Usado da semana

30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

fiat-grand-siena-essence-branco-3-620x465 30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

Meu nome é José Luís, tenho 23 anos e sou de Cornélio Procópio, norte do Paraná. A ideia inicial era comprar um sedan seminovo de categoria superior, como um Corolla ou um Civic ano 2010 ou 2011. No entanto, devido ao meu perfil (23 anos, solteiro e com residência próxima a uma rodovia), o valor do seguro destes modelos acabou ficando fora do meu orçamento.



Somando-se a isso, encontrei certa dificuldade para encontrar carros bem conservados, visto que a maioria destes modelos já tinha uma quilometragem em que estariam próximos a, pelo menos, cobrar alguma manutenção preventiva, como revisão dos freios, suspensão e em breve uma troca de pneus. Se no carro 0km paga-se caro pela depreciação, no usado paga-se pela troca de peças que vieram desgastadas pelo antigo dono.

Como o preço do seguro me desanimou de pegar um seminovo de categoria superior, comecei a pesquisar opções de carros novos com preços entre 40 e 50 mil, entre eles:

Honda Fit: É um carro que não acho bonito, mas acho interessante por ser um carro fácil de dirigir e muito bom para uso urbano. Como não faço longas viagens, o motor 1.4 seria suficiente para os trechos de até 250 km que normalmente percorro. No entanto, o que me fez desistir desse modelo foi o preço. Na época da compra, por 47 mil comprava-se a versão EX, que sequer tinha freios ABS. Muito caro para um compacto com motor 1.4.

Honda City: O City repetiu o problema do Fit: o preço exagerado. Acho o City um pouco estranho nas versões de entrada, ele vem com pneus de largura estreita que esteticamente ficam desproporcionais quando observadas as dimensões do carro. A versão de entrada do City (DX), sem freios ABS e rádio, estava por R$ 50.990. Apesar de ser um pouco fã das motorizações da Honda, não considerei este preço compatível com o que o carro oferece. Caso viesse com ABS na versão de entrada e custasse uns 5 mil a menos, talvez hoje estivesse na minha garagem.

Polo Hatch 1.6: Sempre gostei do Polo, desde quando foi lançado no Brasil. Admito que atualmente o design deste modelo já esteja bastante ultrapassado, mas ainda acho legal. Fiz um teste drive na concessionária Volkswagen e foi possível perceber que o Polo continua sendo um carro muito agradável de dirigir. O câmbio é muito bem ajustado ao motor e transmite até certa esportividade na condução, com marchas bem dimensionadas. Todavia, pensando pelo lado racional, dois pontos negativos pesaram contra o Polo: o motor 1.6 de 101 cv da Volkswagen que já é um dinossauro e está muito defasado tecnologicamente em relação a seus concorrentes, chegando atualmente até a brigar com o 1.4 da Chevrolet – e os indícios de que a Volkswagen tirará o modelo de linha em breve, o que implica em uma desvalorização maior que o normal do carro depois de usado. Convenhamos também que o preço que a Volkswagen pediu pelo Polo não foi nada atrativo: R$ 46 mil em um carro que, em minha opinião, tem design e motorização defasados, embora eu ainda o considere um bom carro.

Voyage Comfortline 1.6: Considerei o acabamento do Voyage muito fraco. As saídas de ar no painel são praticamente as mesmas que tinha no meu Gol G4. A qualidade dos plásticos utilizados no interior não me agradou nem um pouco e me fez até reconsiderar a possibilidade de comprar um Polo, visto que o hatch tem um acabamento que me pareceu bem melhor. Ainda pesando contra o Voyage, além do acabamento, o motor 1.6 que considero defasado para um carro 2013, rendendo somente 101 cv e com consumo próximo a outros 1.6 com melhor desempenho. Sinceramente, acredito que o Voyage venda bem graças ao preço reduzido na versão 1.0. Mas na versão 1.6 é bem difícil acreditar que alguém que tenha testado até mesmo um Grand Siena 1.4 venha a preferir o carro da Volks. O Grand Siena tem acabamento bem melhor, tem maior número de itens de série e, quando dentro de um, parece até um carro de categoria superior quando comparado ao Voyage, que tem todos os elementos do carro popular do qual se originou, o Gol.

Chevrolet Prisma: Achei legal o design do novo Prisma e fiz um teste drive antes de fechar negócio no Grand Siena 1.6. Gostei do acabamento do carro, mas não muito do design externo. Aliás, nem do próprio Grand Siena eu gosto muito do design exterior. O que me desagradou no Prisma acabou sendo o preço. A versão LTZ com motor 1.4 ficou pelo mesmo preço do Grand Siena 1.6. Ainda assim, o Prisma tinha alguns itens de série a mais, como sensor de estacionamento e o sistema MyLink. O motor 1.4 do Prisma tem um bom rendimento, mas perde velocidade em quinta marcha no topo de uma subida e pede redução para quarta. Ainda assim, gostei da sensação de dirigir e no test drive me pareceu mais esperto que o 1.6 do Voyage, mas ficou longe do 1.6 do Grand Siena. Se você está interessado em um carro 1.4, acredito que a versão LT do Prisma o atenda até melhor que o Attractive 1.4 do Grand Siena.

Grand Siena Attractive 1.4: Não cheguei a fazer o test drive no Grand Siena 1.4. O carro não tem vários itens que são de série no Essence 1.6. Por exemplo, ao adicionar o ar condicionado no Attractive 1.4 chega-se a um valor próximo do Essence 1.6 que já vem com um maior número de itens de série, como rodas de liga leve aro 16 e faróis de neblina.

fiat-grand-siena-essence-branco-8-620x465 30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

Grand Siena Essence 1.6 16v: Foi o carro que mais bem atendeu às minhas expectativas. Queria um carro confortável, com boa motorização e bom espaço interno. Ao conhecer internamente tive a impressão de que era o ideal para o que eu queria, oferecendo um bom espaço interno para que quatro adultos viajem com conforto. No test drive, a melhor impressão ficou por conta do motor Etorq 1.6 16v que tem um desempenho muito superior aos 1.6 da Volkswagen e 1.4 da Chevrolet. A suspensão é muito bem ajustada e me lembrou muito o comportamento da suspensão do Corolla, que praticamente não inclina nas curvas, mas sem ser tão baixa quanto é a suspensão do Civic. A estabilidade é um ponto muito forte do carro.

Como ponto negativo, percebido ainda antes da própria compra, ficou o acabamento com exagero de plásticos, um problema que parece inevitável em todos os carros desta categoria. A qualidade do revestimento dos bancos não chega a ser ruim, mas poderia ser bem melhor. Não gostei do tecido do revestimento que parece ser básico e não muito resistente. Apesar disso, as costuras são boas e não parecem rasgar com facilidade.
Enfim, por R$ 42 mil foi a melhor opção de compra levando em consideração a boa motorização, o comportamento seguro do carro nas curvas em estradas e a relativamente boa lista de itens de série que estão disponíveis na versão Essence.

O carro foi adquirido nos primeiros dias de março de 2013. Agora vamos às opiniões depois de 30 dias com o carro, 20 dias efetivos de uso, já que o carro ficou mais de uma semana parado esperando pelo emplacamento. Neste momento meu Grand Siena está com 900 km rodados.

Pontos positivos

Motorização: O motor Etorq rende até 116 cv e nas primeiras voltas com o carro em uma rodovia fica bem claro que existe aquela “sobra” de potência. Por não ser um carro tão pesado, o motor 1.6 o deixa ótimo para manter uma boa velocidade de cruzeiro em marcha constante, mesmo quando enfrenta subidas mais íngremes. As retomadas são boas e, quando engatada a quarta marcha, os giros sobem e é possível perceber a diferença positiva que fazem as 16 válvulas, deixando o carro muito esperto para ultrapassagens.

Consumo: Até o momento não abasteci o carro com álcool, tenho utilizado somente gasolina. O consumo urbano, com velocidade média de 35 km/h ficou em 10.6km/l e o consumo rodoviário, com velocidade média de 98 km/h ficou em 16.8 km/l nas últimas medições que fiz. Nas medições o carro esteve carregado com duas pessoas e ar condicionado ligado todo o tempo, fazendo trajetos de ida e volta pelo mesmo caminho a fim de evitar a interferência do relevo sobre o teste. Como o motor ainda está com menos de mil quilômetros rodados, pode ser que o consumo ainda melhore. No entanto, estou bastante satisfeito com o consumo, não esperava que um carro 1.6 pudesse ser tão econômico na estrada quanto os 1.0 que eu já tive. Na cidade o consumo é um pouco maior.

fiat-grand-siena-essence-branco-6-620x461 30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

Espaço interno: O Grand Siena em nada lembra o antigo Siena que tinha um espaço interno bastante reduzido. No Grand Siena há espaço interno de sobra para transportar com conforto até quatro pessoas. Não há cinto de segurança de três pontos para um quinto passageiro. Mesmo com as poltronas dianteiras deslocadas para trás, ainda sobra um bom espaço para as pernas para quem viaja nas poltronas traseiras. O encosto da cabeça das poltronas traseiras alcança uma boa altura e mesmo pessoas com 1,80 de altura não rasparão a cabeça no teto. O porta-malas é muito bom, sendo possível acomodar a bagagem de quatro pessoas com tranquilidade.

Estabilidade: Frequentemente viajo na BR369 entre as cidades de Cornélio Procópio e Londrina. É um trecho de pista simples em que praticamente não há retas, somente curvas. Por isso, a estabilidade é um ponto que considero muito importante em um carro. Com o Grand Siena é possível fazer curvas a mais de 100km/h sem qualquer desconforto. O carro inclina muito pouco e transmite muita segurança para quem está ao volante, ajuste que até então só havia percebido em carros de categoria superior, como o Toyota Corolla, Honda Civic e Ford Fusion.

Freios: o sistema de freios transmite total confiança mesmo em condições de frenagens bruscas, apesar de contar com freios a disco apenas nas rodas dianteiras. Ao contrário da versão de entrada do Honda City, vem equipado com ABS e EBD.

fiat-grand-siena-essence-branco-7-620x465 30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

Posição de dirigir: Como disse no começo da matéria, quando comecei a pesquisa para troca de carro, queria um sedan de categoria superior à do Grand Siena. Ao fazer o primeiro test drive no carro da Fiat, constatei que a dirigibilidade e o conforto ao dirigir não ficavam distantes daqueles que percebi nas vezes que dirigi um Corolla. Claro que o Corolla tem bancos de couro e um motor mais potente, mas, guardadas as devidas proporções, o Grand Siena tem uma posição de dirigir que não traz fadiga ao motorista, ao contrário do que acontece com a maioria dos carros populares. Os retrovisores são muito bons e proporcionam um bom campo de visão.

Pontos negativos

Ruído no plástico do painel: Mesmo estando novo, percebo que há um ruído na região central do painel, onde há as saídas dos canais de ar condicionado. Basta o carro passar por alguma irregularidade no asfalto para ouvir um ruído de plástico vindo lá de dentro. Infelizmente estes problemas com ruído vindo do acabamento são inevitáveis nos carros desta categoria, onde é tudo montado “na pressa”. O ruído é ocasional, mas não é legal ter um grilo dentro do carro quando ele está com os vidros fechados, ar ligado e som desligado.

Reflexo do painel no vidro: Quando o carro enfrenta o sol baixo pela frente, o reflexo da luz solar sobre o plástico do painel bate no vidro e prejudica a visibilidade. Não sei se esse é um problema comum em carros com o painel maior, mas é o primeiro carro que tenho em que percebo este problema.

Qualidade do revestimento das poltronas: Até o Palio Economy com kit Celebration do meu pai tem revestimento com uma qualidade aparentemente melhor. O revestimento das poltronas parece ser feito com tecido barato e de baixa qualidade, embora até o momento não tenha queixas em relação à durabilidade do mesmo. A espuma das poltronas é mole demais, mas como sou magro (66 kg), achei que mesmo assim acomodam bem o corpo. Tenho dúvidas se uma pessoa com peso maior que o meu não irá afundar na espuma e achar as poltronas desconfortáveis devido a essa característica do material.

Falta de esportividade: O Grand Siena Essence 1.6 é um carro calibrado para o conforto e não para esportividade. Não é um carro para quem gosta de sair em primeira marcha cantando pneus. No trânsito urbano ele não é um carro dos mais ágeis. Isto se deve ao fato do motor 16v entregar sua potência em rotações mais elevadas. Logo, em baixas rotações o carro não responde com a mesma agilidade que um 1.0 ou até mesmo 1.4 responderia. Li pela Internet algumas reclamações sobre a potência deste motor em baixas rotações, mas acredito que seja uma questão de costume do motorista. A maioria dos carros populares responde rápido na primeira e segunda marcha, o que não acontece no Grand Siena 1.6. Para quem pretende usar o carro apenas em trajetos urbanos, talvez a versão Attractive 1.4 seja uma escolha mais acertada.

fiat-grand-siena-essence-branco-5-620x465 30 dias com um Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v

Dicas para quem está comprando um Grand Siena Essence 1.6 16v

Câmbio Dualogic: O câmbio Dualogic tem suas virtudes, mas não é totalmente bem aceito pelo mercado. Desde quando foi lançado, surgiram muitas reclamações de problemas em carros equipados com este câmbio, além de existirem relatos de que a manutenção do mesmo é muito cara. Particularmente, não gosto de câmbios automatizados como o Dualogic da Fiat e o i-Motion da Volkswagen. Minha sugestão é para que prefira o carro com câmbio manual. O câmbio manual tem embreagem macia e alavanca com encaixes fáceis e precisos. Se você sabe dirigir economicamente, com certeza fará melhores médias de consumo com um câmbio manual do que com um automatizado.

Sistema de som original: Eu não gosto do sistema de som original que vem de fábrica nos carros da Fiat. Até mesmo os alto-falantes não tem uma qualidade que me agrada. Minha sugestão é comprar o carro sem sistema de som e posteriormente instalar um som de sua preferência, como um Pioneer ou um Sony. Meu carro veio sem som justamente por esse motivo. A vantagem é que, além de contar com um som melhor e mais moderno, você ainda economiza, pois sai mais barato comprar um som avulso e instalar em uma loja especializada do que comprar o original de fábrica.

Kit Emotion 2: Recomendo este kit de opcionais para dar um aspecto melhor ao interior do carro, vindo com uma faixa decorativa escura de lado a lado no painel e apoia-braço central no banco do motorista. O apoia-braço valoriza visualmente o interior do carro e traz um conforto interessante para o motorista e passageiro da poltrona da frente.

Quem se interessa pelo Grand Siena, acompanhe o Blog do Grand Siena no endereço http://grandsiena.blog.br e veja mais fotos e reviews sobre o carro em uso no dia a dia.

4.0

  • anderson_sp

    Bonito o branco, mas aqui em SP iria parecer taxista, ele não tem a opção de branco pérola ?

    • PONCIO PILATOS

      parabéns pela escolha, é um bom carro. afinal, quanto pagou?

      • Rafael_Phanton

        Se ler a matéria vai saber quanto foi pago pelo carro.

        • PONCIO PILATOS

          obrigado irmão.

    • ygoorr

      Ainda bem que aqui no Rio os taxis são amarelos claros, pois branco é uma das minhas cores favoritas de carro.

      • igor

        Mais não é todo tipo de Branco que fica com cara de taxi em São Paulo meu vizinho é taxista e tem um Corolla 2012/2013 e um polo sedan branco e não tem a minima cara de taxi

    • cavevolution

      Aqui em Curitiba, apesar dos táxis serem na cor laranja, existem diversos Grand Siena's fazendo este serviço. O mais incrível é a dificuldade em achar um modelo particular rodando nas ruas. Os taxistas dominaram esse carro por aqui.

    • José Luís

      Aqui os táxis são cinza e em Londrina são vermelhos, então por aqui não parece táxi rs…

  • Bom relato, mas o Cobalt e Nissan Versa não foram cogitados para compra? Quanto sairia a diferença do seguro do Corolla usado pro Grand Siena?

    • Mr. Potato

      Cobalt é horrível demais. Mesmo que seja um bom carro, ninguém merece algo tão feio na garagem.

      • W_Costa

        hehehe… concordo, o cara disse que não gostou muito do design externo do Gran Siena!!!! Natural ele nem cogitar essa dupla horrorosa, rsrsrsrs…..

      • messias

        O Cobalt é bom com a motorização 1.8, este é melhor que o Grand Siena.

    • rogeriulima

      Também lembrei do Cobalt, admito que não me interessava por ele até pegar um taxi mês passado. O interior do Cobalt eu achei muito bom para a categoria e o espaço é realmente impressionante, com os descontos praticados daria pra pegar um Cobalt 1.8, que considero muito mais negocio que um Prisma mesmo sendo feio que dói…

      • spock_cwb

        aconteceu o mesmo comigo. Esses dias peguei um taxi que era um cobalt, fiquei surpreso pois esperava coisa muito pior.

        • ADimon

          Eu sempre ignorei o Cobal, assim como vcs. Por coincidência, peguei um taxi também fiquei impressionado. Depois disso comecei a ficar mais de olho no carro e vejo um de cor azul escura com detalhes cromados, top de linha… achei espetacular o carro!

          • messias

            Compre o 1.8 e você se sentirá um norte-americano. A GM sabe fazer automóvel.

    • José Luís

      Design é uma coisa muito particular, cada um tem seu gosto, apesar de não achar o Grand Siena um carro "super bonito", o Cobalt eu acho terrível e sequer considerei na pesquisa, mesmo sabendo que ele tem um motor 1.8 que dizem ser muito bom. O Versa também não gosto e por a Nissan não ter concessionária na cidade acabei desistindo também. Na minha categoria (23 anos, solteiro) o Corolla XEI 2010 ficou na faixa dos 4 mil com franquia de 1700 e o Grand Siena 2250 com franquia de R$ 1000.

  • Dragoniten

    "Se no carro 0km paga-se caro pela depreciação, no usado paga-se pela troca de peças que vieram desgastadas pelo antigo dono."

    Discordo TOTALMENTE!
    Corolla Altis 2011 com 40 mil km rodados: 62.900 reais
    Altis 2013 0km: 84.600 reais

    Me explica como que se gasta 21,7 MIL REAIS em manutenção de peças desgastadas?

    Não pensou num Fluence semi-novo?

    • Rafael_Phanton

      Ninguém pensa em Fluence amigo, carro é muito feio.
      E não é somente pela estética, é que na faixa de preço existem carros melhores e bonitos.

      • richard

        Eu particularmente não acho esse carro feio e nessa faixa preços tem carros melhores? quais?

        • Rafael_Phanton

          Se o fluence fosse o melhor ele venderia horrores certo?

          • bedotRJ

            Errado. A única afirmação análoga que você poderia fazer é a seguinte: se o Fluence vendesse horrores, ele seria mais caro. Nada a ver com ser melhor ou não.

            • Rafael_Phanton

              Errado você meu caro: minha resposta está certíssima e, nela considerei que, se ele vendesse bem ele custaria mais caro que os outros pois, oferece mais.

              • bedotRJ

                Vc fez uma afirmação finalizada por um "certo" interrogativo, buscando concordância para seu ponto-de-vista. Que era um ponto-de-vista bem específico, pontuando, em réplica ao comentário do colega 'richard', que se o Fluence fosse O MELHOR em sua faixa de preços, venderia horrores.

                Afirmações como a sua trazem embutidas, irrefutavelmente, a seguinte premissa: quem vende mais, necessariamente é melhor. Bem diferente do que eu disse (quem vende mais, acaba ficando mais caro). Foi mal, mas eu não acho que o Gol seja o melhor carro do Brasil e nem de sua própria faixa (que é o que se deve depreender de sua tese).

                • Rafael_Phanton

                  Último comentário pra você meu caro professor de língua portuguesa.

                  O gol não é o melhor da categoria porém, já foi e por essa fama ele é o mais vendido.

                  Agora ponto de vista não tem hífen.

                  • bedotRJ

                    Entendo. Então o mais vendido é sempre o melhor. Mas quando não é o melhor, então é porque já foi o melhor. Não deixa de ser um raciocínio. Um tanto pitoresco e "maria-vai-com-as-outras" (tem hífen? kkk), mas aí é um direito seu.

                  • CharlesAle

                    Posso dar minha opinião sobre o Fluence como neutro,já que para mim Renault nem fede nem cheira,até porquê,na região onde resido,o ABC,a Renault é fraca de vendas,o fluence é bem equipado e tal,mas tem o desenho,principalmente visto de trás,feio,depois de tudo que a Renault fez com os proprietários de mégane,onde ela mesma fez pouco caso com o carro,a ponto de nem CSS renault o aceitarem usado,eu não investiria um valor desses em um Renaut de jeito nenhum,iria de Corolla,Civic ou Cruze,ou aguardaria o novo Focus…

            • Rafael_Phanton

              E outra, estão considerando melhor só por ter 6 airbags e abs na faixa de preço de outros que vendem mais.
              Eu pagaria mais para ter os 6 airbags e abs, ebd e um monte de coisas mas, depois ganharia tendo menos desvalorização e estaria com um carro que me agrada.

              • ICSN

                Eu penso o contrário: Pago menos por um carro melhor, no caso paguei 63 no meu Fluence automático, 6 air bags, abs, bluetooth, sensores de chuva e luminosidade, etc. Quem paga mais pelo mesmo, vide Corolla, Civic.. acaba contribuindo para esse roubo que é praticado pelas montadoras hoje em dia. Onde já se viu Corolla XLI por 60 mil sem abs? Antigamente nem roda tinha, absurdo.. Elas só vendem a esse preço pois tem gente que paga achando um bom negócio, quando o carro vale o mesmo que similares, como o Fluente ou menos.

                • Rafael_Phanton

                  E você fez correto, não discordo e nem foi essa a intenção do meu comentário.
                  Compra Fluence quem simpatiza com o carro e busca pagar mais por menos.
                  Infelizmente ele só tem esse preço justamente por não ter gente que pague nem os 63 mil, quanto mais se ele custasse o preço de corolla e civic.
                  Resumindo: Fluence é um encalhado.

                  • Dragoniten

                    Então aproveite pra comprar o encalhado bem equipado ao invés de comprar os que vendem bem. Você consegue um produto melhor por um preço menor.

              • thales_sr

                Você já dirigiu o Fluence? Já dirigi Corolla e não vejo onde o Fluence fica atrás.

                • Rafael_Phanton

                  Eu não disse que ele fica atrás, é bom você voltar à escola para ter aulas de interpretação de texto.
                  Eu disse que tem melhores, não citei marca, nome e nem ano de carro para comparar.

                  • thales_sr

                    Bom, pelo número de comentários seus, você deve ser um felicíssimo dono de FIAT. Parabéns pra você.
                    Leve sua agressividade adolescente pra uma academia e descarregue-a por lá pois de moleque aqui já tá cheio.

                    Você falou "estão considerando melhor só porque tem 6 air bags", então suponho que o carro não é melhor, apenas o número de almofadas é que dá essa impressão. E estou dizendo que não é: O Fluence é bom carro, da mesma forma que Corolla e Civic.

                    • Rafael_Phanton

                      Kkkkkkkkk, só rindo mesmo de gente assim.
                      Meu caro, leia isso:
                      Tive um Uno EP comprado em 2002, carro 1996 com 46.000 km originais.
                      Vendido com 200.000 km sem precisar de manutenção a não ser correias, óleo, filtros e freios, nem embreagem precisou ser troca, e era um carro carregando cerca de 400 kg todos os dias.
                      Tive 3 fiorino tiradas 0km vendidas com 380.000, 290.000 e a última com 80.000 e por incrível que pareça, até a que eu vendi com 380.000 km nunca foi feito nada além das revisões com troca de óleo, freio, filtros e correias.
                      Também ducato tirada 0km vendida com 180.000 km, nas mesmas condições.
                      A fiat não é ruim, nem vw (teve problemas com motor mas, isso pode acontecer com qualquer uma), nem gm, ford, nem mesmo a renault, basta saber cuidar do carro.
                      Eu hoje não tenho nenhum fiat, só tenho para passeio um G3 com 87.000 originais, ano 2000 em estado de semi novo com no máximo 3 anos.Não tenho o gol por gostar do carro, apenas porque comprei por um excelente preço.
                      A trabalho uso Kia pois, são excelentes.
                      Ou seja, já fui mesmo com utilitários, feliz com a Fiat sim, e eram carros nas mãos de funcionários que aguentam ao que se propõe.
                      Um uno vira fácil 500.000 km sem abrir , é só saber cuidar.
                      Uma ducato roda cerca de 1.000.000 se souber usar e cuidar.
                      O que falta é gente que cuida dos carros como devem ser cuidados.
                      E adolescente aqui é você pois, não falei que o fluence é ruim, disse que é feio, apenas isso e que tem melhores do que ele sim, não no mesmo preço porque se não vende tem que baixar preço.
                      MEU ÚLTIMO COMENTÁRIO E RESPOSTA POIS, PRA QUEM NÃO SABE INTERPRETAR TEXTO, NÃO VALE A PENA TENTAR EXPLICAR.

              • Fábio

                Talvez Rafael, você poderia dizer que o Fluence não éra o melhor "PARA VOCÊ", é um ótimo carro, motor nissan, cambio CVT, custo mais atraente e eu particularmente o acho com boa estética, só não acho o painel muito vistoso, mas sem comparação com um popular não tem o que falar.

                Eu até lembraria do Sentra, mas esse logo irá mudar.

        • Rafael_Phanton

          Só pra ressaltar a resposta anterior, na faixa de preço entre 40 e 50 mil em um seminovo que era o que ele estava procurando antes de se decidir pelo Siena, se ler o texto dele vai saber o porque do meu comentário.

      • tbc_

        Gosto é pessoal, acho o fluence lindo. Na mesma faixa de preço existem carros melhores?? Quais?? Antes que vc ache que sou fã da renault, não possuo um fluence nem tenho renault, mas se fosse comprar um sedan com toda certeza seria o fluence.

      • Dragoniten

        Gosto é gosto. Acho o Fluence um carro muito bonito, com um porte que os concorrentes não tem. Custo x Benefício fora do padrão também. Por 60 mil ele já vem com 6 airbags, ABS e um monte de equipamentos que o Corolla de entrada, versão XLi não tem. (carro de 60 mil sem ABS).

        Carros MELHORES? Por 60 mil com 6 airbags e uma motorização decente (Cruze já está fora), pode começar a lista.

        • Rafael_Phanton

          Se soubesse ler veria que ele procurava algo em torno de 40 a 50 mil e não um zero km.

          • Dragoniten

            Eu não estava considerando o texto quando escrevi minha resposta de comentário pra você. Só quis exemplificar que perto da concorrência, ele é de longe o mais equipado, mesmo na versão de entrada, mas já que você insiste:

            Caros de 40~50 mil mais bonitos com 6 airbags e motorização decente, pode começar :)

            • Rafael_Phanton

              É, isso eu percebi.
              Mas pra criticar um comentário deveria ao menos ler a matéria.
              Eu quando venho comentar aqui leio o texto para ser coerente no comentário, não ficar atacando os outros dessa forma.
              E aqui não estou levando em consideração 6 airbags pois, não é só isso que fará o carro ser o melhor ou o mais agradável.
              Se eu for considerar uma compra de um 0Km, não iria ver o fluence, nas ruas já tenho medo mesmo neste caso, somente no caso de 0Km concordar um pouco que o fluence é o mais vantajoso a médio prazo pois, à curto prazo, prefiro pagar um pouco mais pra ter o mesmo e ter algo que me agrade pois sei que na desvalorização vou perder menos depois, compensando o maior investimento.

              • Dragoniten

                Tinha escrito um monte de coisa, mas o IntenseDebate deu pau e eu perdi um monte de info, então vou deixar o mais importante que é seu argumento principal:

                Fluence Privilege CVT 2011: R$ 58.494,00 (Preço 0km de 74.360)
                Corolla XEi 2.0 Automático: R$ 56.992,00 (Preço 0km de 75.240)

                Ou seja, o francês desvalorizou menos de 2011 pra cá.

                Segundo: Se você pegar a versão de entrada do Corolla e a do Fluence, verá que não dá nem pra comparar os equipamentos, como já falei. Se você pegar uma versão intermediária do Corolla pra ficar tão equipado quanto o Fluence de entrada, pagará mais caro (mas vai, conforme você, desvalorizar menos).

                • rogeriulima

                  Amigo, não esquenta a cabeça e lembresse: Don't feed the troll

                  • Dragoniten

                    É o jeito, rs.

                  • rogeriulima

                    Errata: "lembre-se"

                • expresso222

                  O Fluence pode até não desvalorizar tanto, mas a liquidez dele é péssima! Ele passa mais tempo no pátio do que o Corolla e termina sendo vendido mais barato.

            • Mauricio

              Mais longe ainda, tenho um de 48mil com 7 airbags, sensores de estacionamento, teto panoramico, cambio automatico e muito mais ainda. E apenas 100.000KM, todo revisado em concessionária, parece zero.

              • Hik

                "Apenas" 100.000 km? Corajoso. Eu não compro usado com mais de 40 kkm

        • Brunocarro1998

          A questão é que o Fluence tem tudo isso, mas perde em outros aspectos, como problemas de alinhamento (montagem defeituosa), design insosso, acabamento interno poderia ser melhor (o Cruze ganha com facilidade nesse aspecto), pós-venda da Renault é bom para populares, modelos caros sofrem com falta de peças. Um conhecido tinha um Civic 2004 e trocou em um Fluence 2012, gostou muito do carro, mas não sente segurança no pós-venda, ele pretende (daqui a uns 3 anos, pois normalmente fica bastante tempo com um carro) voltar para a Honda.

          • Rafael_Phanton

            E só é mais barato que os outros porque não vende, não agrada aos olhares. Se vendesse bem certamente custaria o mesmo ou, mais caro que os concorrentes.

            • João

              O Fluence é um Etios metido à besta. É a tal da "compra racional" que serve até para justificar a compra de uma Kombi….

              • thales_sr

                Dá pra ver que você não dirigiu um, nem outro…

              • W_Costa

                hehehehe, o amigo foi radical mas foi verdadeiro…

              • Dragoniten

                Você com certeza não sabe nem que carro é o Fluence pra falar uma coisa dessas…

                • João

                  Sei sim. Meu sogro teve um. Continuo a achar que é o Etios do segmento dele.

            • Oba_

              Não sou o dono da verdade nem o bonzão mas dizer que um carro não vende simplesmente porque não agrada aos olhos (não é o meu caso) é um pouco incoerente ou estou enganado?
              Você já deixou bem claro que odeia o Fluence e o carro não é bom o suficiente para ser considerado entre os melhores da categoria, se você pensa assim está no seu direito mas não precisa se ofender porque a imprensa e muitos como eu considera o carro bonito e o que mais entrega pelo preço cobrado na categoria.

              • Rafael_Phanton

                E estou certo, não vende porque as pessoas não gostam do visual do carro, simples assim e somente por não vender é que tem preço tão baixo.
                Não odeio nada.
                O Étios não vende por quê? Porque não agrada aos olhos meu amigo, não é só por preço ou acabamento, é porque o Onix e HB20 são lindos e outra, está baixando de preço justamente porque não vende.São casos diferentes mas, se fosse bonito venderia.
                Ele apenas entrega preço, mais do que a categoria não, e tem preço porque não vende..

        • fysaad

          Eu não sei onde você vê diferença tão grande entre os motores do Fluence e do Cruze para um ser descente e outro não. Quando fui trocar de carro quase nem cheguei a cogitar o Cruze por achar que era caro e manco devido aos comentários do pessoal na internet. Mesmo assim, resolvi fazer o TD no Cruze e gostei muito do carro, na versão LT R7D ele é tão equipado quanto o Fluence Dynamique e tinha o mesmo preço na época. O Fluence é mais potente, contudo a diferença não faz o motor do Fluence ser ótimo e o do Cruze uma porcaria.

          PS.: Também fiz TD no Fluence, C4 HB, I30, New Fiesta e 408 THP. Obviamente o THP foi o melhor mas, como estava acima do meu teto, escolhi o Cruze.

          • Dragoniten

            Potência não é base nenhuma pra performance, rs. Existem diversos fatores mais importante como peso, pneus, relação de marchas, tipo de câmbio e tal. Não é questão de ser manco, mas no segmento de carros médios, você precisa de um carro que seja no mínimo bom em retomadas, e o 1.8 do Cruze não empurra tão bem o carro quanto a maioria dos concorrentes.

            Como estão suas médias? Nos testes que vi por aí, o 1.8 do Cruze tinha a mesma performance do antigo 2.0 do Astra, porém com um consumo maior e isso é uma das coisas que também me faz ter um enorme preconceito contra o Ecotec…

            • fysaad

              Não acho as retomadas ruins de maneira alguma! É apenas questão de otimizar a utilização do câmbio automático. O cambio é adaptativo e o comportamento varia muito conforme seu modo de condução no momento por exemplo, se vc costuma pisar muito ele automaticamente começa a ter respostas mais rápidas ao pisar no acelerador por outro lado, se sua direção é moderada ele acaba ficando mais xoxo para economizar combustível/
              Quanto a sua pergunta, o consumo é um assunto bastante discutido no Forum do clube do Cruze. e a conclusão é que depende muito do estilo de condução do motorista. No meu caso, em brasília, tenho médias que variam de 9,5 a 11,5 km/l, na estrada, variação de 10,5 a 13,5 km/l isso usando o ar ligado na maior parte do tempo e sempre com gasolina. Na cidade onde moram meus pais, em mato grosso, que é pequena e tem um quebra molas a cada 50 metros eu fiz médias de 8,0 a 8,6km/l. Para efeitos de comparação, antes do Cruze eu tinha um PUG 206 1.6 16v 110cv e fazia médias de 13km/l em brasília e 15km/l na estrada.

      • phaelrj

        pow…..gosto é pessoal….eu acho o fluence bonito….e me diz ae, qual carro que voce compra com 64mil, que tenha motor 2.0 cambio automatico CVT. 6 air bags. banco de couro, ar condicionado digital dual zone, rodas de 16" de liga leve, limitador e controlador de velocidade e bla bla bla…..ou seja….carro mt completo….em questão de custo x beneficio ninguem bate o fluence na sua categoria……se vc nao optar por ele pela aparencia, td bem…pq gosto eh pessoal…mass se for compra racional…eh o melhor do mercado atualmente……

        • Rafael_Phanton

          Essa é a questão phaelrj, ele só custa 64mil justamente porque não vende.Isso é que faz ele ter o excelente custoxbenefício.
          Se vendesse bem, você iria ver que os preços seriam outros, nivelando com os carros que oferecem o mesmo que ele e, digo mais, teria também versões capadas que custariam na faixa de 60 mil sem abs, airbags e ainda assim, venderia.
          Ai você veria que não existe cxb tão grande e ele seria apenas mais um com preço absurdo.
          Você ganha na compra e perde na revenda.
          Eu compraria um pagando 10 mil a mais com os mesmos itens do que um fluence que não confio e nem gosto, tão menos acho bonito.Isso tudo porque sei que ele perderia todo o cxb no médio prazo (falo de uns 5 anos de uso).

          • phaelrj

            cara…..vc esta levando seu gosto pessoal de aparência que eh mt subjetivo pra tentar justificar que o carro eh ruim……minha irmã tem um fluence….o carro esta com 13mil rodados e NENHUM defeito apresentado até agora….Pros desavisados que não confiam no carro, só vou lembrar que o motor e caixa são NISSAN..o mesmo do sentra……e não me venha falar em corolla e civic pois quando ela foi comprar rodei todas as lojas, o civic básico…sem couro, manual, com espaço interno menor, motor mais fraco…ou seja …muito menos carro estava saindo por 69mil…..o corolla tbm inferior estava por 64mil…isso com suas belas rodas 15 com calotas….meu deus…então assuma, Não compro o fluence pois acho ele Feio!!!…..aí sim…o dinheiro eh seu vc compra o que te satisfaz, mas falar que o carro eh ruim, eh uma GRANDE mentira……o cara ali em cima inventou um monte de problema…..falou que o acabamento do fluence eh ruim???tah bricando neh????agora se ele custa 64 mil pq não vende que continue assim, pois eh MUITO mais justo do que pagar caríssimo pra andar de corolla e civic…..a..so pra constar….sabe quanto foi a revisão dos 10mil?? 219 reais…o que achou??? quando é a do CIVIC, quanto é a do Corolla, Quanto é a do Cruze??Jetta???linea??,……..respeito sua opnião em achar o carro feio, mas não venha querer falar que eh ruim, pois são duas coisas totalmente diferentes…….um abç

      • João Cagnoni

        Lindo é o Veloster, carro que eu jamais compraria. (quem sabe quando eu puder ter como terceiro carro? rsrs)

        • DougSampaNA

          a barata bionica anemica da ruimdai?
          Aquela realmente de graça é caro…eu hein?

      • granrs78

        Como assim ninguém pensa no Fluence?? Vc não pode generalizar isso, pois se vc não pensa não quer dizer que outras pessoas tbm não pensem. O mesmo vale para a beleza, que particularmente acho o Fluence bem bonito, e entre um Fluence semi-novo ou um Grand Siena é até covardia comparar os dois modelos.

        • João

          Ninguém pensa no Fluence. Tanto é que ele não briga com Corola, Civic, Cruze… O preço dele é forçado para baixo porque não vende e tem que vir brigar com os "baixinhos". Foi expulso da turma dele…

        • Rafael_Phanton

          Se pensassem no fluence ninguém compraria corolla por mais de 80 mil se pode levar um fluence com tudo por 63.

          • granrs78

            Vamos por partes: O Corolla que mais vende não é o de 80 mil e sim de 70 mil, XEI, o Altis é uma piada, pois nem mesmo os clientes do Corolla compram o modelo. Vamos falar do Fluence: Ele está em um segmento muito disputado em que os japoneses lideram a um bom tempo, mas o Fluence está em um lugar muito bom, pois está em quarto lugar atrás do Corolla, Civic e Cruze. E olha que os modelos franceses não tem tradição nenhuma em sedans médios, então acho que podemos considerar que o Fluence esta cumprindo bem o seu papel até o momento.

        • Oba_

          Acho que é perda de tempo tentar argumentar.

      • W_Costa

        Verdade, nessa categoria (e na minha opinião: em qualquer categoria) design ou aparência não é algo subjetivo (como muitos insistem em afirmar) e para o consumidor que fez a matéria, com certeza o desenho foi importante na sua decisão, enfim, carro hoje tem que ter visual atraente sim e isso conta até mesmo na hora da revenda. A Era do "feio, mas eficiente" que tinha como principais "protagonistas" LOGAN e COBALT ficou definitivamente no passado, imaginem comprar um desses usado…

      • Filipe_GTS

        Só pensam em Fluence aqui nos comentários…

        • Leandro1978

          Antes era o Sentra, lembra?…rs… O cara precisava de uma caminhonete, mas a melhor compra para ele era o Sentra. Depois ele que se virasse para transportar as coisas, talvez cortando a carroceria…rs… É mais ou menos com o Fluence agora. O cara estava disposto (ou podia) pagar algo entre R$ 40 mil e R$ 50 mil, mas o "certo" era comprar o Fluence por R$ 60 mil. Como ele resolve a diferença? Não sei, melhor perguntar para os universitários…rs…

          • CharlesAle

            É verdade,mas é como já disse antes,quando tinha post daquelas ferrari ou carros de mais de um milhão de reais,só faltava negunho falar"que cara bobo,com esse dinheiro comprava uma frota de sentras!!!!"

        • bedotRJ

          Isso é normal. Os comentaristas aqui não formam a grande massa consumidora. São mais conscientes e antenados, quase sempre ligados na questão do CxB. O Fluence é um destaque quase absoluto nesse quesito (como também era o Sentra antes das cotas, quando chegou a ser vendido por 48k). Não é injusto que carros assim sejam frequentemente comentados.

          • dougkmt

            Confesso que às vezes o pessoal exagerava, mas não tem como negar que o Sentra tinha um ótimo custo-benefício quando era possível sem o regime de cotas. Na época me lembro de ver anúncios em jornais de grande veiculação (preços divulgados "oficialmente" por determinada concessionária) da versão 2.0 CVT por R$ 49.900, e com mais R$ 2.000 vc equipava bancos em couro. Que outro Sedan médio oferece/oferecia isso?

    • Rafael_Phanton

      Se o dono não cuidou bem, com toda certeza as dores de cabeça serão grandes mas, geralmente quem tem um carro de "luxo" costuma cuidar bem com revisões feitas em concessionárias e com peças originais.

      • Dragoniten

        Justamente! É muito mais fácil achar um Corolla/Civic com 3 anos bem cuidado do que um Gol.

    • meyerbro

      Precisava usar o Altis como comparação?

      • lucasfs87

        acho que ele falou do altis por comparar a versão top; com 63 se compra um xli 0, mas XLI!

      • Dragoniten

        Foi o primeiro que encontrei num site de usados. O XLi 0km não tem nem ABS, num carro de 60 mil. É o produto mais absurdo do nosso mercado, sem dúvidas.

        • fabiohai

          E quanto ao Elantra de R$ 100 mil?

          • Dragoniten

            Hahahaha, é outro absurdo, mas eu quis dizer o fato de custar 60 mil e não ter ABS.

          • DougSampaNA

            Mas é um Elantra!!!!! o hiper blaster of de universe, agora no Brasilsilsilsil…
            Eu compraria um Elantra a preço de Fluence, e nada mais!
            Carro que metade as peças vem de fora nem de graça, sobe o dolar, sai guerra, dá problema em navio, vc fica sem peça; sem chance!

    • Carlos_brown

      Acho que ele se referiu a carros de preço semelhante, ou seja, um usado no valor citado ou novo do mesmo valor, daí a com pouco tempo algumas coisas precisarão ser substituídas, a começar pelos pneus. Entendeu?

      • Dragoniten

        Acredtio que a depreciação do carro 0km ultrapasse de longe a troca de peças. Vamos supor que comprei um Corolla com 3 anos de uso, único dono, bem cuidado. Faço uma revisão básica e gasto 2 mil reais. Só pelo fato de tirar um carro 0km da concessionária, eu perco PELO MENOS uns 8% do valor do carro. Num carro de 50 mil são aí pelo menos 4 mil reais de depreciação, enquanto que o carro com 3 anos, desvaloriza "cada vez menos". Entende?

        E outra, por mais que o valor final você acabe pagando o mesmo. De um lado você tem um carro 0km, como um Grand Siena, mas do outro você tem um carro de categoria superior, com acabamento melhor, isolamento acústico melhor, mais conforto, (geralmente) mais segurança, etc. Por mais que você pague o mesmo, comprando um usado com 2~3 anos, você estará com um produto superior em mãos, e nisso não há ponto positivo pro 0km.

    • José

      Estou comparando o gasto com manutenção de um Corolla com 3 ou 4 anos (e mais despesas com seguro e ipva, que são maiores) com os do Grand Siena 0km e não com um Corolla 0km. Se considerar o preço do seguro, só aí já tem uma diferença de 1750 reais a menos a favor do Grand Siena, quando comparado com um Corolla XEI 2010. Corolla e Civic são carrões e realmente está barato comprá-los usados com 3 ou 4 anos de uso, mas colocando na ponta do lápis o custo para manter um carro desses é bem maior do que o de manter um carro de categoria inferior.

      Como diz o ADG, o mais fácil é comprar o carro, o difícil é depois mantê-lo e fazer as despesas caberem no orçamento. No meu caso, compraria com 50 mil um Corolla 2010, mas não seria compatível com meu orçamento pagar anualmente R$ 4 mil de seguro, praticamente o dobro do que paguei agora no Grand Siena.

    • BrunoMulsane

      Nossa, tenho um focus 1.8 2003 desde zero. Faço todas manutenções preventivas e sempre na css. Não gastei nem 6.000 durante 10 anos!! Carro novo não compensa!! Tenho um outro focus modelo 2009 e gastei so com pneus até agora.

      • Dragoniten

        Pois é! Não sei como que um carro com 3 anos pode dar tanta manutenção como estão dizendo aqui. Só pegando um carro MUITO bichado pra gastar tanta grana assim…

  • TacodeSinuca

    Cara olha esse painel feito com plastico de brinquedo de camelo… horrível =/

  • GuilhermeTUF98

    porque não testou carros como Versa,New Fiesta?

    • Rafael_Phanton

      Versa ? acredito que ele queria ao menos um pouco de beleza (coisa que não tem muito também no GS mas é bem melhor)

      • thales_sr

        E o Fiesta? Qual a reclamação?

        • Rafael_Phanton

          Não citei o fiesta, falei por causa do carro.
          Não conheço o fiesta direito, pode ser mais caro, um pouco menos espaçoso (não sei disso também), por isso falei apenas do visual do versa.

          • thales_sr

            Ah certo, foi só pra falar mal do carro mesmo? Entendi.

    • Rafael_rec

      Acho qye ele não quer se preocupar com o pós-venda lixo da Nissan.

      • bedotRJ

        Se fosse isso, por que a solução seria o pós-venda ainda mais lixo da Fiat? :D

        • Marco_Aurelio

          Tenho carros da Fiat desde o ano de 2002 e posso lhe garantir que entre as 4 grandes, é o melhor pós-venda que já tive. Nunca morei em capitais, pois os serviços tem que ser agendados de qualquer maneira devido ao grande número de consumidores, mas em comparação com GM e Volks, sem comparação. :D

          • messias

            A GM sabe fazer carros, mesmo que padeça, como as outras, de acabamento interno dos seus produtos.

    • cavevolution

      O Fiesta Sedan tem um design bem interessante. Já o Versa parece uma formiga pelo tamanho da traseira…hehhee

  • hardstyle_

    apenas uma correção: "Na época da compra, por 47 mil comprava-se a versão EX" o certo seria versão DX

  • Ricardo

    Neste caso seria melhor o Coblat 1.8.

    • Rafael

      Só que entra água, para quem gosta de andar com os pés molhados! KKKKKKKKK!, o motor 1.4 é manco, e o 1.8 beberrão!

  • André Martini

    E o Versa?Por que não entrou na lista de possíveis compras?

    • Rafael_Phanton

      Resposta: feio demais né kkkkkkkkkkkkkkkk

      • Rafael_Phanton

        Eu compraria um Tiida, sem medo nenhum.

      • André Martini

        Feio? OK. Pode até ser, mas na relação custo-benefício acho difícil algum outro sedã se sair melhor.

    • Rafael_rec

      Pós-venda porco seria um dos motivos.

    • BrunoMulsane

      Porque é feio demais e a desvalorização é gigantesca! Alem disso, dentre os concorrentes não oferece nada alem do convencional.

  • kkduu

    Eu tenho um novo palio…. acho tanto o meu quanto o gransiena bonitos por fora. por dentro acho monótono. E acho bizarro n ter opção pra colocar central multimidia. Até o ford ka tem opção.. mas o buraco do som no pálio é tão minusculo que não cabe.

  • dudupruvinelli

    Se o dono está satisfeito, é o que interessa. O seguro no Brasil é realmente absurdo e caro, principalmente para mim que tenho 19 anos e sofro por causa de outros motoristas inconsequentes de mesma idade. A dica é fazer várias cotações na internet! Eu evitaria de qualquer jeito comprar um 0km, mesmo que tivesse que pegar um carro mais antigo, contanto que trouxesse mais benefícios.
    "Reflexo do painel no vidro" – o peugeot 206 sw também tem esse problema. É realmente muito chato e até perigoso.

    • reuelrp

      O Astra também. Bom saber que isso é recorrente de outros carros com painel comprido.

  • canino_preto

    Não gosto desse carro…e não o considero espaçoso, mas apenas grand por fora.

    • AMLAJD

      Concordo, a FIAT tentou apenas fazer ele parecer grande. O entre eixo é só 2,51 contra 2,60 de Cobalt, Versa e Logan e 2,55 do City.

      • Marco_Aurelio

        É mas o problema do Cobalt é a feiúra… Deus o livre mas aquela frente de caminhão FeNeMê desanima qualquer cristão :(
        Já o Grand Siena não é um primor de beleza a sua frente, mas o considero bem melhor que muitos outros na categoria.

  • Brunocarro1998

    50mil eu comprava um New Fiesta, 308, ou até mesmo o Fit, considero um carro muito bom. Se fosse comprar usado, iria de Accord (modelo novo) com pouca quilometragem.

    • PabloRJ

      + 1
      Minhas primeiras opções também seriam New Fiesta ou 308. Só o Fit que eu acho muito caro pelo carro que é, mesmo usado… olharia um City. Tem mais motor do que o Fit 1.4, design e uma suspensão mais acertada, na minha opinião.

      • Marco_Aurelio

        Cara, já viu o preço de Accord ??? É caro prá dedéu e as revisões não são baratas. Sem falar que é difícil achar um bom com kilometragem baixa. :(

    • rogeriulima

      Comprar um carro usado importado do Japão é facil, quero ver manter um.

  • HumbertoRR

    Acredito que foi uma boa escolha, eu só compraria com alguns kits de opcionais disponíveis pela fiat que melhorariam consideravelmente o acabamento do carro. Parabéns pela compra!!

    • BrunoMulsane

      Eu ficaria entre o siena e cobalt 1.8

  • hugo

    lindo carro

  • paulluis

    Boa escolha, se seguir a receita do modelo antigo vai ter pouca manutenção, o antigo dificilmente quebra quando bem cuidado, na hora que usar álcool vai ver que ele fica muito mais esperto, tem um motor meio antigo que foi reformulado mas pelo menos não tem a ultrapassada correia dentada.

  • eliaslh

    O que você me diz sobre eu comprar um New Fiesta Sedan ou esse Grand Siena 1.6? tenho um Fiesta Sedan 10/11 1.6 e preciso de porta malas grande.

    • thales_sr

      Não vai ganhar quase nada… (na verdade, no new fiesta você vai perder por causa da alça da tampa) Se quer mala grande vai de Cobalt. Mesmo assim, o ganho não é tão expressivo assim.

    • José

      Não conheço muito bem o New Fiesta, mas pelo que pesquisei na época o preço dele é maior com o Siena com os mesmos opcionais.

    • BrunoMulsane

      O new fiesta tem um nível de acabamento acima dos citados, e vem muito bem equipado. A posição de dirigir, o grosso volante somados com o excelente motor 1.6 que não parece 1.6, é uma excelente opção. Ja andei em um palio 1.6 sporting com este motor e achei o do fiesta mais nervoso, principalmente em altos giros. E ele é muito econômico tb. Na categoria do fiesta não há concorrentes, é um carro maravilhoso!

  • moises

    Concordo em quase tudo a respeito do grand siena. Quando fui comprar o meu cheguei a cogitar o cobalt e o versa também, mas a minha faixa de preço era menor que a sua. Queria ficar no máximo em uns 43 mil reais. O cobalt descartei logo de cara pois a chevrolet tem a mania de cobrar mais caro por carros menos completos. Fui olhar e tirei a prova. O grand siena equivalente em preço ao cobalt, vinha bem mais completo. O versa foi quase paixão a primeira vista. Eu sou um dos poucos que curte o visual do carro. Acho bem bonito. Mas, com o perdão da palavra, quando olhei o interior foi brochante. rs… Ele é mais completo e mais barato que o grand siena, a dirigibilidade é fantastica, o motor é bom, ou seja tudo bom! Mas eu não ia conseguir entrar naquele carro todo dia pra dirigir e me sentir em um march. Pra uns deve ser bobagem, mas o design interno conta mais pra mim que o externo pois é algo que to olhando o tempo todo. Ou seja, descartei o versa com dor no coração. O interior dele é de uma pobreza franciscana, digna de uno mille! Sobrou o grand siena que é bem legal. Mas, como eu disse, não concordo com o colega em apenas um aspecto: espaço interno! Tenho 1,85 e até me acostumei a dirigir pois não incomoda. Mas na hora de comprar eu sentei no banco de tras e o espaço pra cabeça é sofrível. Acho que é o pior espaço em altura de todos os carros que já entrei. Ele até leva bem 4 pessoas, mas desde que as duas que vão atras sejam baixas, caso contrário elas vão ter que ir de conchinha no banco de tras. rs.. Fora isso, tirando o defeito de agua entrando na lanterna traseira e os grilhos no painel, é um carro legal.

  • Luciotz

    Só um alerta: se estas medidas de consumo tem como base o computador de bordo do carro, provavelmente estão erradas.
    O computador de bordo dos carros da FIAT marcam errado. Tenho um Novo Palio 1.4 e o CB geralmente marca consumo médio de 17,4km/l, mas calculando na hora do abastecimento a média fica em 14,3km/l.

    • sabbathbh

      Caramba.. 3km/l de erro é d+! Talvez seja um defeito específico na sua unidade…

    • alexhmoraes

      é isso mesmo.
      Marca errado o consumo dele na cidade nao passa de 10km/l e no computador marca 13km

    • AMLAJD

      E não é só no consumo que marca errado não. Os carros da FIAT são campeões entre a velocidade que mostra o velocimetro e a velocidade real. Chega a dar 8% de diferença.

    • Oba_

      Não é regra, no 500 é 100% preciso, nos antigos ELX 1.4 também eram quase 100%, estranho o seu carro errar tanto, o normal é roubar até 10%, eu levaria na concessionaria e reclamaria.

      • Luciotz

        Pois é, também estou achando a margem de erro muito grande.
        Meu pai tem uma Strada Adventure 2012 e ele me disse que o CB geralmente marca 12km/l, mas o calculo na bomba dificilmente passa de 10km/l.
        Um comentário abaixo, um colega tem um Siena e relata algo parecido com CB.
        De qualquer jeito vou entrar em contato com a FIAT. Talvez uma reprogramação da central eletrònica resolva.

    • Carlos

      Realmente o consumo aferido pelo computador de bordo não é confiável, pois tb possuo um Siena cm menos de 1 ano de uso e sempre realizo a aferição dos litros consumidos X km rodados e sempre dá menos que o indicado pelo CB. Outra característica estranha, é que logo após zerar o hodômetro, o computador de bordo se torna extremamente otimista nas primeiras dezenas de km, chegando a marcar mais de 15/km lt na cidade.

      • José

        Pela autonomia que estou tendo no carro não acredito que haja grande divergência entre o que marca no computador e o que o carro está fazendo. Meu carro anterior era um Palio Fire que não tinha computador de bordo e já estou bem acostumado a calcular a média direto na bomba.

  • bedotRJ

    Não sou fã do Grand Siena em função de alguns aspectos: o acabamento não é grande coisa (concordo com o colega sobra a aparência de baixa qualidade do tecido dos bancos), ele não tem o espaço interno dos "grandões" da categoria, seu design é comum (não chama grande atenção), só tem 1 ano de garantia e seu motor 1.6 16v (versão que o consumidor é levado a comprar pelo CxB ) , por diversos relatos, tem um comportamento ainda mais vacilante do que outros 16v em baixas rotações, algo que me desagrada muito.

    Apesar disso, acho que o colega fez boa compra. Soube avaliar suas prioridades com bastante detalhamento, chegando a uma conclusão absolutamente consciente, de acordo com o que queria. E fez um texto muito bom. Parabéns e sucesso com o carro!

  • junio

    Pra quem está interessado no carro, este texto resumi tudo. Parabéns!

  • CanalhaRS

    Ótima avaliação, me pareceu bem imparcial.

    • Rafael_Phanton

      Também gostei, foi sem paixão e emoção por estar com um carro 0km na garagem.

  • phaelrj

    eu vi uma contradição aee…….ele primeiro fala que o motor sobra, depois fala que não eh tão forte assim……não entendi…….relato mt bom que ele deixou, mas vi um certo preconceito com a vw aee…..r.srrs….o motor 1.6 apesar de ser "velho" junto com a melhor caixa de marcha do mercado,ele ainda cumpre muito bem o papel ……e não venha falar que o e-torque anda muito mais, pois ele eh meio "fraco" em baixas rotação, apesar de ser um motor "moderno"(usado nos antigos mini coopers), antes que me critiquem,possuo um carro da fiat….o carro eh mt bom, não me dah dor de cabeça e muito pouca manutenção,e a fiat evouliu mt e continua a evoluir, mas mecanicamente e no prazer de dirigir a VW ainda dah shOw na fiat………eu optaria pelo grand siena tbm pelo custo X beneficio, mas tbm teria dado uma olhada no versa e no cobalt 1.8…..

    • Rafael_Phanton

      16V é assim mesmo, mas em velocidade final é muito mais fácil atingir máximas melhores.
      Eu sei porque tenho carro assim, demora pra deslanchar, depois vai muito bem e não fica me pedindo redução de marcha.
      Agora pra quem gosta de ficar fazendo graça por ai, 16V tem que ser mais forte e em motores maiores.

      • phaelrj

        pow…eu jah tive carro 16v…o meu era exatamente um Peugeot 306 1.8 16v ano 99…e não era "fraco"em baixa não….e para um motor "moderno" igual do grand siena, acho meio inadmissível….pois hoje tem tantos recursos para dar um "vigor" em baixas rotações…..a fiat mesmo tinha um ótimo motor 1.6 16v, mas como a manutenção não era bem feita pela maioria dos donos, ele ganhou fama de motor ruim, quebra a toa, mas quem tem um bem cuidado sabe do que estou falando, motor forte e consome pouco……

    • José

      Resumindo: desempenho muito bom na estrada, mas lerdo na cidade.

    • BrunoMulsane

      Minha irma tem um gol 1.6 vht e minha noiva um fiesta class. O fiesta não tem a saída do gol, mas na final da segunda marcha, o ford fica muito forte e continua assim até final da terceira, onde ele da um bom espaço do gol. Isso pq eu testei com meu outro irmão dirigindo o gol. Ah! Ofiesta é 135kg mais pesado que o gol.

  • Henrique

    Não experimentei o Grand Siena ainda. Eu tinha um Siena e troquei pelo VERSA e estou super satisfeito, parece carro de categoria superior. A melhor opção é sempre escolher um importado.

    • BrunoMulsane

      Não acho que ele parece carro de categoria superior. Prefiro o cobalt 1.8 e até mesmo o antigo fiesta que o versa.

  • rattrap587

    Bom carro.

  • MecanicoDigital

    Gostei muito do relato, parabéns!

  • vitimsl

    Bom relato. Só uma observação: o som original sai um pouco mais caro devido a inclusão dos retrovisores externos elétricos no kit. Se eu fosse comprar um Siena, pegaria o com som apenas por causa dos retrovisores.

    • Oba_

      Realmente é triste carro neste preço ter que pedir pro carona regular o retrovisor. Eu faria a mesma escolha.

    • Jhon

      não só pelo retrovisor! o som original do grand siena é um dos melhores que já, com caixas potentes e de boa qualidade.
      Acho que vale a pena adquirir o som original do Grand Siena. Por outro lado, esse kit dos bancos que ele adquiriu eu não curti muito. Os bancos do kit padrão tem acabamento mais bonito, na minha opinião, fora que aquela faixa preta no painel cobreado não cai tão bem quanto a cinza que vem padrão.

  • Mathw12

    Só não entendi os valores de consumo informados. Ele diz estar fazendo 10 e 17 km/l na cidade e na estrada, respectivamente. E ele mesmo diz no depoimento que o motor está com menos de mil quilômetros ainda. Se for vdd, depois de amaciado será o motor mais econômico do mercado.

    • alexhmoraes

      Pois é, o Polo como ele falou ai…. consome bem menos na cidade e na estrada, nao entendi, mas o novo polo é feio demais mesmo, para-choque de fox

  • Renan21

    Gostei do texto.
    Apesar de que eu nunca compraria algum desses carros, se fosse para escolher eu também ficaria com o siena.

    Mas por esse preço existe várias opções melhores de carros usados.

  • ViniciusDOCH1

    Excelente avaliação, sem puxar a sardinha para a montadora. Quem tiver o carro ou for um futuro dono, participem do Clube do Grand Siena, lá vocês podem encontrar todas as informações sobre o carro. Clube do Grand Siena (http://clubedograndsiena.forumais.com/)

  • Resolvido

    Também estou de olho em um sedan nessa faixa de preço. O cobalt e o versa eu descarto pelo designer, são carros que não me convencem, são feios de marca maior, mas bota feio nisso. O Prisma eu acho o preço salgado demais, o seu antecessor estava na casa dos 32 e pulou para 45/46, muito aumento para mudanças não tão grandes assim que justificasse esses 13 mil a mais. O HB20S também chegará salgadão, acho esse segmento com poucas opções com preços mais coerentes com o mercado brasileiro.

  • jcperes

    Concordo que esses sistemas de som de fábrica têm qualidade de áudio questionável, só que com o sistema de som original da Fiat é possível adicionar os botões de comando do rádio no volante. Instalando um som avulso, isso não é possível (oficialmente). Eu considero mais seguro e muito mais útil ter os comandos do som no volante do que ter que levar a mão até o painel para mudar o volume ou trocar de música.

    • junio

      O som do carro é ótimo, a leitura dos pen drivers é quase que instantânea. Mas a qualidade dos auto falantes é o pior que se pode imaginar, papelão da pior espécie e do mais barato importado da Tailândia

  • fse

    Nunca tinha prestado muita atenção nesse carro, até que em uma viagem passou um por mim. Fiquei curioso por causa da velocidade, meu carro estava no limitador e o Siena continuou. Mais a frente ele parou em posto e conversei com o dono, ele tambem estava bem impressionado com o carro. Era o mesmo modelo que esse com motor 1.6 16v.

    • alexhmoraes

      Deve beber que é uma beleza, FIAT gosta de uma gasolina.

      • Marco_Aurelio

        Engano seu meu chapa. Quem gosta de uma gasosa são os carros da GM. Já viu o consumo de um Cruze, por exemplo? Tá certo que quem compra um Cruze não deve estar muito preocupado com consumo, mas o bicho beeeeeeeeeebe de canudinho. Bem diferente de Toyota e Honda. Gde abraço!

        • Ele devia conhecer os fiat com motor 1.8 de origem GM, aqueles sim bebiam mesmo, mas de força em baixa rotação eram muito bons.

      • José

        Estou no terceiro carro da Fiat e se tem uma coisa que não posso reclamar é o consumo. Palio Fire pode até ser manco, mas que é econômico na cidade, isso é.

  • João Cagnoni

    Ótima matéria! Estava perfeito até chegar no final, onde você diz "Se você sabe dirigir economicamente, com certeza fará melhores médias de consumo com um câmbio manual do que com um automatizado.". Claramente esse "com certeza" demonstrou que você disse algo que não tem tanta certeza assim, tentando convencer a si mesmo de algo que não possui argumentos.

    Deixando o psicológico de lado, acho difícil e até impossível uma pessoa conseguir uma média de consumo melhor em um carro manual do que em um automatizado. O câmbio automatizado avalia as melhores condições de marcha durante cada milissegundo, e não há como alguém conseguir uma média melhor em um câmbio manual. Seria bom pensar que o Senna em uma F50 manual trocasse de marcha mais rápido que uma F12 atual, mas hoje as coisas são diferentes. Como o próprio Éber disse na avaliação do Fiat 500 Dualogic, você pode tentar manipular um câmbio mais rápido do que esse automatizado, mas não vai conseguir. E digo mais, já ouvi gente dizendo que faz 12km/L com esse e-torq na versão manual. Do jeito que tem gente que adora andar a 40km/h de quarta, acho que até um automático convencional é vantagem para alguns em termos de consumo.

  • nightsky14

    Olha tudo bem que ele comprou um zero quilometro, mas ele comprando um Vectra (antes do modelo novo), Accord 03, Nissan Maxima, mesmo cuidado da manutenção, o gasto não chegaria nunca ao preço do Siena, ainda mais que ele teria um carro com acabamento infinitamente melhor, melhor desempenho, segurança e até mesmo talvez, melhor consumo. Mas vai de cada um…

    • thales_sr

      Olhar webmotors e dizer que usado é melhor opção é fácil. Vai lá manter o usado pra tu ver!

      • rogeriulima

        A hora que ele precisar comprar peça no ebay pra manter o carro rodando vamos ver se vai continuar recomendando esses carros com mais de 10 anos de uso.
        Eu até arriscaria se fosse um carro só pra viajar nos finais de semana (e não todos, claro), mas pra uso diario nem fudendo.

        • nightsky14

          Eu não estou recomendando, estou apenas comentando e mostrando a minha opinião, são coisas diferentes. Eu tenho um carro com mais de 10 anos de uso e nunca ficou parado por causa de peças. Sabendo comprar o carro, cuidar e dirigir, ele não estraga. Agora se for pra fazer igual a massa dos brasileiros: comprar um carro surrado, só colocar gasolina do pior posto da cidade e nem ao menos trocar o óleo, é bomba na certa. Os brasileiros tem os carros que merecem. Esse fórum é um jogo que ninguém pode opinar, temos que seguir apenas o que os mestres dos carros pensam, além de serem ignorantes e grossos. Lamentável.

    • Sérgio

      Pelas ruas da Grande Vitória, o que tem de Clarus, Sephia, Accord, Accent, Shuma e outros do tipo com 10, 15 anos de uso jogado, encostado, ao tempo, apodrecendo, não dá nem pra contar! Não consegue peça, ou porque falta ou porque é caro demais, faz um remendo aqui, outro ali, e quando vai ver, o carro fica parado. Como fica ao relento, a coisa só vai piorando, e como não anda, o dono deixa a documentação atrasar, e no final das contas, só sai desse ciclo quando é notificado (na teoria, pq na prática os carros ficam pelas ruas mesmo) para retirar o carro, aí ele reboca e joga num depósito qualquer ou vende pra ferro velho.
      Acontece com os nacionais mais simples? Claro! Mas em proporção infinitamente menor!
      Concordo que para o uso, um usadinho inteiro importado completo não tem igual.
      Mas se pensar no pacote completo, tem gente que não se arriscaria a isso, sendo que existe algo que lhe atende sem esse perigo.
      Se tem o que te atende, tá bom.
      Acho que é por aí. Pelo menos penso assim.
      Saudações.

  • Eduardo

    Com relação ao acabamento interno, o Voyage ganha do Grand Siena.

    • BrunoMulsane

      Não sei onde ganha, os dois são horríveis! O onix e cobalt são melhores!!

  • Doccar

    o cara se ferrou comprou um Fiat, e pode esperar amigo, daqui 30 dias painel batendo, pessima vedacao, se chover molha mais dentro do carro que fora dele, bancos rangendo, assoalho apodrecendo, componentes de qualidade duvidosa usados nos Fiats…etc….

    • andre luiz

      Cara tenho que discordar, o acabamento da fiat não é tão ruim assim, pelo menos a Idea do meu sogro 2005, estar impecável e olha que ele não é cuidadoso, bem diferente dos outros carros que teve, todos VW e não tenho fiat tenho GM.

    • Marco_Aurelio

      Caraaaaaaaaaaaaca!!! Tenho um Siena 1.8 ELX 2003 (vai fazer agora dia 23 de maio 10 anos de uso) e não acontece nada disso que vc tá falando. Cê deve passar muito em estrada de chão né? A única coisa que acho que poderia melhorar no meu carro (com 10 anos de uso) é o barulho que vêm do som do carro quando se passa em ruas de paralelepípedo. Fora isso, carro perfeito. Você deveria levar seu carro numa concessionária…

    • Alexandre

      Tenho um Siena cm menos de 1 ano de uso e quando saiu da concessionária, apresentou esse problema de bancos rangendo, o qual nunca foi totalmente solucionado. Além disso, já foi 7 vezes para a concessionária cm diversos defeitos e a próxima já está agendada para semana que vem, pois o ar não gela eficientemente em dias quentes, roda traseira fazendo barulho quando é molhada (tambor) e correia cantando com o carro frio, todos problemas que não conseguiram solucionar. Se não resolverem dessa vez, entrarei cm uma ação na justiça contra a Fiat e a concessionária.

    • José

      Minha família compra carro da Fiat desde 1993, quando meu pai comprou um Uno CSL 1.6 argentino 0km e deu na troca um VW Passat TS. Nunca tivemos problemas graves com os carros, isso porque já tivemos Uno Mille, CS 1.3, Palio EDX, Palio Fire. Nos anos 1990 tivemos problemas com um Kadett comprado 0km, que tinha infiltração de água e problema sem solução de barulho no freio a disco dianteiro. Nesse meio tempo tivemos um VW Logus que dava muitos problemas de partida (era terrível para fazer o carro funcionar na primeira partida da manhã). Hoje não vejo diferença da Fiat para VW/GM/Ford, a Fiat tem carros com a mesma qualidade e em alguns casos mais bem equipados com os mesmos preços que essas concorrentes.

    • Verdugo

      Você está falando de que carro? Do Fiat 147?

    • Jhon

      estou com um grand siena há quase 1 ano, 8 mil km rodados, e até agora só alegria :)

  • alexhmoraes

    o cara rodou rodou, andou em Fit e etc… Polo e etc…. passeou pra todo lado e pegou o pior de todos, aqui em BH isso ai é mato nas ruas, todo taxista tem.. kkkk

    • rogeriulima

      Se todo taxista tem então deve ser o melhor.
      Coerência, agente vê por aqui…

      • Oba_

        Pior, tem gente que viaja.

    • Marco_Aurelio

      Sou de BH e concordo com o alexhmoraes também. Se taxista tem, é porque é rústico, bom e barato de manter. Taxista não pega bucha! :D
      Sem falar que o carro é muito bonito também.

      • Oba_

        Como o colega acima disse coerência a gente vê por aqui.

    • Adriano

      Se todo taxista tem, significa que o carro é bom, tem durabilidade. quer um teste de resistencia melhor do que servir como taxi? Ou voce acha que os taxistas vão comprar um carro que não aguente o dia-a-dia?

  • AMLAJD

    Primeiro, não concordo que tenha desempenho muito superior ao motor 1.6 da VW, é só um pouco superior, mesmo porque esse carro não permite que você abuse um pouquinho e em termos de estabilidade leva um show do Voyage. Além disso 116CV não fazem milagres, principalmente se tem cambios ruins como os da FIAT. Na cidade, o motor e cambio do 1.6 da VW é muito superior a esse, tem uma dirigibilidade melhor.O cara fala que o carro tem um acabamento muito superior ao Voyage, depois chega a compará-lo em alguns aspectos ao Novo Uno, não entendi, mas sei que ele aproveita um monte de peças do UNO e do PÁLIO no painel.

    • Tinho

      E o torque? Esqueceu desse detalhe? Vamos aos 0 a 100 dos carros? O punto etorq 1.6 gasta 10,3 segundos cravados no cronometro pra ir de 0 a 100… Cara, o motor é sim superior. Não sou fã da fiat, mas eles acertaram dessa vez. O motor da vw é defasado, e bom. Mas não tira tanto desempenho que nem este, ainda mais na estrada.

    • Marco_Aurelio

      Realmente o interior do Voyage é um pouco pobrezinho mesmo. Chega a decepcionar um pouco. Só acho que o volante do Gran Siena merecia ser de material menos duro no local da buzina. E também acho que o carro merecia um repetidor de seta na lateral, ou então no retrovisor, como no Voyage, que nesta nova frente alá Jetta ficou muito bonito.

    • Vitor

      Podem falar que o motor EA 111 está defasado e tal, mas que dá uma coça em muitos motores "modernos" ai isso dá. Não importa que o motor é antigo ou não, o que importa é que se é bom ou não, e o da VW e era o caso do família II da GM, aposentado com o Astra e Vectra. O tritec da FIAT tb é um ótimo motor, mas o da VW é muito mais prazeroso em dirigir: torque em baixa rotação e mantém esse torque durante um bom período, suave no funcionamento. O e torq da fiat é mais lerdo que um 1.0 na cidade, um absurdo. Só rende bem na estrada.
      Isto tudo sem entrar no mérito do câmbio e da suspensão, que ai sim a VW ganha de lavada.

  • Adriano_Silva

    Texto muito bom e sem duvidas que a escolha do Siena foi a melhor, na duvida recomendo um teste drive.

    • Martins

      Esse cara ama Siena.

  • W_Costa

    Boa avaliação, gostei muito da sensatez e imparcialidade do José Luiz, sem dúvida não é à toa que o Gran Siena é líder no segmento hoje, mas há quem critique e fale mal dos Fiat por pura antipatia gratuita achando defeitos ridículos comuns a qualquer veículo…., discordo apenas da avaliação do som original dos Fiat, creio que no meu Punto não seja tão diferente do Gran Siena e acho ele de ótima qualidade (pra se ouvir dentro do carro lógico), tem ótimos graves e médios e agudos bem "limpos", al´lem de opção de controles no volante, enfim apenas essa ressalva.

    • Martins

      Fan da marca detectado.

  • caltrao

    Temos um Cobalt 1.8 LTZ e na hora da compra fizemos o teste drive no Gran Siena, sua unica vantagem comparada ao Cobalt foi o desempenho na pista, do restante o chevrolet ganhou de sobra (estabilidade, acabamento, espaço interno, conforto, sistema de som e etc).
    Fiquei impressionado com o consumo relatado por Jose Luis, muita gente fala que esse 1.6 16v bebe mais.

    • Matheus

      eu não gosto muito do Cobalt, mas vi um LTZ azul e achei muito bonito. Até compraria um AT….

    • YoOdEx

      Cobalt é um ótimo carro mesmo. Na minha opnião carece de motor (nem o 1.4 nem o 1.8 fazem jus ao carro) e um design menos controverso (apesar de que isso é pessoal e eu particurlamente não acho ruim).

    • MAgordo

      Mas na feiuara os dois empatam….KKKKKKKKK

  • Martins

    Que painel mais sem graça! parece o do Marea 1999.

    • José

      Já viu o painel de moto do novo Prisma/Onix? Dizer que o painel parece o do Marea chega a ser um elogio heheh

  • juninho1000

    Bom relato do colega aí. Ajuda bastante a gente ter o ponto de vista de outras pessoas.

  • montegrotto

    Gostei do seu relato. Tive um Punto 1.6 e compartilho a mesma opiniao sobre o desempenho do motor: na estrada empurra direitinho, sendo o ruido que ela faz a melhor parte. Na cidade, esquece: melhor um 1.4 ou ate 1.0. Esse e-torq da Fiat é fraco alem da conta em baixas rotacoes. Bom carro. Sucesso

    • YoOdEx

      Nunca dirigi esse 1.6, porém já andei na carona do Bravo Sporting de um amigo. Parecia até carro turbo, era morto o motor, depois de 3000 rpms acordava!

    • fabioalisson

      Discordo totalmente. Fire 1.4 só empurra bem o Palio. No caso do Punto, 1.4 consome muito mais que 1.6 e 1.8, isso já foi comprovado em testes. Fora que o Punto 1.4 é lerdo de doer, minha mulher já teve um.

      Fire 1.0, tirando quando equipa o Mille, tem se mostrado manco e beberrão.

      eTorq 1.6 realmente é fraco em baixas rotações (temos um Palio Sporting em casa), mas acho descabido compará-lo à 1.4 ou 1.0, e além do mais, motores multiválvulas foram "feitos para girar" e não há mal algum nisso.

      • A grande maioria dos brasileiros quer que motor a gasolina/etanol se comporte como um a diesel, ou seja, mal passe dos 2 mil RPM (se chegar nos 3 mil deve pensar que explode o motor), mal sabe o quanto isso é prejudicial ao motor, principalmente se for um multivalvulas.

        • Oba_

          Falou tudo.

      • Oba_

        Discordo se você pisar tudo a 1600 – 1700 rpm nos 1.4 8v mesmo no Punto você vê o carro responder e subir de giro na hora, nos Etorq demora para acontecer algo.
        É neste sentido que o povo diz que é fraco. É comportamento parecidíssimo com o do Marea 2.0, Zetec do Escort que em media e alta eram fenomenais mas em baixa parecia que o mundo parava.

        • mauricar20

          Essa fraqueza em baixas, você só percebe no começo. Depois acostuma e não percebe mais. O motorista acostuma baixar um pouco mais o pé, e ate estranha a falta de força em altos giros de motores 8v. O que mais gosto no bom desempenho em alta, é que tem sempre motor ali sobrando, para uma ultrapassagem por exemplo, coisa que não acontece no 1.4.

          • Oba_

            Verdade, os 3 primeiros carros que tive eram multivalvulas e regredi para 8v, só quem já teve um multivalvulas sabe como é divertido e excitante ver o conta-giros subir e o carro ganhar folego cada vez mais.
            O maior problema é que a maioria dos motoristas tem preguiça e não usam o conta-giros, moral da história: não sabem e não querem usar o braço.

        • fabioalisson

          E qual a finalidade de se pisar tudo com o motor a 1600 – 1700 rpm quando se quer desempenho? Pra mim não há nenhuma.

          • mauricar20

            Acho que eu entendi o que o colega quis dizer. Na verdade, o motor 8v, em baixas rotações, responde prontamente e o 16v demora um pouco.
            A diferença básica do Punto 1.4 é que responde melhor em baixas, mas o desempenho é bem limitado, satisfatório apenas uso urbano, enquanto o 1.6 é mais morno, mas quando provocado, entrega desempenho bem melhor. Muitos carros 16v são assim, como o Focus 2.0, NFiesta 1.6, HB20 1.6, Escort Zetec 16v, etc…etc…

            Pra ser sincero, depois que você acostuma com o motor 16v, acaba achando ele muito melhor que o 8v. Pelo menos no meu caso, sempre tenho confiança em fazer uma ultrapassagem, pq sei que o motor rende bem quando o giro sobe.

            Se estou em 5º marcha, reduzo para 3º e baixo o pé, o carro responde prontamente, ultrapassando com rapidez. É isso.

  • Fer P

    devia ter ido de cobalt 1.8 ltz, carraço bem feito, motor elastico e respaldo da gm

  • victorcvs

    Pensou no Polo e não pensou no Punto que tem o mesmo motor e acabamento muito melhor?

  • andre luiz

    Estou também na mesma dúvida, mas, cogito também o cobalt por achar melhor resolvido por dentro , o grand siena acho que tem um painel muito carregado.Um polo seria minha opção se fosse mais barato e se tivesse mantido a frente antiga, pois esse novo na minha opinião mudou pra pior.

  • Dragoniten

    Vish, médias puxadas, rs. A GM devia ter trazido o 1.4T pro Cruze, teria sido mil vezes melhor, tanto em economia quanto em desempenho :~

    • fysaad

      Seria bem melhor mas, infelizmente, não aconteceu. O brasileiro em geral é muito preconceituoso e preguiçoso quando vai comprar um carro, não pesquisa direito, não faz test-drive, não negocia direito, olha mais para litragem do motor do que potência e torque, prefere escolher pela cabeça de outras pessoas do que com a própria. Por esses motivos estamos tão defasados em relação a outros mercados.
      Quanto ao consumo eu não estou achando ruim não, meu tio, que também mora em Brasília, já teve(desde 2001) 2 astras, um Corolla(Brad Pit), Palio 1.0 e Doblô e todos consumiam mais que o Cruze.

      • Dragoniten

        Corolla Brad Pitt? Hahahaha, que ano seria esse modelo? Meu pai tem um Corolla 2006 1.8 AT4, nunca faz menos de 10km/l na cidade em Curitiba, geralmente o consumo fica na casa dos 11km/l. Na estrada varia pelo fluxo e uso do AC, entre 14~15km/l. Considero uma ótima média pra um motor com um câmbio tão "bobo", rs.

        • fysaad

          Realmente é uma ótima média! Só que por favor, não de risada como se estivesse debochando do meu comentário ou insinuando que eu esteja mentindo, pois não tenho nenhum motivo pra isso. Não trabalho no ramo automotivo e estou me expressando baseado em experiências de pessoas próximas(meu tio no caso). O consumo depende de uma série de fatores e o modo de condução é o principal deles, tanto é que se você entrar em qualquer forum de carros vai ver o consumo variar absurdamente entre usuários diferentes.
          Só estou rebatendo seus comentários porque possuo o carro desde agosto/12 e tenho mais experiência do que alguém que possa ter feito apenas colhido informações na internet ou feito um simples TD. O consumo com certeza é algo importante a se considerar, contudo quando decidi trocar de carro os únicos que realmente tinham relatos de consumo excelente para a categoria eram Corolla e New New Civic, descartados por mim devido ao preço muito elevado pelo que oferece.

          PS.: Não me lembro com certeza o ano do Corolla do meu tio, mas é um XEI 1.8 de antes de 2007.

  • sergio

    axo que ele ta arrependido.em media disem que o siena e bom.no preço do siena bem top. eu iria em um geta corola.novo fiesta civic. . fiat ?????????

  • Marcos

    vou deixar minha experiência com o carro: comprei um Grand Siena 1.6 16v dualogic em novembro 2012, está atualmente com 8500km rodados. Fiz uma viagem em janeiro com um total de 2000km. O consumo na gasolina e velocidade média de 100km/h foi de 14,9km/l. O consumo atual na cidade, com álcool, é de 6.4km/l, nada mais que isso.
    Tirando uma infiltração de água que escorria do dreno do ar condicionado no pé do passageiro (dreno mto mal localizado por sinal!!!), não tive nenhhum problema com o carro.
    Tive um polo 1.6 antes desse, e o polo é mais forte em retomadas em baixa rotação (8 valvulas), porém acima de 3500 giros não se comparam, o grand siena é muito mais potente.
    O cambio dualogic me surpreendeu positivamente: a troca de marchas é perceptível (como num carro manual), porém suave e sem solavancos. O carro reduz de marcha quando exigido e em rotação baixa, o que leva um pouco de tempo para pegar o timming da coisa. Não precisa tirar o pe do acelerador quando ele for passar a marcha.
    O ar condicionado é muuuuito bom (moro em cuiabá-mt, a cidade mais quente que o proprio sol rsr), a direção é leve e com boa ergonomia. Eu peguei o carro com som de fabrica e controle no volante, não tenho o que reclamar, mas também acho que se você comprar o som por fora consegue fazer muito mais por muito menos.
    O espaço atrás é ok, porém nesse quesito o cobalt eh muito maior!
    O porta malas é enorme.
    Meu carro estava fazendo ruído no painel como o colega do artigo falou, porém eu mandei para a primeira revisão e foi corrigido, era uma saída de ar que fica no centro do painel proximo ao vidro da frente.
    Até então, recomendo o carro (ainda está novo né srrssr).

  • YoOdEx

    Por isso existem diversas categorias no mercado, e diversos modelos, cada um com suas preferencias! Esse Siena parece um ótimo carro. No entanto estou para comprar um carro na faixa de 45 mil reais. Estou preferindo pegar um bom usado, como Focus, i30, C4, ou ainda o Civic 2010 usado do meu avô que quer comprar o novo (estou quase certo pelo Civic, não pelo gosto do carro, mas pelo custo-beneficio que estou entrando). Nem cogitei olhar 0km nessa faixa de preço!

    Seguro eu não me preocupo, pois seguro de um Gol por exemplo, sai mais caro do que do Civic na minha região. Manutenção? Sim, gastarei mais nas revisões (somente revisão, pois o carro está muito bem cuidado e inteiro). IPVA? É incidido sob a tabela fipe, ou seja, não irá variar muito. Não tenho razões para pegar um Gol, Palio, Siena, Cobalt zero km, se posso pegar um usado bem superior.

  • gcastro2012

    Perguntei para a Fiat (Fale conosco) qual foi o resultado do crash test desse carro. Obviamente o teste não foi feito por algum motivo obscuro que não leva em conta a segurança dos usuários em momento algum.

    A resposta da Fiat foi "que eu deveria procurar uma revenda para receber maiores informações".

    Ahhhhhh Agora eu entendi….A revenda tem mais informações que a fábrica….

    • Oba_

      Putz isso isso soa como piada, pelo jeito eles devem dar essa resposta automática pra todas as perguntas.

    • Se eles tivessem informado algum resultado vc acreditaria? Esse carro não foi testado pelo latincap qualquer valor seria de testes internos e eu não confiaria muito não.

  • coresplendor

    Comprava um carro de sei la, 27 mil usado, gastava uns 2mil pra dar aquela revisada nele, e pronto. Não sei qual era o problema disso.

  • tiago_jeremias

    Bom relato, só acho que voce deveria ter omitido sua cidade… Hahahahahahaha

  • Carlos R.

    Tenho um Gran Siena 1.6 Essence, mais completo que o da matéria, com volante em couro, etc. Sem Dualogic.
    Comprei no ano passado após ler muito sobre os concorrentes e fazer vários testes.
    Pessoalmente acho a melhor opção da categoria.

  • Carlos Homem

    Outro dia li uma matéria no N.A. sobre uma pessoa particular querendo comprar um novo carro, depois de muito pesquisar chegou a conclusão de que optar por um terceiro modelo " O Idea" seria a melhor solução. E agora outra matéria sobre uma outra pessoa, também querendo comprar um carro e depois de muito pesquisar opta por modelo de nome de "Grand Siena". Estou achando, tanto uma matéria como a outra muito bem escrita, ou seja feita por um profissional, gente que trabalha em veículo de comunicação. Sei não, não sei, será que por traz do José Luiz …o N.A.

    • Daniel

      Também tive a mesma impressão.

  • Igor_Carvalho

    Olha, esse motor deve ter melhorado muito, pois fiz um test drive em um punto 1.6 e achei o motor bem fraco em baixas rotações, e pelo menos na cidade, acho bem inferior ao 1.6 da VW…
    Aqui se fala muito mal dos motores antigos da VW, mas sinceramente, pra andar na cidade, eles são na maioria dos casos melhores do que vários motores "modernos" como o e-torq…

  • suguii

    Parabéns pela aquisição!! Certamente muita gente aqui te apoiará ou irá jogar pedras pela sua decisão, uma coisa é certa, um carro que não atende às necessidades dos outros pode te atender ou vice versa…. pelo menos, em mais de 90% dos posts de proprietários de veículos, parece que os usuários só possuem Porsche, Ferrari, Veyron ou algo do tipo, pois só metem o pau….. Eu mesmo por exemplo, estou de olho em um Lancer mesmo sabendo que praticamente pelo mesmo preço tem o Jetta TSI com 44 cv a mais, mas sempre quis um Lancer….. antes eu tinha um 307 e muitos diziam que era carro de mulher, etc… mas eu não estava nem aí….. rs

  • Leonardo

    Parabéns pelo texto Eber, muito bem detalhado.. Eu vou trocar de carro esse ano, tenho um siena 2008 e estava pensando em pegar o grand siena dualogic. Pelo que li em sua matéria, ja teria desistido dele. Porém, como tenho 2 filhas, fui conhecer a versão LTZ do novo prisma e confesso que achei ele mais bonito que o siena, alem de vir com o my lynk… Em viagens, basta colocar uma XUXA em avi, para as pequenas ficarem distraídas :D….

    abraços meu amigo..e parabésn pela aquisição.

  • Dragoniten

    Não dei risada de deboche, dei risada porque achei engraçado o apelido mesmo :p
    Não quis dizer que você está mentindo, mas como você falou, consumo depende muito das condições de trânsito, condutor e tal. Meu pai aprendeu a dirigir o Corolla, comprou o bichinho 0km, então sabe bem como tirar o melhor proveito no quesito economia.
    Já cansei dos comentários de deboche, que por sinal estão em alta aqui no NA, mais do que o que estamos fazendo, essa troca de informações inteligente e proveitosa pra adquirir mais conhecimento sobre variados carros e modelos :)

    Aquilo que digo, Corolla e Civic são ótimos produtos, só não valem o que custam.

    • fysaad

      Concordo com tudo o que disse! Sempre gostei muito do Civic, principalmente a versão anterior, que ainda acho belíssima, mas quando fui a concessionária da Honda e vi o carro(modelo LXL) eu desanimei tanto que nem pedi o TD, muito caro e faltavam muitos itens de segurança, conforto e até capricho em algumas partes como o forro do porta malas e a chave que era horrorosa. Pagar 70K em um carro com apenas 2 air bags, sem TCS e VSA, sem Bluetooth, sem neblina entre outras coisas somente pela confiabilidade mecânica não dá pra mim.

      • Dragoniten

        Adoro os motores da Honda (2.0) e da Toyota (1.8), e os produtos até que me agradem (Corolla e Civic no caso), o que ferra é o preço cobrado pela "confiabilidade", que não é argumento forte o suficiente pra me vender um bichinho desses. É o que falo do Fit. É um bom carro? Sim, claro! Mas o preço é absurdo por um carro com apenas AB2 e ABS de itens de segurança, ainda com motorzinho 1.5. City é a mesma coisa.

  • Dragoniten

    1750 reais a menos? Por que o seguro do Corolla ficaria em QUATRO mil reais? Será que não está na hora de procurar outra seguradora? o_O

    Meu pai tem um Corolla 2006 1.8 AT4 que comprou 0km que está beirando os 100mil km, e até o momento não tivemos nenhum gasto que fugisse do padrão filtros, óleos, pneus e tal.

    • José

      Tenho 23 anos, qualquer carro que fuja dos populares o preço do seguro fica absurdamente caro. O seguro do Grand Siena ficou um pouco mais caro do que o de um VW Gol 1.6.

  • Oba_

    A questão de andar na quarta a 40km/h quem recomenda é a própria fabricante. Está expresso em todo manual de Fiat qual é a velocidade e marcha para obter o menor consumo. Acho que na VW também está expresso se não estiver enganado. Como comentei em outro post, brasileiro realmente não gosta de ler por isso não lê manual.
    Estranho que sendo marca líder ninguém nunca comentou nada a respeito, impossível que não tenha nenhum proprietário de Fiat que comenta aqui apesar de acreditar que a principal razão por ninguém nunca comentar é que pelo menos a metade dos comentarista na internet nem ao menos tem idade muito menos um carro para poder emitir opinião mais realista.
    Voltando a questão de 40km/h em quarta, eu dirijo desta forma conforme o próprio fabricante recomenda e no plano mantendo velocidade constante é possível andar normalmente e tranquilamente desta forma, o problema que percebo é que as pessoas não tem o costume ou preguiça de reduzir marcha, quando a velocidade cai para 35km/h ou preciso retomar eu reduzo para terceira porque percebo claramente que se precisar acelerar o motor é forçado.
    Se reparar na cidade que reside é muito comum ver VW (Gol G5, Voyage, Fox) ou C3 antigo fazendo barulho alto parecido com batida de pino em esquinas ou cruzamento porque o carro esta quase parado e como todos tem o costume de não reduzir para primeira o motor faz este barulho ou por trabalho do coxim que tenta isolar a trepidação do motor porque é forçado, chega a dar agonia ouvir o motor ser forçado de tal forma tentando sair da inercia em rpm tão baixo praticamente de marcha lenta. Este é apenas um exemplo mas se reparar é um cenário muito comum, é diferente andar no plano em velocidade constante a meros 1600rpm e querer retomar velocidade pisando tudo a 1600rpm.

  • dirceu

    Texto legal. eu tive as mesmas observações que você quando conheci o carro. O kit Emotion 2 tem acabamento de tecido superior e, se você não gostou desse, o básico deve ser terrível então.

  • BrunoMulsane

    Eu gosto do siena, mas ja andei vendo por ai, diversos modelos com amassadinhos laterais. Será que a lata é fraca? Também a distancia entre eixos é estranha, parece que as rodas dianteiras estão mais recuadas que o normal. O acabamento é muito pobre pelo valor do carro também. Até o velho fiesta class da minha noiva consegue ser melhor.

  • leonardo

    brother como foi resolvido? tenho um palio sporting 2013 que o dreno do ar condicionado ta dando o mesmo problema, ja fui na concessionaria e nada!

  • Eduardo

    Tenho um novo palio essence 1.6 com 6 meses de uso. Como eu esperava ao adquirí-lo, o carro é muito bom. O motor está muito bem dimensionado e o consumo está dentro do esperado. O problema da falta de torque em baixas rotações realmente existe e isso é oriundo da falta do comando de válvulas variável e do uso de um câmbio com relações de transmissão longas (somente na versão essence, nas outras 3 o câmbio é mais curto). O lado bom é que o veículo trafega na pista a 100km/h com menos de 3000 rpm de rotação, o que lhe confere bastante suavidade e economia. Não dá para comparar com o motor 1.5 do Fit/City, que é bem superior ao do palio. O motor da Honda tem comando variável, bobina individual e ainda é feito em alumínio. Para completar, o câmbio do city possui relações curtas, o que lhe confere muito mais agilidade no transito e na estrada. A suspensão do palio, que muitos reclamam, me agradou bastante. Tanto e termos de motor quanto suspensão, ele é bem melhor do que o gol G5 que eu tinha anteriormente. No entanto, estou com 3 problemas nesse carro: falha no piloto automático, uns resets estranhos no som original de vez em quando e o pior deles na minha opinião, a barulheira no painel. Os dois primeiros talvez tenham solução, mas o terceiro certamente não terá. É um problema absurdo para um carro de 40 mil e para mim já é o suficiente para não querer outro na próxima troca. É uma pena! O resto do carro é muito bom, mas barulho no painel é um erro de projeto que mostra a imaturidade no processo de desenvolvimento de produtos da montadora. Lamentável!!!

  • Nelio lima

    Tenho um grand siena, é um bom carro,mia bebe muito. Não é tudo isso, estou com o meu a oito meses, comprei pelo o consumo, mais me dei mau, até agora não passa dos 9,2 na cidade, e 10,5 na estrada se dirigir sem passar dos 110 km.toda vez que levo na revisão ele sai de lar fazendo 10,5 na cidade, depois do segundo tanque vouta ao mesmo consumo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend