Ford Hatches Usado da semana

Carro da semana, opinião do dono: New Fiesta 2014 1.6 SE

new-fiesta-usado-semana-1

Prezados, três anos e meio atrás relatei meu processo de compra e primeiras impressões de meu atual carro, um New Fiesta 2014 1.6 SE manual.


O uso é principalmente em vias urbanas e rodoviárias, e como não possuo família (filhos e esposa), não tenho necessidade de muito espaço, sendo mais para caronas, amigos ou familiares. Na época procurava um carro que buscasse aliar dirigibilidade, principal característica para um apaixonado por automóveis como eu, além de um bom consumo e se possível, bons itens de conforto. Não havia ainda a febre dos “SUVs”, o mercado não possuía tantas opções referente à esse mercado e o mesmo não me interessa muito.

O New Fiesta possui o conhecido motor Sigma 1.6 com duplo comando variável e que gera até 130/125 cv (etanol/gasolina) atrelado aos 15,5/16,0 kgfm de torque e seu preço foi de 48 mil reais.

Após três anos e meio, continua sendo meu carro principal e de uso diário, podendo relatar a opinião de dono, então vamos à ela.


De antemão antecipo, as ótimas primeiras impressões que o carro causou continuam sendo verdade, algumas qualidades foram inclusive exponenciadas.

Seguro ficou cotado em 2.300 reais sem perfil de condutor.

new-fiesta-usado-semana-2

Processo de compra

Conforme explanado anteriormente, fiz um relato sobre o processo e primeiras impressões, de forma detalhada. Aqui irei resumir tal relato para avançar para a parte principal.

Durante a época de compra, basicamente dois carros me chamaram atenção além do New Fiesta, que são:

  • HB20 1.6 Hatch: Na época, o modelo me chamou atenção principalmente pelo preço, a Hyundai me pediu 41 mil reais pelo modelo 1.6 Comfort, que já vinha com Bluetooth, airbag duplo, direção hidráulica, entradas de USB e AUX. Ótimo desempenho, bom consumo, design bonito e preço legal. Contudo, não oferecia ABS, era 2014 e os modelos equipados por lei estavam dobrando a esquina ainda.

Era um carro mais racional, o HB20 apresenta um torque maior em baixas rotações e mantém essa mesa e desenvoltura até o corte do motor, anda muito bem, mas não gostei da estabilidade, o mesmo sai de frente muito cedo e a direção achei leve demais, além de o motor apresentar a força já em baixa, ótimo para uso urbano e conforto do usuário, não me instigava a dirigir, tendo em vista que a sensação do torque entrando enquanto desenvolvia velocidade era pouco.

Excelente atendimento Hyundai, com direito a visitas às oficinas e como eram feito os planos de manutenção, foi o melhor pós venda já visitado até então.

  • Peugeot 208: Design mais bonito, tanto internamente como externamente. Boa dirigibilidade, mas pós venda e preço me assustaram. Estavam pedindo 45 mil reais pela versão 1.5 8v de 90 cv, e não possuía mimos como ar digital ou controle de tração e estabilidade. Além disso, um amigo teve um 208 Griffe AT e relatou que foram diversos problemas ao longo de 2 anos em que o possuiu. Como ele mesmo o descreveu, um bom carro para um péssimo pós venda. A situação parece ter amenizado hoje em dia, com a Peugeot fazendo marketing mais agressivo frente à essa situação.

  • New Fiesta: Primeiramente fui pela versão 1.5, mas achei o interior muito pobre, desde o acabamento ao desenho do painel, além que o preço de 45 mil reais não eram nada convidativos para um carro sem muito itens de conforto, som simples e com motor que não possui o duplo comando variável. Ao ver no show room uma versão 1.6, entrei e me apaixonei pelo design do painel, ousado e arrojado, não gosto muito de painéis óbvios retilíneos, apesar de o acabamento ser predominantemente de plástico.

Ford ofereceu por 48 mil reais na versão 1.6, que já vinha equipado com controle de tração, estabilidade, Hill Holder, duplo airbag, ABS com EBD, ar digital, multimídia SYNC com controles no volante e por voz, contendo entradas USB e AUX, além de som contendo 2 tweeters, que de fato é um diferencial considerável, bem como rodas liga leve e repetidores de direção nos retrovisores. Fiz o test drive e me chamou a atenção a dirigibilidade/estabilidade. Fechamos negócio. Vale ressaltar que nessa época ainda não havia o Ka.

Convivência diária

Para quem não precisa de espaço, conviver com ele é fácil. O carro tem um rodar mais firme e colado no chão, lembrando quase a posição de um Kart, o câmbio possui bons engates, silenciosos e precisos.

Além disso, é bem equipado para conforto do usuário no dia a dia, o mesmo lhe trata bem, particularmente, acho excelente a calibração da suspensão firme, porém, sem ser desconfortável.

O Ar condicionado digital automático é bem legal, gela rápido e possui as funções esperadas, sendo a temperatura retratada por um visor central.

new-fiesta-usado-semana-3

O acabamento é fraco, interior predominante de plástico, contendo tecido (o qual já está soltando) apenas nas portas dianteiras, pelo menos é bem executado e sem rebarbas. O carro está com 30 mil km e há pouquíssimas peças batendo no interior do veículo, ponto positivo.

new-fiesta-usado-semana-5-1

Modificações pessoais realizadas por mim foram os frisos laterais (que a Ford tentou me cobrar 1,4 mil reais por eles, achei por 250 reais na internet) e a antena menor, já que acho a original muito grande e feia. Infelizmente o carro tem uma batida na lateral, um motoqueiro bateu e quis arrumar confusão, achei melhor cada qual ficar com seu prejuízo, mesmo estando certo.

Os vidros são todos elétricos e de um toque, o alarme fecha automaticamente todos os vidros, caso estejam abertos, além de retrovisores elétricos. O trânsito na cidade de Fortaleza é péssimo, do tipo anda-e-para, com isso o consumo urbano é em torno de:

  • 8 a 9 km/l com ar desligado.
  • 7 a 8 km/l com ar ligado.

Aparenta ser pouco, mas é uma média boa levando em conta o quão ruim nosso trânsito é. Porém, caso venha a pegar uma avenida ou alguma via que desafogue mais, o consumo já pula logo para os 10/11 km/l.

Contudo, aqui fica minha primeira crítica, a primeira marcha é longa demais, deixando um buraco entre a primeira e a segunda, é nítido a queda de potência e necessidade de redução devido ao buraco entre as marchas. Entendo porque a Ford fez isso, deixou a primeira marcha mais longa para não ter que ficar trocando constantemente em engarrafamentos, o que realmente ajuda, mas prejudica o desempenho do carro.

O som multimídia SYNC é alvo de críticas, por ser defasado em relação aos concorrentes, porém, acredito que cumpre o que promete e a cor azul, junto com o restante da iluminação do painel, cai muito bem. De fato uma SYNC 3 cairia melhor, mas como não tenho muita dificuldade em manusear multimídias ou equipamentos eletrônicos, acho bem legal e completa, sinto falta apenas de GPS, que utilizo meu celular para tal. Por ela, é possível desligar controle de tração ou hill holder, além de alguns ajustes mais interessantes, como quantos segundos dura a seta quando você da um leve toque para mudar de faixa.

Inclusive, algo que me surpreendeu bastante que não esperava quando comprei, é a qualidade do som. Os quatro alto falantes já são bons e os tweeters localizados nas portas dianteiras são de ótima qualidade, é disparado o melhor som da categoria e inclusive de categorias superiores, escutar música nele é um prazer que vale a pena! Graves e agudos são bem definidos e é possível ajustar as configurações do mesmo pela multimídia.

Dirigibilidade

Tive que separar um tópico só para essa característica, porque tenho de dizer, é fantástica! O acerto do chassis é impressionante, o carro lhe avisa totalmente do que está acontecendo e a frente aponta e vai!

Levar o New Fiesta no limite é muito prazeroso, quando ele chega lá, ele continua afiado e com muita desenvolvetura, sendo muito recompensante para o motorista, lembrando um bom Kart. É de longe um dos carros mais divertidos que já guiei, o câmbio manual amarra bem isso e deixa o carro realmente muito na mão.

new-fiesta-usado-semana-2

Tive oportunidade de dirigir alguns veículos mais caros e complexos, de segmentos superiores como Civic, V40 e posso afirmar, enquanto alguns deles são mais sólidos ou mais capazes, nenhum é tao divertido quanto e recompensante de guiar. O New Fiesta é realmente uma referência nesse quesito e a vontade que tenho é de possuir um Ecoboost manual.

O motor 1.6 é praticamente morto até 2.500 rpm, onde a partir daí o torque começa a entrar e vai crescendo até 5.700 rpm, um valor bem alto! O corte de potência é em 6.600 rpm e gera mais força até o último segundo, e por isso instiga tanto o motorista, ele começa não desenvolvendo nada e de repente começa a empurrar você contra o banco e a acordar, é realmente muito bom!

O 0-100 fica em torno na casa dos 9,7 s a 10,5 s, e é um motor que gostar de girar bem, é bem legal. Pode não ser o mais rápido da categoria, mas o desempenho é suficiente para empurrar com vigor e dar força às retomadas/ultrapassagens, porém, a falta de força em baixa prejudica principalmente subida de serras, por exemplo, necessitando de paciência.

Além disso, em trechos urbanos é cansativo, pois a falta de força atrapalha saídas mais fortes ou cruzamentos atrapalha bastante. Em trecho rodoviário, é um conjunto espetacular, pois o motor está sempre evoluindo e atrelado ao acerto dinâmico dele, é realmente algo bem diferente e que ainda não havia presenciado. A casa dele é a estrada, a qualidade do som, dirigibilidade e conjunto mecânico convidam qualquer pessoa que goste de viajar a dirigir ele!

Além disso, o consumo em rodovias é excelente, ao contrario dos primeiros quilômetros rodados nele, em que o consumo deixou a desejar, melhorou bastante! Hoje alcanço médias de 16/17 km/l a 110 km/h, enquanto a 120/140 km/h fica em torno dos 15/13 km/l. Por curiosidade, uma vez fiquei a 60 km/h com ar desligado para ver o quanto fazia, e o computador de bordo acusou uma impressionante marca de 24,4 km/l, valor surreal para nossa realidade.

As rotações do motor a 120 km/h giram em torno de 3100/3200 rpm, valor relativamente alto, constatando a falta que faz uma 6ª marcha Overdrive.

new-fiesta-usado-semana-6

Pós-Venda

Diferentemente do consenso geral, sempre tive um ótimo atendimento pela concessionária Ford, a qual sempre me cobrou o valor tabelado e ainda informava de possíveis falhas/danos no veículo que poderiam ocorrer em um curto período. Algo que me chamou a atenção foi quando pedi para balancear/alinhar o carro e iria pegar no outro dia, ao pegar, os mesmos disseram que não iriam fazer, pois os pneus estavam muito gastos, então iria pagar por um serviço que dentre de dois meses, no máximo, seria inutilizado por conta da troca de pneus, achei bem legal da parte deles.

Contudo, o preço de peças assusta, a cesta de peças básicas do New Fiesta gira em torno de 4.500 reais, valor bem alto para um carro compacto de entrada. Inclusive estava escutando um barulho vindo da parte proveniente do carro, na suspensão, ao passar por lombadas ou algo assim, imaginei ser alguma bucha desgastada. Reclamei na concessionária e condenaram ambas as peças do freio que estavam com folga e precisavam ser trocadas (não lembro o nome da peça especificamente). Preço? 842 reais. Sorte que a garantia cobriu. Contudo, apesar de ter diminuído, o barulho persiste. Mais para frente irei levar em um mecânico de confiança para checar as buchas, é realmente algo bem leve.

Hoje o carro encontra-se com 30 mil km rodados e nenhum defeito ocorreu até então, somente troca básica de itens como óleo e filtros, apesar de ter acionado a garantia duas vezes, que serão explicadas posteriormente.

Contudo, a parte elétrica do carro me chamou a atenção, ao longo desses 3 anos e meio que passei com ele, o ar condicionado disparou 3x sozinho, levei na concessionária e foram sinceros comigo, dizendo que iam ficar com o carro e rodar com ele até o ar disparar sozinho e poderem encontrar o problema. Rejeitei por ter ocorrido muito pouco e desde a última vez, não ocorreu mais.

Além disso, o motor Sigma, ao ser ligado, faz um barulho estranho, como se fossem duas peças metálicas rangindo uma na outra, levei na concessionária e os mesmos entraram em contato com a central da Ford que disseram que era característica do motor. Estranhei, então solicitei uma autorização deles para tal problema e guardei comigo, para caso haja um futuro problema referente a isso. Contudo, desde então passei a prestar atenção nos carros equipamentos com esse mesmo motor, e de fato escutei ele em todos, sem exceções.

Conclusão:

new-fiesta-usado-semana-4

É um excelente carro com um ótimo nível de equipamentos e que preza principalmente pelo motorista, com sua posição de dirigir baixa e agressiva, não deixando de lado o consumo e conforto.

Não tem pretensões esportivas, mas o excelente acerto de chassi instiga qualquer um que o dirija, arrancando elogios de todos. É um carro para quem gosta de dirigir, sendo reforçado pelo espaço interno praticamente nulo para os outros ocupantes.

Pontos negativos ficam para o pouco espaço interno, acabamento fraco e ausência de cinto de três pontos e ausência de um câmbio manual de 6 marchas, o qual acredito que poderia encurtar as marchas e deixar a 6ª como Overdrive, auxiliando desempenho e consumo do carro.

Reconheço, hoje, que o Ka é uma escolha mais racional e adequada, pois tem um chassi mais simples, nem todos precisam dessa precisão toda do New Fiesta em termos de dirigibilidade, é bem equipado, mais barato e de quebra possui um espaço interno melhor que o Fiesta.

Compraria novamente pelo puro prazer de dirigir, e só trocaria por outro carro com mesmo desempenho, só irei trocar de carro quando realmente for necessário e minha convivência com o New Fiesta, porém, não me instiga nem um pouco a trocar de carro. Recomendo a compra de um seminovo, zero está muito caro. E que carro, meus amigos!

André Studart

5.0

COMPARTILHAR:
  • leandro

    Eu

    • afonso200

      o ttanim oeshft tm lt autmatc

      • Fanjos

        traduz fis

        • Wellington Myph13

          “O Titanium powershift tem “lt” automático.”

          Só falta o “lt” e encontrar sentido com o que for… Kkkk

          • Gil de Piento

            Seria “piloto automático”?

            • Wellington Myph13

              Poderia ser msm. Agora só falta achar sentido dele ter dito isso em resposta ao comentário, kkkk

      • carlos4carros

        Oxalá

    • th!nk.t4nk

      Acho a posição de dirigir “cockpit” do Fiesta sensacional. Comportamento dinâmico surpreendente também pra um compacto dessa categoria. Pena que com o tempo a Ford priorizou o Ka, deixando o Fiesta pra escanteio.

      • Unknown

        Claro que o Ka não tem o mesmo refino em dirigibilidade comparado ao Fiesta, mas sem dúvidas é um dos melhores da categoria, senão o melhor.

  • Matheus

    O New Fiesta 2014 tá saindo na faixa de quanto hoje em dia?
    http://bit.ly/new-fiesta-2019

    • Erick

      De 39 a 43 mil, depende da versão.

  • André A

    Tive um New Fiesta mexicano 2013. Que carro, saudades até hoje. É uma pena a Ford ter parado no tempo e abandonado o New Fiesta.

    • Luciano RC

      Uma pena mesmo… o Polo está ai pra provar que poderia vender muito bem sem atrapalhar as vendas do Ka.

      • Unknown

        Mas o novo Polo e este Fiesta não tem nada de parecidos! Só a categorias que eles se enquadram (compactos um nível acima dos de entrada – eu não me atrevo a chamá-los de premiuns).

        • Luciano RC

          Mas disputam o mesmo consumidor. A Ford poderia ter atualizado o Fiesta, acertado os motores aqui e colocado pra bater de frente em preço.

          Problema é que a Ford nem tem capacidade comercial para brigar nesse segmento.

          • Unknown

            O problema é que o Fiesta é de pequeno demais para brigar com o Polo, não adianta a Ford fazer atualizações no carro, pois a base dele é compacta demais.

            • Luciano RC

              Sim… ele sempre será o mais apertado do segmento. Porém poderia conquistar o publico solteiro, o que busca mais equipamentos ou mais refinamento. A Ford teria que compensar isso… só assim venderia bem.

              • Unknown

                Sim, compensar isso no preço, pois realmente quem é solteiro ou casal sem filhos e gosta de um pouco de esportividade, se sente atraído pelo Fiesta.

              • Gil de Piento

                A Ford poderia aproveitar o esquema feito pela VW e simplificar o Focus atual, colocar nova carroceria, menos comprimento, e vender como novo Fiesta – afinal o Polo é basicamente um “MobiGolf”.

                • Luciano RC

                  Ainda acho melhor trazer o Fiesta. Se não me engano, a plataforma é a mesma do atual.

  • Lucas

    Já tive um New Fiesta dessa mesma configuração sua. Atualmente tenho um novo Polo e vou dizer: podem falar que a plataforma do Novo Polo é mais segura, mais moderna, é a mesma do Golf, mas o New Fiesta era mais gostoso de guiar, mais estável e tinha um acabamento muito melhor que o do VW. Meu Polo já tem rangidos que o New Fiesta nunca apresentou com 3 anos de uso.
    Apesar de estar gostando do Novo Polo digo que o New Fiesta é um bom carro e faz frente ao Novo Polo, só perde feio para o Novo Polo no quesito espaço interno e no escalonamento das marchas (também achava a relação longa demais, era nítido um buraco ao dobrar esquinas ou passar por quebra-molas).

  • afonso200

    tranquilo 18km/l a 80km/h

    • Andre Studart

      exato! a 80km/h da pra fazer em torno dos 19km/l

  • G E O

    O que não me agrada no Fiesta é que ele raspa em qualquer valeta ou lombada. O carro é baixo mesmo. Fora isso acho um carro honesto. Em relação ao acabamento, acho que ele está na média.

    • leandro

      Não tem mistério, se quer que ele seja bom de curva e divertido de guiar tem que jogar lá no chão mesmo.
      É o preço a se pagar

      • G E O

        tá aí o Golf atual pra discordar :)

        • leandro

          Tá aí minha Ecosport também pra discordar.. ;)

          • Leandro

            E quando que Ecosport é bom de curva? Cada um, kkkk

            • leandro

              O post é sobre um Hatch compacto e o cara veio comparar estabilidade com um médio… Pq então não posso comparar com um SUV?

              • Leandro

                Você pode comparar até com um ônibus. Só te disse que Ecosport não tem estabilidade, tanto que vinha com adesivo de risco de capotamento, mas continue fazendo suas curvas em alta velocidade com ele, vai descobrir da pior maneira.

                • leandro

                  Você faz parte da estatística… Sabia que apenas 8% dos brasileiros adultos sabem ler um texto, interpretar e classificar uma ironia?
                  Assustador

                  • Leandro

                    Colocar uma carinha piscando transforma o texto em ironia né?

        • Fanjos

          Verdade o Golf não raspa mesmo, e meu Ka raspa bastante, mas acho que a maioria das raspadas são do defletor de borracha que fica muito baixo

          • carlos arriel

            Ah raspa! Ambos! O Fiesta é mais legal pra cidade, ele menor e mais estreito, o que facilita muito. Agora! Na estrada! É o Golf!!! É impressionante o acerto carro.

            • Unknown

              Vocês estão comparando carros de categorias diferentes. Comparação mais próxima seria com o Polo e Golf com Focus!

          • Unknown

            Exatamente o que eu disse em meu comentário acima, Fanjos.

          • Dp Som

            Quanto a raspar, vou exemplificar duas coisas, aqui na entrada de casa, tanto o golf como o fiesta pegam, diferença q o fiesta pega o defletor, e o golf raspa o parachoque, então situações e situações, mas que eh fato que o defletor pega fácil é mesmo, mas não quebrou ainda kkkk, e ele deforma e volta pra o lugar, parece meio feito pra pegar… Quanto ao resto, não tem como comparar o golf com o fiesta, categorias diferentes. Parte de acabamento do fiesta eu acho fraco (o nacional) mas ainda assim consegue ser melhor q o do polo (que regrediu nesse aspecto em comparação ao polo anterior). Consumo concordo com o pessoal dos comentários e do relato, na cidade eh econômico, mas nada tãoooo absurdo, já na estrada não gasta nada, muitos km/l… manutenção ainda não deu, mas tb tem só uns 50k o daqui de casa, ainda não tem barulhos apesar de a cidade ser de calçamento de paralelepipedo irregular, ponto fraco para o espaço interno traseiro e do porta malas.

      • Piston head

        Sim. Exatamente. No mais, depois que o meu caiu o defletor dianteiro nunca mais raspou e não estou preocupado em comprar outro.

      • Unknown

        Exato! E o tamanho diminuto em relação aos outros também ajudam neste sentido.

    • Renato L

      É isso. Meu Golf não raspa em lugar nenhum, e é plantado no chão. Já o NF da minha mãe preciso tomar cuidado, mas não raspa tanto assim, antes de comprar via o pessoal falando isso e achava que seria pior.

      • João

        “Plantado”
        Pelo que te conheço nunca passou de 50 km/h nesse Golf kkkk

        • Renato L

          Kkkkkkkk fdp, como ousa? 😂

      • Unknown

        Como eu disse, o que raspa é o defletor abaixo do para-choques. O pessoal não percebe e acha que é o próprio para-choques ou alguma outra parte debaixo do carro raspando…

    • Samuel Henrique

      Tem defletor que raspa em qualquer lugar mesmo… Quando passo em uma lombada mais alto e não raspa, acho até estranho…

      • gtry

        Até na tranca de chão do portão, 2 cm de altura, pega na articulação do braço do eixo

        • Thales Sobral

          nO MOLAS?

    • gtry

      Scort Verona raspavam ridiculamente

    • Andre Studart

      Raspa mesmo e muito, porém é culpa do defletor dianteiro, muito baixo!

      Muitos donos tiram ele, inclusive.. Prefiro manter e passar devagar mesmo nas lombadas da vida

      • Unknown

        Não vejo muito problema em raspar, sendo somente o defletor. Se raspar frequentemente pode começar a danificar e ter que substituí-lo.

    • Unknown

      Em acabamento talvez ele esteja até abaixo da média. Ele realmente não é muito alto, mas o que geralmente raspa é um defletor que vem atrás do para-choque dianteiro, não há problema algum em raspar, a não ser o incômodo, pois é uma peça de borracha flexível.

  • Samuel Henrique

    Tenho o New Fiesta mexicano, inclusive já mandei um relato aqui… No geral tenho os mesmos comentários, exceto pelo acabamento que acho satisfatório no meu… Está beirando os 120 mil km sem maiores dor de cabeça, apenas o freio está difícil achar uma pastilha paralela que dure e não faça barulho, além de alguns ruídos chatos vindos da parte da frente… no geral apresenta um bom custo benefício e mesmo dando vontade de trocar por algo mais novo, acabo desistindo, já que tenho equipamentos que na época muitos carros mais caros não tinham nem como opcional e mesmo hoje eh dificil achar algo completo no segmento com preço e acabamento atrativo….

    Até fui conhecer o Polo e Argo, mas o primeiro tem acabamento fraco para o meu gosto, mesmo na versão mais requintada e o Argo, embora tenha um painel mais bacana e uma sensacao de mais “requinte” , não tem o ESP na versão 1.3 manual…

    • leandro

      Cara tenho um par de pastilhas originais que comprei na Ford pro meu Fiesta Sedan 14/15, vendi ele antes de chegar a usar. Se tiver interesse faço um preço camarada

    • Thales Sobral

      Cara, também tive esse problema com as pastilhas. Troquei (as originais com 60 mil km, muito bom!), as novas fazem um barulho “piiiii” quando o carro está quase parando. Pelo menos, achei elas com mais “pegada” que as originais. E não sujam as rodas, também (assim como as originais).

  • Ricardo Leite

    Tive um New Fiesta Mexicano 13/14, excelente carro. Bem acabado e com ótima dirigibilidade. O único senão era o pouco espaço interno traseiro.

  • gtry

    Errou feio sobre overdrive e 6 marcha

    • Alexandre Maciel

      Por isso que é opinião do dono. Se fosse para o cara saber todos os detalhes técnicos seria opinião do consultor/vendedor/especialista… hahaha…

    • th!nk.t4nk

      Poderia esclarecer o erro, ao invés de apenas criticar?

    • Andre Studart

      Desculpe, poderia corrigir? Ate para conhecimento próprio.. Acredito que faltou eu explanar melhor

      Cambio overdrive é basicamente um câmbio com a ultima marcha bem longa, sendo utilizado em automaticos, onde no caso de um at4, ele engataria ate a 3 caso desligado o OD.

      A analogia que quis fazer era que a ford poderia inserir um cambio manual de 6 marchas com relaçoes curtas entre as 5 primeiras e deixando a 6 bem longa, priorizando o consumo (e diminuindo o buraco entre as demais) essa foi a analogia que quis fazer com o OD!

      Tem espaço para um cambio 6mt no NF, o de 5 resolve mas nao explora da melhor forma!

      Acredito que deva ter ficado explicado melhor agora. Caso tenha errado, pode corrigir a vontade!

      • th!nk.t4nk

        Lembrando que o termo “overdrive” se aplica a câmbios manuais também (existe até mesmo carro manual com 5 marchas, cuja velocidade máxima é alcançada em 4a). Talvez seja isso que ele tenha estranhado, achando que o termo é só pra automáticos. Overdrive é simplesmente uma marcha cuja velocidade final teórica não é alcançada, servindo só pra cruzeiro (baixo ruído e menor consumo). Um câmbio (de qualquer tipo) pode ter várias marchas overdrive, inclusive (meu carro por exemplo tem 9 marchas, sendo as 2 últimas overdrive).

        • Andre Studart

          Bem lembrado! Acredito inclusive que o intuito da mt6 do hb20 é justamente de deixar a 6 como overdrive!

          Interessante ver que tem duas marchas overdrive, pouco mais dificil de ver essa metodologia!

      • MauroRF

        André, eu tive um New Fiesta com o câmbio PS. Até o câmbio dar problema, eu o achava ótimo pelas trocas sem trancos etc. Quando deu problema pela segunda vez, assim que trocaram a embreagem, vendi. Mas eu simplesmente adorava o carro, ainda mais que o meu era o Titanium. Você falou do câmbio: no PS, por ser 6 marchas, não tinha esses buracos, e em baixa o meu sempre tinha força justamente pelo fato de as marchas serem mais curtas. Tanto que, quando fiz o test-drive do manual e do PS, a diferença foi bastante notável. A economia de combustível era o ponto forte, fazendo 16 km/l na estrada a 110 km/h em média. Pena que o câmbio deu problema, pois o carro é maravilhoso mesmo.

        • Andre Studart

          Bem legal! Pena mesmo esses problemas com o cambio, queimou o carro e um otimo cambio

          A ford aparentemente consertou os problemas, e deu 5 anos de garantia alem dos 3 para todos os câmbios powershifts, pena que foi tarde demais, a ma fama já tinha estabelecido

  • Hugo Leonardo

    Tive um Fiesta SE 13/14 Powershift, branco, inclusive com uma marca na lateral deixada de presente por um motoqueiro. Só alegria na primeira semana. Com 9 dias de uso, o câmbio travou em P e teve que ser substituído na concessionária. Depois disso, passou a apresentar uma trepidação irritante entre a primeira e segunda marchas. Fora isso, a condução era muito divertida. Não tinha muito do que reclamar, não ligo muito pra acabamento ou espaço interno. Consegui vender antes de acabar a garantia e quando ainda não tinha pipocado de reclamações do câmbio na internet.

  • Alexandre Maciel

    “O trânsito na cidade de Fortaleza é péssimo, do tipo anda-e-para, com isso o consumo urbano é em torno de:
    8 a 9 km/l com ar desligado.
    7 a 8 km/l com ar ligado.”

    Parabéns pelo relato e pelo carro. De fato é gostoso de dirigir e, há alguns anos, a concorrência não oferecia algo com mesmo nível de equipamentos. Em adendo, agradeço por colocar a realidade do consumo em Fortaleza. Isso só demonstra que aqueles números que muitas análises trazem nem de longe servem para o fortalezense.

    Por fim, sobre o barulho na dianteira, como ainda está com 30 mil km provavelmente você ainda não fez troca de pastilhas. Se de fato não fez até então e o barulho for metálico, pode ter certeza de que vem das pastilhas.

    No mais, o atendimento da Ford por aqui, principalmente o da Crasa, é bom mesmo.

    • Andre Studart

      É na Crasa mesmo, otimo atendimento apesar que os preços sao bem caros.

      Realmente, consumo para nos, fortalezenses, nunca sao muito parametro, situaçao aqui é tensa

      Obrigado!

      • Alexandre Maciel

        Eu me referi ao barulho que você percebe quando passa em lombadas. Esse, sim, se for metálico, pode ter origem nas patilhas. Mas também pode ser por conta das pinças de freio e essa é provavelmente a peça cara a que você quis se referir. Em regra, entretanto, o ruído é oriundo das pastilhas mesmo; quando as pinças têm algum problema o ruído ocorre desde que o carro é novo, com pouca rodagem e com pastilhas quase intactas. No mais, faça o seguinte teste: passe por pontos com asfalto descascado (“buracos rasos”) ou ande em calçamento bem irregular em velocidade acima de 30km/h e com os vidros abertos. Se o barulho acontecer, passe novamente mas tocando apenas levemente o freio. Se o barulho não acontecer na segunda ocasião, pinças e/ou pastilhas são a causa, com maior probabilidade para as primeiras.

        Sobre o som do motor, o barulho que você ouve é dos tuchos. Nada demais. Pode ficar tranquilo.

        • Andre Studart

          Obrigado, Alexandre! Irei verificar!

  • Xandy Paiva

    Acho um carro muito bonito, mas confesso que a geração anterior tinha a frente muito mais bonita, do que essa coisa que inventaram de identidade visual pra todas as marcas, nem sempre o que fica bom em um carro fica em todos os modelos.
    Sem contar que o acabamento interno e painel eram muito mais refinados.
    Mas como era pro Brasil, eles não tão nem aí né.
    Já o novo Focus ficou melhor com esta frente, do que com aquela estilo Tuning, esta é minha humilde opinião.
    Mas tenho vontade de ter um Fiesta Hatch ainda, se puder comprarei da versão mexicana.

    • Andre Studart

      Também achava o mexicano mais bonito, a lanterna traseira era retroiluminada por leds e o parachoque traseiro era mais proveniente, a frente bem bonita tambem com os filetes de led

      A modificaçao ficou mais ordinaria, apesar de boa, deixou mais pra realidade do nosso mercado

  • CharlesAle

    Fiesta é um carro honesto. E pelo menos aqui em na grande SP, se encontra Fiesta com preço muito bons, que é opção a quem não quer um 1.0 mais caro..

  • Franco da Silva

    Pelo ano do carro, os defeitos são bem leves. MAS… pela quilometragem, são críticos.
    Achei mediano o resultado.

  • vitimsl

    Parabéns pelo carro e pelo relato. Os carros da Ford podem não ser os melhores de mercado ou os melhores em robustez, mas em termos de dirigibilidade, são excelentes. Até o novo Ka 1.0 (meu carro atual) às vezes surpreende neste quesito, que é o principal pro meu gosto. Sobre atendimento da rede, também sou sortudo, pois não tenho nada do que reclamar da autorizada Ford da minha cidade.

  • FPC

    Para mim todo HB20 tem ABS. Ou estou errado?

    • Andre Studart

      Hoje em dia sim por conta da lei obrigatoria, porem em 2014 ainda havia lotes sem ABS, somente com airbag duplo..

      Foi um período em torno de 1 ano em que saíram hb20 sem ABS, nas versoes de entrada.. Ai a partir da obrigatoriedade da lei foi modificado

      • Provavelmente eram modelos 13/14.

        • Luciano RC

          13/14 e 1.0… quem ia comprar com ABS, saia mais barato o 1.6.

  • beto

    Parabéns pelo carro e pelo relato.

  • klaus

    se eu fosse solteiro seria um fortíssimo candidato

    • Luciano RC

      Carro ideal para solteiro mesmo. Completo, bonito e com bom tamanho interno. Agora com família fica complicado.

  • Fabão Rocky

    Como o pessoal reclama de carros compactos. Bastou chegar essa modinha de Suv, de carro altinho p/ nego usar o empecilho de lombadas e valetas. Gozado q os carros de passeio de antigamente eram mais baixos do q os atuais. Tive um Corsa hatch e pegava estrada c/ ele, andava pela cidade, passava sempre por valetas e quebra-molas e nunca foi de ficar raspando em nada. E olha q ele ainda tinha um Kit aerodinâmico (saias laterais, dianteira e traseira) que deixa o carro mais baixo ainda. Qq carro de passeio enfrenta buracos, valetas e lombadas e ainda faz mais curva e tem mais estabilidade q um Suv.

  • Felipe Barreto

    Certeza que o 0-100 fica na média de 10s? Segundo a Ford o 0-100 dele é na casa dos 12s… É muito bom saber de quem realmente usa o carro como no seu caso. Você chegou a medir esse 0-100?

    • Andre Studart

      Esse 0-100 é subdimensionado, a versão Powershift é mais lenta que o manual, pois troca de marcha antes do corte mesmo no modo S. O motor dele é girador e aparece força até o corta, que ocorre em 6700rpm.

      Sim, medi com gps e aparelho, o melhor que obtive foi 9,7seg, geralmente minha média fica na casa dos 10,3, sozinho no carro com ar desligado. É um valor bem interessante, o motor realmente desenvolve bem e é elástico, não falta força não.. o problema dele é a chochidão antes dos 3000rpm, o salto é quase que vertical de potencia/torque que aparece a partir dessa rotação, da para ver no grafico dele que é apresentado no vídeo, da uma olhada: https://www.youtube.com/watch?v=Wv97QD1hfbQ (dinamometro medida pela fullpower), repara a curva o que acontece em 3000rpm

      Ao acelerar forte, o motor realmente puxa e instiga você, mas no dia a dia urbano é bem chato a falta de força, qualquer duvida, pode falar.

      Abs

    • Dp Som

      Sim, nessa média, tenho um aqui tb, estranho que até em revistas e canais do youtube sempre eh de 9,5 a 10s…. sei lá pq a ford declara como 12segs… mas já houve outros casos assim na ford, de ser pessimista.

    • Thales Sobral

      A Ford declara 12s no 0-100 tanto para o 1.5 de 110 cv quanto para o 1.6 de 130 cv. Acho que ela botou o estagiário pra testar e passar um e-mail dizendo qual foi o tempo.

    • Andre Studart

      Absoluta Felipe! Ja consegui obter 9,7s e em geral fica em torno dos 10,3s!

      O motor dele dispara a partir de 3000rpm e puxa mesmo, no dinamometro acusa 142cv no corte, o motor é bem girador..

      Da uma olhada no youtube o video de dinamometro do fiesta para ver a curva torque x potencia, é absurda!

      • MauroRF

        Isso mesmo, na estrada, ele só não ia mais do que 190 km/h por causa do limitador, senão, ia mais com certeza. Esses últimos motores da Ford são assim mesmo, giradores. Até o Ka 1.0 (3 cilindros) que tive era assim, o bicho subia de giro até 6700 rpm continuamente.

  • Unknown

    Excelente relato André. Tenho um Ka sedan 1.5, que é o mesmo motor do fiesta 1.5 (não muito diferente do 1.6) e verifico as mesmas características descritas por você. É um carro que vai melhor na estrada do que na cidade, justamente por ser um motor com pouco torque em baixa, mas muito girador, ou seja, ruim de arrancada mas com excelente retomada e nível de ruído baixo em velocidades mais altas. Muito prazeroso de dirigir, principalmente na estrada.

    • MauroRF

      Rapaz, esse 1.5 no Ka é uma coisa de doido, ô carro que anda bem.

      • Unknown

        Anda mesmo, mas para quem sabe andar. A maioria diz que é fraco, justamente pelo fato de o torque aparecer em rotações mais elevadas. Eu prefiro assim do que carros que tem bom torque em baixa, mas morre acima dos 5.000 giros…

  • Erick

    Gosto do 208, mas esse é o carro que eu quero que “meu velho” pegue ainda esse ano.

  • “Perguntador”

    Tenho um do mesmo modelo, mas 15/15 (com 22.200 km rodados). Gosto bastante do carro.
    No meu acho que tem um “buraco” entre a 2ª e 3ª marchas e não entre a 1ª e 2ª.
    O meu também tem esse barulho estranho ao ligar que desaparece logo em seguida, deve ser normal mesmo, mas sempre fica uma desconfiança kkkk
    Não tenho plano para trocar ele, comprei em 03/15.

  • Thales Sobral

    André, o barulho metálico na partida deve ser os tuchos ainda não lubrificados. Demora uns 10 segundos “matraqueando” e depois para, não é isso?
    Também tenho um Fiesta, só que o meu é 2013/2014 Titanium. Tá com 64 mil km, o carro tem muito poucos grilos, isso me impressionou. E impressiona a robustez da suspensão, o que ela aguenta de maus tratos que as ruas daqui de Aracaju fazem nela não é brincadeira.

    Já sobre o câmbio faltar a 6 marcha, acho que você iria notar logo: Você mesmo disse que abaixo de 2500 rpm o motor é “morto”, numa estrada a 120 km/h você iria toda hora fazer reduções pra ganhar velocidade ou mesmo pra subir uma ladeira. O automático faz isso, qualquer beliscada nessa velocidade ele já joga a 5 ou 4. Em estrada a 6 é só pra manter.

    • Andre Studart

      Exato thales! É esse barulho mesmo! Vou dar uma lida sobre os tuchos, obrigado!

      Pois é, mas para manter velocidade de cruzeiro nas estradas uma 6marcha seria bem vinda..

      Para acelerar forte, reduziria mesmo como ja faço atualmente

  • Vinicius Vasques

    Muito bacana seu review, especialmente o processo de compra (dez14) que foi muito similar ao meu em relação aos carros (hb20, Fiesta 1.5 e 208) e às impressões. A diferença foi que fiquei com o 208 na ocasião devido à má impressão deixada pelo acabamento e montagem do Fiesta 1.5 (a favor pesavam a mecânica e o design do carro) e pelos preços (ágio) e ergonomia (direção hidráulica leve demais, linha de janela alta demais, interior escuro, quase claustrofóbico) do HB20 1.0. Fechei a compra do meu 208 Active na ocasião por 39k x 41k do Fiesta 1.5 de entrada e 42k do HB20 1.0 Confort Plus.

    • Andre Studart

      Excelente preço do 208! O melhor que consegui para o active foi de 45k.. Ai com o fiesta 1.6 a 48k nao teve como

      • Vinicius Vasques

        Na época que comprei, foi antes do retorno do IPI de 7% por isso os preços estavam tão generosos rs. O bacana é que o Fiesta de lá pra cá evoluiu bastante em recheio. É uma compra racional, assim como o Fox Connect.

        • Andre Studart

          De fato, pagar 48mil por um carro com motor de duplo comando variavel, multimídia com hill holder, controle de traçao e estabilidade é algo surreal até para hoje em dia.. Isso por que ele foi lançado por 44k, feliz de quem comprou!

          o 208 gostei muito, mas o preço realmente me assustou, o interior é lindo demais

  • Paulo Reis

    Na minha empresa tem um carro igual ao seu, vim aqui para dizer o mesmo que você: o comportamento do carro na estrada, nas curvas, é surpreendente!! Olha que tenho um focus titanium, que a primeira vista parece um carro de tiozão quando andando no modo geriátrico, porém, quando pisa fundo aceita como se fosse um jovem fiesta. Mas o feeling do Fiesta é demais, vc entra na curva a milhão ele simplesmente aceita e gruda como se fosse trilhos. Cara, falei para minha esposa, é como se fosse um focus com 1100 kg! Fiquei babando na capacidade do carro. Lembro de um relato aqui, de um dono de Golf 7 dizendo que tem também um Fiesta titanium na garagem, ele chegou a dizer que o fiesta é melhor que o golf na estrada diária dele, e eu acredito.

    • Andre Studart

      Pois é, focus ou golf podem ser mais capazes ou mais sólidos, mas aposto como nao é mais divertido que o fiesta!

      Que carro bom para jogar nas curvas, cara! Gruda e vai mesmo, passando feeling e instigando voce, é impressionante!

  • dogmarley

    se nao me engano Ka e Fiesta utilizam mesma base

    • Andre Studart

      Tem sim, mas o fiesta tem.mais chao e tem um acerto mais fino

      • MauroRF

        Isso é verdade. Só que já teve ou dirigiu um sabe como é.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email