

    Também tenho um e estou muito satisfeito, concordo com os defeitos que vc relatou, principalmente o reflexo do painel no vidro, e um outro que como vc é alto também deve ter que é a mal localização dos botões do desembaçador do vidro traseiro e faróis de neblina à frente do joelho.

  • Matafuego

    Economia é ponto positivo? Tá bebendo mais que muito carro 2.0.

    • Renato Valente Silva

      Tá bebendo inclusive mais que meu Astra 2.0 que faz de 14 a 15km/l na rodovia sem ar. Ainda sou obrigado a escutar que os carros da GM são beberrões.

      • André Francisco Leite

        Renato, penso igualmente a você! Tenho um Vectra GT, que tem fama de beberrão e faz 13,5 na estrada com ar ligado e três a bordo!

        “Ainda sou obrigado a escutar que os carros da GM são beberrões”²!!!!!!!!

        • Renato Valente Silva

          Sem contar o conforto de ter um motor 2.0 debaixo do capô. É só pisar que o carro vai…

        • andre oliveira

          Tenho um Corsa sedan 1.8 flex que faz fácil 13/14 na estrada com A/C 100% ligado,sou obrigado também a escutar que os GM são beberrões.

      • Thales Sobral

        Você faz o mesmo percurso dele?

        • Renato Valente Silva

          Esse consumo que coloquei em rodovia e feito em subida de serra vindo de Ubatuba para Ribeirão Preto. Acredito que é perfeitamente comparável com o percurso dele.

          • João Carneiro

            São tantas variáveis para se comparar o consumo q nem mesmo essas q vc citou é possível comparar… posto que abastece, pé do motorista, regime de rotação, trânsito, peso carregado e ene outros.

      • Vinicius Miranda

        Galera mas tb tem que ver como dirigi né……Eu já peguei estrada limpa rodei a 80Km/h e fiz 18,6km/L de média, com esse mesmo carro da matéria.

        • Ivan Claudio Dias Florencio

          Concordo, já cheguei perto disso.

      • Norberto Brigantini Paiva

        Renato, meu Astra 2011 faz entre 9 e 10km/l de álcool, com ar ligado e piloto automático travado em 115km/h que, em trechos de “sobe e desce” acaba aumentando o consumo e em trechos planos acaba deixando o carro mais econômico. Com gasolina, nas mesmas condições, não faz mais que 11,5km/l. O trajeto é Dutra-Dom Pedro-Anhanguera-Washington Luís-Itirapina-Brotas-Jaú-Bauru-Marília-Tupã, englobando longos trechos de reta, com muito sobe-e-desce e alguns pontos de muito trânsito. Tenho um colega de trabalho que faz o mesmo com um Astra Sedan 2010, no trajeto de Campos do Jordão-SJCampos. Considero muito bom. Acredito que também conseguiria essas médias com outros veículos, pois o consumo vai muito da tocada do motorista. Abraço!

      • Cesar Santos

        Cara eu tenho um astra 2007 e meu cunhado um vectra Gt 2010, acho este números muito exagerados, o meu carro e o do meu cunhado não fazem 15 km/l nem se for descendo uma ladeira.. A média é 10 e 11 km/l isso andando de boa oque é mui dificil com um 2.0

  • Willian

    ótima compra, um dos poucos sedans que eu compraria, acho o melhor custo benefício do mercado.

  • Fábio Soares

    O meu é dualogic e também sinto a falta de torque em baixa, as trocas são bem macias, mais o barulho do atuador hidráulico trocando as marchas encomoda, está atualmente com 15000km, e a troca de óleo foi feita aos 7500, porém no computador alertou aos 10000, acho que ambos fomos enganados pela concessionária, defeitos até agora nenhum.

    • Igor Lima

      Pq a Fiat deita e rola em cima de quem não lê o manual pq essa troca intermediária é só para carros q rodam em condições severas, ou seja, estradas poeirentas ou somente por trechos muito engarrafados de primeira e segunda marchas ou distâncias muito curtas comprometendo a lubrificação ideal!

  • Rafael

    Só pra constar meu I30 2.0 faz as mesmas médias com gasolina, na cidade: 9km/l estrada: 12,5 km/l. Bem legal o relato se tivesse interessado em um sedã da categoria acho que pegaria o siena também…

    • Muita gente compra carros mais baratos achando que serão mais econômicos. Ledo engano.

      • th!nk.t4nk

        Esse E.torQ é de concepção antiga já. Bloco de ferro, comando único e não variável, etc. Pode comparar com os 1.6 16v da Nissan e da Ford, são bem mais fortes e mais econômicos ao mesmo tempo.

        • Thales Sobral

          O 1.6 VHT da VW é dessa mesma concepção, e nos meus percursos consegue ser mais econômico que o Sigma Ti-VCT da Ford… Ficha técnica sozinha não diz tudo.

        • visanpai

          Se esse motor ainda fosse bom, a Mini/BMW não se tinha se desfeito dele…

  • Paulo Salla

    Possuo uma Megane Grand Tour 2012, como a que você tinha…
    Fiquei pensando o porque você se desfez deste e pegou o Grand Siena…
    Teve algum motivo especial?
    Acredito que o Megane seja um carro bastante superior, isso procede??
    Abraço

    • ESouza

      Pensei a mesma coisa, aguardando resposta tb…

    • Piantino

      O normal seria alguém vender o Siena 2014 e pegar o Megane Grand Tour 2012… Baita involução a do companheiro aí do post…

      • Edson Fernandes

        Pior foi minha irmã que vendeu um Civic 2008 LXS automatico com bancos em couro para ter um Grand Siena Dualogic. “Porque se vender depois desvaloriza muito mais”.

        DEU por R$38000. Quando descobri o quanto pagaram quis matar ela porque estava com apenas 45000km rodados e o carro estava impecavel. Teria tido um médio antes da hora. Mas minha irmã na ansia fez o que fez.

  • Marcos Lopes

    bem beberrão minha ranger 2008 faz 8,5 na cidade com ar lilgado e 12,5 na estrada com o pé pesado… se andar de boa faz 9,2 na cidade sempre com gasolina.

    Infelizmente acho o design deste carro horroroso , a frente parece copia do jac j3 (!!!) e a traseira com aquelas lanternas horipilantes alem da linha lateral em forma de curva broxante. junte a isso os pessimos motores da fiat e… não passo nem perto disto.

    Mais parabens pela aquisição cada um com seu cada um ! depois de 2011 a fiat fez questão de enfeiar quase todos os seus modelos – punto, siena, palio, idea – acho todos os modelos anteriores infinitamente mais bonitos que os atuais. uma pena.

    • automotivo

      Parabéns, pelo consumo de sua Ford Ranger. Posta isso aí pro pessoal do fórum 4×4

  • Leandro1978

    Desculpe a intromissão, mas por que trocar uma Megane com pouco tempo de uso? (não é uma crítica, apenas curiosidade).

    Em relação ao GS, ele me parece um carro correto ao que se propõe e, pelo que entendi do seu relato, está atendendo às suas necessidades.

    • AlexSP

      Tenho a mesma dúvida. Mesmo porque a GT tem um bom porta malas e espaço interno.

    • Kleber Freitas

      Ia fazer este questionamento, porque trocar um carro muito bom (Sou proprietario de uma Grand Tour 1.6 16V 2012) com pouco tempo de uso?

    • Edson Fernandes

      Além do que, a Gran Tour em teoria é superior em tudo e pelo relato inclusive em desempenho. (talvez não em consumo)

      • Paulo Salla

        Minha grand tour 2012 1.6 16v faz 10,5 na cidade e 13 na estrada…
        Claro q depende do pe e da cidade neh…
        Sou de CRiciuma SC

  • _William

    EU acho esse carro bem bonito, ainda mais se a comparação for feita com Versa e Cobalt. Gostei também do acabamento nesse tom claro ficou muito bonito a meu ver, e não me lembro a última vez que vi um carro popular com interior claro e terceiro encosto de cabeça, ponto pra Fiat nesse caso!
    Mas no quesito espaço sempre ouvi dizer que ele era BEM mais apertado que Versa e Cobalt, tanto na frente quanto atrás.

    • Concordo contigo William, das poucas vezes que andei em alguns deles (taxi), a minha sensação foi mesmo de que o GS parece menor. Aliás, achei até o Logan maior. Mas pode ser só uma impressão. ;)

  • AndreiVieira

    Legal esses relatos, mas parei de ler no “acabamento primoroso”, fui correr a página pros comentários e tinha uma foto da porta e do volante!

    Deve ser pegadinha do malandro!

    • Fernando Dantas

      Achei que ele estivesse sendo irônico, mas não era

  • Netovski

    Tenho 1,78m e sobra espaço dentro do Versa.

    O motor dele é infinitamente superior a qualquer motor que a FIAT tenha no Brasil.

    Na estrada consigo médias em torno de 18 km/L. Muito superior aos 13,5 do Siena.

    O versa é tecnicamente superior em todos os aspectos, só não é bonito como o fiat.

    Eu iria defender a suspensão do Siena, mas recentemente o próprio NA relatou defeitos na suspensão do mesmo que a FIAT descreve como “característica do veículo”.

  • Luccas Villela

    Nossa, achei o consumo muito ruim :/ O Palio Dualogic da minhã mãe (que era meu, 13/13) faz 7/8 com etanol e 9/10 com gasolina e já acho um pouco demais :/

    Concordo com boa parte do que foi dito, é bom o acabamento sim, só não suporto os botões do ar (que mudaram no 14/15). Sobre o motor, acho bem interessante… Só podia ser mais econômico.

    E o pós-venda da Fiat acho PODRE, meu rádio tem problema desde o primeiro dia e nunca consertaram, já até desisti.

    • O meu C3 (só para exemplo), faz 11~13 (depende se o Ar está ligado, transito, etc.) na cidade. Na estrada, chega a fazer 18.

      • Luccas Villela

        Mas seu C3 é 1.6 16V ou 1.5? E é manual ou AT?

        • Edson Fernandes

          O meu que faz médias parecidas é 1.4.

    • andre oliveira

      Esses botões do A/C parecem que são aqueles daquelas garrafas de água vendidos em semáforos passam uma péssima impressão mesmo.

  • Matheus C Damião

    Eu não li todo o relato, mas pq alguém troca uma Megane perua 2012 por um Grand Siena?

    • automotivo

      Talvez não goste mais de perua..

    • ESouza

      Tá todo mundo querendo saber isso rss

  • GSGoulart

    Sinceramente, não vi nenhuma grande vantagem ao meu Fiesta Sedan Rocam 1.6 2012.
    Tenho ciência que meu carro não é (e está longe de ser) o mais moderno da categoria. Mas em vários atributos acho que fica à frente do Gran Siena.
    Achava meu carro beberrão, mas vendo essas médias aí, não tem nada de mais.
    O acabamento é inferior, mas nem tanto. O rádio é muito parecido com o MyConnection da Ford.
    Um grande diferencial pra mim, são os braços pantográficos do porta-malas, que o Siena não tem.
    Aliás, o que o autor quis dizer com “Pota-malas automático”?? Abertura interna?
    E nem é tããão mais completo assim que a concorrência.
    Outro coisa é esse estofamento claro, que dá um ar de carro chinês (opinião pessoal).

    • Oba

      A questão de ser tao mais completo é muito relativo, a maioria das pessoas inclusive os que estão antenados no assunto consideram que um carro com ar, direção, vidro elétrico dianteiro e travas elétrica é completo e imagino que seja o seu caso mas comparando a lista de equipamentos do carro da matéria contra o Cobalt LT 1.8 é possível citar que o Fiat tem a mais: rodas de liga 16 (a VW cobra mais de 1mil reais no Gol Rallye) muitos não ligam se o carro tem calotas aro 14 ou rodas de liga 15, 16, 17 acham que é tudo igual mas quando vejo qualquer carro com rodas de diâmetros diferentes originais de fabrica eu percebo claramente que quanto maior a roda qualquer carro fica mais imponente e bonito, regulagem elétrica dos retrovisores (tem gente que não se incomoda em pedir para o carona regular o espelho), vidro traseiro elétrico (considero útil porque existe carona mal educado que abre mas não tem a capacidade de fechar o vidro), farol de neblina (tem muita gente que paga 400, 500 até 700 reais para instalar como acessório), som integrado ao painel com usb e bluetooth (muitos preferem instalar kit multimídia e correrem o risco de terem o carro arrombado e perderem a harmonia estética do aparelho integrado ao painel, computador de bordo com duas medições, porta-óculos que no site da Chevrolet consta como acessório mas não faço a menor ideia do custo.
      Quase todos os itens ausentes no Chevrolet são de série no LTZ que custa quase 4mil reais a mais que a versão LT ou seja para ter um Cobalt 1.8 igualmente equipado seria necessário comparar com a versão topo do Chevrolet mas é aquela velha máxima todos os itens que citei para muitos são considerados itens supérfluos ou de perfumaria (não é o meu caso) e se existisse um GSiena 1.6 sem estes itens com certeza o preço do carro seria mais baixo fazendo a diferença de preço aumentar mais ainda.
      Acredito que o seu carro não tem a maioria dos itens que citei e vale reforçar que tudo tem custo para as montadoras e se não fosse o caso com certeza não existiria distinção de versão e equipamentos concorda?
      Agora se para alguns distinção de ser considerado mais completo é ter ar-digital, central multimídia, câmera de ré, chave-presencial, banco elétrico, teto solar, farol de led ou xenon, star-stop, turbo neste caso concordo que não existe diferenciação sobre ser considerado mais completo.

      • GSGoulart

        Concordo com seu comentário, e só reforça o que eu disse: esse GSiena não tem nada de completo. Meu Rocam tem td isso que vc falou (farol de neblina, retrovisor elétrico, rádio com bluetooth, etc), mesmo sendo um jurássico. A execessão é o aro 16.
        Não conheço o Cobalt, mas acho o Versa um carro competitivo nesse segmento (exceto pelo pós-venda).

        • Oba

          Seguindo o seu conceito você realmente não esta enganado, se esse GSiena mais equipado que o Rocam não é nada completo imagino um Prisma LT 1.4 que não tem computador de bordo, rodas de liga 16, vidro traseiro elétrico, retrovisor elétrico, faro de neblina e custa o mesmo que seja um pé de boi que para mim pode ser considerado um carro pelado.
          O Versa realmente tem o melhor conjunto mecanico da categoria e custo beneficio.

  • Junoba

    Muitos Grand Siena, estão tendo problemas. E a Fiat não admite, e não quer fazer um recall, dizendo que são casos isolados.

  • EJ

    O carro do autor não é beberrão. Ele que ao contrário de muitos, não mentiu sobre o consumo pra evitar críticas nos comentários ou pra justificar o investimento. Já li tanta reportagem que não condiz com a realidade, que perdi as contas. Já vi um dono de Pajero TR4 a gasolina , cambio automático dizer que o carro faz 10 km/l na cidade. Gostei da reportagem. Eu iria comprar um Grand Siena 1.4 pelo preço, mas achei pouco motor, e o 1.6 pra mim, estava caro. Também considerei um Versa, mas como tive uma proposta financeiramente vantajosa pra adquirir um Fiesta Sedan Rocam 1.6, optei por ele mesmo sabendo da defasagem do projeto.

    • Thiago

      Só por curiosidade, você é funcionário público federal? Pergunto isso porque também recebi uma proposta de desconto nos carros da Ford… como eu comprei um New New Fit faz pouco tempo, ainda não vou trocar… mas eu trocaria numa boa também pelo Fiesta Rocam…

      • EJ

        Não, Thiago, foi negociação direta na concessionária mesmo. Valeu.

    • automotivo

      É verdade. Havia dito ali acima que meu Opala 6c a alcool faz 11k na cidade.

  • pedro rt

    e um bom carro mas o melhor de todos nessa categoria e o cobalt 1.8, nao tem boa potencia mas o torque e ideal pra qualquer condição e isso e oq vale, depois vem os novos logan e prisma

  • pedro rt

    hb20s 1.6 tem 135cv segundo a fullpower, tmb e uma excelente opcao de compra

    • Thiago

      O problema do HB20s é (a falta de) espaço… pelo menos pro autor do texto… como tenho baixa estatura, fico confortável até no 500…. rsrs

    • Thales Sobral

      Vc acredita na fullpower é? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Felipe Lange

        Estranho ter 135 cv, e o Lerdoster ter 116 cv, usando o mesmo motor, medido no mesmo dinamômetro.

        • Thales Sobral

          Veja bem, eu acreditaria caso eles medissem a potência NO MOTOR. Mas eles medem a potência nas rodas (e não divulgam esse número), fazem os cálculos de compensação (que contém erros), e mostram o valor final. Esse valor é uma ESTIMATIVA, e como toda estimativa, tem um componente de CHUTE aí. Não dá pra confiar.

  • Antonio De Julio

    Também tenho um, comprei em novembro de 2013. Mas fiz uns “mimos”, como o Kit Sublime e o Teto Solar e deixei o câmbio manual. Todos que entram no carro, ao ver o acabamento de couro branco, perguntam se eu mandei fazer “por fora”, pois ficou animal. O teto eu uso quase que todos os dias, a sensação de liberdade é muito legal. Fiz essas mudanças pois compro carro para ficar no mínimo 5, 6 anos. Depois dos 5.000km o motor melhorou bastante, ficou menos “mole” em baixas rotações. Mas adoro o carro, sinto pelo Versa que tem um P,,, motor mas o acabamento pífio, Ja fiz 14km/l na estrada usando gasolina aditivada. Até acho que faria mais, mas cheguei ao destino e peguei um trânsito que atrapalhou a medição “manual” (encher o tanque, zerar odômetro, rodar, encher o tanque e ver o quanto rodou).

    • Oba

      Já entrei no Sublime e é impressionante a diferença que faz na sensação de maior requinte e qualidade pelo fato do painel e partes do painel das portas serem na cor preta.
      Se todos os Palio e GSiena saíssem de fabrica com painel nesta tonalidade com certeza a impressão causada seria muito mas muito mais positiva.

  • Renato Valente Silva

    Acabamento primoroso? Ta com miopia meu filho?

  • Affonso Muniz

    aqui em casa tenho um nissan versa peso 130 KG e não consigo entender como vc não cabe no carro, andei em um grand siena parecia uma lata de sardinha principalmente no fundo

  • Guilherme Batista

    Essa impressão é a mesma que tive do Siena, apesar que também não gostei muito dos plásticos do painel, principalmente nessa cor meio cinza escuro, acho o Versa uma opção melhor neste segmento, mas o design exterior é pior.
    Aproveito e pergunto aos proprietários de Grand Siena se estão tendo problemas com a suspensão e ruidos na região do air bag do passageiro, pois aqui em BH esta tendo bastante casos como estes, um dono de oficina disse que teve dia que chegou a ter 12 GS com estes defeitos, obviamente a maioria era taxi.

    • Antonio De Julio

      O meu está indo para os 10.000kms e sem nenhum barulho. O único que teve foi logo no início, mas foi o protetor de cárter mal instalado que vibrava (detalhe, concessionária). Arrumaram e depois ficou tudo bem.

    • DPSF

      Tenho um GS 13/13 (por sinal o meu segundo, o primeiro teve o teto amassado na CSS e eles trocaram por outro), e todos os dois GS apresentaram os mesmo defeitos na suspensão dianteira e com aproximadamente a mesma quilometragem (5000km). Levei o segundo GS a css para conserto e penei muito. Trocaram batentes, coifas, pivôs, terminais, colocaram espaçadores nos amortecedores… ufa. E ainda assim o carro não ficou 100%. Desisti… Trocaram tb batentes dos amortecedores traseiros (estavam batendo). Segundo tecnico da css, a fiat tem conhecimento desses problemas mas não quer fazer recall. Quem reclama, eles consertam, como a garantia do GS é de aoenas um ano, eles empurram com a barriga… o problema teria sido ocasionado pela mudança de especificações dos fornecedores. Ao que me consta os modelos 13/14, 14/14 e 14/15 do grand siena tiveram esses problemas sanados.
      tb enfrentei e enfrento problemas constantes de barulhos e rangidos nos acabamentos, no primeiro GS, tive um problema no cambio, nao entrava a 1ª marcha, passei quase 20 dias com o carro parado aguardando peça… o atual dono desse carro ainda reclama do cambio, alega q eh mto duro…

  • Diego Leonan

    Não entendi pq vc não citou o Novo Logan como concorrente direto do Grand Siena, Cobalt e Versa ?

    • Heraldo

      Digo porque ele não citou, ele nem conhece esses carros, só os fui enganado, agora é tarde. FIAT.

    • bedotRJ

      Creio que em novembro, quando ele fez a compra, o Logan ainda estava disponível apenas no modelo antigo. O novo só começou a ser efetivamente entregue às concessionárias em dezembro. Logo, ele não devia considerá-lo uma opção real na ocasião.

  • andre oliveira

    Este GS ao lado de Cobalt e Prisma são minhas opções pra troca do meu Corsa sedan/06 se bem que o Prisma estar ficando proibitivo pra mim pois me recuso pagar 50mil num LTZ,só acho que você comparou versões erradas, por exemplo um Cobalt LTZ tem um acabamento bem melhor que um GS essence, no caso da LT deveria ser comparada com a Attrative que pra mim não diferencia muito da essence na minha opinião.

    • Heraldo

      É uma piada mesmo, esse carro está sendo a alegria da oficinas, porque só vive quebrando e esse cidadão vêm aqui enaltecer as qualidades do carro e o custo x benefício, é uma piada mesmo.

  • Felipe Lange

    “[…]acabamento primoroso[…]”

    Plásticos macios bem encaixados? Bancos aveludados ou em camurça?

    O porta-malas não possui revestimento nenhum…

    • Wagner

      Também achei muito forçado, eu tive um stilo sporting que da uma surra em acabamento nesse siena(estou comparando pois os 2 são fiat) e achava o acabamento dele apenas bom, primoroso nem meu ex carro um honda accord tinha, o pessoal daqui se contenta demais com pouco.

  • Felipe Lange

    Tu fizeste test-drive antes de comprar o carro?

  • Felipe Lange

    Estão precisando colocar variação de abertura de válvulas nesse motor e-TorQ.

  • bedotRJ

    Dei uma parada no texto (mas voltarei a lê-lo depois) quando vi que o phéra do relato trocou uma Mégane Grand Tour 2012 por esse carro. Simplesmente incompreensível. Só se a Grand Tour tiver vindo MUITO zicada, o que não é comum. Minha mãe também saiu de uma Grand Tour prá um compacto “grandinho” (Cobalt), mas já tava mais antiguinha, modelo 07/08 – e na vera não foi uma troca direta e sim um downgrade de dois carros (a Grand Tour e um Logan 1.0) que se tornaram desnecessários por um; por isso ela pegou a então versão top do Cobalt, LTZ 1.4. Uma Grand Tour 2012 é um carro zerado, de qualidade, e ainda na garantia. Muito superior ao Grand Siena, cujo acabamento (também discordando do colega) achei fraco. Ao terminar de ler o texto, espero encontrar alguma razão que justifique essa troca.

    • Felipe Lange

      Estou curioso em relação a isso.

      Trocar um médio por um pequeno, costuma ser frustrante.

  • Mr. On The Road 77

    Tenho um Megane Grand Tour 2013 e fico pensando por que você trocou num Siena…
    Eu só trocaria por precisar de grana pra alguma outra coisa, pois se for pela qualidade dos dois carros… há um abismo entre eles.
    O Megane, além de maior e mais espaçoso ainda tem um motor melhor e possui um acabamento bem superior.
    Nem vou ficar lembrando tudo que o Megane tem em equipamentos a mais…
    Com certeza, alguma razão houve, posto isso ser ilógico.

  • Douglas Alves de Oliveira

    Você leu no manual, ou foi na entrega técnica que lhe informaram sobre a troca de óleo a cada 5 mil? Eu tenho o novo Palio com o mesmo motor, e no manual diz a cada 15 mil, ou 1 ano, o que ocorrer primeiro, ou em caso de uso severo 7,5 mil. No caso do motor, é que você está acostumado com bom torque em baixa (Megane e Fox 1.6), no caso do e-Torque tem que saber utilizá-lo. O torque máximo só aparece em 4500 rpm, mas acima de 3000 rpm ele já está bem forte. Quando acostumar você vai gostar, o chato é ter que fazer muitas reduções em ultrapassagens, já que você viaja muito. Quanto ao consumo, está alto, mas vai melhorar. Na estrada o meu, com 25 mil rodados, faz 15km/l na gasolina e 11km/l no álcool, sempre com o ar ligado. Na cidade o meu sempre faz 9,5km/l na gasolina e 7,5km/l no álcool, sempre com ar ligado, aliás, não ando sem, a/c.

  • caorj

    Meu up! com um pouco mais de 4.000km rodados, faz média de 15km/l com ar ligado e 18 km/l com ar desligado, na cidade e 22/23 km/l na estrada, tudo com gasolina podium!
    Imaginem quanto fará com quilometragem mais alta

    • Rogerio

      O assunto é compacto hatch?

  • Igor

    Pessoal, eu tenho um Grand Siena 2013, 1.6 tambem e digo que o consumo é bem melhor que esse.
    Eu faço 16km/l na Dutra com 4 pessoas mais AR ligado.

    • Ivan Claudio Dias Florencio

      Igor tenho um 14/14 1.6 e fiz 15 km/l de Aracaju para Camaçari-ba, já cheguei fazer 17,1 km/ num trecho de estrada de 37 km, o carro é excelente.

  • Vinicyus Oliver

    Meu pai quase comprou o Grand siena ele tava em duvida entre o Palio também ! Mas como ele não se importava com porta malas acabou ficando com o Palio essence serie SP ótimo carro e acho mas bonito q o Grand siena na minha opinião !

  • Pedro Cordeiro Corrêa

    Minha mãe tem o mesmo carro, e nossa, sempre quando pego pra dirigir sinto essa falta de potência, gosto de andar com giro baixo e preciso cravar o pé pra andar com o carro na cidade, tenho um Siena 1.0 16v que é mais esperto que ele na saída de lombadas, mas de fato quando o carro passa das 2500, 3000 giros, pqp, anda muito! Quando pego a estrada com ele, frequentemente me vejo a mais de 140 sem perceber, gosto do isolamento acústico tbm.

  • Bruno Luís

    Amigo , cuidado o óleo utilizados nos motores etorq são 100% sintetico com especificação 5w30 fiat recomenda a troca acada 7.500 km confira no manual

    • Ivan Claudio Dias Florencio

      Agora baixou para 10000 km para uso normal e 5000 km para uso severo, mudou para linha 2014.

  • Ivan Claudio Dias Florencio

    Estou a 1 mês com o meu Grand siena Essence e tenho que concordar com Humberto, é um excelente carro, roda macio e tem um bom acabamento, e o espaço interno e porta malas é excelente, tem os mesmo problemas de reflexo no para-brisa e porta luvas pequeno, sobre o consumo faço aqui em camaçari-ba entre 8,5 e 9,3 km/ e em uma viagem a Aracaju a Camaçari fiz 15 km/l, já cheguei fazer 17,1 num trecho de 37 km andando entre 80 e 100 km/h. O motor realmente é um pouco fraco abaixo de 2000 rpm mas depois disso é outro carro.

  • Leandro

    Parabéns pelo carro, Humberto! Muito bonito.
    Quanto a falta de torque, seria resolvido se a Fiat adotasse o comando de válvulas variável, pois essa falta de “força” é comum em todos os carros 16V, sendo resolvida com tal mecanismo.

    Outra coisa, certeza que a direção é hidráulica? Pois fiz um teste drive no Novo Palio e este era elétrica. Achei a direção do Palio muito macia, chegando a ser até artificial pela extrema leveza da direção elétrica com o carro em movimento e baixas velocidades.

  • Tosoobservando

    Quem é acostumado com coisa ruim adora pagar caro em carroça mal acabada. Esse interior do Siena é ridiculo, e kd o cambio automatico?

    • Rogerio

      Né por nada não mas vc reparou que ele levou em conta o fator “preço” também na escolha? Vai procurar se informar sobre o quanto custa “a mais” um carro com cambio automatizado ou automático de qualquer montadora. Uns 3 a 5 mil a mais.

      • Tosoobservando

        so compra um seminovo.

  • zeuslinux

    Esse carro pode ser até uma compra racional se a pessoa precisa mesmo de espaço, não se importa em ter câmbio manual e não tem dinheiro para comprar um sedã médio da classe de Corolla, Civic e cia. O Megane, mesmo sendo um carro considerado mico pelo mercado, ainda é muito mais carro do que o Grand Siena, ainda mais porque estava novo (2012).

    Mas comprar com câmbio automatizado só piora o maior problema desse carro: muita lata para pouco motor. E não é ele não. Digo o mesmo do Cobalt (mesmo com motor 1.8) e Honda City, que integram essa categoria de “compactos grandinhos”. Até imagino como deve ser pegar estradas de serra e mão dupla com o carro lotado e com bagagem. Vai sofrer para ultrapassar com segurança.

  • Rodrigo Pellegrino

    Ao dono do carro, duas coisas …. no site da Fiat diz que as revisões são de 10 em 10 mil KM ou 1 ano de uso, será que mudaram e no site não, de uma olha em:

    http://www.fiat.com.br/servicos/revisoes-programadas.html

    Sobre o motor etorq você saberia dizer se foi feita a última atualização ou já esta atualizado a ECU do seu carro? A fiat chama como telecarregamento e é uma atualização do sistema de injeção muito importante a ser feita, pelo que li relatos melhora a performance em baixa rotações.

    talvez seja interessante ver isso. Pois a fiat não diz para fazer essas atualizações, ou o cara faz na revisão por conta proprio o mecanico da autorizada ou passa batido.

    • Oba

      Colega a Fiat é a única marca neste pais que não obriga fazer revisão por tempo caso a quilometragem não seja atingida sempre foi desta forma pelo menos desde o lançamento do Palio, a confusão que fazem é em relação a troca de óleo que deve ser trocado obrigatoriamente por tempo ou quilometragem, é assim com qualquer marca de qualquer parte deste planeta.

      • Rodrigo R

        Peguei meu Grand Siena Essence essa semana.

        Carro for ZERO KM, qualquer um deles, se fizer 5 mil km antes de 1 ano, ir fazer a primeira revisão.

        Dai pra frente é a cada 10 mil km ou 1 ano.

        Se você não andar 5 mil em 1 ano, vale a regra de 1 ano desde pegar o carro.

        Se andar 5 mil no primeiro ano tem que ir.

        • Oba

          Parabéns pelo carro, colega sinto muto mas o que você descreveu está incorreto.

          Pegue o manual do seu carro ou caso prefira segue link do manual do seu carro,

          http://www.fiat.com.br/content/dam/fiat-brasil/manuais-carros/grand-siena/2014/60355574-Grand-Siena-BR-2014.pdf

          Procure a página D-1 e comprove com os próprios olhos o que informa o manual.

          Por isso, a Fiat preparou uma série de controle e de intervenções de manutenção a cada 10mil km.

          Se mesmo assim não se convenceu do que a própria fabricante diz, visualize no My car do próprio carro chegando até a função REVISÃO repare que existem duas informações, óleo que é em dias e revisão que é em quilômetros. Se as revisões fossem por tempo ou quilometragem o que ocorresse primeiro o computador não informaria que faltam X dias para próxima revisão como ocorre em todas as outras marcas a venda neste pais sem exceção.

          Se mesmo assim não acredita ligue para outras concessionarias de SP ou centros urbanos de médio grande porte, no site da montadora consta telefone de toda a rede autorizada.

          Oléo sim deve ser trocado por tempo ou quilometragem o que ocorrer antes mas revisão sempre é por quilometragem independente de tempo, sempre foi assim desde quando foi lançado a familia Palio e até o Marea as revisões eram a cada 20mil km, depois que ocorreram os problemas no motor do Marea por troca de oleo muito espaçada as revisões passaram a ser a cada 15mil km e a partir da linha 2014 foi reduzida para 10mil km, pode parecer inacreditável mas quando o Clio nacional foi lançado aqui as revisões eram a cada 40mil km se não estiver enganado, na Europa é comum revisões a cada 30mil, 40mil km.

          Acredito que o motivo por você e muitos proprietários de Fiat acharem que as revisões são feita por tempo ocorre por culpa de concessionárias inescrupulosas gananciosas que enganam os clientes passando informação incorreta na entrega dos veículos. Quando fui retirar um Fiat 2 anos atrás a pessoa que fez a entrega teve a audácia de dizer que o carro usa somente oleo 100% sintetico, seria verdade se o carro em questão não fosse equipado com Fire Evo 1.4 que usa o semi-sintetico como consta no manual, imagine a quantidade de carro com este motor que esta rodando com oleo semi-sintetico que é o que sai de fabrica misturado com sintético que a própria rede autoriza informa.

          Tome cuidado ao acreditar cegamente no ouve das concessionárias, como a rotatividade é grande nessas empresas a pessoa que trabalhou em outra marca acha que é igual na Fiat e acaba falando o que era procedimento na marca anterior que trabalhava e duvido que todos os funcionários quando começam a trabalhar passam por treinamento completo.

          A revista QR faz teste de longa duração e sempre analisam a fundo se as concessionárias seguem o que consta no manual ou empurram troca de peças antes do prazo que a própria desenvolvedora do produto informa no manual, se não é leitor da revista aconselho passar a ler a revista que esta disponível para todos no próprio site da revista todas as edições com alguns meses de atraso.

          Espero que seja mais um cliente consciente que não permite ser enganado por empresas inescrupulosas que lucram mais as custas de desonestidade.

  • Caio Brandão

    O normal seria vender um grand siena 2014 e pegar o megane 2012, hahaha péssimo negócio amigo..

  • fox887

    Quando comprei o meu cobalt lt 1.8 pensei seriamente em comprar o grand siena, mas não comprei porque ainda tinha muitas reclamações recentes no reclameaqui, clubes, … referente a durabilidade das peças, suspensão problemática, arrombamento facil, …
    O versa era minha segunda opção, mas não faziam com taxa 0% e com isso as prestações eram 30% mais caras dos que estou pagando no cobalt.
    No Cobalt não vieram som e vidros elétricos traseiros, mas como eu tinha um som de qualidade e alto falantes, preferi pegá-lo.
    No cobalt fiz SP capital x Florianópolis com média de 15,5km/l andando entre 100km/h e 110km/h, mas andando na cidade o consumo é vergonhoso mesmo entre 7,5 e 8,5km/l na gasolina com o trnasito pesado da zona sul de SP.
    O motor possui 108 cavalos de potencia, mas o torque é 17,8, portanto acho um ótimo carro tanto para a cidade como para a estrada, pois o torque em baixas rotações é ótimo e como as estradas brasileiras são péssimas e limitadas não vejo necessidade de ultrapassar os 170km/h que é limitado.
    Talvez o Nissan Versa fosse uma melhor escolha, mas como a FIAT não resolve o problema dos seus carros eu acabei desistindo.
    De forma alguma o cobalt não teve problemas, mas pelo que tenho pesquisado resolveram alguns, como barulho nas pastilhas de freio, filtro de comustível vazando, … e também criam alguns, como carro saindo da concessionária sem alinhar e balancear, sem gasolina no tanque de partida a frio, …
    Como disse o Jeremy Clarkson em uma entrevista: “Todos os carro atuais são duráveis e confiáveis, exceto Citroen e Peugeot”
    Minha maior decepção foi ter comprado o novo Citroen C3, pois foram 4 meses de oficina e nada de andar com o carro o que me deixou claro que o design realmente é premium, mas de Creative Technologie ele não tem nada.

  • marcelo

    Muito bem explicado o texto,
    Valeu !!

  • Gabriel

    Bacana…
    Gostaria de saber porque o carro é “completão” por ter rádio USB com Bluetooth, chave canivete, vidro degradê e farol de neblina.
    Outra questão já levantada por outros amigos:
    Como se desfazer de um Renault GrandTour para pegar um Siena?
    É algo inexplicável comparando um carro com outro, mesmo o último sendo mais novo..

  • thiagotdn .

    O foda dele é a suspensão q tá fazendo mto barulho , o desgaste da embreagem e caixa prematuros . Deem uma olhada na reportagem do VRUM sobre os taxistas de Belo Horizonte reclamando do GS. pra ver !

  • Deleon Galvin

    Só um adendo, vendo os comentários sobre consumo, será que todo dono de GM gosta de maquiar quanto ao consumo do carro?
    Tenho um Vectra 2009 manual no GNV, no álcool na estrada nunca consegui fazer mais que 8,5, na gasolina nunca fiz mais que 11,5km/l e vejo aqui proprietários falando em fazer 15km/l.
    Só se for em cima de um guincho rs.
    Só GNV pra salvar mesmo, e olha que em 2 anos rodei com o bixo 140 mil km. O carro é ótimo, pau pra tudo, agora econômico, não é mesmo!
    Sobre o carro da matéria, minha namorada tem um 1.4, e também pra fazer mais que 12 só com pezinho de veludo! Fora isto o carro é muito bom, posição de dirigir e relativamente confortável. Bom espaço e um porta-malas realmente generoso. Melhor custo benefício da categoria imagino.

    • Rogerio

      Tive um corsa sedan 1.6 fazia otimos 15 por litro na estrada. Troquei por um C3 bolinha que foi so decepçao. Cai na besteira de comprar o novo C3 por influencia de amigo. Que robada, fujam da citroen. A criatividade deles é so pra te tirar dinheiro. Meu carro atual é um City. Estou e não estou satisfeito com o carro. Paguei caro, o motor é a mesma merda. Minha irmão tem um GS não vi defeito ou barulho na suspensão como alguns relatam, roda macio e rende bem na estrada, me surpreendeu. Mas não compro porque to subindo para outro segmento que cobra o preço a partir de 70 mil dilmas mas é outro mundo.

  • Antonio Falm

    Não contou porque trocou o Megane Gran Tour, um carro superior, praticamente novo por um carro pior, apesar de zero. Não teria sido melhor ficar o Megane mais um ou dois anos? Ficaria melhor servido.

  • Rodrigo R

    Ao dono do carro, eu peguei um desse semana passada, mas ainda não me entregaram, não vem com o Sensor de Ré e vejo que o seu tem, minha dúvida é, você comprou já com o sensor ou comprou na própria FIAT e instalaram como acessório lá na CSS ? Pois é o seguinte, se instalar como acessório, será que os sensores serão pretos ou virão com a cor do carro ? Eu comprei da mesma cor que o seu, cinza telurio, Se você instalou como acessório/opcional, ou já veio de fábrica ? Na Itavema RJ estão cobrando 399 o sensor de ré, e ainda não coloquei.

  • Telmo Q. Silva

    Meu pai comprou um Novo Pálio 1.6 Essence. Ele ficou com o desempenho semelhante ao seu. Deixamos na concessionária (Tecar Buriti) e eles resolveram o problemas… a mudança foi notável! Detalhes, tenho um Mégane Sedan 1.6, se o Grand Siena for semelhante ao Novo Pálio, nunca trocaria o Mégane pelo Grand Siena, :-).

  • erick

    Quero saber do consumo do Gran Siena 1.4 . Estou de olho nele!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend