Usado da semana

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

No início do ano passado, muito feliz com meu New Fiesta SE, tomei a decisão de que iria trocar de carro para algo maior, com mais tecnologia embarcada e com mais potência.


Sempre gostei muito de hatches médios, desde mais novo, e após muita pesquisa, fiquei entre dois carros. O Volkswagen Golf e o Ford Focus.

Sem muito suspense pois pelo título da matéria, vocês já sabem a escolha tomada, e esse carro veio a ser o melhor e um dos mais problemáticos que já tive.

Após 2 meses de procura, encontrei o meu carro, com apenas 36.000km e segundo dono. Dirigi, testei o famoso Powershift, e o carro estava ótimo mecanicamente e por funilaria também.


Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Ao retirar o veículo, ainda em garantia, notei que havia alguns barulhos que estavam incomodando, como o teto solar que estava vibrando, barulhos na pinça de freio e o regulador de altura do cinto do passageiro que estava preso.

Liguei então na Ford, agendei rapidamente o serviço e deixei o carro na concessionária para que arrumassem esses pequenos problemas. Em 3 dias o carro estava pronto e os problemas haviam sido resolvidos, e então pude aproveitar melhor o carro.

Sempre gostei dos Ford e do rodar deles, muito estável e com um comportamento bem dinâmico. O Focus não é exceção e é um carro extremamente confortável além disso.

A suspensão independente faz um ótimo trabalho em manter o carro totalmente estável sem perder o conforto.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

A direção é muito precisa, e funciona como esperado de um médio. Um pouco dura para quem está acostumado com a leveza da elétrica na hora das manobras, mas não demora a acostumar.

O motor Duratec 2.0 com injeção direta, faz um ótimo trabalho e possui um bom torque para o carro. Como aspirado, a economia é melhor que a esperada, acompanhada de um dupla embreagem, fazendo 7,5 km/l na gasolina, com o ar condicionado ligado, em trânsitos da capital paulistana.

Na estrada, em uma viagem que percorri 600 km, o computador de bordo estava marcando 15 km/l numa média de 120 km/h, que é um número impressionante para um 2.0 aspirado com praticamente 1.400 kg.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Em momento algum ele deixa a desejar na potência, e o Powershift faz um bom trabalho nas trocas, que são muito suaves quando o câmbio está em ótimo estado (chegarei lá em breve).

Na questão de espaço, o Focus, no entanto deixa muito a desejar, por limitações da própria plataforma (C1).

Como sou solteiro, esse problema não chega a incomodar, mas em umas ocasiões que precisei colocar mais que 3 pessoas dentro do carro, tive que colocar os bancos do motorista e passageiro para frente, para que os ocupantes traseiros pudessem se sentar de forma mais confortável.

O porta-malas possui 315 litros, e próximo aos seus concorrentes, também é pouco espaçoso. No entanto, caso necessite carregar coisas maiores, os bancos traseiros que são bipartidos, possuem um sistema de expansão do porta-malas.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

O espaço não é o único ponto negativo na questão de montagem desse carro, já que o acabamento é bem inferior aos modelos europeus e americanos.

Com apenas o painel sendo soft-touch, todas as portas são plásticos duros e possuem apenas um pequeno acabamento em couro.

Com isso, obviamente com o tempo e em asfaltos lunares do terreno brasileiro, as portas começam a fazer ruídos e barulhos que fazem o carro parecer muito mais barato do que realmente é.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

A montagem argentina também é problemática, e as portas são bem desalinhadas em quase todos os modelos do Focus.

Em questão de tecnologia, o carro é muito bem equipado. Com um projeto que já irá fazer quase uma década, ele não deixa a desejar em carros que saem 0 km até hoje.

Na versão Titanium Plus, o carro possui sistema keyless, teto solar, Park Assist, câmera de ré, sistema de som Sony com 9 alto falantes (um show à parte), sensor crepuscular e de chuva, faróis bi-xenônio e também conta com regulagens elétricas no banco do motorista.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Na segurança, temos 6 airbags e uma estrutura bem reforçada, isso é notável ao abrir a porta, que é extremamente pesada.

A multimídia funciona bem, possui 8 polegadas e é intuitiva até a segunda página, contendo informações sobre telefone, navegação, reprodução e ar condicionado apenas na tela principal. Porém, é lenta e os bugs são notáveis.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Problemas

Após 2 meses da minha compra, me deparei com um problema no câmbio, que após muito tempo de rodagem, a luz da injeção acendia e apenas as marchas pares funcionavam, acompanhado de um cheiro extremamente forte de embreagem queimada.

Encostei o carro, pois havia acabado de chegar em um compromisso e após 3 horas que retornei, o carro estava normal como se nada tivesse acontecido.

Levei na concessionária e não conseguiram notar nada fora do normal. Apenas após 4 meses esse problema se repetiu, e dessa vez começou a acontecer várias vezes.

Após muitas idas e vindas na concessionária, foi constatado que o problema estava no módulo TCM que estava em garantia.

Mas para a minha surpresa, a concessionária alegou que a garantia estendida não cobria isso, seguido de uma sugestão de entrar em contato com a Ford para solucionar o problema.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Feito isso, somente após uma reclamação no Facebook obtive uma resposta, duas semanas depois de ter aberto o chamado no SAC.

O setor de mídia entrou em contato comigo, perguntando o que havia acontecido e em questão de 30 minutos, a concessionária me ligou para agendar a troca do módulo.

Depois desse ocorrido em Agosto, utilizei o carro normalmente por 3 meses até que notei que as marchas estavam soluçando bastante, e levei novamente a concessionária para que fizessem o teste de trepidação.

Sem muitas demandas, eles fizeram o pedido de uma nova embreagem e levei o carro para trocar, mal sabendo que isso causaria um dos problemas mais perigosos que já tive em qualquer carro.

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015

Após instalar a embreagem, notei que o carro começou a ter comportamentos estranho nas rotações, até que totalmente desativou o acelerador eletrônico enquanto o carro estava andando, com uma mensagem (Motor, procure serviço).

Desligando e ligando o carro novamente, o problema sumia. Levei então na concessionária, que ficou com o carro por dois dias, para constatar que o problema estava na TBI.

Em dúvida se era a TBI, levei em um mecânico de automáticos próximo a minha casa, que notou que o chicote do motor estava mal encaixado, e toda vez que superaquecia, ele dava mal contato. Tudo resultado de um serviço mal feito pela concessionária.

Resolvido esse problema, comecei a ter outro, uma infiltração de água no carpete do motorista, que acabava encharcando o lado esquerdo inteiro do carro.

Levei então ao meu funileiro, que notou que a válvula de drenagem (uma peça em L que fica no final do dreno do teto), estava jogando água para dentro do carro no paralamas.

Após solucionar esses problemas, tive que resolver um vazamento de óleo na junta, que é normal nesse carro, e trocar o regulador do xenônio que havia quebrado por causa de uma pedra na rua.

Feito isso, estava praticamente novo e aproveitei para trocar os pneus, que duraram 50 mil km.

Custos

A troca de embreagem e do módulo, ficaram por custo da concessionária.

A revisão dos 40 mil km, que fiz em julho do ano passado (2018), saiu por R$ 1200,00. A revisão dos 50 mil que fiz em Maio, saiu por R$ 554,00.

O regulador do xenônio, comprei original da Ford por R$ 440,00 e foi trocado na mesma manutenção da troca da junta que saiu tudo por R$ 330,00.

Os pneus, que troquei para Michelin Primacy 4, saíram por R$ 450,00 cada.

Conclusão

No dia a dia, esse carro é extremamente confortável, e apesar dos problemas que tive, nunca foi necessário chamar uma plataforma para levá-lo, o que de certa forma, também o torna “confiável”.

E agora, com o Focus fora de linha, seu preço baixou bastante, virando um ótimo custo benefício.

É realmente uma pena que esse segmento está falecendo aqui no país, pois sem sombra de dúvidas, se o Focus MK4 viesse para cá, trocaria sem problemas, assim como diversos outros donos do carro que conheço.

É importante frisar que os maiores problemas com o Powershift vieram da falta de serviço das concessionárias, visto que a Ford possui a garantia estendida de 5 anos para a embreagem e 10 anos para o módulo.

O Focus é um carro para quem gosta de dirigir, e faz uso do dinamismo sem abrir mão do conforto.

Noto que é um dos hatches médios com um dos maiores públicos jovens, e isso se explica por conta do seu comportamento na rua e de sua proposta, afinal, não é um carro que é recomendado para quem possui família.

Seu design é extremamente atraente e diferente de seus concorrentes (chegando apenas próximo ao seu primo rico, o Volvo V40), e sua tecnologia deixa carros de mesmo valor, a desejar.

O preço de sua manutenção é alto, como a maioria dos Fords, mas é um valor compreensivo para um carro de sua categoria.

Como todo carro, possui problemas crônicos, mas após ter trocado embreagem e módulo, é muito difícil voltar a dar problema no câmbio.

Estou rodando quase 10 mil km após a última troca da embreagem e cada vez que dirijo, gosto mais do comportamento do PS. É um carro que você sai com um sorriso no rosto após uma longa viagem.

Embora tenha sido premiado com um carro nessas situações, não culpo a fabricante, pois a maioria dos erros foram cometidos durante o serviço de oficina da própria rede de concessionárias.

Gosto muito dele e não o trocaria por qualquer 0km do mesmo valor.

O que me leva a outra questão, que é, para qual carro trocar após ter experienciado um veículo tão bem equipado e tão gostoso de dirigir como o Focus.

Abraços!

Por Victor Sartori

Carro da semana, opinião do dono: Ford Focus Titanium Plus 2015
Nota média 4.6 de 9 votos

Eber do Carmo

Eber do Carmo

Formado em marketing, tem mais de 13 anos de experiência escrevendo sobre o mercado automotivo no Notícias Automotivas, desde que fundou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio. Também teve por três anos uma empresa de criação de sites e catálogos eletrônicos.

  • Lucas de Lucca

    Já já brota o pessoal do “meu Powershift nunca deu problema bla bla bla”.
    É isso aí, bom carro, já disse isso em outro tópico que sempre que ando me admiro com sua suspensão, como é sólido seu rodar. O motor 2.0 cumpre muito bem seu papel também e o Powershift quando funciona é bem agradável. Uma pena a Ford ter deixado ele agonizar por aqui e ter um fim tão melancólico.

    • Raimundo Nonato

      Eu tive um powerShift no meu ex New Fiesta sedã 2015, rodei com ele 120 mil km e, para sua alegria, nunca deu problema

      • Lucas de Lucca

        Aí já apareceu o primeiro kkkkkkkkkkk

        • Domenico Monteleone

          Se é que é verdade né! aqui se o cara quiser falar que tem uma Ferrari, ele fala e ngm sabe. Tem muito troll solto ainda.

        • Raimundo Nonato

          A diferença entre vc falar mal e eu falar bem é muito distante, simplesmente por eu já ter tido a experiência de ter sido proprietário de um.
          Você só tem opinião de algo que lê por aí, e isso é o mais longe que vc vai chegar

          • RodrigoABC

            Ele é um papagaio de internet, isso sim.

          • Lucas de Lucca

            Você me conhece para falar se fui proprietário ou não? Qual o sentido de reclamar de algo que nunca me deu dor de cabeça? Hoje prefiro simplesmente desprezar o produto com fama de problemático e não comprar. Aprendi cometendo essa burrice após comprar um New Fiesta Hatch Titanium Powershift 0km lá em 2015 e vender o carro com menos de 50 mil km rodas e com 2 caixas Powerlixo trocadas. Vários dias sem o carro enquanto ficava na concessionária, desvalorização monstruosa, só desgosto e transtorno. Tomei bonito naquele lugar graças a essa “dádiva” da engenharia que você exalta e graças a minha burrice também, pois mesmo ouvindo sobre os problemas do carro me arrisquei em ter um, em partes foi um voto de confiança dado pela EXCELENTE experiência que tive com outro New Fiesta 2012 manual, esse mexicano que de 0 até os 100 mil km quando foi vendido me deu ZERO dor de cabeça.

        • Eduardo – KaS

          kkkkkl
          sao guerreiros, meu golf DSG “nunca” deu problema
          primeiro pau, vendi, nunca mais..

          • Robinho

            certinho, a experiencia mais proxima que tenho de um PS é a Eco do meu Sogro e depois da minha prima, não deram problema ate então, mas se fosse eu e desse problema, arrumava, vendia e nunca mais, simples assim.

            • leomix leo

              Meu cunhado só gastou 11k, a CSS pedir 15 pra arrumar o powershift dele, o coitado vendeu e não quer mais contra com Ford, está com um ASX e não sei se sai marca.

              • Lucas de Lucca

                Pois é, você paga caro num carro, tem todo o transtorno de ficar sem ele, ser guinchado, ter sua segurança comprometida muitas vezes pelos problemas, mas não da nada, vamos isentar a montadora, e não reclama não se não você é chato, afinal e só vender (perdendo horrores de dinheiro) e não comprar mais. Vai entender.

                • leomix leo

                  Tb tem os mitos e boatos da internet, comprei um C4 hatch, que o povo fala mal do AL4, fiz uma revisão e o carro tá 100%, o problema é que a galera não troca óleo do câmbio a cada 40mil e se as selenoides (eletrovalvulas) não forem da Borg Warner vão encher o saco mesmo, pois as originais do veículo trabalham na frequência de 50mhz, contra a BW que trabalham a 100mhz, aguentam mais o trânsito pesado, quando são mais requisitaras, o carro fez 100k em minha mão, o antigo dono não fez a preventiva por falta de dinheiro acho eu, agora já achei 3 mil a mais do que paguei, mais não vou trocá-lo, pois para rodar dentro de minha cidade ele é melhor que QQ polo, Onix, Argo da vida.

                  • Leonardo

                    Comprei um 308, 2.0 manual, devido a má fama do AL4 decidi não arriscar e tava sem grana para pegar o de 6 marchas, esse carro tá me impressionando pelo acabamento e potência, o consumo não é dos melhores, mas não tem como exigir tanto de um 2.0 aspirado, sem falar que cabia uma manual de 6 marchas. Mas o carro é sensacional.

                    • leomix leo

                      O problema é pegar de um dono que não gosta de gastar com manutenção, aí é certo vc se acabar em 3000/3500, o que peguei a antiga dona deixou na CSS com 9 mil rodados, meu vizinho pegou e seguiu a risca o manual, fiquei esperando ele vender, assim que peguei com 80k rodados fiz a revisão de câmbio e suspensão que ele deixou de fazer coisa boba, como coxins, batentes, bandeja, pilonteiras, aproveitei e já fiz do câmbio automático tb, gastei 800 só na troca de óleo e Selenoides, o câmbio é gostoso, não é melhor que o AT6 do C4L thp que tenho, mais cumpre bem seu papel, o carro está com 104k em minha mão e não tem nem grilos de acabamento interno, coisa que me assustou quando andei em um argo com apenas 12mil km rodados, tá doido, trocar ele em um argo 1.8 que parecia uma escola de samba, sem falar do isolamento acústico do C4 muito superior.

              • Robinho

                pena dele e ele esta certo, tem que vender msm e nunca mais voltar, so vale a pena defender uma empresa se ela trata bem o consumidor, nem que seja a Bugatti, de resto é so fanatismo cego.

              • Fox61

                Engraçado porque a fabrica deu garantia e troca de graça. Inclusive aumentou a garantia coisa que a concorrente que também tinha cambio mal falado não fez.

          • Guilherme

            igual eu…
            eu tive um DSG7 que começou a trepidar 6 meses antes de acabar a garantia tratei de passar pra frente ( vendi muito bem ) e peguei um DSG6 esse sim permaneceu 3 anos e meio sem problema.

            • Eduardo – KaS

              Homem de fé, destemido e corajoso.. corro de dsg
              Amigo meu com audi A5 deu pau no cambio.. to fora

              • Guilherme

                oi amigo, era o de 6 marchas mesmo?
                O que aconteceu?
                Costumo trocar de carro logo depois da garantia então dificilmente terei grandes problemas.
                mas gostaria de saber do seu relato para colocar na balança na próxima troca.

        • Robinho

          então aqui vai o Segundo…meu sogro e minha prima tem um Eco PS, ate aogra nada, pode dar problema, claro que pode, mas ainda não deu.

        • Darlan Soares Oliveira

          Deixa o cara falar, meu! Cara chato!

        • Alexandre Nozawa

          é gente que enche de elogios ao carro porque está tentando se livrar de um rsrsrsrs

        • João Ricardo da Silva

          Meu fastback titanium plus 2016 está com 56.000 km rodados e o PowerShifit está perfeito. O câmbio é espetacular.
          Uma pena não termos mais o Focus por aqui. O melhor médio do mercado. Tenho 2 e se o atual modelo viesse pra cá, seria minha próxima compra.

          • Lucas de Lucca

            Bom carro, principalmente em suspensão, mas melhor médio do mercado você está de brincadeira. O motor 2.0 é potente, porém gastão. O Powershift é uma bomba relógio. O espaço interno para um médio é horrível. O acabamento não é dos melhores. A desvalorização é alta e a liquidez é baixa. O pós-venda da Ford é uma tragédia e a cesta de peças é salgada. Como pode ser o melhor do segmento? Me desculpa, falando isso fica difícil acreditar que o seu não deu pau. Papo de fanboy sabe?
            No mais, boa sorte com o carro e se não deu problema espero realmente de coração que não dê, pois não tem nada pior para quem gosto do seu carro ver ele parado com defeito.

      • Peppa Pica

        Meu sogro teve um Fiesta e não deu nenhum problema, já um amigo que teve a versão sedan foi problema atrás de problemas e duas ações contra a Ford! Cada caso é um caso… porém o Focus é um excelente carro!

    • ocampi

      Os donos de Ford Focus realmente brotam, ao contrário de quem nunca teve o carro, nem conseguem brotar…

      • Lucas de Lucca

        Mais um dono de Focus com o ego ferido por aqui. “Tremeu” aí?

    • Robinho

      “Já já brota o pessoal do “meu Powershift nunca deu problema bla bla bla”. e qual o problema se a pessoa não teve problema? Direito dela se manifestar assim como quem teve.

      • Lucas de Lucca

        Problema nenhum. Só que é falar mal, ou melhor a verdade, dessa bomba relógio problemática que brota os Fordeiros carentes se doendo e dizendo que não, que só deu nos 2014, que só dava no Fiesta no Focus não, é o proprietário que não sabe usar, você nunca teve o carro e várias outras lorotas, tudo conversa mole para isentar a marca que eles gostam da culpa desse péssimo produto que ela ofereceu. E tanto é que é verdade meu ponto, que falei pontos positivos do carro e ninguém até agora, ninguém, comentou sobre eles. Apenas se doeram do comentário do problema do PS. Será que é aquela história, por o dedo na ferida faz doer mais? Enfim…

        • Robinho

          cara, mas se vc incita ira do Fordista Carentes espera o que? tem GM´s que acha que a GM ainda fabrica Monza (sou dono de um GM), tem VW´s loucos, Fieteiros malucos, e assim por diante…eu não compro pra mim nada que tenha Powershift, DGS, Dualogic, Easytronic e principalmente i-motion, pois minha pior experiencia com carro foi com uma m* de um Voyage!

          • Lucas de Lucca

            É que tipo, falar mal por falar, sei lá um exemplo: vou falar mal do Corolla porque tenho birra da Toyota, aí saio chamando ele de defasado, de tiozão, de porcaria, mesmo o produto sendo bom e não dando problemas é uma coisa, não passa de “haterismo”, aí se a pessoa gosta do carro ela vai se doer e com razão. Mas no caso do PS é verdade, aí você fala que não confia, que teve problema, que é um produto ruim em questão de confiabilidade (o funcionamento dele sempre elogiei, inclusive no post original da “treta” eu disse que quando ele funciona é bem agradável. O do meu Fiesta mesmo, era bem mais esperto que o do meu Cruze 1.4 atual) já aparece uns xiitas te chamando de papagaio, de mentiroso, que não sabe usar o carro, essas coisas. Fanboy é uma m*rda, essa é a verdade. Da mesma forma que tem APzeiro doido que faz o inferno quando você fala dos VHT que fundiam e a VW fez que não era com ela ou então dos problemas do DSG7 de Golf, A1 e A3.
            Do meu carro atual mesmo, direto falo de defeitinhos e pontos fracos dele pela internet a fora e outros proprietários, GMeiros se doem, acham um absurdo, parece que você não pode falar mal do que você tem, e não sou assim, se me desagrada eu falo. O pessoal está muito sensível ultimamente.

            • Thiago

              mas o corolla eh carro de tiozao mesmo, defasado eh verdade tb as criticas

              tem boa mecanica, mas tem esses problemas de aparencia e atraso tecnologico
              o cruze/GM realmnte tem o cambio um pouco letargico e indeciso, tinha esse problema no 1.8 que me sintia inseguro em dirigir de modo afoito, no novo 1.4t não cheguei a experimentar, para GM prefiro mil vezes os modelos manuais por nao me dar com esse cambio

              • leomix leo

                Defasado o Corolla não é, o design dele é subjetivo, eu mesmo gosto mais dele antes desse facelift que espixou os faróis em colocou lanterna de velozes e furiosos, fica devendo só um motor turbo pra brigar com a concorrência, e o acabamento melhorar um pouco, pois já fiquei com um e com 40k rodados estava cheio de grilos, não sei o que meu primo andou fazendo com ele, e por onde andou, mais foi bem fácil eu vender ele, pelo preço que pedi.

                • Thiago

                  pows, o carro so ganhou ESP este ano no ultimo ano desta geracao, ate uns anos atras qdos os sedans medios todos ja tinha cambio 5 a 9 marchas, ele tinha um at4 (2015), enquanto os concorrentes tem pelo menos uma versao turbo ou injecao direta o corolla tem um motor aspirado 2.0 apenas com promessa para versao 2020 de um motor com injecao direta, multimidia sem integracao com android ou iphone, carros da categoria ja começam a ter, aviso de pressao pneus, frenagem de emergencia, alerta de colisao, park assistance, nada disso o corolla oferece, alguns mimos como dual zone do ar, sensor de chuva so encontra na versao altis
                  a vantagem dele eh so mercado, mas eu dou mais valor a meu conforto que economizar uns trocados na revenda, quanto a mecanica, qlq carro com menos de 6 anos der problema, não deveria nem estar no mercado, entao carro novo nao da oficina para justificar que eh vantagem a mecanica do corolla

                  • leomix leo

                    Sempre vejo a galera trocar Corolla a cada 3 anos(fim de garantia e leasing), aí o carro não quebra mesmo, mais já tive tio que rodou 350k com um, 2011, e gastava tudo que QQ carro pede, amortecedor, pastilhas pneus, correia, o que percebo é que peças de acabamento são uma facada, tipo, ele quebrou o botão dos ajustes do banco, me lembro que foi uma facada, e não achou em ferro velho não, só na CSS, mais não deixa de ser um bom carro.

              • Lucas de Lucca

                Sabe como resolver mas se é um problema que volta a cada 30 mil km (o meu trepidou com 8 mil km trocou com 15 mil e voltou as 40 mil e trocou com 45 mil e vendi com 55 mil com sinal de leve trepidação em terceira) enquanto está na garantia OK, mas e se não estiver mais? Cada troca que fiz pelo que me lembro o Kit custava 5 mil reais na nota, então a cada ano (rodo fácil 30 mil km no ano) tenho que arcar com uma despesa dessa? Isso é solução? Para mim não é. Problema crônico, sem solução, se a justiça fosse séria deveria ter determinado que a marca recomprasse os carros e tirasse essa porcaria do mercado.
                E esse negócio de ame ou odeie não existe. A marca deve ter equilíbrio para ser boa e não oscilar entre um produto extremamente problemático e um bom. Defeitos pontuais, recalls, OK, agora esse caso do PS é problema de projeto e sem solução definitiva, só não vê quem não quer ou nunca teve um troço desse dando problema na mão.

        • leomix leo

          Tem unas reclamações do câmbio do Fusion tb, mais minha mãe teve um, se desfez ano passado, e pegou um mais novo, o dela era 14/15 e vendeu com 150k sem dor de cabeça no câmbio.

    • Uislei

      Se é por isso, vai aparecer mesmo.
      Sou dono de uma Ecosport 1.6 PS, comprada em 25/04/2016 (hoje está fazendo 3 anos e 2 meses). Ela está com 54 mil km e até agora não tive nenhuma ocorrência com o câmbio. Os únicos problemas que tive foram:
      – estribo descolou a borracha com menos de 1 ano e a CSS não trocou na garantia;
      – 2 pneus furados, andando nas pistas lunares de SSA;
      – ao trocar a bateria do carro, desconfigurou o acionamento dos vidros, ao travar o veículo.
      Um bom carro, muito gostoso de dirigir dentro da cidade. Está fazendo 10km/L de mijolina na cidade (trânsito moderado a pesado) e chega a fazer 15,8 km/L na estrada, com o A/C ligado.

    • EDU

      Entao Lucas para minha sorte a Edge aqui de casa no usa o powershift mas como ja falei por aqui alguma vezes tem o Focus sedan 1.6 2014 do meu tio com mais de 120 mil km e nunca deu problema no cambio. Sorte? nao sei mas ele gosta muito do carro.

    • Fox61

      Tenho focus titaniun plus 2015, o cambio nunca deu problema e adoro o carro. Se o MK4 viesse para comprava com certeza.

  • Hernan Carlos Granda

    Na argentina onde carro automatico nao é “obligatorio” como no Brasil Focus tem muita melhor imagen, e acho que so nao esta em produccion por causa de PS .

    • Lucas de Lucca

      O hatch 2.0 manual seria uma ótima pedida. Aqui infelizmente como você disse a imposição do câmbio automático nos impediu de ter essa opção =(

    • Matthew

      Na Argentina Ford sempre teve mais tradição do que aqui no Brasil, desde o lendário Falcon, enquanto nós tivemos o Opala da GM.

  • th!nk.t4nk

    Vish 7,5 km/litro na cidade sendo considerado econômico. Essa média de consumo é comparável ao que os carros faziam há 20 anos atrás. Tá certo que a mijolina brasileira não ajuda, mas hoje pra um veículo com esse peso e potência seria esperado rodar ~50% mais por litro nas mesmas condiçoes. Motor aspirado é osso, nao adianta defendermos só porque “parece razoável pra realidade de mercado”, que aí sim as montadoras continuarão insistindo nessas velharias no país.

    • Dherik

      Nos parâmetros brasileiros de gasolina, motor aspirado, litragem alta, com câmbio automatizado e peso do carro, me parece bem econômico o motor. O consumo de estrada me pareceu excelente, inclusive.

      • Pablo Henrique

        Tá mais econômico do que meu Prisma automático de menos de 1100 kg. Se aqui em Salvador não tivesse tanta ladeira e quebra-molas poderia ser melhor.

    • Hernan Carlos Granda

      e o transito de hace 20 anos era igual o agora esta mais complicado?

    • Robson

      Cara de verdade, dependendo do trajeto dele aqui em São Paulo esse número não está dos piores não viu, com o meu 1.4 na gasolina é 8,5, 9km/l chorando. Tem dias que eu percorro 16km de casa até o trabalho chegando no máximo até 3ª marcha.

      • Janduir

        Ele deve ter um Civic ou um Corolla flex e deve falar que faz 10km/l na cidade. Esses dias peguei um dono de Corolla na mentira. Fui no pc de bordo e marcava 6,9km/l (ele falou que fazia entre 9 e 10). Carro flex, transmissão automática e transito não existe milagres…

        • Geraldo Xavier

          Foi igual a um amigo que trabalha comigo que tinha um fox highline desse 3 cilindros (mesmo motor do up). Ele falou mil maravilhas do consumo e que era muito mais econômico que o antigo prisma 2014 dele. Jurava que o fox fazia 12 na cidade com álcool. Certo dia ele me deu uma carona e pedi pra ele zerar o pc de bordo e depois de 7 km de percurso chegamos ao destino com 5,9 km/l. Esse ano ele voltou pro prisma. Vai entender

          • Matthew

            Já reparei que tem duas coisas que os caras sempre lorotam: o tanto de mina gata que ja pegou e o consumo do carro. Em rrmrela às garotas e sempre o dobro ou o triplo do verdadeiro número.
            Amigo meu tinha um Sandero 1.0-16v e ele jurava que numa viagem pro interior de MG partindo de SP ele tinha feito mais de 18 km/l com o carro carregado. Como o dele era o Authentic, mao tinha o PC de bordo pra dedurar.
            Já outro com o Renegade da mãe, disse que fazia 7,5 km/l de etanol. Certo dia fomos andar no carro dele na noite pra impressionar as menininhas, saiu rasgando pisando tudo. So fez barulho e o carro não passou de 70 km/h. Amigo nosso que tava no banco do carona e não liga muito pra carro achou a manobra sem noção, aí ele todo metido: “que eu posso fazer, mano, tava no modo Sport?”. Daí em diante ele foi numa tocada mais sossegada, era madrugada quase sem trânsito, o computador de bordo tinha começado com 6,5 km/l e durante o trajeto desmpecou pra 5,5 km/l, hilário.

          • Ernesto

            Fox Highline é 1.6 16v. O 1.0 3 cilindros é o Comfortline.

            • Geraldo Xavier

              Isso mesmo. Comfortline

        • Ernesto

          Errado! Ele mora na Alemanha.

        • Michel Soares Pintor

          Talvez sim, talvez não. O Corolla tem esse problema mesmo. Computador de bordo é a média do momento aproximada mas quando você mistura etanol com gasolina ele marca totalmente errado, pelo menos os 2 que tive eram assim. O meu no etanol 100% marca bem próximo da real mas quando misturo com gasolina ele fica doidão. Tipo marca 7~9 no painel e quando você vai abastecer estava em 11 rsrs

        • Matheus Girelli

          O computador de bordo do meu Cruze marca 9.9 Km/l, mas eu dirijo como uma velhota. o consumo não depende do conjunto motor câmbio depende do motorista também.

          • Robson

            Não é só motorista. Topografia, trajeto, transito, muita coisa influencia, eu posso dirigir pisando na ponta dos dedos no acelerador a semana inteira e o consumo não melhora em nada, porque o trajeto é horrivel, feito praticamente só em 1ª e 2ª marcha boa parte do tempo. Dirigindo respeitando limites de velocidade em viagem a Foz do Iguaçu, onde a maioria das rodovias é de 80, 90 km/h, 2 pessoas no carro, malas e ar condicionado o tempo todo, fiz a minha melhor média com meu carro em 10 anos que tenho ele. 16,5km/l na gasolina.

            • Matheus Girelli

              Moro no meio da serra, mas os trajetos que geralmente faço tem pouco aclive.

        • Adriano Dib

          O que tem a ver o carro ser flex? Se vc só abastecer com gasolina, o carro flex vai consumir o mesmo que um carro que só usa gasolina.

    • Cara, realmente eu não consigo entender caboco chegar aqui e falar em consumo de 10 km/l em cidade no trânsito pesado.
      Dentre os inúmeros carros que já dirigi, indo de 1.0 aspirado a turbinados de última geração, consumo em ambiente urbano, mas urbano mesmo, fica quando muito em uma faixa de 8,5 km/l. Em carros médios, como é o caso do Focus, consumo de 7 a 8 está muito bom, realmente.
      O C4 Lounge THP que eu tive (era monocombustível) em trânsito urbano era bem difícil de chegar a uma média de 7 km/l dentro da cidade.
      Mas veja bem, como eu já disse um sem fim de vezes nos meus comentários, consumo de combustível é algo extremamente complexo de se discutir. Pequenas variações de trajeto mudam completamente as médias obtidas. Mesmo a sazonalidade de certas épocas do ano alteram muito o consumo, como por exemplo a melhoria enorme que ocorre em períodos de férias escolares nas grandes cidades.
      O duro é quando chega um morador de Brasília e recebe de você a informação de que seu carro faz 8 km/l na cidade, aí ele diz: “nossa, que absurdo, o meu faz mais de 10 fácil”. Aí nem dá pra discutir, né. Já fiz 19 km/l em um Jetta 2.0 aspirado em um trajeto de 70 quilômetros dentro da capital federal. Claro, foi em uma manhã pacata de domingo e andando a uma média constante de 70 km/h. Isso não significa de forma alguma que o Jetta “santanatec” seja um carro econômico, e muito menos que eu possa dizer que ele faz 19 km/l na cidade.

      • Matthew

        Esse cara é xarope mesmo, diz que mora na Alemanha e tem carros magníficos que fazem mais de 20 km/l andando a 200 km/h na Autobahn, mas tá sempre aqui nos fóruns dando esses pitacos sem noção.

      • SDS SP

        Nem carro 1.0 consegue fazer médias acima dos 7,5 km/l com trânsito pesado. Dependendo da topografia da região, os números podem ser bem piores.

        • Isso mesmo. Os tais “ciclos urbanos” do INMETRO e de publicações por certo que incluem avenidas expressas, porque os números que costuma divulgar para consumo urbano são inalcançáveis pelos pobres mortais.

      • Janduir

        Essa semana, na comunidade do facebook sobre gás natural, um usuário falou que o carro dele fazia entre 15 e 18km/m na cidade de Brasília. O normal para o veículo dele (acho que era um Voyage 1.6 manual 2016)usando um kit bem configurado 5 geração, nas cidades de SP e RJ é fazer na faixa de 13km/m. Eu sei que falaram que o cara era mentiroso e tal. Eu apenas disse que quem criticava não conhecia Brasília… Mas ao menos hoje, os pcs de bordo deduram os mentirosos. Tem um canal no youtube chamado Carro Chefe que o cara mostra alguns carros de espectadores de canal (ele mostra de Fusca a Kwid). Esses dias ele mostrando um New Civic 2.0 Flex AT 2016 abastecido com etanol, o pc de bordo marcava 4,6km/l de etanol e velocidade média 20km/h (perfeitamente normal pra quem mora em SP) Ai quando o dono falou do consumo, ele disse que fazia 7km/l etanol fácil… (talvez num domingão acordando as 5 da matina e ir passear na marginal).

        • Everaldo Junior

          Tive um sandero 1.6 8v 2012 com GNV de 3ªg e te digo, com trânsito livre e mantendo 80km/h com ar ligado o carro fez 220km com um cilindro de 16m³, o que dá a média exata de 13,75km/m³. Isso nas melhores condições, agora na cidade já cheguei a fazer em trânsito pesado, 80-90km com o mesmo cilindro de 16m³, o que daria entre 5-6km/m³. Pra um carro com GNV não são médias boas, mas se fosse pra rodar assim na gasolina seria pior, no etanol então, seria ridículo. Fora que a época eu abastecia a 2,20 o m³ de GNV!!

          • Janduir

            Um amigo usa um Logan 1.6 com 5 geração no Uber. Ele diz que aqui na Grande SP faz fácil entre 12 e 13km/m com ar ligado. O ruim do 3 geração é que o desempenho no líquido fica prejudicado… O 5 geração bem instalado, perde uns 15% apenas de potência… Eu tenho um Vectra Elite 2010 com 5 geração. Na média geral na cidade faz entre 9 e 10km/m. Mas vazio, sozinho e sem ar, já rodei 220 km com 10 metros de gnv andando entre 90 e 100km/h

            • Everaldo Junior

              Cara, por isso seu carro tá com esse consumo no GNV. A saída do gás pro motor está pequena, o meu não tinha essa perda toda de potência. Eu sentia maior perda quando acelerava firme, agora indo devagar e de boa, a diferença de potência do etanol pro GNV era quase imperceptível no dia a dia. Regula o seu carro como o normal de se fazer onde se tem perda de potência abaixo de 10%, em muitos casos ela chega a no máximo 7%, que você vai ver que ele vai andar quase igual anda no etanol e vai consumir um pouco mais, porém bem menos que no etanol.

              • Janduir

                Amigo, carros com gnv de fábrica (Siena tetrafuel – Ranger 2007 – Astra Multipower), sempre tiveram perda na faixa de 12 a 18%. É só pesquisar no google. Quem anda no meu Vectra, diz que não tem perca, mas se colocar no dinamometro, vai perder entre 10 e 20%. O meu Vectra é automático (já tive Corolla AT também) e esse consumo de 10km/m está ótimo (ar ligado e transito intenso). Se fosse cambio manual, eu faria de 12 a 13km/m…

      • DrG

        Comentário perfeito..
        Meu caso mesmo.. Joinville tinha média de 8-9,5. Fui pra Goiânia, mesmo carro, mesmo combustível, caiu pra 6! Dps acho que me adaptei ou o câmbio aprendeu, chego nos 7,5-8.. Mas fico mto mais parado aqui, pois não sei por quê a prefeitura não sincroniza os semáforos!! Nem é o trânsito que para…semáforo mesmo..anda um e no próximo para novamente….irritante às vezes

        • Também sou de Goiânia. É isso aí, mesmo. Se você andar pela capital de Goiás só no “miolo” mais movimentado em horário de pico, médias de 5 no etanol ou 6 na gasolina são normais, mesmo em carros conceituados como “econômicos”.

    • DrG

      Consumo depende mto na vdd… Em Joinville eu fazia 9,5km/L com V Power tranquilo. Qdo mudei pra Goiânia caiu assustadoramente para 6,0km/L. Então não sei se eu me adaptei ou se foi o câmbio, mas atualmente faço 7,5-8,0 – paradoxalmente acelero mais do que antes…notei aceleração gradual que consequentemente fuca mto tempo em primeira e segunda fazia piorar o consumo. Notei que aqui fico mto mais tempo parado em semáforo, o que acredito ser a principal causa de não conseguir mais aquele consumo. Na estrada, na BR 101 trecho Joinville-Floripa a 110km/h no piloto automático + A/C ligado fazia 16,5-17km/L e já chegou no recorde de 18,5km/L – usando Sem Parar. Aqui novamente não consigo essas metas, ficando mais nos 15-16 mesmo. Em estrada simples faz 14,5 mas com ultrapassagens frequentes vai pra 13-13,5 mesmo. A 140-150km/h no piloto automático faz 12,5-13,5… Tudo sempre na Shell V Power.
      Acho até razoável o consumo, mas claramente ele não se dá bem se parar mto.
      O que gosto mto é ronco desse 2.0 Duratec, num tom grave, mesmo em ponto morto. As retomadas na estrada en 3a são mto boas, dá pra ultrapassar tudo em segurança e ela vai até alem dos 120km/h. Com o Shiftpaddle então, diversão garantida hehe

    • TchauQueridos

      Para grandes centros urbanos com trânsito pesado está mais do que excelente esse consumo.

  • Dherik

    Alguém confirma que este câmbio PowerShift ficou bem melhor depois de 2016? Disseram que existiu uma atualização de peças do câmbio nesta época e que os problemas pararam.

    • Fábio Radicchi Belotto

      O TCM depois de 2017 (MK3.5) já é mais confiável, tanto que a garantia de 10 anos é só para as versões do MK3.

      A embreagem mudou para a versão mais recente ao final de 2016, onde, segundo a Ford, o uso de software e matéria prima aprimorada reduziram bem o índice de problemas.

      • andinmoraes

        bem, no Focus que tive a CSS colocou as peças do modelo novo de 2016 e não adiantou nada.. voltei a ter problema com o PS

    • Fabricio Guassaloca

      Mesmo aqueles fabricado antes como o meu 2015 que teve módulo e embreagem trocados em garantiam, não apresentaram mais nenhum problema. Ótimo câmbio, pena foram eles demorarem demais para estender a garantia e corrigir os problemas.

    • Tyrion Lannister (vagnerclp)

      Falam de um tal de kit A que resolveu totalmente o problema das embreagens.

    • DrG

      Tive um 2.0 2015/16 que rodou 62 mil Km sem problemas (comprei com muito medo, mas a proposta da Ford era ótima e o vendedor havia falado dessa atualização), apenas a porta do porta malas era ligeiramente desalinhada. Aí me deu confiança e troquei pro meu atual 17/18, até agora com 33mil Km e está perfeito por eqto. O alinhamento das peças melhorou MUITO nesses de fabricação 2017 pra frente. O anterior, prestando um pouco de atenção tinha tb o painel meio desalinhado, vão do parachoque… Esse meu atual a montagem é perfeita (normal na vdd, né?) e conferi dps outros de mesmo ano posteriormente, que me pareceram de igual qualidade.

  • FREDRED

    Achei bem sincero e (quase) condizente em tudo, menos a parte que o Focus At é um carro para quem gosta de dirigir, quem gosta mesmo de dirigir anda em carro com câmbio Manual.

    Podem se afogar nas lágrimas e aproveitam para chorar na represa, faz tempo que não chove.

    • Fábio Radicchi Belotto

      Cara, um carro DCT é tão gostoso quanto um manual. Você sente o carro na mão

      • Olha, eu discordo um pouco. É também um carro prazeroso de dirigir o dotado de DCT, mas a relação com um carro manual acaba sendo bem distinta daquele que você tem com um de trocas automáticas, mesmo em se tratando de automatizados de dupla embreagem.
        O domínio sobre as ordens que você repassa ao veículo é outro, se é que me entende.

      • DrG

        Diria que a DCT é o mais próximo de um manual, mas nada como uma alavanca e uma embreagem para mim

      • Diego Felipe

        Definitivamente não é tão gostoso quanto. Mas é bom sim.

    • Victor Santos

      Isso é relativo…
      Aqui não temos muitas opções pois o mercado não permite. Mas na Argentina o Focus 2.0 manual é bem popular.

      • andinmoraes

        se tivesse essa opção do Titanium MT aqui no BR eu trocaria pelo meu antigo AT facilmente!

        • DrG

          Tb trocaria sem nem pensar
          Existiu o Golf 1.4 TSI highline manual, mas pra deixar ele no mesmo nivel de equipamento do meu Focus ficava nada menos que 18 mil a mais e o seguro custava quase o triplo…

          • andinmoraes

            tá loko! fora da realidade do HUEBR… por 18k a mais é melhor ir de BMW ou Mercedes… sei lá..

            • DrG

              Pois é .. Mas na época BMW/MB eram ainda mais caro. A proposta era 90mil no Focus 2.0 SE Plus 17/17 vs 108mil no Golf 1.4 TSI Highline manual (+bco de couro que não vinha(!!), multimídia com android auto e outro pack que agora não me lembro..)

              • andinmoraes

                Por isso q não compro mais carro Zero KM… hahah…
                melhor esperar aí uns 2 anos e pegar um semi-novo mais ou menos rodados mas muito mais barato…
                vida de pobre

      • DrG

        Qdo descobri que tinha, até pesquisei importação do câmbio manual e adaptação do mesmo.. Desisti no orçamento do mecânico haha

    • Thiago

      Isso mesmo, quem gosta de dirigir anda em carro com câmbio manual, de preferência caixa seca, direção queixo duro, freio a tambor (pra “sentir melhor o atrito”) e por aí vai.
      Esse papinho de quem gosta de dirigir gosta de câmbio manual já deu. Respeite as opções dos outros se quer ver a sua respeitada. Uma coisa não é excludente da outra, posso perfeitamente amar dirigir mas querer poupar meu joelho de ficar debreando o tempo todo.

    • Matheus Girelli

      Quer dizer que se o cara gosta de dirigir, e tem dinheiro, ele tem que comprar um corsa ao invés de comprar um classe s 65 amg?

    • Adriano Dib

      Eu concordo com você, só que estamos sem opção de carros manuais no Brasil e no mundo. Tá tudo fica do automático (até carrinho popular)

  • Dherik

    Obrigado pelo relato. Também estou na dúvida entre o Golf e o Focus. Apesar de ser um fã do Golf, os valores de um Focus bem mais completo são tentadores.

    • Fábio Radicchi Belotto

      E golf do mesmo ano usa o DSG7, que dizem ser o mais rápido, mas também tem seus problemas

      • Dherik

        Exato. E olha, com DSG7 eu não compro. Sou mais inclinado a encarar o PowerShift (que a Ford estendeu a garantia e etc) do que o DSG7, que a VW finge que o problema não existe e que cada dono precisa brigar sozinho com a concessionária e fábrica até ter a “sorte” de precisar só pagar metade da mão-de-obra da troca da mecatrônica ou embreagem.

        • Fábio Radicchi Belotto

          Nesse aspecto o PS é mais seguro mesmo. Tirando o TCM, que é raro, o problema de embreagem não te deixa na rua. O custo da embreagem também é mais barato , e a Ford tem feito tudo em garantia.

          A VW também te ajudado, pagando tudo ou não, mas a mecatrônica é bem mais caro e quando quebra você fica a pé

          • Dherik

            Não estou a par dos valores cobrados pela Ford, mas os orçamentos da VW para os problemas no câmbio são assustadores.

            • Fábio Radicchi Belotto

              Se não me engano é 6k na embreagem (na CSS), com a MO.

        • Marcio

          O caso do dsg7 é ainda pior porque a mecatrônica custa MUITO caro, a troca das embreagens do powershift ao menos não judia tanto

      • FocusmanBA

        Considerando que o Focus tem garantia e o Golf a VW refuta em conserar, iria de Focus.

    • Fabio Marquez

      Eu estava doido com o Golf tempos atrás, mas está difícil achar um modelo bem cuidado, a manutenção é cara (nivel carro importado), dai não é dificil já achar carros com vazamento no motor TSI, alguns detalhes no acabamento… O seguro até não é muito caro, sendo na faixa dos 4k…O modelo 4,5 era pior nesse quesito.

      • Dherik

        Pois é, por isto estou inclinado a pegar um mais barato. Estou vendo um Golf 1.0 TSI manual ou até um 1.6 automático, bem pouco rodado. Estes creio que a manutenção é mais em conta. O seguro, pelo menos no meu caso, fica nesta faixa também para praticamente qualquer hatch médio (cotei 308, Focus, Cruze Hatch, Golf… ficou tudo na mesma faixa de preço o seguro).

    • DrG

      De fato… Nas duas compras dos Focus que tive (e tenho um atual 17/18) sempre pesquisei o Golf, pois tinha a opção 1.4 TSI manual. Contudo, mesmo sem câmbio AT, para deixar o highline equiparado em opcionais ao Focus SE Plus 2.0 ficavam 15mil e na segunda vez 18mil. Além de que o seguro do Focus era 1800 e do Golf praticamente 6000. As revisões tb da Ford eram bem mais em conta… Acabou que desisti do sonho do 1.4TSI + câmbio manual nas duas oportunidades.

  • ocampi

    Carro excelente de fato. No preço de 99 mil agora apenas o Cruze Hatch

  • ocampi

    Quanto ao final da matéria, infelizmente não vai existir um carro igual ao Focus…….(provavelmente o Cruze Hatch pode quebrar o galho)

    • Fábio Radicchi Belotto

      Nem esse… Com a saída de linha nos EUA, é questão de tempo para o cruze ficar zoado de novo

      • Adriano Dib

        Temos aqui um profeta que consegue adivinhar o futuro

        • Fábio Radicchi Belotto

          Não é adivinhação. É bom senso…volte daqui a 2 anos e me responda de novo este comentário.

          A evolução no crise agora foi tantaaaa que colocaram um carregador de celular e um botão para desligar um startstop mal feito

  • Fábio Radicchi Belotto

    Faltou o redator escrever se o carro dele já tinha trocado essas peças (TCM e embreagem) antes, porque uma das bases da Ford é falar que isso melhorou bem a partir de 2016/2017

    • Victor Santos

      Opa, então!
      A embreagem havia sido trocada com o antigo dono uma vez. Já o módulo foi a primeira troca que foi realizada. Como o módulo estava comprometido, isso acabou estragando a embreagem no uso, já que ela vivia “queimando”. Mas após a troca do módulo, o carro ganha outra vida.

  • globonãotemjapa

    È cambio power shift?

    • Alexandre Nozawa

      AT 4 marchas também não durou 80mil km

  • Bruno Silva

    Com esse câmbio não chego nem perto, manual talvez seja uma boa compra. Digo, pois temos um Ka e o próprio chefe de uma das maiores Ford do Rio desaconselhou a compra do Powershift, na última revisão, tinham 2 Focus e 1 Eco num canto e perguntei se era por causa do câmbio, ele acenou com a cabeça que sim.

    • andinmoraes

      Infelizmente não existe Titanium 2.0 manual :((((

      • Leonardo Nunes

        Do modelo anterior a esse do relato tinha sim Titanium Manual, eu tive um 2011, excelente carro.

        • andinmoraes

          sim, mas me referia ao modelo novo mesmo… de 2013 pra cima se não me engano

  • André Frigotto

    Saí de um Fiesta SE 2016 igual ao seu para um V40, como você disse no seu relato. Sem dúvidas eu recomendo a troca pelo Volvo. Possui todos os atributos mencionados no Focus, adicionando qualidade de acabamento e um motor moderno dentre outros itens de segurança!

    • andinmoraes

      o problema seria a manutenção… acredito que mais cara que o focão

      • afr96

        É mais cara, mas se fizer tudo em dia e, após a garantia, levar em uma oficina especializada de importados, compensa bastante. Ainda não tirei o meu da concessionária, continuo fazendo lá por causa da garantia, mas já cotei por fora e chega a ser metade do preço. Complicado é perder a garantia e dar BO kkkk mas o carro é nave. Recomento 100%.

        • andinmoraes

          acredito que seja pica msm… aqui no Rio é difícil achar mecânico bom em importados.. os que tem são muito fuleiros

      • Janduir

        E olha que Ford já é caro…

      • Adriano Dib

        Vc subiu muito de nível. O V40 é um sonho, mas um dia vc vai precisar trocar os amortecedores e ai vem a pedrada. Não tem mágica, o carro é bom, peças de qualidade custam caro e a desvalorização da Volvo é uma das maiores.

  • FocusmanBA

    Esse carro veio com problemas espirituais e o Vitor sabe disso! kkk

    Parabéns pelo texto muito bem escrito. Somos amigos e sei que gosta muito do seu carrl. Grande abraço!

  • RKK

    Que comecem as lamúrias devido ao Powershift !

  • andinmoraes

    Pelo visto o dono desse Focus aí deu sorte.
    Comprei um igualzinho ao seu com 20mil KM rodados. Tive problemas com o cambio, o carro ficou 2 meses na CSS pra trocarem o módulo do atuador e a embreagem (modelo novo).
    Após rodar 1 mês e pouco, comecei a sentir o cambio tremendo de novo.
    Não tive dúvida e vendi o carro com menos de 40 mil KM rodados, infelizmente.
    Já sabia que ia começar a ter a mesma dor de cabeça de antes, então desisti da marca.

    • Lucas de Lucca

      Como assim sorte? O dele também deu inúmeros problemas infelizmente =(

      • andinmoraes

        mas já está com o carro há bastante tempo e não voltou a ter o problema!
        O meu voltou a apresentar o defeito com menos de um mês!!!

        • Alexandre Nozawa

          em ciências exatas, não existe “sorte” “azar” tudo depende do quanto e como o fulano anda com o carro, uma hora o ceifador (a física) aparece com força pra acabar com as suas esperanças. o meu nem era PS era o AT 4 marchas e não durou 80mil km, custo para o conserto: 8-10mil

          • andinmoraes

            amigão, voce foi muito técnico nos seus argumentos… aqui só tem especialista em comentários, usuários leigos e apaixonados por carros .
            Acredito que carro seja feito pra ANDAR e, independente da forma como “se dirige”, o cambio TEM que aguentar o tranco, afinal, são anos e anos de testes pra colocar um produto nas ruas…
            Acredito que vc deu AZAR SIM pq quase não ouço falarem do AT4 com problemas..
            No caso do PS, é SORTE não ter problema..
            Enfim, probabilidades…

            • Alexandre Nozawa

              ok mas você é mecânico? porque foi um mecânico que me disse, não é o meu caso apenas, portanto na ocasião para mim também foi uma surpresa e que se concretizou comigo TAMBEM. além do mais a maioria das pessoas que têm problemas nem aparecem para contar a sua história, de tanta raiva ou por não saberem expressar mesmo rsrsrsrs. não fiz mecânica, fiz eletrônica, e esse papo de SORTE e AZAR para nós não existe, quando um projeto tem problema ele vai aparecer de acordo com o uso do cidadão, se ele exige pouco do carro, o carro vai apenas demorar a dar problemas, isso não é SORTE….

              • andinmoraes

                Meu querido, tbm sou formado em eletrônica, no entanto não fico enchendo o saco dos outros se um carro vai dar problema ou não até pq carro vc escolhe e, pra mim, É SORTE escolher um carro que em teste está funcionando e logo depois vc ter AZAR dele dar problema que não é comum, talquei????

                • Alexandre Nozawa

                  talkei se vc acredita em SORTE ou AZAR, o AZAR é seu

                  • andinmoraes

                    Amém

    • Retrato do Papai

      sorte nada, foi é azar… de cara já deu pra perceber que o carro era bichado, segundo dono com apenas 36 mil km, só faltou o preço “muito abaixo da fipe”

      • andinmoraes

        o meu era único dono mas tava a venda com apenas 20 mil rodados… fui trouxa o suficiente pra comprar sem pesquisar sobre o histórico do carro.. :(

  • Romulo’

    É um carro bem legal. Gosto bastante desde a versão G2. Uma pena a Ford tenha feito essa cagada tão grande com o PS. Melhorou, mas os problemas permanecem, ainda que em menor escala.

    Achei interessante esta parte do relato.

    “Embora tenha sido premiado com um carro nessas situações, não culpo a fabricante, pois a maioria dos erros foram cometidos durante o serviço de oficina da própria rede de concessionárias.”

    Com outras montadoras as pessoas as vezes desfazem do carro, mas não parecem pegar raiva da marca.
    Se este problemas fossem recorrentes com algum carro da PSA, já haviam milhões de memes na internet. O mal da PSA em grande parte são os próprios usuários.

    • Lucas de Lucca

      E não tem que pegar raiva mesmo? Primeiro dizem que sanou o problema, era só nas unidades de primeiro ano de fabricação. Depois começa aparecer problema novamente nas unidades mais novas. Solução? Troca embreagem, bota a tal da embreagem da faixa verde que resolve. Algum tempo depois começa a pipocar problemas nessa também. Solução? Estende para 10 anos a garantia e vai trocando e para de falar que os carros novos são Powershift, chama de AT Sequencial. E depois, começa a matar essa caixa no mundo todo, substituindo-a por uma caixa epicíclica convencional e deixa esse abacaxi nas mãos dos donos e quem estiver insatisfeito vende o carro a preço de banana, afinal a má fama pegou e todo mundo torce o nariz. Meu, para, a Ford foi cachorra ao extremo. Tem que ter raiva dessa melda mesmo.

      • Romulo’

        Você não entendeu Lucas.
        Quis dizer que mesmo diante do problema que se estendeu pra vários outros carros, a Ford (marca) não teve a imagem tão arranhada. Se fosse com outra, seria bem pior.

        • Lucas de Lucca

          Entendi. Interpretei mal seu último bloco de do comentário ali, mas agora entendi o que você quis dizer. Realmente, as pessoas associaram a raiva mais ao câmbio do que a montadora em si, sendo que a safadeza toda partiu dessa.

  • leandro

    Complicado..
    Não tenho dúvidas que o Focus é um excelente veículo, porém mesmo sabendo que há garantia dos problemas crônicos de câmbio, PRA MIM não vale assumir o risco de ter dor de cabeça e ter que correr atrás, ou andar com o carro com a pulga atrás da orelha, não ter confiança no que tem na mão eh horrível! Vc tem medo de sair a noite e dar ruim… viajar então, nem pensar! Pra mim não serve!

    Já tive um Focus Ghia 2011 que me assustou algumas vezes com um problema elétrico que ngm achava o defeito, o carro morria do nada e em movimento, perigoso demais!!!

    Uma vez tive que guinchar pq morreu e não ligava nem com reza! Da outra vez perdi um casamento pois na hora de sair de casa o carro não ligava (pelo menos me poupou de morrer na rua!)

    Comecei a pesquisar coisas na Net e vi que mesmo os modelos mais antigos 2010 em diante já tinha problemas sérios e misteriosos de eletrônica e elétrica… eu me desgostei do carro e passei pra frente pois não achei solução, vendi e com 3 semanas após a venda o novo dono ligou desesperado pq o carro deu pane geral e ngm sabia o que fazer…

    Infelizmente eu tive que mentir e dizer que comigo tava de boa… e foi azar dele…

    Nunca repassei carro bichado, mas esse eu tive que passar…

    • Alexandre Nozawa

      o meu aparecia aquela fatídica mensagem “motor avariado” mas era só esperar e ligar novamente… melhor dar o carro como parte para compra de um outro, evita esses “remorsos” de gente honesta porque a concessionária tem mais condições de lidar com essas situações chatas, digamos assim.

    • Adriano Dib

      O que vc fez não foi honesto. Devia ter alertado o novo dono sobre o problema, mesmo que esperasse o negócio ser concretizado e avisasse depois.

      • leandro

        Desonesto foi o antigo dono me vender um carro de leilão e não ter me falado nada.
        Talvez o problema nem fosse tão difícil de resolver, mas sinceramente desgostei do veículo…
        Já tive vários, e este foi o único que omiti algo, e acredite, apesar da felicidade de ter passado pra frente, minha consciência não ficou em paz por isso…
        Mas… paciência… ele não ligou…deve ter arrumado…

  • Ric53

    Bonitinho mas ordinário.. passo

  • Retrato do Papai

    “apenas 36.000km e segundo dono”

    é uma cilada bino

    • Chris

      Por qual motivo?

  • Guilherme

    Parabéns pelo carro Victor!!! Pena que te causou tanta dor de cabeça ( mas pelo menos agora já está tudo resolvido ).
    Difícil ver pessoas que ainda possuem o carro passar todos os problemas que tiveram com tanta imparcialidade.
    A ford teve certo problema com o câmbio porém apresentou uma solução a contento ( estender a garantia ), a VW já não fez o mesmo oficialmente..Quem reclama tem o câmbio reparado caso contrário…”pague o aluguel!”.

    Sempre gostei do design do Focus ( mas prefiro o facelift ), só não peguei o focus pois não tinha motor turbo. Sempre fiquei na esperança da ford trazer o 1.5 turbo mas nada aconteceu..

    Boa sorte com a caranga…

  • Christian Nunes

    O meu Focus Titanium Plus 2016 está com 21mil km e não deu problema no cambio. Não pego transito com ele isso ajuda a não gastar prematuramente a embreagem. Mais na revisão dos 20mil km a concessionária trocou a embreagem e o óleo do cambio sem eu pedir nem reclamar de nada. Trocaram preventivamente solicitado pela Ford. Fiquei realmente espantado com isso, enfim vou ficar com ele até vir a vontade de trocar de carro.

    • Alexandre Nozawa

      venda já

  • Rogério R P Jessy

    Esse papo que a Ford arrumou o PS é balela de Fanboy, para isso existem os grupos específicos das redes sociais (Clube do Focus…) e é unanime a conclusão de que não resolveram nada, apenas amenizaram algumas causas nos modelos 16+ (infiltração de água…), porém os problemas ainda existem mas como vendem muuuuito menos logo a incidência de problemas também são menores.

    • Dod

      Não resolveram mesmo e outras marcas que usam a mesma transmissão em seus carros também tiveram problemas, como a Hyundai que já abandonou esse DCT feito pela Getrag no New Tucson nos EUA de tantas reclamações que tiveram. Aqui ele também usa essa transmissão e alguns já deram problemas típicos dela. Agora é só aguardar pipocar as reclamações nos Chery que usam essa bomba também, como o Tiggo5x e Tiggo 7.

      • Rogério R P Jessy

        Exato, a GETRAG é uma excelente fabricante de câmbios mas errou feio nesse projeto, agora não me conformo a CHERRY utilizá-lo, esperar os próximos capítulos.

      • Adriano Dib

        Câmbio de dupla embreagem da problema mesmo e é por isso que a BMW não usa. Mas estamos sem saída, acabaram as opções de câmbio manual, temos o automatizado e o automático que rouba potência e aumenta o consumo. Não tem pra onde correr

  • Dod

    Se com essa quantidade de problemas é um carro bom imagine se fosse ruim.

    • Alexandre Nozawa

      papo de quem não consegue vender o carro

    • Ric_Minas

      E o cara ainda diz que o Focus PS tem ótimo custo-benefício.
      Ninguém compra um carro para ter dor de cabeça. Seja em qualidade, seja em pós venda.
      Pessoal diz que o brasileiro é ignorante, preconceituoso, mas nestes fóruns automotivo não se verifica nada muito diferente.
      É cada achismo que temos que rir para não chorar.

    • Adriano Dib

      Ele gosta do carro ué… os momentos de prazer que ele tem com o carro superam os problemas. Então sorte dele

  • Janduir

    Pois é amigos. Só quem tem um Ford sabe como é. Minha esposa tem um Ecosport 2011. E vez ou outra dá uma pipa. Assusta o valor das peças. A válvula termostática está travada aberta com 89.000 KM (obs: sempre usamos aditivo de qualidade na proporção recomendada). Tenho um Vectra 2011 e a mesma válvula custa original trocada na faixa de 90,00. A da Eco (2.0 Duratech) é eletrônica e precisa desmontar um monte de coisas pra trocar. Tranquilamente gasta-se uns 800,00. Imagina quem tem um Ford Fusion com sensores pra todo lado…por isso, usado são baratos.

    • Geraldo Xavier

      Qual ford não dá problema na válvula termostática?

    • Alexandre Nozawa

      vai trocar uma coifa ou um coxim do Edge, troca o eixo inteiro rsrsrs

      • Janduir

        E muita, mas muita gente não sabe disso. Acha que é só colocar gasolina e trocar o óleo. Se bem que qualquer carro com muita eletrônica não deve ser fácil. Por isso a linha dita “arcaica” Chevrolet e seu motor Familia I ainda vende horrores. Deu qualquer pau, é tudo barato e em qualquer esquina arruma… Tenho um Vectra Elite 2011 e pelo jeito vou casar com ele… carro mais moderno, somente alugando e fazendo uma viagem longa.

        • Alexandre Nozawa

          na verdade sobra para quem compra os tais “restos de rico”, porque rico mesmo troca o carro antes de aparecerem esses “pequenos” problemas que viram uma grande dor de cabeça

  • Piston head

    A direção é muito precisa, e funciona como esperado de um médio. Um pouco dura para quem está acostumado com a leveza da elétrica na hora das manobras, mas não demora a acostumar.

    Ué, não é elétrica?

    • Tyrion Lannister (vagnerclp)

      Pior que é, mas acredito que ele tenha tentado passar que mesmo sendo elétrica, ela é mais firme do que as elétricas que ele já estava acostumado. Eu venho de um Sandero, a do focus pra mim é uma pena de leve…

    • Victor Santos

      Ela não é totalmente elétrica. Chega a ser “eletro-hidráulica”. Por isso o peso.

      • Piston head

        Dessa não sabia.

      • Fuscao

        É totalmente elétrica. Eletro-hidráulica (caixa hidráulica, mas bomba elétrica para movimentar o fluido) apenas nos MK2,5.

  • Matheus Girelli

    Uma pena o cambio não ser confiável, senão teria optado pelo focus em vez do cruze

    • Alexandre Nozawa

      o Cruze também tem problemas no câmbio, só não me pergunte o ano/modelo

      • Matheus Girelli

        Também não sei qual é, mas comprei pelo fato de ser epicicloidal e dar menos problema. O meu está com quase 82.000 km e até agora zero problemas, não sei se o dono anterior teve sorte.

        • Vreis

          Segundo um amigo meu que trabalha na oficina da fabrica da GM, o esse problema do cambio foi até os 2014, sendo sanado no primeiro facelift do cruze

          • Matheus Girelli

            O meu é 2012

            • Vreis

              Então o seu esta dentro do ano que tem esse probleminha, não digo que vai dar, mas é bom ficar atento a qualquer sinal de mudança no comportamento do câmbio pra não ficar no prejuízo depois, faz revisão e da uma pesquisada mais sobre esse problema, ja que é algo crônico que foi resolvido somente no facelift do cruze em 2014

      • Lucas de Lucca

        O Cruze da geração passada teve problemas com o câmbio 6T30 que também equipa outros GMs. Ele tem uma peças separadora dentro dele que é de plástico (!!!) e essa por volta dos 90 a 100 mil km começa a esfarelar e entope o filtro. Aí já sabe, filtro entupido, o fluído não chega onde de deveria e queima os discos. Aí é só passear de guincho e arcar com a manutenção =(
        O 1.4 atual usa a caixa 6T40 herdade do Malibu, mas pelo que vi ela também tem essa famigerada peça plástica. Não sei se melhoraram algo no material, mas assim espero.

        • Alexandre Nozawa

          então foi isso… e olha que esse infeliz dono do Cruze teve que arrumar o cambio pagou 10 paus para depois vender… tem gente que lê tudo isso e duvida, devem estar achando que somos trolls, de tão medonho é o mercado automobilístico, vão sair por aí dizendo que se lerem antes a internet, não compram carro (ou qualquer coisa) algum. o fato é que nesse mar de consumíveis, existem campos minados, e que cada um fuja deles se PODEM fugir com a experiência dos outros. continuo fã da Ford mas seria desonesto recomendar um carro ou qualquer outro produto com vício de produção.

          • Lucas de Lucca

            É nessa faixa mesmo o conserto, bem salgado. E você vê, era simples evitar isso, bastava a GM colocar no plano de manutenção do veículo aos 60 mil KM ou 3 anos a revisão da caixa, substituindo assim o fluído da transmissão e esse separador de plástico caso fosse necessário. Sairia muito mais barato que pagar os 10 mil reais para a reparativa depois (e note que o problema dando entre 80 e 100 mil km em 99% dos casos se dará fora da garantia e com o segundo ou terceiro dono) e assim evitaria transtornos para os donos e má fama em relação ao produto. Mas não, é pedir muito para uma montadora que sequer recomenda a troca do fluído da transmissão aqui no Brasil, sendo que no mundo todo as mesmas caixas 6T30 e 6T40 consta no plano de revisão do manual a troca a cada 40 mil milhas.

            • Matheus Girelli

              No manual do cruze consta a manutenção do câmbio, mas é com 80 mil Km.Talvez de pra enquadrar como vicio oculto aí a concessionária tem que dar 20 anos de garantia na caixa

        • Matheus Girelli

          Obrigado pelo aviso, sstá chegando a hora de revisar o câmbio do meu e vou mandar ver essa peça e o filtro.

          • Lucas de Lucca

            Cara revisa sim, evitará dores de cabeça no futuro com certeza. Coloca uma peça nova dessas e fluído novo e terá uma caixa perfeita por milhares de quilômetros no futuro =)

  • Vitor C

    Mesmo com os problemas no câmbio sanados ainda não é uma opção interessante para mim, primeiro pelo péssimo estaço interno para o porte do carro, depois pela montagem e acabamento deficientes.

    • Fábio Radicchi Belotto

      O espaço interno é ruim mesmo

    • andinmoraes

      Espaço pequeno pra pessoas altas ou gordas..
      Acabamento não é ruim apesar do preço do carro..

  • Fabio Marquez

    Amigo meu teve 3 Focus e um 1 Fiesta e todos eles deram problema no PS (superaquecimento, trepidação, pane total do sistema…), outro amigo meu teve um sedan, até indicação minha na época do lançamento e teve problema de trepidação… Carros fadados a micarem, com um rede de concessionários pífia, que mais atrapalham do que resolvem os problemas nos carros.

  • Anti-Hater

    23:59 – “mal sabendo que isso causaria um dos problemas mais perigosos que já tive em qualquer carro.”
    00:00 – “apesar dos problemas que tive, nunca foi necessário chamar uma plataforma para levá-lo, o que de certa forma, também o torna “confiável”.”

    Eita HAHAHA

    • Dherik

      ??

      • Anti-Hater

        “Um dos problemas mais perigosos” = “Confiável”

        • Dherik

          O problema mais perigoso que ele já teve não com que o carro não seja confiável.

          • Anti-Hater

            Ele disse que o carro é confiável porque nunca saiu de guincho, mas teve um problema perigoso. Ou o carro tem problemas perigosos ou é confiável, as duas coisas é impossível. É igual dizer que ele nunca morreu por isso, logo os problemas do carro não o tornam perigoso HAHAHA

          • 4lex5andro

            O que o AntiHater quis mostrar foi a incoerência no relato.
            Pois se o Focus deu problemas (e perigosos), como é confiável?

            P.s. É um dos melhores Ford já vendidos no país, mas nas versões de câmbio manual.

            • Dherik

              Ele disse que é o problema mais perigoso que ele já teve. O problema mais perigoso que já tive foi em uma correria dentada, mas nem por isto deixei de achar o carro confiável. Faz sentido agora?

  • Lucas

    É pagar 20k abaixo da Fipe pra arcar com os custos de uma possível manutenção no câmbio. Ainda assim parece ser um carro bom…

    • andinmoraes

      Se pegar na garantia, vale a pena se quiser se estressar com o carro parado na CSS, ligações pro SAC, etc…

      • Lucas

        Por 45 mil, que é o que estão pedindo nos Focus 2016 com 30 mil km, se compra o que? Civic 2010 com 150 mil km, Corolla 2009 com 230 mil km e daí pra pior. Há quem veja o Focus como uma opção a ser avaliada, afinal… Eu jamais compraria, mas entendo o motivo que leva alguém a fazê-lo.

        • andinmoraes

          não acredito que valha a pena mesmo sendo bem barato… é muito estresse MESMO! mas por esse valor aí eu pego um carrinho bom tipo Civic 2012+, Cerato 2013+… não tão rodados.. pelo menos aqui no RJ a oferta está melhor

  • TchauQueridos

    Esse carro é fantástico!
    Excelente esse motor !
    Pelo custo benefício é uma ótima opção.

    • Alexandre Nozawa

      só faltou vc comentar sobre o câmbio

  • Eric PB

    Cada um compra o que quer, mas um carro que com 50mil km já teve todos esses problemas e ser dito como otimo custo beneficio no segmento de usados é bobagem. Se já deu toda essa dor de cabeça, ficou sem o carro por dias, e por SORTE estava em garantia; imagina agora de quarto dono e fora da garantia e tendo que trocar logo logo tudo isso novamente por conta$$ própria, pois são problemas crônicos. É muita dor de cabeça a toa.

  • Daniel Lacerda

    Muito bom o relato e parabéns pelo carro. Uma pena todo este problema que a Ford enfrentou com o PowerShift, pois a ideia (automatizado de Dupla embreagem) é muito boa, pena que a execução não rendeu algo com um alto nível de confiabilidade.

  • Leonardo

    Cogitei comprar um desses, do mesmo modelo, mas teria que financiar uma parte e o tal do medo horrível do PS, não preocupo com desvalorização na revenda o problema é não conseguir vender, nem as lojas de veículos querem com esse cambio, se fosse essa versão e manual, teria me individado tranquilamente.

  • Aragones

    Melhor carro que já tive. Focus 2009 GLX 2.0 Duratec (Manual). Ainda pretendo ter um igual ao seu em em breve.

  • Leandro

    Uma dica de quem está no segundo PowerShift: não use muito o creeping, pra mover o carro, sempre acelere. No mais é curtir o carro. Ótimo custo benefício. Abca

  • Carlos AM

    Powershit não dá problema não, é coisa que falam da internet.
    Pode confiar!

    • Alexandre Nozawa

      ah falando para as pessoas nao confiarem na internet? otimo entao nao confiem no que esse Carlos AM fala hahaha!!! é simples basta perguntar a mecanicos, e nao aos cornos de plantão feito uns caras aqui que querem ferrar com pessoas honestas

      • Carlos AM

        Disse no sentido de quando existe algum tópico sobre o Powershift sempre aparece alguém dizendo que é mentira, que o câmbio não dá problema, que ele é maravilhoso, etc.
        Mas veja o exemplo da matéria onde o proprietário teve diversos problemas com o câmbio e lendo os comentários também se vê que inúmeras pessoas tiveram problemas semelhantes.

        • Alexandre Nozawa

          então entendi errado a sua msg, concordo 100% eu sou fanboy da Ford mas não posso indicar um Focus automático para ninguém infelizmente apesar do handling maravilhoso. Teria um manual como segundo ou terceiro carro.

  • Vitor Malheiros

    Já tive esse carro. Ótimo carro, mas o câmbio é, digamos, bem sensível. Uma pena que esse segmento tenha morrido no Brasil.

  • Leonardo Nunes

    Muito bom o relato e com relação a sua frase abaixo, tenho a mesma sensação depois que vendi o meu Titanium Hatch 2011 que ainda era o modelo anterior ao seu. Até hoje não peguei outro carro.
    “O que me leva a outra questão, que é, para qual carro trocar após ter experienciado um veículo tão bem equipado e tão gostoso de dirigir como o Focus.”

  • Cristiano

    Na vdd o segredo na compra de um carro usado é a manutenção e cuidado do dono anterior e de preferência um único dono anterior. Agora se o proprietário anterior foi negligente aí é problema certo. Agora não vejo problema na compra de um carro por ex. Com 2 anos de uso e 18.000 km, como foi o meu caso, pq tem pessoas que ficam pouco tempo com o carro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email