*Destaque Manutenção

Como calibrar os pneus do carro corretamente

pneus-calibrar Como calibrar os pneus do carro corretamente

Os pneus são um dos principais componentes de um veículo que devem ser sempre verificados para melhorar o desempenho e o consumo de combustível, por exemplo, além de, sobretudo, a segurança dos passageiros. Afora isso, a pressão abaixo da recomendada reduz a durabilidade do pneu em pelo menos 8 mil quilômetros.



Segundo dados, aproximadamente metade dos carros circulam no território nacional com a pressão abaixo ou acima dos limites corretos.

Para manter os pneus sempre em perfeito estado, é preciso ter uma série de cuidados. Confira abaixo algumas dicas para calibrar os pneus do seu veículo:

Use a pressão indicada pelo fabricante

Andar com os pneus calibrados de forma incorreta pode trazer uma série de consequências para a durabilidade do produto como também para outros componentes do veículo. Entre os problemas, está o desgaste prematuro dos terminais de direção, perda de estabilidade em curvas, aumento do consumo de combustível, maior desgaste dos pneus, direção pesada e perda da capacidade de manejo, desgaste mais acentuado no centro de rodagem dos pneus, entre outros.

Portanto, lembre-se sempre de calibrar os pneus do seu carro corretamente, sempre olhando as especificações do fabricante. Tal informação pode ser verificada no manual do proprietário do veículo e também em etiquetas espalhadas pela carroceria do veículo, como na parte interna das dianteiras, nas colunas “B” e na tampa do tanque de combustível.

Em dias de chuva, a calibragem correta faz uma diferença ainda maior. Pneus calibrados com pressão abaixo do recomendado favorecem a aquaplanagem (perda total de aderência devido à água na pista).

Já com pneus calibrados com pressão acima do recomendado, há maior desconforto para o motorista e demais passageiros, além de causar maior desgaste para a suspensão do veículo. A área de contato dos pneus com o solo também diminui, reduzindo a aderência e aumentando os riscos de acidentes.

etiqueta-pressao-veiculo Como calibrar os pneus do carro corretamente

Calibre os pneus seguindo o peso que o carro está carregando

Ainda no manual do proprietário do veículo e em etiquetas na carroceria, é possível ver duas opções de pressão para o pneu: uma com duas pessoas e uma mala, indicando a carga mínima, e outra com várias pessoas e várias malas, indicando a carga máxima. Portanto, como as próprias ilustrações indicam, os pneus devem ser calibrados de acordo com o peso que o carro está carregando.

Além do peso, é importante considerar a posição do pneu, já que a pressão varia de acordo com o eixo dianteiro e o traseiro.

Calibre com os pneus frios

A pressão indicada pelos fabricantes é sempre quando o pneu está frio (próximo da temperatura ambiente). Neste caso, as partículas de ar dentro dos pneus estão mais estáveis. Ao calibrá-los nessas condições, as oscilações são pequenas, tornando a calibragem mais eficaz.

Para garantir que os pneus estejam frios no momento da calibragem, certifique-se que você rodou, no máximo, três quilômetros da sua casa até o posto de combustível, por exemplo. No entanto, se isso não for possível e se os pneus já estiverem “quentes”, coloque 2 a 4 psi a mais que o recomendado pelo fabricante.

Verifique a pressão toda semana

Recomenda-se verificar a pressão dos pneus e calibra-los toda semana ou, no máximo, a cada 15 dias. Como citamos anteriormente, dê preferência para calibrar os pneus quando eles estiverem frios, ou seja, que tenham rodado até três quilômetros até o local em que o procedimento será realizado.

É importante ainda verificar a pressão sempre antes de pegar a estrada ou viagem longa.

pneu Como calibrar os pneus do carro corretamente

Experimente calibrar os pneus com nitrogênio

Usar nitrogênio ao invés de ar comprimido para calibrar os pneus do seu carro pode ser uma ótima alternativa. O gás nitrogênio consegue manter a pressão do pneu mais correta por um tempo maior e qualquer mudança de pressão será bem pequena, caso ela ocorra. Como resultado, o pneu pode sofrer menos desgaste, já que a pressão se manterá dentro dos limites estabelecidos pelo fabricante por muito mais tempo.

O ar comprimido tem como principal desvantagem a umidade elevada em sua composição. Com isso, quando aquecido, ocorre evaporação, ocasionando o aumento da pressão.

Mesmo com o uso do gás nitrogênio nos pneus, é preciso sempre realizar a inspeção da pressão.

Em alguns casos, vale mudar a pressão dos pneus

Você não precisa rodar com os pneus utilizando sempre a pressão indicada pelo fabricante. No caso de algumas condições, é permitido reduzir a pressão, como em lamas, para aumentar a área de contato do pneu com o solo, aumentando a capacidade de flutuação, e em areia, para aumentar a atração. Já em rochas ou água, recomenda-se manter a pressão utilizada convencionalmente.

Não se esqueça do estepe!

Muita gente costuma se lembrar apenas dos quatro pneus usados pelo carro e acabam deixando de lado o estepe. Se você for uma dessas pessoas, comece a ter o hábito de calibrar sempre o pneu do estepe, para que ele esteja em perfeitas condições quando você passar por uma situação de apuros, principalmente em uma rodovia durante uma viagem.

Portanto, ao parar ao lado do aparelho para calibragem, lembre-se de calibrar também o pneu do estepe. Neste caso, é recomendado calibra-lo com uma ou duas libras a mais que o indicado pelo fabricante, já que ele ficará armazenado no porta-malas e pode esvaziar rapidamente por não estar sendo utilizado.

Os pneus do meu carro estão murchando rapidamente. E agora?

Se você calibrou os pneus do seu carro e poucos dias depois ele já está murcho, é provável que exista algum problema. Fique atento a uma possível perfuração acidental por vidro ou prego, por exemplo, além de um problema na válvula, que deve ser trocada a cada mudança de pneu, ou até mesmo a roda, que deve ser limpada a cada troca de pneu.

Verifique a pressão dos pneus quando eles estiverem frios, sem uso por no mínimo duas horas ou quando ele percorreu menos de três quilômetros em baixa velocidade.

Onde calibrar os pneus?

Você deve ter respondido: nos postos de combustível, oras! No entanto, há outros lugares que dispõe do aparelho de calibragem para os pneus, como lojas que vendem pneus ou em oficinas especializadas em serviços automotivos.

Os postos de combustível costumam ser um dos lugares menos confiáveis para realizar a calibragem dos pneus, já que muitos deles não ajustam e regulam precisamente os aparelhos com frequência, podendo fazer com que você calibre os pneus do seu carro de forma incorreta.

Portanto, procure experimentar calibrar os pneus em outros lugares ou ainda mudar sempre o posto de combustível.

balanceamento-alinhamento Como calibrar os pneus do carro corretamente

Outras dicas para aumentar a durabilidade dos pneus

Além de calibrar os pneus, você precisa ficar atento a outros pontos para aumentar a durabilidade dos mesmos. Um deles é a validade: sim, os pneus também têm data de validade. Os pneus têm data de validade de cerca cinco anos após a data de fabricação. Para verificar qual é a validade do pneu do seu carro, basta olhar os quatro dígitos nas laterais, indicando a semana e o ano de fabricação. Portanto, como exemplo, pneus fabricados em fevereiro de 2016 (0216) têm validade até aproximadamente fevereiro de 2021.

Vale ainda realizar o alinhamento, processo de regulagem da direção e suspensão do veículo, que impacta diretamente na vida útil dos pneus (fazendo você economizar dinheiro, já que os pneus vão durar mais), além de tornar a direção mais leve, já que haverá menor resistência de rolamento, e proporcionar maior controle de direção, aumentando a segurança do veículo.

Se a direção do seu veículo puxa para um lado ou o carro tende a ir para um lado quando está em linha reta, se os pneus fazem barulho nas curvas ou se o volante não está centralizado, o seu veículo precisa passar por um alinhamento urgentemente!

É necessário ainda realizar o balanceamento, processo de compensação feito para equilibrar o conjunto do pneu e rodas do veículo, que permite que a roda gire sem provocar vibrações nos veículos em determinadas velocidades. Quando há desbalanceamento no veículo, a direção torna-se instável e ocorre um desgaste irregular dos pneus.

Entre os sinais que demonstram que é necessário realizar um balanceamento estão: vibrações no veículo ou trepidação no volante ao alcançar velocidade média de 60 km/h.

Faça ainda o rodízio, troca periódica de posição dos pneus nos eixos, que proporcionará o desgaste mais uniforme, prolongando a vida útil dos pneus e assegurando o bom comportamento do veículo.

Se percebermos que os pneus do eixo dianteiro estão um pouco mais gastos que os pneus do eixo traseiro ou vice-versa, é sinal que deve ser realizado o rodízio dos pneus entre os eixos. Já se os pneus de um lado estão desgastando mais que do outro, é necessário inverter os lados dos pneus. Já se os dois fatores são constatados ao mesmo tempo, deve-se fazer um rodízio em “X”.

[Imagens: Reprodução]

[Matéria publicada em 11 de janeiro de 2011 e atualizada em 21 de outubro de 2016]

  • LuccasVillela

    Calibrar o pneu é um saco, suja a mão, mas faço quase toda semana, tá sempre certinho *.*

    • Cil

      Suja a mão?? Onde você está calibrando? Aqui em Aracaju, uma das cidades "menos glamurosas" do nordeste, eu que sou mulher, calibro os pneus do carro sem me sujar.

      • mbarbosa697

        Ele deve falar por conta dos residuos que ficam na valvula,geralmente por conta do uso das pastilhas de freio.

      • cepereira2006

        Pedindo para o frentista?

      • Stéfano

        Sua roda não suja? Eu ein

        • Edson Fernandes

          E se ela calibrar depois de lavar? Ai não suja :)

      • T1000

        Alguns fabricantes usam pastilhas que não liberam resíduos, aí vc não se suja. É o caso dos Hyundai, Toyota, Honda, etc..

        • cepereira2006

          O Honda também suja. Na verdade nunca vi freio a disco que não liberasse aquela poeira preta. Você tem certeza?

  • Pardalr

    É complicado lembrar sempre de itens básicos do carro como pressão dos pneus, mas a longo prazo vem a recompensa.

  • Witel

    Depois que eu calibrei com nitrogênio, tenho esse tal problema de preguiça, mas agora não me encomodo mais, é uma beleza, pago 5 reais para calibrar todos os pneus a cada 2 meses, e é incrível como é estável, vária no máximo 1 libra.

    • Edson Fernandes

      Atualmente é com maior dificuldade o uso de nitrogenio em postos. Mas antes era possivel com certeza facilidade.

      • anderson

        Por favor vamos esclarecer e retificar essa matéria, pois pneu não tem data de validade, pneu tem 5 anos de GARANTIA DO FABRICANTE. Não existe prazo de validade para pneu. Após muitos anos sem uso (principalmente se montados em carros parados ou muito pouco usados) os pneus costumam ficar ressecados e tendem a ser extremamente inseguros. Não existe qualquer regra para se determinar este prazo de validade, pois ele depende de muitos fatores variaveis, como qualidade da marca do pneu, forma de utilização (ou não utilização), varições de temperatura ambiente ou de uso, aplicação de produtos quimicos em eventuais limpezas do veiculo, etc.
        O fato é que esse papo de 5 anos de validade pra pneu é conversa pra te convencer a trocar os pneus …

        • Edson Fernandes

          Bem infelizmente nesse caso apenas eu como moderador não tenho muito o que fazer. Mas agradeço a informação porque ao menos para mim foi deveras util.

  • MythBH

    Eu sempre me esqueço..alias tenho q calibrar deve ter uns 2 meses q nem olho isso! :o

    • Fernando S.

      Eu calibro 1 vez por mês e coloco 2 libras acima do recomendado.

      • Alexandre

        Eu calibro uma vez por semana e sempre com duas libras abaixo… Ando com o carro na maior parte das vezes vazio.

      • João Cagnoni

        Eu não colocaria acima do limite, pode ser até mais prejudicial do que abaixo.

  • danielGT

    Depois que coloquei pneus Yokohama no meu carro nem variação existe. Troquei pelo já interessantes brigstone (não lembro que serie) que estavam com menos de 10.000km rodados…parece locura mas a diferença é gritante de um para o outro fora que faz 3 meses que eu não calibro os pneus por não precisar (vou na bomba e tá lá a medida que deixei da ultima vez). Um amigo que tem Hankook no carro dele também diz que é a mesma coisa, fora que nestes tempos de chuva em SP vc sente a diferença de um pneu bom para um meia boca…..nunca mais coloco outro pneu a não ser Yokohama, Hankook ou Toyo (este ultimo é mais para esportivos que alcançam grande velocidade).

    • Wellison_

      Tenho o Pirelli P6000 215 17" no Punto, calibro 1 vez por mes e a variação sempre é de uma ou duas libras.

    • leandro

      Papo de vendedor… Pneu Michelin é muito bom sim, talvez o melhor, mas muitas vezes não justifica a diferença de preço..
      dentro de uma marca tem pneus de melhor e pior qualidade, com Michelin não é diferente

    • fredggp

      Isso depende da válvula também, não necessariamente só do pneu…

  • Matheus Morais

    O carro fica mais leve, consome menos, por isso sempre calibro a do meu carro de mão!

    • Erivaldo

      kkkkkkkkkkkk

  • 023lucas

    Eu trabalho no Michelin e vou falar apenas uma coisa.

    Entre o seu valioso carro que você batalhou a vida inteira para comprar e o asfalto só tem pneu. Não adiante ter ABS EBS,etc….. se seu pneu for uma bosta ou estiver careca.

    Pense nisso antes de comprar apenas um pneu preto e redondo para colocar no seu carro. Lembre-se que o pneu é responsável pela
    Frenagem
    Consumo de combustível
    Segurança
    Sistema de amortecimento
    Nível de ruído

    Pneu de carro não foi feito para ser reformado ! Nunca nunca na sua vida compre um pneu REMOLD ! Prefira um pneu nacional de qualquer marca.

    Mais lembrem-se a montadora coloca o pneu mais barato não o melhor pneu que ela poderia colocar. Pois o custo do carro não altera independente do pneu.

    • Paulo_Ricardo

      existem remolds bons, é só se informar bem. mas é akilo…

      remolds não são pneus de performance, então pra quem anda acima do limite não é recomendável. e o benefício dos remolds vão além do baixo preço pois arruma uso praquele monte de pneu velho sem serventia que seriam jogados em um aterro qualquer.

      aos que pensam que asfalto tem pneu velho em sua composição, enganou-se denovo pois não tem, agora que está sendo testado isso mas em curitiba.

      • Zé Mundico

        Desculpe, mas pneu remold é uma tremenda furada.
        Concordo que é mais barato e nesses tempos de liseira pode ser uma opção. Até entendo que para uso apenas urbano pode quebrar o galho, mas no fim das contas não compensa.
        Já usei pneus remold num Bora e numa Ranger que tive e não vi vantagem. A partir de uma certa velocidade era só tremedeira no volante e trepidação na suspensão. O carro parecia que estava sambando.
        Achei melhor me livrar disso, fazer um sacrifício e comprar pneus de marcas reconhecidas.
        Foi um barato que acabou saindo caro.
        Mas vai de cada um.

        • SDS SP

          Pois é, no dia em que eu precisar fazer esse tipo de economia para trocar os pneus, eu fico sem carro.

    • Hank Moody

      FALOU TUDO! Lucas. É isso e ponto.

  • AlexandreCE

    Uso Goodyear GPS 3 Sport, aro 15". Um saco ter que semanalmente calibrar. A suspensão do fit é dura…. qdo os pneus precisam de calibração eu sinto muito facilmente que é hora de parar num posto. Mas isso é irritante… por demais!!!

    • Alexandre Maciel

      Sentia a mesma coisa quando tinha o Fit. Por sinal, achava esses pneus péssimos; na época eles eram os únicos da medida do Fit.

      • Edson Fernandes

        Interessante isso. Eu sempre senti qualquer variação de comportamento do carro pela calibragem! E é por isso que faço toda semana. No meu caso que rodo muito em cidade (e muito buraco) sempre está 1 ou 2 libras para menos quando calibro novamente.

  • Cil

    Troquei os pneus originais do picanto 165/60 por Michelin 175/65, e estou calibrando com as medidas do pneu original, mas acho eu que isso é incorreto. Existe alguma regra para calibrar os pneus quando eles são de outro tamanho que não o indicado pelo carro?

    • Normalmente, para a cidade, usa-se 28 a 30
      Você podia nos passar sua opinião sobre o Picanto né?

      • Cil

        Eu posso sim, mas é que entrei de férias então acaba que não tô rodando muito… daí acho que a opinião de dono não seria tão válida com o carro com tão baixa km (600 km). Eu tenho as primeiras impressões do carro que essas eu posso passar caso você queira.

    • Puxa, vc acabou de tirar em.
      Então, vc podia ir enviando as informações se ocorrer qualquer problema, como faz a QR no Longa Duração.
      Pode mandar as primeiras impressões sim, será legal saber como foi a primeira reação com o carro.
      Quem sabe até uma entrevista talvez.

    • Zé Mundico

      Agora você está usando pneus “maiores”, então teoricamente deve usar uma calibragem mais alta.
      A diferença é irrisória , mas talvez umas 2 libras a mais.

      • Racer

        O pneu maior vai ter mais ar, mas não necessariamente pressão diferente. Meu carro tem a possibilidade de vir com 3 medidas diferentes de pneu (de fábrica) e todos tem a mesma pressão recomendada.

        • Louis

          Correto, a pressão não depende do tamanho. Tanto é que na bicicleta coloco mais pressão que no carro.

    • cepereira2006

      Se quiser eu posso te passar a calibragem do Up, que tem porte e peso parecido com o teu carro e tem opção de pneu 175. No meu veio 185, mas eu sei que no manual indica a pressão para os Ups de pneus 175.

    • invalid_pilot

      Lógico que não ta errado, a pressão independe da medida do pneu

    • ronaldo batista

      Que tamanho de aro são esses pneus? Os novos e os velhos?
      Se forem 14″…
      Apresentam um erro de 5%….O que compromete a relação do cambio entregue nas rodas e inclusive a marcação da velocidade real no velocimetro.

  • 3dimensional

    Uso e recomendo Yokohama e Fate. (Fate faz mais barulho)
    E pra uso urbano sempre inflo mais o pneu da frente pois é onde geralmente está o maior peso do carro. (motor)

  • konnyaro

    Uma pergunta para o pessoal:
    Já aconteceu com vocês dos pneus do lado do passageiro gastarem mais rápido que do lado do motorista? Tipo, enquanto que um atingiu o twi o outro lado ainda rodaria uns 10000 Km ainda, isto porque faço rodizio frente/traseiro do mesmo lado apenas, pois diziam antigamente que pneu radial não poderia inverter o sentido de rodagem por causa do assentamento das lonas.
    Percebi isto no meu carro e a loja onde faço alinhamento e rodizio a cada 10000 Km diz que é normal, pois acontece com a maioria dos carros.
    Já aconteceu com alguém isto ou seria lorota da loja para justificar alinhamento nas coxas?

    Outra pergunta seria se alguém conseguiu rodar a mesma kilometragem do pneu original que veio com o carro ao substituir por pneus da mesma marca e modelo… No meu caso o segundo jogo durou 10000 km menos que o original…

    • wagner

      Aqui temos veículos tipo van para passageiros, e é verdade que os pneus do lado direito gastam mais do que os pneus do lado esquerdo !, a explicação para isso (segundo a empresa que faz a manutenção das vans) é que no dia a dia sempre existirá mais manobras de esterçamento para o lado esquerdo, assim os pneus do lado direito sofrem um maior carga durante as manobras gerando um maior desgaste.
      Em relação aos pneus originais do veículo durarem mais do que os outros é que quando o veículo é 0km tudo esta em ordem na suspensão (buchas, amortecedores, pivôs, terminais, etc..etc..) então a probabilidade de que o pneu dure mais é maior. Depois de uns 80 mil KM troca-se os pneus mas normalmente não se troca itens da suspensão que não necessariamente estariam defeituosos, mas que já sofreram um desgaste natural pelos km rodados e então isso reflete diretamente na durabilidade do novo jogo de pneus que fatalmente será menor que o jogo de pneus anterior…

    • Louis

      Do lado direito tende a gastar mais, porque as ruas têm uma leve inclinação para não acumular água da chuva, e a inclinação é para o lado direito (da sarjeta / calçada). E também, as rotatórias são todas no sentido anti-horário, que faz com que o peso do carro seja projetado para o lado direito. Em países de mão invertida (Japão, Inglaterra por ex.) os pneus do lado esquerdo devem gastar mais.

  • expoJapãoAcelLondrina

    eu calibro 32

  • Fernando S.

    N.A. há um erro grave na matéria. Se o pneu tiver DOT 0216 significa q foi fabricado na SEGUNDA SEMANA de 2016, e não em fevereiro de 2016

    • Rafael

      Exatamente! Os dois primeiros dígitos indicam a semana que foi fabricado. Então é comum encontrar, por exemplo, DOT3216. Significa que foi fabricado na 32° semana do ano de 2016.

      Na prática já andei com pneu vencido. Em 2008 comprei um Fiesta 2003 equipado com o Pireli, não lembro qual “P”, 5 anos de uso e com pneu original, ou seja, vencido. Na cidade estava ok. Na primeira viagem que fiz andando a 110 ou 120 km/h de cruzeiro parei pra lanchar, dois dos quatro pneus vencidos tinham desgastado de uma maneira absurda. Chegou a aparecer em deles aquele nylon, arame, sei lá o que. Rodei cerca de 100 km assim mesmo, trocando o mais critico deles pelo step. Chegando ao destino troquei os 4 por novos. Foi daí que passei a acreditar na validade de pneu.

  • Osni Duarte

    Vi em alguns comentários, ao lado dos nomes dos comentaristas, “6 anos atrás”. É repeteco de um post antigo ou é erro? Tem gente hoje fazendo perguntas para pessoas que talvez nem acessem mais o site! Eu mesmo já ia fazer uma…

    • Andrew B.

      Sim,matéria de janeiro de 2011,atualizada ontem…

  • João Holmes

    Essas exumações de post causam esses papos malucos nos comentários.

    • SDS SP

      E uma galera respondendo comentários feitos a mais de 6 anos por gente que nem acessa mais o fórum rs

      • Edson Fernandes

        Eu vou falar com o Eber para ver se não é possível criar uma separação para os comentários da epoca com os atuais.

        Ou então, como o sistema é Disqus, pode-se desativar comentários em cima dos antigos e só permitir aos comentários atuais. Assim evita essa confusão.

        Mas lhe confesso que só olhei isso agora e estranhei novamente os comentários feitos.

  • João Cagnoni

    Carro eu já andei até de pneu furado sem perceber, mas quero ver andar com a bicicleta só um pouco descalibrado rsrs

  • Eng Turbo

    Somente um adendo para o caso de MOTOS de alta cilindrada: (>600)
    As recomendações de pressão dos pneus informadas pelo fabricante, normalmente são para casos extremos:
    – Piloto + Garupa + Bagagem (Somando mais de 150 kg)
    Se vc anda sozinho, use SEMPRE pressões abaixo do recomendado. Um bom exemplo é que uma determinada moto, a pressão do pneu traseiro é de 42 lbs (Independente da condição), porém em testes em track day chegamos a pressão “ideal” em 32 lbs…é MUITA diferença de pressão, grip e performance.

  • Lúcio Maia

    Alô, NA, a informação que consta na matéria a respeito da data de fabricação me parece estar inconsistente. Até onde sei 0216 não informa que foi fabricado em fevereiro e sim na segunda semana de 2016. Poderiam confirmar? Abraço.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend