Carros premium até 50.000 reais

Carros premium até 50.000 reais

Você faz parte do grupo que prefere um carro usado e mais completo do que um modelo novo e pelado? Se esse for o seu caso, será que é possível comprar um carro premium com até R$ 50 mil?


Fazer essa escolha tem seus benefícios, o que inclui ter um automóvel cheio de equipamentos, mais espaço e conforto para todos os ocupantes e um conjunto mecânico bem superior aos populares.

Por outro lado, carros premium com muitos anos de uso certamente terão uma manutenção mais cara (incluindo a dificuldade de encontrar peças), valores absurdos para fazer o seguro e, em alguns casos, um consumo mais alto de combustível.

Pra quem não se importa com esse lado negativo, a dica é procurar com calma até encontrar um modelo que realmente tenha sido bem tratado e esteja conservado. Além disso, ver se as manutenções anteriores foram feitas é essencial (incluindo os recalls, se for o caso).

Então, quais modelos premium podemos destacar se seu orçamento tem o limite de R$ 50 mil? A lista abaixo responde essa pergunta. Ela foi feita com base na tabela Fipe e depois ordenada por ano de fabricação, sempre com imagens ilustrativas.

Confira!

Veja também: O que são carros premium? (O que é uma marca premium?)

Veja também: TOP 15: Os carros 0km mais baratos de marca premium no Brasil

Veja também: TOP 10: carros premium entre 150 mil e 200 mil reais

Volvo C30 2.0 AT 2012 – R$ 45.850

Carros premium até 50.000 reais

As duas primeiras posições em nossa lista, que está ordenada por ano de fabricação, são ocupadas por modelos da Volvo. O primeiro deles é o C30 2012, que nesse ano é tabelado em quase R$ 45,9 mil.

Esse modelo já tinha o visual renovado, que a marca trouxe para o Brasil em março de 2010. As mudanças incluíam nova grade, novos faróis, entradas de ar maiores, traseira renovada e mais detalhes em alumínio na carroceria.

Disponível na época em cinco versões, o Volvo C30 sempre vinha com controle de tração e estabilidade, freios ABS com EBA, airbags frontais, laterais e de cortina, ar-condicionado eletrônico, volante multifuncional, computador de bordo, som com CD, iPod e USB, acabamento em couro, rodas de 17 polegadas, entre outros.

O motor nessa versão é o 2.0 de 145 cv e 18,9 kgfm, com câmbio automático de seis marchas. Ele chega aos 100 km/h em 9,7 segundos e tem máxima de 205 km/h, com consumo urbano de 7,6 km/l e rodoviário de 10,1 km/l.

As versões mais caras contavam com o motor 2.5 turbo de 230 cv, tabeladas em R$ 57,4 mil nesse mesmo ano.

Volvo S60 T4 2012 – R$ 48.590

Carros premium até 50.000 reais

O outro modelo da marca sueca nas primeiras posições é o Volvo S60 T4, que tem motor 1.6 turbo de 180 cv e 24,5 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas e valor de tabela de R$ 48,5 mil.

Apresentado por aqui no Salão do Automóvel de 2010, e lançado em março de 2011, ele chegou inicialmente na configuração T6 3.0 Turbo. O preço dessa opção era R$ 169.900, algo bem distante do que vemos hoje.

Pouco depois, as versões T4 e T5 também foram lançadas. A versão de entrada já vinha com airbags laterais e frontais, frenagem automática de emergência, multimídia de 5 polegadas com Bluetooth e USB, oito alto-falantes, volante multifuncional, controle de tração e estabilidade, rodas de 16 polegadas, entre outros.

O motor 1.6 turbo dessa versão leva o sedã de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos, tem máxima de 225 km/h e consumo de 8,4 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada.

Se você procurar pela versão mais equipada T5, ainda terá piloto automático adaptativo, detector de pedestre, sensor de chuva, bancos em couro com ajustes elétricos e aquecimento e rodas de 17 polegadas. Seu motor é o 2.0 turbo de 240 cv e a tabela de 2012 indica um valor de R$ 55 mil.

Um detalhe importante: o Volvo S60 2012 passou por um recall (junto com o XC60) devido a problemas elétricos, onde os chicotes poderiam se soltar e causar falhas no airbag. Fique atento se a unidade que você está de olho reparou esse problema.

MINI One 2011 – R$ 50.600

Carros premium até 50.000 reais

Além do MINI Cooper, modelo mais conhecido da marca, o MINI One é outro que atrai aqueles que buscam um carro premium por um valor mais baixo. Aliás, esse modelo foi lançado por aqui em 2011 para ser exatamente a porta de entrada da marca.

Ele tem motor 1.6 de 98 cv e 15,3 kgfm, que substituiu o 1.6 16V de 120 cv usado pelo Cooper mais barato da época, sendo ligado ao câmbio manual ou automático.

Mesmo perdendo diversos itens para custar menos, ele ainda vem com ar-condicionado, direção elétrica, seis airbags, controle de tração e estabilidade, freios ABS com EBD, sistema de som, computador de bordo, faróis de neblina e rodas de 15 polegadas.

Um fato curioso é que o MINI One chegou ao Brasil por R$ 69.950, mas uma parceria da marca com um site de compras coletivas (febre na época) colocava uma unidade do modelo por R$ 34.975, o que gerou uma quantidade absurda de interessados.

Mercedes-Benz B200 2.0 Turbo 2011 – R$ 46.940

Carros premium até 50.000 reais

Aqui temos uma opção mais familiar: o Mercedes-Benz Classe B. As versões 2011 são as últimas antes de sua renovação visual, mas ainda tem diversas qualidades notáveis e um preço chamativo abaixo de R$ 47 mil.

Essa geração chegou ao Brasil em 2008, vindo na opção topo de linha citada aqui com sistema de som com MP3, entrada auxiliar para iPod e Bluetooth, controle por voz, rodas de 16 polegadas, ar-condicionado e direção assistida, além de um porta-malas com 544 litros.

O motor usado pelo Mercedes B200 é o 2.0 turbo de 193 cv e 28,5 kgfm de torque, com câmbio automático de sete marchas. Mesmo sem qualquer pretensão esportiva, ele chega aos 100 km/h em 7,7 segundos e tem máxima de 218 km/h. O consumo fica em 7,1 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada.

Além dessa versão, a marca alemã também vendia por aqui o modelo 2.0 aspirado, que entregava 136 cv e 18,8 kgfm, associado ao mesmo câmbio. Seu valor de tabela é de R$ 39,6 mil em 2010.

Land Rover Freelander 2 SE 3.2 4×4 2010 – R$ 45.450

Carros premium até 50.000 reais

Nenhuma lista de usados estaria completa sem ao menos uma opção entre os SUVs, o segmento mais procurado pelos brasileiros. Entre os carros premium até R$ 50 mil, o Freelander 2 pode ser uma opção.

Falando sobre a versão intermediária SE citada aqui, o modelo havia recebido faróis bixenon e bancos em couro com oito regulagens elétricas, itens que se juntaram a outros equipamentos, como nove airbags, controle de tração, freios ABS com EBD, controle de rolagem de carroceria e rodas de liga leve de 17 polegadas.

Debaixo do capô, o Freelander 2 oferece o propulsor 3.2 de 6 cilindros a gasolina, com 233 cv e 32,3 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas. O desempenho (aceleração em 8,9 segundos e máxima de 200 km/h) é bom, mas o consumo médio de 6,7 km/l assusta.

Além dessa versão, a linha 2010 do modelo da Land Rover ainda conta com as versões S (R$ 44.190), Sport (R$ 44.250) e HSE (R$ 53.340), todas com o mesmo conjunto mecânico.

Mercedes-Benz CLC 200 Kompressor 2010 – R$ 48.763

Carros premium até 50.000 reais

A Mercedes-Benz volta a aparecer em nossa lista com o CLC 200 Kompressor, que em 2010 é tabelado em R$ 48,7 mil. Esse modelo foi produzido em Juiz de Fora (MG) e era enviado para dezenas de mercados.

Com visual mais despojado que outros carros da marca na época, o CLC 200 K tem motor 1.8 de quatro cilindros, a gasolina, com 184 cv e 25,5 kgfm, aliado ao câmbio automático de cinco marchas.

Ele chega aos 100 km/h em 8,7 segundos, tem máxima de 231 km/h e não faz feio quando o assunto é seu consumo, que fica em 8,4 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada.

Sua lista de equipamentos é bem chamativa, com quatro airbags, freios ABS, controle de estabilidade, bancos esportivos, multimídia colorida com Bluetooth, suspensão esportiva Direct Control (com amortecedores especiais que melhoram a estabilidade conforme o uso), entre outros.

BMW 120iA 2.0 AT 2010 – R$ 49.850

Carros premium até 50.000 reais

Além da Mercedes-Benz, outras marcas alemãs também marcam presença por aqui. A BMW, por exemplo, tem o Série 1 2010 como seu representante abaixo dos R$ 50 mil.

Depois de ser lançado mundialmente em 2004, ele recebeu um facelift em 2007 que seguiu até o modelo 120iA 2010 que temos nessa posição. Ele chama a atenção por oferecer tração traseira, algo raro entre os hatches compactos.

Esse BMW vem com ar-condicionado, direção hidráulica, controle de tração, seis airbags, rádio com CD, volante ajustável em altura e profundidade, bancos com ajuste de altura, volante multifuncional e rodas de 16 polegadas.

O motor do alemão é o 2.0 de 156 cv e 20,4 kgfm, com câmbio automático de seis marchas. Além da diversão da tração traseira, seu desempenho agrada: aceleração de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e máxima de 213 km/h.

O consumo é apenas razoável, com média urbana de 7 km/l e rodoviária de 11,3 km/l. Além disso, vale destacar que o espaço interno traseiro é apertado, não sendo um carro indicado para famílias.

Audi A3 Sportback 1.6 2009 – R$ 50.200

Carros premium até 50.000 reais

Depois de falar do BMW Série 1, é até natural citar seu concorrente Audi A3 Sportback. O modelo de Ingolstadt precisa voltar para 2009 para entrar no orçamento dessa lista (ou quase isso), sendo tabelado em R$ 50,2 mil.

Por outro lado, foi exatamente nesse ano que a Audi renovou seu visual, especialmente na dianteira. Ele ganhou novo para-choque, faróis de xenônio com LEDs diurnos, repetidores de seta e novas lanternas.

Se você optar por essa configuração de entrada, terá o motor 1.6 de 102 cv e 15,1 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas e um desempenho mais modesto (12,2 segundos para atingir 100 km/h e máxima de 185 km/h), além do consumo médio de 9,5 km/l.

Uma vantagem desse modelo da Audi é que as versões mais caras, equipadas com motor 2.0 turbo de 200 cv e 28,5 kgfm, sobem o valor de tabela para R$ 54,7 mil, o que não fica muito longe numa negociação.

Volvo XC60 3.0 2009 – R$ 48.180

Carros premium até 50.000 reais

A penúltima opção em nossa lista nos leva de volta ao mundo dos SUVs, tendo como oferta o Volvo XC60 2009. Com motor 3.0 e tração AWD, ele é tabelado em R$ 48,1 mil em qualquer versão.

Vendido pela marca como seu carro mais seguro até então, o SUV chegou ao Brasil nas versões Comfort, Dynamic e Top, todas com motor 3.0 turbo de 285 cv e 40,8 kgfm, associado ao câmbio automático de seis velocidades.

Mesmo pesando 1.825 kg, ele chegava aos 100 km/h em 7,5 segundos e tinha máxima de 210 km/h. Por outro lado, as idas constantes ao posto de combustível são inevitáveis com seu consumo médio de 6,8 km/l.

O modelo “brasileiro” vinha com frenagem automática de emergência (City Safety), sensor de ponto cego, controle de estabilidade e tração, airbags frontais e laterais, controle anticapotamento, volante multifuncional, central multimídia, entre outros.

Assim como o S60, o utilitário também sofreu com recalls nesse ano, com problemas no comando da bomba de combustível e no cinto de segurança do motorista. Fique atento se o modelo que você procura resolveu tudo isso.

BMW 330i 3.0 Top 2006 – R$ 50.300

Carros premium até 50.000 reais

Fechamos nossa lista com aquele modelo que pode parecer uma loucura para qualquer pessoa sensata, mas que apela para o coração de quem gosta. Quem ocupa tal posição aqui é o BMW 330i.

A quinta geração do alemão (E90) é bastante procurada por quem desejar estacionar um modelo premium na garagem sem gastar tanto. Dentre suas versões, as opções com seis cilindros (325i e 330i) são as mais divertidas.

O motor 3.0 entrega 258 cv e 30,6 kgfm de torque, tendo câmbio automático de seis marchas e tração traseira. Aqui temos o melhor desempenho entre os modelos dessa lista, com aceleração até os 100 km/h em 6,3 segundos e máxima de 250 km/h. Ah, o consumo também não é dos piores, com média de 8,8 km/l.

O alemão vem com ar-condicionado digital dual zone, volante multifuncional, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, bancos elétricos, sistema de som com subwoofers, faróis de xenônio, controle de estabilidade e rodas de 18 polegadas.

Mas fique ligado na manutenção, pois o valor das peças é bem alto e elas dificilmente são encontradas a pronta entrega, sendo necessário esperar um tempo até chegarem.

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.