Conheça os futuros motores que Toyota, Subaru e Mazda farão no Japão

toyota motor 1
toyota motor 1

Recentemente Toyota, Subaru e Mazda revelaram ao mundo sua posição de manter os motores a combustão para a posteridade e esse manifesto em prol da queima de combustível foi mostrada na forma dos próximos propulsores das três marcas japonesas.

Não se tratou de um simpósio de engenharia automotiva, mas uma reação a tendência que surgiu sobre os carros elétricos serem a opção definitiva para o futuro, que moveu (e ainda move) mercados importantes como os EUA, Europa e China.

toyota motor 4
toyota motor 4

Assim, elas mostraram suas próximas tecnologias e é delas que falaremos brevemente aqui. A Toyota, por exemplo, desiste do motor de três cilindros ao apresentar um novo motor de quatro cilindros 1.5 litro com injeção direta de combustível.

Provavelmente esse motor terá uma evolução do Dynamic Force, com injeção dupla, porém, com alta taxa de compressão, algo entre 15:1 e 16:1 para gasolina, fora o uso do ciclo Atkinson ou mesmo algo como o Miller.

toyota motor 2
toyota motor 2

Potência? Provavelmente entre 120 e 130 cavalos para suprimir o atual, com bom torque em rotações mais baixas. Deve chegar preparado para queimar GNV, GLP e também hidrogênio sem exigir muitas mudanças, assim como Flex, é claro.

Sua versão híbrida (o conjunto motriz) deve suplantar o atual 1.8 HSD, tornando assim o novo 1.5 HSD como um padrão para os carros híbridos mais populares da Toyota, queimando novos combustíveis sintéticos e vegetais.

Já o outro motor da Toyota é um 2.0 litros com turbo compressor e injeção dupla, sendo uma proposta tentadora de poder para a Gazoo Racing, haja visto que até a tampa de válvulas em vermelho indica um motor de performance.

subaru motor boxer híbrido 2
subaru motor boxer híbrido 2

Ele superará certamente o famoso G16E-GTS e com números que podemos apenas imaginar, como algo entre 320 e 400 cavalos, quem sabe até mais de 421… O que tiraria o título do M139 da AMG, de 2.0 mais potente do mundo em produção seriada. Será?

A Mazda evitou falar de seus motores atuais, a linha Skyactiv que, sabemos, usa alta compressão mesmo na gasolina e que o conceito HCCI (Homogeneous Charge Compression Ignition) foi adicionado ao Skyactiv-X, mas com vela para ignição de partida.

O que ela destacou lhe é mais desafiador, o motor rotativo Wankel de nova geração, que superará o antigo em emissões de poluentes, algo que sempre foi o calcanhar-de-aquiles desse conceito de propulsor, que vitimou o Mazda RX-8.

mazda novo motor rotativo 1
mazda novo motor rotativo 1

Agora, o novo Wankel da Mazda estará num conjunto híbrido para gerar força e recarregar bateria, possivelmente com sua emissão adicional em comparação com o Skyactiv (exceto se eles conseguiram o contrário) será amenizada pelo uso de energia elétrica em parte do tempo.

Já a Subaru mostrou um novo motor boxer de quatro cilindros que ainda não sabemos até onde evoluiu, mas coisas como injeção direta, alta compressão, dupla injeção e ciclo de queima mais eficiente podem estar no cardápio.

Com a CVT Lineartronic e o sistema S-AWD, esse conjunto híbrido da Subaru deve queimar novos combustíveis, como o rotativo da Mazda e os em linha da Toyota.

Novos motores Toyota, Mazda e Subaru – Galeria de fotos

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X