Usado da semana

Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-1-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Há muito tempo acompanho os usados da semana e resolvi, finalmente, publicar minha opinião sobre dois carros: um Ford Fiesta Rocam Hatch 1.0 2010/2011, que comprei 0km e o vendi com 60mil km; e seu sucessor na minha garagem: um Ford Fiesta Rocam Sedan 1.6 2012/2013, que foi comprado em fevereiro de 2014.



Fiesta 1.0

Na época da aquisição, eu procurava por um carro popular que tivesse bom espaço interno, conforto e acabamento de qualidade. Na época, fiquei entre Corsa Maxx e Fiesta Hatch e acabei fechando a compra do Fiesta por causa de alguns motivos simples: (1) boas condições de pagamento, (2) gostei mais do interior dele do que do interior do Corsa, (3) minha esposa queria o Fiesta e (4) enquanto o Corsa estava saindo de linha, o Fiesta tinha acabado de receber um face-lift.

A versão escolhida foi a versão Fly, com vidros, travas, alarme e kit visibilidade, mas sem direção hidráulica nem ar condicionado. Além disso, essa versão possui alguns itens interessantes para um popular: ajuste de altura do banco do motorista, luzes internas no porta-luvas e porta-malas, compartimento 2-din para som, aviso de faróis acesos quando a porta do carro se abre e muitos porta-objetos.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-7-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Acabamento

Eu gosto muito do acabamento do Fiesta. O painel é muito bonito, embora tenha uma luz branca muito forte, que fica sempre acesa e não possui controle de luminosidade. Em relação aos encaixes, com exceção do forro de porta que se deslocou algumas vezes e não foi consertado pela garantia, as outras peças estavam muito bem posicionadas e o carro chegou a 60 mil km sem nenhum barulho de plástico batendo.

O carro possui uma boa parte de tecido agradável ao toque em todas as 4 portas, além de possuir uma espécie de borracha nos porta-objetos, evitando que suas coisas fiquem batendo ou raspando no plástico.

Contudo, duas coisas não me agradaram:
• Acabamento preto do console central das versões básicas é feito de um plástico bem ruim;
• O chaveiro do alarme fica batendo no acabamento da coluna de direção, fazendo um barulho “toc-toc-toc” muito irritante. É necessário colocar um feltro ali para acabar com o barulho

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-8-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Conforto

O Fiesta possui excelente espaço interno, principalmente no banco de trás. Com o motorista de 1,80m uma pessoa de 1,80m consegue sentar no banco traseiro sem ter seus joelhos espremidos pelo banco. Os bancos são largos e espessos, mas deixam a desejar em curvas acentuadas, nas quais o corpo do motorista se desloca muito para as laterais.

Em todas as versões do Fiesta Rocam, o banco traseiro é bipartido no formato 1/3 – 2/3. Observei alguns dos últimos lançamentos (HB20, HB20S, NOVO LOGAN) são carros bem mais caros e só possuem bancos bipartidos nas versões acima do pacote intermediário.

A suspensão do veículo é adequada: nem muito dura, nem muito mole. Transmite conforto no trânsito da cidade e garante estabilidade em curvas acentuadas e em alta velocidade nas estradas.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Não cometa o mesmo erro que eu cometi ao comprar um Fiesta sem direção hidráulica, não vale a pena a economia, pois o carro é MUITO DURO (MUITO MESMO!) nas manobras.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-6-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Desempenho

Esse é o calcanhar de Aquiles do Fiesta Rocam 1.0. O carro é muito pesado e manco. O motor de 71/73cv não é suficiente para mover com agilidade um carro que pesa mais de 1 tonelada. Eu tentava diminuir essa lentidão utilizando sempre álcool no motor, mas o carro se tornava muito beberrão, fazendo médias de 7-8 km/l na cidade e 10-11 km/l na estrada, índices que considero muito altos para um carro 1.0.

O motor Rocam 1.0 alcança seu torque máximo em altas rotações, o que torna ainda mais complicada a condução na cidade, pois temos que “pisar fundo” o tempo todo. Isso torna o carro muito barulhento na estrada, pois para manter uma velocidade de 120 km/h temos que ultrapassar a barreira dos 4.200 rpm em 5ª marcha.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-5-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Manutenção, pós-venda e seguro

A mecânica do conjunto é extremamente confiável. Em 3 anos de uso e 60 mil km rodados, o carro apresentou problema apenas no sistema de arrefecimento, com a necessidade de troca da bomba d’água, válvula termostática e reservatório do líquido de arrefecimento.

O pós-venda da Ford é péssimo em Belo Horizonte. Nas concessionárias, cobram preços abusivos nas revisões após a garantia e ainda assim não prestam os serviços com excelência. As revisões do Fiesta são de 10 em 10 mil km ou a cada 6 meses. Fiz apenas as revisões de 10 e 20 mil km nas concessionárias, dentro do período de garantia. A tabela de revisões deles não serve como base, pois não inclui itens de desgaste no tempo correto. Para que entendam o abuso, a revisão de 30 mil km, orçada em uma concessionária, ficaria em R$ 2.100,00. Fiz em meu mecânico de confiança, por cerca de R$ 600,00.

O seguro do Fiesta é barato, já que o carro não chama muita atenção nem é muito visado por ladrões. Tenho 24 anos, sou casado e moro em condomínio com estacionamento fechado. O seguro mais caro que paguei, com franquia reduzida, foi de R$ 1.600,00.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-9-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Mercado / Hora da revenda

O Fiesta desvaloriza muito. Comprei meu carro por R$ 31.050,00 em dezembro de 2010 e vendi por R$ 16.400,00 em fevereiro de 2014, desvalorização de quase 50% em pouco mais de 3 anos. Acredito que alguns fatores influenciaram nessa desvalorização: canibalização dos preços pela Ford após a entrada dos chineses JAC e CHERY, redução do IPI, inclusão de itens de série no veículo sem aumentar o preço final e o fato do meu carro não possuir ar condicionado e direção hidráulica, que hoje são considerados itens “básicos”.

A estratégia de preços da Ford causou forte queda nos preços do Rocam usado: em meados de 2013, por exemplo, era possível comprar um carro 0km da mesma versão, incluindo ar e direção, por R$ 26.900,00, com 50% de entrada e taxa zero em 36x.

Subindo um degrau – Fiesta Sedan 1.6

Cansado de sofrer com o calor e com o baixo desempenho do Fiesta 1.0, e também já pensando no aumento da família que teremos em breve, eu e minha esposa decidimos, finalmente, subir um degrau: comprar um carro mais potente e mais confortável.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-2-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Como gostamos do conforto proporcionado pelo popular da Ford, fomos a uma concessionária fazer um test-drive no modelo 0km do Fiesta Rocam Sedan 1.6. Esse test-drive serviu de base para avaliar seminovos do mesmo modelo.

Ficamos impressionados com o carro! A versão 1.6, sim, é muito adequada para o porte do veículo. Não é manco como o 1.0 e entrega bom desempenho aliado ao baixo consumo.

Saímos, portanto, em busca de um Fiesta Sedan seminovo. Minha meta era conseguir um carro com no máximo 2 anos de uso, completo (com airbag duplo e abs), abaixo de 40 mil km rodados e que não fosse preto (impossível manter limpo). Por sorte do momento, encontramos um Fiesta Sedan 2012/2013, prata, completo, com apenas 24 mil km rodados, de vendedor particular que estava com urgência na venda. Compramos o carro por R$ 28.900,00, uma diferença de R$ 11.000,00 em relação ao mesmo modelo 0km.

Levamos o carro ao meu mecânico de confiança e estava perfeito, precisando apenas de uma revisão e da troca da mangueira do hidro-vácuo, que estava problema na válvula (mangueirinha muito cara, por sinal: R$ 124,60).

Também coloquei sensor de ré no veículo, pois a traseira é muito alta.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-11-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

As diferenças

Acabamento

O Fiesta Sedan completo possui uma leve melhoria no acabamento, com as entradas de ar e o acabamento central do painel na cor prata, em um plástico de melhor qualidade. Os bancos e as portas possuem, também, tecido mais macio e de melhor qualidade.

Nessa versão 1.6, o veículo veio com computador de bordo com as funções: consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e alerta de limite de velocidade. Fazendo testes tradicionais de consumo, percebi uma margem de erro de uns 15 km na autonomia.

A luz de leitura interna é subdividida em três, sendo uma para o motorista, uma central e outra para o passageiro. Infelizmente, removeram a luz do porta luvas a partir da versão 2012.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-10-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Conforto

O Fiesta Sedan Rocam é o único da categoria que possui alças pantográficas no porta-malas (e não as comuns e incômodas “pescoço de ganso”), fazendo com que o espaço para as malas seja 100% aproveitado. Os bancos traseiros também são bipartidos e rebatíveis em 1/3 e 2/3, aumentando a capacidade do porta-malas.

A suspensão do sedan é um pouco mais macia que a suspensão do hatch. Isso não me permite fazer as curvas do mesmo jeito que fazia no outro Fiesta, pois o sedan tomba um pouco mais e dá pra sentir nitidamente a traseira do carro “puxando” em altas velocidades.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-3-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Desempenho

O motor 1.6 do Fiesta Sedan possui 102cv com gasolina e 107cv com etanol, consumindo praticamente o mesmo tanto que o motor 1.0. Utilizando ar condicionado 100% do tempo, consigo obter média de 7-8 km/l na cidade e 11-12 km/l na estrada, com etanol no tanque.

Com gasolina, o carro sente mais o peso do ar condicionado ligado e as médias de consumo não são muito boas em relação ao etanol. Consigo médias de 8-9 km/l na cidade e 12-13 km/l na estrada, com o ar ligado 100% do tempo.

Considerando a pouca diferença entre etanol e gasolina, abasteço sempre com etanol, o que ajuda a enfrentar o relevo acidentado de Belo Horizonte.

fiesta-hatch-2010-sedan-2012-4-700x525 Carros da semana, opinião de dono: Ford Fiesta 2010 vendido e Fiesta 2012 atual

Segurança

Fiz testes com os freios ABS e são muito eficientes, mas infelizmente o carro não possui EBD.

Conclusão

Considero o Fiesta Rocam um excelente carro e recomendo sua compra, é perfeito para um casal com até 2 filhos ou família de até 4 integrantes. O carro entrega conforto e desempenho a um preço excelente, quando comparado a outros da mesma categoria. A única é ressalva é: não compre com motor 1.0.

Por Rafael Schettino

4.0

  • Robinho

    Já disse isso varias vezes aqui no NA, mas mediante seu texto, estou louco para pegar um carro deste (Sedan 1.6) para minha esposa, só não fiz isto antes, por conta da saída de linha. Os concorrentes na mesma configuração é muito caro, e nem é "mais" carro do que o Fiesta (na minha opinião).

    • Rafael Schettino

      Bom, acredito que depende do tempo que você pensa em ficar com o carro.
      Como vou ficar com o carro até 2020 ou 2021, a questão da saída de linha não é importante pra mim, pois em 6 anos há muitas mudanças no mercado e essa questão perde um pouco o peso na hora da revenda.
      De qualquer forma, recomendo muito o carro. Não troco por outro da categoria.

      • Thiago_NCO

        "ficar com o carro até 2020 ou 2021"
        Vem cá que vou te dar um abraço!!
        Consumidor consciente é outra coisa, parabéns!

        • Rafael Schettino

          Obrigado!
          Acredito que existem muito mais coisas a serem feitas na vida do que ficar gastando dinheiro com troca de carro a cada 2 anos, sendo que carro é um bem durável.
          Além disso, em 6 anos dá pra juntar, com bastante folga, dinheiro para trocar por um carro de categoria superior, pagando à vista. Na minha próxima troca, quero partir para o segmento de carros médios. Algo como um Ford Focus, Fluence ou Corolla.

          • ALVIN_1982

            Eu tenho um Corsa Sedan Premium 1.4 2010… posso falar que é praticamente tudo igual ao Fiesta Sedan, em termos de conforto que era oferecido na época. Não pretendo vender ele tão cedo também, e futuramente quero comprar um médio 0km e deixar esse atual como segundo carro, pois, além de econômico, é confortável e a manutenção extremamente barata e fácil, fora que além de tudo é um carro bonito na minha visão. Acho que manter o que tem é melhor coisa a fazer quando ele está te servindo bem, o que na minha visão, quem mora em perímetro urbano, raramente faz viagens ou são curtas e tem no máximo 3 filhos menores de idade, qualquer sedan de entrada é o suficiente pra atendê-lo. Carro médio é pra quem viaja muito, tem uma profissão que exija um pouco de aparência (que conta muito num negócio, ex: em quem vc confiaria, num advogado que tem um Uno ou num que tem um Civic? ou num corretor de imóveis e outros que tem um Gol ou num que tem um Corolla? ) Parece bobagem, mas vivemos numa sociedade em que para se ter sucesso, tudo conta, até a aparência conta. E vc, meu caro Rafael, tá certíssimo. Parabéns pela aquisição e boa sorte.

            • Rafael Schettino

              No meu caso, quero um carro médio exclusivamente por conforto.
              Não ligo para status, mas acredito que os carros médios atendem bem em custo x benefício quando falamos de conforto.
              Na minha opinião, carros acima dos carros médios não passam de ostentação, sendo que não entregam tanto luxo a mais pela enorme diferença de preço.
              Em relação à visão da sociedade, é tudo verdade o que disse. Hoje, graças a Deus e ao meu esforço, tenho um bom salário, mas ninguém pensa isso pois eu não tenho necessidade de mostrar isso pra ninguém. Acredito que a simplicidade nos torna mais felizes e menos escravos de bens materiais, mas a sociedade acha que é o contrário.

              • jatzingen

                Eu troquei um Ford Ka 1.0 2010/2011 por um Ford Focus Sedan 2012/2013. Comprei o Focus usado e saiu bem barato, a diferença entre um Ka e um Focus é absurda. Não dá nem para comparar. Os carros médios realmente compensam e vale a pena pensar em um médio ao invés de um compacto. Eu só vou trocar o meu Focus quando ele estiver realmente velho, eu gostaria e manter ele por uns 8 anos.

              • EltimLopes

                Bom dia Rafael Schettino, esse foi o melhor comentário que já li aqui no NA, Parabéns. Também tenho um Fiesta Hatch Rocam 1.6 11/12, comprei 0km, hj está c/42.000km, e assino embaixo tudo que vc descreveu (só achei muito baixo o valor da revenda, mas é relativo). Abraço.

                • Rafael Schettino

                  Bom dia. Obrigado pelos parabéns..rs.
                  Meu valor de revenda foi baixo principalmente pelos motivos que descrevi: falta de ar e direção e baixa do preço do 0km pela Ford.
                  Da mesma forma, o carro 1.6 que comprei também desvalorizou muito. O dono anterior comprou por R$ 39.900,00 e me vendeu, 14 meses depois, por R$ 28.900,00.
                  Acho que essa desvalorização é geral. O preconceito das pessoas contra Ford também ajuda nessa desvalorização. Muita gente possui preconceito contra a Ford, sempre falando: "as peças são caras", mas se esquecem de pensar em uma coisa: "precisarei trocar as peças?".
                  Minha mãe comprou um Fiat Uno 0km (que as pessoas dizem ser confiável), e já rodou 75 mil km. E proporcionalmente, nesses 75 mil km, ela precisou trocar muito mais coisa e gastar muito mais dinheiro do que eu, no meu Fiesta, em 60 mil km…

            • Luciano Abrantes

              Discordo. Tive GM por muitos anos. Tive por último um Classic (paguei zero) e depois um Corsa Sedan Premium 1.4. Vendi o Corsa e peguei um Fiesta Sedan 1.6 2

            • Luciano Abrantes

              Discordo.Tive GM por muitos anos. Tive por último um Classic(peguei zero)e depois um Corsa Sedan Premium 1.4 (manco) 11/12(seminovo).Vendi o Corsa e peguei em novembro de 2015 um Fiesta Sedan 1.6 2014 modelo SE (a última leva que saiu) completo com pouco menos de 15 mil km rodados. Único dono. Zero! Cheirando a novo. Te falo que o Fiesta é superior em muitos aspectos: Conforto,desempenho, motor,consumo, dirigibilidade, espaço interno,etc.

      • Robinho

        então este é o problema, como minha esposa usa o carro para ir ao trabalho, em questão de 1 ou 2 anos tenho que trocar…mas…mesmo assim estou considerando a possibilidade de um seminovo com baixa KM…vamos ver…

        • Rafael Schettino

          Mas.. veja bem…
          Esse carro fica com minha esposa, ela também vai e volta do trabalho com ele (eu mesmo só ando de carro nos fins de semana. Durante a semana, é só metrô, é mais eficiente aqui em BH…).
          Mesmo assim, eu acredito que um carro é feito para durar muito, 150.000km no mínimo.
          Você não precisa trocar a cada 2 anos… a não ser que você goste de trocar e/ou enjoe rápido de um determinado modelo.

          • gustavo_cruz

            Aonde o metrô de BH é eficiente? Se é que se pode chamar aquilo de metrô. Só se você trabalhar no trajeto dele, pois fora isso, é metrô + ônibus = inferno. Não existe nada eficiente em Belo Horizonte tratando-se de transporte, os meios de comunicação não deixam mentir: o trânsito de BH, proporcionalmente falando, já se equipara a grandes centros como RJ e SP.

            Quanto a questão da KM, quem pensa em ficar com o mesmo carro por um tempo maior (4-5 anos), não pode ter em mente a questão da KM. Mas também pode esquecer o valor de revenda, pois diria que 80% dos brasileiros consideram a KM um fator importantíssimo na compra de um veículo. Ou seja, não dá pra passar um veículo com mais de 100.000km por um bom preço. Mesmo assim, eu acho vantagem a depreciação X custo da troca.

            • Rafael Schettino

              Bom… eu moro pertinho de uma estação terminal (Vilarinho)…
              E trabalho no centro. Portanto, o metrô pra mim é muito mais eficiente (e barato) que ir trabalhar de carro.
              De carro, levo cerca de 2 horas para chegar ao centro. De metrô, gasto 30 min (e ainda deixo de gastar R$ 600,00 por mês de combustível + estacionamento).
              Minha esposa trabalha no contra-fluxo do trânsito, e pra ela vale a pena ir de carro.

      • mjprio

        Rafael, tenho uma carro igual ao seu (exceto pelo ABS e AB2, pois em Manaus não vendiam com eles na época que comprei, nem adiantava pedir) . Meu carro aprece que tem um problema crônico de "anemia" nas arrancadas, principalmente em subidas. SAir de segunda nem pensar! Só que já passei todo o tipo de scanner e não acusa defeito. ALguns dizem que é por causa da calibragem do acelerador, mas sei lá o carro não tem arrancada. Já suspeitei de embreagem e até do alternador! MAs comprei o carro zero km e não foram observadas nenhuma avaria, nem mesmo em oficinas independentes. A direção do seu carro é meio pesada, pois a do meu carro , mesmo com alinhamento em dia eu acho que é. Quanto ao problema da estabilidade seu carro tem que pneu( marca)? Eu já falei com um especialista e ele falou que uma boa solução é o Pneu CONTINENTAL 185-60/14, que é mais largo mas não compromete a altura do carro, deixando ele mais estável, inclusive em piso molhado.
        Outr a boa dica é a chave canivete a venda no ML, custa 120 reais segue o link.
        http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-540122691-

        tenho já a quase um ano e só precisei trocar a bateria. funciona bem e é mais comoda que o chaveiro toc toc pendurado.

        Outra dica foi a central multimidia DSW 2 DIN. Coloquei no meu carro com uma câmera de ré e foi 1400 reais. Vale a pena, pois já vem com bluetooth, DVD tv digital( a melhor do mercado segundo a 4 patas), cabo de Ipod SD USB, etc. E o melhor é que essa central não precisa de moldura
        NO Mercado livre vc encontra uma boa gama de acessórios pra esse modelo( tapetes, protetores de porta e para choque em resina, etc,,)

        • Rafael Schettino

          Com o AR ligado, às vezes o carro fica meio anêmico, mas só nessa situação.
          A direção do meu carro não é pesada. em momento algum.
          Os pneus eram Goodyear GPS 175/65 R14, troquei para Pirelli Cinturato P1 175/65 R14 e o carro ficou bem mais estável e não fica cantando pneu atoa como com o Goodyear.

          Em relação à central multimídia, até olhei uma, mas aqui em BH, não dura mais de uma semana no carro, os ladrões fazem a festa!

          Semana que vem vou colocar é o apoio de braço central. Melhora bastante o conforto para o condutor.

          Obrigado pela dica da chave canivete.

        • Edson Roberto

          Isso se deve a dois fatores:
          – Alongamento das marchas ocorrida em 2012
          – Calibração do acelerador (sensor eletronico)

          Dizem que o Sprint Booster (que adianta o ponto do acelerador) ajuda e muito. Mas o alongamento promovido pela Ford, melhorou nos ruidos do motor, mas piorou nas respostas. A primeira marcha do motor 1.6 é muito longa em minha opinião e pode parecer fraca por conta disso.

        • EltimLopes

          Tenho um Hatch 1.6, comprado 0km 11/12 também tive esse problema, o carro parecia 1.0, levei várias vezes a CSS Smaff em Goiânia-GO, e em uma dessas visitas não sei o que fizeram com o carro, mas agora sim é um 1.6 de verdade, e econômico (só utilizo etanol), e a direção é pesada mesmo, coloquei couro no volante e essa sensação diminuiu.

      • Vmario85

        Parabéns pelo carro e por não pensar em trocar tão cedo. Demonstra ser um consumidor maduro.
        Meu último carro fiquei com ele 3,5 anos e com o atual pretendo ficar 4 ou 5 anos.

    • mjprio

      Meu amigo o problema são as revisões e o preço das peças. Um mísero defletor de plastico que vai debaixo do para choque custa 150 reais

      • Rafael Schettino

        Vc faz revisões na concessionária?!
        Como eu disse no texto, a FORD realmente ROUBA nas concessionárias. Mas o carro é fácil de dar manutenção e as oficinas independentes já estão acostumadas.
        A FORD aqui de BH não acha nada no carro, principalmente em garantia! O pós-venda é horrível!

      • CharlesAle

        Fora da rede autorizada,suas peças são baratas e existem de monte em qualquer auto-peças(pelo menos em SP e ABC,não há nenhum problema em encontrar peças).

  • Focusman

    Qual o consumo do seu carro. Temos um deste também, porém Hatch e o consumo dele beira ao ridículo. Ele é 2013/2014 e bebe muito!

    • YoOdEx

      Ta no texto. É so ler.

      • Focusman

        não tinha visto… leitura dinamica…

        • Felipe_Henrique

          A desculpa da tal "leitura dinâmica" é a melhor kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Willian666

    Boa compra, ainda acho um dos melhores populares.

  • CharlesAle

    Carro resistente,barato,e que dá pouca dor de cabeça ao proprietário.Por isso é normal no Fiesta seus donos ficarem mais de 3 anos com o carro e 60 a 100 mil Quilômetros rodados…..

    • thales_sr

      Eu hein… Também acho o Fiesta um carro resistente, mas os donos ficarem 3 anos com o carro não atesta isso.

      • Rafael Schettino

        Talvez seja porque, como ele desvaloriza bastante, ficar mais de 3 anos atenua a perda de dinheiro na troca, pois acima desse tempo, o valor tende a depreciar muito menos. Um Fiesta 2009, é quase o mesmo preço de um 2010, que é quase o mesmo preço de um 2011… o 2011, por sua vez, é muito mais barato que um 2014.

        • Gustavo Vargas

          O preço de um fiesta rocam 1.6 semi novo é muito mais barato (nos padrões brasileiros) do que os concorrentes, vulgos populares, que apresentam menos características boas do que ele.

  • YoOdEx

    Tive um Fiesta 2003 1.0 (essa geração mesmo porem algumas restilizações a menos). O carro era somete a gasolina e fazia 9km/l na cidade e 12km/l na estrada. É totalmente inadequado o motor 1.0 nele. (Sou de BH também.. mesma condição que a sua).

    Hoje tenho um Bravo T-Jet que faz 10km/l na cidade e 13km/l na estrada, nas mesmas condições.

  • Louis

    Boa compra, economizar 11k em um popular é um baita negócio, ainda mais que parece muito bem conservado.

  • Rafael Schettino

    PESSOAL: UMA ATUALIZAÇÃO NO CONSUMO.
    Quando escrevi o post, eu estava abastecendo em um posto perto da minha casa.
    Fiz alguns testes utilizando gasolina e, mudando de posto, o consumo caiu assustadoramente na gasolina. Inclusive, já denunciei o posto anterior à ANP.
    Antes, o carro fazia média de 9-10 km/l na gasolina, com ar DESLIGADO. Agora, abastecendo em outro lugar, as médias com ar desligado, com gasolina, estão entre 11,5-13 km/l. Na estrada, o carro chegou a 15,4 km/l.
    Com o AR LIGADO, o computador de bordo marcou entre 10-11 km/l.
    Portanto, com as novas médias, agora estou utilizando gasolina ao invés de etanol.

    • thinkt4nk

      O etanol é mais adulterado que a gasolina. É só misturar água. Na dúvida, melhor ir na gasolina mesmo, escolhendo um posto de confiança (mesmo que seja mais caro). Como o consumo aumenta, o barato acaba saindo mais caro e o carro fica mais fraco, vai dar mais manutenção, etc.

      • GuFigueiredo

        Acho que é o contrário, não?
        http://economia.terra.com.br/carros-motos/meu-aut

      • FabioHira

        Com toda a frota praticamente de carros flex, é muito mais fácil pro dono do posto tirar um por fora aumentando a % de etanol na gasolina, não vai alterar em anda o comportamento do carro e são poucos donos que realmente acompanham o consumo. Se ele adulterar o etanol com outra substância (água, como sugerido), o carro vai mudar o comportamento, engasgar, começar a falhar e etc. ou seja, logo o dono vai se ligar. Além do fato que em 90% do país o preço do etanol não compensa.

      • CharlesAle

        Mas se colocar água em álcool,ele fica esbranquiçado,pelo menos é isso que eu sei!!

    • mjprio

      Amigo, vc é um sortudo, meu carro mal faz 8 na cidade com gasolina(igual ao seu) mas acredito ser por causa da pessima gasolina vendida em Manaus. Como o carro ta vindo pro RJ acredito que as médias melhorem. Quanto ao barulho do toc toc da chave. resolvi definitivamente: comprei no Mercado livre uma chave canivete com os mesmos controles da original. Custa 120 reais e por mais uns 50 um bom chaveiro especialista monta pra vc a lâmina, o code e o alarme, que tem tutorial na web pra codificar.
      segue o link se te interessar:
      http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-540122691-

      EU comprei e gostei muito, já até fiz uma segunda encomenda!!! chave com alarme pendurado nunca mais!!!!!

      • Rafael Schettino

        Obrigado pela dica da chave.

    • mjprio

      Amigo, vc é um sortudo, meu carro mal faz 8 na cidade com gasolina(igual ao seu) mas acredito ser por causa da pessima gasolina vendida em Manaus. Como o carro ta vindo pro RJ acredito que as médias melhorem. Quanto ao barulho do toc toc da chave. resolvi definitivamente: comprei no Mercado livre uma chave canivete com os mesmos controles da original. Csta 120 reais e por mais uns 50 um bom chaveiro especialista monta pra vc a lâmina, o code e o alarme, que tem tutorial na web pra codificar.
      segue o link se te interessar:
      http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-540122691-

      EU comprei e gostei muito, já até fiz uma segunda encomenda!!! chave com alarme pendurado nunca mais!!!!!

  • rbhorvath

    Nunca andei em um popular com 60 mil km que não tenha plastico batendo inclusive o fiesta… mais se o dono falou que não bate, quem sou eu pra contrariar.

    • Rafael Schettino

      Eu sou muito cuidadoso com carros e, é verdade, nada do acabamento estava batendo quando vendi. Inclusive, o cara que comprou ficou impressionado.

      • thinkt4nk

        Depende da pessoa. Tive um Paliozinho Fire que com 65 mil km estava zero de ruído. Não batia absolutamente nada. Mesmo passando em ruas de pedras, era semelhante a um carro novo. Um pouco de sorte e muito de cuidado, eu diria. Vendi com freios originais, inclusive (pastilhas ainda estavam boas, por incrível que pareça, pois sempre faço reduções com freio motor).

      • FabioHira

        Depende de vários fatores… que vão do cuidado do dono até o trajeto feito na maior parte do uso.

  • jonasperola

    O Fiesta Rocam Hatch ou Sedan é um ótimo carro, manutenção simples, barata, tem boa reputação entre os usados, e além de ter boa aceitação pelo público em geral, no mais recomendo a compra.
    Independente do hatch ou sedan que seja 1.6, e o melhor que ambos vem com o essencial AC e DH, Além de encontrar a preços módicos.

    A Ford vai matar a galinha dos ovos de ouro com o fim de linha do Fiesta Rocam, eu acho um bom carro perante aos concorrentes, Gol G4, Palio Fire ou Economy, Uno, Mille, Clio. Ao meu ver o Fiesta é mais superor em relação aos demais que são muito simples tanto pela qualidade de construção como acabamento, equipamentos e durabilidade.

    Entre os citados eu vou de Fiesta Rocam 1.6 de olhos fechados.

    • Rafael Schettino

      Concordo com você. Só uma coisinha, o Fiesta concorre com GOL G5, Palio (sem ser economy) e Sandero. O "antigo" Ford Ka é que concorria com os carros que você citou.

  • ultimate_rr

    No trabalho, utilizo muito um desse sedã 1.6. Particularmente gosto do Fiesta. Um carro muito macio, silencioso e, apesar de defasado, tem um ótimo custo x benefício. Mas é necessário assumir que, para considerar o desempenho do sedã 1.6 bom, tem que conhecer bem pouco sobre 'desempenho'. Aliás é, sem dúvida, o principal ponto crítico do modelo da Ford. Andando com 2 pessoas no carro e sem malas, ele se arrasta! Fico imaginando o 1.0! Voyage, Prisma 1.4, Grand Siena, até 207 1.4 dão um baile. Se quiser manter um consumo razoável tem que andar devagar, já que, se quiser algo um pouco mais "animado", terá que, literalmente, afundar o pé até o fim no acelerador. Aí terá uma média de, no máximo, 7km/l na cidade. Enfim, recomendo o carro pois, como foi dito, tem uma mecânica confiável e é confortável. Mas um 1.6 16v daria, de fato, um desempenho aceitável para ele. Na estrada, se quiser fazer uma retomada de 80 para 110, 120km/h em menos de 58 minutos, esqueça. Só reduzindo para quarta e pisando fundo. O ar-condicionado chega a desligar sozinho. E não sou só eu que reclamo disso por aqui…

    • Rafael Schettino

      Eu tive algumas experiências e já fiz test drive em outros carros, e realmente o desempenho do Voyage 1.6, do Prisma 1.4 e do Grand Siena 1.6 são melhores nesse quesito, mas paga-se muito mais caro por esses carros. Já os motores 1.4 com pouco mais de 80cv da Fiat se arrastam, nem de longe são melhores que o da Ford.
      Um Voyage ou Grand Siena seminovos na mesma configuração do meu Fiesta Sedan não saem por menos de 35 mil reais. E, embora mais potentes, são menos confortáveis e com espaço interno muito menor.
      No meu caso, conforto é mais importante do que velocidade, e ainda assim, estou muito satisfeito com o desempenho do Fiesta. Não é um esportivo (embora melhore muito com Etanol), mas eu consigo manter um bom ritmo de condução e consumo, tanto na cidade quanto na estrada.
      Acredito que além do carro, depende muito do motorista também, e do que ele espera do carro. Eu gosto de andar "numa boa", sem correria, mas sem lerdeza, numa condução mediana.
      Na estrada, realmente é necessário reduzir nas ultrapassagens, mas isso não me incomoda, levando em conta que no meu antigo Fiesta 1.0 eu só tinha duas opções: ultrapassar de 3ª, ou ficar atrás do caminhão…
      Digo que a palavra-chave do Fiesta é equilíbrio, é um carro mais racional do que emocional.

      • ultimate_rr

        Me expressei mal com relação ao Grand Siena. Me referia a versão 1.6 somente. A 1.4 nem cogito. Agora, quanto ao espaço, o Voyage pode ter um pouco menos, mas o Grand Siena é maior e mais espaçoso. Porém, vejo muita gente reclamando do modelo da Fiat, alegando problemas na suspensão, por exemplo. Creio que boa parte dos problemas de desempenho do Fiesta estão no acelerador eletrônico. Não favorece muito o consumo ao meu ver.

        • Rafael Schettino

          Cara… o espaço não é maior. Só dá a impressão que é.
          Eu andei no banco de trás de um táxi Grand Siena aqui em BH e achei que minha perna ia quebrar de tão apertada que ficou atrás do banco do motorista.
          No Fiesta Sedan, eu ajusto o banco para minha altura (1,80m) e, quando sento atrás , em testes, minha perna sequer encosta no banco.
          Além disso, o Grand Siena cobra muito caro pelo que é… eu fiz o orçamento de um 0km 1.6 aqui em BH e o cara me pediu, na cara dura, 47 mil reais…

      • Rennan Sebaje Pinheiro

        Rafael, em primeiro lugar gostaria de lhe dar os parabéns pois fez uma ótima aquisição. Eu tenho um destes sedan preto 2011 / 2012 1.6 com Airbags, Abs, Som original, roda de liga, volante regulável, vidro elétrico nas 4 portas e paguei em Agosto passado R$ 29.800,00 e ele estava com 44.000 KM. O carro é fantástico, até agora nada quebrou, só troquei velas e cabos, pneus coloquei 185/65 ContiPowerContact da continental, discos e pastilhas, filtros, óleo que são itens de desgaste e uso natural. Posso garantir que em sua faixa de preço melhor custo x benefício não há. Quem diz que o carro é ultrapassado não sabe o que está dizendo pois é um modelo muito à frente do seu lançamento e hoje temos carroças rodando aí que estão anos luz atrás em conjunto mecânico que o Fiesta, exemplo: Chevrolet Classic, Celta, Ágile e Montana, (não tem subchassi, possui suspensão de corsa geração 1) Palio Fire, Siena EL, e o povo compra numa boa!!! Absurdo quem fala mal do Fiesta. Agora chego no ponto que eu queria que é sobre o desempenho do carro, você citou que o 1.4 da GM anda mais do que ele, o Voyage 1.6 e o Siena 1.6. Cara, explora melhor o câmbio do seu carro e experimenta viajar com ele no Etanol que garanto que você deixa qualquer um destes comendo poeira ou no mínimo dá um aperto legal no Gran Siena e os outros dois que você citou ficam para trás. O Fiesta Rocam em sua geração pós 2010 foi “amansado” para emitir menos poluentes na Cidade, por isso seu comportamento sonolento em baixa rotação (situação de uso urbano que é onde polui mais). Situação esta diferente da estrada, o Rocam 1.6 de “fase 2” como chamamos é um motor com curva de torque (força) quase plana a partir dos 3.000 RPM até o corte o tornando muito girador! A Ford propositalmente deixou o câmbio dele bem longo por isso a sensação de sonolência se não fizer redução para retomadas e ultrapassagens, favorecendo o consumo em velocidade de cruzeiro e o baixo nível de ruído do motor. Em outras palavras ele gosta é de estrada e de velocidade, ao ultrapassar não exite em utilizar a quarta marcha e terceira, pra você ter ideia este carro põe 135 KM/ em terceira marcha, de quarta passa de 160 KM/ e a quinta limita em 190 KM/ no painel. Em quinta marcha após os 120 KM/h você mal coça no acelerador e ele já pula pros 140, 160, 170 KM/h e sente ele puxar forte. E alguém diz que anda mal? Não conhecem o carro e ficam falando besteira. Estou acostumado a viajar em Serra com ele e no etanol até agora não perdi e pra nenhum outro 1.6, muitas histórias, hehehehe… Agora vai minha última dica, vai na autorizada e peça para eles atualizarem o software da sua injeção com a última versão, alegue que o carro está fraco na cidade principalmente com gasolina, eles vão atualizar sem custo nenhum, fiz no meu e houve melhora. Outra dica é você ir na oficina e pedir para o mecânico verificar a abertura da TBI (corpo borboleta do ar) e ver se tá aberta 100% e também se você for fuçador repara na entrada de ar do motor se é uma “orelha” que fica na lateral direita da caixa do filtro de ar, ela pode ser substituída pela do Fiesta até 2008 e do pós 2013 que já melhora o comportamento mais ainda na estrada, procure informações no Ford Fiesta Clube ou com um mecânico que entenda mesmo de Zetec Rocam. Uso meu Fiesta Sedan 1.6 de maneira bem esportiva (mas com responsabilidade) na estrada e não sindo nenhum pouco ele fraco, é bem forte por sinal! Cuida bem do carro que ele é muito valente e durável! E mais uma vez parabéns pela racionalidade de utilizar o máximo e manter o que se tem! Parabéns!

    • ctnmartins

      Na boa, os modelos 1.4 da Fiat e da Peugeot tem desempenho pior que o do Rocam 1.6, sem dúvidas.

      • Edson Roberto

        Eu como dono de um C3 1.4 digo: Perante o Fiesta ele com certeza anda menos. E o pessoal demkora a assimilar que atualmente eu acho desmotivador o acelerador eletronico. Confesso que devido a pessima resposta eu gostaira que fosse no cabo mesmo.

      • ultimate_rr

        Na cidade discordo quanto ao 1.4 da Peugeot. É mais arisco e mais ágil nas largadas que o Rocam 1.6. Quanto ao Fiat, no primeiro comentário me referia a versão 1.6.

        • Fernando S.

          Você só pode estar brincando conosco. O 1.4 da Pegeout oferece míseros 82 cavalos de potência com um torque porco de 12 kgfm. O Fiesta ENGOLE os motores 1.4 tanto da Fiat quanto da Pegeout.

    • mjprio

      Amigo, então somos dois, pois é disso que reclamo. Meu carro pena pra subir ladeira, não sai de segunda, e meio "anestesiado" na cidade. Na estrada até emabala bem, mas pede seu preço no consumo absurdo. Estou preocupado e até penso em colocar GNV no meu!!! Meu Classic VHCE era bem mais esperto na arrancada

      • Edson Roberto

        Mas tbm parece um trator de curta que são as marchas… (e como vc deve curftir o Fiesta, convenhamos MUITO mais confortavel que se comparado ao Classic).

      • ultimate_rr

        Mjprio, como a maioria dos antigos Rocam, você deve escolher entre consumo ou desempenho. Já tive um carro equipado com esse motor. É muito suave, silencioso e confiável. Gostei e gosto até hoje! Mas a linha entre "bom consumo" e "alcoólatra desgovernado" é muito tênue. Se dirigir em função de consumo, vai conseguir boa médias. Se quiser mais agilidade (as vezes necessária) terá consumo de carro V6. E não estou sendo irônico. Repare que não estou falando em performance de track day, mas sim de "agilidade mediana".

    • godelemos

      Se você se referir ao desempenho dele na gasolina até posso aceitar, mas este carro no álcool é andador sim, tem que saber explorar a faixa boa de torque dele. E um carro que dá muita diferença quando se troca de combustível parece que trocou de carro. Na minha opinião ele foi feito pro álcool, mas anda na gasolina de teimoso!

  • BlueGopher

    Se o governo fosse racional, ao invés de simplesmente reduzir os impostos dos 1.0, deveria reduzir impostos de carros que atingissem determinados parâmetros de consumo e desempenho.
    Da forma atual, por uma questão orçamentária, a grande maioria vê-se obrigada a comprar carros lerdos e inseguros numa estrada.
    O depoimento acima do Rafael demonstra bem o problema, o 1.6 é infinitamente melhor que o 1.0, consumindo praticamente a mesma coisa .

  • Bruno Alves

    Bom, eu tenho um Fiestão 2.0 4WD 2011. Que é praticamente um Fiesta com suspensão alta. E acho que posso dizer alguma coisa sobre esse carro. É uma baita porcaria cheia de plástico, tudo faz barulho e até os acabamentos nas portas estão querendo cair. Isso em um carro 2011 com 10 mil km (uso ele só na cidade de vez em nunca). Quando saio da minha Santa Fe e entro nesse caixote de plástico sobre rodas me dá um desgosto de ter pago o olho da cara nele. Isso sem falar no pós-venda da Ford, que é uma desgraça a parte. Desculpa quem gosta, mas pra mim, Ford nacional, nunca mais.
    E isso porque o meu é a versão top de linha, imagino o que a pessoa sofre com esses Fiestas pelados.

    • Rafael Schettino

      Eu não consigo entender essa barulhada. Será que meus dois Fiestas foram pura sorte em não serem assim?
      E… se odeia tanto, porque não vende a Ecosport?

      • Bruno Alves

        Só não vendo porque não sou daqueles que trocam de carro todo ano.

      • ultimate_rr

        Acredite, o acabamento do Eco é bem pior que dos Fiesta Rocam. Dá medo.

    • Antonio_Brust

      Recomendaria que você fosse na CSS e visse esses problemas.

      Já tive 2 Ecosports, um 2004 e outro 2011. O modelo 2004 passou dos 310 mil rodados na minha mão e o outro está com quase 100 mil.

      Ambos continuam sólidos e me impressionam pela robustez mecânica. Os barulhos de fato são desagradáveis, mas como todos os carros que tive nessa faixa de preço também possuíam barulhos internos, fiquei mais acostumado.

      Sua Santa Fe é um carro de mais de 100 mil reais, nada mais natural que ele seja completamente superior em tudo.

      • Bruno Alves

        Olha cara, acho que você deve ter sorte de mais ou eu tenho de menos. Porque esse não é meu primeiro. Tive um FreeStyle 1.6 2010 que vendi com 5 mil km. Tinha os mesmos problemas e ainda agravados pelo manco 1.6. Aí o espertão aqui achou que trocando pelo modelo mais caro iria ser tudo resolvido. Não foi o que aconteceu.

        O único ponto positivo do meu EcoSport é o motor 2.0 que é bem esperto e deixa ele bem ágil. Porque o resto…

        • Edson Roberto

          E além de tudo é economico. O do meu Primo é 2.0 2011 e não tem depois de 30000km barulhos internos.

          Eita sucessão de erros hein? Ecosport e depois um Santa Fé 2.4…rsrsrs, estou brincando.

          • Bruno Alves

            Edson, sei que você estava brincando. Mas é verdade. A Santa Fe é um carro bom, mas pelo preço que eu paguei deveria oferecer muito mais. No geral o que acaba com o carro é o motor 2.4 e o AirBag duplo.
            Deveria ter pego a V6 que na época só custava 7 mil a mais. Bom, foi a ultima vez que erro assim com carros. O próximo vai ser bem pesquisado com bastante calma.

    • FabioHira

      Tenho amigo com Santa Fé cheia de barulhos, podemos generalizar também? Acho que não…

  • TiagoNA

    O 1.0 é muito ruim. Meus Deus, é MUITO ruim mesmo… Sempre falo que foi o pior que andei até hoje, mesmo com duas pessoas é o que mais se arrasta. O 1.6 atende bem. Mas se for comparar mesmo, eu acredito que o 207 seja muito melhor inclusive em estabilidade e etc. Mas é claro que não estou considerando gostos pessoais ou preconceitos de pós-venda. Essa consideração cabe a cada um. No caso, vc foi de Fiesta 1.6. O que ta bom. Só acho que ta consumindo demais…

    • Rafael Schettino

      PESSOAL: UMA ATUALIZAÇÃO NO CONSUMO.
      Quando escrevi o post, eu estava abastecendo em um posto perto da minha casa.
      Fiz alguns testes utilizando gasolina e, mudando de posto, o consumo caiu assustadoramente na gasolina. Inclusive, já denunciei o posto anterior à ANP.
      Antes, o carro fazia média de 9-10 km/l na gasolina, com ar DESLIGADO. Agora, abastecendo em outro lugar, as médias com ar desligado, com gasolina, estão entre 11,5-13 km/l. Na estrada, o carro chegou a 15,4 km/l.
      Com o AR LIGADO, o computador de bordo marcou entre 10-11 km/l.
      Portanto, com as novas médias, agora estou utilizando gasolina ao invés de etanol.

  • bedotRJ

    Um sedanzinho que foi ter CxB razoável já perto de sair de linha. Antes era meio caro.

    Como usuário deste mesmo motor já há 6 anos, só que no Ford Ka, atesto o bom desempenho e a sede elevada (no meu caso, mudar de posto não resolve). Sugiro atenção constante ao sistema de arrefecimento. É um problema crônico dessa linha de motores. Tanto que o proprietário o enfrentou com seu Hatch Rocam 1.0 anterior. No meu caso, a válvula termostática não foi afetada (ainda), mas o reservatório de expansão (c/ a tampa) e o radiador foram pro espaço. Tem que estar sempre atento e fazer uma limpeza completa a cada 15/20mil km no máximo.

    Esse carro não terá um sucessor natural. Ou melhor, até terá, o Ka Sedan, mas deverá vir custando muito mais caro, o que é uma pena para os clientes da Ford.

    Obs.: também estão falando aqui no Rio de um problema no sistema de freios dos Rocam de 2009 p/ cá. Parece que o pedal endurece e perde a ação. Talvez até venha a requerer recall. É bom ficar de olho.

    • Rafael Schettino

      Realmente… esse problema com arrefecimento enche o saco… tanto é que no Fiesta Sedan, eu ainda tenho a mania de olhar água 2x por semana, por precaução… acho que isso me traumatizou um pouco…rsrsrsrr

      Quanto ao CxB, é engraçado que há alguns anos, o Fiesta Sedan já foi bem caro e chegou a concorrer com o Polo Sedan (antes da chegada do Voyage)… só que a VW foi subindo o preço muito e "mudou" o Polo de categoria…rsrsrs
      Inclusive, se você observar as dimensões dos carros e também o painel, verá que há muita similaridade…

      • mjprio

        No You tube e na internet eu já li que o sistema de arrefecimento do Fiesta ROCAM "abaixa" normalmente" e nã pode usar agua pura pra completar. Deve ser utilizado o aditivo RIGOROSAMENTE com especificação estabelecida pela Ford( curioso que o que melhor atende é o AcDELCO que é da GM…) ou paraflu diluído ou concentrado diluído em agua pura!!! pelo menos 1 x por mês. Há relatos de quem fez isso não ter problemas por mais de anos com o carro. Tem um proprietário de uma carro desses no Youtube que dá muitas dicas legais sobre o modelo, vale a pena conferir

        • CharlesAle

          Problema é que o fluido original Ford é muito fraco,não resiste o tempo necessário,e logo começa a enferrujar,e esse ferrugem danifica a válvula termostática.Quando eu era trabalhei com frota de Courier,eu trocava o original(fluido) com seis meses,e depois uma vez por ano com Radiex azul(era o que tinha em tambor para todos os carros).conclusão,nunca elas tiveram problemas de arrefecimento!!!

    • Rafael Schettino

      Ah… esse problema do pedal endurecer, pode ser na mangueira do hidro-vácuo que troquei. Meu carro estava com o mesmo sintoma antes da troca, conforme descrevi no texto. A válvula estava trincada.
      Eu não sabia que era uma coisa crônica. Bom saber! Se tiver recall, vou pedir à ford para ressarcir o valor da mangueira (R$ 124).

  • godelemos

    E ai Rafael… sua história automotiva é uma réplica da minha. Tirei um 1.0 2010 em fevereiro de 2010, um ótimo carro mas o motor é podre mesmo e o consumo igual ao do 1.6. Agora em fevereiro peguei um 1.6 2012/2013 hatch e tá fazendo as mesmas médias que vc. Fui a Recife este mês nele (sou de Uberlândia -MG – 2400km) e ele fez média de 11,5 no alcool e 13,5 gasolina ambos com ar ligado o tempo todo. Este carro amaciado no álcool anda tanto na Rio/Bahia que dá ate medo, dando picos de 200km/h sem esforço… OBS: com gasolina o desempenho ficou meio ruim, perdendo muito em retomadas! paguei R$ 26.900 com 30k km. O 1.0 comprei 0km por 27k e vendi por 17k.

    • Rafael Schettino

      Legal!

    • Rafael Schettino

      O meu eu vendi na teoria por 17k, mas o cara queria o IPVA pago pra fechar o negócio e eu acabei cedendo, aí tive que desembolsar 600 reais e no final das contas recebi 16400.

  • godelemos

    Outras observações sobre o fiesta: a direção é um pouco dura mesmo a hidráulica. O carro vive desalinhado e o controle de qualidade de montagem da Ford é muito porco. Isto eu notei no que tive e no que tenho!

    • Rafael Schettino

      Não achei a direção dura… nem sofro com esse problema de desalinhamento.

      • slipsnot

        eu também não.

  • mjprio

    pra quem tem fiesta e eco modelo rocam aí vai a dica da chave canivete: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-540122691-
    Custa 120 reais e acaba com o plec plec do alarme pendurado batendo na coluna de direção

  • mjprio

    Poxa, eu ia mandar um post com minhas impressões de dono deste carro, mas o amigo mandou na frente…rsrsrsrs vou mandar daqui a algum tempo. O meu é um sedã 2012 igual ao dele mas sem ABS e AB2( em Manaus na época eles não forneciam esses opcionais. Isso ocorreu também com o Voyage e com o Logan que orcei nas css)
    O meu estava bebendo um litro a cada 8km em Manaus, talvez pela baixa qualidade do combustivel de lá. Mas o que mais me incomoda é a falta de força nas arrancadas!

    • Rafael Schettino

      Estou impressionado de como as coisas são diferentes para a região Norte…
      Aqui em BH, em 2010, quando fui comprar o Fiesta 1.0, já me ofereceram AIR BAG e ABS, mas na época custava cerca de 3.000,00 e eu não pude incluir no veículo por questões financeiras.

  • joaok26

    Parabéns pelo relato. Muito legal! entretanto devo comentar que a classificação de força deste motor é muito relativo. pois vim de um gol G5 1.6, e um Sandero 1.6 8v. e garanto que no fiesta, o motor é o mais fraco dos três(mesmo tendo Hp e torque maior que o sandero). Nestes dois ultimos carros rodei aproximadamente 55 mkm, e o que pude reparar é que no fiesta 1.6 (o meu é hatch) ele responde mais linearmente, aumentando o torque somente a aprox 4500 rpm. já nos outros dois, aparecem nos primeiros 2 a 3 mil rpm. com isso o fiesta fica beberrão: o meu faz 8 na cidade (etanol) sendo que nas mesmas condiçoes o gol -9 ,e sandero – 8,7. Logico que conta muito o preço que paguei no fiestinha em fevereiro deste ano, (com valor de 27700 R$ e o carro estava com 8500 km 3meses de garantia de fábrica ainda e anol 2013/14) foi muito bom. pra terem noção, o sandero que vendi 2011/12, que estava com 54 mkm foi por os mesmos valores de 27700, Com isso troquei um carro de 54mkm com pneus, freios, correias a serem trocados(nunca foram trocados) por um fiestinha se plus de 8500 km. Depois do gol G5 que tirei zero e perdi muito $, sempre procurei carros que desvalorizassem muito no primeiro ano. E o fiestinha, como praticamente já saiu de linha(aqui em curitiba nao tem mais na Concessiona´ria), foi um achado , principalmente de um antigo dono que ficou com medo da desvalorização por exatamente estar saindo de linha. Acredito muito que automóveis "pesam" no orçamento da família brasileira em geral; por conta disso decidi reduzir minha descapitalização o mínimo possível. Adoro carros, amo dirigir, mas o meu prazer de meia hora por dia (ida e volta ao trabalho) nao vale o peso de pagar por carros melhores (em viagens longas vou de aviao). Se possivel sempre ficarei no popularzinho semi novo. Ganho relativamente bem hoje, mas no futuro sei que minha aposentadoria nao será tao gorda assim.

    • Rafael Schettino

      É isso aí, você pensa mais ou menos como eu!

      • joaok26

        Trabalho na area da saúde; vejo todos os dias muitos que deixam a saude de lado pra ficar com um carrão na garagem. … ou quando se aposentam ficam na fila do SUS para pegar medicamentos ou consultas que nem sempre tem disponivel… Vi em um outro relado de opiniao do dono, se nao me engano era um Clio, aonde o autor fez uma planilha de custo do carro, Cai de costas…

    • Fernando S.

      Eu discordo. Tenho um Fiesta 13/14 com 13 mil rodados e já dirigi o Gol 1.6 também, em baixas rotações o Fiesta MASSACRA o Gol… o gol só é melhor que o Fiesta em altas velocidades (e ainda tenho dúvidas quanto a isso)

  • SantaPua

    Sempre dirigi Fiesta desde do primeiro modelo e ate Ka guando saiu. Mais nunca tive um na minha garagem. os pais de um amigo adoram a FORD as vezes pegava o carro para dirigir por alguns motivos de sairmos em turmas.Sempre gostei do acabamento do carro pela faixa de preço que ele e oferecido.Ultimamente o pai dele comprou Fiesta Sedan 2014/2014 1.6 Completo. Sem duvida o carro oferece o que promete pela faixa de preço.Dirigi o carro confortável e principalmente a direção hidráulica faz uma diferença pelo peso do carro. Ele me relatou que esta planejando em meados de 2015 troca-lo pelo New Fiesta Sedan e claro que vou dar uma voltinha no carro.Creio que futuramente sera a opção também do dono do relato acima.E qual carro que tenho na minha garagem?para aqueles que falaram fiesta se enganaram apesar de gostar do carro. guando vendi minha Palio fire 2003 em 2012. troquei pelo Novo Palio.Primeiro pela ameaça do carro sair de linha.Segundo não poderia esperar sair novo Fiesta.Terceira o preço das peças em alguns casos são altos.

  • Tosca16

    É aquela coisa, não é ruim mas não é um primor de carro; entretanto pela idade do projeto ainda tem se saído muito bem; sério mantendo os preços da versão 1.0 eu sendo a Ford colocaria o novo motor que equipará o KA e continuaria vendendo muito bem .

    • Rafael Schettino

      Parece que a estratégias das montadoras em geral é ter sua linha de entrada começando em 35 mil, só pode!

      • Tosca16

        é né…. por que os que estão abaixo disso nem digo que são carros , os chineses ainda revelo mais uns GM da vida não …

  • FelipeLange

    Tem como colocar os vidros elétricos traseiros como acessório na concessionária?

    Sabe, que estou certamente interessado na versão Class 1.6. Resta saber se os bancos são adequados.

    • Rafael Schettino

      Acredito que sim, pois a versão SE Plus (topo de linha) possui vidros elétricos nas 4 portas e retrovisores elétricos, além do som MyConnection integrado ao painel do carro.
      Se você for pegar 0km, pague um pouco mais e pegue ela, vale a pena.
      Agora, se for pegar seminovo, você consegue encontrar algumas poucas no mercado.

      • FelipeLange

        É, encontrei umas versões no WebMotors.

        Acho que vai ser um ótimo carro para as nossas necessidades.

  • slipsnot

    Eu tenho um Hatch 12/13 1.6 , eu ia pegar um 1.0 mas todos me convenceram a desistir e pegar o 1.6, não me arrependo!! O carro é realmente muito esperto.
    Do acabamento, eu não gostei do tecido ruim dos bancos, achei que eles mesmo com ar ligado esquentam muito, minha cidade faz um calor de 40' quase todo dia, esse tecido é horrível quando fica no sol…
    Agora a parte realmente ruim é o consumo, o meu com ar ligado nunca fez mais que 6,5 km/l no etanol, acho ele muito beberrão!!! Apesar que eu só ando com o pé no fundo…. e a minha cidade é praticamente morros, o que aumenta ( e muito) o consumo.

    • Rafael Schettino

      Eu dirijo só encostando no acelerador, e assim consigo boas médias, mas a maioria dos trechos que percorro em BH são planos, embora a cidade seja de relevo bem acidentado.
      Dirijo sempre na velocidade da via, assim eu evito parar toda hora, ao invés de correr e parar no semáforo, isso ajuda demais a média de consumo.
      Algumas vezes, testando o carro, dirigi de forma esportiva, afundando o pé, e o carro chegou a fazer 5.8 km/l de Etanol.
      Quanto aos tecidos, quando o carro está no sol, eu entro e ligo o ar no 3. Depois que o carro esfria, mantenho no 2 e me sinto satisfeito. Mas, sinceramente, eu nunca tive carro com ar condicionado, então não sei se ele demora a esfriar os bancos ou não. De qualquer forma, em BH é raro chegarmos a 40º…

  • jf_pesquero

    Galera,

    Já tive um fiesta 1.0 (basico) 2002 em 2002 (2 anos e meio) e um Ecosport (xl t1.6) 2005 em 2008 (2 anos). Fora outros carros de outras marcas. Eu acho que ele são bonitos estes carros da Ford, mas só por fora. Ambos bebiam demais para sua categoria, se arrastam nas estradas. Não sei se alguém reparou…mas o motorista e o passageiro da frente estão sempre grudados na porta e o painel na frente e tão grande, mas tão grande que não dava para abrir as pernas durante viagens longas.Quem é grande e vai no local do passageiro, tem que jogar o banco todo para tras para poder se mexer e acaba amassando quem esta atrás. Me lembro que o fiesta e o ecosport foram os unicos carros onde eu batia o cotovelo no vidro, algumas vezes, na hora de manobrar. Poderia até ser matéria do NA: Carros grandes, nem sempre, são os mais espaçosos. Vejam a lista de carros que já tive experiencia: Ecosport, fiesta, duster, TR4, Sandero, Eles são grandes, mas você usa um pouco apertado, e no Sancero, principalmente para quem vai atrás.

    Abs

  • arianoneves

    Sinceramente, quando falam que o fiesta é espaçoso, confortável e confiável é porque nunca tiveram um carro bom! sei que vai da condição de cada um! mas um carro que com 60mil km precisou trocar bomba d´agua?? isso é confiável? sério mesmo, pegue um carro japonês, corolla ou civic semi-novo (compra-se ao preço de um mil zero), verás o que é conforto, espaço e confiabilidade, roda-se mais de 100mil sem trocar nada!! (alem da manutenção periódica (óleo e filtro) e só!!! além de desvalorizar bem menos!! esses carros (corolla e civic) que são os carros de entrada nos EUA, são os que oferecem o mínimo aceitável por lá.. acorda Brasil… achamos que nossas carroças são carros.

    • Rafael Schettino

      O Fiesta é um carro bom PARA A CATEGORIA. Não estou dizendo que ele é melhor que um médio seminovo. Eu mesmo sou a favor de médio seminovo ao invés de popular 0km, mas quando os preços se equivalem. Por exemplo, é melhor um Corolla 2011 por 45 mil do que um Onix 1.4 0km pelo mesmo preço.
      Eu entendo que são carros melhores, mas não se encontra SEMI NOVO nesse preço, só USADO (ou VELHO), vi vários Corolla 2005 aqui por esse preço.
      É a mesma coisa de eu falar com você: não compre um Civic, isso não é carro! Compre uma BMW 328i 1995, é muito melhor!
      Me mostre um Civic ou Corolla 2012/2013, em bom estado, por 28.900,00 que eu vendo meu carro agora.
      Podem ser confiáveis, mas não são inquebráveis. Um Corolla 2005 vai dar manutenção, vai necessitar de trocas, inclusive de pastilhas de freio que gastam prematuramente (uma reclamação recorrente dos proprietários do modelo)… coloque no google "problema corolla" e vai ver que tem muita gente que também tem problemas, mas concordo com você que são menos problemas do que a média das outras marcas.

    • joaok26

      Andar 100mil "sem trocar nada!! a nao ser oleo e filtro"…. Desculpe arianoneves mas eu peço truco!!!…. Pneu se anda no máximo até 80 mil na pindaiba da marca TWI. Pastilhas de freio que duram até 100 mil… heheheheh.. ¨´e seis , nove ou doze…

      • arianoneves

        Acho que não me expressei direito, quis dizer de não trocar peças por quebra, mas as de desgastes como pastilha e pneu não tem como! Além que falando do corolla por exemplo, gasta muita pastilha, mais que o normal. Não é criticando quem compra carros mais simples, mas criticando nosso nível de exigência, nos contentamos com qualquer coisa, mesmo sabendo que é inferior ao oferecido lá fora e ainda pagamos muito mais caro por isso.

  • Mah_Zinha

    Ótima contribuição, Rafael.
    Parabéns e obrigada.

  • Chevroletanos90

    A Quatro Rodas destacou o problema da válvula do hidrovácuo, como defeito crônico de todos os Fiestas Rocam.

  • Peraldiano

    Minha namorada teve um Fiesta 1.0. Um dia ela não conseguiu ultrapassar um caminhão de mudança.Na semana seguinte trocou o mimoso.

  • Well Gama

    Um bom carro, passei alguns meses com um desse…Hoje tenho o novo Logan, mas enquanto eu o tinha, sabendo de suas limitações é um bom carro.

  • igor eduardo

    parabéns a você Rafael!!

    Pensamento de consumidor experiente (e que é inteligente e dá valor no seu suado dinheiro)

    em casa temos um porto-seco, modelo 2009, com o mesmo motor zetec rocam, comprada no ano passado por 32 mil, quase 3 mil abaixo da tabela, e até hoje, não chegou ao preço que meu pai pagou

    infelismente carro da ford é mal visto mesmo, aqui em casa dos 3 que tive até hoje, 2 são ford (atualmente tenho 1 escort 1989 e a eco 2009), e já que vimos de um popular 1.0 (corsa joy 2006), que passava calor, meu pai decidiu investir mais e comprar um carro mais equipado, maior e mais alto.

    quanto ao consumo, muito bom! com a eco, na cidade com etanol, meu pai faz médias de 6 a 7 km/l e com gasolina 8 a 9 km/l, ar desligado, na estrada 9,5 km/l e 12,5 km/l, etanol e gasolina respectivamente, com ar ligado 75 % do tempo (só desligava quando estava na serra da mantiqueira, clima muito bom!!)

    a previsão de venda dela só em 2018 ou 2019, ela tá pouco rodada mesmo, e a troca vai ser por um focus, eu acho.

    em 2017 eu completo 18 anos, e o fiesta é minha opção, para ficar até terminar minha faculdade, pois preciso de um carro para mim, e não para ficar se mostrando, sem contar a confiança que tenho na ford, e com certeza vai ser sedan……………..ah, ia me esquecendo com motor 1.6!!!!

  • David Marcal

    Façam a reprogramação do PCM nos seus fiestas e verão uma diferença boa. De tempos em tempos a FORD lança umas atualizações da central eletrônica melhorando o desempenho do carro. Fiz no meu hatch 1.6 12/13 e meu pai fez no focus 2.0 10/11. Ambos os carros obtiveram um comportamento excelente depois dessa reprogramação/atualização do PCM.

  • David Regis

    Rafael, parabéns pelo post!!!

    Possuo um Fiesta 1.6 11/12. Hoje ele está com 32 mil km. O carro começou apresentar problemas durante o enchimento do tanque. Ao pedir para completar o tanque, ocorre vazamento de combustível por debaixo do carro. O cheiro de gasolina no interior do veículo também é bastante desagradável. Acredito que possa ser algo relacionado a vedação da bomba de gasolina.

    Gostaria de saber se você ou alguém possui o contato de algum mecânico de confiança em Belo Horizonte. Pois não confio nas Concessionárias de BH, que além de cobrarem caro, ainda tentam empurrar serviços desnecessários.

  • Rapaz… Tenho um Fiesta Sedan 2005 e considero muito bom. Baixa manutenção, troco apenas o necesário, Muitos ítens de conforto que outros não tem, e muito espaço no porta-mala (quem tem filho sabe a importância), Muito espaçoso por dentro.
    Dos ítens que acho que precisa melhorar é a direção, acho dura para ser hidráulica, faço manobras com uma mão, mesmo assim acho que deveria ser mais leve. Outra coisa é o ar, esfria, mas não o suficiente, já verifiquei em uma especializada e é característico do veiculo mesmo. Contudo, estou satisfeito e trocarei por outro fiesta Semi-novo, porque a desvalorização é grande, comprar novo é prejuízo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend