Honda Manutenção Minivans

Honda Fit – defeitos e problemas

Honda Fit - defeitos e problemas

O Honda Fit é um monovolume de sucesso no mercado internacional, especialmente no Japão, onde já foi o carro mais vendido por alguns anos. Em realidade uma minivan, o modelo surgiu na primeira geração com porte de hatch, mas logo assumiu sua proposta na segunda geração e também na terceira, a atual. Mas, apesar de seu bom histórico, há defeitos e problemas?


A resposta é sim, infelizmente. O compacto da Honda nunca passou ileso pelo crivo dos proprietários desde a primeira geração e não seria na terceira que certas coisas seriam resolvidas. O modelo atual tem mais bons atributos, que já acompanham o Fit, tais como bom espaço interno, porta-malas generoso, economia, versatilidade no arranjo de bagagem no banco traseiro, confiabilidade, etc.

No Brasil, por exemplo, a Honda oferece o motor 1.5 de até 116 cavalos e com tecnologia flex como única opção, atendendo razoavelmente o produto. O câmbio CVT é outro item desejado no modelo, tendo chegado com ele na primeira geração e ausente da segunda, que tinha câmbio automático de cinco marchas.

O projeto do Honda Fit destoa dos demais carros por conta de algumas características, entre elas o tanque central sob os bancos dianteiros, sistema ULT de ajustes do assento traseiro, direção elétrica desde a primeira geração, entre outros. Mas, alguns não são completamente aceitos pelos clientes, entre eles a altura livre baixa, suspensão dura e racionalidade exagerada para seu preço.


Além dos últimos mencionados, os proprietários da atual geração reclamam do acabamento simples demais, barulhos internos diversos, consumo alto com etanol (já verificamos isso e procede), bateria fraca (desde sempre), resposta do CVT e até falta de medidor de temperatura externa, por exemplo. Apesar de muitos clientes não relatarem problemas, vários reclamam de diversos aspectos do carro.

Honda Fit - defeitos e problemas

 

Honda Fit – defeitos e problemas

Barulhos incomodam muita gente

Os donos de Honda Fit, apenas da última geração, reclamam muito de barulhos internos. O painel é uma fonte de ruídos para vários proprietários, que em parte tiveram o problema resolvido, mas em outros, sem solução, acabaram indo parar nas mãos do segundo dono.

O barulho interno – o mais relatado entre os defeitos e problemas do Honda Fit – não vem apenas do painel. Reclama-se também do vidro do motorista e das colunas. Mas, a tampa do bagageiro não fica muito atrás no número de clientes que se queixam. As portas também estão incluídas, sendo que algumas tiveram problemas ao abrir e fechar, ajustadas na garantia.

Também são mencionadas borrachas soltas ou rasgadas das portas. Mas, existem “grilos” na traseira, relatados no interior (não detalhados pelos clientes) que, de acordo com revendedores é uma das “características do veículo”. Falando em ruídos, um cliente reclamou de chiados no rádio, não resolvido. Porém, a Honda teria dito que era “características do veículo”.

Mas não para por aí, o Honda Fit também registra reclamações das palhetas do limpador do para-brisa. Um dos donos relatou que os mesmos estavam riscando o vidro. Noutro relato, os limpadores faziam barulho e vibravam durante o funcionamento. Existem queixas sobre seu alto nível de ruído no interior (notado também em avaliações) e até barulho do atrito dos pneus com o asfalto.

Alguns não gostaram da limitação de ajuste dos bancos e indicaram que motoristas com mais de 1,80 m têm problemas para se acomodar. Há reclamação em relação à multimídia. Um dos clientes disse que apesar do dispositivo indicar o uso do Waze, o app só funciona com o carro parado… A atualização, segundo uma revenda de São Paulo, custa nada menos que R$ 2.000!

Outro proprietário (ex), comprou o Fit e nunca conseguiu retirar um erro de inicialização da multimídia, não resolvido pela concessionária, mesmo com atualização do dispositivo. Vendeu o carro com o problema a bordo. Outros que não possuem a central de entretenimento, relataram dificuldade em emparelhar o aparelho móvel através do Bluetooth.

A decepção verificada em registros em sites de opinião, reclamação e clubes – em alguns casos – é grande por conta da expectativa com o produto. O preço alto e a simplicidade do Honda Fit é também motivo de menção por parte dos clientes que relataram problemas e mesmo dos que não tiveram nenhum defeito com o produto.

Honda Fit - defeitos e problemas

Fora do habitáculo

Alguns donos de Honda Fit do modelo atual reclamam de defeitos e problemas com a qualidade construtiva do produto. Relatos de falta de pintura do cofre do motor até oxidação dos trilhos dos bancos foram registrados na internet. Num caso, o cliente apontou oxidação excessiva na dobradiça da tampa traseira e em outros pontos da carroceria, mesmo o carro tem apenas 42 mil km rodados.

Também reclamam da qualidade da pintura, que é considerada pouco resistente, riscando facilmente. A tampa do bagageiro antes da atualização visual de meia vida não foi criticada pelo NA por acaso, no lançamento, visto que há reclamação sobre a sensibilidade da tampa a pequenas encostadas, marcando facilmente a lataria, conforme relato.

Na atualização da linha 2018, o para-choque foi ampliado para oferecer maior proteção à tampa em caso de colisões muito fracas, como relatado. Isso aumentou o tamanho do Honda Fit, mas ajudou a preservar essa parte do veículo, antes bem rente ao protetor traseiro.

Outra reclamação é da parte mecânica, embora sem queixas em relação à integridade do motor 1.5 i-VTEC FlexOne, que no modelo atual, assim como na geração anterior, entrega 115 cavalos na gasolina e 116 cavalos no etanol, tendo comando único variável VTEC e construção geral em alumínio.

Não há relatos de defeitos e problemas desse motor, exceto uma troca de bicos injetores antes de 7.300 km rodados. Fora isso, o consumo alto com etanol é algo recorrente para alguns e já verificado pelo NA em avaliações. Um dos clientes fala em média de 6,5 km/l na cidade e 8 km/l na estrada. A solução? Trocou de combustível, fazendo até 10 km/l no ciclo urbano e 15 km/l no rodoviário, sem dúvida uma diferença gritante.

No caso do câmbio, reclamam sobre a lentidão na resposta do CVT e num caso, o proprietário do Honda Fit disse que ficou em situação de risco por causa da não-resposta do câmbio ao exigido no momento. No caso da suspensão, a dianteira apresentou barulhos em alguns casos, sendo que num deles, descobriu-se que o parafuso da bieleta estava solto antes de 14.000 km rodados.

Honda Fit - defeitos e problemas

Baixo e duro

A rigidez da suspensão também é criticada e pode ser a fonte de muitos ruídos internos. O conjunto sempre foi mais duro que a média e muitos reclamam que as irregularidades são passadas facilmente para o habitáculo. Um dos donos relata uma forte batida seca ao passar por imperfeições e buracos no asfalto.

Outro ponto é a altura livre, considerada muito baixa e obrigando a passar “de lado” nas lombadas para não raspar. Também dizem que a frente raspa muito por conta disso.

Preocupa, no entanto, algumas queixas referentes à eficiência dos freios. Um dos donos diz que é preciso muito espaço para parar o veículo. No geral dos relatos sobre o assunto, os clientes dizem que os freios demoram demais para parar o veículo.

Pelo que se pode ver, nem mesmo um dos carros mais admirados por seu aparente custo-benefício, com baixa desvalorização e alegada economia, sem contar confiabilidade mecânica e qualidade, escapa de apresentar defeitos e problemas.

O fato de a Honda ter uma boa imagem no país, assim como outras de origem nipônica, faz com que a expectativa seja superior a realidade em muitos casos e o desapontamento da maioria dos clientes que os defeitos e problemas ocorridos acima é digno de nota.

 

 

 

Honda Fit – defeitos e problemas
Nota média 4.6 de 5 votos

  • catucadão

    pra quem acha que honda e nissan e toyota e outras marcas nunca quebram ou dão defeitos…. ta ai

    • Louis

      Só vi vários defeitinhos pontuais, e algumas que nem são defeitos, mas sim característica do produto. Assim como na matéria do Civic, nenhum problema grave e recorrente.

      • Ufólogo Ricardo

        Então procure no google: HONDA FERRUGENS e vai ver os defeitinhos, estou com um honda com 24 pontos de FERRUGEM e honda lava as mãos, obs: veículo com menos de 30.000

        • JOSE DO EGITO

          Desculpe mas vc mora em qual cidade ?

          • Ufólogo Ricardo

            Viamão RS, mesmo que morasse no Litoral se é isto que quer saber? Um veículo destes não poderia trafegar no litoral? Me poupe que pensa assim, no manual deveria dizer: Nas férias não vá passear na praia, possível corrosão, já tive um palio 2001 popular 1.0 com 10 anos de uso NUNCA APARECEU UM PONTO DE FERRUGEM!!

        • Zeca Piroto 🤘🔥

          Aqui em salvador é bem fácil de ver Fit e City com o capô todo detonado de ferrugem e aparentando serem novos, tenso. Ainda assim é caríssimo, mesmo os seminovos…

      • Fernando Reis

        Pontuais? Ferrugem? Barulhos? Falhas de projeto são características do produto? Isso é zombar com a cara de todos nós, inclusive com a sua.

  • afonso200

    se ele é caro, e oferece pouco, e pouca qualidade de interior, COMPRE OUTRO CARRO poxa vida !!!!!

    • T1000

      Mas é um Honda kkkkk

      • Zeca Piroto 🤘🔥

        e tem uma chaparia péssima… brasileiro precisa ser estudado

  • Sonfav

    Viagem recente a SP, 335km de rodovia.. anhanguera e bandeirantes, sempre no limite da via, quando possível, acompanhando o tráfego. Sentido SP – carro vazio e trânsito melhor = 11,2 km/l. Sentido interior – carro cheio e congestionamento do início da noite do dia 6/9… duas horas a mais na rodovia que na ida = 12,1 km/l, com etanol. Versão LX 2017 CVT, 10.000 km. Reclamação 1= ruído no que eu pensava ser o painel, mas depois desta viagem acredito que possa estar no plástico do lado de fora do vidro frontal. Reclamação 2 = Lago San ofereceu descarbonização do motor na revisão de 1 ano. Elogios = É sim um veículo de simples acabamento e caro, mas aproveitei uma oportunidade para a aquisição e comprei com 3.000km, 8 meses de uso por 13k a menos que o zero, ficou bom. Ágil, econômico e espaçoso.

    • T1000

      E pé duro.
      Pelo mesmo preço você compra 2 hb20 1.6 0km com 5 anos de garantia.
      Fez mau negócio amigo.

      • Sonfav

        Compro quantos você arranjar.
        hb20 1.6 0 km automático por 29k?
        Onde tem?

        • T1000

          Kkkk fit a R$30k com essa km? 2017?
          Somos adultos, ninguem mais acredita em papai noel.

        • invalid_pilot

          Bota eu na fila tbm kkk

        • Luciano Bandeira

          O cara apagou o comentário porque falou merda…kkkk

    • Thiago

      Tive fit das 3 gerações. A pior em termos de acabamento é disparado essa última mesmo. Coincidentemente esse barulho que você falou o meu também fazia, nunca consegui descobrir o que era. A segunda geração era a melhor em termos de acabamento e equipamentos (teve ar digital, por exemplo, que nunca mais voltou), mas ficou uma porcaria com o câmbio automático do civic

  • T1000

    Esqueceram de falar que os primeiros vendidos davam problema na caixa de direção.

  • Samuelson

    ‘Baixo e duro’, serio que tem gente que reclama disso?
    Principalmente no quesito BAIXO.

    • aletp

      Quem reclama disso provavelmente não fez um teste drive antes de comprar o veiculo, se voce anda no carro e acha ele ‘baixo e duro’ porque compra? dificil entender o povo.

      • T1000

        Compra pq o vizinho comprou um igual, depois fica se lamentando.

    • cefaf

      Sim, especialmente o quesito BAIXO é digno de reclamação. Carro que raspa em lombada e em garagem, por mim não deveria nem ser vendido. Não considero a compra de vários carros bacanas justamente por este motivo.

  • cepereira2006

    O que mais me assusta é essa corrosão. Não é nem um nem dois relatos. Falha imperdoável. Nem carro 1.0 pé de boi tem tantos pontos de corrosão quando novos. Depõe contra a marca.

    • Jefferson

      HR-V é outro que sofre com esse mesmo problema, carros novos com ferrugem.

    • Ufólogo Ricardo

      só ver o site que fiz, coloque no google: honda ferrugens e vai ver o que estou passando, estes veículos não foram PROJETADOS para nosso clima, quente e úmido, enferrujam com facilidade, estou com um honda city com menos de 30.000 km TODO ENFERRUJADO, 24 pontos de FERRUGEM e honda mandou eu procurar a JUSTIÇA, isto é empresa que preza seus clientes? LIXO DE MARCA

  • Zé Mundico

    Temos que ver a configuração do carro e a sua proposta mercadológica. O Honda Fit é um carrinho de entrada, pé-duro e jeca, gente! Exigir mais do que isso é querer jogar pedra na lua.
    Lá no Japão o Honda Fit é carro de boy ou paquita ir para a faculdade, ou da titia fazer compra no supermercado. Quando muito, carrinho de entrada básico para a turma menos prestigiada
    Não estou querendo dizer que por ser simples não deva prestar. Não é isso, mas exigir demais em conforto, acabamento e desempenho me parece meio fora de propósito. É carro feito para ser pouco, bem pouco mesmo.

    • invalid_pilot

      Tudo o que diz não justifica mais de 85 mil nesse carro como a Honda pede.

      • Marcelo Martins

        Justifica pq a Handa no Brasil se acha a rainha da cocada e quem paga acredita nisso !!! é a mesma coisa com os preços dos carros da Toyota ..

    • Ernesto

      Zé Mundico, fiquei curioso em relação ao que você falou do FIT no Japão, dizendo que é carro de boy ou paquita ir para a faculdade, ou da titia fazer compra no supermercado. Como você sabe disso?
      Com toda estrutura de transporte público no Japão, acho bem difícil o carro ser para universitários.

      • Zé Mundico

        É carro de entrada, bem genérico mesmo. Carro para a paquita, paquito e a titia curtir sem culpa.
        E lá no Japão muita gente tem carro, se duvidar até mais do que aqui…..

        • Ernesto

          Se o Fit é tão genérico assim, o que seriam os key-cars?

    • Marcelo Eugenio

      A suspensão desse carro consegue ser muito mais desconfortável que a de um Onix, Ka, Etios, HB20, Versa… Carros muito mais baratos. Então essa desculpa de não poder esperar conforto de um carro de entrada não cola.

  • invalid_pilot

    Não existe, Honda é perfeito

  • Ricardo

    Carros realmente bons só acima de R$ 120.000.

  • cefaf

    Por mim, carro que te obriga a passar de lado em lombadas e que raspa nas mesmas e em garagens não deveria nem ser vendido.

    • Louis

      As lombadas é que deveriam ser construídas de acordo com padrões. Lombada bem construída dificilmente raspa.
      Aliás, eta paizinho que gosta de lombadas! É uma das piores coisas que inventaram, desgasta os carros, atrapalha o trânsito, aumenta consideravelmente o consumo. Mas em alguns lugares, é um mal necessário pela falta de respeito dos banânios.

      • Zé Mundico

        Pois é..infelizmente tem gente que não pode ver uma reta de 100 metros que já se acha a reencarnação do Airton Sena….rsrsrs

        • Louis

          Vejo isso na rua da escola do meu filho. Rua residencial , estreita, com escola e risco de criança atravessar, e sujeito passava de carro a 60 km/h… Não sei como ainda não colocaram lombada, o risco é grande.

      • cefaf

        Concordo que padecemos do mal de termos lombadas indiscriminadamente construídas por aí. Mas, já que elas existem…

  • A impressão que dá é que a Honda foi derrubando o nível do carro a cada geração. Tivemos um FIT 2008 em casa, já tinha 5 anos de uso, e me chamava atenção que não fazia um barulhinho sequer.

  • Louis

    Quem reclama que o Fit é duro, deveria ir conhecer o Yaris.
    A suspensão filtra muito, parece que o carro flutua nas imperfeições, suspensão muito parecida com do Corolla.

  • Phantasma

    Alguns carros levantam comentários no mínimo curiosos. Se a marca tem boa fama, tem que gente que comemora se aparece carro com problema, por menor que seja. Se o cara não gosta do carro, outras pessoas não podem gostar. As vezes eu acho que a maioria aqui nunca viu um carro de perto e só quer fazer bagunça. Alguns acham que todo mundo é piloto de corrida, outros que carro de entrada tem que ser equipado como um Mercedes Classe S e luxuoso como um Bentley.

    • Marcelo Eugenio

      Se você ver os relatos dos proprietários aqui mesmo nos comentários, mudará de opinião sobre “a maioria nunca viu um carro”.

  • fsjal

    Minha esposa teve um EX 15/16 tirado zero km. Eu, particularmente, não enfio dinheiro em um honda, ainda mais depois da experiência com o Fit. Não foi ruim, mas definitivamente está longe de valer o que pedem.
    Vivi boa parte dos pontos descritos na matéria e corroboro algumas opiniões:

    – escola de samba na porta e no painel da frente (3 idas na concessionária e sem solução)
    – oxidação do trilho do banco
    – quebra da régua plástica da tampa do porta malas, que a concessionária recusou a garantia
    – acabamento abaixo da média (o couro no volante parece borracha costurada)
    – isolamento acústico inexistente (motor e rodagem muito ruidosos)
    – péssimo pós-venda
    – custo de revisão surreal

    a única coisa que agradou foi a revenda, já que pagaram muito bem no carro mesmo vendendo na concessionária.
    O fit é um bom carro. É agradável de dirigir (apesar de um pouco duro), consumo condizente com o powertrain, versátil, bonito, mas está longe de valer o quanto custa. E eu não digo isso baseado em “nenhum carro no brasil vale o quanto custa”. Sim, nenhum carro no brasil vale o quanto custa, mas carros da Honda e da Toyota elevam isso a um outro patamar.

    Se o carro não fosse tão caro, de repente esses defeitos nem pesassem tanto… mas acho isso inadmissível num carro cujo valor encosta num médio, como Golf e Cruze.

    • Thiago

      Coincidentemente o que eu tive também quebrou aquele acabamento black piano na tampa traseira, que você chamou de régua plástica. E coincidentemente a concessionária também recusou a garantia, apesar do próprio atendente afirmar que ele foi reforçado após para não quebrar mais (o que, por si só, já é uma admissão de culpa). Esse é o padrão honda, idolatrado por tantos.

      • Diego G. de Lima

        Se for o que eu tô pensando, aquele plástico em cima da manopla da tampa do porta malas o meu também quebrou.

        • Thiago

          É o plástico preto onde a “maçaneta” da tampa traseira fica embutida, e que contém o logotipo “H” da honda na tampa.

          • Diego G. de Lima

            Ahhh…. Então é dessa mesma que me refiro. Quebrou aqui também.

            • fsjal

              Esse mesmo hehe

  • Zema

    Minha esposa tem um EX 2016. A elogiar: espaço interno e robustez. A reclamar: suspensão extremamente dura, alto consumo, motor e câmbio com desempenho que deixa a desejar. Não compraria novamente.

  • Ufólogo Ricardo

    HONDA descobri que só tem nome depois de comprar um HONDA CITY que com menos de 30.000 km ENFERRUJOU TODO, 24 pontos de FERRUGEM e AUMENTANDO, veículo de quase R$ 90.000, um verdadeiro LIXO de carro, agora quer saber o que a HONDA mandou fazer, mandou REPINTAR, concessionária KAIZEN de Porto Alegre RS deixou o veículo de uma cor e capô que fora trocado pois estava todo furado de FERRUGEM de outra cor. Final da SAGA, HONDA lava as mãos e fiquei com um veículo todo REMENDADO onde as ferrugens RETORNARAM no mesmo lugar. Pedi a troca do veículo mas querem que eu entre na justiça, isto é empresa que preza pelo seu cliente? NÃO COMPRE HONDA!! Veja no site do RECLAME AQUI: EMPRESA NÃO RECOMENDADA, agora veja lá a TOYOTA, empresa chegou ganhar prêmio pelo melhor pós venda.HONDA FIT muitos reclamam da FERRUGEM também, só você colocar no google: honda ferrugens e vai ver o que estou passando.

    • Sonfav

      Entendo sua frustração e compartilho de sua indignação pela sugestão e tratamento dispensado…
      Mas isto dito… porque não entrar na justiça?
      Prejuízo por prejuízo, exerça seu direito e com a grana vc compra um outro novo.

      • Ufólogo Ricardo

        Vou entrar sim, só quero ALERTAR quanto ao pós venda PÉSSIMO da Marca e que muitos IDOLATRAM, só tem NOME a empresa manda procurar teus direitos e vou fazer, mas antes quero mostrar a CARA da HONDA, fiz um site que esta tudo lá, se chama honda ferrugens

        • Luis Fernando Pozas

          Piorou bastante nos últimos cinco anos…

  • Diego G. de Lima

    Mais uma vez ótima matéria!

  • Vinicius Santos da silva

    Eu tenho um Fit 2009 e as reclamações são muito parecidas com a desse modelo novo: suspensão extremamente dura, raspa em lombadas e barulhos internos. O que me agrada nele é o baixo consumo, a modularidade do interior e o espaço interno, além de uma mecânica confiável.

    • Vinicius Santos da silva

      Ahh, tem um ruído de mola no pedal da embreagem que é crônico desse modelo e do New Civic MT, que nem com lubrificação resolve.

    • Ufólogo Ricardo

      só cuide para não começar aparecer FERRUGENS, pesquise no google e vai se APAVORAR

  • Luis Fernando Pozas

    Eu tive um fit 2008. Nada a reclamar, carro excelente. Depois comprei um deste modelo novo… É impressionante como a qualidade caiu. Depois de dois anos me desfiz dele.

  • André

    Acrescentaria às queixas ao Fit a pequena capacidade do tanque de combustível.

  • Burtão

    Tenho um 2012 automático, compramos zero em casa pela praticidade de espaço para minha mãe que carrega muito bagulho, o bicho com os bancos abaixados é um furgão. O problema realmente é a altura do solo, tanto pela porcaria de buracos, lombadas caseiras, como por termos sitio no interior. Quando ela quis trocar eu comprei dela e ela partiu pros SUVs. Ganhou em altura mas sempre sente saudade do tanto de coisa que cabe nele. Hoje em dia carrego duas bicicletas e ainda sobra uma cadeira livre atras.

  • Marcelo Martins

    Tive um Clio por 7 anos e logo depois um Sandero por mais 8 anos, não tive nenhuma dor de cabeça e nenhum pontinho de ferrugem mínimo sequer nos dois !!!

  • Fernando Reis

    Tenho um 2015 EXL, tive um 2008 CVT e 3 Civic (1994,2007 e 2008) e falo. Honda não é mais a mesma. Acabamento perdeu muita qualidade. O meu faz barulho nas palhetas na estrada (vento as faz vibrar), barulhos no painel, na tampa do portamalas, falta temperatura externa no painel, câmbio não me adaptei e suspensão muito dura (e olha que já tive Jetta TSi). Espaço é fantástico, sistema de rebatimento bancos trazeiros ímpar. Design lindo. Mas 80mil… Não vale!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email