New Fiesta – defeitos e problemas

New Fiesta - defeitos e problemas

Lançado em 2010 no Brasil, o Ford New Fiesta chegou como um sucessor muito interessante para o já cansado Fiesta Rocam, sendo um hatch compacto premium que inicialmente foi importado do México.


Com visual moderno para a época, o New Fiesta inovou em alguns aspectos e após duas atualizações, continua sendo vendido por aqui.

Mas, será que ele tem muitos defeitos e problemas?

É isso que veremos neste artigo sobre o assunto com depoimentos de proprietários registrados na internet em sites de opinião, sites de reclamação e clubes de donos.

Para relembrarmos, o New Fiesta chegou ao Brasil com motores Sigma 1.5 Ti-VCT com até 111 cavalos e também com o 1.6 Ti-VCT de até 128 cavalos.

Mais tarde, já nacional (produção em São Bernardo do Campo-SP), o New Fiesta ganhou o famoso motor EcoBoost 1.0 com 125 cavalos e 17,3 kgfm.

Além disso, desde o início, o modelo trouxe uma inovação para o segmento, a caixa automatizada de dupla embreagem Powershift, desenvolvida pela alemã Getrag.

Porém, esse câmbio de seis marchas mostrou-se ruim para os proprietários, motivando diversas reclamações, recall, ordens de serviço para a rede e até ampliação da garantia para 10 anos, sem contar a exclusão do nome do produto, bem como sua substituição em produtos que continuarão adiante no mercado nacional.

Será apenas o câmbio, o calcanhar-de-aquiles do New Fiesta?

New Fiesta – defeitos e problemas

Os proprietários do Ford New Fiesta reclamando de defeitos e problemas em determinados itens do hatch compacto, sendo que as maiores reclamações recaem sobre – além do câmbio Powershift para aqueles que o tem – suspensão traseira, frente baixa que raspa e acabamento.

No primeiro caso, apenas para relembrar, o donos de New Fiesta com Powershift chegam a relatar que trocaram a caixa automatizada de dupla embreagem até três vezes e ainda não resolveram o problema.

Outros dizem que a simples troca do TCM resolveu o defeito no câmbio, assim como outros nem mesmo a troca das embreagens resolveu a questão.

Alguns poucos relatam que nunca tiveram problemas com o câmbio, mas no caso do EcoBoost 1.0, os donos dizem que o câmbio não conversa com o motor e que chega a diminuir a velocidade durante uma retomada.

Fora trepidações, também falam de não engate de marchas e o desligamento do motor como solução para se mudar de D para R.

Mas, se o Powershift parece o vilão da história, existem outros problemas com o New Fiesta que os donos reclamam muito, mas antes deles, ainda relacionado ao câmbio, o manual não passa ileso.

Muitos reclamam de dureza nas trocas de marchas e dificuldade para se engatar primeira e ré, chegando mesmo a desengatar nessa última.

Também relatam que a embreagem é dura para um carro novo (quando comprado zero), sendo este defeito apontado mesmo em carros já amaciados. Nenhuma solução foi dada pela rede de distribuidores Ford.

Reclamações sobre a suspensão baixa

New Fiesta - defeitos e problemas

Como se sabe, o New Fiesta tem um “balanço dianteiro” longo, como ocorre no caso do Fiat Punto e outros, por exemplo.

No caso do hatch da Ford, os proprietários reclamam de defeitos e problemas relacionados com a suspensão, que dizem ser bem baixa.

O principal problema para muitos é a frente que raspa facilmente em lombadas baixas e depressões até suaves. Sem contar a entrada em garagens ou saída de garagens de prédios.

O ponto que toca no chão seria, nesse caso, um defletor de ar colocado sob o para-choque. Alguns donos de New Fiesta simplesmente arrancaram o item.

Noutro caso, um dono estava rodando a 140 km/h, quando este defletor simplesmente saiu (não diz se foi motivado por impactos anteriores), relatando o condutor que quase capotou o carro. O revendedor não quis substituir o item e ele ameaçou entrar no Procon, então a revenda instalou um novo.

Entretanto, o defletor sozinho não toca no solo em determinadas situações.

O protetor de cárter raspa facilmente também, segundo um dono, que teve que troca-lo com 40.000 km e o novo teve que ser “rebatido” para evitar mais toques no pavimento. A dureza do conjunto também é relatada pelos donos e verificada pelo NA em sua avaliação recente.

Vazamento de óleo nos amortecedores

Fora a reclamação com a altura livre do solo, donos de New Fiesta também apontam como um defeito crônico o vazamento de óleo nos amortecedores traseiros.

Alguns falam que apenas um vazou, mas a maioria que indicou o problema, fala que ambos estouram. Um relato fala em troca dos dois aos 20.000 km e outro aos 25.000 km.

Acabamento ruim e com ruídos

Um dos defeitos e problemas do New Fiesta, apontados pelos donos é o acabamento e isso inclui alguns itens de segurança também. Alguns falam de ruídos vindo do banco traseiro e do lado esquerdo do carro, sem detecção do problema.

Outros falam que nas versões com vidros traseiros manuais, as alavancas são mal posicionadas e que esbarrada, faz com que o vidro desça, abrindo uma fresta que pode entrar poeira ou água. Um proprietário relatou que após rodar com o carro, precisa verificar os vidros traseiros, pois estes acabam abrindo levemente mesmo sem ninguém tocar neles.

Também dizem que o revestimento dos assentos é muito frágil e que os bancos dianteiros são muito lisos, não segurando o corpo em curvas fechadas. São muitos os que reclamam dos assentos que não possuem abas laterais suficientes.

Marcador de combustível

Outros apontam problemas no marcador de combustível e um deles chegou a ir três vezes ao revendedor, pois o mesmo não marcava o reservatório como cheio.

No caso do computador de bordo, um dono disse que seu New Fiesta marca incríveis 3,5 km/l de etanol na cidade e não passa disso. Não se sabe se é o consumo exato ou um erro, não sendo resolvido pela revenda.

Mas, de acordo com seu relato, o consumo na cidade parece até adequado na hora de reabastecer.

Falando em consumo, alguns dizem que mesmo com o carro amaciado, o consumo é alto com gasolina, chegando a 10 km/l na estrada. Com etanol, o mesmo chega a fazer mais de 9 km/l na rodovia.

Porém, outros apontam até 15 km/l no derivado de petróleo. A reclamação vem tanto de modelos 1.5 como 1.6 litro.

A corda

Para quem não conhece os defeitos e problemas do New Fiesta, um ponto que gerou um recall da Ford chama atenção para uma reparação estranha, mas necessária, por parte dos donos afetados.

A fechadura da porta do condutor simplesmente quebra e a mesma fica solta, podendo abrir com o carro em movimento, especialmente em curvas.

Segundo um cliente da Ford apurou em um revendedor, outros donos de New Fiesta já haviam chegado à loja segurando a porta com uma corda…

O mesmo foi feito pelo proprietário que descobriu o fato em seu carro e depois ficou sabendo que havia um recall para substituição da fechadura. Outro dono também usou corda em seu relato de defeito na abertura da porta.

Cheiros estranhos

Num clube de proprietários do New Fiesta, alguns donos reclamam de algo realmente estranho, um cheiro no exterior do veículo, geralmente após a condução.

Os relatos vão de um forte cheio de material queimado até de verniz em situação semelhante. Uns disseram que o odor sumiu após algum tempo depois da compra, outros que o mesmo persistia.

Estranho mesmo foi um revendedor avisar que o carro estava cheiro algo queimado no momento da entrega. Nesse caso, o veículo era um Ford Ka da esposa de um dono de New Fiesta, que não acusou o cheiro em seu carro, mas semelhante no outro Ford.

[Fontes: New Fiesta Clube/Reclame Aqui]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.