Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004

Após dois anos da compra do Ford Fiesta, e 45.000 km rodado em minhas mãos, venho aqui relatar minhas impressões sobre o veículo. Depois que completei meus 18 anos, precisava de um carro, pois onde moro não possui linhas de ônibus. Com uma Renault Scenic RT 1.6 16V 2001 do meu pai que tive minhas primeiras experiências no volante. Sempre gostei muito de carros, caminhões e ônibus.


Assino a Quatro Rodas desde o início da adolescência e já sou leitor diário do Noticias Automotivas há três anos. Quando comprei o Fiesta no meio de 2011, parece que todos meus conhecimentos tinham ido embora, porque tinha comprado um carro popular e pelado. Na época tínhamos 18.000 reais, então as possibilidades ficavam limitadas.

A grande vantagem é que esse veículo era de uma mulher que possuía outros carros e esse ficava encostado na garagem. Sua nota fiscal diz que ele foi adquirido em 21 de março de 2004 por ela, e quando o comprei em julho de 2011, o veículo possuía incríveis 28900 km rodados, comprovado parcialmente pelos carimbos das revisões.

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004


Nos primeiros quatro meses eu era o jovem mais feliz do mundo, mas como nem tudo é perfeito, os problemas começam a aparecer. Com 37.000 km é preciso trocar o disco da embreagem, quando peguei o carro pedal já era durinho, ainda talvez aliado ao meu início de volante sem saber controlar tudo tão bem, o desgaste foi bem prematuro.

No mesmo dia o mecânico constou que já tinha um coxim do motor estourado, além de eu morar na Serra da Cantareira em rua de terra, isso é um problema crônico nesse carro. Logo com 42.000 km quem começa a dar muita dor de cabeça é o câmbio, sendo necessário a troca dos cabos do trambulador, lá se foram mais R$ 600,00.

Quando já estava quase arrependido de ter comprado, dos 42.000 km até hoje o veículo nunca mais deu problema, sempre fazendo a troca de óleo rigorosamente no tempo determinado, e sempre com a especificação recomendada no manual, o veículo funciona como se o motor fosse zero, não possui barulhos estranhos, não bate nada e está completamente regulado.

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004

Recentemente, com 68.000km realizei a troca dos quatro pneus com o mesmo modelo de fábrica (Pirelli 175/65 P6000), das bandejas e do conjunto da suspensão. Morando na serra, a suspensão não dura mais do que isso.

Impressões

Desempenho: Não é nenhuma novidade que esse Zetec Rocam 1.0 de 66cv é manco em qualquer tipo de aclive, é necessário muitas vezes reduzir para a primeira marcha. Como ando sozinho a maior parte do tempo, ele até que desenvolve bem. Na estrada ele anda tranquilamente a 110, 120km/h, mas nada mais do que isso também.

Consumo: Ponto extremamente positivo, sempre andando em baixa rotação e quando possível em quinta marcha, com a calibragem dos pneus sempre em ordem, tenho a média de 12km/l na cidade. Quando pego muito transito, e dou umas pisadas ele faz 10,5km/l no mínimo. Na estrada tem uma média de 15km/l, como suas rotações ficam absurdas a mais de 100km/h não é possível fazer mais do que isso. Andando a 120km/h o ponteiro marca um pouco mais de 4500rpm.

Conforto: O carro não possui itens de conforto como Direção Hidráulica ou Ar-Condicionado, nem trio elétrico. Sua suspensão é calibrada para conforto e estabilidade, mas garante conforto em boa quantidade, tentando não transmitir as imperfeições do solo. O espaço interno garante conforto para quatro pessoas, com o quinto não é tão ruim, mas com quatro viaja tranquilamente, o espaço para as pernas também é bom no banco traseiro.

Estabilidade: Outro ponto incrível no carro, moro na serra e pego estradas de mão dupla com muitas curvas e o carro se sai muito bem, nem dá sinal de saídas traseira, tem que estar realmente velocidade bem alta pra ele cantar pneus, mas mesmo assim ainda sente que está no controle.

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004

Hoje o que posso dizer é que estou extremamente satisfeito com o carro, me serviu muito bem indo de casa ao trabalho, e do trabalho para a faculdade, rodando em média 100km por dia indo da Serra da Cantareira (Mairiporã) para o centro de São Paulo.

O carro atualmente fica com meu irmão e eu uso a velha Scenic que era do meu pai. Meu pai atualmente possui um Nissan Sentra manual 2007/2008. Postarei minhas impressões dos outros dois carros da família em breve.

Por Marcus

Carro da semana, opinião de dono: Ford Fiesta Personalité 2004
Nota média 4 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email